Escudo da década de 50

O Grêmio Sportivo Santoangelense foi uma agremiação da cidade de Santo Ângelo (RS). O Clube Alviverde foi Fundado no dia 12 de Outubro de 1921, e a sua Sede ficava na Avenida Rio Grande do Sul, 479, no Centro de Santo Ângelo. Seu estádio era Raul de Oliveira (Zona Sul).

Em 1989, veio a fusão entre o Tamoyo, Grêmio Santoangelense e Elite criando a SER Santo Ângelo. Ao todo o G.S. Santoangelense participou do Campeonato Gaúcho Seis vezes: 1959, 1965, 1986, 1987, 1988 e 1989. E uma vez da Terceirona: 1985.

Gremio Sportivo Santoangelense de 1952

 O Grêmio Sportivo Santoangelense foi o primeiro time de Santo Ângelo a conquistar um título estadual. Esta proeza foi alcançada com a conquista do Campeonato Gaúcho de Amadores (Atual Série B) de 1952.

Contudo, a partida final só ocorreu no dia 21 de março de 1953. O Grêmio Santoangelense estreou na competição no dia 9 de novembro de 1952, em Santiago, vencendo o Riachuelo por 3 a 2. No dia 16 de novembro, no Estádio Coronel Raul Oliveira, goleada de 7 a 1 diante do mesmo Riachuelo. No dia 7 de dezembro, o Grêmio Santoangelense fez 7 a 0 no Gaúcho de Tupanciretã. Em Tupanciretã, no dia 14, nova goleada: Grêmio 8 a 1.

 O campeonato estadual de 1952 entrou janeiro adentro, tendo partidas realizadas no ano de 1953. No dia 18 de janeiro de 1953, em Santo Ângelo, o Grêmio venceu o 14 de Julho de Erechim por 5 a 2. No jogo de volta, em Erechim, no dia 25 de janeiro, vitória santo-angelense por 2 a 1.

No dia 22 de fevereiro, o Grêmio goleou o Concórdia de Roca Sales, no Estádio Cel. Raul Oliveira, por 3 a 0. Em 1° de março, a primeira derrota no certame, ao levar 4 a 2 do Concórdia fora de casa. Houve partida de desempate entre o Grêmio Santoangelense e o Concórdia, em Porto Alegre, com vitória santo-angelense por 1 a 0.

No dia 18 de março, na capital gaúcha, vitória gremista por 5 a 4 diante do Juventude de Candelária. A final foi realizada no dia 21 de março de 1953 (a conquista era válida pelo campeonato de 1952), em Porto Alegre, no Estádio da Timbaúva, no Caminho do Meio, reduto do Força e Luz, entre Grêmio e Veronese de Canoas. Vitória santo-angelense por 4 a 1. O time viajou em uma avião da Varig para a partida, com o patrocínio de José Marçal.

 Na primeira etapa, o Grêmio fez logo 2 a 0, com gols de Pedrinho Martins, aos dois minutos, e Crespim, aos 28. Na etapa complementar, Crespim marcou mais duas vezes, aos 23 e aos 26 minutos. O Veronese descontou com Medina, aos 24 minutos.

 Árbitro: Fortunatto Toneli

Auxiliares: Alfredo Bello e Guilherme Sroka.

 Grêmio Santoangelense: Nerci Gewehr, Bira e Mello. Pinheiro, Gago e Gelineck. Vilmar Miron, Hélio, Crespim, Fernando Pança e Pedrinho Martins. Técnico: Ricardo Verri. 

VERONESE: Jacir, Fiorello e Victor. Clauvício, Canário e Pedrola. Flávio, Valdir e Batata. Medina e Gaiteiro.

 

Foto e colaboração: Douglas Marcelo Rambor

 

   
© 2019 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha