17 de julho de 2024

CACELLAIN OLIMPÍADAS COPA DO MUNDO JOGOS AO VIVO

Olimpíadas, Prognósticos, palpites de futebol ESCALAÇÕES E NOTÍCIAS, Prognósticos, palpites de futebol ESCALAÇÕES E NOTÍCIAS Blog do Apostador on-line, dedicado a dicas das melhores casas de apostas, prognósticos e palpites de partidas de futebol no Brasil e Mundo

Autoridades nacionais e estaduais de meio ambiente debatem ações de combate aos incêndios no Pantanal

3 min read

O secretário extraordinário de Controle de Desmatamento e Ordenamento Ambiental Territorial no MMA (Ministério do Meio Ambiente), André Lima, coordena nesta terça-feira (18) em Campo Grande uma oficina para debater Ações e Planejamento Integrado para o Enfrentamento dos incêndios Florestais no Pantanal. O encontro que ocorre durante todo o dia, na Sala do Centro Integrado de Comando e Controle Estadual/Sejusp/MS, reúne com representantes dos governos de MS e de MT e dos Corpos de Bombeiros para avançar na identificação de prioridades, análise da situação e articulação das ações de campo para o combate aos incêndios no Pantanal sul-mato-grossense. Já foi realizado encontro em Brasília, e outro está previsto para este mês em Cuiabá.

O secretário-executivo de Meio Ambiente, Artur Falcette, da Semadesc (Secretaria de Estado de Meio Ambiente, Desenvolvimento, Ciência, Tecnologia e Inovação), participa do encontro juntamente com o diretor-presidente do Imasul, André Borges, e o comandante do Corpo de Bombeiros de MS, Coronel Frederico Salas, além de todas as entidades que atuam no combate ao fogo em Mato Grosso do Sul como Corpo de Bombeiros Militar, Prevfogo, ONGs, ICMBio representantes do Governo do Mato Grosso, técnicos do Ibama e Imasul, entre outros.

O objetivo do encontro é alinhar ações de combate aos incêndios no Pantanal sul-mato-grossense. A iniciativa faz parte do pacto de alto nível firmado com governadores dos Estados do Cerrado para combater o desmatamento no bioma.

Secretários André Lima (à direita da foto), do MMA , e Arthur Falcette, da Semadesc

O governo federal criou, no último dia 14, uma sala de situação para ações de prevenção e controle de incêndios e secas em todos os biomas, com foco inicial no Pantanal. É a primeira reunião do grupo. Estão previstas medidas como ampliação de recursos e simplificação do processo para contratação de brigadistas, equipamentos e aeronaves, entre outros. A sala de situação funcionará no âmbito da Comissão Interministerial Permanente de Prevenção e Controle do Desmatamento e Queimadas, recriada pelo presidente Lula em 2023. A comissão presidida pela Casa Civil reúne 19 ministérios, com o MMA na secretaria-executiva.

“Nosso Estado tem avançado nesse combate, mas precisamos de uma parceria com o governo federal em curtíssimo prazo para ampliar estas ações. Esta situação não diz respeito somente ao Estado, mas é uma pauta do País. Temos expectativa de articular ações e recursos para ajudar neste trabalho”, destacou Falcette.

O secretário Andre Lima explicou, na abertura do encontro, que a decisão ocorreu após reunião com o presidente em exercício, Geraldo Alckmin, no Palácio do Planalto. Participaram a ministra Marina Silva, os ministros Ricardo Lewandowski (Justiça e Segurança Pública) e Waldez Góes (Integração e Desenvolvimento Regional), além de representantes da Casa Civil, da Defesa, do Desenvolvimento Agrário, da Gestão e Inovação, da Agricultura e Pecuária, do Ibama e do ICMBio.

A iniciativa, segundo Lima, inclui propostas como criação de força-tarefa para implementação de ações conjuntas, integração de bases de dados e definição de municípios prioritários para ações de controle. Historicamente o período de seca no Pantanal ocorre no segundo semestre, mas o bioma já enfrenta aumento dos focos de incêndio.

O objetivo é enfrentar a situação no Pantanal de forma preventiva e permanente. Com a grave estiagem, a grande quantidade de matéria orgânica em combustão e a insuficiência das cotas de cheias nos rios exigem ação coordenada.

Rosana Siqueira, da Semadesc

Fotos: Afrânio Pissini

 

Não perca