PARTICIPANTES

America Football Club – Rio de Janeiro – RJ.
Sociedade Esportiva Palmeiras – São Paulo – SP.
Sport Club Corinthians Paulista – São Paulo – SP.
Sport Club Internacional – Porto Alegre – RS.

Jogos disputados no Estádio Beira-Rio..

CORINTHIANS 2-2 AMÉRICA
Data: 06 de maio de 1983
Preliminar de Internacional x Palmeiras
Árbitro: Luís Carlos Martins.
CORINTHIANS: Leão; Alfinete, Mauro, Daniel Gonzalez e Wladimir; Paulinho, Sócrates (Luís Fernando) e Zenon; Eduardo, Ataliba e Paulo Egídio. Técnico: Zé Maria.
AMÉRICA: Gasperin (Ernâni); Donato, Nei, Everaldo e Aírton; Pires, Gilberto e Moreno; William (Batista), Luisinho e Gilson Gênio. Técnico: Edu Antunes Coimbra.
Gols: Sócrates (10’ e 43’ do 1º) / Gilson Gênio (18’ do 1º) e Luisinho (30’ do 2º).
Obs: Nos pênaltis, o Corinthians venceu por 4-3, classificando-se para a final.

INTERNACIONAL 1-1 PALMEIRAS
Data: 06 de maio de 1983
Renda: Cr$ 8.935.500,00.
Público: 12.249.
Árbitro: Paulo Sérgio Pinto.
INTERNACIONAL: Benitez; Luís Carlos, Mauro Pastor, Mauro Galvão e André Luís; Ademir, Renê e Ruben Paz (Borracha); Sílvio (Paulo César), Geraldão e Silvinho. Técnico: Dino Sani.
PALMEIRAS: João Marcos; Perivaldo, Luís Pereira, Vágner e Márcio; Batista, Carlos Alberto e Cléo; Jorginho, Carlos Alberto Seixas e Carlos Henrique. Técnico: Rubens Minelli.
Obs: Nos pênaltis, o Internacional venceu por 4-2, classificando-se para a final.

DECISÃO DO 3º LUGAR

PALMEIRAS 2-1 AMÉRICA
Data: 08 de maio de 1983
Preliminar de Internacional x Corinthians.
Árbitro: José Mocellin.
PALMEIRAS: João Marcos; Perivaldo, Luís Pereira, Nenê e Márcio; Vágner, Carlos Alberto e Cléo; Jorginho, Carlos Alberto Seixas (Alcântara) e Esquerdinha. Técnico: Rubens Minelli.
América: Gasperin (Válter), Donato, Zedílson, Everaldo e Aírton; Pires, Gilberto e Moreno (Zé Antônio); Gilcimar (William), Luisinho e Batista. Técnico: Edu Antunes Coimbra.
Gols: Jorginho (2’ e 26’ do 2º) / Luisinho (16’ do 1º).

DECISÃO DO TÍTULO

INTERNACIONAL 0-0 CORINTHIANS
Data: 08 de maio de 1983
Renda: 5.953.500,00.
Público: 8.509.
Árbitro: Sílvio Oliveira.
INTERNACIONAL: Benitez; Luís Carlos, Mauro Pastor, Mauro Galvão e André Luís; Ademir, René (Borracha) e Ruben Paz; Júlio (Paulo César), Geraldão e Silvinho. Técnico: Dino Sani.
CORINTHIANS: Leão; Alfinete, Mauro, Wágner e Wladimir; Paulinho, Sócrates (Luís Fernando) e Zenon; Eduardo, Ataliba (Vidotti) e Paulo Egídio. Técnico: Zé Maria.
Obs: Nos pênaltis, o Corinthians venceu por 4-1, sagrando-se campeão do torneio.

Fonte: Tabelão Placar.

   
© 2019 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha