20 de junho de 2024

CACELLAIN OLIMPÍADAS COPA DO MUNDO JOGOS AO VIVO

Olimpíadas, Prognósticos, palpites de futebol ESCALAÇÕES E NOTÍCIAS, Prognósticos, palpites de futebol ESCALAÇÕES E NOTÍCIAS Blog do Apostador on-line, dedicado a dicas das melhores casas de apostas, prognósticos e palpites de partidas de futebol no Brasil e Mundo

Instituto de Pesca de SP orienta sobre consumo de pescado em dias de alta temperatura

3 min read





Consumo requer algumas precauções e especial atenção às boas práticas de manipulação



Em dias quentes, o consumo de pescado aumenta

O verão já se foi e em apenas três meses o país enfrentou três ondas de calor, com temperaturas cerca de 3 a 5 graus acima da média, algo que tem acontecido com mais frequência nos últimos anos. Em dias quentes, o consumo de pescado in natura (cru) aumenta, pois os amantes de proteínas aquáticas apreciam não só o sabor, mas, sobretudo, a sensação de frescor que proporcionam.

Visando à segurança no consumo, o Instituto de Pesca (IP-Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, apresenta importantes orientações para aqueles que optam por consumir pescado em dias de altas temperaturas. São informações sobre onde e como consumi-lo, bem como transportá-lo, manuseá-lo e armazená-lo, a fim de se protegerem de qualquer indisposição alimentar.

“Assim como outros alimentos sensíveis ao calor, como ovo e derivados de leite, o consumo de pescado requer algumas precauções e especial atenção às boas práticas de manipulação”, orienta a pesquisadora do IP Érika Furlan.

Veja orientações da especialista:

  • Compre peixe fresco de fontes confiáveis: certifique-se de comprar o peixe em locais de confiança, como mercados de peixe, peixarias ou supermercados com boa reputação em higiene e qualidade dos produtos.
  • Armazene o peixe adequadamente: mantenha o peixe refrigerado ou congelado durante o transporte e armazenamento. Evite deixar o peixe em temperatura ambiente por períodos prolongados.
  • Verifique o frescor do peixe: ao comprar peixe fresco, verifique se os olhos estão brilhantes, as guelras estão vermelhas e as escamas estão bem aderidas à pele. Isso indica frescor.
  • Manipule o peixe com segurança: lave bem as mãos e todas as superfícies de preparação antes e depois de manusear o peixe. Evite a contaminação cruzada, mantendo o peixe separado de outros alimentos, utensílios e qualquer fonte de contaminação.
  • Cozinhe o peixe adequadamente: certifique-se de cozinhar o peixe completamente, atingindo uma temperatura interna mínima de 70°C. Isso ajuda a inativar bactérias ou parasitas que podem estar presentes.
  • Saiba onde comer peixe cru em dias muito quentes: durante períodos de calor intenso é fundamental que o consumo de peixe cru, como sushi e sashimi, ocorra em locais reconhecidos pela oferta de qualidade e da origem dos produtos.
  • Armazene os restos adequadamente: se sobrar peixe cozido, armazene-o na geladeira em recipientes herméticos e consuma dentro de, no máximo, dois dias. Evite deixar os pratos ou restos de peixe em temperatura ambiente por muito tempo.
  • Esteja atento aos sinais de deterioração: se o peixe apresentar odor desagradável, textura viscosa ou mudança na cor, é melhor descartá-lo.

“Seguindo estas precauções o consumidor pode desfrutar do pescado de forma segura durante os dias de calor intenso”, afirma a pesquisadora.

Instituto de Pesca

Instituto de Pesca é uma instituição de pesquisa científica e tecnológica, vinculada à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo, que tem a missão de promover soluções científicas, tecnológicas e inovadora para o desenvolvimento sustentável da cadeia de valor da Pesca e da Aquicultura.

Siga o canal “Governo de São Paulo” no WhatsApp:
https://bit.ly/govspnozap

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *