Olá amigos segue umas informações diretas da fonte, livro sobre o futebol boliviano.

Fonte:Historia del Futbol Boliviano,um siglo de futbol autor na pagina inserida abaixo.

 

História interessante esta na Romênia.
Em 2012 o tradicional time da Politecnica Timisoara foi dissolvido, campeão duas vezes da Copa da Romênia em 1958 e 1980, vice nacional também duas vezes 2009 e 2011, clube com grande tradição no país e também uma grande torcida.Pois bem foi fundado em 2012 o ACS Poli Timișoara, que “teoricamente” é o sucessor deste tradicional clube, inclusive as cores são idênticas, oficialmente a prefeitura local repassou toda a história, títulos, estádio do clube antigo, somente o nome não pode ser utilizado por causa dos problemas financeiros que causaram sua falência.
O clube subiu da segunda para primeira esta temporada, até aí tudo bem.Mas…..
Quem disse que a torcida concordou?Não concordou!!!
Os fiéis e numerosos torcedores da Poli, simplesmente não abraçaram a nova instituição por conciderarem que a venda e modificação do clube tinha “outros” interesses e fundaram em 2012 a equipe do SS Politehnica Timişoara, este sim, considerado o “verdadeiro” sucessor do antigo clube, o clube começou disputando a 5º divisão em 2012 e nesta temporada subiu a 3º divisão e pelo ritmo de promoções em breve teremos dois times com o mesmo passado, sendo que um oficial e outro na paixão de seus torcedores, disputando o mesmo campeonato nacional, uma história incrível!!!!

 

Pessoal nesta temporada de 2015/16 teremos uma novidade peculiar na primeira divisão polonesa, se trata do clube chamado LKS Nieciecza da cidade de mesmo nome.O clube foi fundado em 1922 e pela primeira vez em sua história alcança o patamar maior do futebol polonês.Até aí tudo bem se a cidade sede do clube não posssui-se 750 habitantes somente, isso mesmo.Seu estádio cabe a população toda, tem capacidade para 2200 pessoas.Boa sorte a este pequeno aventureiro.




fonte:internet/wiki

 

Resolvi nessas férias fazer um levantamento de quantas equipes existem nos campeonatos europeus. Comecei pela Espanha, atual campeão mundial…

DIVISÕES NACIONAIS
NÍVEL NOME CLUBES
I 1ª DIVISÃO 20
II 2ª DIVISÃO 22
III 2ª DIVISÃO B 80
IV 3ª DIVISÃO 360
SUB-TOTAL 482
DIVISÕES REGIONAIS
REGIÃO CLUBES NÍVEIS
CATALUÑA 887 V – VIII
GALICIA 586 V – VIII
ANDALUCÍA 539 V – IX
COMUNIDAD VALENCIANA 444 V – VII
COMUNIDAD DE MADRID 439 V – VIII
PAÍS VASCO 281 V – IX
CASTILLA Y LEÓN 253 V – VII
ARAGÓN 236 V – IX
CANARIAS 194 V – VII
CASTILLA-LA MANCHA 187 V – VII
EXTREMADURA 108 V – VI
ISLAS BALEARES 99 V – VIII
PRINCIPADO DAS ASTURIAS 99 V – VII
NAVARRA 98 V – VI
REGIÓN DE MÚRCIA 56 V – VII
CANTABRIA 54 V – VII
LA RIOJA 15 V
CEUTA 14 V
MELILA 9 V
SUB-TOTAL 4.598

 

TOTAL: DIVISÕES NACIONAIS + DIVISÕES REGIONAIS = 5.080 CLUBES EM ATIVIDADE NA ESPANHA NA TEMPORADA 2013/2014.

 

Nesta temporada 680 clubes entraram em campo pelo Brasil. Isso computando apenas os campeonatos Estaduais. “Si” contássemos os amadores daria muito mais…

Segue abaixo um resumão 2012:

OBS:

1 – BA – A Seletiva foi uma espécie de terceirona disputada em 2012. Dos 4 clubes que a disputou, 2 também jogaram a segundo ainda em 2012. Por isso na soma geral foram computados apenas dois clubes.

2 – PA – Dos 11 clubes que jogaram a Segundona, dois vieram da Primeira fase do Parazão. Na soma geral foram computados apenas 9 clubes.

3 – PI – O Torneio da Movimentação foi uma Taça disputada antes do Estadual propriamente dito. Das 9 equipes que a jogaram, 5 não disputaram o Estadual, por isso na soma geral foram computados 5 clubes.

ESTADO DIVISÃO CLUBES
ACRE Primeira 8
Segunda 3
ALAGOAS Primeira 10
Segunda 7
AMAPÁ Primeira 8
AMAZONAS Primeira 10
BAHIA Primeira 12
Segunda 10
Seletiva¹ 4
CEARÁ Primeira 12
Segunda 12
Terceira 12
DISTRITO FEDERAL Primeira 12
Segunda 9
ESPÍRITO SANTO Primeira 10
Segunda 7
GOIÁS Primeira 10
Segunda 9
Terceira 8
MARANHÃO Primeira 10
Segunda 5
MATO GROSSO Primeira 10
Segunda 7
MATO GROSSO DO SUL Primeira 14
Segunda 10
MINAS GERAIS Primeira 12
Segunda 12
Terceira 16
PARÁ Primeira 14
Segunda² 11
PARAÍBA Primeira 10
Segunda 7
PARANÁ Primeira 12
Segunda 10
Terceira 9
PERNAMBUCO Primeira 12
Segunda 15
PIAUÍ Primeira 8
Movimentação³ 9
RIO DE JANEIRO Primeira 16
Segunda 22
Terceira 21
RIO GRANDE DO NORTE Primeira 10
Segunda 4
RIO GRANDE DO SUL Primeira 16
Segunda 20
Terceira 11
RONDÔNIA Primeira 8
Segunda 2
RORAIMA Primeira 6
SANTA CATARINA Primeira 10
Segunda 10
Terceira 6
SÃO PAULO Primeira 20
Segunda 20
Terceira 20
Quarta 42
SERGIPE Primeira 10
Segunda 12
TOCANTINS Primeira 8
Segunda 8
 

Da mesma forma que fiz com o futebol alemão fiz o levantamento do futebol inglês.

Nesta temporada 7.314 times entrarão em campo por toda Inglaterra. Os mesmos estão divididos em mais de 140 ligas que compõem as 26 divisões.

Divisão Liga Clubes
1 Premier League 20
2 Football League Championship 24
3 Football League One 24
4 Football League Two 24
5 Conference National 24
6 Conference North 22
Conference South 22
7 Northern Premier League Premier Division 22
Southern Football League Premier Division 22
Isthmian League Premier Division 22
8 Northern Premier League Division One North 22
Northern Premier League Division One South 22
Southern Football League Division One Central 22
Southern Football League Division One South & West 22
Isthmian League Division One North 22
Isthmian League Division One South 22
9 Combined Counties League Premier Division 22
Eastern Counties League Premier Division 20
Essex Senior Football League 19
Hellenic Football League Premier Division 20
Kent League Premier Division 17
Midland Football Alliance 22
Northern Counties East Football League Premier Division 22
Northern League Division One 24
North West Counties Football League Premier Division 22
Spartan South Midlands Football League Premier Division 22
Sussex County Football League Division One 22
United Counties Football League Premier Division 21
Wessex League Premier Division 21
Western League Premier Division 20
10 Combined Counties League Division One 18
Eastern Counties Football League Division One 16
East Midlands Counties Football League 18
Hellenic Football League Division One East 18
Hellenic Football League Division One West 17
Kent Invicta Football League 17
Midland Football Combination Premier Division 21
Northern Counties East Football League Division One 19
Northern League Division Two 20
North West Counties Football League Division One 18
South West Peninsula League Premier Division 20
Spartan South Midlands Football League Division One 21
Sussex County League Division Two 18
United Counties League Division One 16
Wessex League Division One 19
Western League Division One 21
West Midlands (Regional) League Premier Division 21
11 Anglian Combination Premier Division 16
Bedfordshire Football League Premier Division 15
Cambridgeshire Football Association County League Premier Division 15
Central Midlands League North Division 17
Central Midlands League South Division 17
Cheshire Football League Division One 16
Dorset Premier Football League 18
Essex and Suffolk Border Football League Premier Division 18
Essex Olympian Football League Premier Division 14
Gloucestershire County League 17
Hampshire Premier Football League Senior Division 18
Hertfordshire Senior County League Premier Division 16
Humber Premier League Premier Division 16
Kent County League Premier Division 16
Leicestershire Senior League Premier Division 16
Liverpool County Premier League Premier Division 16
Manchester Football League Premier Division 18
Middlesex County Football League Premier Division 16
Midland Football Combination Division One 16
Northamptonshire Football Combination Premier Division 14
Northern Football Alliance Premier Division 16
Nottinghamshire Senior League Senior Division 16
Oxfordshire Senior Football League Premier Division 14
Peterborough and District Football League Premier Division 16
Reading Football League Senior Division 14
Sheffield and Hallamshire County Senior League Premier Division 15
Somerset County Football League Premier Division 18
South West Peninsula League Division One East 18
South West Peninsula League Division One West 17
Spartan South Midlands Football League Division Two 16
Staffordshire County Senior Football League Premier Division 18
Suffolk and Ipswich Football League Senior Division 16
Surrey Elite Intermediate League 16
Sussex County League Division 3 14
Teesside Football League Division One 14
Wearside Football League 20
West Cheshire Amateur Football League Division One 16
West Lancashire Football League Premier Division 17
West Midlands (Regional) League Division One 17
West Yorkshire Football League Premier Division 16
Wiltshire Football League Premier Division 17
12 Aldershot & District League Senior Division 12
Anglian Combination Division One 15
Bedfordshire Football League Division One 14
Brighton Hove and District Football League Premier Division 12
Bristol Premier Combination Premier Division 14
Bristol and Suburban Association Football League Premier Division One 15
Cambridgeshire Football Association County League Senior A Division 15
Cambridgeshire Football Association County League Senior B Division 17
Cheshire Football League Division Two 14
Chesterfield and District Amateur League 14
Cornwall Combination 20
Devon and Exeter Football League Premier Division 16
Doncaster and District Senior League Premier Division 15
Dorset Senior League Senior Division 14
East Berkshire Football League Premier Division 12
East Cornwall League Premier Division 16
East Sussex Football League Premier Division 11
Essex and Suffolk Border Football League Division One 17
Essex Olympian Football League Division One 13
Gloucester Northern Senior League Division One 16
Hertfordshire Senior County League Division One 15
Humber Premier League Division One 10
Kent County League Division One 15
Leicestershire Senior League Division One 15
Liverpool County Premier League Division One 16
Manchester Football League Division One 13
Mid-Sussex Football League Premier Division 14
Middlesex County Football League Division One West 12
Middlesex County Football League Division One Central & East 11
Midland Football Combination Division Two 16
Midlands Regional Alliance Premier Division 16
North Berks Football League Division One 12
North Bucks and District League Premier Division 16
North Devon Football League Premier Division 15
Northamptonshire Football Combination Division One 12
Northern Football Alliance Division One 16
Nottinghamshire Senior League Division One 16
Oxfordshire Senior Football League Division One 14
Peterborough and District Football League Division One 11
Plymouth and West Devon Combination Division One 12
Portsmouth Saturday Football League Premier Division 12
Reading Football League Premier Division 11
Sheffield and Hallamshire County Senior League Division One 13
Somerset County Football League Division One 18
South Devon Football League Premier Division 14
Staffordshire County Senior Football League Division One 16
Suffolk and Ipswich Football League Division One 14
Surrey County Intermediate League (Western) Premier Division 14
Surrey South Eastern Combination Intermediate Division One 14
Teesside Football League Division Two 14
West Cheshire Amateur Football League Division Two 15
West Lancashire Football League Division One 14
West Midlands (Regional) League Division Two 15
West Riding County Amateur Football League Premier Division 16
West Sussex Football League Premier Division 11
West Yorkshire Football League Division One 16
Wiltshire Football League Division One 17
Worthing and District Football League Premier Division 12
13 Aldershot & District League Division One 10
Altrincham and District Amateur Football League Division One 12
Andover and District Saturday Football League 13
Anglian Combination Division Two 15
Banbury District and Lord Jersey FA Premier Division 11
Bedfordshire Football League Division Two 16
Bournemouth Saturday Football League Premier Division 12
Brighton Hove and District Football League Division One 13
Bristol Premier Combination Division One 13
Bristol and Suburban Association Football League Premier Division Two 15
Cambridgeshire Football Association County League Division One A 14
Cambridgeshire Football Association County League Division One B 15
Colchester and East Essex Football League Premier Division 13
Devon and Exeter Football League Division One 15
Doncaster and District Senior League Division One 15
Dorset Senior League Division One 12
East Berkshire Football League Division One 12
East Cornwall League Division One 16
East Sussex Football League Division One 11
Essex Olympian Football League Division Two 13
Gloucester Northern Senior League Division Two 14
Hertford and District League Premier Division 10
Ilford and District League Premier Division 10
Kent County League Division Two East 11
Kent County League Division Two West 12
Leicester and District League Premier Division 14
Liverpool County Premier League Division Two 12
Mercian Regional Football League Premier Division 13
Mid-Essex League Premier Division 11
Mid-Sussex Football League Championship 12
Middlesex County Football League Division Two 11
Midlands Regional Alliance Division One 16
North Berks Football League Division Two 10
North Bucks and District League Intermediate Division 14
North Devon Football League Senior Division 16
Northamptonshire Football Combination Division Two 12
North & Mid-Herts Football League Premier Division 14
North Leicestershire League Premier Division 14
Northern Football Alliance Division Two 16
Nottinghamshire Senior League Division Two 16
Oxfordshire Senior Football League Division Two 11
Peterborough and District Football League Division Two 13
Plymouth and West Devon Combination Division Two 12
Portsmouth Saturday Football League Division One 9
Reading Football League Division One 12
Sheffield and Hallamshire County Senior League Division Two 14
Somerset County Football League Division Two East 15
Somerset County Football League Division Two West 14
Southampton Saturday Football League Premier Division 11
South Devon Football League Division One 14
Southend Borough Combination Premier Division 10
Staffordshire County Senior Football League Division Two 15
Suffolk and Ipswich Football League Division Two 14
Surrey County Intermediate League (Western) Division One 13
Surrey South Eastern Combination Intermediate Division Two 13
Trelawny League Premier Division 14
West Cheshire Amateur Football League Division Three 16
West Lancashire Football League Division Two 14
West Riding County Amateur Football League Division One 14
West Sussex Football League Division One 11
West Yorkshire Football League Division Two 15
Witney and District League Premier Division 11
Worthing and District Football League 12
14 Aldershot & District League Division Two 10
Anglian Combination Division Three 18
Altrincham and District Amateur Football League Division Two 12
Banbury District and Lord Jersey FA Division One 11
Basingstoke and District Football League Premier Division 11
Bath and District League Division One 10
Bedfordshire Football League Division Three 15
Bournemouth Saturday Football League Division One 12
Brighton Hove and District Football League Division Two 13
Bristol and District League Senior Division 14
Bristol and Suburban Association Football League Division One 12
Cambridgeshire Football Association County League Division Two A 14
Cambridgeshire Football Association County League Division Two B 15
Colchester and East Essex Football League Division One 13
Cheltenham League Division One 14
Cirencester and District League Division One 10
Craven and District League Premier Division 11
Devon and Exeter Football League Division Two 14
Dorset Senior League Division Two 12
Driffield and District League Premier Division 10
Duchy League Premier Division 12
East Berkshire Football League Division Two 11
East Riding Amateur League Premier Division 12
East Riding County League Premier Division 12
East Sussex Football League Division Two 10
Essex Business Houses Football League Premier Division 10
Essex Olympian Football League Division Three 12
Furness Premier League Premier Division 12
Guildford and Woking Alliance League Premier Division 11
Halifax and District League Premier Division 12
Harrogate and District League Premier Division 13
Hertford and District League Division One 12
Huddersfield and District Association Football League Division One 12
Ilford and District League Division One 11
Kingston and District Football League Premier Division 9
Lancashire Amateur League Premier Division 14
Leeds Red Triangle Football League Premier Division 11
Leicester and District League Division One 13
Mercian Regional Football League Division One 15
Mid-Essex League Division One 12
Midlands Regional Alliance Division Two 17
Mid-Somerset League Premier Division 11
Mid-Sussex Football League Division One 11
Newcastle Corinthians League Division One 10
North Berks Football League Division Three 12
North Bucks and District League Division One 16
North Devon Football League Intermediate Division One 16
North Gloucestershire League Premier Division 16
North & Mid-Herts Football League Division One Mid 11
North & Mid-Herts Football League Division One North 11
North Leicestershire League Division One 11
North Northumberland League Division One 10
Northamptonshire Football Combination Division Three 12
Oxfordshire Senior Football League Division Three 11
Peterborough and District Football League Division Three 13
Plymouth and West Devon Combination Division Three 10
Portsmouth Saturday Football League Division Two 11
Reading Football League Division Two 12
Redhill and District Football League Premier Division 11
Southampton Saturday Football League Senior Division One 11
South Devon Football League Division Two 14
Southend Borough Combination Division One 12
Spen Valley and District Football League Premier Division 10
Stroud and District League Division One 14
Suffolk and Ipswich Football League Division Three 13
Surrey South Eastern Combination Junior Division One 11
Taunton & District Saturday League Division One 11
Trelawny League Division One 14
Tyneside Amateur League Division One 13
Wakefield and District League Premier Division 12
West Riding County Amateur Football League Division Two 11
Weston super Mare and District League Division One 11
West Sussex Football League Division Two North 12
West Sussex Football League Division Two South 11
Witney and District League Division One 12
Worthing and District Football League Division Two 12
Yeovil and District League Premier Division 12
York Football League Premier Division 15
Yorkshire Amateur League Senior Division A 11
15 Aldershot & District League Division Three 10
Anglian Combination Division Four 15
Banbury District and Lord Jersey FA Division Two 11
Basingstoke and District Football League Division One 9
Bath and District League Division Two 11
Bedfordshire Football League Division Four 13
Bournemouth Saturday Football League Division Two 12
Bristol and District League Division One 14
Bristol and Suburban Association Football League Division Two 14
Cambridgeshire Football Association County League Division Three A 14
Cambridgeshire Football Association County League Division Three B 11
Cheltenham League Division Two 14
Cirencester and District League Division Two 10
Colchester and East Essex Football League Division Two 13
Craven and District League Division One 11
Devon and Exeter Football League Division Three 13
Dorset Senior League Division Three 12
Driffield and District League Division One 10
Duchy League Division One 13
East Berkshire Football League Division Three 11
East Riding Amateur League Division One 12
East Riding County League Division One 12
East Sussex Football League Division Three 10
Essex Business Houses Football League Division One 13
Furness Premier League Division One 10
Guildford and Woking Alliance League Division One 11
Halifax and District League Division One 10
Harrogate and District League Division One 12
Hertford and District League Division Two 11
Huddersfield and District Association Football League Division Two 12
Ilford and District League Division Two 10
Isle of Wight Saturday Football League Division One 14
Kingston and District Football League Division One 10
Lancashire Amateur League Division One 14
Leeds Red Triangle Football League Division One 11
Leicester and District League Division Two 14
Mercian Regional Football League Division Two 16
Mid-Essex League Division Two 13
Mid-Somerset Football League Division One 11
Mid-Sussex Football League Division Two 12
Newcastle Corinthians League Division Two 10
North Berks Football League Division Four East 13
North Berks Football League Division Four West 13
North Bucks and District League Division Two 16
North Devon Football League Intermediate Division Two 15
North Gloucestershire League Division One 13
North Leicestershire League Division Two 12
North Northumberland League Division Two 11
Northamptonshire Football Combination Division Four 12
Peterborough and District Football League Division Four 13
Plymouth and West Devon Combination Division Four 12
Portsmouth Saturday Football League Division Three 10
Reading Football League Division Three 11
Redhill and District Football League Division One 10
Southampton Saturday Football League Junior Division One 10
South Devon Football League Division Three 14
Southend Borough Combination Division Two 12
South Yorkshire Amateur League Premier Division 10
Spen Valley and District Football League Division One 13
Stroud and District League Division Two 14
Suffolk and Ipswich Football League Division Four 13
Surrey South Eastern Combination Junior Division Two 12
Taunton & District Saturday League Division Two 12
Trelawny League Division Two 14
Tyneside Amateur League Division Two 13
Wakefield and District League Division One 12
West Riding County Amateur Football League Division Three 14
West Sussex Football League Division Three North 11
West Sussex Football League Division Three South 10
Weston super Mare and District League Division Two 10
Witney and District League Division Two 13
Worthing and District Football League Division Three 12
Yeovil and District League Division One 12
York Football League Division One 11
Yorkshire Amateur League Senior Division B 10
16 Anglian Combination Division Five 13
Banbury District and Lord Jersey FA Division Three 12
Basingstoke and District Football League Division Two 13
Bath and District League Division Three 10
Bournemouth Saturday Football League Division Three 13
Bristol and District League Division Two 14
Bristol and Suburban Association Football League Division Three 14
Cambridgeshire Football Association County League Division Four A 14
Cambridgeshire Football Association County League Division Four B 16
Cheltenham League Division Three 14
Craven and District League Division Two 12
Devon and Exeter Football League Division Four 13
Dorset Senior League Division Four 11
Driffield and District League Division Two 11
Duchy League Division Two 13
East Berkshire Football League Division Four 10
East Riding Amateur League Division Two 12
East Riding County League Division Two 12
East Sussex Football League Division Four 10
Furness Premier League Division Two 9
Guildford and Woking Alliance League Division Two 13
Halifax and District League Division Two 9
Harrogate and District League Division Two 13
Hertford and District League Division Three 13
Huddersfield and District Association Football League Division Three 12
Ilford and District League Division Three 10
Isle of Wight Saturday Football League Division Two 17
Kingston and District Football League Division Two 9
Lancashire Amateur League Division Two 14
Leeds Red Triangle Football League Division Two (04 Grupos) 19
Mid-Essex League Division Three 13
Mid-Somerset League Division Two 11
Mid-Sussex Football League Division Three 12
Northampton Town Football League Premier Division 12
North Gloucestershire League Division Two 13
North Leicestershire League Division Three 12
Peterborough and District Football League Division Five 13
Reading Football League Division Four 11
Redhill and District Football League Division Two 10
Southampton Saturday Football League Junior Division Two 11
South Devon Football League Division Four 14
Southend Borough Combination Division Three 12
South Yorkshire Amateur League Division One 9
Stroud and District League Division Three 14
Suffolk and Ipswich Football League Division Five 12
Surrey South Eastern Combination Junior Division Three 11
Taunton & District Saturday League Division Three 11
Trelawny League Division Three 14
Wakefield and District League Division Two 12
West Sussex Football League Division Four North 11
West Sussex Football League Division Four South 10
Weston super Mare and District League Division Three 10
Witney and District League Division Three 12
Yeovil and District League Division Two 10
York Football League Division Two 11
Yorkshire Amateur League Division One 12
17 Anglian Combination Division Six 14
Bournemouth Saturday Football League Division Four 12
Bristol and District League Division Three 14
Bristol and Suburban Association Football League Division Four 12
Cambridgeshire Football Association County League Division Five A 28
Cambridgeshire Football Association County League Division Five B 26
Cambridgeshire Football Association County League Division Five C 13
Cambridgeshire Football Association County League Division Five D 14
Cheltenham League Division Four 14
Craven and District League Division Three 12
Devon and Exeter Football League Division Five 15
Dorset Senior League Division Five 10
Driffield and District League Division Three 11
Duchy League Division Three 13
East Berkshire Football League Division Five 12
East Riding County League Division Three 12
East Sussex Football League Division Five 10
Guildford and Woking Alliance League Division Three 11
Halifax and District League Division Three 11
Harrogate and District League Division Three 12
Huddersfield and District Association Football League Division Four 12
Isle of Wight Saturday Football League Division Three 16
Kingston and District Football League Division Three 9
Lancashire Amateur League Division Three 14
Mid-Essex League Division Four 14
Mid-Somerset League Division Three 12
Mid-Sussex Football League Division Four 12
Northampton Town Football League Division One 12
North Gloucestershire League Division Three 14
North Leicestershire League Division Four 12
Redhill and District Football League Division Three 11
Southampton Saturday Football League Junior Division Three 11
South Devon Football League Division Five 14
Southend Borough Combination Division Four 12
Stroud and District League Division Four 12
Suffolk and Ipswich Football League Division Six 13
Surrey South Eastern Combination Junior Division Four 12
Taunton & District Saturday League Division Four 11
Trelawny League Division Four 14
Wakefield and District League Division Three 12
Weston super Mare and District League Division Four 10
West Sussex Football League Division Five North 10
West Sussex Football League Division Five South 10
West Sussex Football League Division Five Central 9
Witney and District League Division Four 14
Yeovil and District League Division Three 12
York Football League Division Three 11
Yorkshire Amateur League Division Two 13
18 Bournemouth Saturday Football League Division Five 13
Bristol and District League Division Four 14
Bristol and Suburban Association Football League Division Five 10
Bury and District League Division One 11
Central and South Norfolk League Division One 12
Cheltenham League Division Five 14
Craven and District League Division Four 11
Devon and Exeter Football League Division Six 14
Duchy League Division Four 12
East Riding County League Division Four 12
East Sussex Football League Division Six 11
Guildford and Woking Alliance League Division Four North 11
Guildford and Woking Alliance League Division Four South 11
Kingston and District Football League Division Four 9
Lancashire Amateur League Division Four 13
Mid-Essex League Division Five 14
Mid-Sussex Football League Division Five 12
North Gloucestershire League Division Four 14
Redhill and District Football League Division Four 11
Southampton Saturday Football League Junior Division Four 10
South Devon Football League Division Six 12
Southend Borough Combination Division Five 11
Stroud and District League Division Five 13
Trelawny League Division Five 14
Weston super Mare and District League Division Five 11
York Football League Division Four 10
Yorkshire Amateur League Division Three 13
19 Bournemouth Saturday Football League Division Six 13
Bristol and District League Division Five 14
Bury and District League Division Two 11
Central and South Norfolk League Division Two 14
Cheltenham League Division Six 13
Devon and Exeter Football League Division Seven 14
Duchy League Division Five 13
East Riding County League Division Five 11
East Sussex Football League Division Seven 12
Huddersfield and District Works and Combination League Division One 8
Kingston and District Football League Division Five 9
Lancashire Amateur League Division Five 12
Mid-Essex League Division Six 12
Mid-Sussex Football League Division Six 11
Redhill and District Football League Division Five 11
Southampton Saturday Football League Junior Division Five 10
Southend Borough Combination Division Six 11
Stroud and District League Division Six 13
Weston super Mare and District League Division Six 9
Yorkshire Amateur League Division Four 12
20 Bristol and District League Division Six 15
Bury and District League Division Three 11
Central and South Norfolk League Division Three 14
Devon and Exeter Football League Division Eight 12
Huddersfield and District Works and Combination League Division Two 10
Lancashire Amateur League Division Six 12
Mid-Sussex Football League Division Seven 12
Southampton Saturday Football League Junior Division Six 11
Stroud and District League Division Seven 11
Yorkshire Amateur League Division Five 13
21 Bristol and Avon League Premier Division 12
Bristol Downs Football League Division One 14
Central and South Norfolk League Division Four 14
Devon and Exeter Football League Division Nine 14
Lancashire Amateur League Division Seven 12
Mid-Sussex Football League Division Eight 11
Southampton Saturday Football League Junior Division Seven 11
Stroud and District League Division Eight 13
22 Bristol and Avon League Division One 8
Bristol Downs Football League Division Two 14
Mid-Sussex Football League Division Nine 11
23 Bristol Downs Football League Division Three 14
Mid-Sussex Football League Division Ten 11
24 Mid-Sussex Football League Division Eleven 8
Bristol Downs Football League Division Four 16
25 Bristol Churches League Division One 9
26 Bristol Churches League Division Two 8

 

 

Resolvi fazer o levantamento de quantos times existem na Alemanha e quase cai das pernas: 33.683 times em atividade nesta temporada.

Os mesmos estão organizados em 13 divisões. Alguém aqui arriscaria levantar a ficha de todos?

Abaixo segue um resumo que fiz; para aqueles que gostam de futebol internacional, apreciem:

DIVISÃO LIGA CLUBES
1 Bundesliga 18
2 2. Bundesliga 18
3 3. Fußball-Liga 20
4 Regionalliga Nord 18
Regionalliga Nordost 16
Regionalliga West 20
Regionalliga Südwest 19
5 NOFV-Oberliga – 02 grupos 26
Oberliga Rheinland-Pfalz/Saar 18
Oberliga Baden-Württemberg 18
Bremen Football Association
5 Bremen-Liga 16
6 Landesliga 16
7 Bezirksliga – 02 grupos 31
8 Kreisliga A – 02 grupos 27
9 Kreisliga B 16
10 Kreisliga C 16
11 1. Kreisklasse 13
12 2. Kreisklasse 13
13 3. Kreisklasse 12
Hamburg Football Association
5 Oberliga Hamburg 18
6 Landesliga – 02 Grupos 32
7 Bezirksliga – 04 Grupos 64
8 Kreisliga – 08 Grupos 128
9 Kreisklasse – 09 prupos 139
Lower Saxonian Football Association
5 Oberliga Niedersachsen 16
6 Landesliga – 04 Grupos 68
7 Bezirksliga – 17 Grupos 276
8 Kreisliga – 45 Grupos 695
9 1. Kreisklasse – 64 Grupos 924
10 2. Kreisklasse – 71 Grupos 952
11 3. Kreisklasse – 68 Grupos 832
12 4. Kreisklasse – 39 Grupos 472
13 5. Kreisklasse – 03 Grupos 31
Schleswig-Holsteinian Football Association
5 Schleswig-Holstein-Liga 18
6 Verbandsliga – 04 Grupos 68
7 Kreisliga – 13 Grupos 205
8 Kreisklasse A - 14 Grupos 217
9 Kreisklasse B - Grupos 181
10 Kreisklasse C - 12 Grupos 156
11 Kreisklasse D - 09 Grupos 113
12 Kreisklasse E 10
Berlin Football Association
6 Berlin-Liga 18
7 Landesliga - 02 Grupos 32
8 Bezirksliga – 03 Grupos 48
9 Kreisliga A - 04 Grupos 64
10 Kreisliga B - 06 Grupos 94
11 Kreisliga C - 04 Grupos 68
Football Association of Brandenburg
6 Brandenburg-Liga 17
7 Landesliga - 02 Grupos 31
8 Landesklasse - 05 Grupos 81
9 Kreisliga - 17 Grupos 263
10 1. Kreisklasse – 19 Grupos 285
11 2. Kreisklasse - 20 Grupos 257
12 3. Kreisklasse – 09 Grupos 94
Football Association of Mecklenburg-Vorpommern
6 Verbandsliga Mecklenburg-Vorpommern 15
7 Landesliga - 03 Grupos 42
8 Landesklasse - 06 Grupos 84
9 Kreisoberliga - 08 Grupos 111
10 Kreisliga – 12 Grupos 159
11 1. Kreisklasse – 15 Grupos 169
Saxionian Football Association l
6 Sachsenliga 16
7 Bezirksliga - 04 Grupos 56
8 Kreisoberliga - 13 Grupos 191
9 Kreisliga - 25 Grupos 352
10 1. Kreisklasse – 31 Grupos 413
11 2. Kreisklasse - 22 Grupos 271
12 3. Kreisklasse - 10 Grupos 126
Football Association of Saxony-Anhalt
6 Verbandsliga Sachsen-Anhalt 15
7 Landesliga - 02 Grupos 31
8 Landesklasse - 06 grupos 96
9 Kreisoberliga – 14 Grupos 214
10 Kreisliga - 23 Grupos 331
11 1. Kreisklasse - 28 Grupos 347
12 2. Kreisklasse - 16 Grupos 180
Thuringian Football Association
6 Verbandsliga Thüringen 16
7 Landesklasse - 03 Grupos 48
8 Kreisoberliga - 09 Grupos 136
9 Kreisliga - 21 Grupos 299
10 1. Kreisklasse - 22 Grupos 293
11 2. Kreisklasse - 29 Grupos 316
12 3. Kreisklasse - 07 Grupos 63
Football Association of the Lower Rhine
5 Oberliga Niederrhein 20
6 Landesliga - 03 Grupos 49
7 Bezirksliga - 09 Grupos 144
8 Kreisliga A - 16 Grupos 257
9 Kreisliga B - 32 Grupos 509
10 Kreisliga C - 39 Grupos 580
Football Association of the Middle Rhine
5 Oberliga Mittelrhein 16
6 Landesliga - 02 Grupos 31
7 Bezirksliga - 04 Grupos 64
8 Kreisliga A - 09 Grupos 145
9 Kreisliga B - 25 Grupos 380
10 Kreisliga C - 40 Grupos 604
11 Kreisliga D - 12 Grupos 165
Football and Athletics Association of Westphalia
5 Oberliga Westfalen 18
6 Westfalenliga – 02 Grupos 32
7 Landesliga - 04 Grupos 64
8 Bezirksliga - 12 Grupos 216
9 Kreisliga A - 45 Grupos 717
10 Kreisliga B - 60 Grupos 937
11 Kreisliga C - 91 Grupos 1.284
12 Kreisliga D - 07 Grupos 90
Football Association of the Rhineland
6 Rheinlandliga 18
7 Bezirksliga - 03 Grupos 51
8 Kreisliga A - 09 Grupos 127
9 Kreisliga B - 16 Grupos 224
10 Kreisliga C - 22 Grupos 297
11 Kreisliga D - 22 Grupos 267
Saarland Football Association
6 Saarlandliga 18
7 Verbandsliga - 02 Grupos 32
8 Landesliga - 04 Grupos 64
9 Bezirksliga - 06 Grupos 96
10 Kreisliga A - 15 Grupos 225
11 Kreisliga B - 16 Grupos 183
South Western German Football Association
6 Verbandsliga Südwest 16
7 Landesliga - 02 Grupos 32
8 Bezirksliga - 04 Grupos 64
9 Bezirksklasse - 10 Grupos 160
10 Kreisliga - 20 Grupos 321
11 1. Kreisklasse - 30 Grupos 444
12 2. Kreisklasse - 03 Grupos 38
Badenian Football Association
6 Verbandsliga Baden 15
7 Landesliga - 03 Grupos 50
8 Kreisliga - 09 Grupos 142
9 Kreisklasse A - 12 Grupos 187
10 Kreisklasse B - 18 Grupos 272
11 Kreisklasse C - 13 Grupos 177
Bavarian Football Association
4 Regionalliga Bayern 20
5 Bayernliga - 02 Grupos 37
6 Landesliga - 05 Grupos 92
7 Bezirksliga - 15 Grupos 254
8 Kreisliga - 43 Grupos 640
9 Kreisklasse – 94 Grupos 1.353
10 A-Klasse - 138 Grupos 1.877
11 B-Klasse - 121 Grupos 1.614
12 C-Klasse - 28 Grupos 375
Hessian Football Association
5 Hessenliga 18
6 Verbandsliga - 03 Grupos 54
7 Gruppenliga - 08 Grupos 140
8 Kreisoberliga - 25 Grupos 411
9 Kreisliga A - 37 Grupos 597
10 Kreisliga B - 49 Grupos 754
11 Kreisliga C - 34 Grupos 488
12 Kreisliga D - 08 Grupos 116
South Badenian Football Association
6 Verbandsliga Südbaden 16
7 Landesliga - 03 Grupos 48
8 Bezirksliga - 06 Grupos 98
9 Kreisliga A - 15 Grupos 225
10 Kreisliga B - 38 Grupos 522
11 Kreisliga C - 24 Grupos 283
Württembergian Football Association
6 Verbandsliga Württemberg 16
7 Landesliga - 04 Grupos 66
8 Bezirksliga - 16 Grupos 155
9 Kreisliga A - 41 Grupos 619
10 Kreisliga B - 79 Grupos 1.073
11 Kreisliga C - 15 Grupos 172

 

 

 

O clube foi formado em 1912, apesar de não começar a jogar futebol até os anos 1920. Jogava suas partidas no Todoroki Athletics Stadium, em Kawasaki, Kanagawa e no Mitsuzawa Stadium, em Yokohama. De 1985 a 1988, chegou a brigar pelo título da JSL, e foi vice-campeão três vezes seguidas.

NKK foi o primeiro clube a vencer tanto a Copa do Imperador e o torneio de promoção em 1981.

Quando a J. League foi formada em 1992, NKK decidiu não virar profissional ficando na liga amadora (2° divisão), sendo rebaixado e jogando a temporada seguinte a terceira divisão. Na 3° divisão em 1993 fica em 3° na classificação.

Com a presença de Verdy Kawasaki e o movimento do clube da Toshiba para o norte para se tornar Consadole Sapporo, além do  Fujitsu (que mais tarde se tornaria Kawasaki Frontale), NKK decidiu parar suas atividades em 1994.

História na Liga

1967: Promovido para Japan Soccer League
1979: Relegado a JSL Divisão 2
1981: JSL Divisão 2 – campeão
1982: Relegado a JSL Divisão 2
1983: JSL Divisão 2 – campeão
1985: JSL Divisão 1 – Vice-campeão
1986-87: JSL Divisão 1 – Vice-campeão
1987-88: JSL Divisão 1 – Vice-campeão
1990-91: Relegado a JSL Divisão 2
1992: Liga reestruturado. Cadastrado Japan Football League Division 1. Relegado a Divisão JFL 2.
1993: JFL Divisão 2 –  3 º lugar. Na última temporada.
 
Fontes:
http://en.wikipedia.org/wiki/NKK_F.C.
PLACAR N° 923 DE 12/02/1988
 

Fundado em 1972 como Nissan Motors FC com sede em Yokohama, sendo promovido a Japan Soccer League Division 2 em 1976. Chegou a primeira divisão e 1979, após vencer sr vice da segunda divisão e ganhar os dois jogos da Promoção. Foi campeão nas temporadas 1988/89 e 1989/90.

Com a profissionalização do futebol japonês em 1993 passou a chamar Yokohama Marinos.

Em 1998 funde-se com o Yokohama Flügels e passa a denominar-se Yokohama F. Marinos.

escudo atual

 

Títulos:
 
Nissan FC
 
Nacionais:
- Japan Soccer League Division 1 - (2): 1988-89, 1989-90
- Copa do Imperador - (5): 1983, 1985, 1988, 1989, 1991
- Copa da Liga: (3): 1988, 1989, 1990
- Shakaijin Cup(1): 1976
 
Continental:
- Asian Cup Winners’ Cup - (1) 1991-92
 
Yokohama Marinos / Yokohama F.Marinos
 
Nacionais:

- J. League Division 1 (3): 1995, 2003, 2004
- Copa do Imperador (1): 1992
- J. League Cup: (1): 2001
 
Continental:
- Asian Cup Winners’ Cup: (1) 1992-93
 
FONTES:
http://en.wikipedia.org/wiki/Yokohama_F._Marinos
PLACAR N° 923 DE 12/02/1988
 

Organizando meus arquivos me deparei com a Revista Placar nª 923 de 1988, onde tem uma reportagem sobre o futebol japonês. Com base nesta revista vou publicar uma série de artigos sobre os times de lá.

Shin-Mitsubishi Heavy Industries criou um clube de futebol em 1950 em Kobe, mudando-se para  Tóquio, em 1958. Em 1965 formou o Japão Soccer League, juntamente com os hoje Sanfrecce Hiroshima, JEF United Ichihara Chiba, Kashiwa Reysol, Cerezo Osaka e três outros clubes que já foram relegados para ligas regionais.

Ganhou o seu primeiro campeonato da Japan Soccer League (JSL) em 1969. Sua participação na primeira divisão era razoável, constante até década de 1980, quando cai para segunda divisão na temporada 1988/89. Contudo, na temporada 1989/90 é campeão da Japan Soccer League Division 2 e volta para primeira divisão.

Foi o primeiro clube japonês a completar um triplo, quando, em 1978, ganham o título nacional, a Copa do Imperador e a Copa da Liga.

Com a profissionalização do futebol japonês em 1993 passa a chamar Mitsubishi Urawa Footbal Club e posteriormente para Urawa Red Diamonds.

Primeiro escudo da era profissional

escudo atual

Títulos:

Competições Nacionais:

Como Mitsubishi (Amateur era)
- Japan Soccer League Division 1: (4) 1969, 1973, 1978, 1982
- Japan Soccer League Division 2: (1) 1989/90
- Copa do Imperador: (4) 1971, 1973, 1978, 1980
-  Copa da Liga : (2) 1978, 1981
- Super Copa: (3) 1979, 1980, 1983
Urawa Red Diamonds (Professional era)
 
- J. League Division 1: (1) 2006 – Vice: (3) 2004, 2005, 2007
- J. League Division 2: Vice: (1) 2000
- Copa do Imperador: (2) 2005, 2006
- J. League Cup: (1) 2003 – Vice: (3) 2002, 2004, 2011
- Super Copa: (1) 2006 – Vice: (1) 2007
 
Continental

- AFC Champions League –  (1) 2007
 
Internacional

- FIFA Club World Cup – 3° Lugar: (1) 2007
 
FONTES:
http://en.wikipedia.org/wiki/Urawa_Red_Diamonds#League_history
PLACAR N° 923 DE 12/02/1988
 

Fora de casa o Anhatomirim era mansinho. Quando estava em seus domínios, prém, o couro comia. O tima jogava na ilha hpmônima, onde os portugueses contruíram uma fortaleza para proteger a Ilha de Santa Catarina (a parte insular de Florianópolis).

Fazendo jus ao nome – “pequena ilha do diabo”, em tupi -, a equipe local tocava p terror. Os adversários sram avisados que, se ganhassem, suas embarcações seriam colicadas a deriva, impedindo seu retorno. Entre voltar a nado ou pernoitar lá, arriscando a topar com algum fantasma das lendas da área, os visitantes acabavam amolecendo nos confrontos. Não à toa, bastou que policiais começassem a acompanhar as delegações e que o juiz fosse um militar que a fase boa do Anhatomirim Foot-ball Club terminasse.

DADOS DO CLUBE
Nome: Anhatomirim Foot-ball Club
Fundação: 3 de abril de 1919
Cores: Vermelho e Branco
Fica como curiosidade o escudo, que ainda é desconhecido

Fonte: Almanaque do Futebol Catarinense

 

Tarde de domingo, 8 de maio de 1983, campo do Biguaçu Atlético Clube. O time da casa disputava uma partida com a ABCELESC. Aos poucos, porém, os jogadores do time da casa foram sumindo. O juiz foi obrigado a encerrar o jogo. Procurou-se em todos os cantos, afinal é encontrada a equipe do Biguaçu num galpão próximo ao campo, assistindo na TV a segunda partida das Quartas de finais da Taça de Ouro (Campeonato Brasileiro) entre Flamengo e Vasco. Explicação de Zezé, o capitão do time: “Com Flamengo e Vasco jogando, não tínhamos cabeça pra ficar em campo”. No final de tudo o único placar que interessou foi o empate em 1 a 1 dos times cariocas.

 

A saída de Ricardo Teixeira do comando da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) já despertou o interesse de alguns para a eleição que deverá ocorrer depois da Copa do mundo de 2014. Além de Andrés Sanches, o presidente da Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj), Rubens Lopes já iniciou contatos com as outras federações para abocanhar o cargo.

Contudo, a pergunta que fica é: tais nomes nos inspiram a imaginar que com alguns deles o futebol brasileiro voltará a ser, de fato, o melhor do mundo?

Será que o ideal seria que um ex-jogador assumisse o cargo para dar uma vitalizada na entidade? Será que um Zico, Raí, Leonardo não poderiam ser uma proposta de mudança?  

Para Raí, o caminho é apostar em quem já vestiu o uniforme, calçou a chuteira e enfrentou as agruras dentro e fora das quatro linhas.  Experiente, esclarecido e bem-visto pelo público, Raí é uma aposta frequente para a presidência da CBF (Confederação Brasileira de Futebol) no futuro.

Porém, questionado sobre o assunto, ele diz já ter um preferido para o posto e diz até que o amigo Leonardo aceitaria o desafio, dependendo de como a proposta for feita.

“O meu candidato para a CBF é o Leonardo. É uma pessoa conhecida em vários países, que tem trânsito na Uefa e na FIFA, que está preparado. Se houver uma mobilização pública e o espaço para que um esportista ocupe o cargo, tenho certeza de que a ideia vai mexer com ele”, disse Raí, no lançamento de uma pesquisa do Ibope sobre educação física nas escolas públicas encomendada pela ONG Atletas pela Cidadania, que o ídolo são-paulino preside.

Aposentado em 2003, Leonardo ocupou durante seis anos o cargo de diretor do Milan, trabalhando especialmente como consultor no mercado internacional. Em 2009, aventurou-se na carreira de técnico, começando pelo próprio clube rubro-negro italiano, que treinou até o meio de 2010.

No primeiro semestre de 2011, ele ainda teve outra chance na função na rival Inter de Milão, e desde o meio do ano passado é o Manda-Chuva do futebol do PSG.

Raí não sabe dizer se o amigo, de quem é sócio na Fundação Gol de Letra, está disposto a tentar o cargo de presidente da CBF hoje, até por estar no início de um projeto, mas crê que isso seja possível até 2015, quando acaba o mandato de José Maria Marin, que substituiu Ricardo Teixeira há poucas semanas.

Desde a queda do cartola que dominou o futebol brasileiro desde o fim dos anos 1980, pelo menos dois ex-jogadores se colocaram à disposição para o cargo: Ronaldo e o zagueiro Paulo André, do Corinthians. Para Raí, é importante que mais ex-jogadores participem das questões políticas do esporte.

“É um sinal de que as coisas podem mudar. Apesar de não ter sido espontâneo, mas resultado da queda do Ricardo Teixeira, essas manifestações são uma prova disso. Em um sistema que concentra muito poder em um só, as pessoas temem represálias e não são estimuladas a pensar”, disse Raí.

Além de Leonardo… Teríamos outros nomes para assumir a CBF e dar uma guinada, a fim de recolocar o futebol brasileiro de volta aos trilhos?

 

 

O futebol em Luxemburgo é dividido em cinco divisões, movimentando 106 clubes:

 


1° DIVISÃO – BGL Ligue – 14 clubes

2º DIVISÃO - Promotion d’Honneur – 14 clubes

3º DIVISÃO - 1.Division  - 28 clubes divididos em 2 séries

4º DIVISÃO - 2.Division  - 28 clubes divididos em 2 séries

5º DIVISÃO - 3.Division  - 22 clubes divididos em 2 séries

 

 

FONTES:

http://en.wikipedia.org/wiki/Luxembourg_football_league_system

http://www.weltfussballarchiv.com/competition-index.php?land=25

http://www.liblib.cn/UEFA/Luxembourg.htm

 

 

 

Honrando o sol que fica no distintivo de seu clube, o meia brasileiro Leandro Domingues  continua se destacando com a camisa do Kashiwa Reysol, do Japão. Depois de ajudar o time a ser campeão pela primeira vez da J-League, em 2011, ele agora sonha com outra conquista inédita: a Liga dos Campeões da Ásia.

A estreia não foi das melhores, já que o Reysol foi derrotado por 3 a 2, fora de casa, pelo Buriram United, da Tailândia. Mas nesta quarta-feira (21/03/12) a equipe se recuperou na competição. 

Jogando em casa, o Kashiwa Reysol goleou o Jeonbuk Motors, da Coréia do Sul, por 5 a 1. Leandro Domingues balançou a rede duas vezes, sendo que o segundo gol foi um golaço encobrindo o goleiro adversário, e deu passe para outro gol.

A vitória deixou o time com três pontos e na segunda posição do Grupo H. A outra equipe que completa o grupo é o Guangzhou Evergrande, do argentino Dario Conca, que também tem três pontos, mas um gol a menos marcado. 

Leandro Domingues mostra-se feliz com o seu início de temporada e acredita que esta vitória dê moral para a equipe se recuperar na J-League 2012, onde ainda não venceu depois de duas rodadas. 

Leandro Domingues foi o destaque da partida

“Uma goleada sempre dá moral para a equipe seguir vencendo na temporada. Estamos na zona de classificação na Liga dos Campeões da Ásia, mas ainda não vencemos no Campeonato Japonês. Nosso próximo jogo será contra o Shimizu Pulse, também dentro de casa. Vamos com tudo em busca dos três pontos para começarmos a nossa recuperação na competição. Somos os atuais campeões e não podemos completar três rodadas seguidas sem vencer”, disse Leandro Domingues. 

O próximo compromisso pela competição continental será dia 4 de abril, contra o Guangzhou Evergrande, também em Reysol. Uma vitória deixará bem encaminhada a classficação para a fase final.  

           Classificação do Grupo H
1º Buriram United F.C. (Tailândia) – 6 pontos;
2º Kashiwa Reysol (Japão) - 3 pontos (sete gols pró);
3º Guangzhou Evergrande F.C. (China) - 3 pontos (seis gols a favor);
4º Jeonbuk Hyundai Motors (Coréia do Sul) - zero ponto.

 

Foto: Divulgação

 

Amigos… Não sei quem assistiu o Programa ‘Bem Amigos’, na última segunda-feira (19/03/12) à noite. Sou a favor incondicional do direto de cada um se expressar, e assim como o Galvão Buenos praticamente “obrigou” aos convidados e membros do programa a dizer que o Kaká e o Robinho deveriam voltar a ser convocados e eu darei o meu parecer.

 Não é de hoje que o Galvão segue com a mania de se meter em tudo, e, em alguns casos se esquece de fazer o básico: narrar bem. O Galvão já fez várias “cavadinhas” furadas. A última foi pressionar o Mano Menezes a convocar o Ronaldinho Galvão. E estamos vendo o que aconteceu… Ou melhor, o que não aconteceu: um bom futebol.

 Em minha opinião, o Kaká ainda não merece ser convocado. Por quê? Por que o próprio jogador, numa entrevista, disse que não queria ser convocado para readquirir a velha forma. E o Kaká segue buscando isso, e o Galvão para arrumar uma base, disse que assistiu vários jogos? Será que ele não sabe que nós aqui no Brasil também assistimos? Será que ele pensa que é as teses dele são inabaláveis?

 O Kaká ainda está longe daquele jogador que foi e o Mano só está respeitando o pedido do próprio atleta. Então, se o Galvão quer reclamar com alguém… Procura o Kaká.

 Sobre o Robinho, dito aos senhores que foi a maior mudança que eu já vi num jogador. Quando começou era uma promessa de craque, que partia pra cima em alta velocidade, driblador… Em suma, um potencial excepcional.

 Aí o Galvão diz que o Robinho aprendeu a jogar na Europa? Em minha opinião o termo correto é: desaprendeu. Um jogador burocrático, com toques para os lados, que parece ter medo de driblar… E o cara diz que ele aprendeu?

 E para completar. Se o Mano ceder à pressão vai barrar quem? Neymar? Leandro Damião? Quem assistiu ao programa pode constatar que nem os convidados e muito menos os membros do programa se empolgaram com a nova ‘cavadinha do Galvão’. Senhor Galvão Bueno, como narrador, você está entre os dez melhores do Brasil. Agora no resto… Sugiro que você continue apenas a narrar e nada mais.      

 Quem deveria dar palpites são os ex-jogadores que entendem de futebol arte, como aquela geração da Seleção Brasileira de 1982: Leandro, Luisinho, Junior, Falcão, Toninho Cerezo, Zico, Éder, entre outros. Esses têm condições de falar de como o futebol brasileiro poderia e deveria jogar um bom futebol.

 

O Jeonbuk Hyundai Motors FC, dos brasileiros Eninho e Luiz Henrique, busca a reabilitação na Copa dos Campeões da Ásia (AFC Champions League), enfrentando o Kashiwa Reysol, dos brasileiros Jorge Wagner, Leandro Domingues e do técnico Nelsinho Baptista, nesta quarta-feira (21/03/12), às 19 horas (hora local) – 07 horas (de Brasília), no Hitachi Kashiwa Stadium, na cidade de Kashiwa, no Japão, pela segunda rodada da fase inicial da competição, que é classificatória ao Campeonato Mundial Interclubes. Na estreia, o time coreano não foi bem a acabou superado pelo Guangzhou Evergrande, mesmo atuando em seus domínios, por 5 a 1.

“Vai ser mais um jogo difícil, pois o Kashiwa também perdeu na rodada de abertura da competição e vai querer a recuperação jogando em casa. Mas, a nossa expectativa é conseguir um resultado positivo, esquecendo o que passou na primeira rodada e focando apenas este duelo complicado, contra um time que toca bem a bola e que conta com jogadores de qualidade, como o Jorge Wagner e o Leandro Domingues, sem fala no técnico Nelsinho Baptista, que é bastante competente”, analisa Eninho.

“As duas equipes precisam vencer para se recuperar da derrota na primeira rodada. Assistimos a alguns vídeos de jogos do Kashowa Reysol e pudemos constatar que se trata de uma equipe que sabe tocar bem a bola e conta com brasileiros no seu elenco, que fazem a diferença”, acrescenta o atacante Luiz Henrique.

Na primeira rodada, o Kashiwa Reysol foi derrotado pelo Buriram United, atuando na Tailândia, por 3 a 2. Nesta segunda rodada, ainda pelo Grupo H, jogam Guangzhou Evergrande, da China, e Buriram United, em território chinês, disputando a primeira colocação da chave.

 

Foto: Divulgação

 
Encontrei essas frases “geniais” e para relaxar e descontrair o começo de mais um dia de trabalho… Sorrir é  a solução! Divirtam-se! 
 
 
“O meu clube estava à beira do precipício, mas tomou a decisão correta: deu um passo à frente.”João Pinto (jogador do Boavista, Benfica, de Portugal).“O difícil, vocês sabem, não é fácil…” Vicente Matheus (eterno presidente do Corinthians).

“Clássico é clássico e vice-versa…”Jardel (ex-atacante do Grêmio e da Seleção Brasileira).

“Jogador é o Didi, que joga como quem chupa laranja…” Neném Prancha (ex-roupeiro do Botafogo, ex-técnico de futebol de praia e filósofo da bola).

“Chegarei de surpresa, dia 15, às duas da tarde, vôo 619 da VARIG…” Mengalvio (ex-meia do Santos, em telegrama mandado a família quando em excursão à Europa).

“No México que é bom. Lá a gente recebe semanalmente, de quinze em quinze dias…”
Ferreira (ex-ponta-esquerda do Santos)

“Tenho o maior orgulho de jogar na terra onde Cristo nasceu…” Claudiomiro (ex-meia do Internacional-RS ao chegar em Belém do Pará para disputar uma partida contra o Paysandu pelo Brasileirão de 72).

“Quando o jogo está a mil, minha naftalina sobe.” Jardel (ex-atacante do Grêmio).

“Não sei, chutei, a bola foi indo, indo…. e iu!” Nunes (ex-atacante do Flamengo ao descrever um gol que tinha feito)

“Não venham com problemática que eu tenho a solucionática.” Dadá Maravilha (ex- jogador de futebol e primeiro marqueteiro do nosso futebol).

“Eu disconcordo com o que você disse.”Vladimir (ex-meia do Corínthians em uma entrevista para a Rádio Record). 

“A moto eu vou vender, e o rádio eu vou dar pra minha tia.” Josimar (ex-lateral direito do Botafogo ao responder a um repórter o que iria fazer com o Motoradio que ganhou como melhor jogador da partida).

“Bom, eu não achei nada, mas o meu companheiro ali achou uma correntinha; acho que é de ouro, dá pra ele vender!”
O mesmo Josimar ao ser perguntado o que ele achou do jogo.

“Nem que eu tivesse dois pulmões eu alcançava essa bola.” Bradock – amigo de Romário reclamando de um passe longo.

“A partir de agora meu coração tem uma cor só: rubro-negro.” Fabão (zagueiro baiano ao chegar para o Flamengo).

 

Quando o assunto é o futebol amazonense, um nome de um craque da crônica jornalística aparece em destaque: Carlos Zamith. Natural de Manaus (AM), Carlos Zamith, 76 anos, é jornalista há mais de 50 anos, e possui a Coluna Baú Velho no Jornal A Critica, aos domingos, há 32 anos. Como as histórias do futebol nortista ainda são pouco conhecidas, eu tentarei colaborar como elo. Uma das histórias mais interessante e engraçada está nos Apelidos.

Por: Carlos Zamith

Os times de futebol principalmente os do interior do Estado do Amazonas e igualmente os dos subúrbios, sempre foram pródigos em colocar apelidos em seus jogadores, alguns estranhos sem meios até de justificar o porquê da alcunha, mas outros perfeitamente adaptados à pessoa.

No futebol de Manaus, como nos de outros centros, a regra não ficou prá trás. Aqui como lá apareceram apelidos estapafúrdios, alguns até com nomes de bichos e a maioria dos antigos jogadores ainda carregam nas costas a alcunha às vezes sem saber como surgiu.

Tenho em meus arquivos escalações dos times locais e resolvi dar uma olhadela nos apelidos dos jogadores até os dias atuais e confesso encontrei muitos que já tinham se afastado de minha lembrança. Achei um espaço vago nas minhas atividades para fazer uma relação daqueles que considero realmente os mais esquisitos.

 

CAMPEÃO DE APELIDOS

Um detalhe que me deixou mais animado para a pesquisa foi quando deparei com um time do Sul América, cuja linha de ataque, em 1962, era formada por Tapioca, Torrado, Limão e Azedo. Essa ofensiva jogou contra o Bangu, do Rio, na abertura da temporada do time carioca, no mês de fevereiro, no Parque e lá atrás ainda tinha o Carrapeta.

O técnico banguense, o velho Gradim, quando ouviu o repórter fornecer a formação do ataque do Sul América, chegou a esboçar um leve sorriso. No final do jogo ele demonstrou interesse pelo atacante Torrado, não só pelo seu porte físico, como pelo bom futebol apresentado nesse jogo, embora a vitória tenha sido fácil para o Bangu, por 4 a 0.

ZÉ ESTRAGADO

Ainda no Sul América, na década de 60, apareceu um atacante com o apelido de Zé Estragado, (antes jogava com o nome de Zé Costa) que arrasou o Fast Clube no campeonato de 63, marcando dois belos gols da vitória de 3 a 0 de seu clube, mas a sua trajetória foi curta. Ainda hoje ele é assim conhecido no bairro de São Raimundo. Não chegou a ser um craque, mas sabia marcar gols e deu boas vitórias ao seu clube. Na certidão, ele é o cidadão José da Costa Pereira.

O apelido nasceu quando ele ainda era garoto. O ponteiro esquerdo Tota, do mesmo clube (já falecido), fabricava bonitos papagaios de papel e Zé Costa saía pelo bairro a vendê-los, mas sempre trazia a sobra danificada, com rasgos e talas quebradas, numa total bagunça fato que aborrecia muito o “fabricante” e por isso ganhou o apelido.

 

JÁ MORREU

Outro estranho apelido era um de jovem que também jogava pelo Sul América, nascido no bairro e com algumas passagens pelo time titular. Era conhecido por Já Morreu, um tipo que parecia estar sempre sonolento, quase sem ânimo para nada, do tipo “devagar que estou com pressa”.

 

MARTELO

No mesmo período, surgiu outro jogador com um estranho apelido e que ficou durante uma semana em cartaz nos jornais. O Olímpico, que era dirigido pelo sargento do Exército, Hélio Lentz, vinha jogando o campeonato com um time bem ajustado e, segundo seu treinador, o sistema por ele adotado, tinha o nome de “Ferrolho”.

Era difícil o adversário passar pela defesa do Olímpico. Perdia para os melhores times por escores apertados, na base de 1 a 0 ou 2 a 1, tamanha era a marcação cerrada adotada pelos defensores.

Pois bem, um dia jogaram Olímpico e Sul América, pelo campeonato oficial. O Sul América apresentava um centroavante com o apelido de Martelo descoberto por acaso numa “pelada”. Venceu o jogo com dois gols dele, Martelo. No dia seguinte, a manchete de O Jornal era esta: “Martelo quebrou o ferrolho”.

 Fotos: Arquivo pessoal Carlos Zamith

 

 

 

O Jeonbuk Hyundai Motors FC, do meio-campista Eninho e do atacante Luiz Henrique, defende a invencibilidade no Campeonato Coreano da 1ª Divisão – 2012, a K-League, enfrentando o Chunan Dragons, neste sábado (17/03/12), às 15 horas (hora local) e 03 horas (de Brasília), no Jeonju World Cup Stadium, na cidade de Jeonju, Coréia do Sul, pela quarta rodada do turno da fase inicial.

 “Espero mais um jogo difícil, o Chunan Dragons é uma equipe que marca muito, mas, temos que impor o nosso ritmo de jogo atuando na nossa casa. Cada jogo vai ser mais difícil para nós, já que todos querem nos vencer por sermos os atuais bicampeões”, relata Eninho, que se empenhou bastante nas cobranças de faltas durante os treinamentos desta semana.

 “O Dragons vai vir para complicar, mesmo realizando uma campanha irregular até este momento, já que o estilo de jogo deles é de muita correria no meio-de-campo e marcação forte. Mas, o nosso time está bem e, atuando dentro de casa, temos que pensar exclusivamente na vitória para manter o bom momento no Campeonato Coreano”, acrescenta Luiz Henrique.

O meio-campista Eninho treinou bastante as cobranças de falta

 No seu compromisso mais recente, o Jeonbuk Hyundai Motors FC bateu o Daejeon Citizen FC, por 1 a 0; enquanto que o Chunan Dragons, que aparece na 14ª colocação na classificação geral com um ponto (01 empate e 01 derrota), ficou no empate, 0 a 0, com o Gangwon.

 Foto: Divulgação

 

 

E, quem disse que na Tailândia não tem futebol? O técnico brasileiro Reuther Moreira, que comanda o Esan United FC, vem trabalhando forte na pré-temporada, visando à disputa da ‘Thai Premier League-2012’, a principal divisão do futebol tailandês, que será iniciada no dia 17 de março (sábado). O time do brasileiro se transferiu para a cidade de Ubon neste começo de ano, saindo de Sisaket, e mudou também o seu nome – antes se chamava Sisaket FC – e encontrou uma boa estrutura para trabalhar.

 

Reuther Moreira

 
 

 “A estrutura da nova cidade é muito boa, pois, temos campos para treinar e uma condição de trabalho bastante favorável. Só não teremos o apoio dos nossos antigos torcedores, que afirmaram que não vão vir para Ubon para ver a equipe jogar. É uma pena, fico triste, pela identidade que os torcedores mantinham com a equipe, mas teremos que conquistar novos adeptos nesta nossa nova casa”, relata Moreira, salientando que o time vai se acertando para iniciar a Thai Premier League:

 “Jogamos dois amistosos, contra times da segunda divisão local, e ganhamos um de 6 a 0 e o outro de 3 a 1. Estou arrumando a casa e tenho ainda duas semanas para deixar o time pronto para fazer uma boa estreia”, acrescenta o ex-goleiro, que entre outras equipes, atuou pelo São Paulo FC e Coritiba FC no final da década de 70 e início dos anos 80.

  Além do treinador, o time conta com mais três brasileiros no elenco, o zagueiro Victor Amaro, o meio-campista Márcio e o atacante Santos. O primeiro desafio do Esan United FC na Thai Premier League – 2012 será contra a BBCU FC, no dia 18 de março (domingo), no Chulalongkorn University Sports Stadium, na cidade de Bangkok, Tailândia. Já a primeira partida no Tung Burapha Stadium, na cidade de Ubon, Tailândia, acontece no dia 24 de março (sábado), contra o Osotspa.

Foto: Divulgação/ASE

 

 

Amigos membros, como há pessoas aqui aficionadas não apenas por escudos e dados, mas também por uniformes… Aproveitarei para postar alguns releases que recebo dos quatro cantos do mundo (mesmo tendo consciência de que o planeta é redondo! Rs).

Na Ásia, o do Jeonbuk Hyundai Motors FC segue realizando a pré-temporada, visando à estréia no Campeonato Coreano da 1ª Divisão, a ‘K-League’, no próximo sábado (3/03/12), às 15 horas (3 horas de Brasília), no Jeonju World Cup Stadium, na cidade de Jeonju, contra o Seongnam Ilhwa.

Apesar da imprensa não ter noticiado o Jeonbuk Hyundai Motors realizou boa parte de sua pré-temporada no Brasil. Primeiro, esteve na cidade de Itu (SP) e, na seqüência, na capital paulista. Além dos treinamentos, o time coreano realizou diversos jogos-treinos contra times tradicionais brasileiros. Na foto (abaixo) aparece o atacante brasileiro Luiz Henrique, uma dos destaques do time sul-coreano.

 

 

Foto: Divulgação/ASE

 

Nome: Sociedad Deportiva Urdilde

Cidade: Santa María de Urdilde / Galícia / Espanha

Fundação: ?

Cores: Verde e Branco

Situação: Disputa a Terceira Divisão Autonomica equivalente à oitava divisão nacional.

 

Nome: Club Social y Deportivo Sport Bolivar

Cidade: Huacho/PER

Fundação: 1952

Cores: Azul, Preto e Branco

Situação: Distrital

 

Fonte: Arquivo Pessoal

 

Olá amigos, existem atualmente dois clubes na Bolivia que tem nomes bem parecidos e uniformes idênticos, um é o tradicional Chaco Petrolero,campeão boliviano em 1970 e presente durante muitas temporadas na primeira divisão do país, outro é o Petroleros del Chaco clube da Provincia de Yacuiba e que disputa o campeonato da liga de Tarija, esse ano conseguiu acesso a nova segunda divisão boliviana, pelo menos os escudos são diferentes

CHACO PETROLERO

PETROLEROS DEL CHACO

 

Nesta quarta-feira 7 de setembro o esporte mundial ficou abalado pela tragédia que dizimou o Lokomotiv Yaroslav, time da elite do Hóquei no Gelo na Rússia. O avião que transportava a equipe caiu logo após a decolagem, na cidade de Yaroslav. Dos 45 passageiros, 43 morreram e apenas um atleta, em estado gravíssimo, e um membro da tripulação sobreviveram.

No Futebol essas são algumas das grandes tragédias aéreas:

1949 – Torino – ITA
O pentacampeão italiano Torino, com 10 jogadores da Itália, morre após acidente. Entre as vítimas, Valentino Mazzola, capitão do Torino e pai de Sandro Mazzola, futuro craque da Internazionale de Milão e da Seleção Italiana.

Este time do Torino detém quase todos os recordes da história do futebol italiano e é considerado o maior time de todos os tempos de seu país. Seu desaparecimento tirou a favorita ao título da Copa do Mundo de 1950, a Itália.

1958 – Manchester United – ING
Semifinalista da Copa dos Campeões de 56-57, o Manchester United era uma das sensações do futebol europeu. O time treinado pelo lendário Matt Busby tinha sete jogadores da Inglaterra, jogava ofensivamente e era apontado como um dos favoritos ao título. A média de idade era de somente 24 anos, um time que ainda jogaria por muitos anos e que não havia chegado ao topo.

1969 – The Strongest-BOL
O avião do The Strongest, da Bolívia, voltava de amistoso em Santa Cruz de la Sierra. Ele desapareceu no dia 26 de setembro, justamente no dia de um golpe de estado no país.

Quando todos achavam que o avião poderia ter sido derrubado, encontraram o mesmo destroçado a 100km de La Paz. Todos os 69 passageiros e nove membros da tripulação morreram com o choque, entre eles 16 jogadores e três integrantes da comissão técnica.

1972 – Old Christians Club-URU
O avião que levava o time de rúgbi do Old Christians Club e familiares caiu no meio da Cordilheira dos Andes ao levar o time de Montevidéu para Santiago do Chile em uma partida amistosa. Dos 45 passageiros, 29 sobreviveram à queda, mas um morreu alguns dias depois devido aos ferimentos e outros oito em uma avalanche que atingiu os destroços do avião. Sem comida, os sobreviventes comeram a carne dos companheiros mortos no acidente, sobrevivendo extraordinariamente 72 dias isolados no gelo até dois dos sobreviventes caminharem por 10 dias e obterem ajuda. A história, filmada e documentada dezenas de vezes, é conhecida como o “Milagre dos Andes“. O Old Christians, já bicampeão nacional, foi campeão uruguaio de rúgbi no ano seguinte (1973) e mais 13 vezes desde então.

1987 – Alianza Lima-PER
O time peruano do Alianza, de Lima, desapareceu após acidente aéreo no Pacífico. Todos os 16 jogadores do líder do Campeonato Peruano morrem, assim como 10 membros da comissão técnica, 8 diretores, um trio de arbitragem e seis tripulantes do avião.

1989 – Jogadores de origem surinamesa
15 jogadores holandeses de origem surinamesa morrem em acidente aéreo no Suriname. Atletas como Ruud Gullit, Aron Winter, Bryan Roy, Frank Rikjaard, Stanley Menzo escapam por pouco, já que seus clubes vetaram sua ida para o Suriname jogar uma partida de exibição. Menzo chegou a pegar um vôo um pouco antes do fatídico avião.

1994 – Seleção Nacional de Zâmbia
A Seleção de Zâmbia morre em acidente no Gabão após jogo das Eliminatórias Africanas. O melhor jogador do time, Kalusha Bwalya, não estava no avião. Ele comandou o novo time que chegou à final da Copa Africana de Nações em 1994 e foi 3º em 1996. Em 2004, com 41 anos e treinador da Seleção, entrou em campo e marcou de falta o gol da vitória por 1×0 sobre a Libéria nas Eliminatórias para a Copa de 2006.

 

O Esporte Clube Bahia vem reqalizando neste ano de 2011 uma temporada sensacional em suas categorias de base, em janeiro foi o primeiro clube do norte-nordeste de país a decidir a Copa São Paulo de Futebol Juniors mesmo com a derrota no final para o Flamengo/RJ, a campanha foi exaltada e com o surgimento de algumas promessas para o nosso futebol.

Na semana passada a equipe sub-15, venceu a etapa brasileira Copa Nike  da categoria batendo o Santos/SP na final por 1 x 0 e se qualificando para disputar na cidade de Manchester-Inglaterra a etapa internacional da competição.

Agora novamente foi a equipe sub-20 que brilhou nos campos da velha bota na 35ª Edição do Tradicional Torneio de Primavera ” Angelo Dossena”, o Troféu como assim é chamado e já teve outras equipes brasileiras como campeã, inclusive o Real Salvador equipe baiana, que em 2004 também conquistou o Torneio. Este ano o tricolor baiano levou uma equipe forte e participou ao lado de equipes italiana tradicionais como o Milan, Atalanta, Napoli e Brescia e equipes de outros paises.

Abaixo a campanha:

1ª Fase

17/06/2011 – MILAN 0 x 1 BAHIA

Gol: Gabriel

MILAN: Di Fabio; Sampirisi, De Sole (29′ s.t. Peverelli), Rodrigo Ely, Santonocito, Baldan, Lombardi (12′ s.t. Maietti), Novinic, De Respinis, Fossati, Amelotti.  Tec: Nunziata.

BAHIA: Renan; Madson, Dudu, Laercio, Robinho, Jussandro, Gabriel Santana Pinto, Lenine (15′ s.t.
Filipe), Rafael, Fabio (33′ s.t. Italo Melo), Francinilson (42′ s.t. Beton).  Tec: Cesar Lopes Gomes.

 

18/06/2011 – BAHIA 2 x 0 ATALANTA
Gols: Gabriel e Rafael

BAHIA: Renan; Madson, Dudu, Laercio, Robinho, Jussandro, Gabriel Santana, Lenine, Rafael, Fabio, Maranhao. Tec: Laelson Lopes

ATALANTA: Barbugian; Tantardini ( Esposito), Ponti, Milesi, Almici, Gagliardini A., Cortesi, Tanferna, Grandi, Malaccari, Zappacosta.  Tec: Gallo.

19/06/2011 – BAHIA  5 x 0 ALBINIOLEFFE
Gols: Robinho,  Gabriel ,  Lenine,  Fabio, e Rafael

BAHIA: Renan ( Ruan), Madson, Dudu, Laercio ( Everton), Robinho, Jussandro, Gabriel Santana (Filipe), Lenine, Rafael, Fabio, Maranhao.  Tec: Laelson Lopes.

Semifinal:

22/06/2011 – BAHIA  3 x 0 ATALANTA
Gols:  Fabio,  Rafael e Lenine)

BAHIA: Renan; Madson, Dudu, Laercio, Robinho, Jussandro ( Mansur), Gabriel Santana, Lenine (Filipe), Rafael, Fabio, Maranhao ( Luan). Tec: Laeson Cesar Lopes Gomes

ATALANTA: Barbugian; Cremaschi, Possenti, Milesi, Arcari, Esposito, Zappacosta ( Malaccari), Gagliardini R. (Marcarini), Grandi (Nava), Agazzi, Mangni. Tec: Grandi Fabio

Final:

24/06/2011 – BAHIA 3 X 2 SELEÇÃO JAPONESA Sub-20

Gols:Chajima,  Lenine, Honna,  Rafael e Gabriel

BAHIA: Renan, Madson, Dudu, Laércio e Jussandro; Robinho, Lenine (Filipe) e Fábio (Mansur); Gabriel, Rafael e Maranhão.

Seleção Japonesa: Yabuki, Umezawa (Shimizu), Okazaki, Izumisawa, Ogawa, Obu, Nagasawa (Yamazaki), Honna ( Wada), Minagawa, Chajima, Matsumoto.

O Bahia realizou 5 partidas

05 vitórias

14 gols pró

02 gols contra

Gabriel e Rafael foram os goleadores com 4 gols cada.

Il samba dei brasiliani o l’orgoglio dei samurai: chi sarà la vincente del “Dossena”?

Deu samba diante os valentes samurais

O acarajé baiano engoliu o sushi japonês

Fontes: Textos Galdino Silva

Dados: Site oficial do Torneio

 

Uma prática muito comum na Europa, são os programas de futebol, revistas que são vendidas e em alguns casos distribuídas nos jogos que ocorrem.
Em alguns países é uma verdadeira febre, inclusive com um comércio de troca e vendas deste material.
No Brasil, por diversas vezes alguns clubes tentaram implantar este material, mas quase sempre acabam desistindo.
Para minha surpresa, fui ao jogo Jabaquara x Mauaense no dia 08 de maio de 2011 e ao entrar no Estádio Espanha recebi um destes programas da equipe rubro-amarela. É de salientar que é um material simples, na realidade um encarte de 6 páginas, mas para um clube da 4ª divisão paulista, é bastante curioso.
Seria interessante que outros clubes, aderissem a esta iniciativa, pois é gostoso ler estes programas antes do início das partidas ou em seu intervalo.

programa

 

Resolvi fazer esse artigo sobre clubes tradicionais que sumiram das primeiras divisões de seus respectivos paises, onde será que estão atualmente???

ALBANIA

Apolonia Fier
Tradicional equipe de Fier, campeão da Copa da Albania em 1998, caiu a temporada passada para a segunda divisão e parece que virou rotina pois em 2007 caiu tbm e voltou na temporada seguinte.
KF_Apolonia

FK Partizani Tiranë
Um dos grandes clubes do país, caiu a duas temporadas e não conseguiu subir mais, foi nada mais nada menos que 15 vezes campeão nacional e 15 vezes campeão da copa, tem uma grande e fanática torcida que espera em breve a volta a elite.
partizani

Tomori Berat
Apesar de não ter conquistado nenhum titulo, participou de varias copas europeias e sempre foi presença constante na elite albanesa, em 2001 começou o declinio caindo a segunda divisão, chegou ao fundo do poço em 2007/2008 quando foi rebaixado a 3ºdivisão, ficando por duas temporadas, em 2009/2010 finalmente conseguiu a volta a segundona dando esperanças a seus torcedores de um retorno a elite essa temporada.
TOMORI

KS Lushnja
Duas vezes vice-campeão da copa da Albania em 1998 e 2000, a equipe da cidade de mesmo nome Lushnja sempre frequentou a elite albanesa, caiu a duas temporadas a segunda divisão e ainda não conseguiu se reerguer.
lushnja

Fonte:Arquivos pessoais

 

Segue interessante notícia publicada no jornal “A Tribuna” de Santos/SP em 01 de outubro de 1941:

” O que aconteceu ontem na preliminar do jogo Vasco x Bangu, acreditamos que seja absolutamente inédito. O caso é que foi marcado um penalti contra o Bangu. Manoel Roch tomou posição para bater a falta máxima e o goleiro suburbano, abaixando-se, apanhou um punhado de terra e ficou esfregando-o nas mãos. A impressão era que o rapaz estivesse preparando as munhecas para defender o penalti.
Mas o que aconteceu, no entanto, foi o inesperado absoluto. Assim é que, ao trilar o apito do juiz, ordenando a batida da penalidade, o goleiro banguense adiantou-se no arco e arremessou o bolo de terra no rosto de Manoel Rocha, pretendendo com isso, por certo, tirar-lhe a visão do gol. O juiz é que não concordou com o recurso anti-esportivo e violento do goleiro suburbano e expulsou-o imediatamente do campo.”

 

Olá amigos

Realizei em 2006 um especial na Soccer Logos que envolveu todos os clubes venezuelanos na época, foi muito gratificante e tambem trabalhoso fazer esse especial.Como se tratou de um trabalho que nos deu enorme orgulho, resolvi atualizar e repassar a todos os amantes do futebol 4 anos depois.Começo com a 1ºdivisão 2010/2011.

Deportivo Tachira
A equipe foi fundada como San Cristobal FC em 1974 com sede na cidade de mesmo nome,não chegou a jogar nenhum campeonato com esta denominação e no mesmo ano mudou para Deportivo San Cristobal,que usava as cores azul e branca.Em 1978 mudou suas cores para amarelo e preto que permanecem até hoje,em homenagem ao Estado de Tachira ,e tambem de nome para Deportivo Tachira FC . É considerada a equipe mais tradicional e popular do país.Manteve este nome até 1986 quando se fusionou com seu rival local,o Atlético San Cristobal,devido as dificuldades financeiras de ambas as equipes da cidade de se manterem num nível profissional,formando o Union Atlético Tachira,inclusive mudando suas cores para laranja e verde.Mas a torcida não aprovou a mudança de cores e escudo,voltando no ano seguinte em 1987 a se chamar Union Atlético Tachira.Nome que permanece até hoje.O El Carrusel Aurinegro conquistou os campeonatos de 1979 ,1981 ,1984, 1986 ,foram 14 anos no jejum em que o clube quase encerrou suas atividades até que no ano 2000,voltou a conquistar um campeonato .Foi campeão pela última vez em 2008.
Disputa contra o Caracas o maior clássico do país.Possui a maior torcida do país.Ja disputou 15 Taças Libertadores.

Real Atlético Esppor
É um clube fundado em 2008 por empresarios interessados em fomentar o futebol na capital Caracas.Inicialmente o clube iria tentar reviver o Deportivo Galicia, uma das mais tradicionais equipes venezelanas, mas a ideia não vingou.Mas o clube foi em frente iniciando sua participação na segunda divisão logo na temporada de 2007/2008 onde foi vice campeão conseguindo assim acesso a primeira divisão em 2008/2009.A equipe vem se destacando nas categorias de base sub-17 e sub-20.A equipe atua com m uniforme igual ao Real Madrid, todo de branco.Em sua primeira tempoorada conseguiu a manutenção na elite.Na temporada 2010/2011 vem sendo a grande surpresa liderando o Torneio Apertura e sendo serio candidato ao titulo.

Caracas
O Caracas Futbol Club “Los Rojos del Avila”,foi fundado em 1967,começou patrocinado pela empresa Yamaha,onde disputou as competições amadoras do Estado de Miranda,posteriormente em 1984 resolveu arriscar no futebol profissional se chamando Caracas-Yamaha FC disputando a segunda divisão,conseguindo logo no mesmo ano o acesso a 1°divisão,onde passou a ser umas das maiores forças do futebol venezuelano.Em 1987 adotou o nome definitivo de Caracas Futbol Club,a partir daí conquistou os títulos de1992,1994,1995,1997,2001,2003,2004,2006,2007,2009 e 2010.Para jogos de porte menores a equipe atua no Crocodilos Park para 6.000 torcedores, que em breve terá sua capacidade aumentada e será utilizada pela equipe no campeonato nacional.Também já participou de 12 Taças Libertadores.É a grande equipe do futebol venezuelano no momento dominando o campeonato nacional e no cenário internacional se destascando também, chegando em 2009 as quartas de finais da Taça Libertadores.Em março de 2007, conquistou sua maior vitoria internacional ao derrotar o River Plate em pleno Monmental de Nunez, por 1×0, pela Libertadores.

Monagas SC
O Monagas Sport Club foi fundado em 1987,com sede na cidade de Maturín,o clube iniciou sua trajetória em 1990 na segunda divisão, em 1991 quando comprou a vaga deixada pelo Pepeganga Margarita conseguiu o acesso a 1°divisão venezuelana. “Los Guerreros del Guarapiche” , apelido esse em homenagem a mentalidade guerreira de seu povo e ao Rio Guarapiche, permaneceu até 1996 quando foi rebaixado.Em 1997,98,99 e 2000 a equipe disputou a segunda divisão em 2001 vendeu sua licença ao El Vigia FC e se licenciou,em 2002 voltou a disputar a 1°divisão,onde não desceu mais.Em 2002 e 2003 disputou a Copa-Sulamericana.Apesar do bom início,vem freqüentando a últimas posições dos campeonatos mais recentes,lutando para não cair de divisão.Em 2009 conseguiu o vice campeonato do torneio Apertura, sua melhor participação até hoje.

Aragua FC
O Aragua Futbol Club, foi fundado em agosto de 2002 por um grupo de empresários do local, tem sede na cidade de Maracay, capital do estado de Aragua que sempre teve muita tradição no futebol, os “Albiazules” ou Los Tuvos conseguiram em 2005 o título da segunda divisão,após 3 temporadas lutando para o acesso.Orgulho do Estado de Aragua a equipe possui uma das mais fanáticas torcidas do país e busca seu primeiro título nacional,apesar que, suas participações até o momento terem sido discretas,sempre lutando contra o rebaixamento e até o momento conseguindo se manter na elite do futebol venezuelano.Investe muito nas camadas de base participando em todas as categorias formadoras com uma das melhores estruturas do país.Em 2007 conquistou seu primeiro título expressivo, a Copa da Venezuela.

Estudiantes Mérida
O Estudiantes da cidade de Mérida,é um dos grandes clubes do país,considerado o clube do povo, Los Académicos possuem uma grande torcida e durante anos proporcionou uma rivalidade enorme contra a outra equipe da cidade o ULA Mérida.É o clube mais antigo profissional do país ainda em atividade,também é o mais reconhecido em âmbito internacional.Fundado em 1971,”Los Estudiantes” ou “La Academia” como são chamados pelos seus torcedores que são uma das mais fanáticas do país.Conquistou dois campeonatos nacionais em 1980 e 1985 e três Copas da Venezuela em 1971,1975 e 1985.Participou de 07 Taça Libertadores, chegando as quartas de finais em 1999,além da Copa Conmebol em 99.Passou 35 anos seguidos na 1°divisão,porém em 2006 caiu para a segunda divisão,voltando no ano seguinte a elite do futebol venezuelano.Apesar do jejum de titulos continua a se manter na elite do futebol venezuelano mais pela tradição do que pelos resultados.

Trujillanos FC
Fundado em 1981,a equipe com sede na cidade de Valera,é conhecida por seus torcedores como “Guerreros de la Montana” Tem a torcida mais fanática do país e até hoje ganhou somente o título da Copa Venezuela 1992 e foi vice em 94 e 2009.A partir de 2004 passou a se chamar Trujillanos Futbol Club,antes era mais conhecido como Deportivo Trujillanos.Em 2008 foi rebaixado a segunda divisão em 2009 não conseguiu o acesso e em 2010 graças a saida do Minerven foi promovido de volta a elite pela federação venezuelana.

Deportivo Petare
Novo clube que surgiu do antigo Deportivo Italia nesta temporada, tradicional agremiação do país.Porém devido a não conseguir angariar novos torcedores seus dirigentes resolveram se mudar para a cidade de Petare, mudando seu nome e escudo, esperando assim levara mais adeptos a seus jogos e consolidar essa nova equipe no cenario nacional.

Zulia FC
Fundado em 2005 na cidade de Maracaibo, Los Petroleros não tem ligação alguma com o Atlético Zulia,apesar de também utilizar as cores preto e azul,que na verdade é uma homenagem as cores do estado de Zulia.Em 2006 e 2007 disputou a terceira divisão , a segunda divisão em 2008 quando conseguiu o acesso a 1ºdivisão nacional e vem conseguindo se manter na elite venezuelana com campanhas medianas.

Yaracuyanos FC
O clube com sede na cidade de San Felipe El Fuerte, capital do Estado de Yaracuy foi fundado em 2006.Iniciou sua caminha na temporada 2006/2007 na terceira divisão.Em 2007/2008 sagrou-se campeão da terceira divisão conseguindo acesso a segunda divisão.Na temporada 2009/2010 comprou os direitos do UA Maracaibo e estreiou na primeira divisão nacional, conseguindo se manter na elite com uma 15º colocação no geral.

Mineros de Guayana

Fundado no ano de 1981 como Club Deportivo Mineros de Guayana,com sede em Ciudad Guyana ,”Los Negriazules”, se originaram a partir do Colegio Loyola Gumilla, e o nome tem a ver com a produção de minério que é realizada na região,por isso uma homenagem aos mineradores.Desde então é um dos clubes mais representativos do país.Após disputar e vencer a segunda divisão em 1982,sempre permaneceu na elite do futebol nacional.Campeão venezuelano em 1989 e da Copa Venezuela em 1984. Logo em sua primeira competição oficial, La Leyenda del Sur foi campeã, empatando com o Deportivo Coro na última partida na final da segunda divisão.Participou das Taças Libertadores de 1990,1997,2005 e 2008.O grande jogador de sua historia foi Stalin Rivas.

Deportivo Anzoategui
Fundado em 2002 El Rincón Aurirrojo ,não tem nenhuma ligação com o antigo Anzoategui FC,disputou quatro temporadas a segunda divisão entre 2004 e 2007,quando conseguiu o acesso a primeira divisão, voltando assim a cidade de Puerto la Cruz a ter uma equipe novamente na primeira divisão após 11 anos.Também é conhecido como “Acorazado Oriental” .Foi vice-campeão do Torneio Clausura 2007 e 2008 e campeão da Copa Venezuela em 2008.Participou da Taça Libertadores e da Copa Sulamericana de 2009.

Atlético Venezuela
Fundado em 2009 como UNEFA FC, em 2010 a equipe laranja e preta assume a denominação atual, com sede na cidade de Maiquetia é uma das caras novas do futebol venezuelano, foi campeão da segunda divisão na temporada 2009/2010 conseguindo assim acesso a elite do futebol venezelano nesta temporada.

Carabobo FC
O Carabobo Futbol Club, La Vinotinto Regional ou Los Granate , foi fundado em 1964 como Valencia FC o nome de sua cidade-sede e como forma em homenagem ao time homônimo espanhol (tinha, inclusive, as mesmas cores). No final da década de 90, passou a se chamar Carabobo, que faz referência o nome do estado em que fica Valencia. No início, usava a cor verde, mas pouco tempo depois, sua torcida pediu o uso do grená, para imitar a seleção venezuelana , em 1997 mudou de nome para o atual, a equipe sempre obteve boas participações no campeonato nacional,apenas em 1998 e em 2002 foi rebaixado a segunda divião,voltando logo no ano posterior, nos últimos anos vem lutando contra o rebaixamento.O clube mudou de cores e emblema na mudança de nome, inclusive o escudo do time tem um sol nascente, também encontrado na bandeira do estado de Carabobo,mas desde que passou a usar o nome do Estado a que pertence não conquistou nenhum título.Seu estádio Misael Delgado é um verdadeiro alçapão com capacidade para 14.000 espectadores, o nome do estádio relembra um policial valenciano morto no golpe de estado no final dos anos 50 que levou Wolfgang Larrazábal ao poder . O nome Carabobo é de origem arauque (povo indígena que habitava o Caribe e norte venezuelanos) e significa “região com muita água”: karau significa região e bo, água. A repetição da palavra bo é como se forma o plural no idioma arauque: repetindo a última sílaba.Disputou a Copa Sulamericana em 2004,2006 e 2007.Como Valência conquistou um titulo nacional em 1971 e duas Copas em 1965 e 1978.

Deportivo Lara
Los Chivos de Lara ou “Depor”,é um clube novo da cidade de Barquisimeto,fundado em 2006 como Guaros de Lara,já no primeiro ano de disputa da segunda divisão conseguiu o acesso a primeira divisão nacional, em 2009 mudou de nome para Deportivo Lara.A equipe rubro-negra pretende ser em pouco tempo uma nova força do país.Não tem ligação alguma com as demais equipes do Estado de Lara já extintas.Em 2010 conseguiu a classificação a Copa Sulamericana sendo o primeiro clube do estado de Lara a disputar uma competição internacional após 44 anos.O último havia sido o Lara FC na Libertadores de 1966.

Zamora FC
Fundado em 1977 e apelidado de La Furia Llanera ,o clube alvinegro da cidade de Barinas é um dos mais tradicionais do país,apesar de haver conquistado somente uma Copa Venezuela no ano de 1980.Participou ativamente da 1°divisão durante muitas temporadas.Em 2000 e 2001 o clube se licenciou e não disputou nenhum campeonato.Em crise econômica no ano de 2002 o então Alcade do Município de Barinas, Julio César Reyes. comprou a franquia do Atlético Tachira e o clube voltou ao cenário do futebol nacional disputando a segunda divisão de 2003 até 2006,quando finalmente conseguiu o acesso a 1°divisão e a volta a elite para orgulho do povo da cidade de Barinas.Seu estádio La Carolina,para 12.000 pessoas é considerado um verdadeiro alçapão e é temido por seus adversários.

Atlético El Vigía FC
Fundado em 1987,”Os Plataneros”(Bananeiros)ou El Gigante Platanero, o hoje Fundación Union Atlético El Vigia Futbol Club,já teve alguns nomes diferentes apesar de serem a mesma equipe.Com sede em El Vigia no Estado de Mérida,seu primeiro nome foi El Vigia FC,quando começou a disputar a segunda divisão onde disputou até 1993,conseguiu o acesso a 1°divisão se manteve até 1998 quando foi rebaixado.Em 1999 se licencia.No ano seguinte 2000,compra a franquia do Inter de Lara e disputa a primeira divisão com o nome de Internacional Vigia FC.Em 2001 vende sua vaga na 1° divisão ao Monagas SC.Finalmente em 2002 ressurge na segunda divisão com a denominação atual e com novo apelido “La Furia Auriverde”,permanece até 2003.Em 2004 consegue o acesso a 1°divisão.Fica só esta temporada e uma vez mais é rebaixado,onde joga 2005,mas em 2006 é rebaixado a terceira divisão,então compra a permanência na segundona do Dep.ItalMaracaibo e continua na segunda divisão mas anexa a seu nome Fundación UA El Vigia FC e também disputa esta divisão 2007,até que para a temporada 2008 volta a elite, onde permanece até hoje, apesar das campanhas discretas.Uma história com certeza cheia de emoções e trocas de nomes.

Caroní FC
El equipo del Pueblo, o Caroni FC é outra equipe novata no futebol venezuelano, fundado em 2009 como Orinoco FC, em sua primeira disputa conseguiu o acesso a divisão de elite sagrando campeão do torneio Apertura da segunda divisão na temporada 2009/2010.Tem sede em Ciudad Guyana e atua no Polideportivo Cachamay.

 

Este é a maior informação sobre os clubes quenianos conseguidos atraves de livros, emails e bancos de dados pessoais.

AFC Leopards, de Nairobi, umas das equipes mais antigas e conhecidas da Africa e a maior do país fundada em 1964 como Abaluhya FC, inicial expressão da tribo Luhya, vencedor de 12 campeonatos nacionais e cinco copas, semifinalista da Copa dos Campeões Africanos em 1968, da Recopa em 1985.Atual campeão da Copa da Quenia, esta em jejum do campeonato nacional a 12 anos.Grandes Jogadores do passado, Mahamod Abbas,Mike Ammayi,John Arieno,Ambrose Ayoyi,John Busolo,Francis Kadenge,Joe Masiga,Dan Musuka,Bernard Otieno,Peter Ouma.

Tusker FC, de Nairobi, representa uma importante companhia produtora de cerveja, vencedor de 7 campeonatos e três copas (incluídos os ganhos com o antigo nome de Kenya Breweries);

Ulinzi Stars, de Nakuru,atual campeão nacional 2003/04/05 e 2010.Vai disputar a Copa dos Campeões Africanos pela 4ºvez.

Gor Mahia, de Nairobi, equipe da tribo Luo, seu nome inicial em 1968 foi Luo United e Luo Sports Club, tribo essa que vive nos arredores do Lago Victoria, apos isso mudou para Golf Olympic Rangers(GOR)com um nome tribal Mahia. O nome vem de um antigo e famoso bruxo.Ganhador de 13 campeonatos e 7 copas, um dos grandes clubes do país, campeão da Recopa da Africa em 1987 e vice em 1979 e semifinalista em 1989.Desde de 1995 não conquista o título nacional.Grandes jogadores do passado, Peter Dawo,Tobias Ochollo,George Odambo,Allan Odiambo, David Odiambo,Sammy Onyango,Charles Otieno,Mike Otieno,Timothy Ayeko.

Sony Sugar, de Awendo,fundado em 1982 representa outra companhia de açúcar,SONY abreviado de South Nyanza (Sugar Company), campeão nacional 2006 como Nzoia.

Chemelil Sugar, de Chemelil,mais joga em Nyando, também representa uma companhia de açúcar;Ganhou a Copa em 2003.

Mathare United, equipe histórica nascida em 1994 de uma “favela” de Nairobi, que segue sendo uma das mais povoadas e pobres da cidade. Ganhador da Moi Golden Cup en 1998 e 2000.

Red Berets, de Nairobi, foi rebaixado esta temporada,fundado 1980.

Coast Stars , de Mombasa, fundada em 1998, se licenciou em 2007, equipe vinculada a Quênia Port Autority;

Shabana, de Kisii,fundada em 1980 representou o exército, se licenciou em 2006.

KCB, de Nairobi,tradicional clube da capital, fundado em 1993 representa o Kenya Commercial Bank,venceu a Copa em 2004.

Sher Agencies- de Naivasha,clube que representa a maior produtora de flores do país.Fundado em 1994, mudou de nome em 2008 para Sher Karuturi.

Thika United- da cidade de Thika,fundado em 2000 como Beirut FC, vice da Copa do Quenia em 2004.

Homegrown-Pertence a companhia Homegrown Kenya Ltd,empresa de flores ornamentais.Atua atualmente na 2ºdivisão.Vice da President’s Cup em 2007.

Mathare Youth- de Nairobi, fundado em 2001 não é o time de juniores do Matahre Utd e sim um programa de apoio a juventude do Kenya para diminuir a criminalidade entre jovens,entre estes,está o esporte.Rebaixado em 2008, joga a 2ºdivisão na atualidade.

World Hope FC-Clube de Nairobi,ligado a World Hope International,uma fundação internacional que visa amenizar o sofrimento e a miséria em diversos países do mundo,entre eles o Quênia.Campeão da Copa em 2005.Em 2009 mudou de nome para Nairobi City Stars.

Agro Chemical-time baseado em Nyando,ligado a uma empresa multinacional de pesticidas.Rebaixado em 2009, atua na 2ºdivisão.

Mahakama de Nairobi –Clube que representa a cidade onde fica a sede do poder judiciário do País, fundado em 2000.Promovido em 2009, foi rebaixado esta temporada.Aliás o mesmo ocorrido em 2007 quando subiu e foi rebaixado em 2008.

Sofapaka- Clube de Nairobi, fundado em 2004, se originou do M.A.O.S Ministries clube fundado em 2002.Conseguiu a consquista do titulo nacional em seu primeiro ano na 1ºdivisão em 2009.Antes disso mesmo atuando na 2ºdivisão venceu a Copa em 2007.

Western Stima -Clube de Kakamega, fundado em 1999, promovido em 2007, consegue se manter na elite a 3 temporadas.

Posta Rangers de Nairobi clube da Kenya Post Telecomunications Corporation, promovido em 2009, conseguiu a manutenção mais uma temporada.Conhecido tambem como Kisumu Post Office, foi vice campeão da Copa em 1994.

Oserian Fastac FC de Navaisha, fundado em 2000, campeão nacional em 2001 e 2002,trocou de cidada e nome em 2003, para AC Nakuru de Nakuru, foi rebaixado e não voltou mais, atua na seunda divisão com o nome antigo Oserian.

Utalii- Clube de Nairobi, campeão nacional em 1997, da Copa em 2003, aderiu a uma liga rebelde em 2004 e aparentemente foi excluido do campeonato e sumiu.

Kenya Breweries- Clube de Nairobi fundado em 1970 do bairro de Ruaraka,mudou de nome para Tusker em 1999, com esse nome conquistou 5 titulos nacionais e duas Copas.Foi vice da Recopa da Africa em 1994 e semifinalista da Copa dos Campeões em 1973.Conhecido como os Elefantes do Kenya.Grandes jogadores do passado,Peter Mwololo,Francis Oduor,Mike Okoth,Paul Onyea,Terry Oniango,Bernard Otieno.

Mumias Sugar, de Mumias, representou uma importante companhia de açúcar, vencedor de duas copas (Moi Golden cup) em 1996 e 1999;foi dissolvido em 2007.

Kangemi United FC de Nairobi- fundado em 1986,apos jogar a 1ºdivisão foi licenciado por 2 anos em 2007,conseguiu disputar a 2 ºdivisão em 2008 e desapareceu.

Bandari de Mombasa- Rebaixado em 2009 da cidade de Mombasa, foi vice da Copa do Quenia em 1967 e 1986, atua na segunda divisão atualmente.Teve como principais jogadores Ambrose Ayoyi,Ridwan Juma,Patrick Maganga,Athman Mbuggas,James Mbwabi e Chalres Ombima.

Luo Union- Clube de Mombasa, fundado em 1963, campeão nacional em 1964 e 1975 e três copas 1964,65 e 66 foi quartas de final da Copa dos Campeões em 1976.Mudou de nome para Re-Union em 1973.Foi dissolvido em 2005.Grandes jogadores, Willie Ouma,Sammy Owino.Como Re-Union, Mahamoud Abbas,John Odie e Charles Wambasi.

Rivatex- Clube da cidade de Eldoret, campeão da Copa da Quenia em 1990 e 1995.Em 1999 mudou de nome para Eldoret FC, rebaixado em 2000, esta licenciado.

Transcom – Clube da cidade de Nakuru, andou pela 1º divisão nos anos 90, foi rebaixado em 1997 e licenciou-se.

FONTE:Arquivos pessoais

 

Quem quiser ver a parte 1,2, e 3 está no outro blog.

Finalizando a lista de campeões vamos a partir de 1977 com a Liga Profissional del Futbol Boliviano, em que ficou firmado um campeonato nacional por ano, em que a partir de 1999 o campeão se classifica automaticamente para Taça Libertadores.A partir de 2003 o campeonato passou a ser disputado em duas fases, o Apertura que começa em Março e vai até Julho e o Clausura que vai de Junho a Dezembro, o que faz com que a Bolivia possua dois campeões nacionais em 1 ano só.

ANO CAMPEÃO/ VICE(INFORMAÇÃO INEDITA)
1977 THE STRONGEST/ORIENTE PETROLERO
1978 BOLIVAR/WILSTERMAN
1979 ORIENTE PETROLERO/THE STRONGEST
1980 WISLTERMAN/THE STRONGEST
1981 WILSTERMAN/THE STRONGEST
1982 BOLIVAR/BLOMINNG
1983 BOLIVAR/ORIENTE PETROLERO
1984 BLOOMING/BOLIVAR
1985 BOLIVAR/WILSTERMAN
1986 THE STRONGEST/ORIENTE PETROLERO
1987 BOLIVAR/ORIENTE PETROLERO
1988 BOLIVAR/THE STRONGEST
1989 THE STRONGEST/ORIENTE PETROLERO
1990 ORIENTE PETROLERO/BOLIVAR
1991 BOLIVAR/SAN JOSE
1992 BOLIVAR/SAN JOSE
1993 THE STRONGEST/BOLIVAR
1994 BOLIVAR/WILSTERMAN
1995 SAN JOSE/GUABIRA
1996 BOLIVARQORIENTE PETROLERO
1997 BLOOMING/WILSTERMAN
1998 BLOOMING/WILSTERMAN
1999 BLOOMING/THE STRONGEST
2000 WISLTERMAN/ORIENTE PETROLERO
2001 ORIENTE PETROLERO/BOLIVAR
2002 BOLIVAR/THE STRONGEST e ORIENTE PETROLERO
2003 APERTURA(THE STRONGEST)/CLAUSURA(THE STRONGEST)
2004 APERTURA(BOLIVAR)/CLAUSURA(THE STRONGEST)
2005 APERTURA(BOLIVAR)/CLAUSURA(BLOOMING)
2006 APERTURA(BOLIVAR)/CLAUSURA(WILSTERMAN)
2007 APERTURA(SAN JOSE)/CLAUSURA(SAN JOSE)
2008 APERTURA(UNIVERSITARIO)/CLAUSURA(AURORA)
2009 APERTURA(BOLIVAR)/CLAUSURA(BLOOMING)
2010 APERTURA(WILSTERMAN)

 

Clube croata da cidade de Borovo as margens do rio Vukovar.Fundado em 1933 como SK Bata Borovo(ESCUDO INEDITO), disputou os campeonatos da antiga Iugoslávia, conseguindo acesso a 1ºdivisão na temporada de 1939/40, sendo essa sua única participação.Atualmente com o nome croata de Hrvatski Nogometni Klub Borovo atua na 1. League of Vukovar-Srijem county que equivale a 4ºdivisão croata.

HŠK Bata Borovo (1941-1945)ESCUDO INEDITO
bATA BOROVO
FD Bata (1945-1946)
SFD Slaven (1946-1954)
Slaven

NK Borovo (1954-1991)
nkborovostari2

HNK Borovo (2005-)
borovohnk2-1

FONTE:Arquivos pessoas e site não oficial do clube

 

Segue um documento inédito na internet, aos poucos colocarei dos demais paises, mesclando outros temas.Começo por Gibraltar e os clubes que atuaram em sua 1ºdivisão em todos os tempos.

I. LIGA – SENIOR LEAGUE(ALL CLUBS IN FIRST LEVEL)

Albion Gibraltar 1897
Athletic Gibraltar 1904
Britannia Gibraltar 1907, 1911, 1912, 1917, 1919, 1936, 1940, 1955, 1956, 1957, 1958, 1959, 1961, 1963
Commander of Yard Gibraltar 1933
Exiles Gibraltar 1899, 1901
FC Gibraltar 1895, 1923
Glacis´s United Gibraltar 1966, 1967, 1968, 1969, 1970, 1971, 1972, 1973, 1974, 1981, 1982, 1983,1985, 1989, 1996, 1997,1998,1999,2000,2001,2002,2003,2004,2005,2006,2007,2008,2009,2010
Chief Constructor Gibraltar 1934, 1935
Jubilee Gibraltar 1896, 1897
Lincoln Gibraltar 1986, 1990, 1991, 1992, 1993, 1994,1998,1999,2000,2001,2002,2008,2009,2010,
Manchester United Gibraltar 1975, 1976, 1977, 1979, 1984, 1995,1999,2000,2001,2002,2003,2004,2005,2006,2007,2008,2009,2010
Prince of Wales Gibraltar 1900, 1902, 1903, 1905, 1908, 1913, 1916, 1918, 1920, 1921, 1922, 1924,1925, 1926, 1927, 1930, 1938, 1939, 1953
Royal Sovereing Gibraltar 1914
South United Gibraltar 1909, 1910
St.Joseph´s 1979, 1983, 1984, 1985, 1987, 1992, 1996,1998,1999,2000,2001,2002,2003,2004,2005,2006,2007,2008,2009,2010,
St.Theresa´s 1987, 1998,1999,2005,
Gibraltar United 1947, 1948, 1949, 1950, 1951, 1954, 1960, 1962, 1964, 1965,2000,2001,2002,2003,2004,2005,2006,2007,2008,2009,2010
Combined Services 1999
Lions 2000,2001,2002,2003,2004,
Pegasus FC 2001,2002,
Rock Wolves FC 2002
Newcastle FC (formerly Lincoln)2003,2004,2005,2006,2007
Shamrock 101 2009
PWC Laguna 2009,2010
College Cosmos 2010

FONTE:ARQUIVOS PESSOAIS

 

nkana09

Baseado na cidade de Kitwe, fundado em 1935 como Rokana Mine, posteriormente mudando para Rokana United e finalmente para Nkana Football Club nos anos 60, sendo um dos clubes mais velhos do país.É patrocinado pela Copper Mining Corporation.

Os “Diabos Vermelhos” tiveram seu auge na década de 90 quando foram finalistas da Copa dos Campeões Africanos perdendo nos pênaltis para o JSK Kabylie da Argelia.A equipe foi derrotada na primeira partida por 1×0 em Alger e venceu a segunda em Lusaka diante 70.000 fanáticos torcedores, mas acabou cedendo nas penalidades por 5×3.Até hoje seus torcedores não esquecem aquela equipe vermelha que era formada por:

Shonga – Chishimba, Chizumira, Modon, Malitoli, Amos Bwalya –
Muselepete, Kabwe (Kunda), Sakala, Masela – Kenneth Malitoli,
Chambeshi (Sikawze). Tecnico: Moses Simwala.

nkana-logo-229x250
O Nkana sempre foi bem nas competições do continente, podendo se intitular como uma equipe “copeira”, chegando as semifinais em 1983,1986,1989 e 1991 e as quartas em 1984,1992 e 1993.
A nível nacional a equipe perdeu um pouco de espaço nos últimos anos, sendo sua última conquista em 2001.Também venceu o campeonato nacional em 1982, 1983, 1985, 1986, 1988, 1989, 1990, 1992, 1993, 1999. Levou para Kitwe a Copa Nacional em 1986, 1989, 1991, 1992, 1993, 2000.
Alguns dos mais importantes jogadores do país envergaram seu uniforme como Amos Bwalya,Michael Chabala,Beston Chambeshi,Jack Chanda,John Kalusha,Golden Kazika,Kenneth Malitoli,Gibby Mbasela,Beston Mulenga,Kelvin Mutale,Numba e Freddy Mwila,Timothy Mwitiwa,Bernard Phiri,Evans Sakala,Dick Shonga,John Soko,Dennis Lota,Gift Kampamba,Kapambwe Mulenga,Chileshe Chibwe entre outros, todos com sucesso também na seleção nacional.

Sua torcida é a mais fanática do país, sendo presente em grande número em seus jogos no campeonato nacional e nos do continente.A equipe atua no estádio Scriveners para 24.000 espectadores.A rivalidade com o outro grande clube da cidade e do país o Power Dynamos é uma das mais frenéticas do continente africano.O clássico de Kitwe atrai o centro das atenções do país quando realizado, sempre sendo coberto de emoção.

Sua torcida é a mais fanática do país
article_image

fonte:http://clubecolours.blogspot.com/2010/09/nkana-os-diabos-vermelhos-de-zambia.html

 

banaadir

Fundado em 1991 como Conis o Banaadir Telecom, conhecido como os Heróis de Banaadir é um dos grandes clubes da Somália ao lado do Elman e do licenciado Horsed.Com base na capital Mogadiscio a equipe amarela e azul atua no estádio Nacional para 60.000 espectadores.O clube é patrocinado pela empresa Banaadir de telecomunicações.

Conquistou 11 ligas 1999, 2000, 2001, 2002, 2003, 2004, 2005, 2006, 2007, 2008 2009 e 6 Copas da Somália 1999, 2000, 2002, 2003,200 2006.

32

 

180px-Black_Africa

Assim como a Africa do Sul, onde faz fronteira pelo Sul, a Namibia sofreu muitos anos com a segregação racial inclusive porque até 1988 fazia parte do território sulafricano, chegando ao ponto de nos anos 70 serem disputados dois campeonatos, os dos brancos e os dos negros.
Mesmo antes da independência o grande clube nacional foi o Black Africa, os Leões da Namibia,.Formado por negros, tem sede na capital Windhoek e atua no estádio nacional Sam Nujoma Stadium para 25.000 espectadores.Foi fundado em 1986 como Nashua Black Africa e conquistou 5 títulos nacionais 1989, 1994, 1995, 1998, 1999 e 3 copas 1990, 1993, 2004, o seculo 21 não tem sido dos melhores para o rubronegro de Windhoek, conquistando somente a Copa Nacional em 2004 e vendo seu domínio ameaçado pelo Blue Waters e pelo Civics.
Foram grandes jogadores do clube Steve Damaseb,Mike Peteresen,David Snewe,etc..

O RUBRONEGRO EM AÇÃO CONTRA O OSHAKATY CITY
Kwaramba Gift_0

A MAIOR TORCIDA DO PAÍS
11165_179812597545_179804652545_3065066_3856363_n

FONTE:http://clubecolours.blogspot.com/2010/09/black-africa-os-leoes-da-namibia.html

 

Hoje vamos falar de um clube pequeno que participa da 1ºdivisão do Níger.Seu nome, Jangorzo, remete da Guerra do Gobir onde um dos chefes se chamava desta maneira.Fundado em 1982 pelo economista nigeriano Elh Mahaman DJITAO.
Foi o primeiro clube da cidade de Maradi a disputar a elite do futebol nacional, sempre fazendo bons papéis tendo seu ápice em 1983, onde fez a dobradinha, conquistando o campeonato nacional e a copa no mesmo ano, disputando a copa dos campeões em 1984.Foi finalista também no ano de 2001 da Copa do Níger e participou da Copa da UFOA em 1984.
Atua no estádio Municipal de Maradi.Alguns nomes conhecidos do futebol nigeriano atuaram pela equipe, Abdoulaye Patrick, Roubet Ekané, Sama Moussa, Harouna Dan ghana, Yataga, Biléré, Oumarou Najada, Ousmane Iro dit “Clic Clac”, Salissou Amadou, Sani Saley, etc…..

FOTO DA EQUIPE

jangorzo

ESCUDO DA EQUIPE
JANGORZO

FONTE:http://clubecolours.blogspot.com/2010/09/conheca-o-jangorzo-do-niger.html

 

O regime do Apartheid, política oficial de racismo na África do Sul no século passado, foi um dos mais cruéis e tristes acontecimentos da historia recente mundial. Líderes negros, opositores do regime oficial e até cidadãos comuns considerados presos politicos eram encarcerados. Uma das prisões mais famosas (por ser de segurança máxima, pela importância dos presos, tamanho, etc) era a de Robben Island, ilha situada há cerca de 40 min de barco da Cidade do Cabo.Em 1960, o governo desativou uma base da marinha sul africana e a ilha se tornou um presidio de segurança máxima. Figuras importantes da política sul africana como Nelson Mandela, Walter Sisulu, o atual presidente Jacob Zuma, Robert Sebukwe, entre outros, foram aprisionados lá. Entretanto, apesar de todo sofrimento, os presos conseguiram organizar de alguma forma, uma liga de futebol, que contribuiu enormemente para tornar suas vidas menos sofrida.
O futebol sempre foi o esporte preferido dos negros sul africanos, ao contrario do rugby, apreciado pela minoria branca.Instituido em 1948, o Apartheid privava os presos de quaisquer direitos civis,com toda e qualquer atividade recreativa proibida. Mas em 1964, após intervenção da Cruz Vermelha Internacional, eles obtiveram a permissão para jogar futebol nos fins de semana.Uma parca biblioteca era uma das poucas fontes de cultura disponíveis na prisão, e foi através de velho um manual de regras da Fifa lá esquecido, que os presos tiveram a idéia de montar um torneio de futebol. Era o ano de 1966. cabe ressaltar que os 2 maiores focos de resistência ,ANC (African National Congress, do qual Mandela fazia parte) e PAC (Pan African Congress, liderado por Sebukwe) mantinham certa tensão entre si, mesmo entre os encarcerados. Mas o caráter conciliador do futebol prevaleceu e em 1967 nasceu a Matyeni Football Association. Os times fundadores são Gunners FC, Dynamo FC, Manong FC, Rangers FC e Bucks FC. O “regime” descobriu que poderia utilizar o futebol para punir presos ilustres e assim vários muros foram construídos para impedir que esses presos visem os jogos. Após muita luta e negociação, as autoridades governamentais reconheceram a criação da liga, que passa a se chamar Makana Football Association, em 21 de junho de 1969.
A nova Liga engloba todas as equipes existentes:Bucks FC,Manong FC, Zeus FC,Falcons FC,Inkonjane FC, Old Crocks FC, Katimamolilo FC, Blues FC, Dinare FC, Isandlwana FC, Ditsitsiri FC, Dynaspurs FC, Fighters FC, Pioneers FC, Dynamo FC, Heroes FC, Hotspurs FC, Maritime FC, Island Tigers FC, Khahlamba FC, Bçack Eagles FC, Tornado FC, Sakhile FC, Batsumi FC, Rangers FC, Fanatics FC, Medumo FC, Gunners FC e The Happy Boys FC.
Em 18 de julho de 2007, a FIFA aceita a Makana FA como Membro Honorário. O produtor cinematográfico Anant Singh lança o filme “More than just a game”, baseado na história da Makana FA.
Como curiosidade, vale dizer que o atual presidenete sul africano Jacob Zuma, atuou como arbitro nos jogos da Makana FA. Steve Tshwete, antigo dirigente da Makana FA foi o 1º Ministro dos Esportes no governo Mandela, após as 1ªs eleições democráticas do pais nos anos 90.Emanto Tshabalala, atuando pelo Gunners FC foi um dos artilheiros da Matyeni FA em 1968 com 5 gols; 42 anos depois, seu sobrinho Siphiwe Tshabalala marcaria o 1º gol da Copa do Mundo 2010.

 

yanga
Da Tanzânia que jogou amistosamente contra o Brasil antes da Copa pouco sabemos, mas de um dos seus principais clubes iremos saber um pouco mais nesse artigo.A equipe verde-amarela de Dars es Salam, conhecida também como YANGA domina o futebol local, ao lado de seu rival o SIMBA desde de seus primórdios onde é a mais antiga equipe sendo fundada em 1930, tem 17 títulos nacionais(1968, 1969, 1970, 1971, 1974, 1981, 1983, 1987, 1991, 1996, 1997, 2000, 2003, 2005, 2006, 2008,2009), 4 Copas (1975, 1994, 1999, 2000).
A nível continental levantou 3 CECAFA Cup(1975, 1993, 1999), que é jogada por clubes da Africa Central e do Leste africano, além de já ter chegado duas vezes as quartas de final da Copa dos Campeões Africanos.A equipe atua no estádio nacional Benjamin Mkapa que tem a capacidade para 60.000 espectadores.

Passaram por suas fileiras os principais jogadores da história do país como Ahmed Amasha, Charles Boniface, Fred Felix, Juma Shabani, Ayub Shabani ,Shabani Nonda Papii entre outros.

Atualmente é usado um escudo do clube que não é o utilizado nos uniformes de jogo, porque o YANGA é um clube que atua em várias modalidades e o escudo usado na internet é o do futebol apenas.

ESCUDO DO FUTEBOL
130px-Young_Africans

FORMAÇÃO DO YANGA
dar-youngs-africans

FONTES:The African Football Guide,http://www.yangasc.com/,wikipedia e http://clubecolours.blogspot.com/2010/08/young-africans-canarinho-da-tanzania.html

 


O desaparecido estádio Adolfo Konder, em Florianópolis, ainda está na memória de uma geração futebolística de Santa Catarina. Os antigos ainda se lembram do bar, à direita da arquibancada, onde era feito o esquenta bem junto ao alambrado. Ao fundo, a sede da Federação Catarinense de Futebol, que ficava dentro do estádio com entrada pela rua Altamiro Guimarães. Aa foto é dos últimos dias do estádio em outubro de 1983.

 


Um trio da pesada. Em 1970, Pelé veio a Florianópolis para inaugurar o Banco Campina Grande, do qual era sócio. Em seguida, foi homenageado em almoço no restaurante Lindacap.

Na foto, Vasconcelos (esquerda), que antes de Pelé era o camisa dez santista, e o fotógrafo Osni, figura das mais conhecidas no meio jornalístico da Capital.

 

Umas das equipes mais tradicionais e carismáticas do futebol nigeriano, fundada em 1958, foi campeã nacional em 1992,levantou 4 copas nacionais em 1967, 1968, 1982, 1990.Vice-campeã da Recopa Africana em 1992, semifinalista da Copa dos Campeões em 1993.
Foi base da seleção olimpica nos Jogos da Cidade do Mexico em 1968, cedendo 9 dos 11 jogadores da equipe titular.Entre 1973 e 1993 se manteve na elite do futebol nigeriano, caiu nesse mesmo ano, a partir daí militou na segunda divisão até 1998, nesse mesmo ano se iniciou uma disputa entre dois filhos do fundador da equipe pelo poder no clube isso durou toda a temporada, onde e equipe teve muita dificuldade de manter o nível profissional, ate mesmo de uniformes de jogo.
Devido a essa luta interna e familiar a equipe foi rebaixada ao nível amador em 1999.Em 2004 voltou a tentar o profissionalismo na segunda divisão mas não compareceu a muitas partidas sendo excluído da competição.
Em 2008 começou a ser feito um movimento com antigos jogadores para reviver o lendário time local, a primeira providência seria a participação nas competições oficiais em 2009 da federação nigeriana, porém até o momento tal participação não foi efetivada. A equipe atuava no Onikan Stadium em Lagos com capacidade para 5.000 torcedores.

ESCUDO INÉDITO DA EQUIPE
Stationery Stores

FOTO DA EQUIPE
statyonery stores

Onikan Stadium
320px-Onikan

FONTES:escudo e foto Eduardo Fogalli, wikipedia, jornais nigerianos,arquivos pessoais e http://clubecolours.blogspot.com/2010/08/stationery-storesorgulho-de-lagos.html

 

VILANKULO

Primeiro clube-empresa reconhecido pela federação moçambicana de futebol e que atua na 1ºdivisão 2010, segue abaixo um pouco de sua história:

Em meados de 2003, iniciam-se reuniões de auscultação com todas as personalidades amantes e influentes no desporto e que fizeram parte da história desportiva no distrito de Vilankulo.

Estas reuniões foram levadas a cabo pelo Município de Vilankulo com o objectivo da criação de um clube de futebol mais sólido para representar Vilankulo em competições federadas, tendo instalado uma comissão para a criação do clube que fora liderado pelo senhor Ussene Momade Faquirá, já falecido.
Fundação do Clube

No dia 10 de Julho de 2004, foi então fundado o Vilankulo Futebol Clube, o primeiro clube federado em Vilankulo em que foi eleito o Presidente da Assembleia Geral o senhor Eusébio Tomás Jambane e na Direcção Executiva o senhor Yassin Suleimane Esep Amuji.

Em pouco tempo o Vilankulo FC fez-se afirmar no panorama desportivo nacional, tendo participado no campeonato provincial de Inhambane em 2005 e qualificado para o campeonato nacional da Divisão de Honra – Zona Sul.

Vilankulo Futebol Clube participou em três campeonatos nacionais da Divisão de Honra – Zona Sul em 2006, 2007 e 2008, tendo nos mesmos anos representado a Provincia de Inhambane nos Oitavos de Final da Taça de Moçambique frente ao Maxaquene, Desportivo de Maputo e Ferroviário de Maputo.

Conforme a história, nenhum dos clubes desportivos em Vilankulo conseguiu manter-se no associativismo tendo-se recorrido sempre a privados e singulares. Vilankulo Futebol Clube não foi diferente, os recursos financeiros enquanto associação nunca chegaram a satisfazer as necessidades do clube.
O Novo Vilankulo Futebol Clube

Em 2008 o Vilankulo Futebol Clube iniciou um novo ciclo de vida por acção do empresário Yassin Amuji. Foi a 17 de Dezembro de 2008 que o Presidente do Clube, o senhor Yassin Amuji apresentou aos sócios e à mesa de Assembleia Geral o projecto de privatização do Clube a seu favor. Após várias horas de debates e troca de ideias, a Assembleia Geral do Vilankulo Futebol Clube aprovou o projecto de privatização, passando a ser o Vilankulo Futebol Clube, um clube desportivo privado.

Fica na história do Futebol Moçambicano, como sendo o primeiro clube privado reconhecido pela Federação Moçambicana de Futebol.

No ínicio do ano 2009, após a privatização, foram introduzidas inovações e modernização no Clube. Este passou a ter um autocarro particular para as deslocações, iniciaram-se as obras do Centro de Estágio e campo de treino do clube e foi aberta uma loja oficial para venda de artigos e produtos com a marca do clube, a primeira do género no nosso país.

Criou-se a página oficial do clube na Internet com notícias, resultados e todos os detalhes como qualquer página dum clube de futebol do panorama desportivo internacional.

Finalmente, a novidade em Moçambique que passa por uma taxa anual renovável para oficializar um adepto atribuindo a este um cartão que beneficia de descontos por várias lojas do País.

Criou-se e têm sido criadas bases, parcerias e actividades empresariais envolvendo o clube.

Temos assim um novo Vilankulo Futebol Clube, rumo à modernização, um clube pioneiro em Moçambique em termos de gestão privada. Este é o Vilankulo Futebol Clube que todos juntos estamos a criar, um clube rumo ao Moçambola, a maior competição futebolística de Moçambique.

O Vilankulo FC utiliza o Estádio Municipal de Vilankulo como o seu campo de jogos. Um estádio com capacidade para 5.000 pessoas.

Este estádio teve a sua inauguração num jogo entre o CD Maxaquene e o Clube da Costa do Sol onde estiveram presentes acima de 10.000 espectadores.

Em 2007, após o ciclone tropical de categoria 4 – Favio – que deixou a vila de Vilankulo sem um único abrigo, o estádio ficou completamente destruído restando apenas a relva para a prática do futebol, tendo o Conselho Municipal envidado esforços para melhorar as condições do estádio o que culminou com um projecto de reabilitação total do estádio por parte da Multi-nacional Sasol, projecto este que iniciará a reabilitação em meados de 2009.

FONTE:www.vfc.co.mz

 

Oryx Douala Football Club de Camarões
Fundação:1907
Estadio:Stade de la Réunification ou Akwa
Capacidade:35.000 e 12.000
Local:Douala

Primeiro campeão continental, atualmente joga no amadorismo do futebol camaronês o que equivale a 4ºdivisão regional de Douala e vive a sombra de seu glorioso passado.
Grandes jogadores do passado:
Maurice Epoti,Emanuel Koum,Mbappe-Leppe,Confiance Moukouko e Jean-Pierre Tokoto.

Campeão Africano em 1964
Campeão Camaronês em 1961, 1963, 1964, 1965, 1967
Campeão da Copa 1963, 1968, 1970

FOTO ATUAL DA EQUIPE
Oryx Club de Douala

FOTO DA EQUIPE CAMPEÃ AFRICANA EM 1964
Oryx Club de Douala2

ESCUDO DA EQUIPE(AINDA A CONFIRMAR)
Oryx_Douala

Fontes:Edu Cacella arquivos,http://clubecolours.blogspot.com/2010/08/campeoes-africanos-oryx-douala.html,http://www.facebook.com/pages/Douala-Cameroon

 

001Crianças não podiam soltar papagaios, mulheres não podiam trabalhar, estudar, nem ter cuidados médicos e eram obrigadas a usar burcas. Os campos de futebol eram lugares de rituais macabros de extermínio, mutilação e condenação. Sob o regime talibã, até 2001, assim era o Afeganistão. Após os ataques terroristas do 11 de setembro de 2001, os norte-americanos acabaram com o reinado dos fanáticos religiosos. Assim, com a fuga dos talibãs, os estádios voltaram a ser usados para esportes. Desde 1984, nas eliminatórias para a Copa da Ásia, a seleção afegã não participava de competições internacionais. Com a invasão russa e, mais tarde, com o regime talibã, era impossível praticar o futebol mesmo em campeonatos domésticos. Em 1997, o esporte chegou a ser proibido no pais. E o futebol não foi o único. O xadrez, por exemplo, não podia ser praticado, porque suas peças são réplicas de pessoas e animais, o que feriria a crença islâmica. Mesmo com a proibição, o futebol permaneceu como esporte preferido dos afegãos. Filiada à Fifa desde 1948, a Federação Afegã nunca perdeu seu lugar na entidade, mesmo sob o regime talibã.

Jovens disputam partidas em frente ao palácio destruído durante guerra entre 92 e 96

Jovens disputam partidas em frente ao palácio destruído durante guerra entre 92 e 96

Retorno - A volta da seleção do Afeganistão às competições internacionais aconteceu nos Jogos Asiáticos, em 2001. O resultado do time comandado por Mohammad Yousef Kargar não foi dos mais felizes: a equipe foi goleada pelo Irã por 10 a 0 . A importância do jogo, no entanto, não era esportiva: significava o início de uma nova era para o país. A primeira vitória veio só em 2003, quando o time de camisas brancas com listras vermelhas bateu o Quirguistão por 2×1, em um jogo pelas eliminatórias da Copa da Ásia. Devida a instabilidade política e social, o Afeganistão não pôde realizar jogos das eliminatórias para a Copa da África do Sul em seu território. Mesmo assim, os afegãos não fizeram muito feio: perderam de pouco para a Síria, na fase preliminar, levando 3×0, na Síria, e 2×1, no Tadjiquistão. O melhor de tudo é hoje ver meninos e meninas correndo pelos campos daquele país, com a esperança de um dia ser e viverem sem medo da violência que ainda assola o Afeganistão. O renascimento do futebol, mesmo que tímido, é um dos símbolos desse tão sonhado futuro melhor.
Os afegãos são diferentes dos brasileiros em praticamente tudo. Em suas indumentárias saídas dos contos das mil e uma noites; nos casamentos arranjados entre primos; na reverência pelos mais velhos; em seu declarado gosto pela guerra; em sua religião e no fervor com que a seguem; no confinamento das mulheres, simbolizado pela burka – tão persistente depois quanto antes do Taleban.
Mas há um traço em comum, e não é pouca coisa: o futebol. Não pela qualidade dos jogadores. “É só entusiasmo, mais nada”. Mas pela paixão. O futebol é o esporte nacional afegão, embora perca em originalidade para o buzkashi, um precursor do pólo no qual os cavaleiros têm de atravessar o campo com uma carcaça de ovelha ou um prisioneiro decapitado – o que estiver mais à mão.
Há muitas narrativas para o absurdo passado recente afegão. O futebol é uma delas. Os jogadores da seleção regional de Kabul treinavam no mesmo estádio – aliás o único do país – que foi palco de alguns dos atos mais chocantes do regime taleban, em seus cinco anos de existência (1996-2001).

003

O Estádio de Kabul – foi construído em 1973 pelo presidente Mohammed Daud, logo depois de assumir o poder, num golpe de Estado contra seu primo, o rei Zahir Shah. E destruído durante a guerra dos mujaheddin (1992-96), na qual o general usbeque Rashid Dostum – um dos candidatos a presidente que boicotaram a eleição presidencial de sábado – o transformou em seu quartel-general, impiedosamente bombardeado por seus inimigos. Entre eles, o general tajique Ahmed Shah Massud, assassinado por suicidas da al-Qaeda dois dias antes dos atentados de 11 de setembro de 2001. Seu retrato num outdoor domina hoje o estádio, ao lado de outros dois, do presidente Hamid Karzai e do imperador Ahmed Shah Baba, que fundou a dinastia no século XVIII.
Depois que os taleban tomaram, em 1996, o controle de Kabul e, com ela, de 90% do país, a ONU resolveu presentear os afegãos com a reforma do estádio – simbolizando a nova era de paz. Mas os taleban tinham outros símbolos em mente. Atraídos pelo futebol, que chega a reunir 22 mil pessoas no estádio, os afegãos eram induzidos a assistir a execuções de condenados à morte pelos mulás.
“Eu já era funcionário da Federação Afegã de Futebol nessa época e, quando ficava sabendo que ia haver execução, ia embora do estádio”, lembra Sayed Mozafari, hoje secretário-geral da entidade. “Nunca assisti a uma execução.” Milhares de afegãos assistiram. As execuções ocorriam nos intervalos, ou quando os taleban – que costumavam invadir o campo interrompendo os jogos para orações – considerassem conveniente. Por causa da oração das 17h, os jogos foram antecipados para as 14h. Já voltaram para o horário normal, mais adequado, em vista do calor desértico que faz no verão.
“Naquela época era tudo muito difícil”, recorda Bashir Soldat, de 26 anos, que joga na defesa do Sabol, um dos 18 times da primeira divisão, e foi escalado para a seleção de Kabul no primeiro campeonato nacional do país. “Tínhamos de usar barbas compridas e jogar de shalwar kameez (a vestimenta tradicional dos afegãos, composta de túnica comprida e calça larga).” Calções e camisetas, como as que a seleção usa agora, doadas por ingleses que vieram dar um curso, eram proibidos.
O futebol no Afeganistão é amador. Os jogadores recebem ajuda de custo de 50 afeganis (US$ 1) ao fim de cada treino, que agora está ocorrendo todos os dias, na preparação para o campeonato.
Os afegãos guardam na lembrança glórias passadas, como uma partida em que derrotaram o Irã, há 23 anos. Sustentado por um orçamento anual de US$ 280 mil para todas as categorias, doado pela Fifa, o futebol afegão acalenta expectativas modestas – de apenas poder seguir adiante, sem ser abruptamente interrompido, como faziam os taleban com as partidas. É só o que pede o Afeganistão também.

Federação Afegã de Futebol

Afghanistan Football Federation
País: Afeganistão
Confederação: AFC
Fundação: 1922
Filiação a FIFA: 194
Filiação a AFC: 1954
Telefone: +93-75/2023 770
Fax: +93-75/2023 770
Site: www.aff.com.af

002Fundada em 1933, a Federação Afegã de Futebol é uma filial da FIFA desde 1948, a federação foi um dos membros fundadores da Confederação Asiática de Futebol em 1954. Sua primeira partida internacional foi em 25 de agosto de 1941 em Cabúl, contra Irã, numa partida que terminou com um empate sem gols (0×0). Seu maior êxito, foi sua única participação olímpica nos jogos olímpicos de 1948, embora sofreram uma goleada na primeira rodada, ao perder para Luxemburgo por 6×0. Os anos 50 foram os mais badalados para o futebol Afegão. e foi visto pela última vez no cenário internacional em 1984 durante a competição de qualificação para a Copa da Ásia. A invasão russa e, posteriormente, o regime talibã tornou impossível manter o futebol a níveis nacional e internacional. Muitos jogadores continuaram suas carreiras em outros países.
Somente após a queda do regime talibã, em 2002, que a nação apaixonada por futebol contemplar um futuro brilhante, mais uma vez.

Jogo entre a Seleção Afegã e o time da  ISAF no estádio Ghazi Kabul. A equipe afegã ganhou por um gol a zero. A ISAF (International Security Assistance Force ) vem operando no Afeganistão desde 2002 e tem atualmente 11 mil soldados em Kabul, no norte e oeste do Afeganistão.

Jogo entre a Seleção Afegã e o time da ISAF no estádio Ghazi Kabul. A equipe afegã ganhou por um gol a zero. A ISAF (International Security Assistance Force ) vem operando no Afeganistão desde 2002 e tem atualmente 11 mil soldados em Kabul, no norte e oeste do Afeganistão.

A equipa nacional fez um retorno aos gramados internacionais em setembro de 2002, tendo participado no torneio de futebol dos Jogos Asiáticos, em Busan. Embora os resultados foram decepcionantes, a alegria dos jogadores retornando ao futebol foi muito claro de se ver. E poucos meses depois, na Copa do SAFF, em Bangladesh, uma melhoria significativa nos padrões já era visível. Sua primeira participação para o Mundial de 2006 foi no Turcomenistão, onde terminou eliminada na primeira fase com 2 derrotas, em Ashgabat por um contudente 11 – 0, e em Cabúl por um respeitável 0 -2. A crise do país, os atentados, o pobre patrocínio e suas péssimas instalações esportivas fazem que careçam jogadores de qualidade que de fato, os melhores jogadores são imigrantes Afegãos pelo mundo. No final de 2004, 8 jogadores saem de seu campo de treinamento na Itália para buscar asilo na Alemanha. Este tipo de situações, mais o perigo de atentados fez que a FIFA proibisse Afeganistão de participar das Eliminatórias Asiáticas de 2010 como mandante de campo em seu próprio país.

Partida entre Ordu Kabul e Kabul Bank, no torneio de pré-temporada de 2008, no gramado da sede da Força Internacional ISAF, para um público de 200 espectadores.

Partida entre Ordu Kabul e Kabul Bank, no torneio de pré-temporada de 2008, no gramado da sede da Força Internacional ISAF, para um público de 200 espectadores.

Fontes:
www.fifa.com
www.en.wikipedia.com
thruafghaneyes.blogspot.com

 

Apesar de o campeonato angolano de futebol da primeira divisão, Girabola, a mais popular prova do país, registar várias nuances desde a sua criação em 1979, há pelo menos três etapas assinaláveis na sua evolução, quando se prepara para arrancar a edição número 32.

O Girabola começou com uma espécie de “preliminares”, envolvendo 24 equipas, disputada em quatro séries de seis.
Iniciada a 08 de Dezembro de 1979, esta foi a maior edição da história da prova, quer em número de clubes, quer em representatividade por província. Quatro anos depois da conquista da independência nacional, de todos os pontos do país vieram equipas, excepto do Bengo, que era ainda parte de Luanda.

O primeiro campeão nacional foi o 1.º de Agosto, que venceu na final o Nacional de Benguela por 2-1. Para chegarem à primeira final da história do Girabola estas formações eliminaram a TAAG e os Palancas do Huambo nas meias-finais.
Entre os registos destacáveis desse “embrião” do campeonato nacional está a goleada da TAAG (actual ASA) de 11-0 sobre o Desportivo de Xangongo do Cunene.

Os 14 melhores classificados desta edição constituíram a primeira divisão e o campeonato nos moldes actuais: todos contra todos a duas voltas, sagrando-se campeão o clube que no final soma o maior número de pontos. Era a segunda grande alteração.

Assim, pela ordem de classificação de 1979, o Girabola 1980 foi disputado por 1.º de Agosto, Nacional de Benguela, TAAG, Palancas do Huambo, Estrela Vermelha (Mambroa), FC do Uíge, Construtores do Uíge, Académica do Lobito, Desportivo da Chela, Ferroviário da Huíla, Diabos Verdes (Sporting de Luanda), Santa Rita, Sassamba da Lunda Sul, Sagrada Esperança.

Os restantes clubes (15.º ao 24.º) ficaram apenas na história por terem sido precursores do principal campeonato de Angola. São eles o Luta SC de Cabinda, FC Mbanza Congo, Ginásio do Kuando-Kubango, Xangongo do Cunene, Naval do Porto Amboim, Diabos Negros, Makotas de Malanje, Vitória do Bié, Juventude do Kunje e 14 de Abril.

O clube central das forças armadas voltou a vencer, tal como na edição seguinte, sagrando-se o primeiro tri-campeão de Angola. Em 1981, ascendia à primeira divisão aquele que viria a ser o “papão” dos troféus – o Petro de Luanda.
Até 1994, o campeonato alternou o número de equipas participantes entre 12 e 16, em consequência fundamentalmente do conflito armado que o país vivia.

A partir da edição de 1995, uma nova etapa marcou o Girabola, com a adopção do novo sistema de pontuação, que atribui três pontos por vitória, ao contrário dos dois de até então.

Foi nessa altura que também se fixou em 14 o número de equipas por cada campeonato. Os três últimos baixam de divisão e os vencedores das três séries do torneio de apuramento à primeira divisão ocupam os seus lugares.

A equipa com maior sequência de vitórias é o Petro de Luanda, com cinco (1986-1990). O primeiro goleador da prova foi João Machado com 18 golos ao serviço dos Diabos Verdes, mas o recorde de tentos numa edição está na posse de Carlos Alves (1980) com 29, vestindo a camisola do 1.º de Agosto.
O angolano Nicola Berardinelli foi o primeiro treinador a vencer um Girabola (1979), mas o maior número de títulos e a melhor sequência de triunfos pertence ao português Bernardino Pedroto (2002, 2003, 2004 pelo ASA).

O brasileiro António Clemente também venceu três vezes com o Petro de Luanda, mas precisou de mais tempo.
Apesar da competição desfilar por todo o país, em 29 temporadas apenas três províncias inscreveram o seu nome entre os campeões. E só em 2005 é que a terceira entrou, através do Sagrada Esperança.

Luanda domina de forma esmagadora, tendo deixado sair o ceptro apenas em três ocasiões (1983, 1985 e 2005). Ou seja, a capital do país tem 26 do total de conquistas no Girabola, distribuídas pelo Petro (13), 1º Agosto (9), ASA (3) e Interclube (1). O 1.º de Maio (2) e Sagrada Esperança são os distintos “forasteiros”.

Para esta temporada, Luanda apresenta-se com exactamente metade do total de concorrentes, seguida pela Huíla (2), que superou centros mais tradicionais do desporto-rei, como Benguela e Huambo – que só têm uma formação cada.

fonte:Fonte: Angop/Pedro da Ressurreição – Editado por AD

 

Todos ou nasceram no Kurdistão ou são descendentes curdos, jogam a West End (London) AFA League que equivale a 12°divisão inglesa, estão em último lugar na atual temporada, isso é o de menos o que vale é o orgulho de representar em terras inglesas o seu povo, já que não se trata de um país.O Kurdistão é uma região com cerca de 500.000 km² distribuídos em sua maior parte na Turquia e o restante no Iraque, Irão, Síria, Armênia e Azerbeijão.

Logo do time
New_splash_01

Foto da equipe
NEWROZ TROPHY WALLPAPER INDEX

FONTE:http://clubecolours.blogspot.com/

 

Bom Sábado,

Não poderia deixar de registrar tal curiosidade encontrada hoje cedo por mim quando atualizava o outro blog.Como diria aqui em Minas:”Uai, Copacabana patrocinando um time austríaco, mas como pode sô!!!”

Realmente, NÃO É VERDADE, mas tem muitas coisas que ligam o SC Copacabana Kalsdorf que joga na Landesliga Steiemark, que equivale a 4°divisão do futebol austríaco, a “Princesinha do Mar”, praia mundialmente famosa e que divulga o Brasil e a cidade do Rio de Janeiro pelos quatro cantos do planeta.

logo_copa

Tudo começou na pequena cidade de Kalsdorf, 13km de Graz, com cerca de 6 mil habitantes, para ser mais correto, em uma área a cerca de 10km de Graz no ano de 1988, adquirida pela empresa investidora.Os empreendedores resolveram construir ali um grande investimento, foi construído um lago artificial, com direito a areia, bambus, árvores e tudo mais que um paraíso natural exige em termos de diversão e entretenimento.Por não ter praia os austríacos adotaram a idéia e transformaram “Copacabana” em um grande sucesso, itinerário certo nas férias dos habitantes vindos dos quatro cantos do país e até de outros países vizinhos.
O que chama mais atenção além do nome que VERDADEIRAMENTE foi uma homenagem a praia brasileira, é um Cristo Redentor de cerca de 10m de altura localizado em uma das pontas do lago artificial.Como diriam lá no Rio de Janeiro:”Isso sim é um verdadeiro piscinão”…..

FOTOS DE COPACABANA BEACH
1

2

Bem e quanto ao time???O time é patrocinado pelo investimento, leva o nome junto, atrai possivelmente mais público a seus jogos, porque futebol e diversão andam lado a lado, usa um uniforme parecido com o do Milan da Itália e nessa temporada terminou em 4°lugar na Landesliga Steiemark, não conseguindo acesso a terceira divisão.No mais o que esse patrocínio ajudará o tempo dirá.

TIME DO SC COPACABANA KALSDORF

20100512bruck00

FONTE:Tradução minha do alemão para o portugues

http://www.sc-kalsdorf.at

http://www.copacabana.at

 

Amigos, achei está foto em um jornal da cidade de Bragança Paulista e queria compartilhar com vcs. este fato curioso: Década de 40 na imagem vemos um jogador da AA América com um cigarro na boca. Coisas de antanho!!!

AA América de Bragança Paulista

 

NOME: CLUB DEFENSOR SAN JOSE

CIDADE: Tumbes

FUNDAÇÃO: 13 de fevereiro de 1965

CORES OFICIAIS: laranja / azul

ESTÁDIO: Mariscal Cáceres (12.000 pessoas)

sanjose

 


Fundado em 1946 como JS Kabylie,o clube canarinho(Les Brésiliens D’afrique ) como é conhecido ou Lions du Djurdjura(Leões da Djurdura),atua todo de amarelo e detalhes em verde,é um dos considerados GRANDES da Argélia e um dos clubes mais ricos da Africa.Ficou mais conhecido no continente como JET(Jeunesse Electronicque)Tizi-Ouzou nome utilizado entre 1978 e 1990,cidade capital da região de Kabylie.Depois da independência nacional e do processo de desestatização publica em 1990 o clube parou de ser patrocinado pela empresa pública National Electricity Corporation e adotou o nome atual,Jeunesse Sportive Kawkab de Kabylie,mas mesmo com a mudança oficial até hoje ele muitas vezes é denominado com o nome antigo,período no qual obteve suas maiores glórias.
Devido a seu antigo nome seus torcedores eram chamados de “Jetistes” e até hoje apesar da mudança ainda gostam de serem conhecidos assim.

Campeão argelino 14 vezes(1973, 1974, 1977, 1980, 1982, 1983, 1985, 1986, 1989, 1990, 1995, 2004, 2006 e 2008),04 Copas Nacionais 1977, 1986, 1992 e 1994 e uma Supercopa argelina em 1992.
Suas maiores glórias foram nos anos de 1981 e 1990,quando levantou a Copa da Africa de Clubes Campeões,também conquistou três Copas da CAF (que vale que nem a Copa da Uefa),uma Recopa africana em 1995 ,uma supercopa africana em 1986.Um clube de muita história em competições de clubes africanos.
O século 21 não tem sido bom para os Jetistes,com apenas três tíulos nacionais.

Grandes jogadores da história do futebol argelino passaram por suas fileiras,como:
Rachid Adghigh,Mourad Amara,Ali Belhacen,Mahdih Cerbah,Djanit,Ali Fergani,Ben Kaci,Kamel Kadri,El Hadi Larbi,Mahieddine Meftah, Moussa Saïb, Farouk Belkaïd,Yacine Bezzaz, Mourad Aït Tahar.

Atua no estádio 1er Novembre 1954(data da Independência),em Tizi-Ouzou para 35.000 espectadores ou nas partidas internacionais no estádio 5 Juillet para 50.000 espectadores.
Site oficial do clube:http://www.jskabylie.org/

 

Meus amigos,

Não, não é um clube novo!
Latas FC é o nome do meu blog, que fiz enquanto estudava o WordPress.
Além de gostar de futebol, sou colecionador de latas de cerveja há uns bons anos.
Tenho cerca de 1660 latas, todas catalogadas, e não tem mais espaço na casa da minha mãe. Sim, não as levei quando casei, porque o apto. nao comporta.
Bom, dessa forma continuo colecionando mas estou dando ênfase às latas de clubes de futebol!
E estou montando um blog com elas. Eu acho que os srs vão gostar, o trabalho está no começo ainda, e vou atualizar bem calmamente, uma por dia, e porque tenho que ajudar na SoccerLogos ainda, daqui uns dias o Edu me demite!

Divirtam-se:

http://latasfc.wordpress.com

São fotos das latas da minha coleção e teremos raridades em breve!

Abraços

PS: Não postarei fotos aqui no blog, pq o espaço tá no limite.

 

AMIGOS A COPA JÁ ESTA CHEGANDO; E LOGO LOGO ESTAREMOS EM CLIMA DE MUNDIAL A FIFA SORTEIA NESTA SEXTA DIA 04/12/09 O SORTEIOS DOS GRUPOS JA CONHECEMOS OS CABEÇAS DE CHAVE, VAMOS MONTAR OS GRUPOS E CONFERIR NA SEXTA QUEM SE APROXIMOU MAIS! SÓ PARA DESCONTRAIR!

AFRICA DO SUL – CHILE – ESLOVÁQUIA – NOVA ZELÂNDIA

HOLANDA – DINAMARCA – ESTADOS UNIDOS – NIGÉRIA

ARGENTINA – COREIA DO NORTE – GANA – SERVIA

ITÁLIA – HONDURAS – PARAGUAI – PORTUGAL

BRASIL – COREIA DO SUL – COSTA DO MARFIM – SUIÇA

INGLATERRA – ARGÉLIa – AUSTRALIA – ESLOVÊNIA

ESPANHA – GRÉCIA – MEXICO – URUGUAI (GRUPO DA MORTE)

ALEMANHA – CAMARÕES – FRANÇA – JAPÃO

 

Este foi o interessante título da matéria publicada no Jornal A Tribuna de Santos/SP de 06 de março de 1960, de um fato ocorrido no dia 03 de março. Abaixo a matéria:

” Lima, 3 (Do enviado especial, Gilberto Bezerra da Silva) – Curiosíssimo incidente verificou-se ontem no Cárcere Central, que era vsiitado pelo Santos F.C., a exemplo de outras delegações que aqui vem e que a pedido e quando tem oportunidade fazem exibições de futebol, no pátio fronteiro para os reclusos.
O jogador Pelé, alvo da admiração geral, esteve, entretanto, a ponto de ser depenado. Quando deu por ela em meio a abraços e cumprimentos dos presos que se estendiam em uma fila, ia ficando sem o relógio pulseira de ouro, avaliado em dezenas de mil cruzeiros.
Pelé reagiu incontinenti, porém no ligeiro tumulto que se seguiu, um outro preso já carregava a corrente e a medalha de ouro que Pelé ostentava no pescoço.
Nesse instante interveio um policial e aos empurrões fez sair da fila os dois gatunos dizendo que serão severamente castigados.
O incidente não teve maiores proporções, porém os jogadores do Santos que manifestavam o propósito de oferever uma exibição, não o fizeram aduzindo que o pátio do estabelecimento penal não era apropriado.
Passado o incidente, Pelé, guardando todos os seus valores que carregava, voltou sozinho passando diante de todos os presos que imediatamente organizaram uma verdadeira manifestação de desagravo. Minutos depois Pelé retirou-se acompanhado dos demais membros da delegação santista.”

 

Em 1965 após a conquista da segundona paulista do ano anterior que terminou no início deste ano, a ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA PORTUGUESA de Santos realizou uma excursão pela Europa. Entre suas partidas, os jornais da época anunciaram uma disputada contra o 1860 Munchen ocorrida em 16 de maio de 1965, que contrariava frontalmente a resolução do Conselho Nacional de Desportos que proibia a realização de partidas com intervalos inferiores a 48 horas, já que a equipe santista realizara dois outros amistosos em 15 e 17 de maio.

Após a chegada da delegação, esta dúvida foi esclarecida e a equipe não foi penalizada. Abaixo transcrevo trecho das explicações publicada no Jornal A Tribuna de Santos, em sua edição de 28 de maio de 1965:

“…não foi cobrada nenhuma cota pelo jogo treino em Munique, a 16 deste mês, contra o T.S.V. Munchen-1860, clube que, alojado na mesma concentração com os elementos da A.A. Portuguesa, se preparava para enfrentar o West Ham, da Inglaterra, em partida da nova Copa da Europa. O técnico Manga serviu de juiz nesse treino e o conjunto rubro-verde foi considerado ótimo sparring, derrotando o clube alemão por 3 a 2. O pormenor esclarece, também, um ponto até então obscuro, pois se afigurava que a Portuguesa havia disputado três jogos seguidos em três dias, desrespeitando as normas baixadas pelo CND, o que realmente, não ocorreu.”

 

Ao longo dos tempos venho reparando a quantidade de jogadores da seleção francesa de futebol que não são franceses de nascimento e sim de suas antigas colônias espalhadas pelo planeta, não somente dos países que foram colonizados por franceses ao longo dos séculos passados como também outros países e territórios que ainda buscam sua independências como o País Basco, já nos suas primeiras décadas, haviam nos Bleus jogadores considerados de origem não-”genuinamente” francesa, sendo filhos de imigrantes. Em contrapartida, há vários nascidos na França que preferiram defender a terra de seus pais ou avós.

Se recentemente jogaram ou jogam os descendentes de argelinos Zinédine Zidane, Karim Benzema e Samir Nasri, a França já foi defendida por jogadores diretamente vindos da ex-colônia: Joseph Alcazar na Copa do Mundo de 1934, Abdelkader ben Bouali na Copa do Mundo de 1938, Abdelaziz ben Tifour na Copa do Mundo de 1954 e William Ayache na Copa do Mundo de 1986 são alguns exemplos; os três primeiros jogaram pela França em época em que ainda não havia a Seleção Argelina. Christian Lopez, também nascido na Argélia, é filho de colonos de origem espanhola.

Outros jogadores com origem na África do Norte francesa são Hatem ben Arfa, de raízes tunisianas, e Abderrahmane Mahjoub, jogador também da Copa de 54 de origem marroquina. Também nascido no Marrocos, mas filho de colonos franceses, é o artilheiro Just Fontaine.

A Seleção Francesa foi também uma das primeiras europeias a recrutar um negro: o primeiro deles, Raoul Diagne, jogador da Copa do Mundo de 1938, veio da Guiana Francesa, mesma terra de nascimento de Florent Malouda, do elenco atual, atualmente composto em maioria por afrofranceses. Os dois primeiros a se destacarem de verdade na Seleção foram Marius Trésor (nascido em Guadalupe, de onde veio também Lilian Thuram) e Jean Tigana (nascido no Mali, de onde veem as ascendências dos xarás Alou e Lassana Diarra).

Patrick Vieira e Patrice Evra nasceram no Senegal, de onde veem as origens de Bafétimbi Gomis e Bacary Sagna. Claude Makélélé e Steve Mandanda vieram do antigo Zaire, atual República Democrática do Congo. Com origens em Guadalupe, mas nascidos na França, são Thierry Henry (com raízes também em Martinica, assim como Éric Abidal e Nicolas Anelka e onde nasceu Gérard Janvion), Louis Saha, Sylvain Wiltord, Mikaël Silvestre, William Gallas, Pascal Chimbonda e Bernard Diomède.

Djibril Cissé e Abou Diaby são filhos de imigrantes da Costa do Marfim, enquanto Sidney Govou tem ascendência em Benin. Jean-Alain Boumsong é camaronês e Marcel Desailly, um ganense adotado por um diplomata francês. Florent Sinama-Pongolle vem da ilha africana de Reunião.

Também de pele escura, mas etnicamente polinésios, são Christian Karembeu, Frédéric Piquionne (nascidos na Nova Caledônia), Pascal e Marama Vahirua (vindos da Polinésia Francesa). Vikash Dhorasoo, por sua vez, tem raízes em uma comunidade hindu das Ilhas Maurício.

Alguns dos mais famosos jogadores da França têm origem italiana: Michel Platini, Roger Piantoni e Éric Cantona. Da atual geração, o mais famoso é Sébastien Squillaci. Mesma situação de outros menos famosos, como Ernest Libérati, Laurent di Lorto, Mario Zatelli, Bernard Chiarelli, Gabriel de Michele, Laurent Robuschi, Dominique Baratelli, François Bracci, Bernard Lacombe, Bernard Genghini, Bruno Bellone, Jean-Luc Ettori, Jean-Marc Ferreri, Vincent Candela, Bruno Martini e Benoît Pedretti.

Seus sobrenomes comumente são pronunciados “à francesa”, normalmente com tonicidade na última sílaba. Ao sul, da ilha de Malta, vem as raízes do atacante Daniel Xuereb, figurante da Copa do Mundo de 1986.

Jogadores de origem germânica, nascidos na Alsácia-Lorena (região que pertenceu à Alemanha), já puderam ser encontrados. Foi o caso de Étienne Mattler, Fritz Keller, Oscar Heisserer, Ernest Schultz, Gérard Hausser e Lucien Muller. Outros germânicos foram austríacos naturalizados, Rodolphe Hiden e Auguste Jordan.

Julien Darui e Roger Courtois nasceram, respectivamente, em Luxemburgo e Suíça. Afinal quem gostaria de defender Luxemburgo podendo atuar por uma seleção de maior tradição no futebol.

Da Europa Oriental , os mais numerosos são os de origem polonesa: Raymond Kopa (cujo sobrenome real era Kopaszewski) é o mais famoso de um grupo que inclui Ignace Kowalczyk, Thadée Cisowski, Édouard Kargu, Guillaume Bieganski, Léon Glovacki, Maryan Wisnieski, Robert Budzynski, Yannick Stopyra e Antoine Sibierski. Kazimir Hnatow, membro da Copa do Mundo de 1958, tem sangue ucraniano.

Jean Djorkaeff e Youri Djorkaeff, respectivamente pai e filho, são de origem calmuque (um dos povos da Rússia); Youri também tem ascendência armênia, juntamente com seu ex-colega Alain Boghossian.

Hispânicos também já figuraram pelos Bleus em torneios: Joseph Gonzales, Hector Cazenave (uruguaio), Christian Lopez, Manuel Amoros, Jean Castaneda, Christian Perez e os mais famosos, David Trézéguet (filho de um franco-argentino), Luis Fernández (este nascido na Espanha) e Robert Pirès (de origens portuguesas).

Minorias étnicas tradicionais da própria França já foram representadas na Seleção, como os bascos Didier Deschamps e Bixente Lizarazu e os bretões Stéphane Guivarc’h e Yoann Gourcuff.

Como vocês podem ver a França tem não somente no futebol mais em boa parte de seus desportista uma verdadeira fusão multicultural e racial em suas fileiras e com a globalização mundial a tendência é que a cada ano este número aumente muito mais.

Até mesmo eu que sou de origem portuguesa e italiana já tive sonhos em minha epóca de juvenil do Bahia de jogar pela França, afinal de contas as cores são as mesma do Tricolor Baiano, Azul, Branco e Vermelho, realmente os ideais de Revolução Francesa no esporte cai muito bem como simbolo Des Les Blues: Liberté, Igualité et Fraternité.

Fontes; Textos Galdino Silva
Pesquisa: Wikipédia e site Federação Francesa de Futebol

 

No dia de hoje as seleções nacionais de Brasil e Gana garantiram as suas participações na final do Mundial Sub-20, o Brasil bateu a Costa Rica por 1 a 0 e Gana derrotou a Hungria por 3 a 2. Ambas seleções chegam invictas a final, esta também não sera a primeira vez em que os dois países se enfretam na competição e em uma finalissima, em 1993 o Brasil que tinha Dida no gol derrotara os ganeses de virada por 2 a 1 com um gol de Gian aos 43º minutos da etapa final, os africanos deram o troco em 1999 no Mundial da Argentina ( logo aonde) e venceu pelo mesmo placar 2 a 1 e com um gol já nos acréscimos, nesta seleção tinhamos Maicon, Kaká e Adriano e parou nas semi-finais. E agora quem levará a melhor na negra que será jogada no Egito no dia 15/10/2009.

Campanhas

1ª Fase

Brasil 5 x 0 Costa Rica
Brasil 0 x 0 Rep. Tcheca
Brasil 3 x 1 Australia

Oitavas de Final

Brasil 3 x 1 Uruguai

Quartas de Final

Brasil 2 x 1 Alemanha
Brasil 1 x 0 Costa Rica

Brasil 6 jogos
Vitórias 5
Empate 1
Derrota 0
14 gols pró
03 gols contra

Gana 2 x 1 Uzbequistão
Gana 4 x 0 Inglaterra
Gana 2 x 2 Uruguai

Gana 2 x 1 Africa do Sul

Gana 3 x 2 Coreia do Sul

Gana 3 x 2 Hungria

Vitórias 5
Empate 1
Derrota 0
16 Gols Pró
08 Gols Contra

Brasil melhor defesa, Gana melhor ataque, aqui no Brasil assim como outros países sempre questionam a veracidade da idade dos atletas africanos os chamados ” gatos” mais o Brasil também não fica atrás nos bichanos e miau miau ” Sandro Hiroshi, Eriberto que virou Luciano, Carlos Alberto são os mais famosos, na Africa não existem gatos e sim verdadeiros leões, leopardos e guepardos, todos da familia dos felinos. mais nunca se provam nada o jeito é entrar na jaula e domar as feras e trazer o penta da categoria .

O time de Gana é bom e tecnico, mais abusam de jogadas rispidas e são muitos relaxados se achando os tais se apertar eles gemem, são abusados e curtem fazer graçinhas deram sopa para o Uruguai quando venciam por 2 a 0 e cederam o empate, o mesmo quase acontece com a Coreia do Sul e a Hungria hoje, o seu jogo mais complicado foi contra a Africa do Sul, se o Brasil jogar serio e sem preocupações leva o penta.

Texto: Galdino Silva

 

O Mundia de seleções sub-20 criado pela FIFA e disputado pela primeira vez em 1977 na Tunisia vem ao longo das suas disputadas nos apresentando vários craques e bons jogadores abaixo vai um relação de alguns desdes talentos:

Arzú 1979 por Honduras
Taffarel 1985 pelo Brasil
Dida pelo Brasil 1993
Casillas 1999 pela Espanha
Edevaldo pelo Brasil 1979
Josimar 1981 pelo Brasil
Jorginho 1983 pelo Brasil
Roberto Carlos pelo Brasil 1991
Sorin pela Argentina 1995
Jarni pela antiga Iugoslávia 1987
Ruben Paz pelo Uruguai 1981
Enzo Francescoli pelo Uruguai 1981
Maradona pela Argentina 1979
Messi pela Argentina 2005
Riquelme pela Argentina 1997
Aimar pela Argentina 1995
Cambiasso pela Argentina 1995
Aguero pela Argentina 2007
Ramon Diaz Argentina em 1979
Bebeto e Geovani pelo Brasil 1983
Dunga pelo Brasil 1983
Silas e Muller pelo Brasil 1985
Venâncio Ramos pelo Uruguai 1977
Agulera pelo Uruguai em 1983
Henry e Trezeguet pelo França 1997
Gallas e Sylvestre pela França 1997
Sangnol pela França 1997
Andreas Moller pela Alemanha 1997
Suker e Prosinecki pela Iugoslávia 1997
Ronaldinho Gaúcho pelo Brasil 1999
Luis Figo e Rui Costa por Portugal em 1991
Fernando Couto por Portugal em 1989
Van Basten pela Holanda 1983
Romerito pelo Paraguai 1977 e 1979

Estes são alguns dos grandes nomes do futebol mundial que passarão pelo mundial de juniores e que fizerem sucesso em mundiais de profissionais, alguns deles se sagraram campeões não somente com junior e profissional, como Jorginho, Bebeto, Dunga, Dida, Taffarel . Muller e Ronaldinho Gaúcho pelo Brasil, Maradona pela Argentina e Henry e Trezeguet pela França.
Detalhe Romário estava no grupo campeão sulamericano em 1985 as vespás do embarque para a Russia o baixinho aprontou junto do zagueiro Denilson que era do América do Rio e foram cortados.

Textos: Galdino Silva
pesquisas: site mundial sub-20 e revista placar

 

No mundo do futebol alguns clubes do Brasil e do exterior tem algumas metas ou os chamados sonhos de consumo ou traduzindo melhor “ aquele título que ainda falta” na sua galeria e que o seu maior rival tem e ele ainda busca segue abaixo uma relação e veja se seu clube está na luta por esses “ sonho”.

CORINTHIANS/SP – Vencer a Taça Libertadores da América e o Mundial Interclubes
Bem o Timão busca o título inédito faz tempo, principalmente depois de ver o seu maior rival o Palmeiras erguer o troféu em 1999, o Corinthians passou a ser o único grande paulista sem essa conquista; Santos e São Paulo também rivais possuírem a Libertadores e o Mundial de Clubes por mais de uma vez,e apesar de ter um título mundial na sua coleção o torcedor corintiano e sua diretoria sabe que ainda falta algo mais. Em 2010 mais uma nova tentativa do troféu inédito será que vai dessa vez e no ano do centenário. Quem sabe? Se der a sorte de não cruzar com algum time argentino como o River Plate em 2006! Sera?

FALMENGO/RJ – Vencer um Campeonato Brasileiro novamente!
Desde de 1992 o rubro-negro carioca não realiza e nem chega perto do seu quinto título brasileiro embora ele se intitule campeão de 1987 o que a CBF não diz em seu site oficial, o Mengão que já correu risco de rebaixamento em outras edições, vem no entanto chegando perto nos últimos anos já conseguiu ir para a Libertadores quem sabe com mais um pouco de organização o time chega lá em 2010 pois esse ano somente por milagre.

VITÓRIA/BA – Conquistar um título nacional e ir para a Libertadores da América
Bem aqui em Salvador/BA o torcedor do Vitória que desde 1993 sonha com a tão grande conquista da sua longa história que é vencer um título nacional “ seja brasileiro serie A ou Copa do Brasil” pois o torcedor do Vitória não agüenta mais o torcedor do Bahia dizer que tem duas estrelas e foi o primeiro clube brasileiro a disputar a Libertadores da América. Nos últimos dois anos o time inicia bem a Serie A mais depois o time perde fôlego e pelo menos a Taça Libertadores fica mais distante.

CRUZEIRO/MG – Ganhar o Mundial Interclubes
A Raposa possui em seu currículo duas conquistas da América, mais o seu torcedor sente falta do mundial interclubes por duas vezes o clube chegou perto mais teve de se contentar com o vice depois de duas derrotas para clubes alemães: Bayern de Munique e Borusia Dortmund, esse ano a chance seria boa “ pois no mundial não terá clube alemão” o clube europeu será o Barcelona mais a raposa não venceu a Libertadores “ Veron adiou o sonho azul-celeste.

VASCO/RJ – Voltar a elite a serie A e vencer o Mundial Interclubes
A humilhação de ser rebaixado e de não ter um título mundial deixam o vascaíno roxo ao saber que no Rio de Janeiro o Flamengo é o único a ser campeão mundial e ser o único a não ser rebaixado para a serie B.

FLUMINENSE/RJ E BOTAFOGO/RJ – Não caírem para a segundona e vencer a Libertadores um dia e o Mundial Interclubes
Ambos sonham em não terem uma recaída como em outros tempos e irem para a serie B e quem sabe um dia poderem vencer a Libertadores e o Mundial o Flu teve perto em 2008 e o Botafogo quando tinha time o Santos tinha Pelé.

ATLÉTICO/MG – Ter o que o Cruzeiro tem e não ficar dependendo das conquistas alheias e argentinas e vangloriar derrotas do rival.

AMERICA/RJ – Voltar a serie A do Rio de Janeiro

NAUTICO E SANTA CRUZ/PE – Terem o que o Sport tem dois títulos nacionais

CHELSEA – Vencer a Champions League
Todo ano eles se reforçam e batem na trave, este ano nova tentativa da turma de Abramovich ter realizado seu sonho maior.

LIVERPOOL/ING E BARCELONA/ESP – Vencerem o Mundial Interclubes
Toda vez que eles vencem a Europa dão de cara com times brasileiros e o sonho acaba, desta vez o Barça tem tudo para vencer não tem brasileiro na parada será que vai desta vez debutar o Barça mundialmente?

TEXTO: GALDINO SILVA

Protegido: Nova Série:Escudos Antigos

 04. Eduardo Cacella, O Mundo é uma Bola  Digite sua senha para ver os comentários.
set 232009
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

[img:Maxaquene.jpg,full,centralizado]

A relação de Eusébio da Silva Ferreira com o Maxaquene é hoje muito pouco conhecida por muitos jovens moçambicanos, mas trata-se de um facto marcante na historia do clube e do desporto nacional e internacional, dada a dimensão que o atleta teve quando em 1960 se transferiu para o Sport Lisboa e Benfica, dai em diante brilhando também com a camisola da Selecção Nacional de futebol de Portugal e de que é agora seu embaixador para todos os escalões.Dados em nosso poder fixam o ano de 1958 como o da chegada de Eusébio ao então Sporting de Lourenço Marques, depois de ter sido rejeitado pelo vizinho Grupo Desportivo de Lourenço Marques, actual Grupo Desportivo de Maputo.No Sporting, Eusébio jogou durante somente duas temporadas no escalão de juniores, o que equivale a dizer que chegou ao Maxaquene quando tinha 16/17 ou 17/18 anos de idade, visto que quando se transferiu para o Benfica de Portugal tinha 18 anos.No Maxaquene, Eusébio aprimorou sozinho o seu potente remate com o pé direito, visto que, segundo contam figuras que conheceram o Rei ainda miúdo, por muitas vezes viram-no a pegar em três bolas e ensaiar remates de meio-campo para uma baliza sem guarda-redes.

A novela da sua transferencia e consequente desvio do seu destino do Sporting Clube de Portugal para o Sport Lisboa e Benfica é por demais conhecida, mas ressaltava-se que na noite do embarque para a capital portuguesa terá sido roubado por elementos do clube encarnado para embarcar no avião horas antes do check-in dos passageiros com destino a metrópole.Uma das maiores obras de que o Sporting de Lourenço Marques se beneficiou do dinheiro da transferencia de Eusébio para o Benfica foi a construção do Pavilhão dos Desportos, o mais importante de Moçambique e local das maiores memórias e conquistas do clube e do país, particularmente na modalidade de basquetebol.A história do Maxaquene12 de Junho de 2006

O Maxaquene foi fundado em 20 de Maio de 1920 com o nome de Sporting de Lourenço Marques, conforme alvará do Governo-Geral da Província de Moçambique, com a mesma data. Em 1975 tornou-se Sporting Clube de Maputo para em 1977 assumir a designação actual – Maxaquene.Entre Dezembro de 1981 e Fevereiro e 1982, o clube chamou-se Asas de Moçambique, voltando a ser Maxaquene após 3 meses como Asas.Entre 1982 e 1992 teve dois presidentes, ambos directores-gerais da LAM – o Comandante José Bacelar e o Eng José Viegas e em 1992 publicou-se a última edição do O Maxaca, o jornal do clube.O jornal destaca, à época, a entrada para treinador de Hilário da Conceição (ex-Sporting Clube de Portugal e de Lourenço Marques), a passagem de Nuro Americano a Director do Clube (depois de ter sido um guarda-redes excepcional), entrevista os basquetebolistas Simão Matavela e Aurélia Manave e reclama que Eusébio (o do Benfica de Lisboa) começou a jogar no Sporting de Lourenço Marques (o actual Maxaquene).

Fonte:desconhecida

 

Todos sabemos que na América do Sul temos um rivalidade maior com a Argentina, depois o Uruguai e em terceiro com o Paraguai, apesar de toda esta rivalidade as vezes ferrenha como com os argentinos muitos bons jogadores desses três paíse marcaram seus nomes nos clubes brasileiros segue abaixo uma relação de uma seleção de cada um deles que atuaram e deixaram saudades e alguns que ainda atuam em nossos clubes.

ARGENTINA

Andrada (Vasco e Vitória/BA)
Luis Villa (Palmeiras) atuava também como médio na epóca
Perfumo (Cruzeiro)
Ramos Delgado (Santos)
Sorin (Cruzeiro)
Guiñazu (Inter)
Mancuso (Palmeiras e Flamengo)
Dario Conca (Vasco e Fluminense)
D’Alessandro (Inter)
Tevez (Corinthians)
Doval (Flamengo e Fluminense)

PARAGUAI

Garcia (Flamengo)
Arce (Grêmio e Palmeiras)
Gamarra (Inter, Corinthians e Flamengo)
Reyes (Flamengo)
Carlos Kiese (Grêmio)
Enciso (Grêmio, Inter, Portuguesa e Coritiba)
Gavilán (Inter e Grêmio)
Romerito (Fluminense)
Sanabria (Caxias)
Benitez (Flamengo)

URUGUAI

Rodolfo Rodriguez (Santos, Portuguesa e Bahia)
Forlan (São Paulo)
Lugano (São Paulo)
Hugo De Léon (Grêmio, Corinthians e Santos)
Cincunegui (Atlético/MG)
Dario Pereyra (São Paulo, Flamengo e Palmeiras)
Hector Silva (Palmeiras)
Pedro Rocha (São Paulo, Coritiba, Palmeiras e Bangu)
Ruben Paz (Inter)
Acosta (Náutico e Corinthians)
Revetria (Cruzeiro)

O Brasil também teve jogadores que atuaram e marcaram seus nomes na histórias de clubes de nossos países rivais sulamericanos segue também uma seleção brasileira desses ídolos também por lá:

BRASIL

Baiano (Boca Juniors)
Domingos da Guia (Boca Juniors e Nacional/Uru)
Orlando Peçanha (Boca Juniors)
Cafu (Peñarol) este Cafu é um jogador revelado pela Portuguesa Santista
Fausto (Nacional/Uru)
Dino Sani (Boca Juniors)
Delém (River Plate)
Silas (San Lorenzo)
Almir Pernambuquinho (Boca Juniors)
Paulo Valemtim (Boca Juniors)
Heleno de Freitas (Boca Juniors)

Iarley e Charles também defenderam o Boca Juniors, só não tivemos nenhum goleiro brasileiro, pelo menos de meu conhecimento que atuasse no futebol de Argentina, Paraguai ou Uruguai.

Texto: Galdino Silva
Pesquisa: RSSSF e Revista Placar

Protegido: FUTEBOL DA ALBANIA

 16. Jorge Farah, Escudos, O Mundo é uma Bola  Digite sua senha para ver os comentários.
set 142009
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

Um dos grandes baratos da Copa do Mundo são os recordes, tabus, histórias e…superstições. Várias teorias tentam explicar a ordem dos eventos dos Mundiais, algumas com coincidências impressionantes, e todas, na maioria, muito curiosas.

Uma das mais famosas era a pirâmide dos campeões, que tinha como pico a Itália de 1982 – a partir daí, as Copas tinham o mesmo campeão andando uma edição para frente ou para trás (Argentina campeã em 1978 e 1986; Alemanha campeã em 1974 e 1990; Brasil campeão em 1970 e 1994). Havia até a exceção que comprovava a regra: em 1996 e 1998, edições opostas segundo a pirâmide, o campeão era o país da casa (Inglaterra e França). Mas a teoria ruiu em 2006, quando a regra mandaria o Brasil vencer novamente – e todos sabemos o que aconteceu.

A nova “maldição” que surge assombra portugueses e alemães, e tem se comprovado desde a Copa de 86: a cada edição, um dos perdedores da semifinal anterior sequer se classifica para a Copa.

No Mundial do México, a França de Platini foi eliminada pela Alemanha e sequer se classificou para a Copa de 90, ficando atrás de Iugoslávia e Escócia nas Eliminatórias.

Na Itália, a Inglaterra de Gascoigne perdeu a vaga na final apenas nos pênaltis, mas uma campanha ruim, que contou com derrotas para Holanda e Noruega, fez o time da rainha assistir a Copa de 94 pela telinha.

A Copa dos Estados Unidos teve Suécia e Bulgária como grandes surpresas. Os suecos deram trabalho para o Brasil duas vezes, mas falharam ao se classificar para a Copa da França num grupo que tinha Áustria e Escócia.

A maldição continou e a Holanda, que perdeu a decisão do terceiro lugar para a incrível Croácia, perdeu jogos-chave para Irlanda e Portugal e não participou da Copa de 2002.

Nosso último exemplo é a Turquia: após surpreender e chegar à semifinal no Oriente, perdeu a vaga na Copa da Alemanha numa turbulenta repescagem contra a Suíça.

Sendo assim, Alemanha e Portugal têm muito com o que se preocupar, afinal foram os perdedores da semifinal de 2006. Apesar dos alemães liderarem o Grupo 4 com certa tranquilidade, têm ainda um confronto direto com a Rússia em Moscou e, caso saiam derrotados, podem enterrar uma campanha sólida arriscando-se na repescagem.

Mas o perigo ronda mesmo a seleção portuguesa. Após amargar três empates sem gols em casa com Dinamarca, Albânia e Suécia, os lusitanos viram a Dinamarca se distanciar na liderança do Grupo 1 e têm, nesta quarta, o primeiro de uma série de três jogos decisivos. Para conseguirem chegar à repescagem, precisam vencer a Hungria duas vezes e Malta dentro de casa, além de torcer por pelo menos um tropeço dos suecos, que visitam hoje a fraquíssima Malta e jogam ainda contra dinamarqueses e albaneses.

Sem contar que, pela sequência, a ordem do eliminado se alterna: em uma Copa, é o terceiro lugar; em outra, o quarto. Se a tendência se confirmar, é a vez do quarto lugar em 2006. Exatamente Portugal, país do melhor jogador do mundo em 2008, candidatíssimo a próxima vítima da maldição da decisão do terceiro lugar.

Confira quem sucumbiu à maldição:

1990 – França (3º em 1986)
1994 – Inglaterra (4º em 1990)
1998 – Suécia (3º em 1994)
2002 – Holanda (4º em 1998)
2006 – Turquia (3º em 2002)

Fonte : http://febremundialista.blogspot.com/

 

O Glorioso foi campeão do Torneio Internacional SUB-19 “A-JEUGDTOERNOOI v.v. DOETINCHEM” de 2009, que foi disputado na cidade de Doetinchem, na Holanda, entre 14 e 16 de agosto. Alex foi o artilheiro do Botafogo com 5 gols, 1 gol a menos que o artilheiro da Competição, Fernando Lewis (AZ Alkmaar). Gerson foi o craque do Campeonato. Milton Raphael foi o melhor goleiro da competição.

As partidas terão a duração de 25 minutos cada tempo.

PARTICIPANTES
v.v. Doetinchem O23 (Holanda)
AZ Alkmaar (Holanda)
De Graafschap (Holanda)
Vitesse (Holanda)
Red Bull Salzburg (Áustria)
West Ham United (Inglaterra)
Botafogo FR (Brasil)
FC Kopenhagen (Dinamarca)

PRIMEIRA FASE

Grupo A
14/08/2009
De Graafschap 0-1 Red Bull Salzburg
Gol: Martin Hinteregger
West Ham 1-4 AZ Alkmaar
Gols: Ahmed Abdullah/Mitchel te Vrede (2), Fernando Lewis (2)

15/08/20094
Red Bull Salzburg 0-1 West Ham
Gol: Robert Hall
AZ Alkmaar 2-2 De Graafschap
Gols: Sven van Ingen, Caner Cavlan/Zlatan Krizanovic, Fernando Lewis
West Ham 2-1 De Graafschap
Gols: Daniel Purdey, Ahmed Abdullah/Sven van Ingen
Red Bull Salzburg 0-3 AZ Alkmaar
Gols: Eric Schouten, Sead Mazreka e Fernando Lewis

Classificação:
1. AZ Alkmaar – 7 pontos
2. West Ham – 6 pontos
—————————————
3. Red Bull Salzburg – 3 pontos
4. De Graafschap – 1 ponto

Grupo B
14/08/2009
v.v. Doetinchem 0-3 Botafogo
Gols: Alex (pênalti), William (2)
FC Kopenhagen 2-0 Vitesse
Gols: Jonas Hendriksen, Cagri Erdem
15/08/2009
FC Kopenhagen 0-0 Botafogo
v.v. Doetinchem 0-3 Vitesse
Gols: Nick Bakker, Marco van Ginkel, Adnane Tighadonini
Botafogo 3-1 Vitesse
Gols:Alex, Guilherme, Alcides/Marco van Ginkel
v.v. Doetinchem 0-3 FC Kopenhagen
Gols:Mikkel Knudstrup, Cagri Erdem, Morten Thomsen

Classificação:
1. Botafogo – 7 pontos (6 gols)
2. FC Kopenhagen – 7 pontos (5 gols)
—————————————
3. Vitesse – 3 pontos
4. v.v. Doetinchem – 0 ponto

SEMI-FINAIS
16/08/2009
AZ Alkmaar 3-0 FC Kopenhagen
Gols:Adam Maher, Fernando Lewis (2)
West Ham 0-3 Botafogo
Gols:Alex (3)

Decisão do 7° lugar
16/08/2009
De Graafschap 5-1 v.v. Doetinchem
Gols: Simon Klein Goldewijk, Sven van Ingen, Eyup Termelez, Tim Keurntjes e Gregor Breinburg/Bram van Dooren

Decisão do 5° lugar
16/08/2009
Red Bull Salzburg 0-0 Vitesse (Vitesse venceu nos pênaltis)

Decisão do 3° lugar
16/08/2009
FC Kopenhagen 2-0 West Ham
Gols: Jonas Moller e Cagri Erdem

FINAL
16/08/2009
Botafogo 1-0 AZ Alkmaar
Gol: William
Botafogo – Campeão do Torneio
AZ Alkmaar
FC Kopenhagen
West Ham
Vitesse
Red Bull Salzburg
De Graafschap
8° v.v. Doetinchem

Fonte:www.doetinchemtoernooi.nl e site oficial do Botafogo.

 

X

Os confrontos entre Barnet FC e Arsenal FC sempre ocorreram na pré-temporada como jogo de preparação para os “gunners”. Todos os jogos foram no Estádio “Underhill”, de propriedade do Barnet FC. Este estádio é utilizado pelos reservas do Arsenal FC. Ao todo, foram 10 jogos, com 7 vitórias para o Arsenal e 3 empates. Arsenal marcou 29 gols e sofreu 7. Bergkamp fez 4 gols em 3 partidas e Barazite fez 3 gols em 3 partidas contra o Barnet:
22/7/2000 – Barnet 0-1 Arsenal
Gol: Pennant.
11/8/2001 – Barnet 1-6 Arsenal
Gols dos “Gunners”: Ljungberg, Cole, Bergkamp, Henry, Vieira e Wiltord.
06/8/2002 – Barnet 1-2 Arsenal
Gols dos “Gunners”: Kanu e Upson.
19/7/2003 – Barnet 0-0 Arsenal
17/7/2004 – Barnet 1-10 Arsenal
Gols dos “Gunners”: Reyes 19′, 21′, 42′, Van Persie 29′, Bergkamp 44′, 67′, Jeffers 53′, 55′, 64′ e Owusu-Abeyie 70′.
16/7/2005 – Barnet 1-4 Arsenal
Gols dos Gunners”: Hleb 3′, Henry 15′p, Bergkamp 28′ e Hoyte 35′.
15/7/2006 – Barnet 0-0 Arsenal
14/7/2007 – Barnet 0-2 Arsenal
Gols: Adebayor 18′, Barazite 61′.
19/7/2008 – Barnet 1-2 Arsenal
Público: 5.358
Gols: Gillet 16′/Simpson 64′ e Barazite 73′.

18/7/2009 – Barnet 2-2 Arsenal
Gols: Yakubu 45′+1′ e Charles 83′/Arshavin 43′ e Barazite 50′.

Fonte: Site Oficial do Arsenal.

 

Torneio internacional para times sub-18 e sub-19. Os jogos serão disputados no Estádio Veldzicht Sports Fields, na cidade de Sint Agatha (Holanda).


PARTICIPANTES:
NEC Nijmegen (Nijmegen, Holanda)
Sparta Rotterdam (Rotterdam, Holanda)
Sheffield Wednesday (Sheffield, Inglaterra)
Botafogo FR (Rio de Janeiro, Brasil)
Arminia Bielefeld (Bielefeld, Alemanha)
Standard Liège (Liège, Bélgica)

Primeira Fase – 08/08/2009
11:00 – NEC Nijmegen 0-3 Botafogo
12:00 – Sparta Rotterdam 1-2 Sheffield Wednesday
13:00 – Botafogo 0-0 Standard Liège
14:00 – Sheffield Wednesday 0-1 Arminia Bielefeld
15:00 – Standard Liège 1-1 NEC Nijmegen
16:00 – Arminia Bielefeld 1-0 Sparta Rotterdam

Grupo A
1. Botafogo – 4 pontos
2. Standard Liège – 2 pontos
——————————————-
3. NEC Nijmegen – 1 ponto

Grupo B
1. Arminia Bielefeld – 6 pontos
2. Sheffield Wednesday – 3 pontos
——————————————-
3. Sparta Rotterdam – 0 ponto

Decisão do 5° lugar – 09/08/2009
13:00 – NEC Nijmegen 0-2 Sparta Rotterdam

Semi-finais – 09/08/2009
11:00 – Standard Liège 0-0 Arminia Bielefeld (5-4 nos pênaltis)
12:00 – Botafogo 0-0 Sheffield Wednesday (2-4 nos pênaltis)

Decisão do 3° lugar – 09/08/2009
14:30 – Arminia Bielefeld 0-1 Botafogo

Final – 09/08/2009
15:30 – Standard Liège 2-1 Sheffield Wednesday (após prorrogação)

Campeão: Standard Liège
Vice-Campeão: Sheffield Wedsneday
3° colocado: Botafogo
4° colocado: Arminia Bielefeld
5° colocado: Sparta Rotterdam
6° colocado: NEC Nijmegen

Fonte: www.copadelagatha.nl

 



Duas grandes apostas do Real Madrid ao longo de sua história, o craque brasileiro Didi e o atacante francês Anelka foram apresentados como jogadores madridistas no mesmo dia (5 de agosto), com 40 anos de diferença. Didi jogou no Real Madrid de 1959 a 1960, disputando 16 partidas da Liga e marcando 6 gols. Nicolás Anelka jogou de 1999 a 2000, disputando 33 jogos e marcando 7 gols.

Fontes: site oficial do Real Madrid, site da bbc e uol.com.br

 

Vermaelen é um dos reforços do Arsenal FC para a temporada 2009/2010. Ele foi o capitão do Ajax, da Holanda, na temporada de 2008/2009. A transferência ocorreu em 19/6/2009 e custou 12 milhões de euros para os cofres dos “Gunners”. Ele começou sua carreira no seu país natal, no Germinal Ekeren, que depois mudou de nome para Germinal Beerschot. Ele estreou no Ajax aos 18 anos de idade, no dia 15/2/2004, quando o Ajax derrotou o Volendam por 2 a 0. Na temporada de 2004/2005, ele foi emprestado ao RKC Waalwjk, da Holanda. A sua carreira decolou a partir de 2005, quando Vermaelen conquistou a Copa da Holanda em duas oportunidades. Ele vem sendo convocado para a seleção em 2006 e já disputou 21 partidas pela seleção belga.

Perfil:
Nome: Thomas Vermaelen
Altura: 1,82 metros
Local de Nascimento: Kapellen (Bélgica)
Data de Nascimento: 14/11/1985
Posições: Zagueiro e Lateral Esquerdo
N° da Camisa: 5
Histórico da Carreira Profissinal (jogos/gols):
2003/2004 – Ajax: 1/0
2004/2005 – RKC Waalwjk*: 13/2
2005/2006 – Ajax: 22/3
2006/2007 – Ajax: 16/0
2007/2008 – Ajax: 17/1
2008/2009 – Ajax: 31/4
*por empréstimo
Títulos:
2 Copas da Holanda – 2005/2006 e 2006/2007
2 Supercopas da Holanda: 2006 e 2007

Fontes: Wikipedia e arsenal.com

 


A “Emirates Cup” torneio anual de futebol disputado em dois dias na pré-temporada européia. Os jogos são disputados no “Emirates Stadium”, o Estádio de futebol de propriedade do Arsenal Football Club, da Inglaterra.
A forma de disputa deste torneio é um pouco diferente. São quatro clubes participantes, sendo que cada time jogará apenas duas partidas. Cada vitória vale três pontos e cada empate vale um ponto. A peculiariedade desta competição é que cada gol também vale um ponto.

PARTICIPANTES:
Arsenal Football Club (Inglaterra)
FC Internazionale Milano (Itália)
Paris Saint-Germain FC (França)
Valencia CF (Espanha)

JOGOS:

Sábado – 28/7/2007

Internazionale 0-2 Valencia
Árbitro: Allan Kelly (Inglaterra)
Gols: Gavilán 13′ e Villa 39′
Inter: Toldo (Júlio César); César (Jimenez), Materazzi, Filippini (Dacourt), Fatic e Maxwell; Maaroufi (Suazo), Bolzoni e Luis Figo (Solari); Julio Cruz e Ibrahimovic (Adriano). Técnico: Roberto Mancini.
Valencia: Canizares; Marchena, Helguera, Moretti e Caneira (Lillo); Gavilán (Mata), Joaquin (Angulo), Baraja e Albelda (Sunny); Silva (Morientes) e Villa (Arizmendi). Técnico: Quique Sánchez Flores.

Arsenal 2-1 Paris Saint-Germain
Árbitro: Peter Walton (Inglaterra)
Público: 55.106 espectadores
Gols: Flamini 45′ e Bendtner 70′/Luyindula 80′
Arsenal: Almunia; Sagna (Hoyte), Toure (Gallas), Senderos e Clichy (Randall); Diaby, Denilson, Flamini (Eboue) e Fabregas (Traore); Bendtner e Van Persie (Hleb). Técnico: Arsène Wenger.
PSG: Landreau; Camara, Armand e Traore; Mulumbu, Clement, Rothen e Digard; Frau, Pauleta e Luyindula. Técnico: Paul Le Guen.

Domingo – 29/7/2007

Paris Saint-Germain 3-0 Valencia
Árbitro: Andre Marriner (Inglaterra)
Cartões Amarelos: Marchena e Lillo (Valencia)
Gols: Diane 15′, Ngog 30′ e Luyindula 85′
PSG: Alonzo; Mendy, Yepes (Armand), Sakho, Bourillon e Sankhare; Ngoyi (Mulumbu) e Gallardo; Ngog (Luyindula), Diane e Arnau. Técnico: Paul Le Guen.
Valencia: Hildebrand; Lillo, Marchena, Lombán e Moretti; Gavilán (Mata), Sunny (Carlos) e Albelda (Baraja); Angulo, Arizmendi (Joaquin) e Villa (Morientes). Técnico: Quique Sánchez Flores.

Arsenal 2-1 Internazionale
Árbitro: Mark Halsey (Inglaterra)
Público: 59.821
Cartões Amarelos: Solari, Materazzi e Samuel (Inter)
Gols: Hleb 67′ e Van Persie 85′/Suazo 62′
Arsenal: Lehmann; Sagna, Toure, Gallas e Hoyte (Traore); Eboue, Fabregas (Denilson), Flamini e Gibbs (Bendtner); Van Persie e Hleb. Técnico: Arsène Wenger.
Inter: Júlio César (Toldo); César, Samuel (Fatic), Materazzi (Pedrelliez) e Chivu; Filkor, Dacourt, Jimenez (Adriano) e Solari (Luis Figo); Barwuah (Bolzoni) e Suazo. Técnico: Roberto Mancini.

CLASSIFICAÇÃO FINAL
1. Arsenal – 2 jogos – 2 vitórias – 4 gols pró – 2 gols contra – 10 pontos
2. Paris Saint-Germain – 2 jogos – 1 vitória – 1 derrota – 4 gols pró – 2 gols contra – 7 pontos
3. Valencia – 2 jogos – 1 vitória – 1 derrota – 2 gols pró – 3 gols contra – 5 pontos
4. Internazionale – 2 jogos – 2 derrotas – 1 gol pró – 4 gols contra – 1 ponto

Arsenal é o campeão da “Emirates Cup” de 2007

ARTILHEIROS
1. Luyindula (PSG) – 2 gols
2. Bendtner (Arsenal) – 1 gol
Diane (PSG) – 1 gol
Flamini (PSG) – 1 gol
Gavilán (Valencia) – 1 gol
Hleb (Arsenal) – 1 gol
Ngog (PSG) – 1 gol
Suazo (Inter) – 1 gol
Van Persie (Arsenal) – 1 gol
Villa (Valencia) – 1 gol

ASSISTÊNCIAS
1. Bendtner (Arsenal) – 1 gol
César (Inter) – 1 gol
Denilson (Arsenal) – 1 gol
Frau (PSG) – 1 gol

CARTÕES AMARELOS
Internazionale – 3
Valencia – 2
Arsenal – 0
Paris Saint-Germain – 0

Fontes: Wikipedia e arsenal.com

 

O time sub-19 do Botafogo Futebol e Regatas vai participar de dois torneios e alguns amistosos na Europa. A equipe viaja no dia 6 de agosto para cidade de Amsterdam (Holanda) paraparticipar da Copa del Agatha. Participarão desta copa, além do alvinegro carioca, o NEC Nijmegen (Holanda), Sparta Rotterdam (Holanda), Sheffield Wednesday (Inglaterra), Arminia Bielefeld (Alemanha) e Standard de Liége (Bélgica). O primeiro jogo do Fogão é contra NEC Nijmegen. O segundo jogo será diante do campeão belga. A Copa del Agatha será disputado em 8 e 9/8/2009 no Estádio Veldzicht Sports Fields, de propriedade do VCA football club, da cidade de Sint Agatha (Holanda). As partidas nessa Copa terá duração de 25 minutos cada tempo. Na fase de mata-mata, se a partida terminar empatada, haverá disputa de pênaltis. Se o Botafogo vencer esta Copa, ele estará automaticamente convidado para a competição de 2010.
No dia 12/8/2009, o time botafoguense disputa um amistoso contra o FC Groningen (Holanda).
Entre os dias 13 e 16/8/2009, Botafogo participa de um Torneio Internacional chamado “A-Jeugdtoernooi v.v. Doetinchen”, também na Holanda. v.v. Doetinchem O23 (Holanda), Vitesse (Holanda) e FC Kopenhagen serão os adversários do Fogão na primeira fase do torneio.
A equipe sub-19 do Botafogo também disputa mais três amistosos na Holanda: Fortuna Sittard (18/8/2009), De Graafschap (19/8/2009) e Feyernnord (20/8/2009).

Fonte: globoesporte.com, www.doetinchemtoernooi.nl e www.copadelagatha.nl

 

Pessoal peguei na Rsssf, somente para agregar aos arquivos internacionais.

Copa Ciudad Viña del Mar 1976-2005

1976

Participantes;

Club Social y Deportivo Unión Española (Santiago, Chile)
Corporación Deportiva Everton (Viña del Mar, Chile)
Fluminense Football Club (Rio de Janeiro, Brazil)

Todos os jogos no Estadio Sausalito, Viña del Mar (Chile)

[Feb 19]
Unión Española 0-1 Fluminense
[Feb ?]
Everton 1-1 Unión Española
[Feb 21; ref: Juan Silvaño (Chile)]
Everton 0-0 Fluminense
[Everton: Rafael; Galindo, Bruñel, Alencar, Nuñes; Martins
(Salinas), J. López, Corrigacero (H. López), Gonzales;
Spedaletti, Orellana;
Fluminense: Renato; Rodrigues Neto, Carlos Alberto Torres,
Edinho e Carlinhos; C.A. Pintinho, Kléber, Erivélton;
Gil, Doval, Paulo César Lima; coach: Didi]

Fluminense campeão

2001

O torneio se chamou Copa Viva Viña

Todos os jogos no Estadio Sausalito, Viña del Mar(Chile)

[Feb 12]
S. Wanderers 1-0 Everton
Everton: Zamora; Guglielmötti, Hörmann (55′ Alcami), Vásquez, Ormeño; Medina
(87′ Bravo), Ramírez (46′ Alvarez), Alvarado, Fracchia; Dundo
(55′ Torres), Masceroni (55′ Figueroa). DT: Domingo Sorace

Wanderers: Toro; Valencia, Barra y Robles; Ormeño, Rojas, Sanhueza (64′ Alonzo
Zúñiga); Valenzuela (90′ Neveu), Núñez, Riveros (85′ Soto); Fernández
(69′ Velásquez). DT: Jorge Garcés
Goal: 44′ Valenzuela (W)
Yellow Cards: Vásquez y Ramírez (E); Sanhueza y Robles (W)
Referee: Eduardo Gamboa

[Feb 15]
U. Católica 3-3 S. Wanderers
Universidad Católica : Fernando Burgos; Cristián Alvarez (60′, Juan José Ribera),
Miguel Ramírez, Franco Quiroz;
Francisco Arrué (46′, Arturo Norambuena),
Patricio Ormazábal, Jorge Acuña, Milovan Mirosevic
Néstor Gorosito (90′, Leonardo Monjes), José Luis Díaz;
Jaime González (74′, Mario Núñez). DT: Wim Rijsbergen

Santiago Wanderers: Alex Varas; Arturo Sanhueza, Héctor Robles, Rodrigo Barra;
Moisés Villarroel, Jorge Ormeño (78′, José Contreras);
Rodrigo Núñez, Jaime Riveros (65′, Rodrigo Valenzuela);
Emiliano Romay (46′, Renato Garrido),Silvio Fernández.
DT: Jorge Garcés

Goals: 0-1, Arturo Sanhueza (2′); 0-2, Silvio Fernández (22′);
1-2, Jaime González, (26′); 2-2, Jaime González (38′);
2-3, Silvio Fernández (39′); 3-3, Arturo Norambuena (80′)
pd: 1-0, Ramírez; 1-0, Robles; 2-0, M. Núñez; 2-1, Barra; 2-1, Díaz;
2-1, R. Núñez; 4-1, Ribera
Referee: Pablo Pozo
so: Villarroel (18′)

[Feb 16]
U. de Chile 1-1 Internacional(Bra)
Universidad de Chile: Sergio Vargas; Roberto Cáceres, Alex Von Schwedler,
Rafael Olarra (81′, Mauricio Tampe); Eduardo Arancibia,
Marcos González, Luis Chavarria, Arilson;
David Pizarro (76′, Gamadiel García);
Flavio Maestri (73′, Diego Rivarola), Pedro González
(83′, Héctor Suazo). DT: César Vaccia

Internacional: Joao Gabriel; Bruno, Fernando Cardozo, Ronaldo, Denis;
Leandro Guerrero (37′, Duilio), Fabio Rockenbach,
Marcelo Rosas, Gil Baiano (46′, Luiz Claudio);
Fabio Pinto, Lee (73′, Leandro Tabárez). DT: Ze Mario

Goals: 1-0, Pedro González (33′, de penal); 1-1, Luiz Claudio (52′)
Referee: Jorge Osorio
so: Von Schwedler (20′); Cardozo (17′)

Third Place
[Feb 18]
S. Wanderers 2-2 U. de Chile
Santiago Wanderers: Carlos Toro; Renato Garrido, Héctor Robles, Rodrigo Barra,
Alonzo Zúñiga; Jorge Ormeño, Mauricio Rojas,
Arturo Sanhueza, Jaime Riveros; Silvio Fernández,
Rodrigo Valenzuela (84′, Mauricio Neveu).

U. de Chile: Sergio Vargas; Roberto Cáceres, Waldo Ponce, Rafael Olarra;
Eduardo Arancibia (60′, Cristián Castañeda), Marco González
(88′, Gamadiel García), Luis Chavarría, Arilson
(60′, Mauricio Tampe), David Pizarro (68′, Moisés Avila);
Diego Rivarola (68′, Rodrigo Barrera), Pedro González.

Goles: 1-0, Barra (15′); 1-1, Rivarola (32′); 2-1, Fernández (56′);
2-2, Sergio Vargas (90)
Referee: Braulio Arenas
so: Cáceres (72′); Rojas (78′); Castañeda (79′; Riveros (90′), Garrido,
Ormeño (90′; García (90′)

Final
[Feb 19]
U. Católica 0-3 Internacional(Bra)
Universidad Católica: Fernando Burgos; Cristián Alvarez, Miguel Ramírez, Franco Quiroz,
Juan José Ribera; Patricio Ormazábal, Jorge Acuña
(46′, Francisco Arrué), Milovan Mirosevic (78′, Valdebenito),
José Luis Díaz (75′, Leonardo Monje);
Mario Núñez (67′, Daniel Pérez), Jaime González

Internacional(Bra): Joao Gabriel; Bruno, Duilio, Ronaldo, Denis; Carlinho,
Fabio Rockenbach (66′, Denilson), Marcelo Rosas, Fabio Pinto;
Luis Claudio (75′, Baiano), Lee (66′, Tavares).

Goals: 0-1, Marcelo Rosas (27′); 0-2, Luis Claudio (56′); 0-3, Luis Claudio (61′)
Referee: Eduardo Ponce

Internacional de Porto Alegre(Brasil) campeão

2005

Tournament called Copa Verano

[Jan 14]
Botafogo 0-1 Everton
Goal: Joel Estay 17′

[Jan 16, Sausalito]
Olimpia 1-0 Everton
Olimpia: Ricardo Tavarelli; Emilio Martínez, Edgar Balbuena, Nelson Cabrera,
Diego Martínez; Francisco Esteche, Jorge Brítez, Sergio Aquino, Guido
Alvarenga; Claudio Acosta, Fabiano; used subs: Lucas Ferreiro, Luis
Cupla, David Villalba, Jorge Gallardo; DT: Gustavo Adolfo Benítez;
Everton: Roberto González; Frank Carilao, Frank Gómez, Jorge Torres, Alejandro
Escalona; Francisco Campos, Nicolás Diez, Francisco Huaiquipán, Daniel
González; Juan Carlos Laffatigue, Joel Estay; used subs: Santis, Ramos,
Estrada. DT: Jorge Garcés.
Gol: 37’ Fabiano de Souza
Referee: Rubén Selman.

Olimpia champions
1976 edition thanks to Alexandre Magno Barreto Berwanger (alexfluzao@yahoo.com.br).

Prepared and maintained by Luis Antonio Reyes and Santiago R. da Cruz for the Rec.Sport.Soccer Statistics Foundation

Authors: Luis Antonio Reyes (luchoasis@yahoo.es) and Santiago R. da Cruz ( info@arquivodeclubes.com )

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Trofeo Ciudad de Melilla (Melilla-Spain)

Participants:
Málaga CF (Spain)
UD Melilla (Spain)
AD Cabofriense (Brazil)

[Aug 13]
UD Melilla x-x AD Cabofriense

[Aug 14]
Málaga CF 2-0 AD Cabofriense
[1-0 Chesa 4´, 2-0 Guerrero 77´].
Málaga CF: Belman; Chano, Matosas, Añón (Álvarez); Antonio, Jaime, Chesa
(Castillo), Makanaki, Merino; Palomo Usuriaga (Quino), Guerrero.
Cabofriense: Barbosa; Ze Carlos, Lima (Gil), Ze Enrique, Ademar (Pompeo), Wanderlen,
Roberto, Patricio, Gerardo, Nei (Nene), Rubinho.

[Aug 15]
UD Melilla 0-0 Málaga CF
[-]
UD Melilla: Toni (Montes); Revuelta, Márquez, Abselam (Fidel), Sancho; Quique,
Marcos (Díaz), Luna (Ceballos); Totó, Julio César, Bernaldo (Rodolfo).
Málaga CF: Ignacio; Añón, Antonio, Álvarez, Matosas; Onofre, Castillo (Chesa),
Rivas (Jaime), Merino; Villa, Toledano (Guerrero).

1991

Participants:
RCD Espanyol (Spain)
UD Melilla (Spain)
Club América Río Janeiro (Brazil)

[Aug 16]
UD Melilla 5-1 Club América
[1-0 Soto 36´, 2-0 Biri 41´, 3-0 javier 51´,
4-0 Totó (p) 60´, 4-1 Paulo Gaucho 65´, 5-1 Biri 84´].
UD Melilla: Montes; Revuelta, Abselam (Víctor), Ceballos, Sancho; Fontana
(Orta), Quique, Soto (Oria), Totó (José Carlos); Biri, Javier.
América RJ: Roberto; Berto, Fabio (Marcelo Ricardo), Railson, Juarel;
Ceca, Paulo Gaucho, Chamusca, Robson; Joaozinho, Guga.

[Aug 17]
RCD Espanyol 4-0 Club América RJ
[1-0 Cuixart 34´, 2-0 Escaich 65´, 3-0 Vilchez (p) 67´,
4-0 Eloy 77´].
RCD Espanyol: Biurrun; Mendiondo, Ángel Luis, Mijic, Sergio (Uceda); Mino, Mágico Díaz,
Francisco (Ezequiel Castillo), Cuixart (Escaich); Vilchez (Eloy), Alfaro Moreno.
América RJ: Roberto; Terto, zambiasi, Ralbson, Juárez; Oliveira, P. Guacho (Borba),
Chamusca, R. Robson (Mubarak); Marcelo (Joao Da Silva), Toninho.

[Aug 18]
UD Melilla 1-0 RCD Espanyol
[1-0 Totó 6´].
UD Melilla: Montes; Revuelta, Abdecelam, Sancho, Ceballos; Fontana (Orta),
Quique, Soto (Oña), Totó; Biri (Víctor), Javi.
RCD Espanyol: Biurrun; Mendiondo, Albesa, Sergio, Mino; Ángel Luis;
Mágico Díaz, Francisco, Vilchez, Mijic; Alfaro Moreno.

Trofeo Ciudad de Murcia

1968
Participants:
Real Murcia (Spain)
Elche CF (Spain)
AA Portuguesa (BRA)
Vitoria Setubal (POR)

Semifinals [Sep 2,3]
Elche CF x-x Vitoria Setubal
Real Murcia x-x AA Portuguesa

Third place match [Sep 4]
Vitoria Setubal x-x AA Portuguesa

Final [Sep 4]
Real Murcia 1-0 Elche CF
[1-0 Ilundáin 38´].
Real Murcia: Gómez; Robles, Maraver, Rebelión; Silvio, Erviti;
Juan Antonio, Más, Ilundain, Totó, Pose. (+ more changes).
Elche CF: Araquistáin; Iborra, Ciriaco, Llompart; Ballester, Canos;
Serena, Lezcano, Vaya, Emilio, Casco. (+ more changes).

1969
Participants:
Real Murcia (Spain)
Valencia CF (Spain)
Coritiba FC (BRA)

[Sep 1]
Real Murcia x-x Coritiba FC

[Sep 2]
Valencia CF 2-5 Coritiba FC
[0-1 Edson 10´, 0-2 Kosiler 19´, 0-3 Passarinho 52´,
1-3 Ansola 54´, 2-3 Collar 55´, 2-4 Kosiler 65´,
2-5 Passarinho 83´].
Valencia CF: Illumbe; Tatono, Sol, Barrachina; Videgany, Antón; Fuertes,
Claramunt, Ansosola, Paquito, Collar (Poli)
Coritiba: Joél; Nico, Modesto, Nilo; Marinho, Vecchio;
Passarinho, Rinaldon, Kruger, Kosiler, Edson.

[Sep 3]
Real Murcia 1-1 Valencia CF
[0-1 Ansola 49´, 1-1 Ilundáin 83´].
Real Murcia: José Luis: Erviti, Ramos, Cano; Murciano, González; Terol,
Valenzuela, Ilundain, Totó, Norverges. (+ Abenza, Pose).
Valencia CF: Pesudo; Tatono, Barrachina, Videgany; Sol, Antón;
Fuertes, Claramunt, Ansola, Paquito, Poli. (+ Nebot, Vidal).

1993

Participants:
Real Murcia (Spain)
Botafogo FR (England)
Albania

Triangular (45´time):

[Aug 25]
Botafogo FR 0-0 Albania
[-]
Botafogo: Marquito; Ronaldo, Waldemar, Toni, Taevaldo; Alex,
Jorginho, Guina, Edmilson; Tornado, Álvaro.
Albania: Nika; Vita, Nareu, Pogace, Dema; Taho,
Dallipi, Xheka, Hxhiaj; Stroni, Zahidi.

Real Murcia 2-0 Botagofo FR
[1-0 Crespi 36´, 2-0 Luengo 45´].
R. Murcia: Abellán; Camacho, Óscar, David, Julio; Balaguer,
Luengo, Juanito, Cantero; Crespi, Rodolfo.
Botafogo: Marquito; Ronaldo, Waldemar, Jairson, Taevaldo; Alex,
Araujo, Guina, Edmilson; Tornado, Álvaro.

Real Murcia 3-2 Albania
[1-0 Julián 1´, 2-0 Julián 7´, 2-1 Stroni 31´,
2-2 Vita (p) 37´, 3-2 Julián 45´].
R. Murcia: Abellán; Camacho, Eugenio, David, Julio; Balaguer,
Julián, Jero, Corbalán; Crespi, Rodolfo.
Albania: Nika; Vita, Nareu, Gace, Dema; Taho,
Dallipi, Xheka, Hxhiaj; Stroni, Zahidi.

Copyright Raúl Torre and RSSSF 2002/09

Trofeo Ciudad de Cartagena “Carabela de Plata”

1986

Participants:
Cartagena FC (Spain)
Club América RJ (Brazil)
Elche CF (Spain)

[Aug 20]
Cartagena FC x-x Elche CF [winner cartagena]

[Aug 21}
Elche CF 1-1 Club América
[1-0 Paco (p) 38´, 1-1 Cirgoley 57´].

[Aug 22]
Cartagena FC x-x Club América

opyright Erik Garin, Raúl Torre and RSSSF 2003/09

Trofeo Costa Blanca-Ciudad de Alicante

1986

Participants:
Hércules CF (Spain)
Cruzeiro EC (Brazil)

Final [Aug 16]
Hércules CF 1-4 Cruzeiro EC
[1-0 Figueroa (p) 21´, 1-1 Geraldo 29´, 1-2 Eduardo 39´,
1-3 Edson 68´, 1-4 Vilmar 81´].
Hércules CF: Espinosa; Latorre, Botella, Rastrojo, Carlos (Albadatejo);
Juan Carlos, Reces, Baquero, Figueroa; Juanjo, Corchado.
Cruzeiro EC: Wellington; Joao Batista, Geraldo (Vilmar), Bali (Luisinho),
Douglas; Alamar, Robson, Eduardo, Romaldo; Hermane, Edson.

Copyright Erik Garin, Raúl Torre and RSSSF 2003/09

Trofeo Vallecas (Madrid – Spain)

1986 II Trofeo Alcampo

Participants:
AD Rayo Vallecano (Spain)
Fluminense FC (Brazil)

Final [Aug 26]
Rayo Vallecano 2-2 Fluminense FC [R. Vallecano on pen.]
[0-1 Eduardo 19´, 1-1 Rubén cano 36´, 1-2 Jandir 73´.
2-2 Cunningham].
R. Vallecano: Belza; Morón, Pepín, Villa, Mendiondo (Cunningham 45´); Capón (García Navajas 45´),
Rey, Perdomo (Fanti 65´), Andrés; Rubén Cano, Mesones (Soto 81´).
Fluminense: Paulo Víctor (Ricardo 45´); Ricardo, Torres, Jandir, Villa; Romerito,
Edson (Renato 83´), René, Eduardo; Marcao (Gallo 65´), Leomir.

1994

Participants:
AD Rayo Vallecano (Spain)
Rio Branco EC (Brazil)

Final [Aug 25]
Rayo Vallecano 1-0 Rio Branco EC

Copyright Raúl Torre and RSSSF 2009

Trofeo Ciudad de Pamplona

1983

Participants:
CA Osasuna (Spain)
Racing de Santander (Spain)
Santos FC (Brazil)

[Aug 24]
CA Osasuna 1-1 Racing Santander [R. Santander on pen.]
[0-1 Purroy (og) 3´, 1-1 Purroy 90´]
CA Osasuna: Biurrun; Macua, Castañeda, Gratacos, Purroy, Bayona, Echeverría,
Lumbreras (Arechavaleta), Julio, Claudio, Martín.
R. Santander: Alba; Castaños, Villita, Tino, Chirri, Ruisoto, Mario (Herrero).
Angulo, Roncal, Quique, Chaparro (J. Carlos).

[Aug 25]
R. Santander 1-2 Santos FC
[0-1 Ruisoto (og) 10´, 0-2 Pita 56´, 1-2 Villita 66´].
R. Santander: Alba; Castaños, Villita, Tino, Chirri, Ruisoto, Mario (Juan Carlos),
Angulo (Piru), Roncal, Quique, Chaparro.
Santos FC: Marolla; David, Gilberto (Paulo Robson), Betao, Dema, Fernando,
Lino, Paulo Isidoro, Serginho (Serginho II), Pita, Joao Paulo (Gareca).

[Aug 26]
CA Osasuna 1-2 Santos FC
[0-1 Paulo Isidoro 18´, 0-2 Joao Paulo 51´, 1-2 Purroy 81´].
CA Osasuna: Biurrun; Macúa (Tirapu 46´), Castañeda, Lecumberri (Mirta 61´),
Purroy; Cándido, Lumbreras, Rípodas, Echeverría, Julio, Martín.
Santos FC: Maroya; Fernando (Paulo Robson 76´), Gilberto, Betao, Dema; Pagani,
Lino (Serginho 82´), Paulo Isidoro, Serginho; Vita, Joao Paulo.

Santos FC is winner.

1986

Participants:
CA Osasuna (Spain)
Cruzeiro EC (Brazil)

Final [Aug 22]
CA Osasuna 2-3 Cruzeiro EC
[0-1 Robson 24´, 1-1 Martín 32´, 1-2 Eduardo 34´,
1-3 Gerardo 74´, 2-3 Sola 81´].
CA Osasuna: Vicuña; Mina (De Luis 76´), Sabido, Castañeda, Bustingorri; Lumbreras,
Pedersen, Sola, Aguirre (Goicoechea 76´); Orejuela, Martín.
Cruzeiro EC: Wellington; Batista, Gerardo, Balu, Douglas; Ademar, Robson,
Andrade; Ernani, Eduardo (Ronaldo 52´), Edson.

1989

Participants:
CA Osasuna (Spain)
SE Palmeiras (Brazil)

Final [Aug 22]
CA Osasuna 1-0 SE Palmeiras
[1-0 Martín (p) 50´].
CA Osasuna: Roberto; De Luis, Pepín, Castañeda, Merino (Arozarena 75´); Ibáñez,
Martín González, Grimes (Berastegui 45´), Camilo; Ziganda, Martín.
SE Palmeiras: Velloso: Edson, Toninho, Darío Pereyra, Dida; Ribamar, Luiz,
Junior (Bianchezi 60´), Edu (eraldo 66´); Gaucho, Mirandinha.

1990

Participants:
CA Osasuna (Spain)
Atlético Mineiro (Brazil)

Final [Aug 21]
CA Osasuna 2-1 Atletico Mineiro
[1-0 Martín 29´, 2-0 Ziganda (p), 2-1 Gerson].
CA Osasuna: Roberto, De Luis (Larrainzar I 74´), Castañeda, Pepín, Martín González; Ibáñez,
Larrainzar II (Edu 80´), Martín Domínguez, Urban (Bustingorri 74´), Ciganda, Cholo.
At. MIneiro: Romulo; Cleber, Toninho, Paulo Roberto, Neto (Carlao 71´); Eder Lopes, Gilberto,
Eder Alaixo (Maurizinho 45´), Tato; Gerson, Marquinhos (Ailton 66´).

Trofeo Ciudad de Albacete

1993

Participants:
Albacete Balompié (Spain)
São Paulo FC (Brazil)

Final [Aug 18]
Albacete 3-1 São Paulo FC
[1-0 Fradera 13´, 2-0 Gilmar (og) 26´, 3-0 Dimitrijevic 50´,
3-1 Claudio 54´].

Copyright Raúl Torre and RSSSF 2009

Trofeo Presidente – Ciudad de Oviedo

1989 Trofeo Caja de Ahorros de Asturias

Participants:
Real Oviedo (Spain)
SE Palmeiras (Brazil)

Final [Aug 9]
Real Oviedo 1-1 SE Palmeiras [SE Palmeiras on pen.]
[1-0 Carlos 62´, 1-1 Careca 65´].
Real Oviedo: Zubeldia (Heres 77´); Zúñiga (Murúa 65´), Gorriarán, Luis Manuel, Rivas (Sañudo 57´); Elcacho (Paco 46´),
Jullá (Hevia 77´), Bango (Gaspar 75´), Hicks (José 77´); Carlos, Vinyals (Juan Alberto 65´).
SE Palmeiras: Velloso; Edson, Toninho, Pereira, Junior; Bida, Maurinho (Careca 46´), Rivarnar
(Eraldo 46´), Gaucho (Marco Antonio 65´), Edu, Mirandinha (Celso Gómez 46´).

Copyright Raúl Torre and RSSSF 2009

Trofeo Príncipe Felipe – Ciudad de Santander

1980

Participants:
Real Racing Club de Santander (Spain)
Levski Spartak Sofia (Bulgaria)
Real Sociedad (Spain)
CR Flamengo (Brazil)

Semifinals [Aug 21,22]
R. Santander 1-1 Levski Spartak [Levski on pen.]
[1-0 Juan Carlos (P) 40´, 1-1 Jordanov 60´].
R. Santander: Alba; Villita, Sañudo, Mantilla, Preciado; Juan Carlos,
Quique (López 76´), Piru; Pachín, Verón, Alarcón.
L. Spartak: Delchev; Nicolchev, Baleski, Aladjov, Giancharov; Barzov,
Gochev, Spasov; Jordanov, Panov (Stenchev), Staikov (Nokolov).
CR Flamengo 2-0 Real Sociedad
[1-0 Zico 8´, 2-0 Odilio 50´].
CR Flamengo: Raúl; Carlos Alberto, Rondineli, Marinho, Junior, Carvegiani,
Tita, Andrade, Núñes (Lico), Ico, Julio César (Odilio).
R. Sociedad: Arconada; Celayeta, Olaizola, Alonso, Gárate, Cortabarría, Idígoras,
Diego, Satrústegui 8(miano), Zamora, Uralde (Vaquera).

Thid place match [Aug 23]
R. Santander 3-2 Real Sociedad
[0-1 Vaquera 7´, 1-1 Quique 34´, 2-1 Sañudo 39´,
3-1 Alarcón (p) 61´, 3-2 Amiano 62´].
R. Santander: Mondaleán; Villuta, preciados, Juan Carlos (Geñupi), Sañudo,
Ruisánchez, Pepín (Choya), Quique, Ve?, Piru, Alarcón.
R. Sociedad: Ochotorena; Murillo II, Olaizola, Alonso, Gorriz, Coratbarría,
Vaquera (Araño), Diego (Uralde), Idígoras, Zamora, Amiano.

Final [Aug 23]
CR Flamengo 2-1 Levski Spartak
[1-0 Zico, 1-1 Barzov, 2-1 Zico].
CR Flamengo: Raúl; Carlos Roberto, Marinho, Mozer, Junior, César, Carpegiani,
Pita, Andrade, Núñez (Lico), Zico (Sibilio).
Levski Sp.: Stayedv; Nikolkov, Balevski, Aladjov, Gravarov, Barzoz, Gochev,
Spa? (Stankov=, Jordanov, Tonchev, Kochev.

1982

Participants:
Real Racing Club de Santander (Spain)
Cruzeiro EC (Brazil)
Ujpest Dozsa (Hungary)

[Aug 18]
R. Santander 0-1 Ujpest Dozsa
[0-1 Kardos (p) 72´].
R. Santander: Alba; Castaños (Chiri), Villita, Bernal, Sañudo; Mantilla
(Ruiz Soto), Herrero, Angulo; Paco, Cidón, Álvarez (Mario).
Ujpest Dozsa: Kollar; Heredi, Kovacs, Toth, Szebsgiunzsk; Sarlos,
Kiss, Freppan, Kardos, Kisznier, Kovacs (Baloh).

[Aug 19]
Cruzeiro EC 4-1 Ujpest Dozsa
[0-1 Sarlos 24´, 1-1 Tostao (p) 35´, 2-1 Paulinho 75´,
3-1 paulinho 80´, 4-1 Tostao 87´].
Cruzeiro EC: Luis Antonio; Roberto, Zezinho, Luis Cosme; Duglas, Ozides;
Edson, Eduardo (Mauro), Luis Carlos (Panhinho), Tostao, Jesu.
Ujpest Dozsa: Szendrei; Meredi, Kovacs (Nogy), Toth, Szebsgiunzsk; Sarlos,
Kiss (Frepman), Torocsik; Kisznier, Kovacá II, Balob (Srucs).

[Aug 20]
R. Santander 0-2 Cruzeiro EC
[0-1 Mauro 48´, 0-2 Oaulinho 87´].
R. Santander: Alba; Castaños, Villita, Bernal (Mario); Ruisánchez, Mantilla,
Herrero (Viqui), Angulo, Paco; Cidón, Álvarez (Ruisoto).
Cruzeiro EC: Luis Antonio; Roberto, Zezinho, Luis Cosme; Duglas, Osirez;
Edson, Eduardo (Mauro), Luis Carlos (Paulinho), Tostao, Jésun.

986

Participants:
Real Racing Club de Santander (Spain)
Cruzeiro EC (Brazil)

Final [Aug 14]
R. Santander 1-1 Cruzeiro EC
[1-0 Isidro 32´, 1-1 Joaozinho 74´].
R. Santander: Alba; Tino, Sañudo, Cabrillo, Revilla; Chiri, Juan Carlos,
Suárez; Ocenda, Isidro, Sanz. (+ Abadm Higuera).
Cruzeiro EC: Wellington; Joao Batista, Geraldo, Luizinho, Ademar; Ernani, Douglas,
Sidney; Gil, Ronaldo, Edson. (+ Joaozinho, Robson, Wilmar, Balú).

Copyright Erik Garin, Raúl Torre and RSSSF 2004/09

San Jose Tournament (California-USA) 1990

Participants:
West Bromwich Albion FC (England)
1.FC Köln (Germany)
Real Madrid CF (Spain)
CR Vasco da Gama (Brazil)

Semifinals [May 18, 19]
Vasco da Gama 2-2 1. FC Köln [1. FC Köln on pen.]
[0-1 Rudy 27´, 1-1 Carlos Roberto 42´, 1-2 Gotz 84´,
2-2 Carlos Alberto 90´].
Real Madrid 6-1 West Bromwich Albion
[1-0 Solana 22´, 2-0 Parra 35´, 3-0 Parra 37´,
4-0 Hugo Sánchez 67´, 5-0 Hugo Sánchez 68´,
6-0 Aldana 90´, 6-1 McNally (p) 92´].
Real Madrid: Lopetegui; López Martín, Tendillo, Solana (Vilchez 67´), Gordillo (Águila 55´),
Aragón, Antón, Parra, Maqueda; Hugo Sánchez (Urzaiz 73´), Aldana.
West Bromwich: Sutar; Hodson, Harbey, Burgess, White; Raven (Bannister 67´), Talbot
(Foster 45´), Goodman (Hackett 45´), Shakespeare; NcNally, Anderson.

Third Place Match [May 20]
Vasco da Gama x-x West Bromwich Albion

Final [May 20]
Real Madrid 1-0 1. FC Köln
[1-0 Aguilá 79´].
Real Madrid: Buyo; Maqueda, López Martín, Solana, Tendillo, Antón (Vilchez 73´); Gordillo
(Aguilá 62´), Aragón, Parra; Hugo Sánchez, Aldana (Urzáiz 77´).
1. FC Köln: Diergardt; Greiner, Higl, Gortz, Giske (Jensen 82´), Gielchen;
Decoud (Rhan 45´), Rudy, Ordenewitz; Sturm, Gotz.
Copyright Raúl Torre and RSSSF 2009

 

Argentina e Brasil além da rivalidade entre as suas seleções, tem neste embate que certamente é o maior duelos entre países do mundo da bola uma acirrada briga entre os clubes das duas nações sul americanas. A Taça Libertadores da América é a grande prova destes confrontos e várias finais da maior competição das Américas comprovam este fato e aqui relato que apesar da Libertadores passar a ser a grande meta de nossos clubes desde que o São Paulo conseguiu duas conquistas no inícios dos anos 90, ultimamente os clubes brasileiros se dedicam a se classificarem para o torneio, chegando lá se dá maior prioridade ao almejado título e na hora H de 2005 para cá o carro não acelera e o que temos é um Penta-Vice Campeonato, apesar de em 2005 e 2006 as finais forem realizadas por clubes brasileiros. São Paulo x Atlético/PR e Internacional x São Paulo, vejamos bem o quanto os clubes brasileiros desde 1992 tem chegado a final.

1992 – São Paulo x New´s Old Boys
1993 – São Paulo x Universidad Católica
1994 – São Paulo x Velez Sarsfiled (deu argentino)
1995 – Grêmio x Nacional de Medelín
1997 – Cruzeiro x Sporting Cristal
1998 – Vasco x Barcelona do Equador
1999 – Palmeiras x Deportivo Cali
2000 – Palmeiras x Boca Juniors (deu argentino)
2002 – S.Caetano x Olímpia
2003 – Santos x Boca Juniors (deu argentino)
2005 – São Paulo x Atlético/PR
2006 – São Paulo x Internacional
2007 – Grêmio x Boca Juniors (deu argentino)
2008 – Fluminense x LDU
2009 – Cruzeiro x Estudiantes (deu argentino)

São quinze finais neste período com oito conquistas mais estes números poderiam se melhores se as equipes brasileiras não temessem tanto os times argentinos pela mística de sua força na competição e catimba etc.. vibramos quando o Boca Juniors foi eliminado este o mais temidos de todos a certeza que qualquer um de nossos cinco representantes e todos classificados para a próxima fase que um deles chegaria a final e levaria a taça era quase ainda mais depois da saída emergente do Boca. Mais ai novamente vem uma equipe portenha e faz a festa aqui como o Velez, o Boca Jrs três vezes e agora o Estudiantes, no período acima foram seis finais entre Brasil e Argentina e a goleada é de 5 a 1 para “ los hermanos” . Se formos colocar as finais desde do inicio da competição a surra aumenta vejamos:

1962 – Santos x Boca Juniors
1968 – Palmeiras x Estudiantes (deu argentino)
1974 – São Paulo x Independiente (deu argentino)
1976 – Cruzeiro x River Plate
1977 – Cruzeiro x Boca Juniors (deu argentino)
1984 – Grêmio x Independiente (deu argentino)

Com estes números passamos a ter 9 vitórias argentinas contra 3 apenas dos brasileiros em finais, claro que existem uma serie de desculpas como:

“ Antigamente os times brasileiros não se importavam muito com a Libertadores”
“ O Santos deixou de lado para ir jogar amistosos na Europa e confins do mundo”
“ A Libertadores é uma competição marginalizada”
” Os clubes brasileiros eram roubados, como foi o São Paulo em 1974″

E por ai em diante. O Fato é que para o ano que vem, vejamos já o Corinthians que já tem vaga garantida em 2010 e é o projeto maior do clube ainda mais no ano do centenário e os demais clubes que estão na briga pela outras quatro vagas se o discurso não será o mesmo! “ A prioridade é a Libertadores” isso é se algum clube argentino deixar.

Texto: Galdino Silva

 

Parece que o fato não é tão inusitado como se parecia no caso dos Operários de Várzea Grande.Na Rep.Theca ocorre um fato bastante parecido, porém mais complexo.

O Bohemians fundado em 1905 é um clube tradicional do país,campeão nacional em 1983, semifinalista da Copa Uefa no mesmo ano, tem como símbolo um canguru e atua com camisas verdes e brancas listradas na vertical.Tem estádio próprio para 7000 pessoas na cidade de Praga e uma torcida considerada uma das mais fanáticas do país. Algumas estrelas nacionais passaram por suas fileiras, como Panenka, Chaloupka,František Jakubec,Petr Kouba entre outros.
O site do clube é http://www.fc-bohemians.cz/
[img:Praha.jpg,full,centralizado]

O clube tradicional fechou as portas em 2005, retornando no ano seguinte comprando a vaga do Xaverov Horni Pocernice na segunda divisão.Porém no ano de 2005 a equipe do Strizkov Praga, aproveitando a brecha deixada pelo falido clube quis trocar de nome e absorver o do antigo Bohemians, atraindo assim sua torcida e tradição conjuntamente, este fato gerou uma batalha judicial com a federação theca que a principio não autorizou a troca.

Neste interim o Bohemians tradicional voltou ao futebol na temporada seguinte de 2006/07, subindo a primeira divisão neste mesmo ano.Na temporada 2007/08 a federação aceitou o novo nome do Strizkov, que passou a se chamar Bohemians também, com escudo muito parecido e uniforme identico ao do original, somente atuando em um estadio diferente na cidade de Praga.Ocorreu então um fato curioso. O Bohemians 1905 Praga, o tradicional, acabou rebaixado na temporada de 2007/08 a segundona e o “novo”Bohemians(Striskov) conseguiu o acesso, trocando os dois de lugar nesta temporada de 2008/09.
Porém quis o destino uma novo capítulo dessa inusitada historia.Nesta temporada de 2009/10 teremos na primeira divisão theca os dois Bohemians, pois a equipe tradicional conseguiu o acesso a primeira divisão.Sabe-se lá o que irá correr mas é um fato inédito no futebol mundial.

[img:BOHEMIANS_PRAGA_1.jpg,full,centralizado]
O site do “novo” Bohemians é http://www.bohemiansfc.cz/

 

Interessante notícia publicada no Jornal A Tribuna de Santos/SP em 17 de março de 1955, sobre a situação do jogador uruguaio Juan Schiaffino. Abaixo esta matéria:

” Milão, 16 (UP) – O astro uruguaio Juan Schiaffino se encontra na curiosa situação de ser bastante italiano para que o exército o convoque para o serviço militar, mas não o suficiente para que se lhe dê um posto na seleção nacional italiana.
Os dirigentes do Milan revelaram que o jogador de 29 anos, foi submetido a exame médico para o serviço militar na semana passada, sendo julgado apto. Isto significa que o famoso meia poderia ser convocado dentro de um ano.
Isto não constitue surpresa para o Milan nem para o jogador. Quando assinou com o clube em princípios desta temporada, Schiaffino sabia de todas as obrigações da lei italiana para os filhos de italianos que, nascidos no exterior, vem trabalhar neste país.
Contudo a Federação Italiana de Futebol anunciou formalmente na semana passada que o veloz jogador é estrangeiro, de maneira que não pode ser incluído na seleção nacional italiana.
Um dirigente explicou que o jogador pode integrar o quadro italiano que derrotou a Argentina por 2 a 1 em dezembro passado unicamente porque se tratava de partida amistosa e porque os argentinos consentiram que ele jogasse. Desta forma fica a seleção italiana de ter em suas formações um excelente jogador.”

 

[img:boavistafcporto.gif,full,centralizado]
Com salários em atraso e passivo de 90 milhões, futebol profissional do clube está à beira do fim. Axadrezados exigem ser ressarcidos pela Liga.

Passivo de 90 milhões de euros, 4,5 meses de salários em atraso, só três atletas com contrato para a próxima época: é o cenário bem negro com o Boavista se depara. Despromovido para a II Divisão e em situação de colapso financeiro, o histórico clube portuense chegou ao fim do túnel… e não encontra luz que permita a salvação.

À despromoção na secretaria (época passada, por coacção de árbitros, no àmbito do ‘Apito Final’) e grave situação financeira juntou-se anteontem nova descida de divisão, agora no relvado. O Boavista, campeão nacional em 2001, cai assim na II Divisão(3° divisão). Inédito: nunca um campeão descera ao terceiro escalão do futebol nacional.

Mas a presença na II Divisão 2009/10 não é um dado adquirido: O passivo (30 milhões da SAD e 60 do clube) ameaça o futebol profissional. O tema estará em discussão na próxima assembleia geral do clube, a 29 de Junho (o primeiro ponto é a discussão do relatório e contas da SAD relativo a 2007/08).

Em foco, a partir de hoje, esta- rá o futuro do plantel. Já não de- ve haver mais treinos e só François, Pedrosa e Diogo Leite têm contrato para lá de Junho. “Só alguns milagres permitiram chegar ao fim da época”, admite o porta-voz do clube, Francisco Ferreira.

Neste caos, o clube não perdoa a Liga pelo ‘Apito’. E exige compensação, se o Supremo Tribunal de Justiça der razão à acção apresentada. “Alguém terá de pagar a factura”disse, ao DN, no príncipio do mês, o presidente Álvaro Braga. E a tese foi repetida ontem pelo líder da mesa da Assembleia-Geral, José Lello, que se mostrou “confiante de que a justiça vai dar razão ao Boavista”, que deve “ser ressarcido pelos danos sofridos”. Em declarações à Rádio Renascença, Lello admitiu que o clube possa ser posto administrativamente na primeira divisão. E deixou críticas à Liga, aludindo à “coincidência” de o seu presidente, Hermínio Loureiro, ser candidato à Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis e a Oliveirense se ter salvo da descida, ao invés do Boavista.

Fonte:Diário de Notícias

 

ORURO ROYAL- Club Albinegro( clube alvinegro), Decano del Futból Nacional
THE STRONGEST- Club Aurinegro (club amarelo-alvinegro), El Tigre de Achumani( devidos as cores amarelas e pretas do clube parecerem um tigre),Decano del futbol paceño,
SAN JOSE ORURO- Los Hungaros de Oruro( apelido usado na década de 50 referente a Hungria, grande equipe da época), La V azulada, Los Mineros,El Santo
BOLIVAR- La Academia , el equipo celeste
CLUB INGAVI- Club Popular ( referente a ser um clube popular na década de 50, depois decaiu)
CLUB 1° DE MAYO- Diablos Rojos del volante (devido a camisa toda vermelha que usavam)
JORGE WILSTERMAN- El equipo aviador( referente a seu fundador ser um aviador, Jorge Wislterman), Los Rojos de Cochabamba,los aviadores
DEPORTIVO MUNICIPAL- El equipo granate( devido ao uniforme grená da camisa), equipo Guinda,
CLUB GUABIRÁ- Los azucareros( devido ao engenho de açucar localizado na região de criação do clube cidade do Norte chamada de Montero).Los diablos del norte
31 DE OCTUBRE- Los mineros
MARISCAL SANTA CRUZ- El club militar,Club Cardenal
ALWAYS READY- La banda roja( devido a faixa diagonal vermelha da camisa do clube), Los Millonarios(devido a terem sido funddos por pessoas abastadas de La Paz)
DEPORTIVO CHACO- Los petroleros
UNIVERSITARIO- Los Estudiantes, La U, los Albos
FERROVIARIO Expresso de Pura Pura
DEPORTIVO LITORAL- El equipo policial, el club italiano,
FÍGARO – Los Peluqueros
BLOOMING- Equipo celeste,La Academia,Los Millonarios
REAL SANTA CRUZ- El equipo cruceño, los merengues
ORIENTE PETROLERO- El equipo cruceño,Albiverdes
UNIVERSITARIO BENI- La U, La Uni
OLYMPIC CLUB- El quipo de San Pedro(bairro populoso de La Paz)
COLMIL- el equipo del Colegio Militar
ATLETICO LA PAZ- El fortín de San Pedro
REAL POTOSI- El Leon Imperial
AURORA- El equipo celeste, El Equipo del Pueblo
DESTROYERS- El equipo de la Maquina Vieja, Los Canarios
INDEPENDIENTE PETROLERO- El equipo petrolero, El Inde
UNIVERSITARIO DE SUCRE- La U, El equipo sucrense
UNION CENTRAL- Los verdes, La Union
LA PAZ FC- Los Hombres Cóndor
NACIONAL POTOSÍ- La banda roja
REAL MARMORÉ- Turbión Beniano

Fonte:Arquivos Pessoais, wikipedia, Soccer Logos,Un Siglo de Futbol

 

Estava eu pesquisando e continuando minhas atualizações africanas para a Soccer Logos quando encontrei esse fato que creio eu ser inédito no futebol, três times entrando em campo para um mesmo jogo.Este fato ocorreu em 2007 nas semifinais da Copa de Burkina Faso, e o mais interessante foi fotografado para não se dizer que inventaram.
Os três time envolvidos foram o US Ouagadougou, o Rail Kadiogo e o Racing Bobo.O clube de Bobo acusou a equipe de Kadiogo de usar um jogador de data de nascimento irregular numa partida anterior.Este embróglio foi levado a justiça que a princípio deu ganho de causa a equipe de Bobo.O Rail de Kadiogo recorreu, perdeu mas não aceitou a decisão judicial, fazendo com que ocorresse este fato inédito.O resultado final disso?A partida no dia não ocorreu, é claro, posteriormente não sei dizer!!!
– confesso que procurei mas não encontrei!!!!

Segue abaixo a foto inédito.

[img:66428070719024906.jpeg,resized,centralizado]

 

Boletim Soccer Logos 2001

Essa semana responderemos à dúvida do Vagner Luís do RJ que segue abaixo:

“Olá, Todos nós temos a curiosidade de saber porque a camisa da seleção da Holanda é laranja ou o da Itália é azul….e o do Japão, porque também é azul? Sugiro à voces da SOCCERLOGOS a realizarem uma pesquisa sobre o assunto. ”

Nos casos de Holanda e Itália, a resposta é a mesma: as camisas possuem as cores da Família Real de cada país…
É por isso que temos a Azzurra e a Laranja, que já foi Mecânica. A tradição prevalece até hoje, sendo que a Itália, por exemplo, não é mais monarquia e mesmo assim mantém as camisas azuis.
O Japão usa camisas azuis por ser a cor da Federação de Futebol, assim como a Alemanha tem em seu segundo uniforme a cor verde.
Outra seleção que chama a atenção, principalmente nos últimos tempos, é a Austrália, que usa o verde-amarelo em sua seleção (de todas as modalidades). Isso chamou atenção nas Olímpiadas. As cores, tão conhecidas por nós brasileiros, são usadas pelos australianos por serem as de uma árvore típica do país.

Aproveitando o “gancho” dos uniformes de seleções, o Brasil só passou a usar a camisa amarela em 1952, antes disso a camisa era branca.

 

A Organização do Futebol do Interior é uma liga filiada a Associação Uruguaia onde estão concentrados os clubes do interior do país que é dividido em Departamentos. Cada departamento tem seu campeonato próprio, onde o campeão disputa o “Torneio de Clubes Campeões” e o clube vencedor é promovido automaticamente para a 1 Divisão Profissional do futebol uruguaio.
Existe também o “Torneio de Seleções do Interior” que é disputado pelas seleções de cada um dos departamentos.Abaixo vamos descrever cada departamento e sua capital:

FLORES- capital TRINIDAD, dista 188 Km da capital e o Porongos e Independiente são seus clubes mais conhecidos.

COLONIA- capital COLONIA DE SACRAMENTO, 177 Km da capital seu clube principal é o Plaza Colonia.

CANELONES- capital CANELONES, 131 Km da capital sem nehum clube mais conhecido.

TACUAREMBÓ- capital TACUAREMBÓ,390 km da capital e o Tacuarembó seu clube principal.

RIVERA- capital RIVERA, tem o segundo maior estádio uruguaio “Attilio Paiva” e o Frontera Rivera Chico é o clube mais conhecido.

TREINTA Y TRES- capital TREINTA Y TRES, 286 Km da capital, possui um dos estádios mais bonitos do país.

SORIANO- capital MERCEDES, clube principal INDEPENDIENTE.

SALTO- capital SALTO, 496 Km da capital, principais clubes SALTO URUGUAY e CEIBAL.

SAN JOSE- capital SAN JOSE, 93 Km da capital,clube SAN LORENZO.

ROCHA- capital ROCHA,210 Km da capital e tem no ROCHA FC seu clube mais conhecido.

RIO NEGRO- capital FRAY BENTOS,309 Km da capital, Laureles seu clube principal.

MALDONADO- capital MALDONADO,seu clube principal é o DEPORTIVO.

FLORIDA- capital FLORIDA,98 Km da capital ,tendo o QUILMES seu clube mais conhecido.

DURAZNO- capital DURAZNO,183Km da capital, Sarandi o clube mais conhecido.

CERRO LARGO-capital MELO,387 Km da capital, BOCA JUNIORS seu clube principal.

ARTIGAS- capital ARTIGAS,610 Km da capital ,SAN EUGENIO e WANDERERS os clubes principais.

PAYSANDU- capital PAYSANDÚ, BELLA VISTA é seu clube mais conhecido.

LAVALLEJA- capital MINAS,122 Km da capital ,e o NACIONAL seu clube principal.

Fonte:Boletins Soccer Logos, autoria própria.

 

Vejo que alguns amigos estão ligados nas categorias menores de países como Espanha e Portugal, segue os campeões da Associação de Futebol de Setúbal:

Antigo Campeonato de Setúbal
1927-28 Vitória Futebol Clube
1928-29 Vitória Futebol Clube
1929-30 Futebol Clube Barreirense
1930-31 Vitória Futebol Clube
1931-32 Vitória Futebol Clube
1932-33 Vitória Futebol Clube
1933-34 Vitória Futebol Clube
1934-35 Vitória Futebol Clube
1935-36 Vitória Futebol Clube
1936-37 Vitória Futebol Clube
1937-38 Futebol Clube Barreirense
1938-39 Futebol Clube Barreirense
1939-40 Futebol Clube Barreirense
1940-41 Futebol Clube Barreirense
1941-42 Futebol Clube Barreirense
1942-43 Unidos Futebol Clube do Barreiro
1943-44 Vitória Futebol Clube
1944-45 Vitória Futebol Clube
1945-46 Vitória Futebol Clube
1946-47 Vitória Futebol Clube

Campeonato Distrital de Setúbal

1947-48 Clube Desportivo da Cova da Piedade
1948-49 Almada Atlético Clube
1949-50 Grupo Desportivo de Sesimbra
1950-51 Clube Desportivo de Montijo
1951-52 Seixal Futebol Clube
1952-53 Grupo Desportivo de Sesimbra
1953-54 Amora Futebol Clube
1954-55 Seixal Futebol Clube
1955-56 Seixal Futebol Clube
1956-57
1957-58
1958-59
1959-60 Luso Futebol Clube (Barreiro)
1960-61
1961-62 Amora Futebol Clube
1962-63 Amora Futebol Clube
1963-64 Grupo Desportivo dos Pescadores da Costa de Caparica
1964-65 Grupo Desportivo dos Pescadores da Costa de Caparica
1965-66 Monte de Caparica Atlético Clube
1966-67 Grupo Desportivo de Sesimbra
1967-68 Clube Atlético Grandolense
1968-69 Amora Futebol Clube
1969-70 Paio Pires
1970-71 Moitense
1971-72 Pescadores da Costa da Caparica
1972-73 Grupo Desportivo Alcochetense
1973-74 União de Santiago do Cacém
1974-75 Marítimo Rosarense
1975-76 Trafaria
1976-77 1º Maio Sarilhense
1977-78 Comércio e Indústria
1978-79 Trafaria
1979-80 Pescadores da Costa da Caparica
1980-81 Moitense
1981-82 Pescadores
1982-83 Paio Pires
1983-84 União de Santiago do Cacém
1984-85 Seixal Futebol Clube
1985-86 Pescadores da Costa da Caparica
1986-87 Palmelense
1987-88 Banheirense
1988-89 Trafaria
1989-90 Atlético Alcacerense
1990-91 Grandolense
1991-92 Palmelense
1992-93 Comércio e Indústria
1993-94 Cova da Piedade
1994-95 Pescadores da Costa da Caparica
1995-96 Sesimbra
1996-97 Almada
1997-98 Alcochetense
1998-99 Pinhalnovense
1999-00 Quimigal
2000-01 Montijo
2001-02 União de Santiago do Cacém
2002-03 Fabril do Barreiro
2003-04 Almada
2004-05 Alcochetense
2005-06 Cova da Piedade
2006-07 Fabril do Barreiro

Fonte:arquivos pessoais e blog do vitória

 

Conheça Seu Lamas, um gaúcho aposentado cheio de histórias para contar

[img:seu_lamas_01.jpg,full,alinhar_esq_caixa] Começou por acaso. No estilo como quem não quer nada, Francisco de Paula Euzébio Lamas, ou Seu Lamas, se tornou um desbravador de estádios de futebol. Talvez o único no Brasil e até no mundo. Este gaúcho de 61 anos tem um passatempo inusitado: visitar os campos de várias partes do planeta para tirar fotos. Orgulhoso, ja fez as contas dos mais de 2.200 locais por onde passou.
Jogador profissional do Farroupilha de Pelotas, entre 64 e 68, o ex-meio-campista decidiu deixar as chuteiras de lado por questões econômicas. Se formou em eletrotécnica e percebeu que ganharia mais dinheiro com o novo ofício, mas sem deixar a paixão pelo esporte de lado.

- Não foi uma coisa pré-determinada ou programada. Sempre gostei de futebol. Quando parei de jogar, a cada viagem de passeio e de férias que fazia, eu fotografava os estádios de futebol, principalmente aqueles mais conhecidos. Posteriormente, tive a ideia de fotografar estádios menores também. Em todas as viagens eu registrava vários estádios. Por onde eu passava ia conhecer – disse.

Na coleção, tem imagens dos principais gramados do mundo. Conhece palcos de jogos de futebol da América do Sul, Europa e até nos Emirados Árabes. Em alguns, registra apenas uma foto. Em outros, faz duas ou três. Com isso, tem cerca de 7 mil guardadas em vários álbuns. Além delas, recorta figuras e informações de revistas que trazem detalhes de cada local.

- É um trabalho de pesquisa. Vou pesquisando em revistas, jornais, internet, televisão e vou programando para a viagem. Onde tem estádio de futebol, eu programo chegar lá e tirar a fotografia. Quando eu saio para a viagem, tenho a programação de quais estádios vou conhecer, os locais que vou visitar e dentro do período disponível – explicou.

Assim como deixar o futebol ocorreu de forma natural, a coleção cresceu aos poucos. Tanto que ele sequer imaginava ir tão longe quando tudo começou, na década de 70.

- Eu não tinha nem ideia disso. Comecei aos poucos e fui conhecendo. Não tenho nem noção de até quando eu vou fazer isso. Não me preocupa. Eu também não quero apenas conhecer os estádios. Eu aproveito a viagem para ver os pontos turísticos das cidades – contou.

Missões (quase) impossíveis

[img:seu_lamas_02.jpg,full,alinhar_esq_caixa] Estádio do Manchester United, Inglaterra

Seu Lamas não tem um time de coração. Conseguiu fugir até da rivalidade que existe no Rio Grande do Sul. Grêmio ou Inter? Nenhum (ou os dois). É sócio de ambos, vai a todos os jogos da Dupla e também prestigia os pequenos. Na infância, era são-paulino, em São Paulo, e americano, no Rio. Na coleção de fotos, poucas vezes aparece em estádios cheios ou com bola rolando. A finalidade é fotografar e não assistir aos jogos. Mas a missão nem sempre é tranquila, especialmente no Brasil.

- Na Europa é bem fácil. O pessoal tem prazer em mostrar os estádios e facilita bastante. Mas em alguns lugares aqui na América do Sul, principalmente, a gente tem alguma dificuldade. No Brasil, tive dificuldade de conhecer o estádio da Portuguesa, do Palmeiras, do Botafogo. São locais onde eu tive que ir três ou quatro vezes para poder tirar uma foto. Nos centros de treinamento do São Paulo e do Palmeiras eu fui cinco ou seis vezes. Na Argentina, fui três vezes ao estádio do River Plate (Monumental de Nuñez) e não consegui entrar. Tive que ir uma quarta vez e aí sim marcar a visita para conhecer. Se as coisas são bonitas, por que não mostrar? Seria interessante que eles mostrassem para que a gente pudesse divulgar, falar para os colegas como é o estádio. Mas não é bem assim – reclamou.

Nada que resista à persistência deste aposentado. Qualquer ajuda é bem-vinda, mas se ele não vir o campo com os próprios olhos…

- Eu tenho essa preocupação de conhecer e de uma hora para outra vou lá e terminou. É uma figurinha que está faltando no álbum. Quando consegue, fechou. Para conhecer o estádio do River, tive que ficar um dia a mais em Buenos Aires e esperar o dia de visitação. Como eu estive lá três vezes, falei com um amigo que não tinha conseguido, ele passou de avião sobre o estádio, tirou uma foto e me mandou. Mas eu tinha que ir até lá. Tenho a foto dele no álbum como lembrança, mesmo depois de ter conseguido fotografar – afirmou.

[img:seu_lamas_03.jpg,full,alinhar_esq_caixa] Casa do Chelsea também foi visitada

Seu Lamas conhece praticamente todos os estádios da Espanha, Portugal, Itália, País de Gales, Suíça, Inglaterra e Emirados Árabes. Recentemente, fez uma viagem para conhecer os da América do Sul: Chile, Paraguai, Equador, Peru e Bolívia estavam no roteiro. Achou muito? Ele quer mais.

- Na Espanha, só não conheço o de Tenerife, que é uma ilha. Eu pretendo um dia chegar. Em Portugal falta os da Ilha da Madeira. Quero fazer uma viagem que eu passe por lá. Na Inglaterra conheço todos da primeira, segunda, terceira, quarta e quinta divisões. Alguns da sexta, sétima e oitava. Visitei os estádios de todo o Sul da França. Faltam alguns do Norte. Na Holanda, conheço o do Ajax e pretendo conhecer os demais. Na Alemanha, visitei a parte Sul. E por aí vai. Na América do Sul, faltam Colômbia e Venezuela – relatou.

A ideia é completar os estádios da França e aproveitar para conhecer Luxemburgo, alguns estádios da Bélgica, Holanda e o Norte da Alemanha. Existe a meta de terminar a América do Sul e a partir disso ele vai decidir o que fazer. Enquanto não chega, Seu Lamas aponta o palco que mais chamou sua atenção. Se é que consegue lembrar de todos.

- É difícil apontar um porque são muitos estádios bonitos. Mas eu cito o Millennium Stadium, em Cardiff, no País de Gales. É um estádio interessante porque ele fecha a parte superior em dia de chuva. É um que chama a atenção, mas conheci vários muito bonitos – lembrou.

Tecnologia, improviso e muita história

[img:seu_lamas_04.jpg,full,alinhar_esq_caixa] O viajante tem todos os estádios catalogados

Seu Lamas tem tantas fotos que várias são repetidas. Muito por culpa das antigas máquinas fotográficas analógicas. Sorte que a tecnologia avançou. Além do tempo, ele poupa dinheiro.

- Agora é muito mais fácil. Inicialmente, batia quatro ou cinco fotos do estádio e não sabia se as fotos ficariam boas. Tenho muitas que sobraram e várias vezes retornei a estádios distantes. Com a máquina digital, você bate e na hora verifica a qualidade. É muito mais fácil de controlar também a quantidade das fotos. Fotografo muito em uma viagem – comentou.

Conhecer tantos países exige, no mínimo, o domínio do inglês. Algo que o viajante não tem. Mas se engana quem pensa que isso é um obstáculo. Muito pelo contrário.

- Eu uso o “Ítaloportunolis”. É a soma do inglês, espanhol, português e italiano. Tudo falado ao mesmo tempo. Não pode ser separado. Mistura tudo e o pessoal entende (risos). Sempre consigo me comunicar, sem dificuldade nenhuma – contou.

Mas quem não se enrola com as palavras muitas vezes teve que se livrar de apuros. No início da aventura, Seu Lamas tinha a companhia da mulher, a simpática Dona Maria, e dos filhos. Com o tempo, passou a ser um “rato de estádios” solitário. Ele guarda histórias curiosas que viveu com a família.

- Minha mulher esteve comigo na Inglaterra, na Escócia, na França. A idade vai passando, vai cansando, ela também tem outras preocupações, tem a saudade do neto, e não me acompanha tanto mais. Eu continuo no meu caminho e passo por algumas situações. Em uma delas, ainda com a minha esposa, o estádio, que ficava na divisa de Mato Grosso com Goiás, estava fechado e eu pulei o muro. Abri um portão para que ela entrasse e logo que entrou tinha uns quinze cachorros que vieram na nossa direção. A sorte é que tinha um outro portão de acesso ao estádio. Entramos, fechamos e aguardamos que eles se acalmassem para a gente poder sair. Foram se afastando, e nós saímos sem problema nenhum – destacou.

Um risco que dá prazer e, acima de tudo, enriquece quem tem paixão pelo esporte e pela vida.

- Isso tudo é história. A gente vive de história. Quem não tem algo para contar não viveu. Temos recordações desde quando as crianças eram pequenas. Bati uma foto do meu guri que tive que encostar ele em uma das traves do Castelão, em Fortaleza. Ele não conseguia nem ficar em pé. A gente tem as lembranças desse tempo que eles acompanhavam. Hoje são adultos. Eu não tenho uma meta de chegar a um número de estádios. Eu tenho duas programações feitas. Se realizar, ótimo. Se não conseguir, não tem problema. Se der para fazer, talvez eu passe para uma terceira – ensinou.

Quem de nós não gostaria de ter um “álbum de figurinhas” assim???

Fonte: Globo Esporte.com

 

[img:eco_estadio_1_1_.jpg,full,alinhar_esq_caixa] O custo de estádios modernos, com o conceito “arena”, já atingiu um nível estratosférico. A Arena Recife-Olinda (que, apesar de secreta, segue como o projeto oficial do estado para 2014) tem um orçamento total de cerca de R$ 235 milhões.
Esse valor é 903 vezes maior que o custo do novo estádio do J.Malucelli, do Paraná, que adotou outro conceito para erguer o seu campo. Nada de modernidade extrema nem enorme capacidade de público. O clube inaugurou em 7 de julho de 2007 o Eco-Estádio (”Jota” 1 x 0 Cianorte). Trata-se do primeiro estádio ecológico do Brasil, em Curitiba. São 6 mil cadeiras em uma arquibancada de grama.
A execução do projeto seguiu à risca a linha do “ecologicamente correto”. A arquibancada foi escavada num barranco no Parque Barigui [img:eco_estadio_2_1_.jpg,full,alinhar_dir_caixa](local que recebe mais de 40 mil visitas aos domingos).
A madeira veio de uma área de reflorestamento, enquanto o ferro utilizado no Eco-Estádio foi retirado de uma ferrovia desativada. Tudo no estádio é rústico. Desde o banco de reservas até o placar eletrônico.
O próximo jogo oficial no Eco-Estádio será no dia 24 de janeiro, entre J.Malucelli e Paraná Clube, na abertura do Estadual.

Futebol e ecologia nunca caminharam lado a lado. A construção de modernos estádios é uma das maiores provas disso: além de gastar milhões, os dirigentes não se preocupam com a agressão à natureza provocada pelas edificações.
JMalucelli Futebol resolveu adequar simplicidade e consciência ecológica na construção do estádio Janguito Malucelli, chamado de Eco-estádio, concebido para causar o menor impacto ambiental possível. Tudo é ecologicamente correto: a arquibancada é escavada na terra, a madeira veio de área de reflorestamento e o ferro, de dormentes de ferrovia desativada.
A nova casa do Jotinha, como é conhecido o quarto clube profissional de Curitiba, fica ao lado de um dos principais cartões postais da cidade, o Parque Barigüi. Mas as pessoas que o visitam aos domingos praticamente não percebem que ali há um estádio de futebol, pois a idéia é manter a harmonia com os quase dois milhões de metros quadrados de área verde da região.

[img:logo_ecoestadio_1_.jpg,full,centralizado]

Anteriormente, o lugar era apenas o centro de treinamentos do time, com um enorme barranco. Hoje, acomoda 6.000 torcedores sentados na arquibancada de grama – com assentos plásticos . O projeto que bilheterias, estacionamento, instalações para a imprensa, loja, bares, banheiros e vestiários.
Rústicos, mas funcionais, alguns detalhes do local chamam a atenção, como o placar e os bancos dos reservas, feitos inteiramente de madeira, assim como as escadas de acesso para as arquibancadas e corrimões.

Fonte: Site do Clube

 

Amigos, minha paixão sempre foi o futebol mundo afora, algumas vezes viajando consegui ir a fundo nesse meu hobby que virou um vício positivo e hoje não consigo viver sem ele. Não existe coisa melhor do que você visitar lugares onde o futebol nem chega próximo do profissionalismo, sentir aquela sensação de descoberta, como se fosse um Cristóvão Colombo do futebol. Assim como os desconhecidos, existem também lugares muito conhecidos no meio do futebol que te passam esse mesmo sentimento de desbravamento, ou seja, a descoberta é um sentimento único. Enfim, sei que muitos aqui já sentiram, sentem e vão sentir isso.
Mas o que isso tem haver com o artigo?
Vou explicar!

Infelizmente não podemos ficar viajando ou pesquisando o tempo todo, devido a questões financeiras, profissionais, pessoais,etc. Então descobri uma maneira de amenizar isso, ao menos para mim. Atualmente, devido a tecnologia de gravações de celulares, cameras,etc, existe uma facilidade enorme de se documentar qualquer coisa, vira e mexe vemos na TV alguma coisa nesse sentido e claro, não seria diferente no futebol. Sites como you tube, videos aol, etc, possuem um farto material que pode sim, mesmo que por escassos minutos alimentar esse sentimento de descoberta. E hoje resolvi repassar a voces um desses vídeos.

Se trata de uma partida da fase preliminar da Copa da Africa de Clubes Campeões de 2008, onde o tradicional clube da Tunisia, o Club Africain, jogou contra o pequeno ASC Saloum do Senegal, que foi vice-campeão nacional em 2007, assegurando o direito de jogar a Copa dos Campeões 2008.
O vídeo relata todos os aspectos da viagem, desde sua partida em Tunis onde os “clubistas”, como são chamados, pegam um avião até Dakar de onde partem de ônibus até a pequena cidade de Kaolack, com 170 mil habitantes, ultima parada para quem vai de carro de Dakar, capital do Senegal até Banjul, capital de Gâmbia. O vídeo mostra as diferenças, sejam entre os clubes, um fica no hotel e outro não tem nem onde dormir direito até as condições do estádio (achei impressionante o gramado, na verdade muitos campos de pelada no Brasil são melhores). Me admirou a confederação africana viabilizar um jogo nesse local. Mas por outro lado também, pensei na visão dos habitantes de Kaolack de receberem um dos maiores clubes africanos pela primeira vez em sua cidade. Torcedores do Club Africain se fizeram presentes no jogo.
O resultado foi uma vitória de virada dos “clubistas” por 2×1 na primeira partida, e uma outra vitória apertada por 1×0 no jogo de volta em Túnis.
Para quem gosta, digo que vale a pena, voce viaja mesmo, conhece outras realidades sem sair de sua casa. Claro que não entederemos o que é falado, mas mesmo assim vale. O vídeo se faz compreender.

o endereço é esse:

http://video.aol.com/video-detail/premier-match-du-club-africain-face-a-asc-saloum-du-senegal/633413586

 

[img:ExibeImagem.jpg,full,vazio]
TAFEA FOOTBALL CLUB

Fundação: 1980
Local: Port Villa/Vanuatu
Estádio: Korman Stadium (5000 pessoas)
Uniforme: camisas vermelhas com detalhes brancos, shorts e meiões vermelhos
Títulos: 15 Campeonatos Vanuatuense de 1994 a 2008.
Melhor participação em competições internacionais: vice-campeão do Campeonato de Clubes da Oceania (2000/01)
Principais jogadores: Seimata Chillia, David Chillia, Lexa Bibi, Jean Maleb e Alphonse Qorig.

Eis que o time da Oceania quebrou o recorde do clube Skonto Riga, da Letônia este ano ao vencer a Vanuatu Premia Divisen (primeira divisão) pela 15ª vez seguida. A equipe de Port Vila venceu o Westtan Broncos por 3 a 0 na última rodada, chegou aos 22 pontos e não pode mais ser alcançada pelo rival Amical FC, que está na vice-liderança com 16. O êxito do Tafea vem com grande justiça, tendo em vista a soberba participação no torneio com 7 vitórias, 1 empate e nenhuma derrota nos 8 jogos realizados – além do magnífico saldo de 23 gols.

Com esse feito os Tefal Tave i Tepsije detêm a honra de serem os maiores campeões nacionais de forma consecutiva da história do futebol.

[img:tafea.JPG,full,vazio]
Tafea F.C.: maior campeão do planeta

O Tafea Football Club foi fundado em 1980 na cidade de Port Villa, capital de Vanuatu, na Oceania. Apesar de estar situado em um país cujo futebol é praticamente amador, pode se dar ao luxo de estar nos anais do esporte. Desde 1994 é campeão vanuatuense de forma ininterrupta e se tornou o maior vencedor de um campeonato nacional da história do futebol mundial caso quando conquistou a temporada 2008 da primeira divisão do país – foi a 15ª glória seguida. Outro ponto alto do Tafea foi ter chegado às finais do Campeonato da Oceania de Clubes na temporada 2000/01, quando foi derrotado pelo australiano Wollongong Wolves pelo placar de 1 a 0. A equipe forma a base da seleção de Vanuatu nas disputas internacionais. Uma curiosidade que também entrou para a história sobre o time da Oceania é que o atual goleiro, David Chillia, é pai e companheiro de equipe do artilheiro Seimata Chillia – os islandeses Arnór e Eiður Guðjohnsen (pai e filho respectivamente) vestiram a camisa da seleção da Islândia juntos, mas nunca atuaram na mesma partida.

Fonte: Federação Vanuatuense de Futebol
Escudo Soccer Logos

http://futebolhistoria.blogspot.com

 

[img:sem_t__tulo1.jpg,full,vazio]
Goleiro brasileiro (de preto) foi o primeiro a marcar um gol na história do esporte

Ainda falando sobre goleiros, vimos que na última semana eles foram destaque (notadamente no Campeonato Carioca) marcando gols importantes nas partidas em que disputavam. De uns tempos para cá a função de um arqueiro deixou de ser apenas evitar os gols adversários, passou a ser fazê-los também. Em sua imensa maioria são marcados de falta ou de pênalti, mas alguns deles se aventuram na área oposta para tentar um cabeceio ou um rebote naquelas horas de desespero, quando suas equipes precisam do gol. Sem falar de outros tantos que contam com uma ajudinha da sorte (leia-se vento forte a favor, campo irregular ou falha do goleiro do outro time) num chutão para frente num tiro de meta ou numa falta.

Os gols de goleiro começaram a ficar mais constantes depois que o excêntrico colombiano René Higuita se insinuou a marcá-los. Depois foi a vez do paraguaio José Luís Chilavert, que cobrava faltas com perfeição. Também tivemos o alemão Hans-Jörg Butt, do Hamburgo, que era o cobrador oficial de pênaltis de sua equipe. No Brasil a moda pegou com o sãopaulino Rogério Ceni, o maior goleador do mundo de sua posição na atualidade com 85 gols, e está sendo seguida pelos arqueiros Bruno e Tiago, de Flamengo e Vasco respectivamente.

Observando tudo isso me impus um desafio: encontrar o primeiro goleiro a marcar um gol na história do futebol que se tem notícia. Eu já tinha conhecimento de como e em que época havia sido marcado (sem precisar, contudo, a data), porém faltava o principal: quem fez! Não foi fácil e foi preciso muita busca nos arquivos das federações de futebol pelo mundo a fora pela internet. Mas como bom brasileiro que nunca desiste, encontrei a informação! E, para surpresa total deste que lhes escreve, a façanha foi realizada por um brasileiro! Vejamos a seguir.

O ano foi o longínquo 1938, mais precisamente no dia 08 de maio, durante a decisão da Copa da França entre Olympique de Marseille e FC Metz. A partida terminou 2 a 1 para o primeiro e seria mais uma final como outra qualquer se não fosse um dos gols que entrou para a história do futebol. O confronto estava 1 a 0 para o Metz quando o zagueiro Laurent fez pênalti em um atacante adversário aos 22 minutos do primeiro tempo. Para surpresa dos cerca de 33 mil espectadores presentes ao Parc des Princes, em Paris, eis que o goleiro do OM sai de sua meta em direção à área adversária, coloca a bola debaixo dos braços e se prepara para cobrá-lo. Suspense e euforia nas arquibancadas do estádio. O arqueiro bate o penalidade e desloca seu companheiro de posição decretando o empate. Esse mesmo jogador não foi só o herói da decisão simplesmente pelo gol feito, mas também por ter defendido um pênalti aos 28 minutos da segunda etapa chutado pelo atacante Donzelle que garantiu a vitória do Olympique e, consequentemente, o título do torneio.

Nos dias seguintes os jornais franceses estampavam em suas principais manchetes algo do tipo “Foi um lance sensacional! Um arqueiro fazer um gol contra o adversário!” ou “Em nossa cidade jamais houve um caso, em partida oficial, de um arqueiro cobrar um penalti”. Até o então presidente francês, Albert Lebrun, cumprimentou o atleta pessoalmente por tamanho feito.

O goleiro em questão era o brasileiro Jaguaré, que iniciou sua carreira no Atlético Santista em 1926 e também atuou pelo carioca Vasco da Gama. Ele, ao lado de Amphilóquio Guarisi (ou simplesmente Filó), foi o brasileiro pioneiro nas transferências internacionais quando foi vendido ao Barcelona da Espanha em 1932. Apesar da imensa habilidade com a bola nas mãos também era um exímio transgressor de regras.

Fonte: http://futebolhistoria.blogspot.com/

 

Seguindo a pedidos…

1909

No dia 17 de Maio surge o NIMBLES SPORT ASOCIATION , com camisas preto e branca em listras verticais.Este clube se tornará um dos principais rivais do The Strongest neste período.
Nesta mesma época surgem muitos clubes onde se destacam o WANDERS FC(1909), BOLIVIAN RAILWAY(1910), THE NEW FIGHTERS FBC(1910), AMERICAN CLUB(1910), o conhecido clube do Colegio Militar, o COLMIL(1911).Neste mesmo ano aparecem em Oruro o BOLIVAR NIMBLES , no dia 24 de Julho e o UNION OBRERA em 10 de Setembro.

SEGUNDA ÉPOCA(PERÍODO DE 1911 A 1921)

1911

Marca o início do primeiro campeonato com caracteristicas oficiais com todas as regulamentações da International Board de Londres.Participam deste campeonato 10 Sociedades Desportivas:

AMERICAN CLUB
ILIMANI FBC
JUNIORS CLUB
NIMBLES SPORT ASOCIATION
RED YOUNG CLUB
CLUB 6 DE AGOSTO
THE STRONGEST FC
TIDY CLUB
UNION LIGHTIN FC
WANDERS FC

O torneio foi organizado pela prefeitura de La Paz, este fato se constituiu um feito sem precedentes no futebol mundial, pois mesmo sem contar com uma associação especifica de futebol, foi a primeira autoridade do país que tomava as rédeas para organizar um campeonato oficial na Bolivia.Por este fato o campeonato possuiu uma importância enorme.Foi realizado no sistema de “Copas” e o seu primeiro campeão foi o THE SGTRONGEST ao derrotar o NIMBLES SPORT na grande final.

Fonte:Un Siglo de Futbol,Ivan Agullar
Tradução:Edu Cacella

 

[img:Madagascar.jpeg,full,centralizado]

Em nossas descobertas do futebol mundial, vamos a um dos países mais pobres do planeta. Madagascar é a quarta maior ilha do mundo, localizada no sudeste da África, este país muito pobre conta com cerca de 15 milhões de habitantes, fala o francês e o malgaxe e tem como capital a cidade de Antanarivo, sobrevive da criação de gado e da agricultura, sendo o principal exportador mundial de baunilha.

Sim!!! Existe futebol em Madagascar. Amador, um dos mais fracos do continente africano.
A Federação Malgaxe foi fundada em 1961, filiou-se a FIFA em 1962 e a CAF em 1963. Possui cerca de 450 clubes amadores e mais de 10.000 praticantes de futebol. Sua seleção jamais disputou uma fase final de copa africana ou foi bem em uma eliminatória.
Os “Bareas”(espécie de Zebu africano) atuam com um uniforme vermelho e calções brancos e meias verdes. O estádio nacional é o MUNICIPAL de MAHAMASINA em Antanarivo para 16.000 espectadores.

Mas nem tudo é fraco em Madagascar, seu principal jogador foi Hérve Arsene já atuou no futebol francês com algum sucesso e foi treinador da seleção nacional até 2008. Hora ou outra seus jogadores vão fazer testes nos clubes da antiga pátria-mãe, mas sem nenhum destaque até o momento, apenas atuando em times reservas. Mas Madagascar se destacou em uma competição, conseguiu vencer nos anos 1947/58/63/83/90 e 93 os Jogos do Oceano Índico, onde disputou contra Mauricio, Reunião e Seychelles estes torneios.

Em relação aos clubes um belo destaque para o BFV Mahajunga que no ano de 1989 chegou a semi-final da Recopa Africana. O principal clube do país é o Sotema Morovoay de Mahaganja, os laranjas atuam no estádio “Aléx Rabemananjara” para 4.000 pessoas e já conquistou 4 títulos nacionais e 3 copas. Ao lado dele seu rival o AS Fortior também de Mahaganja. Os azuis, já chegaram 4 vezes ao título nacional e possuem 5 copas nacionais. Da capital o grande clube é o BTM (Bankiu Tantsaha Mapamokatra), que tem dois títulos nacionais.

Logo Sotema
[img:Sotema_Morovoay.jpeg,full,vazio]

Nota-se um equilíbrio muito grande nos torneios em Madagascar, mas o futebol é bem amador.
O campeonato local é muito confuso.Oficialmente é disputado em regiões com um play-off final que aponta o campeão nacional. O campeonato regional de Antanarivo, a capital é o mais forte e é considerado o campeonato principal do país, existe também uma disputa para saber o representante do país na Copa dos Campeões da Africa e também uma competição importante. que é a Copa de Madagascar,este sim,parece ser o torneio mais disputado por lá.

Autor:Edu Cacella

 

[img:SKTirana.jpg,thumb,vazio]

Nome: Klubi Futbollit Tirana

Cidade: Tirana

Fundação: 16/08/1920

Estádio: Selman Stërmasi stadium (12,500)

Uniforme: Camisa listrada na vertical em azul e branco; calção azul e meias azuis.

——————————————————————————————————————–

[img:Elbasan2.jpg,thumb,vazio]

Nome: Klubi Sportiv Elbasani

Cidade: Elbasan

Fundação: 1923

Estádio: Stadioni Ruzhdi Bizhuta (13,000)

Uniforme: Camisa amarelas; calção azul e meias amarelas.

——————————————————————————————————————–

[img:Dinamo_Tirana.JPG,thumb,vazio]

Nome: Klubi Sportiv Dinamo Tirana

Cidade: Tirana

Fundação: 1950

Estádio: Selman Stërmasi stadium (12,500)

Uniforme: Camisa azul; calção azul e meias azuis.

———————————————————————————————————————–

[img:Vllaznia1.jpg,thumb,vazio]

Nome: Klubi Sportiv Vllaznia Shkodër

Cidade: Shkodër

Fundação: 1919

Estádio: Loro-Boriçi Stadium (16,000)

Uniforme: Camisa listrada na vertical em azul e vermelho; calção vermelho e meias vermelhas.

———————————————————————————————————————–

[img:KS_Teuta.jpg,thumb,vazio]

Nome: Klubi Sportiv Teuta Durrës

Cidade: Durrës

Fundação: 1925

Estádio: Stadioni Niko Dovana (12,000)

Uniforme: Camisa azul; calção azul e meias azuis.

———————————————————————————————————————–

[img:Shkumbini_2.jpg,thumb,vazio]

Nome: Klubi Sportiv Shkumbini Peqin

Cidade: Peqin

Fundação: 1924

Estádio: Stadiumi i Qytetit (5,000)

Uniforme: Camisa azul celeste; calção azul celeste e meias azuis celestes.

———————————————————————————————————————–

[img:Partizani.jpg,thumb,vazio]

Nome: Futboll Klub Partizani Tirana

Cidade: Tirana

Fundação: 04/02/1946

Estádio: Qemal Stafa stadium (19,200)

Uniforme: Camisa vermelha; calção vermelho e meias azuis vermelhas.

———————————————————————————————————————–

[img:Besa1.jpg,thumb,vazio]

Nome: Klubi Sportiv Besa Kavajë

Cidade: Kavajë

Fundação: 1925

Estádio: Xhevat Hylviu (12,000)

Uniforme: Camisa amarela; calção preto e meias pretas.

———————————————————————————————————————–

[img:Flamurtari1.jpg,thumb,vazio]

Nome: Klubi Sportiv Flamurtari Vlorë

Cidade: Vlorë

Fundação: 24/10/1923

Estádio: Stadiumi Flamurtari (8,500)

Uniforme: Camisa listrada na vertical em preto e vermelho; calção preto e meias pretas.

———————————————————————————————————————–

[img:Lushnja.jpg,thumb,vazio]

Nome: Klubi Sportiv Lushnja

Cidade: Lushnjë

Fundação: 1926

Estádio: Abdurrahman Roza Haxhiu Stadium (6,000)

Uniforme: Camisa verde com detalhes nas laterais em amarelo; calção verde e meias verdes.

———————————————————————————————————————–

[img:Bylis_Ballshi_new2.jpg,thumb,vazio]

Nome: Klubi Sportiv Bylis Ballsh

Cidade: Ballsh

Fundação: 1972

Estádio: Stadiumi Agush Maca (6,500)

Uniforme: Camisa listrada na vertical em vermelho e amarelo; calção vermelho e meias vermelhas.

———————————————————————————————————————–

[img:Apolonia_Fier2.jpg,thumb,vazio]

Nome: Football Club Apolonia Fier

Cidade: Fier

Fundação: 1925

Estádio: Stadiumi Loni Papuçiu (10,000)

Uniforme: Camisa listrada na vertical em verde; calção verde e meias verdes.

 

Amigos achei essa reportagem e repasso, a que ponto a internet influencia o mundo …

Há duas semanas, o respeitado jornal britânico The Times publicou uma de suas famosas listas esportivas, desta vez com um ranking das 50 maiores promessas do futebol mundial. No topo da lista estava o meio-campo Hernanes, do São Paulo e da seleção brasileira, que bateu atletas de grandes times europeus e também alguns desconhecidos. Entre esses estava um jogador chamado Masal Bugduv do Olimpia Balti, da Moldávia, que ficou em 30º lugar. Mas Bugduv tem um problema. Ele não existe.

A farsa foi desmascarada por Neil McDonnell, do blog de futebol Soccerlens, que escreve sob o pseudônimo de Fredorrarci. Intrigado pela história do suposto jogador, oriundo da Moldávia, uma ex-república soviética com 3,8 milhões de habitantes e sem qualquer tradição no futebol, ele começou a pesquisar a vida de Bugduv. E graças a contatos com jornalistas da Rússia e da Moldávia, descobriu que o jogador não existia e que Masal Bugduv nem mesmo é um nome moldavo.
McDonnell mostrou também que o The Times havia sido enganado e que não era o culpado pela farsa, iniciada em fóruns na internet. Outros veículos respeitados, como o site Goal.com e a revista esportiva britânica When Saturday Comes também citaram o atleta. A publicação chegou a afirmar em sua edição de janeiro que o atacante de 16 anos era uma esperança para o futebol da Moldávia, que vem sendo atrapalhado por conta de questões separatistas na região da Transnistria, no leste do país.

Segundo a revista eletrônica Slate, que publicou uma reportagem sobre a farsa de Bugduv na sexta-feira (23), o Goal.com e a When Saturday Comes pediram desculpas imediatamente. Já o Times, antes das desculpas, optou por substituir Bugduv pelo atacante Jay Simpson, do Arsenal (Inglaterra), que nem havia aparecido entre os 50 primeiros..

A origem da farsa de Masal Bugduv

No blog Soccerlens, em um post com o título O curioso caso de Masal Bugduv (sátira com o nome do filme O curioso caso de Benjamin Button, indicado ao Oscar), Neil McDonnell explicou como descobriu a farsa. Segundo ele, além das citações no Times, no Goal.com e na When Saturday Comes, o nome de Bugduv aparece em diversos sites e fóruns de futebol na internet, sempre nos comentários das notícias e posts, e muitas vezes com citações supostamente de agências de notícias, como a Associated Press (AP), que revelavam o interesse de clubes como o Arsenal e o Liverpool pelo jogador. Uma busca no site da AP, no entanto, não encontra resultados com o nome de Bugduv.

Para McDonnell, a farsa foi obra de um irlandês. O indício mais forte disso é que, em um desses posts fantasmas na internet, há declarações atribuídas a Bugduv no jornal moldavo Diario Mo Thon, que também não existe. McDonnell explica que “mo thon” significa, em uma tradução politicamente correta do idioma irlandês para o português, “meu traseiro”.

A Slate levantou um outro indício para a origem irlandesa do trote. O som de Masal Bugduv se assemelha em irlandês a m’asal beag dubh, o que significa “meu pequeno burro preto” e é o nome de uma história do escritor irlandês Pádraic Ó Conaire. No conto, um homem é convencido a pagar uma grande quantia de dinheiro por um burro preguiçoso após ouvir boatos entre seus vizinhos de que o animal era muito ativo.

A noticia original se encontra aqui: http://soccerlens.com/the-curious-case-of-masal-bugduv/20613/

Fonte:Revista Época

 

Continuando a cronologia….

1904

Surge um dos clubes mais importantes da primeira época do futebol boliviano, o THE THUNDERS FBC, usava uma camisa preta com uma faixa diagonal amarela.
Neste mesmo ano se realiza o primeiro evento de futebol entre cidades diferentes, jogam o The Thunders de La Paz contra o Club Oruro da cidade de mesmo nome.
Esta partida se realiza na Plaza de San Pedro em La Paz diante de uma multidão de entusiasmados torcedores. O clube da cidade sai vitorioso diante de seu público em êxtase.

Surgem neste ano alguns clubes como o JUNIORS CLUB, que atuava de camisas e calções todos brancos.Também surge o TIDY CLUB o clube que usava camisas vermelhas foi o primeiro e erguer seu próprio estádio que se localizava ao final da Avenida Tumusla, muito perto do Cemitério da cidade.

1905

Aparece o ATLANTES FC dos irmãos Ernst proprietários do campo onde iriam se realizar posteriormente os primeiros campeonatos oficiais, construído na Av. Arce onde hoje se encontra o Radisson Hotel.

1907

Na ferroviaria cidade de Uyuni surge o UYUNI FBC e posteriormente na mesma cidade se funda o ROYAL SPORTING CLUB.

1908

No dia 08 de Abril surge o clube que alcançaria o grau mais alto de popularidade paceña e a nível nacional desde sua fundação até os dias de hoje o , THE STRONGEST FOOTBALL CLUB com suas camisas em ouro e preto em listras verticais.

[img:The_Strongest.jpg,full,centralizado]

 

O Futebol boliviano nasceu com a fundação do Club Oruro em 26 de Maio de 1896, o qual 11 anos depois no dia 07 de Abril de 1907 e com a influência da chegada dos ingleses para a instalação da primeira rede ferroviaria no país, passou a se chamar ORURO ROYAL FOOTBALL CLUB.
Sem dúvidas com a fundação deste clube se iniciou a história do futebol boliviano.A equipe alvinegra praticamente não tinha rivais com quem disputar, deste modo o clube dividia suas tardes de futebol em 2 equipes, azuis e vermelhas, para realizar os jogos de exibição diante de assombrados espectadores que foram os primeiros torcedores do novo esporte que se apresentava.

O Nascimento do Futebol em La Paz

Primeira Época 1901-1910

Com maior e melhor organização se arranca o futebol em La Paz com o nascimento do ´seculo XX

1901

Ao fim do ano se funda em La Paz a primeira Sociedad Deportiva da cidade o clube BOLIVIAN RANGERS FC, que usava uniformes em vermelho e preto em linhas horizontais.

1902

Em 23 de fevereiro aparece o LA PAZ UNITED FC que usava camisas verdes e shorts pretos.Fundado por ingleses da primeira Empresa Ferroviria do pais a The Bolivian Railways.Com isso se estabelece a primeira rivalidade da cidade que a essa altura já era a mais importante do país e a nova sede do Governo.A estes dois surgem muitos outros clubes a sua grande maioria com existência efêmera.

fonte: Un Siglo de Futbol de Ivan Aguillar Murguia

 

www.timesdobrasil.hd1.com.br

[img:bola_1.jpg,full,alinhar_esq_caixa]Olá pessoal estou colocando meu novo site no ar, espero contar com a colaboração de todos vocês. Críticas e correções serão bem vindas!!!
Demorei muito para tomar essa decisão de criar esse trabalho na web – acho que foi mesmo por preguiça… Minha intenção não é tirar o brilho de nenhum outro site de Ficha de clubes, e sim somar o maior número possíveis de informações de cada equipe brasileira.
Abaixo de cada ficha, de cada equipe, eu relacionei a fonte de onde busquei as informações. Obrigados a todos os sites que contribuiram pra essa busca.
Infelizmente, trabalho sozinho, e não tem como finalizar o site inteiro antes de coloca-lo no ar. Então farei uma espécie de blog, onde cada dia irei colocando mais e mais informações.
Peço desculpas aos interessados dos estados que ainda não coloquei no ar e agradeço a todos que contribuírem com esse trabalho que realizo.

“- Espero que não seja um trabalho passageiro e que nem caia no esquecimento”

 

[img:3272_1_.jpg,full,alinhar_esq]

Por causa de um jogo de futebol, em que não reeditou as atuações que o consagraram como um dos maiores jogadores do mundo na sua posição, o goleiro espanhol Ramallets foi lançado na rua da amargura. Perdeu tudo que conquistara à custa de muitos anos de atividade: a posição de titular no Barcelona, o seu fan-clube e até mesmo a esposa.

Ramallets ingressou no Barcelona em 1947 e rapidamente se tornou o dono da camisa um do clube. Na Copa do Mundo de 1950, foi uma das grandes figuras da seleção espanhola. Sua popularidade era tão grande que seu fan-clube tinha mais de cinco mil sócios cadastrados.

No inicio dos anos sessenta, Ramallets passou a ser um homem desiludido. Ninguém mais o festejava e seu posto no Barcelona passou a ser ocupado por José Manuel Pesudo. Isso aconteceu porque Ramallets no dia 31 de maio de 1960, foi apontado como responsável pela derrota diante do Benfica, na peleja decisiva da Taça da Europa. Recebido com vaias na volta a Barcelona, soube que fôra barrado no clube que defendeu por 15 anos e, procurou refugiar-se em casa para curtir a sua dor. No seu lar, porém, não havia ninguém para confortá-lo. A própria esposa do veterano goleiro havia fugido de casa, envergonhada com a derrota e o fiasco do marido.

Fonte: Revista do Esporte

 

Após o rapaz com camisa do São Paulo na Faixa de Gaza, encontrei outra coisa curiosa.Todos sabemos que um dos clubes mais conhecidos e homenageados mundo afora é o Botafogo, de Camarões a Rep.Theca, existe um alvinegro.Pois descubri mais um, em Israel.Tudo bem que o clube disputa o campeonato amador, mas é mais uma homenagem ao Glorioso.Conheçam o Botafogo de Ashdod, cidade de Israel.

[img:team_picture.jpg,full,centralizado]

 

Em Divinópolis, região Centro-Oeste de Minas, o nível do Rio Itapecerica subiu oito metros devido às fortes chuvas e foi decretado estado de emergência na cidade. Durante a madrugada, policiais militares e agentes da Defesa Civil ficaram de plantão. A ponte que liga o Centro ao bairro Niterói teve que ser interditada e foi completamente inundada pela correnteza. A última vez que ocorreu uma cheia como esta na cidade foi em 1986.

A água subiu rapidamente e inundou várias regiões da cidade. Segundo a Defesa Civil, até o momento, cerca de seis mil pessoas ficaram desalojadas e foram levadas para casa de parentes ou amigos. Vinte casas ficaram destruídas e duas mil danificadas e mais de 200 lojas foram prejudicadas com a chuva.

Estádio Farião

Todo o material esportivo da equipe, que vai disputar o Campeonato Mineiro, foi perdido

A chuva que vem causando uma série de estragos em Minas Gerais afetou os jogadores do Guarani, da cidade de Divinópolis, no Centro-Oeste mineiro. Os atletas que moram na concentração do clube, no estádio Waldemar Teixeira de Faria, o Farião, tiveram que ser retirados de barco pelo Corpo de Bombeiros local. O clube vai disputar o Campeonato Mineiro.
O estádio Valdemar Teixeira de Faria, amanheceu completamente alagado nesta quinta-feira. Devido à chuva, o rio Itapecerica, que passa ao lado do estádio, transbordou, atingindo também a concentração dos jogadores, que tiveram de ser resgatados por um barco do Corpo de Bombeiros.
Segundo o presidente do Guarani, José Faria Carioca, o nível da água chegou a 1,50m e todo o material esportivo do clube foi danificado.
Mesmo com o passar do dia, o nível da água não abaixou e o gramado continua alagado
“A chuva atingiu a cidade toda e nosso estádio também sofreu. O campo ficou alagado, perdemos nosso material esportivo, a situação é realmente muito triste”, disse o presidente do clube, José Maria Dias dos Santos

[img:0000015166.jpg,full,centralizado]
Campo ficou totalmente tomado pela água. No detalhe, uma das traves do campinho em frente a entrada do Farião

[img:guar___2.jpg,full,centralizado]
Rio Itapecirica, que fica ao lado do estádio Farião, transbordou, inundando a região

“É chuva de mais da conta. O gramado está com 1,50m de água. O material esportivo está todo boiando. Perdemos tudo o que estava lá dentro. A água invadiu até a academia. A concentração também é aqui. Tivemos que chamar o barco do corpo de bombeiros para tirar os jogadores de lá. A chuva começou às 2 horas da manhã. Eles me ligaram às 5h. Liguei para os bombeiros e não tinha nenhum oficial lá. Eles estavam espalhados em diversos outros pontos da cidade”, revelou o presidente.
O dirigente afirma que 17 jogadores estavam no local e que a situação foi assustadora. “É algo que assusta. Fizemos o possível para ajudar e agora eles estão em um hotel”, disse.
José Maria admite ainda que a situação do Guarani ficou complicada para a disputa do Estadual. “Realmente, perdemos muitas coisas. Vai ser difícil a recuperação até a estréia no Mineiro. Mas neste momento temos que pensar é nas pessoas”, finalizou.
A estréia do Bugre no Campeonato Mineiro será no dia 25 de janeiro, diante do Democrata, em Governador Valadares. Na segunda rodada, a equipe recebe o Uberaba, no Farião, em Divinópolis.

[img:12_1_.jpg,full,centralizado][img:guar___1.jpg,full,centralizado]

O estádio Waldemar José Teixeira ficou ilhado e os jogadores tiveram que ser retirados do local de barco.

A água invadiu também o primeiro piso do Terra Parque Shopping, mas as lojas funcionaram normalmente. A escola de música teve que ser fechada e a pista de cooper está coberta em alguns pontos. Para tentar retirar os móveis de algumas casas, vizinhos e amigos fizeram mutirão.

A subestação da Copasa também foi inundada e o abastecimento de água na cidade está paralisado por tempo indeterminado.

Às ações na cidade continuam. O Centro do Migrante e o Poliesportivo foram disponibilizados para famílias que precisarem deixar suas casas.

Fontes:
www.uai.com.br
www.superesportes.com.br
www.otempo.com.br

 

O que pode ser pior para uma nação apaixonada pelo futebol! Perder uma final de Copa do Mundo em casa e jogando por um empate como o Brasil em 1950 contra o Uruguai! Ou ser eliminada do Mundial jogando em casa e tendo duas oportunidades e precisando apenas de uma vitória simples ou dois empates para se classificar para a Copa do Mundo. Pois é aconteceu com um de nossos mais ferrenhos rivais dos últimos anos! A França em 1993, isso mesmo Les Blues ficaram fora de duas Copas seguidas as de 1990 e 1994, depois de dois excelentes mundiais em 82 e 86 quando chegou em quarto e terceiro lugares e comandados por Michel Platini o bom time ainda tinha Tigana, Girese e Amoros, ter ganho uma Eurocopa e a medalha de ouro nas Olimpiadas de Los Angeles a França sentiu o peso da aposentadoria de Platini em 1987 e acabou eliminada da Copa de 1990 por Iuguslávia e Escócia.

Para as eliminatórias para o mundial de 1994 nos EUA a França tinha além de Papin remanescente de 86 e seu goleador, e mais Eric Cantona que fazia sucesso no Manchester United, David Ginola do New Castle, e Deschamps, Blanc, Desailly e Djorkaeff numa boa safra de novos e talentosos jogadores.

[img:ginola_papin.jpg,full,alinhar_esq]

Ginola e Papin

Outro motivo para o otimismo francês era a relativa facilidade do grupo, que, apesar de não contar com nenhum “saco de pancadas” notório, deixava a vaga acessível (lembrando que os dois primeiros iriam aos Estados Unidos). Suécia e Áustria tentavam se reconstruir após uma decepcionante campanha na Copa da Itália, em que ambas seleções entraram como forças de respeito e nem passaram da primeira fase. Os suecos até mostraram evolução na Eurocopa que sediaram em 1992, chegando às semifinais. Os austríacos estavam em clara decadência, chegando a perder na estréia internacional das Ilhas Faroe. Quem também poderia complicar a trajetória francesa era a Bulgária, que tinha uma nova geração de talento, liderada por Stoitchkov e Balakov. De resto, Finlândia e Israel, em tese, só dificultariam quando atuassem em casa.

[img:Franca_Cantona_1.jpg,full,alinhar_esq]

Cantona contra Israel

De fato logo no inicio uma goleada fora de casa sobre Israel por 4 a 0 aumentram a euforia dos franceses, mesmo com uma derrota em Sófia para a Bulgária por 2 a 0 a França liderava o grupo 6 ao lado da Suécia,
entre os quatro candidatos à classificação, o fato de jogar vinha sendo decisivo. Até que a França começou a se destacar ao vencer a Áustria em Viena (1 x 0). Os austríacos ainda caíram diante da Finlândia e ficavam virtualmente fora da briga. Em seguida, a Bulgária empatou em casa com Israel e também parecia ficar para trás. Em uma partida que seria importante na definição do primeiro colocado da chave, a França arrancou um bom empate com a Suécia em Estocolmo (1 x 1).

Tudo parecia sob controle. A duas rodadas do final, os franceses estavam com 13 pontos (na época, a vitória valia duas unidades) e teriam apenas partidas em casa. A Suécia estava com 12 e também não teria dificuldades em manter sua posição. A Bulgária, com 10, ainda tinha esperanças. Áustria (6), Finlândia (3) e Israel (2) estavam fora.

No dia 10/10/1993 a França entre em campo para jogar contra Israel no Estádio Parc des Princes diante de mais de 30.000 pessoas os Les Bleus favoritissimos jogaram com três atacantes escalos pelo técnico Gerard Houllier, Papin, Ginola e Cantona. Nem o susto provocado pelo gol de Ronen Harazi atrapalhou. Tanto que, no intervalo, Sauzée e Ginola já haviam colocado os franceses em vantagem. O resultado parecia controlado até que Berkovitch empatou em um chute despretensioso que enganou o goleiro Lama (grande frangueiro) e empatou o jogo, a igualdade não daria a vaga à França, que buscou recuperar a vantagem. Em um contra-ataque, aos 48 minutos do segundo tempo, a defesa dos anfitriões falhou e Israel virou surpreendentemente com um gol de Atar, a derrota abalou as estruturas os israelenses lanternas do grupo e goleados em Tel Aviv por 4 a 0 fizeram um estrago, bastava uma vitória e o passaporte estaria carimbado, neste mesmo dia a Bulgária vence a Austria por 4 a 1, mais mesmo assim a França só depende de um simples empate no mesmo Parc des Princes e a volta a Copa estava garantida, no dia 13/10/1993, a Suécia bate a Finlândia por 3 a 2 e garante vaga, são 21:00 hrs em Paris as equipes de França e Bulgária entram em campo, 48.402 franceses lotam o chamosos estádio da capital francesa, A derrota em casa de virada foi um duro golpe, mas a situação dos gauleses ainda era confortável. Bastava um empate no Parc des Princes com a Bulgária para ficar em segundo lugar. Franceses e búlgaros fizeram um jogo nervoso. Aos 32 minutos, Deschamps cruzou, Papin ajeitou de cabeça para o voleio certeiro de Cantona. No entanto o gol não chegou a dar a tranquilidade necessária para a França, o empate búlgaro veio apenas 5 minutos depois, com Kostadinov e mantendo a tensão.

[img:Bulgaria_Kostadinov.jpg,full,alinhar_esq]

O carrasco dos francês Kostadinov

No segundo tempo a Bulgária tentava a virada, mas a França era eficiente no controle do adversário e até teve chances de fazer o segundo gol. Quando o jogo parecia decidido, Ginola fez um lançamento errado. A defesa búlgara recuperou a bola e, no desespero, chutou para o campo francês. A bola viajou e encontrou o atacante Kostadinov pela direita. Mesmo com ângulo reduzido, o atacante arrematou de primeira, surpreendendo o goleiro Lama. Eram 46 minutos do segundo tempo e os bleus não tinham mais como evitar a segunda eliminação consecutiva de Copa do Mundo ainda nas Eliminatórias. E, dessa vez, por causa de dois resultados inesperados em casa.

Os franceses estavam pasmos sem acreditar no que vinham, dois jogos em casa contra adversários nada tradicionais e o time sofreu dois vexames inacreditaveis, ao final do drama festa dos bulgáros e nas numeradas um torcedor exibe uma faixa ” France aussi excepté du mondial de 1998″ou seja França também fora do mundial de 1998 que já se sabia que seria realizado em território francês.

Fichas Técnicas:

França 2×3 Israel
Eliminatórias da Copa de 1994
Local: Estádio Parc des Princes (Paris-FRA)
Público: 30.000
Árbitro: Alan Snoody (Irlanda do Norte)
França: Lama; Desailly, Roche (Lizarazu) e Blanc; Petit, Deschamps, Le Guen e Sauzée; Papin, Cantona e Ginola (Djorkaeff). T: Gerard Houllier

Israel: Ginzburg; Halfon (Schwartz), Alon Harazi, Klinger e Glam; Hazan, Atar, Levy e Nimni (Berkovitch); Ronen Harazi e Rosenthal

Gols: Ronen Harazi (21/1º), Sauzée (29/1º), Ginola (39/1º), Berkovitch (38/2º) e Atar (48/2º)

França 1×2 Bulgária
Eliminatórias da Copa de 1994
Local: Estádio Parc des Princes (Paris-FRA)
Público: 48.402
Árbitro: Leslie Mottram (Escócia)
França: Lama; Desailly, Roche e Blanc; Petit, Deschamps, Le Guen, Sauzée (Guérin) e Pedros; Papin (Ginola) e Cantona. T: Gerard Houllier

Bulgária: Mikhailov; Kremenliev, Ivanov, Hubtchev e Tzvetanov (Aleksandrov); Letchkov (Borimirov), Yankov e Balakov; Kostadinov, Penev e Stoitchkov. T: Dimitar Penev

Gols: Cantona (32/1º) e Kostadinov (37/1º e 46/2º)

Como consolo para os franceses, Bulgária e Suécia aproveitaram muito bem a chance que tiveram de disputar a Copa de 94. Ambos chegaram até as semifinais e disputaram o terceiro lugar, com vantagem sueca (4×0). Os búlgaros se contentaram em vencer Argentina e Alemanha, além de fazer o artilheiro do torneio, Stoitchkov.

E como o Brasil que perdeu em 1950 e depois faturou a Copa por cinco vezes a França quatro anos depois em casa deu um presente a sua torcida com a conquista do título pela primeira vez na sua história já com Zidane no comando e com sete jogadores que participaram daquele vexame no seu grupo de campeões: Lama, Desailly, Blanc, Lizarazu, Petit, Deschamps e Djorkaeff e batendo o Brasil por 3 a 0, que comnincidência.

E ai vocês acham qual o pior vexame?

Fontes: Textos Galdino Silva
Pesquisa: Balipodo.com e LӃquipe
Fotos: LӃquipe

 

É a única já encerrada.Para “surpresa” de todos a Nova Zelândia se classificou para disputar a repescagem com o 5° colocado das eliminatórias asiáticas.

Os All Blacks ficaram em primeiro com 15 pontos, num grupo em que a Nova Caledonia terminou com 8 pontos, Fiji com 7 e Vanuatu com 4.


PS NÃO IREI FAZER DA CONMEBOL PORQUE CREIO EU TODOS ESTARMOS POR DENTRO.

© 2017 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha