Esporte Clube Húngaro Ypiranga (Y.M.S.E. – Ypiranga Magyar Sport Egiletfoi uma agremiação da cidade de São Paulo (SP). Fundado na década de 20, ficava sediado no Bairro da Villa Anastácio, do Distrito da Lapa, na Região Oeste de São Paulo. Aliás, a escolha da sede não foi à toa.

O bairro possui imigrantes lituanos, russos, croatas e italianos, mas o predomínio era da colônia húngara. A escolha das cores (verde e branco) e o modelo do uniforme foi uma homenagem ao grande clube húngaro dos anos 30: Ferencváros Torna Club (conhecido como “Águias Verdes”, que fica sediado na capital húngara de Budapeste, fundado em 03 de maio de 1889).

Escudo retirado da Revista Híradó - Informativo da Associação Húngara - Brazíliai Magyar Segélyegyle

1930 – Clube se filia a APSA

Na quinta-feira, do dia 06 março de 1930, o clube foi filiado na seção da Divisão Municipal, da Associação Paulista de Sports Athleticos (APSA). No mês seguinte, disputou o Torneio Eliminatório entre as equipes da Divisão Municipal, para preencher as duas vagas para o Campeonato Paulista da Segunda Divisão da APSA de 1930.

Estreou com vitória, no domingo, do dia 20 de Abril de 1930, ao ser vencer o Húngaro Paulistano pelo placar de 2 a 0. Porém, no feriado da quinta-feira, do dia 1º de Maio (Dia do Trabalhador) de 1930, acabou sendo eliminado pelo Luso Brasileiro, ao ser derrotado por 2 a 0.

Nas três temporadas em sequência o Húngaro Ypiranga, participou do Campeonato Municipal da Segunda Divisão (equivalia a Terceira Divisão Paulista) da APEA (Associação Paulista de Esportes Athleticos): 1931 (Quarta Divisão), 1932 (terminando na 6ª e penúltima posição) e 1933 (Quarta Divisão).

Em 1932, foi promovido a Segunda Divisão Paulista (na pratica, a Terceira Divisão). Depois há um hiato até 1937 e 1938, quando disputou o Campeonato da Liga Esportiva Hungara do Brasil, onde possuíam os seguintes jogadores: Szabo, Grané, Raul, Katona, Gregorio, Kias, Drobina I, Drobina II, Klacsák, Diego, Kahnan, Bolazs III e Mike.

Time-base de 1930: Katko; Carlito e João; Stern, João e Hanseck; Sipos, Platech, Perez, Tatu e Baleca.

Time-base de 1931: Zelise (Estevam ou Massa); Milinkovitz (José ou Grillo) e Perez (Carlito); Stern (Careca), Pinto I (Alexandre) e Vicentini (Luiz ou Kiraly); Caetano (Crocce), Francisco (Ferreira ou Katona), Platteck (Anselmo), Mininich (Benando ou Zani) e Balazs (João ou Minguito).

Time-base de 1932: Celisi (Martins); Milinkovitz e Carlito (Yochis); Hanck II (Perez), Balaza e Handro I (Jorge); Katona, Zani, Caetano (João), Plotck (Pinto) e Henrich (Dicto).

Time-base de 1933: Katko (Erno); Milinkovitz (Baveito ou Carlito) e Perez (Grulo ou Carlos Thomaz); Hancsko (Zubra), Zumbera (Jorge) e Famas (Varga ou Charly); Kolarreck (Zani ou Pinto), Catona (Mursa ou Protek), Plateck (Zaitano), Heirrieu (Gloteck ou Henrique) e Balass (Ilcinsvick ou João).

Foto acima de 1934 (esquerda para a direita): alguns jogadores foram identificados. O 2º era  Milinkovic; o 4º era Plotek; o 8º era Buono. O senhor de terno e gravata era o técnico Josef Folker, que depois chegou a presidir o clube.

 

FONTES: A Noite (RJ) –  Correio de São Paulo – Correio Paulistano – A Gazeta (Esportiva) – Associação Húngara – Sociedade Brasileira de Socorro do Brasil (http://www.ahungara.org.br/)

FOTO de 1934: Acervo de Sérgio Adriano Buono

   
© 2019 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha