O Flamengo Esporte Clube foi uma agremiação da cidade de Varginha (MG). A sua Sede ficava localizada na Rua Paraná s/n – Centro de Varginha. O Rubro-Negro mandava seus jogos no Estádio Rubro-Negro, com capacidade para 2 mil pessoas. Fundado no dia 08 de Agosto de 1979, Foi desativado em 1993.

HISTÓRIA

Seis anos depois de ter encerrado suas atividades, em 1979, uma turma de adeptos do esporte, resolveu reativar o Flamengo de Varginha. O presidente Geraldo de Paula Filho (Ladinho) decidiu extinguir o Flamengo Futebol Clube e criar o Flamengo Esporte Clube.

Uma autorização foi conseguida com diretor de patrimônio do extinto Flamengo F.C., para que fossem usadas as dependências do clube e em troca, seriam feitas reformas no Estádio Rubro-Negro.

O técnico do time era Zezé e o plantel contratado em março de 1979 era: Arnaldo; Vandir, Tadeu, Mário Alberto e Walmir, Álvaro, Celso e Reis, Julinho, Armando e Eli.

No primeiro jogo desta equipe contra o Tupi de Juiz de Fora, o Flamengo empatou em 1 a 1 em Varginha. Participou do Campeonato Mineiro da 1ª Divisão em 1980, 1989, 1990, 1991, 1992 e 1993.

TÍTULO DA SEGUNDONA

O Flamengo sofreu com a dificuldades financeiras, entradas e saídas de dirigentes até arrumar a casa. Após uma boa campanha no Campeonato Mineiro da 2ª Divisão de 1987, no ano seguinte veio o título.

Depois de buscar uma vaga para subir para a 1º Divisão durante oito anos, o Flamengo, finalmente conseguiu ser campeão em 1988, sob a presidência de Edilberto Carvalho (Coruja). Passou pela primeira fase contra Atlético (TC), Comercial de Campo Belo, Yuracan de Itajubá, Olímpica de Lavras, Pouso Alegre, Sparta de Campo Belo e Trespontano.

Na segunda fase, o Flamengo enfrentou o Aymorés de Ubá, Ituiutabana, Paraisense, Guarani de Divinópolis e Sparta de Campo Belo. Conseguiu a 1ª colocação e classificou-se para a Fase Final.

Seis clubes disputariam quem ficaria com o título e o vice-campeonato, colocação que os habilitava para o ingresso ao Campeonato Mineiro da 1ª Divisão em 1989. O Flamengo ficou em primeiro lugar, depois de enfrentar Pouso Alegre, Araxá, Atlético(TC), Democrata(GV) e Sparta de Campo Belo.

O JOGO DECISIVO NO MELÃO

Cerca de 10.000 pagantes sofreram junto com o time na decisão contra o Sparta de Campo Belo no dia 11 de dezembro de 1988. A catimba e a violência, eram as armas dos adversários. Só no segundo tempo, aos 11 minutos, quando Careca foi derrubado na área, um penal indiscutível veio aliviar a torcida. Serginho, em cobrança magistral, jogou o goleiro para um lado e a bola para o outro. Gol, 1×0.

A rodada final da Segundona de 1988 foi sensacional. Quatro equipes buscavam as duas vagas e o Flamengo era o único que dependia de si mesmo. Mas o famoso “homem da mala preta” estava em ação e o adversário recebeu uma injeção de ânimo com a promessa de prêmio para complicar as coisas para o mengão de Varginha.

A catimba, a violência e as provocações dos jogadores spartanos deu resultado no 1º tempo e a torcida calou quando, aos 26 minutos numa falta cobrada por Wagner, a bola chocou-se contra a trave direita do goleiro Valdair, mas a defesa conseguiu isolar a bola.

Todas as atenções dos torcedores estavam voltadas para Três Corações, pois Atlético x Pouso Alegre, cujo resultado interessava ao Flamengo, jogavam em clima de guerra. A torcida era toda do Atlético e também com o Araxá vencendo o Democrata.

O Flamengo voltou para o 2º tempo com o centroavante Serginho no lugar de D´Avila. Aos 11 minutos, Careca foi derrubado na área, penalti claro e indiscutível. Aos 16 minutos, Serginho “O Carrasco”, em cobrança magistral, jogou o goleiro para um lado e a bola pro outro. Goooool!

Foi um delírio total, mesmo antes de terminar o jogo em Varginha, já tinha saído os resultados dos adversários e a torcida começou a gritar: É campeão… É campeão, até o apito final. E as famosas passeatas da vitória voltaram às ruas de Varginha. O grito de campeão ecoou por todo o estádio e a grande torcida flamenguista finalmente extravasava sua alegria, contida e reprimida em todos os campeonatos passados.

 

FONTES & FOTOS: Rsssf Brasil – Stadium Varginense    

  2 Responses to “Flamengo Esporte Clube – Varginha (MG): Existiu entre 1979 a 1993”

  1. Meu amigo Zé Ricardo,
    Essa história hilária e verdadeira, aconteceu no Campeonato Mineiro de 1971; mas ainda era o Flamengo Futebol Clube, que existiu até 1973. A partir de 1979, era o Flamengo Esporte Clube.

    Após uma sequência de derrotas (muitas por goleada, encarou o temido Atlético Mineiro em pleno Mineirão. Contudo, foi um daqueles dias que um não jogou nada e o outro estava em estado de graça!
    Para completar, a lavadeira confundiu o Flamengo de Varginha com o Rubro-negro carioca!! kkkkkk
    Essas histórias, além de curiosas, é muito engrado!!! kkkkkk

    Abração!!

  2. Foi graças a esse Flamengo, de Varginha, que aquela lavadeira ficou milionária na loteria esportiva. Não lembro o ano, mas lembro da história. Jogo no Mineirão, Atlético Mineiro, com um timaço, contra o Flamengo, de Varginha, que venceu o jogo, numa das maiores zebras da história do futebol brasileiro. Perguntada sobre o motivo de ter cravado o Flamengo, de Varginha, e, consequentemente, ter feito os treze pontos sozinha, ela respondeu: “Achei que era o Flamengo, do Rio”!!! rsrsrsrs

   
© 2019 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha