Dentre os clássicos do futebol profissional no interior de Minas Gerais, um dos mais destacados é este entre o Nacional, o Elefante, e o Uberaba, o Boi Zebu. Ambos se enfrentam em torneios da Federação Mineira de Futebol desde 1964, ano da estreia do Naça na divisão principal do Campeonato Mineiro – frequentada pelo Uberaba desde a expansão do antigo Campeonato da Cidade, em 1958.

Infelizmente o Nacional e depois o Uberaba passaram a atravessar crises fortíssimas. Desde 2006 o Nacional não joga sequer o Módulo II, tendo até passado os anos de 2009 e 2011 sem atividade profissional, enquanto o Uberaba foi rebaixado do Módulo II para a Segunda Divisão neste ano de 2013.

A decadência de ambos começou em 1993, ano que a inchadíssima primeira divisão foi dividida em Módulo I e Módulo II. Na Supercopa Minas Gerais, torneio classificatório para o Módulo I 1994, nenhum dos dois conseguiu a classificação e desde então nunca mais voltaram a frequentar a primeira divisão na mesma temporada. O Uberaba jogou o Módulo I em 2004 e de 2008 a 2012, enquanto o Nacional esteve na divisão máxima apenas em 1998, 2002 e 2003.

O último confronto entre as duas equipes foi num amistoso em 2011.

Obs.: post atualizado com os confrontos da Copa Sul-Triângulo 1974 e do Torneio Incentivo Mineiro 1975.

Abaixo seguem os confrontos oficiais entre as equipes, válidos por torneios da FMF:

Campeonato Data Mandante Placar Visitante
Campeonato Mineiro 1964 19/07/1964 Nacional-U 1×3 Uberaba
Campeonato Mineiro 1964 27/09/1964 Uberaba 1×3 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1965 15/08/1965 Uberaba 1×1 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1965 07/11/1965 Nacional-U 1×1 Uberaba
Campeonato Mineiro 1966 18/07/1966 Nacional-U 0×0 Uberaba
Campeonato Mineiro 1966 11/12/1966 Uberaba 3×0 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1967 15/07/1967 Nacional-U 1×0 Uberaba
Campeonato Mineiro 1967 01/10/1967 Uberaba 0×0 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1970 01/03/1970 Nacional-U 1×0 Uberaba
Campeonato Mineiro 1970 15/04/1970 Uberaba 2×1 Nacional-U
Seletiva Campeonato Mineiro 1971 23/01/1971 Uberaba 2×0 Nacional-U
Seletiva Campeonato Mineiro 1971 14/02/1971 Nacional-U 0×3 Uberaba
Seletiva Campeonato Mineiro 1972 22/08/1971 Nacional-U 2×0 Uberaba
Seletiva Campeonato Mineiro 1972 26/09/1971 Uberaba 1×1 Nacional-U
Seletiva Campeonato Mineiro 1972 27/02/1972 Nacional-U 2×0 Uberaba
Seletiva Campeonato Mineiro 1972 02/03/1972 Uberaba 3×0 Nacional-U
Seletiva Campeonato Mineiro 1972 05/03/1972 Nacional-U 1×1 Uberaba
Taça Minas Gerais 1973 14/02/1973 Uberaba 1×0 Nacional-U
Copa Sul-Triângulo 1974 09/06/1974 Uberaba 0×0 Nacional-U
Copa Sul-Triângulo 1974 10/07/1974 Nacional-U 1×1 Uberaba
Campeonato Mineiro 1975 20/04/1975 Nacional-U 0×2 Uberaba
Torneio Incentivo Mineiro 1975 14/09/1975 Uberaba 2×3 Nacional-U
Torneio Incentivo Mineiro 1975 19/10/1975 Nacional-U 1×1 Uberaba
Taça Minas Gerais 1976 04/04/1976 Uberaba 1×0 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1979 15/04/1979 Uberaba 0×0 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1979 07/06/1979 Nacional-U 2×1 Uberaba
Taça Minas Gerais 1980 13/07/1980 Uberaba 1×0 Nacional-U
Taça Minas Gerais 1980 03/08/1980 Nacional-U 0×0 Uberaba
Campeonato Mineiro 1983 12/06/1983 Uberaba 2×0 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1983 21/08/1983 Nacional-U 1×3 Uberaba
Campeonato Mineiro 1983 13/11/1983 Nacional-U 0×1 Uberaba
Campeonato Mineiro 1983 27/11/1983 Uberaba 1×2 Nacional-U
Seletiva MG Série B 1984 08/02/1984 Uberaba 2×3 Nacional-U
Seletiva MG Série B 1984 16/02/1984 Nacional-U 1×1 Uberaba
Campeonato Mineiro 1984 15/07/1984 Nacional-U 1×0 Uberaba
Campeonato Mineiro 1984 25/10/1984 Uberaba 1×0 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1985 28/07/1985 Uberaba 1×1 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1985 03/11/1985 Nacional-U 0×1 Uberaba
Campeonato Mineiro 1986 26/01/1986 Uberaba 2×1 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1986 30/03/1986 Nacional-U 0×1 Uberaba
Seletiva MG Série C 1986 05/10/1986 Nacional-U 1×2 Uberaba
Seletiva MG Série C 1986 02/11/1986 Uberaba 0×0 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1987 22/03/1987 Nacional-U 3×0 Uberaba
Campeonato Mineiro 1987 05/07/1987 Uberaba 0×1 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1988 07/02/1988 Nacional-U 0×0 Uberaba
Campeonato Mineiro 1988 15/05/1988 Uberaba 1×0 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1989 19/03/1989 Uberaba 0×0 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1990 18/02/1990 Nacional-U 0×2 Uberaba
Campeonato Mineiro 1990 12/05/1990 Uberaba 2×1 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1992 02/08/1992 Uberaba 1×1 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1992 13/09/1992 Nacional-U 0×1 Uberaba
Campeonato Mineiro 1993 07/02/1993 Uberaba 3×1 Nacional-U
Campeonato Mineiro 1993 07/03/1993 Nacional-U 1×0 Uberaba
Supercopa Minas Gerais 1993 03/10/1993 Nacional-U 1×0 Uberaba
Supercopa Minas Gerais 1993 11/12/1993 Uberaba 1×1 Nacional-U
Campeonato Mineiro Módulo II 1994 27/03/1994 Nacional-U 0×3 Uberaba
Campeonato Mineiro Módulo II 1994 08/05/1994 Uberaba 0×0 Nacional-U
Campeonato Mineiro Módulo II 1995 19/03/1995 Nacional-U 1×1 Uberaba
Campeonato Mineiro Módulo II 1995 09/04/1995 Uberaba 0×0 Nacional-U
Campeonato Mineiro Módulo II 1996 02/06/1996 Nacional-U 1×1 Uberaba
Campeonato Mineiro Módulo II 1996 30/06/1996 Uberaba 0×3 Nacional-U
Campeonato Mineiro Módulo II 1997 06/04/1997 Nacional-U 0×0 Uberaba
Campeonato Mineiro Módulo II 1997 04/05/1997 Uberaba 1×2 Nacional-U
Campeonato Mineiro Módulo II 1999 28/03/1999 Nacional-U 2×1 Uberaba
Campeonato Mineiro Módulo II 1999 25/04/1999 Uberaba 1×0 Nacional-U
Campeonato Mineiro Módulo II 2000 09/04/2000 Nacional-U 1×1 Uberaba
Campeonato Mineiro Módulo II 2000 14/05/2000 Uberaba 1×0 Nacional-U
Campeonato Mineiro Módulo II 2000 19/06/2000 Nacional-U 0×2 Uberaba
Campeonato Mineiro Módulo II 2000 16/07/2000 Uberaba 0×2 Nacional-U
Campeonato Mineiro Módulo II 2001 22/04/2001 Nacional-U 0×1 Uberaba
Campeonato Mineiro Módulo II 2001 03/06/2001 Uberaba 0×1 Nacional-U
Campeonato Mineiro Módulo II 2006 19/02/2006 Nacional-U 0×0 Uberaba
Campeonato Mineiro Módulo II 2006 16/03/2006 Uberaba 2×0 Nacional-U

Total:

  • 73 partidas
  • 29 vitórias do Uberaba Sport
  • 25 empates
  • 19 vitórias do Nacional
  • 75 gols colorados
  • 56 gols alvinegros
 

O Torneio Incentivo Mineiro 1979 reuniu 11 equipes – seriam 12, mas o Democrata de Governador Valadares desistiu da disputa – em duas fases. Os participantes foram os seguintes:

Alfenense Futebol Clube (Alfenas)
Araguari Atlético Clube (Araguari)
Associação Esportiva Ituiutabana (Ituiutaba)
Atlético Clube de Três Corações (Três Corações)
Flamengo Esporte Clube (Varginha)
Guarani Esporte Clube (Divinópolis)
Nacional Atlético Clube (Muriaé)
Nacional Futebol Clube (Uberaba)
Rio Branco Futebol Clube (Pará de Minas)
Sociedade Esportiva Guaxupé (Guaxupé)
Valeriodoce Esporte Clube (Itabira)

O Incentivo 1979 marcou a estreia do Rio Branco de Pará de Minas em certames profissionais da FMF.

A primeira fase foi dividida em três grupos – centro, sul e triângulo. Originalmente, o regulamento previa que os dois primeiros de cada grupo avançassem à fase final, mas o regulamento mudou com os acontecimentos que se registraram no campeonato, conforme se verá a seguir:

GRUPO CENTRO

1ª rodada 07/10/79 Valeriodoce 2×0 Guarani
2ª rodada 10/10/79 Guarani 2×0 Nacional-M
3ª rodada 14/10/79 Nacional-M 0×1 Valeriodoce
4ª rodada 17/10/79 Guarani 1×0 Valeriodoce
5ª rodada 25/10/79 Nacional-M - Guarani
6ª rodada 28/10/79 Valeriodoce 1×0 Nacional-M

Nota: desconhece-se o resultado de Nacional de Muriaé e Guarani.

Classificação:

Pos Nome J V E D GF GC SG Pts
1 Valeriodoce 4 3 0 1 4 1 3 6
2 Guarani 3 2 0 1 3 2 1 4
3 Nacional-M 3 0 0 3 0 4 -4 0

 

GRUPO SUL

1ª rodada 07/10/79 Alfenense 2×0 Esportiva
1ª rodada 07/10/79 Flamengo EC 3×0 Atlético-TC
2ª rodada 10/10/79 Esportiva 2×3 Flamengo EC
2ª rodada 10/10/79 Atlético-TC 1×1 Alfenense
3ª rodada 14/10/79 Alfenense 3×0 Flamengo EC
3ª rodada 14/10/79 Atlético-TC 1×0 Esportiva
4ª rodada 21/10/79 Atlético-TC 1×2 Flamengo EC
4ª rodada 21/10/79 Esportiva 3×3 Alfenense
5ª rodada 25/10/79 Flamengo EC 3×1 Alfenense
5ª rodada 25/10/79 Esportiva 1×0 Atlético-TC
6ª rodada 27/10/79 Flamengo EC 0×0 Esportiva
6ª rodada 28/10/79 Alfenense 2×0 Atlético-TC

Nota: o Flamengo perdeu os pontos das partidas contra Atlético-TC e Esportiva por ter escalado os jogadores Juca (contra o Atlético) e Santos (nas duas partidas) sem condições de jogo. Por isso, o presidente do Flamengo agiu para sensibilizar o Cel. José Guilherme Ferreira, presidente da FMF, que cedeu aos apelos e convidou o Flamengo e o terceiro colocado do grupo Triângulo, que não se sabe se foi Ituiutabana ou Rio Branco, para a fase final. Com isso, a fase final teve de ser jogada em turno único para caber no calendário do CND.

Classificação:

Pos Nome J V E D GF GC SG Pts
1 Alfenense 6 3 2 1 12 7 5 8
2 Esportiva 6 1 2 3 6 9 -3 6
3 Flamengo EC 6 4 1 1 11 7 4 5
4 Atlético-TC 6 1 1 4 3 9 -6 5

 

GRUPO TRIÂNGULO

1ª rodada 07/10/79 Araguari 0×2 Nacional-U
1ª rodada 07/10/79 Rio Branco-PM 1×1 Ituiutabana
2ª rodada 10/10/79 Nacional-U 3×0 Rio Branco-PM
2ª rodada 10/10/79 Araguari 0×0 Ituiutabana
3ª rodada 14/10/79 Ituiutabana 0×0 Nacional-U
3ª rodada 14/10/79 Rio Branco-PM 2×0 Araguari
4ª rodada 21/10/79 Nacional-U 4×1 Araguari
4ª rodada 21/10/79 Ituiutabana 0×0 Rio Branco-PM
5ª rodada 25/10/79 Nacional-U 6×1 Ituiutabana
5ª rodada 25/10/79 Araguari - Rio Branco-PM
6ª rodada 28/10/79 Rio Branco-PM 1×2 Nacional-U
6ª rodada 28/10/79 Ituiutabana 6×0 Araguari

Nota: desconhece-se o resultado de Araguari x Rio Branco.

Classificação:

Pos Nome J V E D GF GC SG Pts
1 Nacional-U 6 5 1 0 17 3 14 11
2 Ituiutabana 6 1 4 1 8 7 1 6
3 Rio Branco-PM 5 1 2 2 4 6 -2 4
4 Araguari 5 0 1 4 1 14 -13 1

 

FASE FINAL:

11/11/79 Alfenense 1×1 Esportiva
11/11/79 Flamengo EC 2×1 Guarani
11/11/79 Rio Branco-PM 1×1 Nacional-U
11/11/79 Valeriodoce 0×0 Ituiutabana
13/11/79 Guarani 1×0 Ituiutabana
15/11/79 Flamengo EC 2×1 Valeriodoce
15/11/79 Rio Branco-PM 1×0 Ituiutabana
17/11/79 Esportiva 0×0 Valeriodoce
18/11/79 Alfenense 2×1 Rio Branco-PM
18/11/79 Ituiutabana 0×0 Flamengo EC
18/11/79 Nacional-U 2×2 Guarani
25/11/79 Alfenense 0×0 Flamengo EC
25/11/79 Guarani 1×1 Esportiva
25/11/79 Ituiutabana 1×1 Nacional-U
25/11/79 Valeriodoce 3×1 Rio Branco-PM
02/12/79 Alfenense 2×0 Guarani
02/12/79 Esportiva 3×0 Flamengo EC
02/12/79 Nacional-U 0×0 Valeriodoce
09/12/79 Flamengo EC 2×0 Rio Branco-PM
09/12/79 Guarani 0×0 Valeriodoce
09/12/79 Ituiutabana 1×0 Alfenense
09/12/79 Nacional-U 0×1 Esportiva
12/12/79 Esportiva 2×1 Rio Branco-PM
12/12/79 Nacional-U 0×1 Alfenense
15/12/79 Valeriodoce 2×2 Alfenense
16/12/79 Esportiva 1xWO Ituiutabana
16/12/79 Flamengo EC 3×1 Nacional-U
16/12/79 Rio Branco-PM 0×0 Guarani

 

Classificação:

Pos Nome J V E D GF GC SG Pts
1 Esportiva 7 4 3 0 9 3 6 11
2 Alfenense * 7 3 3 1 8 5 3 11
3 Flamengo EC 7 4 2 1 9 6 3 10
4 Valeriodoce * 7 1 5 1 6 5 1 7
5 Ituiutabana 7 1 4 2 2 3 -1 6
6 Guarani 7 1 4 2 5 7 -2 6
7 Nacional-U * 7 0 4 3 5 9 -4 5
8 Rio Branco-PM 7 0 3 4 4 10 -6 3

 

Notas:

  • Alfenense, Valeriodoce e Nacional de Uberaba entraram na fase final com um ponto de bonificação por terem vencido seus grupos.
  • A Ituiutabana não compareceu à partida contra a Esportiva porque, no caminho para Guaxupé, o ônibus sofreu um acidente e vários jogadores se feriram. Ainda assim, a partida não foi remarcada e o WO foi registrado em favor da SEG.
  • Após o fim da fase final, o Alfenense requereu os pontos do empate com o Valeriodoce pelo uso de um jogador irregular. A Esportiva alegou que o Valério entrara com esse jogador de propósito, para que o Alfenense ganhasse os pontos independentemente do resultado da partida, e defendeu que o placar fosse mantido. O caso foi decidido em favor do Alfenense e um desempate teve de ser jogado para definir o campeão, já em março de 1980.
  • O desempate foi numa melhor de 4 pontos. A Esportiva deveria mandar o terceiro jogo, mas vendeu o mando de campo para o Alfenense. A quarta partida já teria de ser jogada em campo neutro.

DESEMPATE

1º jogo – 6 de março de 1980
ESPORTIVA 1-0 ALFENENSE
Estádio: Estádio Carlos Costa Monteiro, Guaxupé – Renda: Cr$ 107.220,00
Árbitro: Aldemir Vieira Matos – Auxiliares: Gerson Apolinário, Osvaldo Junqueira
ESPORTIVA: Marcão; Serginho, Ademar, Pereira (Marinho), Sócrates; Claudinho, Cícero, Baiano; Mané, Letti (Tim), Wander. Técnico: Macalé.
ALFENENSE: Pascoal; Guilherme, Barra Mansa, Adalberto, Wanderley; Ademir, Mauro, Mané; Noel, Tatau (Mococa), Edu. Técnico: José Hamilton Frade.
Gol: Cícero 54′ (p).

2º jogo – 9 de março de 1980
ALFENENSE 2-0 ESPORTIVA
Estádio: Estádio Francisco Leite Vilela, Alfenas
Árbitro: Alvimar Gaspar dos Reis – Auxiliares: Vicente de Paula Soares dos Santos, Antônio Vitorino de Aguiar

3º jogo – 16 de março de 1980
ALFENENSE 1-1 ESPORTIVA
Estádio: Estádio Francisco Leite Vilela, Alfenas – Renda: Cr$ 428.000,00
Árbitro: Waldemar Firme – Auxiliares: Artur da Silva, Serafim Martins Filho
ALFENENSE: Paschoal; Guilherme, Salú, Adalberto, Wanderlei; Ademir, Tatau, Nenê; Noel, Mococa (José Edson), Antonio Carlos (Mauro). Técnico: José Hamilton Frade.
ESPORTIVA: Marcão; Marinho, Ademar, Pereira, Sócrates; Sérgio Cunha, Claudinho, Cícero; Bahiano, Paulinho (Mané), Tim. Técnico: Macalé.
Gols: Nenê 81′; Tim 16′.

4º jogo – 23 de março de 1980
ESPORTIVA 0-1 ALFENENSE (na prorrogação)
Estádio: Estádio Dr. Ronaldo Junqueira, Poços de Caldas – Renda: Cr$ 330.310,00
Árbitro: Angelo Antônio Ferrari
Auxiliares: Amyres Vieira das Chagas, Aloysio Gonzaga Pereira
ESPORTIVA: Marcão; Marinho, Ademar, Pereira, Sócrates; Serginho, Cícero (Mané), Paulinho; Letti, Claudinho, Tim. Técnico: Macalé.
ALFENENSE: Paschoal; Adalberto, Barra Mansa, Salu, Wanderley; Ademir, Tatau, Nenê; Cacá, Mococa (Antônio Carlos), Edu (José Edson). Técnico: José Hamilton Frade.
Gol: Cacá 109′
Cartão amarelo: Marinho, Letti; Barra Mansa, Edu

Após o último jogo, a Esportiva entrou no TJD requerendo os pontos por uso de um jogador em situação irregular, mas o Tribunal julgou improcedente o requerimento.

Com esses resultados, o Alfenense sagrou-se campeão do Torneio Incentivo Mineiro 1979.

Fonte: diversos jornais de BH e interior disponíveis na Hemeroteca de Belo Horizonte

 

A Federação Mineira de Futebol organizou, em 1984, um seletivo para apontar os participantes da Taça CBF, que seria a segunda divisão daquele ano.

Os clubes foram divididos em dois grupos de 4 equipes. Os campeões dos grupos se classificaram para a Taça CBF e fizeram a final simbólica da competição.

Participantes:

América Futebol Clube (Belo Horizonte)
Democrata Futebol Clube (Sete Lagoas)
Guarani Esporte Clube (Divinópolis)
Nacional Futebol Clube (Uberaba)
Uberaba Sport Club (Uberaba)
Uberlândia Esporte Clube (Uberlândia)
Valeriodoce Esporte Clube (Itabira)
Villa Nova Atlético Clube (Nova Lima)

GRUPO A

1ª rodada 04/02/84 América 1×0 Democrata-SL
1ª rodada 05/02/84 Villa Nova 3×0 Valeriodoce
2ª rodada 08/02/84 América 2×1 Villa Nova
2ª rodada 08/02/84 Valeriodoce 2×1 Democrata-SL
3ª rodada 12/02/84 Democrata-SL 2×2 Villa Nova
3ª rodada 12/02/84 Valeriodoce 0×0 América
4ª rodada 14/02/84 Democrata-SL 4×1 Valeriodoce
4ª rodada 14/02/84 Villa Nova 0×0 América
5ª rodada 16/02/84 Democrata-SL 0×1 América
5ª rodada 16/02/84 Valeriodoce 1×1 Villa Nova
6ª rodada 18/02/84 América 1×1 Valeriodoce
6ª rodada 19/02/84 Villa Nova 1×3 Democrata-SL

 

Classificação

Pos Equipe Pts J V E D GF GC SG
1 América 9 6 3 3 0 5 2 3
2 Democrata-SL 5 6 2 1 3 10 8 2
3 Villa Nova 5 6 1 3 2 8 8 0
4 Valeriodoce 5 6 1 3 2 5 10 -5

 

GRUPO B

1ª rodada 05/02/84 Guarani 2×2 Uberaba
1ª rodada 05/02/84 Nacional-U 0×3 Uberlândia
2ª rodada 08/02/84 Uberaba 2×3 Nacional-U
2ª rodada 08/02/84 Uberlândia 2×1 Guarani
3ª rodada 12/02/84 Guarani 2×0 Nacional-U
3ª rodada 12/02/84 Uberaba 0×0 Uberlândia
4ª rodada 14/02/84 Uberaba 1×0 Guarani
4ª rodada 14/02/84 Uberlândia 2×0 Nacional-U
5ª rodada 16/02/84 Guarani 2×0 Uberlândia
5ª rodada 16/02/84 Nacional-U 1×1 Uberaba
6ª rodada 19/02/84 Nacional-U 1×0 Guarani
6ª rodada 19/02/84 Uberlândia 3×0 Uberaba

 

Classificação

Pos Equipe Pts J V E D GF GC SG
1 Uberlândia 9 6 4 1 1 10 3 7
2 Guarani 5 6 2 1 3 7 6 1
3 Nacional-U 5 6 2 1 3 5 10 -5
4 Uberaba 5 6 1 3 2 6 9 -3

 

FINAL DO SELETIVO

22 ou 23 de fevereiro de 1984
UBERLÂNDIA 1×1 AMÉRICA
Estádio Parque do Sabiá, Uberlândia
Gol do América: Dario
Prorrogação: 0×0
Pênaltis: 2×4

Com esses resultados, o América sagrou-se campeão do Torneio Seletivo para a Taça CBF 1984. Curiosamente, o América foi eliminado logo de cara pelo Volta Redonda, enquanto o Uberlândia passou por todos os adversários e se sagrou campeão do torneio.

Fontes: Almanaque do Leão do Bonfim (Wagner Augusto), Blog do Marcão, Revista Placar, jornal Diário de Minas

 

No início dos anos 60, logo após a criação do Campeonato Mineiro, a Federação Mineira de Futebol iniciou um planejamento visando a diminuição de equipes na competição – em 1959, 17 equipes chegaram a disputar a fase classificatória, e a FMF queria um campeonato com 12 times. Assim, em 1960 o regulamento da competição já contemplava o descenso de duas associações para a Primeira Divisão que seria criada, e o fardo do primeiro rebaixamento coube às equipes do Curvelo e do Metalusina.

Em janeiro de 1961 a FMF publicou o regulamento da competição e as exigências para as associações que quisessem tornar-se profissionais. Um total de 20 equipes aventuraram-se na primeira edição do torneio, que foi dividido em duas zonas – Centro e Triângulo – e estas, divididas cada uma em subzonas A e B, num total de 4 grupos de 5.

Os pioneiros das divisões de acesso mineiras foram:

Araguari Atlético Clube (Araguari)
Associação Atlética Caldense (Poços De Caldas)
Associação Esportiva Ituiutabana (Ituiutaba)
Dorense Futebol Clube (Dores do Indaiá)
Esporte Clube Caratinga (Caratinga)
Esporte Clube Itaúna (Itaúna)
Esporte Clube Mamoré (Patos de Minas)
Esporte Clube Palmeirense (Ponte Nova)
Ferroviário Atlético Clube (Divinópolis)
Fluminense Futebol Clube (Araguari)
Independente Atlético Clube (Uberaba)
Itaú Esporte Clube (Contagem)
Itaú Esporte Clube (Itaú de Minas*)
Minas Esporte Clube (Nova Era)
Nacional Futebol Clube (Uberaba)
Paraense Esporte Clube (Pará de Minas)
Uberlândia Esporte Clube (Uberlândia)
URT – União Recreativa dos Trabalhadores (Patos de Minas)
Vera Cruz Futebol Clube (Betim)
Vila Esporte Clube (Formiga)

* À época, Itaú de Minas era distrito de Pratápolis, MG.

A fórmula de disputa era simples: os campeões das subzonas decidiram os títulos das zonas, e os campeões destas decidiram o título do certame. Este, por sua vez, teria que disputar um “rebolo” contra o 12º colocado da Divisão Extra de 1961, uma vez que o 13º e 14º seriam rebaixados.

Zona Centro - Subzona A

Data Mandante Placar Visitante
16/07/61 Caratinga 3 x 1 Minas (N. Era)
16/07/61 Palmeirense 2 x 4 Vera Cruz
23/07/61 Ferroviário 2 x 1 Caratinga
23/07/61 Minas (N. Era) 2 x 4 Palmeirense
30/07/61 Palmeirense 0 x 0 Ferroviário
30/07/61 Vera Cruz 2 x 0 Minas (N. Era)
06/08/61 Caratinga 1 x 1 Vera Cruz
06/08/61 Ferroviário 3 x 0 Minas (N. Era)
13/08/61 Palmeirense 1 x 0 Caratinga
13/08/61 Vera Cruz 0 x 1 Ferroviário
27/08/61 Ferroviário 2 x 0 Palmeirense
27/08/61 Minas (N. Era) 0 x 1 Caratinga
03/09/61 Caratinga 0 x 1 Ferroviário
03/09/61 Palmeirense 0 x 1 Minas (N. Era)
10/09/61 Ferroviário 2 x 1 Vera Cruz
17/09/61 Minas (N. Era) 0 x 1 Ferroviário
17/09/61 Vera Cruz 6 x 1 Palmeirense
24/09/61 Minas (N. Era) 1 x 1 Vera Cruz
24/09/61 Caratinga 6 x 0 Palmeirense
01/10/61 Vera Cruz 1 x 4 Caratinga

 

Classificação:

Pos Nome Pts J V E D GF GC
1 Ferroviário 15 8 7 1 0 12 2
2 Caratinga 9 8 4 1 3 16 7
3 Vera Cruz 8 8 3 2 3 16 12
4 Palmeirense 5 8 2 1 5 8 21
5 Minas (N. Era) 3 8 1 1 6 5 15

 

Zona Centro – Subzona B

Rodada Data Mandante Placar Visitante
1 16/07/61 Caldense 1 x 0 Itaú (Contagem)
1 16/07/61 Vila 0 x 3 Itaúna
2 23/07/61 Itaú (Contagem) 3 x 0 Vila
2 23/07/61 Itaúna 3 x 3 Paraense
3 30/07/61 Paraense 1 x 4 Itaú (Contagem)
3 30/07/61 Vila 1 x 0 Caldense
4 06/08/61 Caldense 1 x 0 Itaúna
4 06/08/61 Paraense 1 x 0 Vila
5 13/08/61 Itaú (Contagem) 1 x 0 Itaúna
5 13/08/61 Paraense 5 x 2 Caldense
6 27/08/61 Itaú (Contagem) 2 x 1 Caldense
6 27/08/61 Itaúna 0 x 2 Vila
7 03/09/61 Paraense 1 x 2 Itaúna
7 03/09/61 Vila 0 x 0 Itaú (Contagem)
8 10/09/61 Caldense 2 x 1 Vila
8 10/09/61 Itaú (Contagem) 2 x 1 Paraense
9 17/09/61 Vila 2 x 1 Paraense
9 17/09/61 Itaúna 0 x 1 Caldense
10 24/09/61 Caldense 4 x 0 Paraense
10 24/09/61 Itaúna 2 x 4 Itaú (Contagem)

 

Classificação

Pos Nome Pts J V E D GF GC SG
1 Itaú (Contagem) 13 8 6 1 1 16 6 10
2 Caldense 10 8 5 0 3 12 9 3
3 Vila EC 7 8 3 1 4 6 10 -4
4 Itaúna 5 8 2 1 5 10 13 -3
5 Paraense 5 8 2 1 5 13 19 -6

 

Zona Centro – Final

1º jogo – 08/10/1961 – Itaú (Contagem) 2×3 Ferroviário – Estádio Jorge Dias de Oliva, Contagem
2º jogo – 29/10/1961 – Ferroviário 3x0 Itaú (Contagem) – Estádio Benjamim de Oliveira (Esplanada), Divinópolis

Com estes resultados, o Ferroviário sagrou-se campeão da Zona Centro e classificou-se à final da Primeira Divisão.

Zona Triângulo – Subzona A

Data Mandante Placar Visitante
16/07/61 Fluminense 3 x 1 Ituiutabana
16/07/61 Uberlândia 3 x 0 Itaú (I. de Minas)
23/07/61 Araguari 0 x 0 Fluminense
23/07/61 Itaú (I. de Minas) 2 x 0 Ituiutabana
30/07/61 Fluminense 1 x 1 Uberlândia
30/07/61 Ituiutabana 1 x 0 Araguari
06/08/61 Itaú (I. de Minas) 3 x 0 Fluminense
06/08/61 Uberlândia 2 x 1 Ituiutabana
13/08/61 Araguari 0 x 0 Itaú (I. de Minas)
20/08/61 Araguari 1 x 1 Uberlândia
27/08/61 Itaú (I. de Minas) 1 x 0 Uberlândia
27/08/61 Ituiutabana 2 x 3 Fluminense
03/09/61 Fluminense 2 x 1 Araguari
03/09/61 Ituiutabana 0 x 2 Itaú (I. de Minas)
10/09/61 Araguari 5 x 0 Ituiutabana
10/09/61 Uberlândia 7 x 0 Fluminense
17/09/61 Fluminense 0 x 3 Itaú (I. de Minas)
17/09/61 Ituiutabana 0 x 2 Uberlândia
24/09/61 Itaú (I. de Minas) 6 x 0 Araguari
01/10/61 Uberlândia 1 x 0 Araguari

 

Classificação

Pos Nome Pts J V E D GF GC SG
1 Itaú (I. de Minas) 13 8 6 1 1 17 3 14
2 Uberlândia 12 8 5 2 1 17 4 13
3 Fluminense 8 8 3 2 3 9 18 -9
4 Araguari 5 8 1 3 4 7 11 -4
5 Ituiutabana 2 8 1 0 7 5 19 -14

 

Zona Triângulo – Subzona B

Rodada Data Mandante Placar Visitante
1 16/07/61 Independente 2 x 3 Nacional
1 16/07/61 URT 1 x 2 Mamoré
2 23/07/61 Mamoré 4 x 0 Dorense
2 23/07/61 Nacional 1 x 1 URT
3 30/07/61 Independente 1 x 1 Mamoré
3 30/07/61 URT venceu Dorense
4 06/08/61 Dorense 4 x 1 Independente
4 06/08/61 Mamoré 1 x 3 Nacional
5 13/08/61 Dorense 1 x 3 Nacional
5 13/08/61 Independente 5 x 1 URT
6 27/08/61 URT 0 x 1 Nacional
6 27/08/61 Dorense ? Mamoré
7 03/09/61 Independente 6 x 1 Dorense
7 01/10/61 Nacional 0 x 1 Mamoré
8 10/09/61 Dorense ? URT
8 10/09/61 Mamoré 0 x 0 Independente
9 24/09/61 Nacional 3 x 0 Dorense
9 24/09/61 URT ? Independente
10 08/10/61 Mamoré 1 x 0 URT
10 08/10/61 Nacional 3 x 3 Independente

Nota: desconhecem-se os placares de URT x Dorense, Dorense x Mamoré, Dorense x URT e URT x Independente.

 

Classificação

Pos Nome Pts J V E D GF GC SG
1 Nacional 12 8 5 2 1 17 9 8
2 Mamoré 10 7 4 2 1 10 5 5
3 Independente 7 7 2 3 2 18 13 5
4 URT 3 6 1 1 4 3 10 -7
5 Dorense 2 6 1 0 5 6 17 -11

 

Zona Triângulo – Final

1º jogo – 22/10/1961 – Itaú (I. de Minas) 3×1 Nacional – Estádio Jorge Dias de Oliva, Itaú de Minas
2º jogo – 29/10/1961 – Nacional 1×0 Itaú (I. de Minas) –  Estádio Juscelino Kubitschek, Uberaba
3º jogo – 05/11/1961 – Itaú (I. de Minas) 1×0 Nacional – jogo realizado em Araguari, em campo neutro

Com estes resultados, o Itaú sagrou-se campeão da Zona Triângulo e classificou-se à final da Primeira Divisão.

FINAIS DO CAMPEONATO

1º jogo – 19 de novembro de 1961
FERROVIÁRIO 0×1 ITAÚ
Local: Estádio Benjamim de Oliveira (Esplanada) – Divinópolis, MG
Árbitro: José Maria Gomes – Assistentes: Graça Filho, Edmundo Soares
Renda: Cr$ 98.000,00
Gol: Haroldo 82′
FERROVIÁRIO: Tito, Eurico, Gaspar; Lúcio, Ceci (Delcir), Expedito; Pinduca, Chinelo, Alvinho, Gutemberg, Romeu.
ITAÚ: Aldo, Orlando, Aguiar; Haroldo, Candão, Barcelona; Fausto, Rilson, Dorival (Boizinho), Zezé, Amaro.

2º jogo – 26 de novembro de 1961
ITAÚ 3×0 FERROVIÁRIO
Local: Estádio Municipal Engenheiro Jorge Dias de Oliva – Itaú de Minas, MG
Árbitro: Withan Marinho – Assistentes: Pedro Pereira, Graça Filho
Renda: Cr$ 118.000,00
Gols: Zezé 54′, Dorival 70′, Rilson 76′.
ITAÚ: Aldo, Orlando, Aguiar; Barcelona, Candão, Zezé; Fausto, Rilson, Dorival, Amaro (Baianinho), Haroldo.
FERROVIÁRIO: Tito, Eurico, Gaspar; Lúcio, Gutemberg, Ivanir; Altair, Alvinho, Chinelo, Grilo (Silas), Romeu.

Com estes resultados, o Itaú sagrou-se campeão da Primeira Divisão de Profissionais, classificando-se para a repescagem contra o Bela Vista, que terminou empatado em 11º com o Renascença na Divisão Extra de 1961 mas perdeu o desempate, jogado após meses de batalhas jurídicas que deram ao já rebaixado Sete de Setembro os pontos de uma derrota para o clube tecelão (errata):

Desempate pelo 11º lugar – Divisão Extra 1961

1º jogo – 13/05/1962 – Renascença 2×3 Bela Vista – Estádio Otacílio Negrão de Lima, Belo Horizonte
2º jogo – 17/05/1962 – Bela Vista 1×4 Renascença – Estádio Presidente Antônio Carlos, Belo Horizonte
3º jogo – 19/05/1962 – Renascença 2×0 Bela Vista – Estádio Independência, Belo Horizonte

Por perder o desempate, o Bela Vista classificou-se para a repescagem contra o Itaú:

1º jogo – 03/06/1962 – Itaú (I. de Minas) 1×0 Bela Vista – Estádio Municipal Jorge Dias de Oliva, Itaú de Minas
2º jogo – 10/06/1962 – Bela Vista 2×0 Itaú (I. de Minas) – Estádio Santa Luzia, Sete Lagoas
3º jogo – 13/06/1962 – Itaú (I. de Minas) 2×2 Bela Vista – Estádio Otacílio Negrão de Lima, Belo Horizonte - Na prorrogação: 0×0

Após a prorrogação, o Bela Vista foi declarado vencedor da repescagem pelo critério de goal average – 1,33 x 0,75.

Curiosidade: os dois Itaú, como oriundos da Cia. Cimento Portland Itaú, tinham seus estádios batizado em homenagem ao engenheiro Jorge Dias de Oliva, diretor da empresa. Havia também um terceiro clube chamado Itaú situado em outra cidade onde a empresa operava, em São José da Lapa-MG (distrito de Vespasiano-MG até 1992).

Fonte da pesquisa: Hemeroteca Histórica de Belo Horizonte – jornais Diário da Tarde, Estado de Minas, Folha de Minas e Folha de Ituiutaba

© 2014 História do Futebol-Final Suffusion theme by Sayontan Sinha