Dentro de uma série interminável de goleadas do Sete de Setembro de BH, principalmente sofridas, destacamos abaixo as súmulas das duas maiores aplicadas e das duas maiores sofridas:

SETE DE SETEMBRO 10×1 PALMEIRAS-BH
01/06/1930 – 15H00 Campeonato Mineiro
Belo Horizonte-MG
Estádio: Campo do América na Av. Araguaia
Árbitro: Aduíno Pirani
Sete de Setembro: Amaral; Nardier e Américo; Mundico, Oscarlino e Gumercindo; Hélio, Gonzaga, Camillo, Lelo e Ovídio. Treinador: José Costa
Palmeiras-BH: Rubens; Mário e Joaquim; Gallino, Arlindo e Noé; Zezinho, Jackson, Lucrécio, Saul e Canhoto. Técnico: Armando Val.
Gols: Não houve registro dos artilheiros.
Obs: O Palmeiras-BH foi o vice-campeão mineiro de 1926 e era do antigo Bairro do Quartel, atual Bairro de Santa Efigênia.

ATLÉTICO-MG 10×0 SETE DE SETEMBRO
30/08/1931 – Campeonato Mineiro
Belo Horizonte-MG
Estádio: Lourdes
Árbitro: Ernesto Natal
Atlético: Armando; Maurílio e Nariz; Cordeiro, Brant e Mário Gomes; Dalmy, Said, Orlando Vaz, Chaffir e Guerra. Técnico: Marinetti.
Sete de Setembro: Amoroso; Américo e Nardier; camaratti, Oscarlino e Teixeira; Elliot, Zé Maria, Arlindo, Chiquito e Ovídio.
Gols: Orlando Vaz (5), Said (2), Brant (2) e Dalmy.
Obs: Esta partida foi considerada amistosa posteriormente pela LMDT, pois o Sete abandonaria o certame.

SETE DE SETEMBRO 14×0 SANTA THEREZA
14/08/1932 – Amistoso
Belo Horizonte-MG
Estádio: Chácara Negrão
Árbitro: José Avelino
Sete de Setembro: Princeza; Américo (Raul) e Oscar; Barata, Maurício e Teixeira; Zezinho, Camaratti, Tavinho, Bracarense e Orozífero.
Santa Thereza: Alcides; Oscarlino e Joaquim; Pirão, Herculano e Retiro; Jair, Pirão II, Maninho, Mata-Velha e Luizinho.
Gols: Bracarense (6), Zezinho (4), Camaratti (2), Tavinho e Orozífero.
Obs: O Santa Thereza reuniu jogadores de outros times do Bairro da Floresta de BH.

SETE DE SETEMBRO 0×10 ATLÉTICO-MG
05/08/1951 – Campeonato Mineiro
Belo Horizonte-MG
Estádio: Independência
Renda: Cr$ 20.514,00
Árbitro: Francisco Trindade
Sete de Setembro: Braga; Lúcio e Luís; escurinho, Luisão e Volante; Papagaio, Pitão, Zezinho, Collen e Toledinho. Técnico: João Bala.
Atlético: Sinval; Juca e Osvaldo; Geraldino, Zé do Monte e Haroldo; Lucas, Ismael, Mauro Patrus, Alvinho e Vavá. Técnico: Campeão.
Gols: Lucas 11′, Alvinho 26’, 37’, Ismael 28’, 67’, 77’, Lucas 52’, 59’, 90’, Braga (contra) 79’.

Cordiali Saluti

Claudio

   
© 2019 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha