TORNEIO AMIZADE DE FUTEBOL AMADOR DE SANTOS – 1976

LIGA DE FUTEBOL AMADOR DE SANTOS
PERÍODO DE DISPUTA – 07 DE AGOSTO DE 1976 / 13 DE NOVEMBRO DE 1976
CAMPEÃO – 1º QUADROS – ESPORTE CLUBE PRIMOS UNIDOS
CAMPEÃO – 2º QUADROS – OLÍMPICO ESPORTE CLUBE

SÉRIE A

EQUIPE

CIDADE

001

ASSOCIAÇÃO CULTURAL RECREATIVA CASAS BAHIA SANTOS

002

CEAL FUTEBOL CLUBE SANTOS

003

ESPORTE CLUBE PRIMOS UNIDOS SANTOS

004

ESPORTE CLUBE SERGAR SANTOS

005

ESPORTE RECREATIVO PUBLITEC SANTOS

006

NACIONAL ATLÉTICO CLUBE SANTOS

007

VILA SÃO BENTO FUTEBOL CLUBE SANTOS

SÉRIE B

EQUIPE

CIDADE

001

CLUBE ATLÉTICO JORNALEIROS SANTOS

002

ESPORTE CLUBE J. FORTES SANTOS

003

GRÊMIO H. QUINTAS SANTOS

004

MANCHESTER FUTEBOL CLUBE SANTOS

005

OLÍMPICO ESPORTE CLUBE SANTOS

006

SANTO AMARO FUTEBOL CLUBE SANTOS

007

SOCIEDADE RECREATIVA DROPS CLUBE SANTOS
 

O Santa Maria Atlético Clube foi fundado em 08 de Outubro de 1925. É um dos times mais antigos da Liga de Futebol Amador de Santos e da Federação Paulista de Futebol.

Fonte:

http://www.giginarede.com.br/varzea/santamaria.asp

 

EQUIPES PARTICIPANTES:

EQUIPE

CIDADE

001

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA FERROVIÁRIA BOTUCATU

002

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA FERROVIÁRIA ASSIS

003

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA ITAPETININGA ITAPETININGA

004

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA RIOPARDENSE SÃO JOSÉ DO RIO PARDO

005

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA SALTENSE SALTO

006

ASSOCIAÇÃO ESPORTIVA GUARATINGUETÁ GUARATINGUETÁ

007

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA DE ESPORTES RIBEIRÃO PRETO

008

BANDEIRANTE ESPORTE CLUBE BIRIGUI

009

BARRETOS FUTEBOL CLUBE BARRETOS

010

CLUBE ATLÉTICO OURINHENSE OURINHOS

011

CLUBE ATLÉTICO TAQUARITINGA TAQUARITNGA

012

CLUBE ATLÉTICO USINA SANTA BÁRBARA SANTA BÁRBARA D’OESTE

013

CORINTHIANS FUTEBOL CLUBE SANTO ANDRÉ

014

ESPORTE CLUBE COMERCIAL MARÍLIA

015

ESPORTE CLUBE ENGUAGUAÇU SANTOS

016

ESPORTE CLUBE NOROESTE BAURU

017

ESPORTE CLUBE TAUBATÉ TAUBATÉ

018

GUARANI FUTEBOL CLUBE CAMPINAS

019

OPERÁRIO FUTEBOL CLUBE ARARAS

020

PALESTRA FUTEBOL CLUBE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

021

RIO CLARO FUTEBOL CLUBE RIO CLARO

022

SÃO JOAQUIM FUTEBOL CLUBE SÃO JOAQUIM DA BARRA

1ª ELIMINATÓRIA

DATA

 

  LOCAL

05.09.1943

OURINHENSE

1

X

1

FERROVIÁRIA(B) OURINHOS

05.09.1943

NOROESTE

3

X

2

COMERCIAL BAURU

05.09.1943

TAQUARITINGA

2

X

1

PALESTRA SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

05.09.1943

PORTUGUESA

3

X

0

SÃO JOAQUIM RIBEIRÃO PRETO

05.09.1943

OPERÁRIO

0

X

0

RIOPARDENSE ARARAS

05.09.1943

SALTENSE

5

X

2

ITAPETININGA SALTO

05.09.1943

GUARANI

4

X

1

USINA SANTA BÁRBARA SANTA BÁRBARA D’OESTE

05.09.1943

TAUBATÉ

7

X

1

GUARATINGUETÁ TAUBATÉ

05.09.1943

ENGUAGUAÇU

2

X

2

CORINTHIANS SANTOS

12.09.1943

FERROVIÁRIA(B)

1

X

1

OURINHENSE BOTUCATU

12.09.1943

COMERCIAL

1

X

1

NOROESTE MARÍLIA

12.09.1943

TAQUARITINGA

2

X

0

PALESTRA TAQUARITINGA

12.09.1943

SÃO JOAQUIM

3

X

2

PORTUGUESA SÃO JOAQUIM DA BARRA

12.09.1943

RIOPARDENSE

5

X

0

OPERÁRIO SÃO JOSÉ DO RIO PARDO

12.09.1943

GUARANI

9

X

2

USINA SANTA BÁRBARA CAMPINAS

12.09.1943

GUARATINGUETÁ

1

X

1

TAUBATÉ GUARATINGUETÁ

12.09.1943

ENGUAGUAÇU

2

X

1

CORINTHIANS SANTO ANDRÉ

15.09.1943

FERROVIÁRIA(B)

2

X

0

OURINHENSE BOTUCATU

(*) O ITAPETININGA FOI ELIMINADO POR NÃO TER REGULARIZADO SEUS JOGADORES A TEMPO DE DISPUTAR A SEGUNDA PARTIDA.

2ª ELIMINATÓRIA

DATA

 

  LOCAL

19.09.1943

GUARANI

3

X

1

SALTENSE CAMPINAS

19.09.1943

RIOPARDENSE

1

X

0

PORTUGUESA RIBEIRÃO PRETO

19.09.1943

FERROVIÁRIA(A)

2

X

0

FERROVIÁRIA(B) ASSIS

19.09.1943

TAUBATÉ

6

X

1

ENGUAGUAÇU TAUBATÉ

19.09.1943

BANDEIRANTE

1

X

1

NOROESTE BIRIGUI

19.09.1943

TAQUARITINGA

5

X

2

RIO CLARO TAQUARITINGA

26.09.1943

SALTENSE

2

X

1

GUARANI SALTO

26.09.1943

RIOPARDENSE

1

X

0

PORTUGUESA SÃO JOSÉ DO RIO PARDO

26.09.1943

FERROVIÁRIA(A)

3

X

1

FERROVIÁRIA(B) BOTUCATU

26.09.1943

ENGUAGUAÇU

3

X

3

TAUBATÉ SANTOS

26.09.1943

NOROESTE

2

X

0

BANDEIRANTE BAURU

26.09.1943

RIO CLARO

4

X

2

TAQUARITINGA RIO CLARO

3ª ELIMINATÓRIA

DATA

 

  LOCAL

10.10.1943

RIOPARDENSE

1

X

1

GUARANI SÃO JOSÉ DO RIO PARDO

10.10.1943

BARRETOS

1

X

1

TAQUARITINGA BARRETOS

10.10.1943

NOROESTE

6

X

3

FERROVIÁRIA(A) BAURU

17.10.1943

GUARANI

5

X

2

RIOPARDENSE CAMPINAS

17.10.1943

TAQUARITINGA

2

X

0

BARRETOS TAQUARITINGA

17.10.1943

NOROESTE

4

X

1

FERROVIÁRIA(A) ASSIS

SEMIFINAIS

DATA

 

  LOCAL

24.10.1943

TAUBATÉ

2

X

1

NOROESTE TAUBATÉ

24.10.1943

GUARANI

2

X

1

TAQUARITINGA TAQUARITINGA

31.10.1943

NOROESTE

4

X

0

TAUBATÉ BAURU

31.10.1943

GUARANI

9

X

0

TAQUARITINGA CAMPINAS

FINAIS

DATA

 

  LOCAL

07.11.1943

NOROESTE

1

X

0

GUARANI SÃO PAULO

10.11.1943

NOROESTE

0

X

0

GUARANI SÃO PAULO

CAMPEÃO – ESPORTE CLUBE NOROESTE (BAURU – SP)

 

EQUIPES PARTICIPANTES:

EQUIPE

CIDADE

001

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA FERROVIÁRIA BOTUCATU

002

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA INTERNACIONAL LIMEIRA

003

ASSOCIAÇÃO ESPORTIVA GUARATINGUETÁ GUARATINGUETÁ

004

BARRETOS FUTEBOL CLUBE BARRETOS

005

BATATAIS FUTEBOL CLUBE BATATAIS

006

CLUBE ATLÉTICO BANDEIRANTES SÃO CARLOS

007

CLUBE ATLÉTICO BRAGANTINO BRAGANÇA PAULISTA

008

CLUBE ATLÉTICO ITUANO ITU

009

CLUBE ATLÉTICO TAQUARITNGA TAQUARITINGA

010

ESTRELA DA SAÚDE FUTEBOL CLUBE SÃO PAULO

011

FORTALEZA ESPORTE CLUBE BARRETOS

012

JABOTICABAL ATLÉTICO JABOTICABAL

013

RIO PRETO ESPORTE CLUBE SÃO JOSÉ DO RIO PRETO

014

SOCIEDADE ESPORTIVA SANJOANENSE SÃO JOÃO DA BOA VISTA

015

UNIÃO FUTEBOL CLUBE MOGI DAS CRUZES

1ª FASE

SÉRIE AZUL-BRANCA

09.12.1956

ITUANO

2-1

GUARATINGUETÁ

09.12.1956

INTERNACIONAL

2-1

ESTRELA DA SAÚDE

09.12.1956

UNIÃO

7-1

FERROVIÁRIA

09.12.1956

SANJOANENSE

3-1

BRAGANTINO

16.12.1956

FERROVIÁRIA

1-0

INTERNACIONAL

16.12.1956

BRAGANTINO

1-0

UNIÃO

16.12.1956

ESTRELA DA SAÚDE

3-1

ITUANO

16.12.1956

GUARATINGUETÁ

1-1

SANJOANENSE

23.12.1956

FERROVIÁRIA

0-0

ITUANO

23.12.1956

INTERNACIONAL

1-1

UNIÃO

23.12.1956

GUARATINGUETÁ

7-1

BRAGANTINO

23.12.1956

ESTRELA DA SAÚDE

2-1

SANJOANENSE

30.12.1956

BRAGANTINO

3-3

ESTRELA DA SAÚDE

30.12.1956

UNIÃO

1-1

GUARATINGUETÁ

30.12.1956

ITUANO

1-1

INTERNACIONAL

30.12.1956

SANJOANENSE

3-1

FERROVIÁRIA

06.01.1957

FERROVIÁRIA

W0-0

BRAGANTINO

06.01.1957

UNIÃO

3-1

ITUANO

06.01.1957

SANJOANENSE

2-1

INTERNACIONAL

06.01.1957

ESTRELA DA SAÚDE

0-2

GUARATINGUETÁ

13.01.1957

ITUANO

1-2

SANJOANENSE

13.01.1957

GUARATINGUETÁ

6-2

FERROVIÁRIA

13.01.1957

UNIÃO

3-1

ESTRELA DA SAÚDE

13.01.1957

INTERNACIONAL

4-2

BRAGANTINO

20.01.1957

GUARATINGUETÁ

2-0

INTERNACIONAL

20.01.1957

SANJOANENSE

2-0

UNIÃO

20.01.1957

BRAGANTINO

2-2

ITUANO

25.01.1957

ESTRELA DA SAÚDE

3-2

FERROVIÁRIA

27.01.1957

GUARATINGUETÁ

2-1

ITUANO

27.01.1957

ESTRELA DA SAÚDE

1-1

INTERNACIONAL

27.01.1957

FERROVIÁRIA

1-0

UNIÃO

27.01.1957

BRAGANTINO

3-1

SANJOANENSE

03.02.1957

INTERNACIONAL

3-0

FERROVIÁRIA

03.02.1957

UNIÃO

2-0

BRAGANTINO

03.02.1957

ITUANO

3-1

ESTRELA DA SAÚDE

03.02.1957

SANJOANENSE

3-1

GUARATINGUETÁ

10.02.1957

ITUANO

0-1

FERROVIÁRIA

10.02.1957

UNIÃO

4-1

INTERNACIONAL

10.02.1957

BRAGANTINO

1-0

GUARATINGUETÁ

10.02.1957

SANJOANENSE

2-1

ESTRELA DA SAÚDE

17.02.1957

ESTRELA DA SAÚDE

1-2

BRAGANTINO

17.02.1957

GUARATINGUETÁ

2-2

UNIÃO

17.02.1957

INTERNACIONAL

0-1

ITUANO

17.02.1957

FERROVIÁRIA

2-1

SANJOANENSE

24.02.1957

BRAGANTINO

1-0

FERROVIÁRIA

24.02.1957

ITUANO

2-0

UNIÃO

24.02.1957

INTERNACIONAL

4-3

SANJOANENSE

24.02.1957

GUARATINGUETÁ

4-1

ESTRELA DA SAÚDE

10.03.1957

SANJOANENSE

4-2

ITUANO

10.03.1957

FERROVIÁRIA

1-1

GUARATINGUETÁ

10.03.1957

ESTRELA DA SAÚDE

2-0

UNIÃO

10.03.1957

BRAGANTINO

3-2

INTERNACIONAL

17.03.1957

FERROVIÁRIA

2-1

ESTRELA DA SAÚDE

17.03.1957

INTERNACIONAL

0-6

GUARATINGUETÁ

17.03.1957

UNIÃO

2-1

SANJOANENSE

17.03.1957

ITUANO

5-3

BRAGANTINO

 

 

J

V

E

D

GP

GC

PG

01º

GUARATINGUETÁ

14

07

04

03

36

16

18

02º

SANJOANENSE

14

08

01

05

29

22

17

03º

UNIÃO

14

06

03

05

25

17

15

04º

BRAGANTINO

14

06

02

06

23

30

14

05º

FERROVIÁRIA

14

06

02

06

14

26

14

06º

ITUANO

14

05

03

06

22

23

13

07º

INTERNACIONAL

14

04

03

07

20

28

11

08º

ESTRELA DA SAÚDE

14

04

02

08

21

28

10

SÉRIE VERDE – AMARELA

09.12.1956

TAQUARTINGA

1-0

FORTALEZA

09.12.1956

BATATAIS

4-0

RIO PRETO

09.12.1956

BANDEIRANTES

3-3

JABOTICABAL

16.12.1956

RIO PRETO

2-1

BARRETOS

16.12.1956

JABOTICABAL

2-3

TAQUARITINGA

16.12.1956

FORTALEZA

1-2

BATATAIS

23.12.1956

BARRETOS

4-0

FORTALEZA

23.12.1956

TAQUARITINGA

4-2

BANDEIRANTES

23.12.1956

RIO PRETO

4-2

JABOTICABAL

30.12.1956

JABOTICABAL

1-1

BATATAIS

30.12.1956

BANDEIRANTES

2-2

BARRETOS

30.12.1956

FORTALEZA

1-2

RIO PRETO

06.01.1957

BARRETOS

1-0

TAQUARITINGA

06.01.1957

BATATAIS

3-0

BANDEIRANTES

06.01.1957

JABOTICABAL

3-2

FORTALEZA

13.01.1957

TAQUARITINGA

4-0

BATATAIS

13.01.1957

BANDEIRANTES

1-1

RIO PRETO

13.01.1957

BARRETOS

6-0

JABOTICABAL

20.01.1957

FORTALEZA

1-3

BANDEIRANTES

20.01.1957

BATATAIS

4-4

BARRETOS

20.01.1957

RIO PRETO

2-2

TAQUARITINGA

27.01.1957

FORTALEZA

2-3

TAQUARTINGA

27.01.1957

RIO PRETO

3-3

BATATAIS

27.01.1957

JABOTICABAL

1-0

BANDEIRANTES

03.02.1957

BARRETOS

3-1

RIO PRETO

03.02.1957

TAQUARITINGA

3-1

JABOTICABAL

03.02.1957

BATATAIS

2-1

FORTALEZA

10.02.1957

BARRETOS

4-1

FORTALEZA

10.02.1957

BANDEIRANTES

1-1

TAQUARITINGA

10.02.1957

JABOTICABAL

3-1

RIO PRETO

17.02.1957

BATATAIS

2-1

JABOTICABAL

17.02.1957

BARRETOS

5-2

BANDEIRANTES

17.02.1957

RIO PRETO

5-2

FORTALEZA

24.02.1957

TAQUARITINGA

1-3

BARRETOS

24.02.1957

BANDEIRANTES

3-1

BATATAIS

24.02.1957

FORTALEZA

0-0

JABOTICABAL

10.03.1957

BATATAIS

1-0

TAQUARITINGA

10.03.1957

RIO PRETO

4-0

BANDEIRANTES

10.03.1957

JABOTICABAL

3-3

BARRETOS

17.03.1957

BANDEIRANTES

1-1

FORTALEZA

17.03.1957

BARRETOS

1-0

BATATAIS

17.03.1957

TAQUARITINGA

3-1

RIO PRETO

 

 

J

V

E

D

GP

GC

PG

01º

BARRETOS

12

08

03

01

37

16

19

02º

TAQUARITINGA

12

07

02

03

25

16

16

03º

BATATAIS

12

06

03

03

23

19

15

04º

RIO PRETO

12

05

03

04

26

25

13

05º

JABOTICABAL

12

03

04

05

20

28

10

06º

BANDEIRANTES

12

02

05

05

18

27

09

07º

FORTALEZA

12

00

02

10

12

30

02

FINAL

24.03.1957

GUARARINGUETÁ

3-2

BARRETOS

31.03.1957

BARRETOS

6-0

GUARARINGUETÁ

07.04.1957

BARRETOS

6-1

GUARARINGUETÁ

CAMPEÃO – BARRETOS FUTEBOL CLUBE (BARRETOS-SP)

 

O clube foi fundado em 05 de Junho de 1978. A conversa sobre a fundação do clube foi realizada no bar do “Bodinho”, entre cinco amigos. Em busca de uma identidade própria, o Serrano criou seu distintivo inspirado em dois clubes da cidade: O Santos FC e o Império Serrano. A escolha foi feita por cinco amigos, um deles torcedor do Império e quatro do Santos.

Fonte:

http://www.giginarede.com.br/varzea/serrano.asp

 

O clube foi fundado em 12 de Janeiro de 1924, por desportistas que moravam próximo ao Largo das Palmeiras. Até que se prove o contrário, é o único Palmeiras alvinegro do Brasil.

Fonte:

http://leivinha.com.br/site/?page_id=80

http://palmeirasfutebolclube.com.br/novo/

http://www.futebolnacional.com.br/

 

 

O Sport Club Sorocabano ou “diabo rubro”, como ficou conhecido, foi uma das primeiras equipes de futebol da cidade de Sorocaba. Foi fundado na data de 7 de setembro de 1903, por jovens idealistas, inspirados no Club Athletico Sorocabano, adotando as cores vermelha e branca em seus uniformes.

Sua sede era localizada na Rua São Bento, área central da cidade e chegou a possuir campo próprio. Foi uma equipe da alta sociedade sorocabana do início do século XX.

Filiou-se mais tarde a APSA (Associação Paulista de Sports Athleticos) e passou a disputar os campeonatos do interior organizados por esta entidade.

Foi, durante longos anos, uma das maiores agremiações futebolísticas da cidade de Sorocaba, tendo como seu maior rival o Esporte Clube São Bento.

Após algumas décadas o Sorocabano entrou em decadência e acabou abandonando o futebol, tornando-se apenas um clube social e posteriormente extinto em 1949.

 

FONTES:

Wikipedia

Ilson Pinhalvel

Meu acervo

Escudo digitalizado por Virginio Saldanha

Foto fornecida por Ilson Pinhalvel e digitalizada por Marco Basile

 

O Fortaleza Clube foi um dos primeiros times de futebol da cidade de Sorocaba. Fundado em 7 de novembro de 1904, por Nicolau Parella e Romano Biazoli, ambos funcionarios das indústrias texteis Santa Rosália (atual bairro de Santa Rosália), com o nome de Sport Club Santa Rosalia, para a prática do futebol entre os funcionários daquela fábrica de tecidos.

Mais tarde, a mesma fábrica passou a ser administrada pelo inglês Joseph Klirck, que além de esportista, tinha estreita relação com Charles Miller. Como bom bretão, Klirck incentivou a prática do futebol, instruindo a equipe e doando a primeira bola de futebol.

Foi em uma viagem ao nordeste brasileiro que Klirck, inspirado pela bela cidade de Fortaleza, rebatizou a equipe como Fortaleza Foot-Ball Club.

Porém, nos anos 20 adotou o novo uniforme nas cores vermelho, preto e branco, além de seu nome oficial para Fortaleza Clube.

Mais tarde, em 1906, o recém fundado Sport Club Floresta, de Santa Rosália fez fusão com o Fortaleza Foot-Ball Club, prevalecendo o nome Fortaleza. Suas cores originais eram o verde e branco.

O Fortaleza foi considerado o único rival a altura do Savóia de Votorantim, então bairro da cidade de Sorocaba, em que várias vezes as equipes se enfrentavam dentro e fora de campo.

Em 1940, o empresário Severino Pereira da Silva assumiu a administração da empresa, e em 1942 inaugurou o seu estádio próprio Estádio Severino Pereira da Silva. Este foi o primeiro estádio da cidade de Sorocaba a receber iluminação artificial para jogos noturnos, sendo inaugurado no dia 19 de julho de 1952.

Em sua história, o Fortaleza se destaca pela vitória sobre o C.R. Flamengo por 4 x 1, no dia 1º de março de 1947. Foi, por várias vezes, campeão dos torneios amadores de Sorocaba e região, tendo se tornado Campeão Amador de Sorocaba por 13 vezes, se destacando pelo tetra-campeonato de 1949, 1950, 1951 e 1952 e pelo tri-campeonato de 1967, 1968 e 1969, além de Campeão do Interior em 1948.

Muitos atletas sorocabanos passaram pelo clube, tais como Oberdan Cattani, Zecão e Hélio (goleiros) e Wilson Campos. Em 1970 o clube extinguiu seu departamento de futebol e a especulação imobiliária deu fim ao estádio e sede social

 

FONTES:

Wikipedia

Ilson Pinhalvel

Meu acervo

Escudos digitalizados por Virginio Saldanha

Fotos fornecidas por Ilson Pinhalvel e digitalizadas por Marco Basile

 

NOME: ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA GUAREIENSE
FUNDAÇÃO: 1939
SITUAÇÃO: EXTINTO
ENDEREÇO: PC CEL ANIBAL CASTANHO 317 – CEP 18250-000
CIDADE: GUAREÍ/SP
ESTÁDIO: MUNICIPAL  HIDERALDO NOLASCO DE OLIVEIRA
 

EQUIPE NA DÉCADA DE 1970

Crédito do desenho do escudo para Virgínio Saldanha.

 

O clube começou inicialmente como time infantil em 02 de Março de 1960. Esteve em atividade até o ano de 1968. Logo após a inatividade, em 1968, o pessoal do Alvi-Verde FC passou a defender o Caravelas Praia Clube nos campeonatos de futebol de praia.

Fonte:

http://www.varzeasantista.com/equipes/alvi-verde-f-c/

 

 

O FUTEBOL NA VILA SÃO GERALDO

Arthur Audrá, antigo proprietário da Companhia Fabril de Juta Taubaté, era um fervoroso esportista. Inclusive, foi um dos fundadores do Taubaté Country Club e ex-presidente do Esporte Clube Taubaté. Em 1938, Audrá montou, no distrito de Quiririm, um imbatível time de futebol com o nome de Quiririm Juta Fabril Futebol Clube, de curta trajetória, mas que ficou na memória dos taubateanos devido à categoria indiscutível de seu elenco de jogadores.

Com a construção da Vila Fabril de Juta, em 1938, hoje Vila Nossa  Senhora das Graças, foi fundado um time de futebol para representar o novo bairro, com a denominação de União Fabril de Juta (campeão amador em 1946 e 1947). Após a construção da Vila Fabril de Juta, o arrojado empresário Arthur Audrá iniciou a construção da Vila São Geraldo em 1944, equipada de parque esportivo, campo de futebol e uma suntuosa sede social (construída na Vila Fabril de Juta) onde se realizavam inesquecíveis bailes dançantes e carnavalescos. Esse clube esportivo recebeu o nome de Grêmio São Geraldo e representava o bairro Vila São Geraldo, com seu time de futebol.

Existiam, portanto, dois times de futebol distintos: União Fabril de Juta (Vila Fabril de Juta) e Grêmio São Geraldo (Vila São Geraldo) ambos sob a tutela da Companhia Fabril de Juta Taubaté.

O Grêmio São Geraldo nasceu com uma grande estrutura composta de sede, conjunto poliesportivo denominado de Parque Infantil e um aconchegante campo de futebol, hoje Estádio Geraldo de Lima Franco, pertencente atualmente à municipalidade, mas sob a tutela administrativa da Associação Esportiva Vila São Geraldo,

No fim dos anos 40 as duas agremiações foram extintas surgindo apenas uma para representar a Fábrica Fabril de Juta, cuja denominação do novo time de futebol passou a ser Grêmio Juta Fabril (campeão amador em 1948 e 1961).

Com o fim do Grêmio São Geraldo, a Vila ficou sem representante no futebol (de 1947 a 1952), pois apesar de o campo do Grêmio Juta Fabril ser no bairro, a sede social e o corpo diretivo ficavam na Vila Fabril (Vila das Graças), o que mexeu com os brios dos moradores esportistas. Heroica e corajosamente, alguns esportistas fundaram em 11 de dezembro de 1953, a gloriosa e querida Associação Esportiva Vila São Geraldo.

Quanto ao time do Grêmio Juta Fabril, com a falência da Companhia Fabril de Juta Taubaté, tornou-se insolvente e encerrou suas atividades no ano de 1974.

As reuniões realizadas para fundação do novo time aconteceram na residência do saudoso Antero Ferreira da Silva. Delas participaram os senhores Antero Ferreira da Silva, Antonio Martins Franco, José Alves Machado, Antonio Campos, Hélio Ribeiro, Aristides de Paula, José Alexandre (papagaio), Manuel Lopez, Osvaldo Barbosa, João Bosco, Valmor de Sousa e Enélio Dolcinote.

 

Uma das formações do time na década de cinquenta.

 

Devido a dificuldades financeiras, o futebol amador do Vila São Geraldo parou em 1964, deixando uma grande lacuna no bairro, apesar dos esforços dos esportistas da época, entre eles, Vicente Fonseca Lima, um dos responsáveis pela existência do Vila.

Para felicidade dos esportistas do bairro, surgiu na Vila São Geraldo um timaço de futebol, que disputava partidas amistosas nas tardes de sábado e que tinha o sugestivo nome de “Brasinha”.

Envergavam as jaquetas grenás deste time verdadeiros craques da bola como Niltinho, Luzia, Biel, Pakuera, Ademir Vitório, Lelé e muitos outros talentos, todos, por sinal, moradores da Vila São Geraldo.
Para a alegria de todos ressurgia através do “Brasinha” a Associação Esportiva Vila São Geraldo, que até hoje adota o “Diabinho”, como símbolo do time.

Recebi os livros NOSSA VILA SÃO GERALDO “Histórias e Estórias”  e HISTÓRIA DA A.E. VILA SÃO GERALDO ”Garra e Dedicação ao Futebol Amador”, ambos de autoria do escritor CLAUDIO DE MORAIS.

São obras valiosas, escritas com sabedoria e conhecimento, e que retratam personagens e acontecimentos vividos por uma comunidade.

Parabéns ao Claudio de Morais, por preservar a memória do bairro Vila São Geraldo, de seu povo, e da entidade esportiva que, com dignidade, carrega seu nome.

 

 

 

Os interessados em adquirir essas obras, podem entrar em contato com o autor através dos telefones (12) 3622-6461 e (12) 9124-7167 ou através do e-mail: vsgclaudio@ig.com.br.

 

FONTES:

SITE DO CLUBE

NOSSA VILA SÃO GERALDO “Histórias e Estórias”  e HISTÓRIA DA A.E. VILA SÃO GERALDO ”Garra e Dedicação ao Futebol Amador”, ambos de autoria do escritor CLAUDIO DE MORAIS.

Escudo digitalizado por Virginio Saldanha

 

Mudando os ares, seguem dois escudos de times de Futebol de Praia, da cidade de Santos/SP. Os escudos do Califórnia Atlético Clube e do Pioneiros Clube Recreativo, clube fundado em 14 de Agosto de 1938.

Fonte:

http://www.giginarede.com.br/

 

SÃO JOAQUIM DA BARRA – “A JOIA DA ALTA MOGIANA”

 

História

 

O município já se chamou Jussara, São Joaquim de Oiçaí, São Joaquim de Nuporanga, Capão do Meio e São Joaquim. Acrescentou-se da Barra ao nome por causa do córrego da Barra divisor dos municípios de Ipuã e São Joaquim da Barra. Pouso habitual de viajantes e tropeiros no percurso entre Ipuã e Nuporanga.

O município surgiu no início do século XIX, devido ao êxodo dos moradores do sul da Província de Minas Gerais, atraídos pela riqueza da terra, pelo clima agradável e boas aguadas. Nascia o povoado de São Joaquim quase 100 anos depois disto, em 1898. Trilhos da Companhia Mogiana e da primeira casa de comércio na estrada que ligava Batatais e Nuporanga a Sant’Ana dos Olhos d’Água(hoje Ipuã) foram motivos do crescimento do município.

Em 1901, começou a construção da primeira capela que teve como padroeiro, São Joaquim e o Distrito de São Joaquim foi criado pela Lei Estadual nº 859, de 6 de dezembro de 1902.

Em 19 de dezembro de 1906 foi levado a categoria de vila pela lei nº 1038. Criado o município pela lei estadual nº 1588 de 16 de dezembro de 1917, com território desmembrado de Orlândia, elevando sua sede à categoria de cidade.

Em 30 de novembro de 1944, pelo Decreto Lei Estadual nº 14374, o nome foi mudado para São Joaquim da Barra.

 

O FUTEBOL

Em São Joaquim,  a primeira notícia de futebol aparece no final do ano de 1915.  O jovem Avelino Cozza, pelas suas extraordinárias qualidades futebolísticas, foi desde esse início, a alma do futebol na vila.  O futebol em todas as cidades do interior, sempre sofreu de altos e baixos, momentos de glória e instantes de marasmo. Assim em 1920, reorganizando tudo que acontecera no futebol da cidade, até então, exatamente a 20 de abril de 1920, uniram-se as forças esportivas para fundar o São Joaquim Futebol Club (S.J.F.C.).

 

 

A estrela amarela de cinco pontas, simboliza a conquista pelo S.J.F.C. do título de Campeão Paulista de Profissionais da série B2 no ano de 1995.

 

A primeira diretoria do clube ficou assim formada: PRESIDENTE: Manoel Mafud;  VICE-PRESIDENTE: Antônio Mendes de Oliveira; PRIMEIRO SECRETÁRIO:  Ayres Barbosa da Silva.; SEGUNDO SECRETÁRIO: Othello Mélega e TESOUREIRO: Clemente de Lollo.

Nas décadas de 20 e 30, os grandes ídolos foram Avelino Cozza, Pedro Pierre, Ítalo Paschoal, Humberto Monassi e Paulino Nicolau. Em 1923 o S.J.F.C. chegou a jogar com o famoso time do Paulistano que fizera um furor na Europa. Fomos honrosamente derrotados por 4 a 2.   Nas dècadas de 40 e 50 os grandes ídolos foram: o goleiro Cera, o zagueiro Ferraciolli e principalmente o atacante Fábio Prócida.

 

Em 31 de outubro de 1948 o S.J.F.C., carinhosamente chamado de Espigão, ficou conhecido em todo o país por ter vencido a S.E. Palmeiras, com o famoso goleiro Oberdan, por 2 a 1.  Nessa mesma época aqui esteve o São Paulo F.C., com o famosíssimo Leônidas da Silva.

Em 1958 o campo do espigão, que era quase no centro da cidade foi loteado, para ser reconstruído na Vila Deieno. Hoje ele ali tem uma bela sede, piscinas, estádio e quadras de tênis.

 

Sede do São Joaquim Futebol Clube – Rua São Vicente de Paula, 845 – Alto Bela Vista

.

 

 

Em 3 de fevereiro de 1942 foi fundada por Sr. Izéquias Parada, Anor Ferracioli e Paulino Nicolau, a Associação Atlética Joaquinense (A.A.J.).  Essa agremiação passou a ser chamada de ‘Baixada”.

 

 

Sede da Associação Atlética Joaquinense – Rua Voluntário Geraldo, 390

FONTES:

Wikipedia

Crônicas e fotos de São Joaquim da Barra de Lúcio Falleiros

Sites dos clubes

Meu acervo

Escudos digitalizados por Virginio Saldanha

 

NOME: ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA NOVA ODESSA
FUNDAÇÃO: 07/07/1978
SITUAÇÃO: EXTINTO
ENDEREÇO: RUA ARISTEU VALENTE 370 – CEP 13460-000
CIDADE: NOVA ODESSA/SP
ESTÁDIO: MUNICIPAL NATAL GAZZETTA (CAMPO DO PROGRESSO)
TÍTULOS: CAMPEÃO AMADOR 1980
 

EQUIPE CAMPEÃO 1980

FONTES:

http://br.w393.com/ASSOCIACAO+ATLETICA+NOVA+ODESSA+Rever/3393962

http://wooki.com.br/w/cnpj/Associacao%20Atletica%20Nova%20Odessa/cD2xdtaJty3Bcg8/ilWrPtsloh

http://www.jusbrasil.com.br/diarios/4807689/pg-31-ineditoriais-diario-oficial-do-estado-de-sao-paulo-dosp-de-23-01-1979

 

OBS: PEÇO DESCULPAS, MAS EU NÃO LOCALIZEI A FONTE DA FOTO. EU A SALVEI DA INTERNET A UM TEMPO ATRÁS E NÃO GUARDEI O LINK.

 

O  Associação Atlética Palmeiras, da cidade de Santos/SP, foi fundada em 1952. Sua sede na Vila Mathias.

Fonte:

http://www.varzeasantista.com/uniformes/

 

O Colonial Futebol Clube foi fundado no inicio dos anos cinquenta e esteve em atividade até 1968. Seu uniforme eram nas cores verde e branca.

Fonte:

http://www.varzeasantista.com/equipes/colonial-f-c/

 

O clube foi fundado em 1948 . É originária da Av. Pedro Lessa esquina com Av. Senador Dantas, local próximo ao antigo Cine Santo Antonio.

Fonte:

http://www.varzeasantista.com/category/equipes/ponte-preta-fc/

 

O Esporte Clube Pedra 90, da cidade de Santos/SP, foi fundado no ano de 1970 na Rua Tiro 11 com a Rua Xavier da Silveira, mais exatamente no Bar do Careca (instalado no famoso Edifício Dias). Trabalhadores do cais e de empresas de transporte resolveram fundá-lo em homenagem a Seleção Brasileira de Futebol, campeã no México em 1970. O nome Pedra 90 é inspirado em uma música do Nélson Rodrigues e quer dizer sinceridade, segundo conta Geraldo, o presidente do time na época da fundação.

Fonte:

http://www.novomilenio.inf.br/santos/h0100b36b.htm

http://www.varzeasantista.com/

 

O clube foi fundado no dia 4 de Agosto de 1913. Inicialmente o time se chamava de Sport Club Arromba. Em 1917, houve uma proposta para mudança do nome para Villa Americana Foot Ball Club, ou seja, a designação da cidade na época. Mas, em Assembléia Geral de 16 de Setembro do mesmo ano, definiu-se, por votação, a primeira mudança de nome, passando para Rio Branco Football Club, muito provavelmente em homenagem ao Barão do Rio Branco. O Rio Branco Esporte Clube nasceu, em 1979, da fusão do Americana Esporte Clube (até 1976 chamava-se EC Vasco da Gama) e do Rio Branco Football Club. Segue, abaixo, os escudos que fazem parte da história do Rio Branco EC, da cidade de Americana.

Fonte:

http://www.riobrancoesporteclube.com.br/

http://www.futebolnacional.com.br/

http://www.riobrancana.xpg.com.br/histo.htm

http://www.jogolimpo.com/blogdoriobranco/

 

O AMOR À PÁTRIA FUTEBOL CLUBE,  foi o primeiro time de várzea a surgir nas imediações da Rua Antonio Fonseca, no bairro de Vila Maria, tendo encerrado suas atividades por volta de 1943/1944.

Bandeirantes Futebol Clube

Foi então que, na data de 8 de março de 1944, membros das famílias Carvalho e Martins, muitos deles ex-jogadores do AMOR À PÁTRIA FUTEBOL CLUBE, fundaram o BANDEIRANTES FUTEBOL CLUBE que, mais tarde, no dia 15 de novembro de 1948, passou a se chamar BANDEIRA PAULISTA FUTEBOL CLUBE, carinhosamente conhecido por BANDEIRA.

O BANDEIRA revelou diversos craques, alguns deles que chegaram  a se profissionalizar e atuar por grandes times da capital e do interior, tais como BUCO (Antonio Baptista), CANHOTO (Uilson Ferreira da Silva), MURFA (José Augusto Lopes), CEREJEIRA (Antonio Carlos Pereira de Almeida) e o goleiro REIS (Reinaldo Barreto).

No ano de 1952, o Partido Social Progressista (PSP) da Vila Maria, organizou um campeonato envolvendo diversas equipes pertencentes a  Vila Maria Alta e Vila Maria Baixa, com jogos acontecendo nos períodos matutino e vespertino.

A semifinal envolveu dois times: Bandeira Paulista FC e Vila Elza. A partida aconteceu no campo do Vila Elza. Com dois gols de Hélio e um de Ceguinho, o Bandeira venceu por 3 x 1. Abílio anotou para o Vila Elza.

Bandeira Paulista e Flamengo da Vila Maria fizeram a final que apontou o campeão matutino da Vila Maria Baixa. O placar apontou 3 x 2 para o Bandeira,  que se sagrou campeão matutino da Vila Maria Baixa. Os gols foram marcados por Buco (2) e Hélio, ao passo que Leopoldo e Paulinho Mulata fizeram para o Flamengo.

Então aconteceu a partida que definiu o campeão matutino da Vila Maria, ou seja, Bandeira Paulista, campeão matutino da Vila Maria Baixa, contra o Flor da Mocidade, campeão matutino da Vila Maria Alta.

A partida foi realizada no campo do Ypiranguinha e terminou 5 x 0 para o Bandeira Paulista, que se sagrou o campeão. Os gols foram anotados por Nico, Ceguinho e Buco (três).

 

Os campeões de 1952: Em pé, da esquerda para a direita: Osvaldo Araca, Amândio, Arthurinho, Álvaro, Hélio, Toninho, Dinho, Orlando Hungarez e o técnico Anthero. Agachados: Raimundo, Nelson, Buco, Ceguinho e Nico.

Uniforme: camisas com listas pretas e brancas, gola vermelha,  calção branco e meias vermelhas.

Fonte: Bandeira Paulista Futebol Clube e meu acervo.

Escudos digitalizados por Virgínio Saldanha

 

 

TORNEIO INÍCIO – 1958

 

LIGA JUNDIAIENSE DE FUTEBOL

DATA: 01 DE MAIO DE 1958

LOCAL: JUNDIAÍ / SP

 

1º JOGO

PONTE PRETA

1-0

CENTENÁRIO

2º JOGO

HORTO FLORESTAL

1-0

BELA VISTA

3º JOGO

CORINTHIANS

0-0

VULCABRÁS (3-2 PEN)

4º JOGO

ELEQUEIROZ

0-0

GUARANI (1-0 ESC)

5º JOGO

SÃO JOSÉ

2-0

NOVA ESTRELA

6º JOGO

VASCO DA GAMA

1-0

CRUZEIRO

7º JOGO

DRAGÃO MECÂNICA

1-0

DURATEX

8º JOGO

PORTUGUESA

0-0

CORREIA (4-3 PEN)

9º JOGO

PONTE PRETA

2-1

HORTO FLORESTAL

10º JOGO

ELEQUEIROZ

0-0

CORINTHIANS (2-0 PEN)

11º JOGO

SÃO JOSÉ

2-0

VASCO DA GAMA

12º JOGO

PORTUGUESA

0-0

DRAGÃO MECÂNICA (1-0 ESC)

13º JOGO

PONTE PRETA

1-0

ELEQUEIROZ

14º JOGO

SÃO JOSÉ

0-0

PORTUGUESA (2-1 PEN)

FINAL

SÃO JOSÉ

0-0

PONTE PRETA

 

CAMPEÃO – ESPORTE CLUBE SÃO JOSÉ (JUNDIAÍ – SP)

 
JUVENTUS (SÃO PAULO-SP)

5

UNIÃO (MOGI DAS CRUZES-SP)

3

DATA: 06 de abril de 1958 LOCAL:  Mogi das Cruzes / SP
JUIZ: Francisco Moreno CARÁTER: Amistoso Nacional
RENDA: Cr$ 35.000,00 PÚBLICO:
GOLS: Carbone (3), Wilson e Viana / Nenê (2) e Fernandes
Juventus(SP): Nenê (Pantaleão); Julinho e Pando; Cássio (Ignácio), Clóvis e Sergio; Zeola (Arnandl), Carbone (Zeola), Wilson, Viana e Neves (Nezito).
União(SP): Caxambu; Tremembé e Leonisio; Lima, Mário e Ferrão; Nem, Osvaldo, Alcides, Gilberto e Fernandes.
 
PAULISTA FC (JUNDIAÍ-SP)

2

AMPARO AC (AMPARO-SP)

1

DATA: 02 de dezembro de 1979 LOCAL: Campinas – SP
JUIZ: Dulcidio Wanderley Boschilla CARÁTER: Acesso a Divisão Intermediária
RENDA: Cr$ 212.340,00 PÚBLICO: 4.130 (536 menores)
GOLS: Marco Antonio e Davi / Ojeda
Paulista(SP): João Carlos; Fidélis, Marco, Jorge Luis (Cláudio) e Cidinho; Fernandinho (Gilberto) e Wagner; Marco Antonio, Carlinhos, Davi e Roberley.
Amparo(SP): Elison; Amaral, Dobreu, Edgar e Ojeda; Nenê Amaral e  Santos (Wilson Silva); Beto (Wilson), Dalmo, Nestor e Nascimento.

 

AMPARO AC (AMPARO-SP)

2

PAULISTA FC (JUNDIAÍ-SP)

0

DATA: 05 de dezembro de 1979 LOCAL: Campinas – SP
JUIZ: Ulisses Tavares da Silva Filho CARÁTER: Acesso a Divisão Intermediária
RENDA: Cr$ 215.000,00 Oúblico: 4.000
GOLS: Nascimento e Nestor
Amparo(SP): Elison; Amaral, Dobreu, Edgar e Ojeda; Nenê Amaral e  Dalmo; Wilson, Quincas, Nestor e Nascimento.
Paulista(SP): João Carlos; Fidélis, Marco, Jorge Luis e Cidinho; Fernandinho e Wagner; Marco Antonio, Carlinhos, Davi e Roberley.

 

AMPARO AC (AMPARO-SP)

2

PAULISTA FC (JUNDIAÍ-SP)

0

DATA: 09 de dezembro de 1979 LOCAL: Campinas – SP
JUIZ: Oscar Scolfaro CARÁTER: Acesso a Divisão Intermediária
RENDA: Cr$ 293.260,00 PÚBLICO: 5.575 (847 menores)
GOLS: Nascimento (2)
Amparo(SP): Elison; Amaral, Dobreu, Edgar e Ojeda (Santos); Nenê Amaral e  Dalmo; Wilson, Quincas (Branco), Nestor e Nascimento.
Paulista(SP): João Carlos; Fidélis, Marco, Jorge Luis e Cidinho (Cláudio); Luis Carlos e Wagner; Marco Antonio, Soares (Ailton), Davi e Roberley.
OBS.: Com estes resultados, o Amparo Atlético Clubwe foi promovido a Divisão Intermediária em 1980.
 

O Timão do Parque São Jorge não anda numa boa fase, mas falaremos neste artigo dos dois Corinthians da cidade de Santos/SP. O Esporte Clube Corinthians Santista, ou Corinthians da Bacia, como era conhecido, foi fundado em 17 de Fevereiro de 1951, pelo pessoal das casas populares do Macuco. O outro Corinthians era o Corinthians da Penha Futebol Clube, que foi fundado no ano de  1944 no Morro da Penha, na cidade de Santos/SP. Conseguindo muitas vitórias quando descia o morro para enfrentar os seus adversários recebeu o apelido de Carcará.

Fonte:

http://www.varzeasantista.com/category/equipes/ec-corinthians-santista/

http://www.varzeasantista.com/category/equipes/corinthians-da-penha-f-c/

 

O Esporte Clube Martins Fontes, da cidade de Santos/SP, foi fundado em 05 de Outubro de 1945. O nome do clube é uma homenagem ao médico e poeta Martins Fontes, ideia dos fundadores Oswaldo e Militino, ambos na época funcionários do Centro De Saúde Martins Fontes.

Fonte:

http://www.varzeasantista.com/equipes/martins-fontes-e-c/

 

O clube foi fundado em 11 de Janeiro de 1950 com o nome Juvenil 1º de Maio, por amigos que moravam nas proximidades entre as ruas 1º de Maio e Jurubatuba. Posteriormente mudou para a denominação atual. Foi publicado um escudo dessa equipe uma vez num artigo, mas não com boa resolução.

Fonte:

http://www.varzeasantista.com/equipes/1-de-maio-ac/1-de-maio-ac/

 

Em 1911 foi fundada a primeira agremiação de Vila Prudente: União de Vila Prudente FC, cujo principal esporte era o futebol e o seu campo era na Praça Irmãos Falchi. Os jogos eram realizados aos sábados á tarde, pois aos domingos havia missa campal na Capela de Santo Emidio. Aos sábados á noite ainda por volta de 1912 havia uma casa muito grande, um sítio localizado onde hoje é a Rua Américo Vespucci com a Rua Fidelis Papini e que era de propriedade de Giusepe Cadurini que realizava em um salão, bailes, brincadeiras e jogos aos sábados. Havia também um bilhar que era atração aos domingos depois da missa até à noite.

 A Companhia Cerâmica também tinha seu quadro de futebol e as atividades sociais também se intensificavam. O nome do clube era Flor da Vila FC e sua sede era na Rua Ibitirama (na época Estrada de São Caetano ) e este clube era formado pelos dissidentes do Oriente que falaremos adiante. Seu uniforme era de calções brancos, camisas brancas com golas verdes. Mais tarde, por volta de 1918 aos sábados haviam bailes na sede  social. Criaram um departamento dentro do clube para assistir às famílias daqueles que sem muito recurso precisavam de ajuda, mesmo que fossem pessoas ligadas ou não à empresa. Seu campo de futebol ficava na Quinta das Paineiras e possuíam sua sede com jogos de mesa e também um corpo teatral, que mensalmente encenavam espetáculos artísticos muito bons. Este clube funcionou até 1916,  quando então foi arrebanhado pelo Capelifício Crespi  que também falaremos adiante. Dentre os participantes mais ativos deste clube encontravam-se os irmãos Jaime e Pedro Ugatti, Ângelo Gardini, Carlos iezzi, João Manetti, José Pirraça e outros.

Na época como dissemos atrás, existia um clube, o primeiro do bairro, o União de Vila Prudente FC , que, com o advento da manufatura se desfez e seu pessoal pedindo participação da empresa na ajuda da construção de um novo clube, em 1914 surge o Oriente FC. O contentamento é geral. O povo desfrutava de boas horas de lazer, muito esporte, futebol à vontade com o campo em frente da fabrica na Praça Irmãos Falchi, uma quadra de bola ao cesto e animadíssimas festas sociais com bailes, shows de marionetes, bons espetáculos de teatro, conjunto musical, banda de música e muitos convescotes para os mais diversos lugares de São Paulo e do Litoral. Este realmente pode se considerado o primeiro grande clube do bairro, que marcou época pelas realizações sempre marcantes na vida social da comunidade.

O fundador do Oriente FC foi o Sr Paulino Del Nero que também foi seu primeiro presidente. A sede social do clube estava na Rua Cavalheiro Pamphilio Falchi hoje Rua Carlos Muller,na esquina da Rua Indaiá (atual). Na época de guerra, o Oriente perdeu seu campo devido às manobras que se faziam, principalmente os cavalos que ficavam no local trazidos pelos soldados. Provisoriamente montaram outro campo, na Rua Cavour que foi gentilmente cedido por Dona Luiz Ugatti Lucio a “ Gijona” e assim durante muito tempo aquele campo ficou conhecido como “Campo da Gijona. Mais tarde construíram um novo campo na área do Mato do Caetano ( atual Quinta das Paineiras), na confluência das Ruas atuais Maria Daffré, Igaratá e Pindamonhangaba. Neste local permaneceu até 1928 com o arruamento da Quinta das Paineiras, o campo foi transferido para a Rua da Paz ( atual R Coelho Neto) onde ficou ate 1934. O uniforme era composto de camisas brancas com golas e punhos vermelhos, os calções brancos e meias vermelhas e havia um outro uniforme que era listrado e nas mesmas cores. O primeiro técnico foi o sr Ângelo Barbagalo, o massagista era o Sr Francisco Corsato e o juiz era o Sr José Dirola.

Pelo Oriente passaram grandes craques do futebol daqueles tempos. Era hábito, quando de disputas importantes ‘ laçar” jogadores da divisão especial, para reforçar seus quadros, pois todos eram amadores e assim sendo o reforço era necessário em dias de jogos importantes ou em comemorações de grande estilo, não como menosprezo pelos jogadores mas pela “ raça” de poder ganhar o jogo, o que era sempre motivo de grande festa, com repercussão até no centro de São Paulo e nos grandes clubes de São Paulo. Vários jogadores passaram pelo Oriente como : Pinheiro do Palestra; Amílcar do Corinthians ; Lagreca do Palestra ; Fritoli do Internacional; Rueda do Paulistano ; e outros. Mas também ótimos jogadores de Vila Prudente e que faziam o Oriente terem seus nomes gravados na fama foram; Caetano Saluti, Mario Predomo, Vital Predomo, Mario Capucci, Vicente Peres ( foi do Corinthians), Antonio Sartori, Izaltino Xavier, Aquiles Lombardi, Raul Pierroti, Vitorino Chiereghim, Gabriel dos Santos, José Daidone, Antonio Corsato ‘ tonhão”, Francisco Corsato “chicão”, Juio Vilches, Fernando Rago ‘ Firna”, Orlando Rago e Armando Rago ‘ mandú” e muitos outros.

Homenagem especial seja feita a um jogador que levou o nome de Vila Prudente para o mundo inteiro, até à Europa; que levou no peito o nome Brasil e o defendeu com garra e voracidade. Assim dizia um repórter da época , em reportagem no jornal A Gazeta Esportiva :

- ‘ … na mansidão de seu terno olhar,naquele todo sereno e pacífico, naquele falar suave está um craque: bíceps taurino, a vivacidade de um gato montês, a força de um leão em fúria, a inteligência de um pensador lúcido e tilado. O ás que cada vez tinha seu nome mais discutido e para receber nova consagração de ardentes louvadores. Exaltado sempre como o protótipo do jogador que sabia transmitir ventura e satisfação aos que torcia pelo clube em que atuava. Sabia ser invencivelmente um dominador.

Tinha aversão pela estática, pelo fácil comodismo, e assim sempre dava a uma partida um sentimento enorme de mobilidade, de destreza de vida. Ele conduzia a bola com a correção e a elegância dos que sabem controlar emeritamente. Passava como um corisco por uma defesa. E estabelecia pânico com os goleiros que tinham a desdita de enfrenta -lo. Marcava tantos que ficaram nos capítulos mais memoráveis da história do futebol brasileiro. Seu nome não deverá ser esquecido jamais ALEXANDRE DE MARIA , o grande jogador de Vila Prudente”.  

E assim foi, o nome de Alexandre de Maria, nascido em Vila Prudente, morador de Vila Prudente foi contratado pelo Lazio di Roma, jogou depois em Copas Mundiais dando maior calor e alegria aos seus admiradores.

 

MAIS CLUBES:

EXCELSIOR FC – Este clube teve duração muito curta, mas marcou época e foi muito conhecido em São Paulo, pois o seu comandante o engenheiro Ettore Ximenez, o escultor que erigiu o Monumento do ipiranga era sue fundador benemérito. Possuindo seu atelier e fundição na Praça Irmãos Falchi ( atual Veiga Cabral) esquina com a Rua Cananéia, os muitos operários que lá trabalhavam, tinham seu lazer través deste clube. Jogavam no campo que tinha o nome “ Luiz Napolitano” como era conhecido o sr Luiz Ambrosio, responsável por numerosa família. Sua localização hoje, seria onde está atualmente localizada a Praça Santa Helena no Parque de Vila Prudente. As cores de seu uniforme eram calções pretos e camisas brancas. O clube vencia pela simpatia. Possuía um departamento feminino que confeccionava os estandartes e flâmulas para os torcedores. Desapareceu em 1924 logo que o Monumento do Ipiranga ficou pronto.

GRÊMIO JARDIM INDEPENDÊNCIA – Esse era o clube do sr Francisco Fernandes “ Chico” e que futuramente foi-lhe dado o nome de uma praça no local ( Praça Francisco Fernandes, mais conhecida como o lugar da “ venda do chico”). Seu campo era defronte do armazém que havia no local e fazia parte da liga de futebol amador da capital.

EC PARQUE DE VILA PRUDENTE – Esse clube tinha a sua sede na Avenida Parque de Vila Prudente ( atual Rua  Jose dos Reis). Seu primeiro presidente e fundador foi o sr Francisco Falconi, político muito ativo do bairro. Seu irmão Antonio Falconi era seu braço forte nas lutas de crescimento do clube.

EC VILA EMA – Esse era o clube do sr Alfredo Magalhães e do Sr Vicente Paulela. O campo de futebol situava-se onde hoje é o centro de Vila Ema, perto das famosas barreiras. Sua vida foi muito curta e não ajudou muito na constituição de fatores positivos para a comunidade.

INDUSTRIAL PAULISTA FC – BÚFALO AC -  A Companhia Industrial de Papeis e Papelão Búfalo, fundou sua agremiação com seu campo dentro dos terrenos da empresa e sua sede social mais tarde, depois de realizar campanha com livro de ouro na comunidade, era na Rua Cavour esquina com Rua Conde Barbielini ( atual Ettore Ximenes). O clube em 1954 conquistou o prêmio de Galo da Várzea e Galo de Ouro, premio este que depois de acirrados jogos com todos os clubes varzeanos da capital, torna-se campeão e Vila Prudente fica ainda mais conhecida depois dessa vitória. O Búfalo AC teve como seu primeiro dirigente o sr Idílio Bertolassi. A torcida era a maior que havia depois de encerrada as atividades do Capelifício Crespi. Era conhecido por todos os clubes como o Galo da Várzea Paulista.

EC QUINTA DAS PAINEIRAS – Seu fundador foi o Professor Adriano Francisco Genovesi, que residiu muitos anos no local que dava nome ao clube. Por ser uma pessoa de íntegra confiança e honestidade, com respeitabilidade ele levou o clube para todas as partes de São Paulo. Todos admiravam pela liderança que exercia.

COMERCIAL FC – Essa associação desportiva fundada em 1926 pelo sr Boaventura Hernandez, tinha sua sede no começo da estrada de Vila Ema, quase esquina com a Rua Cavour. Em sua sede os bailes semanais, os grandes jogos de futebol onde o Comercial era sempre o campeão esperado, com uma bela torcida e sempre muito grande, sempre afoita e muito divertida nos campos, onde cantavam para alegrar os jogadores. Era chamado o clube-artista da várzea.

OUTROS CLUBES:

1 . FLAMENGO F C

2 . SANTOS OKINAWA E C

3 . BATOTA F C

4 . CANANEIA E C

5 . ÁS DE OUROS F C

6 . ITAMARATY F C

7 . CRISTOVÃO COLOMBO F C

8 . FLOR DA VILA F C

9 . INDEPENDÊNCIA F C

10. A R VASCO DA GAMA

11. NACIONAL A C

12. VILA LIBANEZA E C

13. PALMEIRAS DE VILA PRUDENTE F C

14. RECIFE E.C.

15. CORINTHIANS DE VILA LIBANEZA E C

16. ÁS DE ESPADAS F C

17. JUVENIL FLOR DA QUINTA F C

18. TOPA TUDO E.C.

 

FONTE: extraído da revista

O BAIRRO DE VILA PRUDENTE – SUA HISTÓRIA

Autor: Mário Ronco Filho

fev 032014
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

 

BÚFALO ATLÉTICO CLUBE

FUNDAÇÃO: 10 de junho de 1952

BAIRRO: Vila Prudente – Região Sudeste da Capital de São Paulo

“O GALO DA VÁRZEA PAULISTA”

 

O BÚFALO ATLÉTICO CLUBE  foi fundado na data de 10 de junho de 1952, pelos irmãos Sérgio e Vitorino Pizzo. Os dois eram diretores da Companhia Industrial Paulista de papel e papelão, uma empresa símbolo no bairro da Vila Prudente.  O BÚFALO tinha um grande atrativo em relação aos rivais da várzea:  um campo próprio, situado dentro do terreno da empresa, onde atualmente está localizada a estação de metrô Vila Prudente.

O BÚFALO ATLÉTICO CLUBE teve como seu primeiro dirigente Idílio Bertolassi. A torcida era a maior que havia no bairro, depois de encerradas as atividades do Capelifício Crespi F.C.

Sua sede social era na Rua Cavour esquina com a Rua Conde Barbielini (atual Rua Ettore Ximenes).

Em 1954, o clube conquistou o prêmio de Galo da Várzea e Galo de Ouro. Depois de acirrados jogos com diversos clubes varzeanos da Capital, o BÚFALO ATLÉTICO CLUBE sagrou-se campeão e o bairro de Vila Prudente tornou-se ainda mais conhecido depois daquela vitória.

A partir daí o BÚFALO ATLÉTICO CLUBE passou a ser conhecido  como o “Galo da Várzea Paulista”.

Teve como um de seus principais jogadores Manoel Barroso, popularmente conhecido como Nheque.

Além do goleiro Miguel Lopes Ruiz Filho que, no ano de 1969, trabalhava numa indústria de papelão que fabricava caixas para embalar produtos de barbearia e cabeleireira. Nos fins de semana jogava no gol do Búfalo.  Certo dia o ponta-direita Antoninho Minhoca, que atuava no Juventus, pediu para o técnico Pinga ver o garoto jogar. Após uma partida Miguel foi convidado a treinar no Juventus e ali se profissionalizou, tendo ficado até o ano de 1972, quando se transferiu para a Associação Portuguesa de Desportos.

Era conhecido como Miguel Cabeleira ou São Miguel, devido aos milagres feitos quando atuava no Clube Atlético Juventus. Faleceu  na data de 28 de maio de 2002, aos 54 anos de idade, vítima de um infarto.

No ano de 2012, quando completou 60 anos de sua fundação, o BÚFALO ATLÉTICO CLUBE ofereceu uma grande festa, onde foi exibido um vídeo cujo link se encontra abaixo.

 

Uma das antigas formações do Búfalo Atlético Clube

 

Fontes: Blog Moleque, Blog do Búfalo, meu acervo.

Escudo digitalizado por Virginio Saldanha

 

O clube foi fundado em 15 de Março de 1952. Suas cores eram a verde e a branca. O nome Republicano, porque era sediado em uma rua de uma República, a Portuguesa. O primeiro jogo do XI Republicano foi em Piaçaguera (viagem no trem da E.F. Santos a Jundiaí!…), contra o E.C. XV de Novembro.

Fonte:

http://www.giginarede.com.br/varzea/onze-republicano.asp

 

O clube foi fundado em 06 de Fevereiro de 1946 com o nome de Infantil Santa Cecilia, mas em 03 de Outubro de 1948 passou a chamar-se Clube Atlético Santa Cecilia. Foi um dos pequenos times de destaque na cidade de Santos. Desligou-se do futebol no ano de 1969.

Fonte:

http://www.giginarede.com.br/varzea/santa-cecilia.asp

 

 

 


ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA AÇUCENA

BAIRRO DO LIMÃO – ZONA NORTE

FUNDAÇÃO – 08-08-1924

“O MAIS QUERIDO DA VÁRZEA”

 

Tinha sua sede localizada na Avenida Thomaz Edson, 2352, no Bairro do Limão.

 

O NOME DO CLUBE:

Na reunião que procedeu a fundação do clube, havia dúvidas sobre o nome a ser dado ao mesmo. Naquela época, existia o AÇUCENA CLUBE, agremiação carnavalesca do bairro vizinho da Barra Funda que, um mês antes, havia extinto suas funções. Sugeriu-se esse nome, que foi aceito com agrado geral.

O SIGNIFICADO DE AÇUCENA

É uma planta que pode corresponder ao gênero Amaryllis, Hippeastrum, Worsleya e Zephyranthes, da família das amarilidáceas. A flor desta planta originária da América do Sul também é conhecida como amarílis, flor-de-lis do Japão e flor-de-lis de São Tiago.

 

FUNDADORES

Foram fundadores da Associação Atlética Açucena, os senhores Antonio Carvalho Leite, Bruno Barbosa, Manoel Fernandes Balsero, Eugenio Cavalini,  Aparicio da Silva, Fernando Iacovantuono, Salvador Iacovantuono (primeiro presidente), José Fernandes Mourão, Antonio da Silva, José A. Luciano, Salustiano da Silva (Lilico), Tarquinio Belmonte e Domingos Rosa.

Primeiro jogo

A.A. Açucena 2×1 União Progresso da Casa Verde (conhecido por “Esmaga Sapo”).

Na estreia do uniforme, contra o Sete de Setembro da Freguesia do Ó, o resultado foi 1×1.

O Açucena jogou com Henrique, Fernando e Zé Bento. Bruno, Salvador e Medaglia. Aparício, Tarquínio,  Lilico, Tonico e Eugenio.

 Durantes os anos em que esteve em atividade, a Associação Atlética Açucena colecionou diversos títulos de campeã da 1ª Divisão de Amadores da Federação Paulista de Futebol.

FONTES: “A Gazeta Esportiva Ilustrada” e  foto “Futebol Total-Futebol Amador Varzeano”.

Escudo digitalizado por Virginio Saldanha

 

O Itapema Futebol Clube foi fundado em 11 de Novembro de 1915. Até que se prove o contrário é o clube , em atividade, mais antigo da várzea do Estado de São Paulo.

Fonte:

http://www.varzeasantista.com/noticias/itapema-f-c-campeao-cinquentao/

http://pgn9.com.br/wp/gua/prefeita-antonieta-participa-festival-comemorativo-itapema/

 

 

 

Vila Penteado é um bairro localizado na Zona Noroeste da cidade de São Paulo. O bairro surgiu com o loteamento de uma chácara de propriedade da família Penteado, que deu origem ao nome do bairro. Destaca-se, dentre os pioneiros a morarem no bairro, a família de italianos Budin.

ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA SANTA CECÍLIA

Fundada na data de 7 de novembro de 1949, a Associação Atlética Santa Cecília é carinhosamente conhecida como Santa Cecília do Penteado. Foi formada por descendentes italianos e adotou as cores grená e branco (iguais as do Torino Football Club, que sofrera um acidente aéreo em 4 de maio de 1949), que chamavam a atenção à época, tendo em vista que,  praticamente, não existiam clubes amadores com essas cores.

Nos anos cinquenta passou a receber grande participação da comunidade negra, que era a maioria no bairro, e se tornou um dos mais fortes esquadrões da várzea paulistana.

Homenageado pela Câmara Municipal de São Paulo, foi o primeiro clube de futebol varzeano a ceder seu nome a uma praça pública, a Praça Santa Cecília do Penteado.

Fonte: foto extraida da edição de número 2, de setembro de 1993, da revista Futebol Total.

Escudo digitalizado por Virgínio Saldanha

 

FESTIVAL ESPORTIVO – 1937

DATA: 04 DE ABRIL DE 1937
LOCAL: GUARUJÁ / SP

EXTRA

BRASIL AC (GUARUJÁ)

7-0

CA SANTA CECÍLIA (GUARUJÁ)

2º QUADROS

ITAPEMA FC (GUARUJÁ)

4-2

CA SANTA CECÍLIA (GUARUJÁ)

1º QUADROS

ITAPEMA FC (GUARUJÁ)

1-1

SANTO AMARO FC (GUARUJÁ)

1º QUADROS

EC UNIÃO OPERÁRIO (GUARUJÁ)

1-0

CA BOCAINENSE (GUARUJÁ)
 

FESTIVAL ESPORTIVO – 1937

COMEMORAÇÃO AO 6º ANIVERSÁRIO DE FUNDAÇÃO DO JABAQUARA AC, DE SANTOS / SP
ESTA EQUIPE NÃO TEM NENHUMA RELAÇÃO COM A TRADICIONAL EQUIPE SANTISTA
DATA: 28 DE MARÇO DE 1937
LOCAL: SANTOS / SP

2º QUADROS

JABAQUARA AC (SANTOS)

3-1

1º DE MAIO FC (SANTOS)

1º QUADROS

UNIÃO TECELAGEM FC (SANTOS)

1-0

EC MOINHO PAULISTA (SANTOS)

1º QUADROS

JABAQUARA AC (SANTOS)

2-1

1º DE MAIO FC (SANTOS)
 

FESTIVAL ESPORTIVO – 1937

COMEMORAÇÃO AO 11º ANIVERSÁRIO DE FUNDAÇÃO DO ITARARÉ FC, DE SÃO VICENTE / SP

DATA: 04 DE ABRIL DE 1937
LOCAL: SÃO VICENTE / SP

INFANTIL

ITARARÉ FC (SÃO VICENTE)

2-2

EC BEIRA MAR (SÃO VICENTE)

2º QUADROS

FEITIÇO AC (SÃO VICENTE)

2-1

ITARARÉ (SÃO VICENTE)

1º QUADROS

AA COLONIAL PORTUGUESA (SÃO VICENTE)

2-0

GUARANY FC (SÃO VICENTE)

DATA: 25 DE ABRIL DE 1937
LOCAL: SÃO VICENTE / SP

INFANTIL

ITARARÉ FC (SÃO VICENTE)

6-2

BEIJA FLOR FC (SÃO VICENTE)

2º QUADROS

FLOR DO OCEANO FC (S]AO VICENTE)

1-0

ITARARÉ FC (SÃO VICENTE)

1º QUADROS

EC BEIRA MAR (SÃO VICENTE)

6-0

5ª G.A.C. (SÃO VICENTE)

1º QUADROS

FEITIÇO AC (SÃO VICENTE)

0-0

ITARARÉ FC (SÃO VICENTE)
 

FESTIVAL ESPORTIVO – 1937

COMEMORAÇÃO AO 3º ANIVERSÁRIO DE FUNDAÇÃO DO SÃO VICENTE FC, DE SÃO VICENTE / SP
DATA: 18 DE ABRIL DE 1937
LOCAL: SÃO VICENTE / SP

2º QUADROS

FEITIÇO AC (SÃO VICENTE)

2-1

SÃO VICENTE FC (SÃO VICENTE)

1º QUADROS

FLAMENGO FC (SÃO VICENTE)

1-0

ITARARÉ FC (SÃO VICENTE)

1º QUADROS

EC BEIRA MAR (SÃO VICENTE)

4-2

FEITIÇO AC (SÃO VICENTE)

1º QUADROS

SANTA MARIA AC (SANTOS)

2-1

SÃO VICENTE FC (SÃO VICENTE)
 

FESTIVAL ESPORTIVO – 1937

COMEMORAÇÃO AO 12º ANIVERSÁRIO DE FUNDAÇÃO DO EC CORINTHIANS SANTISTA DE SANTOS / SP
DATA: 21 DE MARÇO DE 1937
LOCAL: SANTOS / SP

EXTRA

EC CORINTHIANS (SANTOS)

5-1

LYCEU COELHO NETO (SANTOS)

2º QUADROS

EC CORINTHAINS (SANTOS)

2-2

EC MOINHO PAULISTA (SANTOS)

1º QUADROS

EC SENADOR FEIJÓ (SANTOS)

4-2

CUT QUADRO (SANTOS)

1º QUADROS

EC CORINTHIANS (SANTOS)

1-1

EC MOINHO PAULISTA (SANTOS)
 

FESTIVAL ESPORTIVO – 1937

COMEMORAÇÃO AO 9º ANIVERSÁRIO DE FUNDAÇÃO DO UNIÃO F.C. DE SÃO VICENTE / SP
DATA: 14 DE MARÇO DE 1937
LOCAL: SÃO VICENTE / SP

INFANTIL

ALVINEGRO FC (SÃO VICENTE)

1-0

UNIÃO FC (SÃO VICENTE)

2º QUADROS

UNIÃO FC (SÃO VICENTE)

1-1

FEITIÇO AC (SÃO VICENTE)

1º QUADROS

BEIJA FLOR FC (SÃO VICENTE)

0-0

SÃO VICENTE FC (SÃO VICENTE)

1º QUADROS

GUARANY FC (SÃO VICENTE)

1-0

FEITIÇO AC (SÃO VICENTE)

1º QUADROS

FLAMENGO FC (SÃO VICENTE)

3-1

UNIÃO FC (SÃO VICENTE)
© 2014 História do Futebol-Final Suffusion theme by Sayontan Sinha