Associação Atlética Coruripe é uma agremiação da cidade de Coruripe, no litoral Sul do Estado de Alagoas. O “Hulk Praiano” foi Fundado no sábado, do dia 1º de Março de 2003. As suas cores: verdeamarelo e branco. A sua Sede fica localizado na Rua Floriano Peixoto, nº 160 A, no Centro da cidade. O Coruripe manda os seus jogos no Estádio Municipal Gerson Amaral, com Capacidade para 6 mil pessoas.

Como tudo começou

Em 2002, a cidade de Coruripe foi convidada para disputar o campeonato de futebol da AMA (Associação dos Municípios de Alagoas). O convite foi aceito, e logo depois foi montada a Seleção Coruripense, que entrou no torneio sem grandes pretensões mas aos poucos conseguiu avançar e ao final saiu com o merecido título.

No ano seguinte, em 2003, a Seleção Coruripense voltou ao campeonato da AMA, voltou a fazer uma boa campanha e ficou com 3º lugar. Ainda em 2003, um homem de Teotônio Vilela, cidade vizinha, resolveu pedir o campo da Seleção Coruripense emprestado para que seu time, o Teotônio disputa-se o Campeonato Alagoano da 2ª divisão profissional. O responsável, Roswellington Tavares “O Pato” relatou para o então secretário de esportes da época, Maykon Beltrão.

Fundação

Maykon Beltrão vendo a possibilidade de uma equipe profissional na cidade, se juntou com o pai, Sr. João Beltrão e os mesmos tiveram a iniciativa de também colocar uma equipe para a disputar a segunda divisão.

Um dos fatos que mais pesou na decisão dos gestores, foi o grande número de espectadores que acompanhavam as partidas do time amador. Com um time profissional, a cidade ganharia mais visibilidade no estado, além servir como uma forma de lazer para a população.

Com apoio e dicas do clube/empresa Corinthians-AL, que ajudou a inexperiente diretoria a aprender um pouco sobre o mundo do futebol. O Coruripecomeçou a se planejar e montou um time forte, já visando o acesso a elite do futebol alagoano.

Estreia oficial

No dia 15 de junho de 2003 a Associação Atlética Coruripe entrou em campo pela primeira vez para disputar uma partida oficial. A partida aconteceu diante do Bandeirante, pela primeira rodada do grupo A da Segundona 2003. Em campo o Coruripe venceu por 2 a 0, com dois gols marcados pelo jogador Araújo (Vovô), aos 21 e 39 minutos do segundo tempo, cravando assim seu nome na história do verdão.

Principais fatos históricos

2003 - É campeão do Campeonato Alagoano da Segunda Divisão e promovido à primeira divisão

2004 - Surpreende a todos e é finalista do Campeonato Alagoano, mas perde o título para o Corinthians Alagoano. Disputa pela primeira vez o Campeonato Brasileiro – Série C e a Copa do Brasil.

2005 - É novamente finalista do Campeonato Alagoano e perde para o ASA na final

2006 - Derrota o CSA na final e conquista o título inédito do Campeonato Alagoano

2007 - Derrota o ASA na final e conquista o bicampeonato estadual. Nesse mesmo ano faz sua melhor campanha na Série C, tendo terminado em 3° colocado em seu grupo.

2011 - Faz boa campanha no Campeonato Alagoano e chega à final, mas perde o título para o ASA.

2012 - É rebaixado para a Segunda Divisão após uma péssima campanha no Campeonato Alagoano.

2013 - É vice-campeão do Campeonato Alagoano da Segunda Divisão e promovido à primeira divisão.

2014 - Surpreende a todos e conquista o título estadual sobre o CRB, até então bicampeão no estado (2012 e 2013). No mesmo ano disputou o Campeonato Brasileiro – Série D.

2015 - Vence o CSA nos dois jogos da semifinal do Estadual e elimina o time azulino do restante da temporada. Volta a enfrentar o CRB na final, só que desta vez é derrotado por 2×0 no Estádio Rei Pelé e perde o título. Na Copa do Brasil chega à segunda fase, mas é eliminado pelo Cuiabá. Na Série D foi eliminado nas oitavas de final pelo São Caetano.

2016 - É semifinalista do Campeonato Alagoano, mas é eliminado pelo CRB e perde a disputa do terceiro lugar para o Murici, ficando sem a vaga para a Série D.

2017 - No Campeonato Alagoano da 1ª Divisão, o Coruripe não fez uma boa campanha. Dentre as dez equipes participantes, o clube terminou na 8ª colocação, escapando por pouco do rebaixamento. O Sete de Setembro (9º lugar) e Miguelense (10 e último colocado) foram as equipes que desceram para a Segundona Alagoana, em 2018.

HINO – Associação Atlética Coruripe

“Alvi verde eu sou, com todo o meu amor

Coruripe eu sou, por que ele retribui o meu amor.

Alvi verde eu sou, com todo o meu amor

Coruripe eu sou, por que ele retribui o meu amor.

Na segundona em 2003, o Coruripe foi a grande sensação.

pois jogando o fino da bola, foi fazendo escola,

vai ser

nosso campeão…

 (refrão) Alvi verde eu sou, com todo o meu amor

Coruripe eu sou, por que ele retribui o meu amor.

 Com bira e beltrão no comando, e o açúcar

Coruripe no coração,

a seleção alvi verde vai ganhar o passaporte pra primeira divisão.

Alvi verde eu sou, com todo o meu amor

Coruripe eu sou, por que ele retribui o meu amor.

 (refrão) Alvi verde eu sou, com todo o meu amor

Coruripe eu sou, por que ele retribui o meu amor”.

 

 LINK:  https://www.youtube.com/watch?v=MJn6tbE0vIU 

 

FONTES: Wikipédia – YouTube – Página do clube no Facebook – Federação Alagoana de Futebol (FAF)

   
© 2018 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha