O Interporto Futebol Clube é uma agremiação da cidade de Porto Nacional (TO). O “ Tigre Portuense ” foi Fundado no dia 13 de julho de 1990, e tem a sua Sede localizada na Avenida Ibanez Aires, s/n, Setor Aeroporto, em Porto Nacional. A equipe manda os seus jogos no Estádio Municipal General Sampaio,  em Porto Nacional, com capacidade para 2 mil pessoas.

A história do Interporto na esfera profissional começou no Campeonato Tocantinense da 1ª Divisão, em 1995, quando terminou na 8ª posição. Depois disso, o Tigre Portuense consolidou-se como uma das grandes equipes da região, conquistando a Copa Tocantins em 1998 e ficando entre os três melhores times do Campeonato Tocantinense de 1997 a 2002, com direito a um título em  1999.

Entretanto, depois do bom início na elite, o Tricolor (azul, amarelo e branco) amargou algumas temporadas com um desempenho abaixo da média e acabou sendo rebaixado no Estadual de 2008. De volta após a conquista da Segunda Divisão de 2009, o Interporto voltou a fazer boas campanhas: após o vice-campeonato em 2011, a equipe finalmente voltou a conquistar a principal competição do Tocantins nas temporadas de 2013 e 2014, credenciando-se não só para a disputa da Copa do Brasil, mas também do Campeonato Brasileiro Série D.

Em 2015, ficou com o vice-campeonato Estadual. Este ano (2016), acabou ficando nas semifinais ao ser eliminado pelo Gurupi (que acabou se sagrando campeão desta temporada), perdendo o jogo de ida por 1 a 0, e na volta, diante da sua torcida não conseguiu reverter o quadro e ficou no empate sem gols

FONTES: Site do clube – Página do clube no Facebook – Prefeitura de Porto Nacional (TO) – Federação Tocantinense de Futebol (FTF) – Ismael Carlos

 

Fundado no dia  21 de Maio de 2012, o  Ricanato Futebol Clube, da cidade de Palmas (TO), mudou de nome.  Na quarta-feira, dia 09 de novembro de 2016, a agremiação anunciou, oficialmente, que a partir desta data passa a se chamar Capital Futebol Clube.  Além de mudar o nome, o clube alterou as suas cores, trocando o azul e branco pelo rubro-negro.

A breve história pós fundação veio somente em 2014, quando se profissionalizou para disputar o Campeonato Tocantinense da 2ª Divisão. Nesta competição terminou em 3º lugar, onde mandou seus jogos no Estádio General Sampaio, em Porto Nacional.

Em 2015, subiu um degrau, terminando com o vice-campeonato, só atrás do  Miracema (campeão da Segundona). Com o resultado, o Ricanato e o Miracema foram promovidos ao Campeonato Tocantinense da 1ª Divisão. Desde então, a equipe joga suas partidas como mandante no estádio Nilton Santos, em Palmas.

Neste ano, o Ricanato debutou na Elite do futebol tocantinense. Com a participação de 8 (oito) clubes, terminou na 5ª colocação. Foram 14 jogos, com quatro vitórias, quatro empates e seis derrotas; marcando 16 gols e sofrendo 18, com saldo negativo de dois. Nas divisões de base, o clube vem realizando um bom trabalho.  Em 2013 faturou dois títulos em torneios na Sub-17 e Sub-19, além de ter se tornado o 1º clube de Tocantins a disputar a Taça BH de Futebol, em Belo Horizonte (MG).

Em 2015, o clube faturou o título interestadual com campanhas da equipe Sub-17. E, recentemente, no mês de novembro de 2016, o Ricanato se sagrou campeão do Campeonato Tocantinense Sub-18. Com esse resultado, o clube assegurou o direto de disputar, pela primeira vez, a Taça São Paulo de Futebol Júnior, em janeiro de 2017

Abaixo, a nota na íntegra, sobre o comunicado oficial da mudança do nome: “Na busca de ser destaque nas competições locais e nacionais, acompanhando o que há de melhor e mais moderno em administração de clubes, nasce em Palmas, o Capital Futebol Clube, que irá substituir o Ricanato FC. O projeto já está em curso e a partir da próxima temporada, a equipe ganhará, inclusive, novas cores: vermelho e preto (rubro-negro). O CNPJ será o mesmo, apenas haverá a mudança do nome do clube.

Segundo o presidente do Ricanato FC, Ricardo Carreira, o objetivo principal a ser cumprido é continuar a administração profissionalizante, mas agora com uma perspectiva ainda mais ousada. Ou seja, incorporar ao clube o nome da Capital, o nome do Tocantins – e lançar o Estado por intermédio de um time que vai brilhar nacionalmente, dentro dos princípios que estão sendo adotados pelos grandes clubes internacionais“.

FONTE & IMAGENS: Wikipédia – Página do Clube no Facebook – Escudos do Mundo Inteiro – Conexão Tocantins – Homero Queiroga

 

FONTES: Mercado Livre – Revista Placar

 

Araguaína Futebol e Regatas é uma agremiação da cidade de Araguaína (TO). O Tourão do Norte foi Fundado no dia 28 de fevereiro de 1997. É o clube de maior torcida do estado do Tocantins. O Tourão do Norte é sucessor do extinto Araguaína Futebol Clube, agremiação fundada em 1979 que se desligou oficialmente da Federação Tocantinense de Futebol em 1996.

O apelido Tourão do Norte é uma alusão ao mercado agropecuarista do município. A cidade de Araguaína é conhecida como “ A capital do boi gordo” pelo grande número de rebanhos bovinos que fazem da cidade a maior exportadora de carne bovina do estado do Tocantins.

No ano de 2004, chegou pela primeira vez a uma decisão do Campeonato Tocantinense, perdendo o título para o Palmas. Em 2005, foi novamente vice-campeão estadual. A primeira conquista do Campeonato Tocantinense ocorreu em 2006, quando bateu oTocantinópolis na final. No mesmo ano, participou do Campeonato Brasileiro da Série C, terminando na trigésima oitava colocação.

Na edição de 2007 da competição, mesmo tendo realizado a melhor campanha de seu grupo, o Araguaína acabou perdendo 12 pontos nos tribunais, devido à escalação do jogador Eucimar de forma irregular em duas partidas. O clube conseguiu recorrer, porém, a terceira fase da competição já estava sendo disputada, a equipe não conseguiu ser novamente incluída.

ANOS DE OURO

Em 2009, foi um ano excelente para o Tourão do Norte, primeiramente porque houve a construção de um novo estádio na cidade, oMirandão. A partida de inauguração foi contra o Goiás, em que o esmeraldino venceu por 2 x 1. o Araguaína chegou a final do Campeonato Tocantinense pela quinta vez em seis anos.

Fazendo uma boa campanha no estadual, o Touro chegou até a finalíssima contra o Palmas, arrancando um empate na capital por 1 x 1. No Mirandão o clube empatou em 2 x 2 e venceu o Palmas por 5 x 3 nos pênaltis e conquistou seu segundo título.

Representou o estado do Tocantins na Copa do Brasil de 2010, competição da qual foi eliminado na 1ª fase pelo Guarani de Campinas. No dia 16 de outubro de 2010, o Araguaína tornou-se a primeiro equipe tocantinense a subir de divisão no Campeonato Brasileiro, sendo promovido da Série D para a Série C.

A partida que decretou a ascensão do clube, válida pelas quartas-de-final da competição, foi contra o Uberaba. Após um empate sem gols no tempo normal, o Araguaína venceu a disputa de pênaltis por 3 a 2, com atuação destacada do goleiro Huanderson, que defendeu três cobranças.

Além do acesso, o clube garantiu vaga nas semifinais da Série D. Porém, não conseguiu chegar às finais, sendo eliminado pelo Guarany de Sobral com dois empates.

CRISE

Em 2011, o Araguaína não fez boas campanhas nas competições que disputou. No primeiro semestre, disputou o Campeonato Tocantinense, onde a equipe não foi muito bem e acabou rebaixada. No segundo semestre, jogou a segunda divisão do estadual e não conseguiu o acesso. Na Série C, ficou com apenas 1 ponto no Grupo A da competição e foi rebaixado.

Em 2012, começou o ano Sonhando em herdar a vaga do Rio Branco-AC que havia sido punido pela Quarta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), mais depois de muita confusão, foi decretada o rebaixamento do Araguaína que não disputou a Série De novamente o Campeonato Tocantinense da 2ª Divisão.

 

FONTE & FOTO: Wikipédia – Ismael Carlos

 

Em sua estréia em competições, chegou até a semifinal, após eliminar o União Araguainense, nos pênaltis na segunda fase. Perdeu a vaga na decisão para o Interporto. Repetiria a dose em 2010, ao atingir a fase semifinal e ser novamente eliminado por uma equipe que se sagraria campeã, o Guaraí.

Em 2011, com a mudança no regulamento do campeonato, que adotou o critério dos pontos corridos para definir os dois finalistas, o Atlético Cerrado não passou da primeira fase, terminando na quarta colocação. Teve o mesmo destino no ano seguinte, quando foi o quinto colocado.

Em 2013, fez sua pior participação na competição, obtendo apenas uma vitória e encerrando sua participação na lanterna de seu grupo, em sétimo lugar no geral. Atualmente, o clube se prepara para o Campeonato Tocantinense da Série B.

FONTES & FOTO: Wikipédia – Página do clube no Facebook – Ismael Carlos

 

A Associação Taquarussú Esporte Clube é uma agremiação da cidade de  Palmas (TO). Fundado no dia 08 de Fevereiro de 1991, tem a sua Sede situada na Rua 29-A Quadra 39 Lote 05, no Bairro Taquaruçu, em Palmas. Marilon Barbosa Castro foi o 1º Presidente. Atualmente o clube é presidido por Rodrigues dos Santos, o Goiano.

Principais títulos na categoria adultos:

Campeão Estadual da 2ª Divisão em 1991;

Campeão Amador do Copão Primavera de 2010;

 

Principais títulos nas categorias de base:

campeão da 1ª Taça Vanderlei Luxemburgo Sub-18 em 2009;

Campeão do Copão Primavera Sub-16 em 2009;

Campeão da Copa Revelação Sub-18 em 2010.

 

FONTES: O Girassol – Ismael Carlos

 

Araguaína Futebol e Regatas é uma agremiação da cidade de Araguaína (TO). O Tourão do Norte foiFundado no dia 28 de fevereiro de 1997. É o clube de maior torcida do estado do Tocantins. O Tourão do Norte é sucessor do extinto Araguaína Futebol Clube, agremiação fundada em 1979 que se desligou oficialmente da Federação Tocantinense de Futebol em 1996.

O apelido Tourão do Norte é uma alusão ao mercado agropecuarista do município. A cidade de Araguaína é conhecida como “ A capital do boi gordo” pelo grande número de rebanhos bovinos que fazem da cidade a maior exportadora de carne bovina do estado do Tocantins.

No ano de 2004, chegou pela primeira vez a uma decisão do Campeonato Tocantinense, perdendo o título para o Palmas. Em 2005, foi novamente vice-campeão estadual. A primeira conquista do Campeonato Tocantinense ocorreu em 2006, quando bateu o Tocantinópolis na final. No mesmo ano, participou doCampeonato Brasileiro da Série C, terminando na trigésima oitava colocação.

Na edição de 2007 da competição, mesmo tendo realizado a melhor campanha de seu grupo, o Araguaínaacabou perdendo 12 pontos nos tribunais, devido à escalação do jogador Eucimar de forma irregular em duas partidas. O clube conseguiu recorrer, porém, a terceira fase da competição já estava sendo disputada, a equipe não conseguiu ser novamente incluída.

ANOS DE OURO

Em 2009, foi um ano excelente para o Tourão do Norte, primeiramente porque houve a construção de um novo estádio na cidade, o Mirandão. A partida de inauguração foi contra o Goiás, em que o esmeraldino venceu por 2 x 1. o Araguaína chegou a final do Campeonato Tocantinense pela quinta vez em seis anos.

Fazendo uma boa campanha no estadual, o Touro chegou até a finalíssima contra o Palmas, arrancando um empate na capital por 1 x 1. No Mirandão o clube empatou em 2 x 2 e venceu o Palmas por 5 x 3 nos pênaltis e conquistou seu segundo título.

Representou o estado do Tocantins na Copa do Brasil de 2010, competição da qual foi eliminado na 1ª fase pelo Guarani de Campinas. No dia 16 de outubro de 2010, o Araguaína tornou-se a primeiro equipe tocantinense a subir de divisão no Campeonato Brasileiro, sendo promovido da Série D para a Série C.

A partida que decretou a ascensão do clube, válida pelas quartas-de-final da competição, foi contra oUberaba. Após um empate sem gols no tempo normal, o Araguaína venceu a disputa de pênaltis por 3 a 2, com atuação destacada do goleiro Huanderson, que defendeu três cobranças.

Além do acesso, o clube garantiu vaga nas semifinais da Série D. Porém, não conseguiu chegar às finais, sendo eliminado pelo Guarany de Sobral com dois empates.

CRISE

Em 2011, o Araguaína não fez boas campanhas nas competições que disputou. No primeiro semestre, disputou o Campeonato Tocantinense, onde a equipe não foi muito bem e acabou rebaixada. No segundo semestre, jogou a segunda divisão do estadual e não conseguiu o acesso. Na Série C, ficou com apenas 1 ponto no Grupo A da competição e foi rebaixado.

Em 2012, começou o ano Sonhando em herdar a vaga do Rio Branco-AC que havia sido punido pelaQuarta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), mais depois de muita confusão, foi decretada o rebaixamento do Araguaína que não disputou a Série D e novamente oCampeonato Tocantinense da 2ª Divisão.

 

FONTE & FOTO: Wikipédia – Ismael Carlos

 

O Clube Atlético Tocantinense (atual: Tocantins Futebol Clube) é uma agremiação da Cidade de Palmas, capital do estado de Tocantins. Na Fundação da equipe Alvinegra há um dilema. O dia 10 de Outubro não há questionamento, mas o ano, sim. Em boa parte das publicações que mencionam a data, marcam que foi em 1999. Contudo neste escudo enviado pelo internauta Ismael Carlos mostra que o ano é de 1998. 

Em 2002, participou pela primeira vez do Campeonato Tocantinense, terminando na última colocação entre os dez participantes. Em 2006, alterou o nome para Tocantins Futebol Clube, bem como as cores, que passaram a ser azul e branco.

FONTES: Ismael Carlos – Wikipédia

 

O Wanderlândia Esporte Clube é uma agremiação do Município de Wanderlândia (TO). A sua Sede fica localizada na Rua dos Cardosos, s/n – Centro – Wanderlândia. O município, que existe desde o dia 1º de Fevereiro de 1983, fica a 426 km da capital Palmas. Wanderlândia conta com uma população de 10.981 habitantes, segundo o IBGE (Gentílico: wanderlandense).

O ano de 1993 foi marcante na história do futebol tocantinense. Afinal, neste ano, a Federação Tocantinense de Futebol (FTF), foi criada cinco anos após Tocantins ter recebido o ‘Status’ de ter se tornado o 27º Estado brasileiro, a partir.do desmembramento do Estado de Goiás.

O surgimento da FTF também significava que, a partir daquele momento o futebol no novo Estado deixava de ser  amador para se tornar profissional. No mês de março, a FTF realizou um congresso, para o qual convidou todas as pessoas do estado direta ou indiretamente ligadas ao futebol.

No evento deu-se a ênfase à alvissareira notícia de profissionalização e iniciou-se o processo de definição de eventos, a serem promovidos pela federação. Na oportunidade foram traçadas os planos para a realização do I Campeonato Estadual Profissional, Copa Tocantins e Campeonatos Estaduais Amador.

No Estadual profissional o 1º campeão foi Tocantinópolis, enquanto na 1ª Copa Tocantins quem levantou a taça foi o Kaburé. Já o 1º Campeão do Campeonato Estadual Amador foi Wanderlândia Esporte Clube.

FONTE & FOTO: Site Campeões de Futebol – Ismael Carlos 

 

O Kaburé Esporte Clube é uma agremiação da cidade de Colinas do Tocantins (TO). A sua Sede fica na Avenida Dr. Corinto Florêncio, 1.334, no Centro da cidade. Fundado no dia 5 de Janeiro de 1985. O 1º Presidente foi Ewaldo Borges de Resende. Estiveram presentes na reunião de fundação do clube:

Ewaldo Borges de Resende, José Eustáquio Pires, Eduardo de Assis Albuquerque, Juscelino Ferreira da Silva, Paulo Cesar Capel, João Branco de Moraes Sobrinho, Pedro Alves Chaves, José Carlos Ximenes Leão, José Gaspar Silva Morais, José Cândido, José Alves de Lima, José Nascimento Neto, José Messias, Inaldo G. Guimarães Filho, Claudson Santana Batista, Antônio Pereira dos Anjos, Nelson Alves Castro, Luiz Bispo Dias Noleto, Hamilton Fernandes Naves, Raimundo Costa, Ajuri Fernandes da Silva, Plínio Cesar Gracia, Roberto Batista, Wilson de Assis Sobrinho, Rubens Fernandes Marçal e Lucimar de Souza França.

Em 1989, o Kaburé foi campeão da 1ª competição estadual amadora a ser realizada no Tocantins: a Copa Tocantins. Treinada por Wilson Tapuio, a equipe campeã era formada por: Gentil, Martins, Rubão, Rubinho e Lucimar; Babal, Giordany e Juscelino; Wilsinho, Mundeco e Sandro.

Em 1991, sob o comando de Carlucio Divino, o Kaburé foi bicampeão da competição. A equipe bicampeã: Edinaldo, Elinho, Paixão, Rubinho e Martins; Juscelino, Babal e Giordany; Wilsinho, Paulo Dias e Josa. Em dezembro de 1993, com o profissionalismo já tendo atingido o futebol tocantinense, o Kaburé conquistou a Copa Tocantins e obteve o direito de ser o 1º representante do Tocantins na Copa do Brasil.

A equipe, treinada por Amarildo, foi campeã vencendo o Intercap na prorrogação e estava assim formada: Marcinho, Luiano, Paixão, Alex e Vanderlei; Babalzinho, Gilberto e Luizinho; Taguá, Paulão e Juscelino. Na Copa do Brasil de 1994, o Kaburé passou pelo América Mineiro na 1ª fase, sendo eliminado pelo Comercial de Campo Grande na fase seguinte. Ao conquistar novamente a Copa Tocantins no mesmo ano, garantiu nova participação na competição nacional.

Em 1995, o Kaburé eliminou o Maranhão na 1ª fase e se despediu da segunda fase da Copa do Brasil com duas derrotas (1 x 0, em casa, e 8 x 0, fora) para o Flamengo. No ano seguinte, conquistou mais uma vez a Copa Tocantins, vencendo o Tocantinópolis na final. Ainda em 1996, o clube realizou a melhor campanha de sua história no Campeonato Tocantinense, sagrando-se vice-campeão ao perder a decisão nos pênaltis para o Gurupi.

Em 1997, o Kaburé não passou da primeira fase da Copa do Brasil: empatou o primeiro jogo com a então vice-campeã brasileira Portuguesa em 1 x 1 e foi goleado no segundo por 8 x 0, no Estádio do Canindé, na capital paulista.

Em 2007, após dez anos sem disputar o campeonato estadual, terminou na 5ª colocação e só não se classificou para as semifinais por ter escalado o jogador Cassius de forma irregular. A vaga acabou ficando com o Gurupi, que havia sido derrotado nos pênaltis pelo Kaburé por 6 x 5. Após uma péssima campanha em 2009, o Kaburé foi rebaixado para o Campeonato Tocantinense da 2ª Divisão.

 

FONTE & FOTO: Wikipédia – Ismael Carlos

 

O Araguaína Futebol e Regatas é uma agremiação da cidade de Araguaína (TO). O Tourão do Norte foi Fundado no dia 28 de fevereiro de 1997. É o clube de maior torcida do estado do Tocantins. O Tourão do Norte é sucessor do extinto Araguaína Futebol Clube, agremiação fundada em 1979 que se desligou oficialmente da Federação Tocantinense de Futebol em 1996.

O apelido Tourão do Norte é uma alusão ao mercado agropecuarista do município. A cidade de Araguaína é conhecida como “ A capital do boi gordo” pelo grande número de rebanhos bovinos que fazem da cidade a maior exportadora de carne bovina do estado do Tocantins.

No ano de 2004, chegou pela primeira vez a uma decisão do Campeonato Tocantinense, perdendo o título para o Palmas. Em 2005, foi novamente vice-campeão estadual. A primeira conquista do Campeonato Tocantinense ocorreu em 2006, quando bateu o Tocantinópolis na final. No mesmo ano, participou do Campeonato Brasileiro da Série C, terminando na trigésima oitava colocação.

Na edição de 2007 da competição, mesmo tendo realizado a melhor campanha de seu grupo, o Araguaína acabou perdendo 12 pontos nos tribunais, devido à escalação do jogador Eucimar de forma irregular em duas partidas. O clube conseguiu recorrer, porém, a terceira fase da competição já estava sendo disputada, a equipe não conseguiu ser novamente incluída.

ANOS DE OURO

Em 2009, foi um ano excelente para o Tourão do Norte, primeiramente porque houve a construção de um novo estádio na cidade, o Mirandão. A partida de inauguração foi contra o Goiás, em que o esmeraldino venceu por 2 x 1. o Araguaína chegou a final do Campeonato Tocantinense pela quinta vez em seis anos.

Fazendo uma boa campanha no estadual, o Touro chegou até a finalíssima contra o Palmas, arrancando um empate na capital por 1 x 1. No Mirandão o clube empatou em 2 x 2 e venceu o Palmas por 5 x 3 nos pênaltis e conquistou seu segundo título.

Representou o estado do Tocantins na Copa do Brasil de 2010, competição da qual foi eliminado na 1ª fase pelo Guarani de Campinas. No dia 16 de outubro de 2010, o Araguaína tornou-se a primeiro equipe tocantinense a subir de divisão no Campeonato Brasileiro, sendo promovido da Série D para a Série C.

A partida que decretou a ascensão do clube, válida pelas quartas-de-final da competição, foi contra o Uberaba. Após um empate sem gols no tempo normal, o Araguaína venceu a disputa de pênaltis por 3 a 2, com atuação destacada do goleiro Huanderson, que defendeu três cobranças.

Além do acesso, o clube garantiu vaga nas semifinais da Série D. Porém, não conseguiu chegar às finais, sendo eliminado pelo Guarany de Sobral com dois empates.

CRISE

Em 2011, o Araguaína não fez boas campanhas nas competições que disputou. No primeiro semestre, disputou o Campeonato Tocantinense, onde a equipe não foi muito bem e acabou rebaixada. No segundo semestre, jogou a segunda divisão do estadual e não conseguiu o acesso. Na Série C, ficou com apenas 1 ponto no Grupo A da competição e foi rebaixado.

Em 2012, começou o ano Sonhando em herdar a vaga do Rio Branco-AC que havia sido punido pela Quarta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), mais depois de muita confusão, foi decretada o rebaixamento do Araguaína que não disputou a Série D e novamente o Campeonato Tocantinense da 2ª Divisão.

 

FONTE & FOTO: Wikipédia – Ismael Carlos

 

Para quem curte camisas de futebol, segue a bela coleção de um de meus leitores, Ismael Carlos. Ele mora na cidade de Lavandeira em Tocantins.

Atualmente a coleção possui 145 camisas sendo 25 de Brasília, 58 de Tocantis e o restante de clubes pelo Brasil. Segundo Ismael, de Tocantins estão faltando apenas quatro camisas para fechar a coleção dos times profissionais ativos e inativos (Clube Atlético Paraíso, Rio Sono, Clube dos XXX e União de Palmas).

Em uma primeira olhada, vi clubes raros como o Kaburé, Unaí, União de Araguaína, Wandelândia (foi campeão Tocantinense Amador antes do primeiro estadual profissional – esse escudo eu não tinha), Miracema, Tubarão, Força Jovem, Inove, enfim…bem legal mesmo.

Conforme seu relato, tudo começou mais precisamente no dia 7 de abril de 2012, quando foi acompanhar uma partida de futebol do Campeonato Brasiliense entre os times do Capital (DF) x Bosque Formosa (GO).

Nesse jogo ganhou uma camisa do time do Capital Clube Futebol das mãos do presidente Pavão.

E a coleção não parou de crescer…

Seguem algumas fotos..



 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O União Araguainense, disputou o Campeonato Tocantinense em, 1993, 1994, 1995 e 1996. Conquistando a competição em 1994 ao vencer na final a equipe do Tocantins de Miracema.
Em 1993, a Caixa incluiu pela primeira vez clubes tocantinenses na Loteria Esportiva. O jogo entre União Atlética Araguainense x Tocantins de Miracema foi o número 10 do concurso 92. Deu coluna 1, União 3×0. A partida foi realizada em Araguaína.
Em seus tempos de glórias, o União Araguainense, disputou a Série C do Campeonato Brasileiro em 1994 e 1995, sempre com campanhas medianas. A Copa do Brasil, disputou em 1996, com o título da Copa Tocantiins. Na estréia, o time tocantinense venceu o campeão goiano, o Vila Nova por 2×1. Mas foi eliminado, ainda na primeira fase da competição, na partida de volta por 1×0.
Em 2009, o União Araguainense retornou às competições profissionais, foi na Segunda Divisão do Campeonato Tocantinense, terminando a competição em 5º lugar.

Fonte:

https://www.facebook.com/araguainense.araguainense

Arquivos pessoal

 

 

Este é o escudo do União de Palmas, oficialmente chamado Associação Recreativa União Esporte Clube.

O clube está disputando a segunda divisão tocantinense.

Fonte: www.ricanatofc.com.br
Pesquisa: Givaldo Santos

 

O Nova Conquista Esporte Clube é uma agremiação do Município de Santa Fé do Araguaia (TO). O clube Alviverde foi Fundado no dia 06 de Fevereiro de 2005. A sua Sede fica localizada na Avenida Araguaia, nº 72, no Centro de Santa Fé do Araguaia. O Nova Conquista é presidido por José Félix Pereira de Souza.

O clube surgiu como amador , mas mudou o curso a partir de 2011, quando montou as categorias de base. Atualmente o  Nova Conquista tem aproximadamente 150 atletas na faixa de 6 a 18 anos. O time mandará os seus jogos no Estádio Sebastião Alves, quando jogará o Campeonato Tocantinense da Segunda Divisão.

 

FONTES: Federação Tocantinense de Futebol – Blog do clube

 

Essa novidade foi apresentada pelo amigo Homero Queiroga, dono do excelente Blog ‘Escudos  do Mundo Inteiro’. Trata-se do Clube Atlético Cerrado da cidade de Paraíso do Tocantins (TO). O ‘Lobo do Cerrado’ foi Fundado em 30 de Setembro de 2006.

O Atlético Cerrado manda os seus jogos no Estádio Municipal José Pereira Rego, ‘Pereirão’, com capacidade para 6 mil pessoas. Após ganhar o estatuto de clube profissional, passou a disputar a segunda divisão do Campeonato Tocantinense de Futebol a partir de 2009.

Em sua estréia em competições, chegou até a semifinal, após eliminar o União Araguainense, nos pênaltis na segunda fase. Perdeu a vaga na decisão para o Interporto. Repetiria a dose em 2010, ao atingir a fase semifinal e ser novamente eliminado por uma equipe que se sagraria campeã, o Guaraí.

Em 2011, com a mudança no regulamento do campeonato, que adotou o critério dos pontos corridos para definir os dois finalistas, o Atlético Cerrado não passou da primeira fase, terminando na quarta colocação. Teve o mesmo destino no ano seguinte, quando foi o quinto colocado.

Em 2013, fez sua pior participação na competição, obtendo apenas uma vitória e encerrando sua participação na lanterna de seu grupo, em sétimo lugar no geral. Atualmente, o clube se prepara para o Campeonato Tocantinense da Série B.

 

FONTES: Wikipédia – Escudos do Mundo Inteiro – Página do clube no Facebook

 

Nome: Nova Conquista Esporte Clube
Cidade: Santa Fé do Araguaia/TO
Fundação: 2005
Estádio: Sebastião Alves
Cores: Verde e Branco
Situação: Segunda Divisão Tocantinense

 
Nos anos 2000 foi marcado por glórias do time do Palmas FR. Depois de ser o 1º time da capital a jogar futebol profissional do estado. Agora foi a vez de ser 1º time da capital campeão estadual, chegou a 5 finais seguidas de 2000 a 2004 só perdendo o título em 2002 para o Tocantinópolis. 2007 voltou a sagra-se campeão, sendo time do estado com maior número de títulos 5 ao todo. Lado do Kaburé que tem 2 Estaduais Amadores (1989,1991) e 3 Copas Tocantins (1993/94 e 1996)
Picture
Na Copa Centro-Oeste Palmas e Interporto representam o estado não passam de meros coadjuvantes no torneio.
Copa do Brasil 2000 Interporto levou maior goleada do torneio 8 a 0 para Bahia. Até 2003 os times não passavam  da 1ªfase. Em 2004 o Palmas foi a melhor campanha, de um time tocantinense num torneio nacional foi até as Quartas de Finais sendo derrotado pelo XV de Novembro-RS. A partir de 2005 times voltaram a serem eliminados já na 1ª fase. Desde 2006 Colinas,
Araguaína,Palmas,Tocantins de Palmas foram eliminandos já no 1º jogo , destaque para a goleada do Atlético Mineiro em cima do Palmas por 7 a 0.
De 2000 a 2002 os representantes do Tocantins na Série C não foram bem. Palmas em 2003 foi até a 5ªFase do Campeonato sendo derrotado pelo Botafogo-PB, foi a melhor campanha de um time do estado na Série C. 2004 Palmas repitou a boa campanha indo até a 3ªFase. Tocantinópolis em 2005 venceu por 2-0 o Remo mais no jogo de volta perdeu a partida e a vaga por 4 a 1.
Em 2005/2006 o interior voltou a reconquistar a hegemonia com títulos do Colinas,Araguaína.
Na Série C de 2006 a 2008 times tocantinenses foram eliminadas já na 1ªfase
Picture
2007 Gurupi representa o estado na 1ª Copa do Brasil Feminina eliminado na 1ªFase.
Tocantins de Palmas conquista campeonato estadual de 2008 conseguindo mais um título a para a capital. Nesse mesmo ano voltou a ser realizado torneios pelo futebol feminino com a Copa Tocantins com com título do Flapalmas.
Picture

Tocantins de Palmas campeão de 2008
Foi criado em 2009 Campeonato Brasileiro da Série D mais Tocantins de Palmas não passou da 1ªFase.
2009 e 2010 Araguaína e Gurupi são campeões e voltam a trazer título para o interior.
Picture

TOCANTINS DE PALMAS NA SÉRIE D 2009
Narração dos gols Tocantins 0-4 Moto Clubcom Edmilson da 96 fm de Palmas-TO

Mesmo ano foi criada a 1ªedição do Campeonato Tocantinense da Segunda Divisão de Profissionais. Times amadores tornaram-se profissionais através de conquistas estaduais e regionais.
Mais uma vez título foi para interior, com conquista do Interporto de Porto Nacional sobre São José de Palmas que conseguiram o acesso.
Picture

INTERPORTO 1ºCAMPEÃO DA SEGUNDA DIVISÃO ESTADUAL EM 2009
EM 2010 Araguaína foi eliminado mais uma vez já na 1ª fase da Copa do Brasil. Mais no 2º semestre o Tourão do Norte fez história. Pela Série D Araguaína foi muito bem,conseguiu o 1º acesso de um time tocantinense na história do Campeonato Brasileiro. Chegou a virar partidas contra o Brasília de 3-0 para 4-3, 1-0 para 2-1. A vaga na Série C 2011 foi dramática com 2 empates em 0-0 com Uberaba. Decisão da vaga foi para os penaltis, Tourão do Norte perdia por 2-0 com 2 penais perdidos.  Incrivelmente o Uberaba perdeu 4 penais seguidos com defesas do goleiro Huanderson. Araguaína marcou o gol da classificação para a Série C 2011.

 

FONTE: Site futeboldotocantins.weebly

 
3 de Abril de 1993 foi disputada a 1ª partida profissional da história do futebol do estado. Válido pelo campeoanto tocantinense Tocantinpólis e Miracema jogaram em Tocantinópolis. TEC venceu por 4×1.O primeiro gol do futebol profissional do Tocantins foi marcado pelo atleta Maurinho.
No ano de 1993 o futebol do estado tornou-se profissional e nasceu o CAMPEONATO TOCANTINENSE, que dava vaga a Série C do mesmo ano. Copa Tocantins disputada no 2ºsemestre que classificava para a Copa do Brasil do ano seguinte. Permanecendo assim  até 1998, quando foi extinta a Copa Tocantins.
Começou a ser disputado o estadual feminino e estadual amador de seleções.
Picture

1ª partida profissional da história do futebol do estado
Picture

TEC sagrou-se campeão do 1ºCampeonato Tocantinense de Futebol Profissional de 1993, classificando para seletiva da Série C.
Picture

TOCANTINÓPOLIS 1º CAMPEÃO PROFISSIONAL DO ESTADO EM 1993.
2ºSemestre Kaburé sagrou-se campeão do Copa Tocantins e conquistou a vaga para Copa do Brasil em 1994.
Picture

KABURÉ 1º TIME A CONQUISTAR VAGA PARA UM TORNEIO NACIONAL REPRESENTADO O ESTADO
Já em 1994 foi a vez do União de Araguaína a conquistar título estadual e ser 1º Time do estado a jogar a Série C
Picture

Picture

Nesse período todos os torneios foram conquistados por times do interior. Gurupi,Intercap,Alvorada,Interporto.
Picture

Só em 1997 a capital do estado Plamas passou a ter um time no futebol profissional. Em 1997 foi fundado Palmas Futebol e regtas e já foi vice campeão estadual em 1998.
O Palmas Futebol e Regatas surgiu da Sociedade Esportiva Canelas, que emprestrou sua documentação, que já estava regularizada junto à Federação Tocantinense de Futebol (FTF). Cuja fundação ocorreu no dia 31 de janeiro de 1997. O Governador Siqueira Campos, um dos grandes idealizadores do surgimento do Palmas Futebol e Regatas, foi o primeiro desportista a assinar o livro-ata do clube. A reunião, que oficializou a fundação do Palmas, aconteceu nas dependências do Centro de Tradições Gaúchas (CTG), na Capital, e contou com a presença de várias autoridades, empresários, simpatizantes e jogadores.
1998  Interporto sagrou-se campeão da última Copa Tocantins. Assim o Campeonato Tocantinense passa a dar vagas p/ Copa do Brasil e Série Cforam campeões.
Em 1999 é criada a Copa Centro-Oeste, Interporto representa o estado mais é eliminado na 1ªfase.
A partir dos Anos 2000 Palmas se reafirma como principal time do estado.
FONTE: Site futeboldotocantins.weebly
 
Que durante duas décadas proporcionou muitas alegrias a população local disputando partidas amistosas e os torneios regionais de futebol amador que eram realizados no extremo norte de Goiás, atual estado do Tocantins. A precariedade da estrutura física(campos de terra batida), a falta de apoio do poder público local ao lado da extrema distância geográfica do sul de Goiás (e da própria capital goiana), fazia com que as cidades do norte goiano, hoje estado do Tocantins se unissem em torno de um campeonato de futebol amador denominado de TIN (Torneio Integração do Norte), que foi criado no final da década de 1970, em razão da impossibilidade de participar das competições organizadas pela Federação Goiana de Futebol. 

Em dezembro de 1979, houve uma significativa melhora para o futebol local com a inauguração do Estádio Lauro Assunção(sem arquibancadas), que reuniu na partida inaugural as seleções de Araguaína e de Tocantinópolis.
O jogo foi bastante movimentado e reuniu importantes autoridades políticas do Estado de Goiás e do município de Tocantinópolis. O ferlizado a marcar o primeiro gol no estádio foi o atacante araguainense Adir, porém com muita bravura a seleção tocantinopolina virou com os gols de Guinha, Emiliano e Ademir. E terminou vencendo pelo placar de 3 a 1.

No início da década de 1980, apesar da cidade contar com o Estádio Lauro Assunção, a condição do esporte local continuava remota, pois as viagens continuavam sendo sofridas para os atletas e para a comissão técnica em virtude da ausência de apoio.
O poder público municipal não se sabe se por descaso ou por falta de condição financeira, destinava a seleção tocantinopolina, apenas um desprezível caminhão caçamba, que deveria comportar toda a delegação, e que por sua vez, era parcialmente cheio de areia e coberto por uma lona para dar mais “conforto” aos heróicos atletas.

O estremo norte de Goiás era esquecido tanto em termos socias quanto em termos de futebol, pois os principais clubes goianos, isto é, Goiás, Vila Nova, Atlético Goianiense e Goiânia, demoravam vários anos para pisarem nos deploráveis gramdos da região, mas quando marcavam presença através dos jogos amistosos levavam verdadeiras multidões aos acanhados estádios nortenses.
Em 1986 no município de Porto Nacional, Seleção Tocantinense enfrentou a Seleção Brasileira de Novos com astros de hoje, como Cafu, Túlio, Marcelinho Carioca, Márcio Santos, e na oportunidade, após a partida foi muito elogiado pela imprensa que cobriu o evento. Deivan era um dos principais jogadores da equipe tocantinense. Tabém houve outro jogo contra a Seleção de Ouro, Deivan tinha que marcar o nada mais que Dadá Maravilha.Ainda a Seleção Tocantinense ganhou da Seleção Brasileira Ouro por 1 a 0.
“O Dada chegou à rodoviária e foi recepcionado por muitas meninas, e aí foi logo prometendo o “Gol Paixão”.Mas quando fomos para o jogo eu colei nele e não deixei ele fazer o gol, apesar de seus insistentes pedidos para que eu desse um tempinho para ele, mas eu não deixei ele pagar a promessa e ganhamos a partida por 1 a 0”.
As antigas seleções municipais do norte de Goiás só vieram a evoluir, isto é, obtiveram sua consolidação e consequentemente transformaram-se em clubes, simultaneamente após a implantação do Estado do Tocantins que ocorreu no ano de 1989.

Sobre a criação do Estado do TOCANTINS

Desta forma, gradativamente as respectivas seleções transformaram-se em clubes como foi o caso das seleções: gurupiense(Gurupi Esporte Clube), colinense(Kaburé Esporte Clube), araguainense(Transtrevo Esporte Clube e Araguaína Esporte Clube, atualmente, Araguaína Futebol e Regatas), miracemense(Miracema esporte Clube e Tocantins Esporte Clube), Paraisense(Intercap), alvoradense(Alvorada Esporte Clube), e da própria seleção tocantinopolina que deu origem ao Tocantinópolis Esporte Clube- TEC.
No segundo semestre do referido ano,houve a primeira Copa Tocantins de Futebol Amador(competição equivalente ao campeonato estadual na época),
foi conquista pela equipe do Kaburé

Picture

1º Campeão do Estado do Tocantins

Antônio de Assis – Pará

Picture

 1º Artilheiro do Futebol Tocantinense

Pará foi artilheiro do Campeonato Estadual Amador de 1989 ,jogando pelo Esporte Clube Castelo de Gurupi com 7 gols.

“Antônio de Assis Pereira da Silva – o Pará


Picture

FEDERAÇÃO TOCANTINENSE DE FUTEBOL é fundada em 7 de abril de 1990 tem como presidente a atual Leomar de Melo Quintanilha 
Copa Tocantins também é denominada de Estadual Amador.

Picture

RUI, ARTILHEIRO EM 1990 À ESQUERDA, À DIREITA GOLEIRO CÉLIO CAMPEÕES PELO TOCANTINÓPOLIS EM 1990
“Em princípio, o Campeonato Estadual Tocantinense de Futebol Amador não tinha a mínima estrutura nem dentro nem fora de campo, pois os estádios não tinham arquibancadas, os gramados eram os piores possíveis e a cobertura da imprensa ficava muito a desejar, como ocorre ainda hoje em boa parte das cidades do interior tocantinense, em virtude da ausência de investimentos do poder público e da mídia esportiva local.
Contudo, coube ao poder público tocantinopolino na gestão do então prefeito José Bonifácil Gomes de Souza, um amante do futebol, ora com recursos do próprio município ora com recursos dos governos estadual e federal, criar uma ampla estrutura esportiva na cidade de Tocantinópolis, tornando-a referencia a nível regional especialmente no futebol.
principais realizações do senhor José Bonifácio:

1- A construção da arquibancada, da cobertura e da iluminação do estádio Lauro Assunção;
2- A destinação de 30 salários mínimos mensais do poder público ao TEC;
3- A aquisição de um onibus para o TEC;
4- A construção do centro de treinamento, do alojamento e da sede social do clube;
5- A construção do estádio Ribeirão (o gigante do interior do Tocantins) entre outras obras.
No ano de 1990 é importante ressaltar alguns aspectos importantes dentro do futebol tocantinense, como: as principais praças esportivas já contavam com arquibancadas, alguns clubes de maneira ainda muito tímida contratavam jogadores de outros estados e a imprensa dava seus primeiros passos no cenário esportivo.
No segundo semestre do no de 1990, a diretoria alviverde em parceria com o poder público local e tendo a frente o abnegado dirigente Salim Rodrigues Milhomem, teve uma excelente sacada em termos de estruturação para o Verdão, pois contratou um numeroso plantel de jogadores de clubes do futebol goiano e de cidades circuvizinhas para mesclar com os pratas da casa, visando disputar o estadual amador do referido ano.
Desta maneira, implicitamente, naquela atitude de vanguarda Salim juntamente com os demais diretores do TEC lançavam a primeira semente para a futura profissionalização do futebol tocantinense, uma vez que a referida atitude alviverde obrigava as demais equipes do Estado a seguir o mesmo exemplo, ou seja, abrir os cofres e contratar mais jogadores a fim de poder ao menos competir em pé de igualdade com Verdão do Norte.
O futebol era amador, todavia a diretoria do Tocantinopolis demonstrando extrama organização encarava o certame como se o mesmo fosse profissional e em função dos elevados investimentos em contratações de jogadores, o TEC fez uma campanha impecável dentro e fora de seus domínios e chegou a final de forma invicta contra a equipe do Alvorada.
A desorganização da Copa Tocantins em determinados momentos mostrou-se muito evidente, em função do elevado numero de times e a quantidade exarcebada de ogos, o que culminava com a insuficiencia de recursos financeiros das equipes, pois as mesmas tinham que arcar com: transporte, alimentação, hotel e o salario de determinados atletas. Aspectos conjunturais que os times tocantinenses não estavam acostumados a lidar.
A dificuldade financeira da maioria dos clubes obrigou os dirigentes a paralisar a competição por algumas semanas, com o objetivo de fazer os times “respirarem financeiramente” e retornarem com força total para a fase eliminatória(“mata-mata”)do certame.
Após a paralisação, a Copa Tocantins teve seu prosseguimento normal, contudo, apesar de todo esforço da comissão organizadora do campeonato as duas partidas decisivas só forma ocorrer apenas no ano seguinte, ou seja, em 1991, envolvendo os times do Tocantinopolis e do Alvorada.
O primeiro jogo decisivo aconteceu nos dominios do Verdão do Norte no estadio Lauro Assunção, mas não saiu do placar de 0×0, em virtude de ambas as equipes possuirem defesas bastante solidas e bem postadas, em detreminados momentos, o jogo ficou extremamente feio e sem nenhuma empolgação. O empate, sem sombra de dúvidas, foi um resultado extremamente justo pelo o que ambas as equipes produziram dentro de campo.
No jogo de volta, isto é, na grande final do campeonato o poder público fretou sete ônibus para levar os torcedores até o municipio de Alvorada, isto sem contar os veiculos de particulares, o que fez a torcida alvoradense dividir as acanhadas arquibancadas do estádio Elias Natan meio a meio com os fanáticos torcedores alviverdes.
Em Alvorada, novamente a partida foi amarrada, já que nehuma equipe queria arriscar demais, temendo perder o titulo para o adversário. O placar não poderia ser outro, 0×0, o que levou a decisão para os penãltis.
Depois de várias cobranças de penâltis de ambos os lados, a equipe do Verdão do Norte por ter sido mais eficiente e por contar com o goleiro Célio que defendeu duas cobranças, sagrou-se campeão estadual para delírio da massa alviverde. E ainda de quebra venceu de forma invicta, feito que até hoje não foi alcançado por nenhum clube tocantinense.” Extraído do Livro do TEC.

Em 1991, Novamente o Kaburé sagrou-se campeão do Estadual Amador derrotando na final a  equipe do Interlagos.
Em 1992 o recém-criado Intercap foi último campeão Estadual Amador vencendo a equipe do União Araguainense na final.

Picture

Intercap foi último campeão Estadual Amador

 

FONTE: Site futeboldotocantins.weebly

 

Quando ainda a região fazia parte do estado de Goiás era realizado um torneio chamado de Torneio da Integração do Norte também conhecido por TIN. Era promovido pela LEA – Liga de Esportes de Araguaína. Clube Atlético Paraíso (CAP) foi campeão da 4ªedição do Tin derrotando o Araguaína Futebol Clube em 1981.

As finais foram realizadas em 1982 no dia 14/03/1982 CAP 0-0 Araguaína , em Paraíso. Jogo de volta realizado em Araguaína no dia 21/03/1982, voltaram há empatar no tempo normal e na prorrogação em 0-0. Nos penaltis Cap levou mehor e ganhou por 4-3.CAP foi campeão com a seguinte equipe: Bosco (substituído por Carí), Figueroa, Colombiano (substituído por Rachado),Russo, Arouca, Joaquim Muniz, Mário Papagaio, Humberto Gavião, Luisinho, Marquinhos e Hilton Madeira.Treinador: Durval Ribeiro da Silva

O CAP foi fundado em 1974 e extinto em 1992, época em que fundiu com o Interlagos Esporte Clube e formaram o Intercap. Neste período de 18 anos de existência, o CAP só teve um treinador: Durval Ribeiro da Silva.Década de 70 havia um torneio conhecido por “Jogos do Norte de Goiás e Sul do Pará” e em Dezembro de 1975 o Clube Atlético Paraíso (CAP) conquistou o título deste certame ao derrotar, na partida decisiva, a Seleção de Redenção-PA.

Este foi o primeiro título conquistado pelo CAP.Havia escolhinhas principalmente do Goiás espalhadas pela a região que seria futuramente TOCANTINS. Raramente equipes grandes de Goiás jogavam na região. Outros torneios regionais: 1)Torneio Imprensa de Futebol, organizado pela Rádio Independência do Tocantins (Paraíso) e sua primeira edição aconteceu em 1980, tendo o CAP (Clube Atlético Paraíso) como o grande campeão, tendo disputado a final contra o time de Miranorte;2)

Na década de 80 também foram realizadas algumas edições do Torneio Amizade, disputado entre as equipes de Paraíso, Cristalândia, Pium, Porto Nacional, Aliança, Gurupi, Miranorte, Miracema, entre outras;3)A partir de 1980 começou a ser realizado o Campeonato Cidade de Paraíso, disputado somente com equipes de Paraíso.4) Outras Campeonatos Municipais eram realizados na região por exemplo de Gurupi com equipes A Pioneira Esporte Clube, Associação Esportiva Gurupiense, Mutucão.  

 

FONTE: Site futeboldotocantins.weebly

 

Segue a foto que encontrei da equipe de 2011 do Interlagos de Paraíso do Tocantins.

Fonte: http://esporte.surgiu.com.br/noticia/22550/lep-desclassifica-o-interlagos-e-pec-fara-final-contra-o-cristal-pelo-torneio-da-saudade.html

 

O CAP (Clube Atlético Paraíso) foi uma agremiação da cidade de Paraíso do Tocantins (TO). O ‘Touro Forte’ foi Fundado em 1975, tem a sua Sede fica localizada na Rua 13 de Maio, 388, no Centro de Paraíso do Tocantins.

O CAP permaneceu em atividades por 17 anos consecutivos e sua principal conquista foi o título do IV Torneio de Integração do Norte em 1981. O clube participou do Campeonato Tocantinense em três edições: 1989, 1990 e 1991.

Em 1992, se fundiu com o Interlagos Esporte Clube, dando origem ao Intercap Esporte Clube. Em 2006, Intercap Esporte Clube mudou de nome para Paraíso Esporte Clube, no mesmo ano, conquistou seu primeiro título estadual. Apesar da fusão, o CAP existe até hoje, só que de forma amadora, como é possível constatar na reportagem abaixo, feita no início deste ano.

Considerado como um dos maiores clássicos da cidade de Paraíso do Tocantins, Clube atlético Paraíso x Paraíso Esporte Clube que protagonizaram grandes partidas nas décadas de 80 e 90, fizeram neste domingo, 04 de janeiro de 2015 mais um jogo de confraternização para os atletas e dirigentes das duas agremiações.

O jogo deste domingo reuniu atletas do considerado Estrelinhas do CAP contra a segunda geração dos atletas do PEC.

O jogo de confraternização aconteceu no campo da Trhimil e contou com vários ex-jogadores das duas equipes de Paraíso do Tocantins, familiares, além de torcedores. Dentre os ex-jogadores das duas equipes que não jogaram neste domingo, como Humberto Gavião, Zé Afonso, Velho das Latas, Mário Papagaio, Mauro Faísca, Peba, Siri Bom de Bola, Rachadinho e o sempre massagista, Sirleu, figura folclórica dos campos de Paraíso do Tocantins. 
O placar, talvez, tenha menos importância, mas, sim a confraternização de todos. O CAP venceu o PEC de virada por 3 a 2, com gols de Suzão, Manim e Marcelo, para o PEC foram Cabeludo e Francisley A arbitragem do jogo ficou por conta do médico e Diretor do Hospital Regional de Paraíso, Dr. Rodrigo Barbosa Carneiro.

Como jogo de confraternização, ao final houve entrega de troféus para os dois treinadores das equipes do passado. Durval Ribeiro da Silva recebeu da mão do seu filho Durval Jr. o troféu do CAP, e Ademir Rêgo, do PEC, também recebeu do seu filho James Dean o seu troféu.

Todos discursaram ao final e depois, como sempre, muita comemoração lá mesmo no campo da TRHIMIL“.

 

FONTES e FOTOS: Site Esporte Surgiu – Página do Intercap E.C., no Facebook

 

Segue a foto do Clube Atlético Paraíso, fundado em 1974, também conhecido como CAP.

O clube jogou os estaduais de 1989, 1990 e 1991.

Em 1992, fundiu-se ao Interlagos, formando o Intercap Esporte Clube que, no mesmo ano, conquistou seu primeiro título estadual.

Vale lembrar que, em 1991, o Interlagos havia conquistado o vice-campeonato estadual.

Atualmente, o Intercap usa o nome fantasia de Paraíso Esporte Clube, embora sua razão social ainda permaneça Intercap Esporte Clube.

abs

Fonte: https://www.facebook.com/intercapesporteclube

 

 

 

Prezados,

mais um escudo diferente descoberto da lista enviada pelo Vitor Dias (extraída do site da CBF).

Trata-se da Associação Taquarussú Esporte Clube do bairro Taquaruçu, cidade Palmas em Tocantins.

Ano passado o clube disputou a segunda divisão estadual.

O mesmo foi fundado em 08/02/1991 e tem sede na Rua 29-A Quadra 39 Lote 05.

Escudo encontrado:

 

 

 

 

 

Escudo que conhecia:

 

Após ter apresentado os escudos e uniformes de 25 estados, além do antigo Distrito Federal, restaram dois estados: Mato Grosso do Sul e Tocantins. Como esses dois selecionados não existiam na década de 50, postarei como uma menção honrosa e, assim, fechar com todos os 27 estados brasileiros, encerrando essa longa, porém prazerosa jornada.

 

Foto: Perfil da entidade no Facebook

 

NOME: Ricanato Futebol Clube

CIDADE: Palmas / TO

FUNDAÇÃO: 2012

CORES OFICIAIS: azul / amarelo

HISTÓRICO: Inscreveu-se para as disputas da 2ª divisão tocantinense em 2014.

 

Prezados,

 

Segue o escudo atual do Imagine de TO. É ligeiramente diferente do anterior (incluiu o ano da fundação e o texto agora é em caixa alta).

Atual:

 

 

 

Anterior:

 

 

 

 

Fonte:

http://pt.scribd.com/doc/176680234/S%EF%BF%BDmula-do-jogo-Juventude-x-Imagine-12-10-pdf

 

Prezados,

 

segue em anexo o escudo do Alvorada (TO) que consta no papel timbrado do clube.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: http://pt.scribd.com/doc/176671561/S%EF%BF%BDmula-do-jogo-Escola-Para%EF%BF%BDso-x-Alvorada-12-10-pdf

 

NOME: SOCIEDADE DESPORTIVA SPARTA

CIDADE: Araguaína / TO

FUNDAÇÃO: 25 de fevereiro de 2006

CORES OFICIAIS: preto / azul / branco

HISTÓRICO: Disputará este ano pela primeira vez, a 2ª divisão de futebol profissional do estado.

 

Pessoal encontrei esta notícia abaixo no seguinte link: http://esporte.surgiu.com.br/noticia/22460/pec-divulga-lista-dos-convocados-para-o-jogo-contra-o-interlagos-nesta-quinta-8.html 

Será que este é o Paraíso Original? Vejam que também cita o Interlagos como uma equipe a parte.

Depois de muitos anos inativos, a Liga de esportes de Paraíso do Tocantins, através do seu presidente Osmarivan Moreira (Rachadinho) resolveu realizar mais uma Edição do TORNEIO AMIZADE com quatro equipes que brilharam nesta competição nos idos de 70 de 80.

Na preliminar desta quinta-feira, 8, jogarão PEC – Paraíso Esporte Clube contra o Interlagos Futebol Clube e no jogo de fundo CAP – Clube Atlético Paraíso contra o Cristal Futebol Clube, da cidade de Cristalândia.

A equipe do PEC comandada pelo seu treinador Ademir Rêgo e capitaneada por Idelson Chiclete convocou os seguintes jogadores para este jogo com apresentação às 18hs00 no Estádio Pereira:

Protegido: Paraiso EC (TO)

 08. Gerson Rodrigues, Escudos, Tocantins  Digite sua senha para ver os comentários.
jun 192013
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

EQUIPES PARTICIPANTES:

 

EQUIPE

CIDADE

001

ARAGUAÍNA DE FUTEBOL E REGATAS ARAGUAÍNA – TO

002

ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA E RECREATIVA SÃO JOSÉ PALMAS – TO

003

CLUBE ATLÉTICO CERRADO PARAÍSO – TO

004

ESCOLA PARAÍSO FUTEBOL CLUBE PARAÍSO – TO

005

FORÇA JOVEM FUTEBOL CLUBE LAVANDEIRA – TO

006

IMAGINE FUTEBOL CLUBE PALMAS – TO

007

PALMAS DE FUTEBOL E REGATAS PALMAS – TO

008

PARAÍSO ESPORTE CLUBE PARAÍSO – TO

1ª FASE

GRUPO A 

22.09.2012

IMAGINE

0-3

ESCOLA PARAÍSO

23.09.2012

PARAÍSO

0-0

ARAGUAÍNA

29.09.2012

ARAGUAÍNA

11-1

IMAGINE

30.09.2012

ESCOLA PARAÍSO

2-0

PARAÍSO

05.10.2012

ESCOLA PARAÍSO

0-0

ARAGUAÍNA

06.10.2012

IMAGINE

0-8

PARAÍSO

12.10.2012

ARAGUAÍNA

2-0

ESCOLA PARAÍSO

13.10.2012

PARAÍSO

1-0

IMAGINE

19.10.2012

PARAÍSO

1-1

ESCOLA PARAÍSO

20.10.2012

IMAGINE

0-4

ARAGUAÍNA

27.10.2012

ESCOLA PARAÍSO

4-1

IMAGINE

27.10.2012

ARAGUAÍNA

4-0

PARAÍSO

 

 

 

J

V

E

D

GP

GC

PG

01º

ARAGUAÍNA

06

04

02

00

21

01

14

02º

ESCOLA PARAÍSO

06

03

02

01

10

04

11

03º

PARAÍSO

06

02

02

02

10

07

08

04º

IMAGINE

06

00

00

06

02

31

00

GRUPO B 

22.09.2012

ATLÉTICO CERRADO

1-2

SÃO JOSÉ

23.09.2012

PALMAS

2-1

FORÇA JOVEM

29.09.2012

FORÇA JOVEM

2-1

ATLÉTICO CERRADO

30.09.2012

SÃO JOSÉ

1-1

PALMAS

05.10.2012

ATLÉTICO CERRADO

2-0

PALMAS

05.10.2012

SÃO JOSÉ

2-1

FORÇA JOVEM

13.10.2012

PALMAS

4-0

ATLÉTICO CERRADO

13.10.2012

FORÇA JOVEM

1-0

SÃO JOSÉ

20.10.2012

ATLÉTICO CERRADO

3-2

FORÇA JOVEM

20.10.2012

PALMAS

3-0

SÃO JOSÉ

27.10.2012

SÃO JOSÉ

1-6

ATLÉTICO CERRADO

27.10.2012

FORÇA JOVEM

4-0

PALMAS

 

 

 

J

V

E

D

GP

GC

PG

01º

PALMAS

06

03

01

02

10

08

10

02º

FORÇA JOVEM

06

03

00

03

11

08

09

03º

ATLÉTICO CERRADO

06

03

00

03

13

11

09

04º

SÃO JOSÉ

06

02

01

03

06

13

07

SEMI FINAL 

02.11.2012

ESCOLA PARAÍSO

1-0

PALMAS

04.11.2012

FORÇA JOVEM

2-1

ARAGUAÍNA

10.11.2012

PALMAS

2-0

ESCOLA PARAÍSO

10.11.2012

ARAGUAÍNA

4-2

FORÇA JOVEM

FINAL 

17.11.2012

PALMAS

1-2

ARAGUAÍNA

24.11.2012

ARAGUAÍNA

2-0

PALMAS

* COM ESTES RESULTADOS, O ARAGUAÍNA DE FUTEBOL E REGTAS DE ARAGUAÍNA SAGROU-SE CAMPEÃO TOCANTINENSE – 2ª DIVISÃO DE 2012.

 


Este é o Pintor de Jundiaí Futebol Clube, agremiação da cidade de Jundiaí, fundado em 1953.

Fonte: Marcelo Campos

 

Este é o escudo do Escola Paraíso de Paraíso do Tocantins, que disputará a segundona tocantinense.

 

 

 

 

Fonte: http://rochinhagol.com.br/

 

NOME: OPERÁRIO SPORTING CLUB
FUNDAÇÃO:
SITUAÇÃO: AMADOR
CIDADE: ARAGUAÍNA/TO

 

 

 Mais uma América para pôr na conta. Esse é o América futebol Clube de Palmas, no Estado do Tocantins. A equipe Rubra fica na Aureny III – Palmas (TO). O clube foi fundado no dia 12 de janeiro de 1993. Atualmente o time disputa competições amadoras, mas há uma mobilização para profissionalizar o time já para a próxima temporada.

 

O futebol de Tocantins é pouco conhecido e as informações são escassas. Então por essas pesquisas de meu Deus… Encontrei um novo time, que recentemente completou um ano de vida: SEAT – Sociedade Esportiva Atlético Tocantinense, fundado no dia 5 de março de 2011.

Apesar de o clube ter a sua sede em Palmas, os jogos e treinos acontecem no pequeno município de Lajeado a 53 km da capital. O local com 332,481 km2 de extensão territorial e uma população de cerca de 3 mil habitantes.

Apesar do pouco tempo o Tigrão da Serra (alcunha do SEAT) já possui site (http://atleticotocantinense.com.br/), escolinha, categoria de base e até musa: Luana Costa, 20 anos, com direto a papel de parede e tudo. Mal nasceu e o Atlético Tocantinense já está provando que bate um bolão!

 

Fotos: Site do SEAT

 

O Kaburé Espore Clube, fundado no dia 5 de Janeiro de 1985, na Avenida Dr. Corinto Florêncio, 1.334, no município de Colina de Tocantins (TO). O time já conquistou a Copa Tocantins três vezes: 1993, 1994 e 1996. No amador ergueu o caneco duas vezes: 1989 e 1991.  

 

 Abaixo o primeiro e o atual escudo do Kaburé EC:

Primeiro Escudo

 

Escudo atual

 

 

 

Protegido: Inove Sports de Palmas TO

 10. Michel McNish, Escudos, Tocantins  Digite sua senha para ver os comentários.
ago 292010
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


© 2017 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha