Olá companheiros! Tive um problema no meu PC, mas estou de volta. Muitas novidades estão por vir. Para começar, esse torneio disputado em Salvador no ano de 1951 com os times do Bahia, Vitória, Ypiranga e Portuguesa (SP). O título ficou com a “Lusa”. Esse tipo de torneio sempre teve várias edições em terras baianas, mas sem a regularidade anual, como os campeonatos estaduais. Sem mais delongas, vamos as informações.

Os jogos foram disputados em rodada dupla na recém inaugurada Fonte Nova.

Torneio Quadrangular 1951:

Associação Portuguesa de Desportos (São Paulo)
Esporte Clube Bahia (Salvador)
Esporte Clube Vitória (Salvador)
Esporte Clube Ypiranga (Salvador)

Jogos:

08/07/1951

Bahia 0×1 Ypiranga

Local: Fonte Nova
Renda: 95.264 cruzeiros
Juiz: Antônio Muzitano
Auxiliares: Fernando Arestides Gonçalves e Leonel Nogueira
Gol: Chaves (Ypi)
Expulsão: Arnaldo (Bah)

Bahia: Leça (Zaluar), Arnaldo e Nilton; Pedrinho, Ivon e Tóia; Camerino, Miro (Teco), Carlito (Alfredo), Teco (Tuta) e Elias (Juca).
Ypiranga: Ferrari (Aníbal), Pequeno e Valder; Zizo, Chaves e Hildebrando; Marito, Antônio Mário, Bernardo (Almirinho), Israel e Alderoni (Gugú).

Portuguesa (SP) 3×1 Vitória

Local: Fonte Nova
Renda: 95.264 cruzeiros
Juiz: Mario Monteiro
Auxiliares: Antônio Muzitano e Leonel Nogueira
Gols: Pinga (33-42-60)(Por); Maneca (72)(Vit)

Portuguesa: Muco (Aldo), Haroldo e Jacob; Santos, Brandãozinho e Ceci; Julinho, Rubens, Renato, Pinga e Leopoldo.
Vitória: Periperi, Alírio e Joel; Cláudio, Diogo e Bombeiro; Maneca, Viana, Nouca (Joãozinho), Joãozinho (Juvenal) e Dedé.

11/07/1951

Bahia 1×1 Vitória

Local: Estádio da Graça
Renda: 60.978 cruzeiros
Juiz: José Peixoto Nova
Auxiliares: Antônio Muzitano e Mario Monteiro
Gols: Nouca (06) e Zé Hugo (88)

Bahia: Leça, Arnaldo e Nilton; Pedrinho, Ivon e Tóia; Camerino (Alfredo), Teco, Zé Hugo, Tuta e Elias (Miro).
Vitória: Periperi, Alírio e Joel (Jorge Tachard); Cláudio, Totinha (Paulo) e Bombeiro; Maneca, Viana, Nouca (Bionga), Juvenal e Dedé.

Portuguesa 6×1 Ypiranga

Local: Estádio da Graça
Renda: 60.978 cruzeiros
Juiz: Antônio Muzitano
Auxiliares: José Peixoto Nova e Dante Correia
Gols: Julinho (3), Pinga, Rubem e Renato (Por); Marito (Ypi)

Portuguesa: Muco, Isan e Jacob; Santos, Brandãozinho e Ceci; Julinho, Rubens, Renato, Pinga e Leopoldo.
Ypiranga: Ferrari, Pequeno e Valder (Albertão); Zizo, Chaves e Raimundo I (Hildebrando); Marito, Chaves, Novinha, Israel (Bernardo) e Antônio Mário.

15/07/1951

Vitória 3×1 Ypiranga

Local: Fonte Nova
Renda: Não Informada
Juiz: Mario Monteiro
Auxiliares: José Peixoto Nova e Antônio Muzitano
Gols: Juvenal (19), Bionga (66) e Dedé (Vit); Antônio Mário (Ypi)

Vitória: Periperi, Alírio e Joel; Cláudio, Totinha e Bombeiro; Maneca, Viana, Nouca (Bionga), Juvenal e Dedé.
Ypiranga: Ferrari, Pequeno (Prego) e Valder; Zizo, Chaves e Hildebrando (Vandú); Antônio Mário, Novinha, Chaves, Israel (Bernardo) e Marito.

Bahia 1×1 Portuguesa

Local: Fonte Nova
Renda: Não Informada
Juiz: Antônio Muzitano
Auxiliares: José Peixoto Nova e Dante Correia
Gols: Carlito (62)(Bah) e Pinga (Por)

Bahia: Zaluar, Arnaldo e Nilton; Evilásio (Dario), Ivon e Tóia (Evilásio); Alfredo, Teco, Carlito, Tuta e Juca.
Portuguesa: Muco, Haroldo e Jacob (Nino); Santos, Brandãozinho e Ceci; Julinho, Rubens, Renato (Niquinho), Pinga e Leopoldo.

Classificação Final:

CL Times PG V E D GP GC

01º Portuguesa 05 02 01 00 10 03
02º Vitória 03 01 01 01 05 05
03º Ypiranga 02 01 00 02
04º Bahia 02 00 02 01 02 03

*** Associação Portuguesa de Desportos – Campeã do Torneio Quadrangular ***

Artilheiros:

Pinga (Por) 5 gols;
Julinho (Por) 3 gols;
Zé Hugo e Carlito (Bah); Rubem e Renato (Por); Maneca, Nouca, Juvenal, Bionga e Dedé (Vit); Antônio Mário, Marito e Chaves (Ypi) 01 gol cada.

Fonte: Jornal Estado da Bahia.

  2 Responses to “Inédito!!! – Torneio Quadrangular 1951 (Bahia)”

  1. Antigamente as federações realizavam varios torneios, mas hoje em dia quando você ler alguma revista e procura os titulos das equipes quase não são mencionados essas tais conqistas, são titulos muito desvalorizados, quase sem expressão nenhuma. è uma pena.

  2. Os jogos acima já foram inseridos anteriormente no artigo AMISTOSOS NACIONAIS – DÉCADA DE 50.

   
© 2019 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha