A Sociedade Esportiva e Recreativa Comercial é uma agremiação da Cidade de Santa Rosa (RS). Iniciou em 1959, como Esporte Clube Comercial.  Em 1967 passou a ser denominado, por estatuto aprovado em assembléia, de Sociedade Esportiva e Recreativa Comercial com sede no  Bairro Cruzeiro em Santa Rosa.
ATA N° 01 – Transcrição original – “Por falta de um livro de atas para apontar ou registrar no mesmo a fundação do Esporte Clube Comercial, temos aqui resumido, em algumas linhas, a história que retrata o mesmo. Esta agremiação nasceu de um grupo de jovens sequiosos na prática do esporte popular: O futebol. Deve-se salientar que Cruzeiro, como uma vila bem populosa, não contava, até esta data, ou seja, 15 DE SETEMBRO DE 1962, com uma agremiação varzeana”.
“Muitas vezes foi tentado constituir-se um time varzeano, mas em vão, pois a falta de recursos sempre os levava à ruína e com isso só permaneceu uma equipe de categoria amadora”. (ACREDITO QUE O NARRADOR SE REFERIA AO CO-IRMÃO JUVENTUDE F. C.)
“Também na altura desses acontecimentos, a agremiação já contava com um terno de camisetas do extinto União Futebol Clube, que diversos atletas do Comercial o defendiam”.
Segundo pesquisa de Milton H Schwerz, o E. C. Cubanita, que levava o nome de um refrigerante fabricado pela empresa de Bebidas Gaviraghi da Vila Cruzeiro, jogava num campo sito ao lado da ‘bomba’, aparelho que bombeava água à plataforma da Estação Ferroviária, que servia para completar as caldeiras dos trens a vapor e, foi desse extinto esquadrão, que a nova equipe herdou um terno de camisetas, conforme comentário de Antonio Allebrandt, confirmando no parágrafo anterior, as dificuldades que vários grupos (clubes de duração efêmera) enfrentavam, isto é, perdurar a existência da agremiação por vasto tempo.
“Visto ainda não se haver elegido uma diretoria definitiva, que viria a solucionar os problemas existentes na agremiação, realizaram-se várias reuniões sem se chegar a um acordo definitivo, mas o que mais preocupava era a escolha do nome para a mesma, mas isso veio a ser solucionado alguns meses mais tarde. E para tanto, com o esforço de todos, adquiriu-se um terno de camisetas no valor de CR$ 14.500,00, que no dia 02 de dezembro de 1962, foi inaugurado e lançado o nome oficial do Esporte Clube Comercial”. O jogo foi ante o Olaria FC, com vitória de 3×0.
 
CAMPOS EM QUE O COMERCIAL JOGAVA COMO SUA SEDE.

Foram anos jogando no campo de propriedade do Sr. Arthur Silvino Schwerz.  Gramado situado fora da Vila Cruzeiro, entre dois pequenos matos ali existentes.  Fazia parte de uma gleba de terras, destinadas para potreiro de gado leiteiro Jersey. Desde os anos 1950 até 1970, esse local foi utilizado pelo EC.  Comercial e Juventude FC. A partir dos anos 1970, essas duas agremiações utilizaram o campo situado a duas quadras atrás da igreja católica da Vila Cruzeiro, onde também jogava o Oriental FC. Em 07.05.1967, o EC. Comercial, com os sócios do clube e presidido por Erno Mühlbeier e os associados da Escola Municipal XV de Novembro, presidida pelo Sr. Ervino Sulzbach, constituíram uma nova sociedade, filiada à Liga Santa-Rosense de Futebol, que passaria a denominar-se de SER. COMERCIAL. SÓCIOS FUNDADORES: Ermindo Wandscher, Emídio Corrent, Aristides Nunes, Edmundo Welter, Manoel Machado, Erico Jahn, Flores Lunardi. PRIMEIRA DIRETORIA: Presidente: Clemêncio Longuinos Karnikowski, Vice-presidente: Erno Mühlbeier, Secretário: Adão L. Pollo, 2° Secretário: Elgo Ritter, 1° Tesoureiro: Delmo Saldanha da Silva, 2° Tesoureiro: Ervino Sulzbach, Conselho Fiscal: Júlio Speroni, Nelson Popp, Nerci Machado. A 25.05.1967, a nova diretoria reuniu-se para decidir sobre a aquisição de um terreno com o intuito de edificar sua praça esportiva. Adquiriram o lote do Sr. Willy Behringer, no valor de NCR$ 1.400,00. Em 04.10.1970, é inaugurado o campo da nova sociedade. Escolhido como padrinho o Sr. Darci Menuci e como madrinha a Sra. Júlia Speroni. Nessa data foi realizado um torneio de futebol, sagrando-se campeão: Veteranos FC.
 
TÍTULOS CONQUISTADOS PELO COMERCIAL. 

 

1968 – vice-campeão Municipal da Liga santa-rosense.

1972 – vice-campeão da Copa Cidade de Santa Rosa, categoria de Aspirantes.
1991 – Campeão Municipal da 2ª Divisão da Liga santa-rosense.
1992 – Campeão Municipal da Categoria de Aspirantes.
1993 e 1994 – Campeão da Liga de Cruzeiro.
1994 – Campeão da Associação de Clubes de Cruzeiro e Santa Rosa, categoria titulares.
1995 – Campeão Municipal da Categoria de Aspirantes.
1997 – Campeão Municipal da Categoria Mirim.
2000 – Campeão Municipal da Liga de Cruzeiro, Categoria Titulares.
 
EXCURSÃO À ARGENTINA.

Em 1978, Beno narra que o Comercial excursionou até Oberá, Argentina, onde empatou com a equipe local pelo marcador de 3×3, escore confirmado por Elemar Ritter. Ocorreu grande precipitação pluviométrica no dia; os argentinos não aguardavam mais a delegação, pois chegaram muito tarde, a Kombi havia atolado, mas a hospitalidade castalhena foi das melhores, muita comida e cerveja, mas Elemar frizou que, enquanto a equipe argentina não igualava o placar, o jogo transcorria sem tempo para sua finalização, já que o resultado estava em 3×2 pró Comercial. Alinhou a equipe com: Chiquinho – Elemar, Beno, Eloir e Vítor Prestes – Nelinho, Tatinha, Edo – Ademar Taffarel, Cipó e Leomar Taffarel. No jogo de volta, em Cruzeiro, houve novo empate em 2×2. Informações prestadas pelos atletas Elemar Ritter e Beno da Silveira.
 
 
   
© 2019 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha