O Campinas Esporte Clube (atual Campinas Futebol Clube) é uma agremiação da Cidade de Goiânia (GO). A história do clube surge em 1946, com o nome de Associação Bancária. Três anos depois mudou para União Bancária. Em 1955, adotou o nome de Associação Mariana de Esportes. Em 1958, passou a se chamar Associação Campineira de Esportes. E, finalmente, no dia 06 de Abril de 1964, após a fusão entre a Associação Campineira e o Santa Rita Esporte Clube, nascia o Campinas Esporte Clube.

Quatro anos depois, o ‘Sucuri da Chácara’ (alcunha do clube) se juntou com a equipe do Vila Aurora mantendo o seu nome original. O Campinas revelou jogadores como Fernandinho que mais tarde brilhou no Vila Nova e jogou ao lado de Pelé no Santos. Em 1972, o Campinas foi encampado pelo Vil Nova Futebol Clube, que incluía sede social, e vários jogadores foram incorporados ao elenco do Vila Nova, que acabou conquistando o Campeonato Goiano de 1973.

Em 1978, o Campinas (já se chamando Campinas Futebol Clube), retornou as suas atividades apenas na esfera amadora. Atualmente o clube faz um trabalho social muito bonito e relevante. Disputa Campeonatos de Base e Escolinhas nas modalidades Futebol e Futebol Society. O novo estádio do Campinas se chama Arena Campinas, e é o único do estado de Goiás a conter grama sintética.

Campeonato Goiano e Polêmica

Em 1964, o Campinas terminou o Estadual na 9ª posição. O time ainda participou nos Estaduais de 1965, 1971 (5º lugar) e 1972 (4º colocado). Há duas vertentes sobre o surgimento do Campinas Esporte Clube. O primeiro descrito acima, baseado em dois livros (“30 anos de Futebol em Goiânia”, publicado em janeiro de 1975, de autoria de Lisita Junior, pela Editora Dom Bosco – ‘Arquivos do Futebol Goiano’, de autoria de João Batista Alves Filho) e o outro diz que o time disputou o Campeonato Goiano de 1944 (terminando em quinto e último lugar), e que em 1946 alterou o nome para Associação Bancária de Goiás (ABG). No entanto, no próprio escudo do Campinas consta como 1964 o ano da sua fundação. Fica o registro desta questão.

 

Outra questão: as cores do Campinas E.C.

Segundo o jornalista e pesquisador do futebol goiano, Gerliézer Silva, após a sua fundação (1964), os jornais daquela época chamavam a equipe de ‘Celeste’, e também porque um ex-presidente que afirmou que era um time azul e branco. A mudança de uniforme  para ‘Tricolor aconteceu  em 1971, quando o Luiz Miguel Estevam, que era torcedor do ferrenho do Fluminense, assumiu a presidência do Campinas e adotou as cores verde, branca e grená.

Fontes: Livro “30 anos de Futebol em Goiânia”, publicado em janeiro de 1975, de autoria de Lisita Junior, pela Editora Dom Bosco – Rsssf Brasil -  Livro ‘Arquivos do Futebol Goiano’, de autoria de João Batista Alves Filho – Gerliézer Paulo da Silva

  4 Responses to “Campinas Esporte Clube – Goiânia (GO)”

  1. Valeu meu amigo Rodrigo!!

    Abração!

  2. Senhores parabéns, o artigo ficou muito bom, bem detalhado.

  3. Obrigado meu amigo Ielo!

    Eu coloquei praticamente todos esses times e as histórias (muito confusa por sinal).
    Conversei com o pesquisador goiano, Gerliézer. E, ele reconheceu que a história desses times que se entrelaçam são muito confusas a começar lá atrás na fundação do primeiro “Campinas Esporte Clube” em 1939, e que alguns acreditam que o time mudou de nome para Associação Bancária de Goiás.
    Contudo, nos dois livros que eu li não consta isso.

    O certo é: uma história confusa e que carece de mais aprofundamento!

    Um grande abraço!

  4. Sergio e amigo,

    Excelente trabalho com os clubes de Goiás.

    Com a quantidade de informações, acaba gerando algumas duvidas.

    Tenho em minhas anotações:

    1. A participação do Campinas Esporte Clube do Torneio Inicio do campeonato citadino de Goiânia de 1940. (escudo desconhecido)

    2. A participação do Campinas Esporte Clube do campeonato Goiano de 1944 (5o lugar e ultimo), não disputa o de 1945.

    3. A participação do Associação Bancária de Goiás do campeonato Goiano de 1946, constando que o Campinas mudou de nome, participa também de 1947. Escudo conhecido em vermelho e branco.

    4. A participação do Independente Esporte Clube do campeonato Goiano de 1948, constando que o Ass. Bancária mudou de nome. Escudo, uniforme e cores desconhecidos.

    5. A participação do União Esportiva Comércio e Industria do campeonato Goiano de 1950, constando que o Independente EC mudou de nome, participa também de 1951, 1952, 1953 e 1954. São 3 escudos conhecidos, um descrito no estatuto constando as iniciais encimada dos aneis olimpicos em azul celeste e branco, e o já publicado pelo Sergio nas cores azul celeste e branco, e um publicado em preto e branco parecido com o do Santos FC.

    6. A participação do Associação Mariana de Esportes do campeonato Goiano de 1955, constando que o União Esportiva Comércio e Industria mudou de nome, participa também de 1956 e 1957. São 2 escudos conhecidos, um em azul e branco publicado pelo Sergio e outro já publicado por mim nas cores azul celeste e branco, redesenhado de papel timbrado do clube, com poucas variações do escudo do Sergio).

    7. A participação do Associação Campineira de Esportes do campeonato Goiano de 1958, constando que o Associação Mariana de Esportes mudou de nome, participa também de 1959 a 1963. Escudo já publicado por mim, redesenhado de arquivo encontrado na FGF nas cores azul celeste, branco e amarelo.

    8. A participação do Campinas Futebol Clube do campeonato Goiano de 1964, constando que o Associação Campineira de Esportes mudou de nome, participa também de 1965 a 1971. Escudo agora publicado pelo Sergio.

    9. A participação do Campinas Futebol Clube do campeonato Goiano da 2a divisão de 1964.

    10. Consta que em 1973 o Vila Nova FC encampou o Campinas FC.

    No site do Campinas Futebol Clube, consta que foi fundado em 1964 com o nome Campinas Futebol Clube, mas todas as outras fontes consta como o clube de 1964 como Campinas Esporte Clube. Acredito que o pesquisador e amigo Gerliézer Silva tenha conhecimento que o clube de 1964 era realmente Campinas ESPORTE Clube, e o site do Campinas FUTEBOL Clube está equivocado.

    E o Campinas Futebol Clube que disputou a 2a Divisão em 1963?
    Seria uma fusão do Campinas Futebol Clube com a Associação Campineira de Esportes, originando a volta do Campinas Esporte Clube?

    Abs.

    Em tempo: É uma pena que o pres. de 1971 tenha alterado as cores do seu clube por torcer por outro. O que é fato é que o atual Campinas Futebol Clube tem as cores do Flu-Rio.

    Se observarmos, a cor celeste acompanha toda esta trajetória, constante no campeonato goiano, o unico que destacou e a Ass. Bancária, que eu acredito que o escudo existente seja também celeste e não vermelho como conhecemos.

   
© 2018 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha