23 de junho de 2024

CACELLAIN OLIMPÍADAS COPA DO MUNDO JOGOS AO VIVO

Olimpíadas, Prognósticos, palpites de futebol ESCALAÇÕES E NOTÍCIAS, Prognósticos, palpites de futebol ESCALAÇÕES E NOTÍCIAS Blog do Apostador on-line, dedicado a dicas das melhores casas de apostas, prognósticos e palpites de partidas de futebol no Brasil e Mundo

Pesquisa revela variação de até 89% no preço de produtos de Páscoa na Capital – Agência de Noticias do Governo de Mato Grosso do Sul

2 min read

Pesquisa do Procon/MS (Secretaria-Executiva de Orientação e Defesa do Consumidor) aponta variação de preços de até 89% entre os ovos de Páscoa, 60,7% nas caixas de bombons e 24,7% nas colombas em supermercados de Campo Grande.

Equipes de pesquisa da instituição vinculada à Sead (Secretaria de Estado de Assistência Social e dos Direitos Humanos) compararam, no período de 18 a 20 de março, o valor aplicado a dez itens em dez estabelecimentos comerciais.

Entre os ovos de Páscoa a maior variação foi encontrada em produto da Arcor, de 100 gramas, que acompanha brinquedo que distorce a voz. Ela chega a 89,27%, considerando os preços que são praticados em supermercados nos bairros Santa Fé (R$ 65,99) e Vilas Boas (R$ 124,90).

A caixa de bombons Garoto, com 250 gramas, teve diferença de 60,7% nos locais pesquisados. O produto foi encontrado a R$ 9,95 no Jardim São Conrado e R$ 15,99 na Vila Santa Luzia.

Já no caso das colombas, a Bauducco com gotas de chocolate de 400 gramas teve variação de 24,73%, sendo comercializada por R$ 18,80 na Vila Santo Antônio e R$ 23,45 na Vila América.

Orientações

“É importante pesquisar em diferentes estabelecimentos, considerando itens como qualidade, peso e preço. Isso ajuda, inclusive, na análise de eventual substituição dos tradicionais ovos de Páscoa por produtos com valores mais atrativos e que caibam no orçamento familiar”, orienta o secretário-executivo do Procon/MS, Angelo Motti.

Ele destaca ainda que produtos licenciados de personagens costumam ter um valor maior, em função do licenciamento da marca. Brinquedos devem apresentar selo do Inmetro, indicação de faixa etária, do fabricante ou importador, instruções de uso e montagem, além de alertas sobre eventuais riscos de segurança à criança.

A pesquisa completa está disponível para consulta no site do Procon/MS.

Kleber Clajus, Comunicação Procon/MS
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Não perca