Palestra Italia 4 x 1 Paraguai

Primeira partida internacional do Palestra Italia.

Realizada no Parque da Antárctica Paulista na data de 26 de outubro de 1922, válida pela Taça Guarani.

Gols: Imparato (2) e Heitor  (2) para o Palestra Italia.

Fontes:

revista “A Cigarra” e

palmeiras.com.br

 

 

No ano de 1922, durante as comemorações do Centenário da Independência do Brasil, foi realizado o 1º Campeonato Brasileiro de Seleções.

FICHA TÉCNICA

São Paulo 4 x 2 Rio Grande do Sul

Partida realizada na data de 15 de agosto de 1922, no Parque da Antárctica Paulista.

Gols: Friedenreich (2), Neco e Rodrigues (SP) e Bianco – contra e Barros (RS)

Árbitro: Henrique Vignal

São Paulo: Primo; Bianco e Barthô; Bertolino, Amilcar e Gelindo; Formiga, Heitor, Friedenreich, Neco e Rodrigues.

Rio Grande do Sul: Lara; Presser e Neco; Talco, Xingó e Quincas; Leão, Lagarto, Willy, Mosquito e Barros.

 

Fontes:

revista “A Cigarra” e

Blog do Marcão

 

 

No ano de 1922, durante as comemorações do Centenário da Independência do Brasil, foi realizado o 1º Campeonato Brasileiro de Seleções.

 

FICHA TÉCNICA

São Paulo 13 x 0 Minas Gerais

Partida realizada na data de 23 de julho de 1922, na Chácara da Floresta.

Gols: Neco (6) Rodrigo (3) Friedenreich (3) e Formiga (SP)

Árbitro: Paulo Canongia

São Paulo: Primo; Bianco e Barthô; Bertolino, Fagarassi e Gelindo; Formiga, Heitor, Friedenreich, Neco e Rodrigues.

Minas Gerais: Bomback; Tonico e Chiquinho; Pirata, Lucas e Eurico; Lauro, Gelinho, Zico, Ivo e J. Maia.

 

Fontes:

revista “A Cigarra” e

Blog do Marcão

 

Bonsucesso e Ponte Preta estiveram em ação no domingo último, efetuando um encontro amistoso no Estádio de São Januário. A primeira apresentação da “Veterana” por canchas metropolitanas não foi das mais auspiciosas já que foi batida pelos leopoldinenses, num prélio em que os arqueiros estiveram sempre em evidencia pelas constantes falhas, daí o extravagante 6 x 4, com que findou o match.

No primeiro período de luta registraram-se ações equilibradas terminando 3 x 2, favorável ao Bonsucesso. Elias aos primeiros minutos de luta inaugurou o marcador, marcando contra as próprias redes, ao tentar cortar um passe de Isabelino.

Saladuro, de cabeça, assinalou o gol de empate, aos 18 minutos. Aos 33, Lanzolinho coloca os seus em vantagem, cabendo Saladuro novamente empatar, aos 40 minutos numa “penosa” incrível de Neném. Naninho, um minuto após, marcou o terceiro tento rubro-anil, finalizando a etapa inicial, com o marcador: Bonsucesso 3 x 2 Ponte Preta.

O segundo tempo mostrou os pupilos de Gentil Cardoso melhor arrumados, mas mesmo assim, sem atingir um nível técnico elevado. O jogo continuou a ser disputado num clima de grande monotonia, fazendo com que o público se desinteressasse por completo de seu desenrolar.

Átis, logo aos 2 minutos, empatou novamente o prélio, para Gringo, aos 9 minutos, colocar o Bonsuça, mais uma vez, em vantagem. Helio aos 21 e 33 minutos, assinalou mais dois tentos, fixando em seis o marcador para o Bonsucesso. Lauro aos 40 minutos, diminuiu a diferença para dois, a diferença.

AS ESTREIAS

La Paz não foi, em absoluto, um arqueiro seguro, tendo que ceder o seu posto ao novato Ari. Elias e Malinho foram os que melhor impressionaram, pois que Garcia também fracassou.

 

BONSUCESSO FUTEBOL CLUBE (RJ)             6          X         4          ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA PONTE PRETA (SP)

LOCAL: Estádio de São Januário, em São Cristóvão, Zona Norte do Rio (RJ)

CARÁTER: Amistoso Nacional

DATA: Domingo, dia 20 de Abril de 1952

RENDA: Cr$ 20.700,00

ÁRBITRO: João Aggio (SP)

BONSUCESSO: La Paz (Ari); Elias e Waldir; Gilberto (Urubatão), Garcia e Luzitano; Malinho, Saladuro, Gringo, Naninho e Helio. Técnico: Gentil Cardoso

PONTE PRETA: Neném (Ciasca); Bruninho e Stalingrado; Manoelito, Raul Diaz e Inglês (Pitico); Isabelino, Lanzolinho, Átis, Lelé (Lauro) e Sabará. Técnico: Del Debbio

GOLS: Elias, contra, aos 3 minutos (Ponte Preta); Saladuro aos 18 e 40 minutos (Bonsuça); Lanzolinho aos 33 minutos (Ponte Preta); Naninho aos 41 minutos do 1º Tempo (Bonsuça).

Átis aos 2 minutos (Ponte Preta); Gringo aos 9 minutos (Bonsuça); Helio aos 21 e 33 minutos (Bonsuça); Lauro aos 40 minutos do 2º Tempo (Ponte Preta).

PRELIMINAR (Amadores): Fluminense          0          X         0          Santos

 

FONTE: Imprensa Popular (quarta-feira, do dia 23 de abril de 1952)

 

Segue a tabela preliminar da 1ª Fase da Divisão Municipal da APEA de 1930.

Provavelmente algumas datas sofreram mudanças no decorrer da competição.
Campeonato Paulista – Divisão Municipal (4ª Divisão) 1930

Participantes
Abílio Soares (Associação Atlética Abílio Soares) – São Paulo
Brasil(CA) (Club Athletic Brasil) – São Paulo
Castellões (Castellões Football Club) – São Paulo
Commercial FC (Commercial Football Club) – São Paulo
Democrático (Esporte Clube Democrático Paulista) – São Paulo
Estrella do Pary (Estrella do Pary Football Club) – São Paulo
Húngaro Ipiranga (Esporte Clube Húngaro Ipiranga) – São Paulo
Húngaro Paulistano (Esporte Clube Húngaro Paulistano) – São Paulo
Jardim América (Jardim América Futebol Clube) – São Paulo
Luzitana(AA) (Associação Athletica Luzitana) – São Paulo
Parque da Moóca (Clube Atlético Parque da Moóca) – São Paulo
Republicano Paulista (Esporte Clube Republicano Paulista) – São Paulo
São Geraldo (Associação Athletica São Geraldo) – São Paulo
União Vasco da Gama (União Vasco da Gama Football Club) – São Paulo
União Villa Esperança (União Villa Esperança Football Club) – São Paulo
Villa Deodoro (Associação Atlética Villa Deodoro) – São Paulo

Grupo A
Commercial FC
Abílio Soares
Villa Deodoro
Húngaro Ipiranga
União Villa Esperança
Castellões
Parque da Moóca
Republicano Paulista

Grupo B
Brasil(CA)
Democrático
São Geraldo
Luzitana(AA)
Estrella do Pary
Húngaro Paulistano
União Vasco da Gama
Jardim América

1ª Fase

11/01/1931
Commercial FC x Abílio Soares
Villa Deodoro x Húngaro Ipiranga
União Villa Esperança x Castellões
Parque da Moóca x Republicano Paulista
Brasil(CA) x Democrático
São Geraldo x Luzitana(AA)
Estrella do Pary x Húngaro Paulistano
União Vasco da Gama x Jardim América

18/01/1931
Castellões x Republicano Paulista
Abílio Soares x Húngaro Ipiranga
Parque da Moóca x União Villa Esperança
Commercial FC x Villa Deodoro
Húngaro Paulistano x Jardim América
Democrático x Luzitana(AA)
União Vasco da Gama x Estrella do Pary
Brasil(CA) x São Geraldo

25/01/1931
Luzitana(AA) x Estrella do Pary
Húngaro Ipiranga x União Villa Esperança
Commercial FC x Republicano Paulista
Parque da Moóca x Abílio Soares
Villa Deodoro x Castellões
Brasil(CA) x Jardim América
União Vasco da Gama x Democrático
São Geraldo x Húngaro Paulistano

01/02/1931
São Geraldo x Jardim América
Húngaro Paulistano x União Vasco da Gama
Villa Deodoro x Republicano Paulista
Democrático x Estrella do Pary
Castellões x Parque da Moóca
Brasil(CA) x Luzitana(AA)
Abílio Soares x União Villa Esperança
Commercial FC x Húngaro Ipiranga

08/02/1931
Commercial FC x União Villa Esperança
Jardim América x Luzitana(AA)
Abílio Soares x Castellões
São Geraldo x União Vasco da Gama
Republicano Paulista x Húngaro Ipiranga
Villa Deodoro x Parque da Moóca
Brasil(CA) x Estrella do Pary
Democrático x Húngaro Paulistano

15/02/1931
Castellões x Commercial FC
Abílio Soares x Republicano Paulista
Húngaro Paulistano x Brasil(CA)
Democrático x Jardim América
São Geraldo x Estrella do Pary
Luzitana(AA) x União Vasco da Gama
União Villa Esperança x Villa Deodoro
Húngaro Ipiranga x Parque da Moóca

22/02/1931
Republicano Paulista x União Villa Esperança
Húngaro Ipiranga x Castellões
União Vasco da Gama x Brasil(CA)
São Geraldo x Democrático
Parque da Moóca x Commercial FC
Jardim América x Estrella do Pary
Villa Deodoro x Abílio Soares
Luzitana(AA) x Húngaro Paulistano

Fonte: Jornal Folha da Manhã

 

Realizei uma pesquisa esta semana no Jornal Folha da Manhã para levantar todos os clubes que disputaram os torneios da APEA em 1930. São 4 divisões mais a Divisão do Interior. Ainda tem a Divisão Varzeana, que não incluí.

Segue a lista (usei a grafia da época, portanto não se assustem com Portugueza, Luzitana, etc.):

a) Divisão Principal: Corinthians, São Paulo FC, Palestra Itália, Santos, Portugueza de Esportes, Guarany, Internacional da Capital, Athletico Santista, Sírio, Juventus, CE América, Ypiranga, Germânia e São Bento da Capital

b) 1ª Divisão:  Antárctica, Estrella de Ouro, Scarpa, Roma FC, Voluntários da Pátria, Barra Funda (desistiu no meio do campeonato), São Paulo Alpargatas, União Lapa (também desistiu), Ordem e Progresso e República

c) 2ª Divisão:  Luso-Brasileiro, Ponte Grande, Luzíadas, União Belém, Flor de Belém, Cambucy, União dos Operários, Oriente da Capital, Estrela da Saúde, Luzitano FC, São Caetano EC

d) Divisão Municipal:  Estrella do Pary, Húngaro Ypiranga, Castellões, Húngaro Paulistano, AA Luzitana, Republicano Paulista, União Villa Esperança, Commercial FC da Capital, União Vasco da Gama, Democrático, Villa Deodoro, Parque da Mooca, Jardim América, Abílio Soares, CA Brasil, São Geraldo

e) Divisão do Interior:

1ª Região: Botafogo de Ribeirão Preto, Cravinhos, Batataes, Itália FC de Rib. Preto, Palestra Itália de Cravinhos, Francana, Comercial, Internacional de Bebedouro

2ª Região: Floresta de Amparo, Sanjoanense, Amparo, Socorrense, AA Pinhalense

3ª Região: XV de Jaú, Avareense, Botucatuense, Barra Bonita

4ª Região: Internacional de Limeira, Voluntários da Pátria de Campinas, Rio Branco FC de Americana, Ponte Preta e Carioba

5ª Região: Rio Claro (desistiu), Velo Clube, São João de Piracicaba, União Agrícola Barbarense, XV de Piracicaba, Sucreire e Palestra Itália de Piracicaba

6ª Região: Paulista de Jundiaí, Palestra Itália de Jundiaí, São João de Jundiaí, Corinthians de Jundiaí, Ypiranga de Jundiaí

7ª Região: até janeiro de 1931 não havia começado.

8ª Região: Elvira, Caçapavense, AE São José

A maior surpresa foi descobrir 3 clubes chamados Palestra Itália. Destes só conhecia um. E ainda tem um em Rib. Preto. Minha dúvida é se o Itália FC de Rib. Preto tem alguma relação com o Palestra.

Fonte: Folha da Manhã (de agosto de 1930 a janeiro de 1931)

 

 

 

 

 

FONTE: Revista O Tico-Tico (04 de Outubro de 1916)

 

 

Palestra Italia 1 x 0 Botafogo F.R. do Rio de Janeiro

Amistoso realizado na data de 3 de maio de 1922, no Parque da Antárctica Paulista.

Gol: Imparato (PI)

Fonte: revista “A Cigarra

 

 

 

FICHA TÉCNICA

Palestra Italia 2 x 2 Sport Club Corinthians Paulista

Partida realizada na data de 23 de abril de 1922, no Parque da Antárctica Paulista.

Gols: Ministro e Imparato (PI) e Neco (2 C).

Árbitro: Sylvio Lagreca

Palestra: Primo, Nigro e Gasparini. Bertolini, Picagli e Ítalo. Forte, Ministro, Heitor, Imparato e Martinelli.

Corinthians: Mario, Nando e Gano. Raphael, Amílcar e Gelindo. Peres, Tatu, Gambarotta, Neco e Rodrigues.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

 

Club Athletico Paulistano 6 x 2 Paulista F.C. de Jundiaí

Partida realizada na data de 21 de abril de 1922, na Chácara da Floresta.

Amistoso entre o C.A. Paulistano, campeão estadual e Paulista F.C., campeão do interior de São Paulo, ambos no ano de 1921.

Fonte: revista “A Cigarra

 

 

Palestra Italia 6 x 2 Club Athletico Paulistano

Partida realizada na data de 15 de abril de 1922, no Parque da Antárctica Paulista.

Os gols do Palestra Italia foram anotados por Heitor (2), Imparato, Ministro, Matteo Forte e Pilla (PI)

Amistoso em benefício dos tuberculosos da guerra.

Fonte: revista “A Cigarra

 

Torneio Distrital, organizado pela Associação Paulista de Esportes Athleticos (APEA), durante o mês de abril de 1922.

Fonte: Revista “O Malho”

 

 

Partida realizada na data de 9 de abril de 1922, na Chácara da Floresta.

Na oportunidade, o time vencedor ganhou a Taça Cabral-Coutinho, que homenageava os portugueses Sacadura Cabral e Gago Coutinho, os primeiros aviadores a atravessarem o Oceano Atlântico Sul a bordo de um hidroavião denominado Lusitânia.

O troféu foi instituído pelo Sport Club Syrio, time da colônia sírio-libanesa de São Paulo.

A renda dessa partida foi revertida em benefício das seguintes instituições: Hospital Sírio, Mão Branca e Instituto Anália Franco.

 

Fontes:

Revistas “A Cigarra” e “O Malho”

Livro: A Ação Social do Futebol – na Capital Paulista na Fase do Amadorismo (1916-1932) de Leandro Gatti.

 

Palestra Italia 3 x 0 Sport Club Corinthians Paulista

Partida realizada na data de 25 de dezembro de 1921, no Parque da Antárctica Paulista.

Gols: Martinelli, Imparato e Heitor (PI).

Árbitro: Hermann Friese

Palestra: Primo, Bianco e Gasparini. Bertolini, Picagli e Ítalo. Forte, Ministro, Heitor, Imparato e Martinelli.

Corinthians: Mario, Nando e Gano. Raphael, Amílcar e Ciasca. Américo, Neco,  Garcia, Altino e Ratto.

 

O campeonato paulista de 1921, organizado pela Associação Paulista de Sports Athleticos, teve como campeão o Club Athletico Paulistano. O título da equipe do Jardim América foi conhecido apenas na última rodada, depois de uma vitória do Palestra Italia sobre o Sport Club Corinthians Paulista, pelo placar de 3 a 0.

 

Classificação – Final

Time

PG

J

V

E

D

GP

GC

SG

1

Paulistano

39

22

19

1

2

98

14

84

2

Palestra Italia

38

22

19

0

3

81

23

58

3

Corinthians

38

22

18

2

2

79

22

57

4

A.A. São Bento

25

22

11

3

8

42

41

1

5

Ypiranga

22

22

9

4

9

35

58

- 23

6

Minas Gerais F.C.

21

22

8

5

9

39

41

- 2

7

S.C. Sírio

20

22

9

2

11

40

55

- 15

8

Portuguesa-Mackenzie

17

22

7

3

12

25

48

- 23

9

A.A. das Palmeiras

14

22

5

4

13

33

40

- 7

10

Santos

13

22

5

3

14

26

61

- 35

11

S.C. Internacional

10

22

4

2

16

36

83

- 47

12

Germânia

7

22

2

3

17

19

67

- 48

Fontes: Wikipedia, revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

 

FICHA TÉCNICA

Associação Athletica São Bento 3 x 1 Club Athletico Ypiranga

Partida realizada na data de 18 de dezembro de 1921, na Chácara da Floresta.

Gols: Barthô, Scott e Dias (SB) Teppet (CAY)

Árbitro: Sylvio Pedro Thomaz.

São Bento: Colombo, Apprá e Barthô. Moura, Paraná e Dias. Zequinha, Zucchi, Scott, Pedro e Tito.

Ypiranga: José, Armando e Ferreira. Japonês, Hermínio e Motta. Paulo, Florindo, Miguel, Teppet e Osses.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

 

FICHA TÉCNICA

Club Athletico Paulistano 0 x 2 Sport Club Corinthians Paulista

Partida realizada na data de 27 de novembro de 1921, no campo do Paulistano, no Jardim América.

Gols: Amilcar e Neco (C)

Árbitro: Antonio de Souza

Paulistano: Arnaldo, Clodoaldo e Orlando. Sérgio, Zito e J. Franco. Formiga, Mario Andrada, Friedenreich, Cassiano e Netinho.

Corinthians: Mario, Nando e Gano. Raphael, Amílcar e Ciasca. Américo, Neco, Garcia, Altino e Ratto.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

OBS:

Nos anos 20, a propaganda do Guaraná Espumante apresentava uma índia seminua oferecendo a bebida a um senhor elegante. Um verso completava o texto da campanha.

 

Guaraná Espumante – 1921

 

Fontes: revista “A Cigarra” e propagandashistoricas.com.br

 

 

FICHA TÉCNICA

Club Athletico Paulistano 1 x 0 Palestra Italia

Partida realizada na data de 6 de novembro de 1921, no campo do Paulistano, no Jardim América.

Gol: Cassiano (CAP)

Árbitro: Hermann Friese

Paulistano: Arnaldo, Clodoaldo e Orlando. Sérgio, Zito e J. Franco. Formiga, Mario Andrada, Friedenreich, Cassiano e Netto..

Palestra: Primo, Bianco e Pedretti. Bertolini, Picagli e Ítalo. Forte, Ministro, Heitor, Imparato e Martinelli.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

 

FICHA TÉCNICA

Palestra Italia 3 x 1 Sport Club Corinthians Paulista

Partida realizada na data de 4 de agosto de 1921, no Parque da Antárctica Paulista.

Gols: Martinelli, Picagli e Ministro (P) Gambarotta (C)

Árbitro: Sylvio Lagreca.

Palestra: Primo, Bianco e Pedretti. Bertolini, Picagli e Ítalo. Forte, Ministro, Heitor, Imparato e Martinelli.

Corinthians: Alonso, Nando e Raphael. Roberto, Amílcar e Ciasca. Grizado, Tatu,  Gambarotta, Neco e Brambilia.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

 

Os jogos foram realizados no Parque da Antárctica Paulista

Na data de 8 de setembro de 1921, o Seleção da APEA derrotou a Seleção do Paraná pelo placar de 4 x 2.

Na data de 15 de setembro de 1921, o Palestra Italia derrotou a Seleção do Paraná pelo placar de 7 x 2 e ganhou a Taça Doutor Machado Lima.

 

Fonte: revista “A Cigarra”.

 

 

No ano de 1921, quando o Doutor Epitácio Pessoa, então presidente da República, visitou a Capital de São Paulo, dentre as homenagens prestadas a ele realizou-se, na data de 21 de agosto de 1921, uma partida de futebol amistosa envolvendo as equipes do Club Athletico Paulistano e do Palestra Italia.

O jogo aconteceu no estádio do Club Athletico Paulistano, no bairro do Jardim América e terminou empatado em 0 x 0.

Fonte: revista “A Cigarra”

 

 

FICHA TÉCNICA

Sport Club Corinthians Paulista 0 x 0  Club Athletico Paulistano

Partida realizada na data de 7 de agosto de 1921, no Parque da Antárctica Paulista.

Árbitro: Bianco Spartaco Gambini.

Corinthians: Ernesto, Gano e Nando. Roberto, Amílcar e Ciasca. Américo, Tatu,  Gambarotta, Neco e Altino.

Paulistano: Arnaldo, Clodoaldo e Orlando. Sérgio, Zito e J. Franco. Formiga, Mario Andrada, Friedenreich, Cassiano e Netto.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

 

FICHA TÉCNICA

Associação Athletica São Bento 0 x 6 Club Athletico Paulistano

Partida realizada na data de 17 de julho de 1921, na Chácara da Floresta.

Gols: Friedenreich (3), Netto (2) e Mario Andrada (P).

Árbitro: Ernani Cômmodo.

São Bento: Colombo, Apprá e Barthô. Chico, Fausto e Caetano. Zequinha, Dias, Zucchi, Pedro e Tito.

Paulistano: Arnaldo, Clodoaldo e Orlando. Sérgio, Zito e J. Franco. Formiga, Mario Andrada, Friedenreich, Cassiano e Netto.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

 

FICHA TÉCNICA

Associação Athletica São Bento 1 x 3 Palestra Italia

Partida realizada na data de 3 de julho de 1921, na Chácara da Floresta.

Gols: Zucchi (SB) e Imparato (2) e Heitor (P)

Árbitro: Hermann Friese

São Bento: Colombo, Apprá e Barthô. Sant´Anna, Fausto e Caetano. Zequinha, Dias, Carvalho, Zucchi e Tito.

Palestra: Primo, Bianco e Egildo. Bertolini, Picagli e Severino. Forte, Ministro, Heitor, Imparato e Martinelli.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

Equipe do Minas Geraes F.C. que goleou o Santos F.C . pelo placar de 4 a 0.

FICHA TÉCNICA

Minas Geraes Foot-Ball Club 4 x 0 Santos Foot-Ball Club

Partida realizada na data de 19 de junho de 1921, na Chácara da Floresta.

Gols: Barbosa, Canhoto, Brenno e De Vitto (MG)

Árbitro: Fúlvio Benti

Minas Geraes: Bozzato, Barbosa e Porto. Parisi, Sebastião e Castro. Laerte, Bernardo, De Vitto, Brenno e Canhoto.

Santos: Randolpho, Cícero e Paulino. Pereira, Brasílio e Arantes. Millon, Jarbas, Ari, Osvaldo e Arnaldo.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

Equipe do Corinthians que goleou a equipe do Mackenzie-Portugueza

 

FICHA TÉCNICA

Sport Club Corinthians Paulista 5 x 0 Mackenzie-Portugueza

Partida realizada na data de 12 de junho de 1921, no campo do Corinthians, na Ponte Grande.

Gols: Altino (2), Américo, Américo, Amilcar e Neco (C).

Árbitro: Alexy Nuyens

Corinthians: Ernesto, Gano e Nando. Roberto, Amílcar e Ciasca. Américo, Apparício,  Gambarotta, Neco e Altino.

Mackenzie-Portugueza – Mesquita, Brasílio e Álvaro. Bueno, Silva e Maurício. Morrone, Peres, Luis, Dino e Felipe.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

 

Sport Club Corinthians Paulista 6 x 1 Santos Foot-Ball Club

Partida realizada na data de 5 de junho de 1921, no campo do Corinthians, na Ponte Grande

Gols: Neco (3), Peres, Amílcar e Tatu (C) e Pereira (S)

Árbitro: Mario Pesserotti

Corinthians: Ernesto, Nando e Gano. Roberto, Amílcar e Ciasca. Américo, Tatu, Gambarotta, Neco e Peres.

Santos: Randolpho, Paulino e Arantes. Brasílio, Pereira e Fomm. Jarbas, Claudino, Marba, Osvaldo e Edgard.

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

 

Sport Club Germania 1 x 0 Associação Athletica das Palmeiras

Partida realizada na data de 5 de junho de 1921, na Chácara da Floresta.

Gol: Wolf (G)

Árbitro: ?

Germania: Soehl, Bartholomeu e Schneider. Holzer, Hess e Hugo. Américo, Lange, Wolf, Kopelman e Ulbricht I.

Palmeiras: Agenor, Alexi e Vallim. Carmo, Giusti e Nardine. Carvalho, Fritz, Dario, Fabio e Barros.

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

Club Athletico Ypiranga 1 x 4 Sport Club Corinthians Paulista

Partida realizada na data de 29 de maio de 1921, no campo do Ypiranga, no bairro da

Água Branca.

Gols: Florindo (Y) e Neco e Tatu (3) (C)

Árbitro: Octavio Bicudo

Ypiranga: Tidoca, José e Ferreira. Hermínio, Faragassi e Motta. Vanni, Florindo, Miguel, Teppet e Osses.

Corinthians: Ernesto, Nando e Gano. Roberto, Amílcar e Ciasca. Américo, Tatu, Gambarotta, Neco e Apparício.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

Associação Athletica São Bento 7 x 1 Sport Club Syrio

Partida realizada na data de 22 de maio de 1921, no Parque da Antárctica Paulista.

Gols: Dias, Tito (2) Gustavo (3) e Chico (SB) e Viola (S)

Árbitro: Octavio Bicudo.

São Bento: Colombo, Apprá e Barthô. Moura, Zucchi e Caetano. Zequinha, Dias, Gustavo, Sant´Anna e Tito.

Syrio: Fadel, Benjamin e Sylvio. Duilio, Milanese e Salim. Barrena, Carnaval, Chico, Vicente e Viola.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

Fonte: revista “A Cigarra”

 

Palestra Italia 1 x 4 C.A. Paulistano

Partida realizada na data de 1º de maio de 1921, no estádio do Parque da Antárctica Paulista.

Gols: Zecchi (3) e Friedenreich para o Paulistano, todos no primeiro tempo. Federici (Palestra) no segundo tempo.

Árbitro: Hermann Friese.

Palestra: Primo, Bianco e Grimaldi. Bertolini, Picagli e Fabbi. Forte, Ministro, Heitor, Federici e Martinelli.

Paulistano: Arnaldo, Clodoaldo e Carlito. Sérgio, Zito e Franco. Formiga, Mario Andrada, Friedenreich, Zecchi e Carneiro Leão.

OBS: O goleiro do Club Athletico Paulistano se chamava Arnaldo e não Haroldo, como constou da informação trazida pela revista.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

Dando prosseguimento ao Torneio Distrital, organizado pela Associação Paulista de Esportes Athleticos (APEA), durante o mês de abril de 1921, aconteceram as seguintes partidas:

Combinado Água Branca e Lapa (capitão Picagli) jogou contra o combinado da Santa Efigênia (capitão Amílcar). O resultado final foi 1 x 1.

O bairro Consolação (capitão Friedenreich) empatou com o bairro do Bom Retiro pelo placar de 2 x 2.

Fonte: revista “A Cigarra”.

 

 

 

O torneio início do campeonato paulista do ano de 1921, teve seus jogos realizados na data de 26 de dezembro de 1920, no estádio da Floresta.

Na verdade, o torneio se chamava Taça “Challenge” e envolvia os clubes paulistas que faziam parte da 1ª Divisão.

A designação “Taça Initium”, foi um apelido utilizado pela imprensa da época para referir-se a “Challenge”, nome do troféu que cabia ao vencedor do Torneio.

Naquele ano sagrou-se campeão o S.C. Corinthians Paulista.

Nas fotos acima as equipes do campeão Corinthians e do vice-campeão, Minas Geraes Football Club. O placar dessa partida foi 7 x 0 para a equipe campeã.

Fontes: revista “A Cigarra” e meu acervo.

 

Na data de 7 de março de 1921, um domingo de férias para os jogadores de futebol que atuavam pelos mais fortes clubes da Capital, a Associação Paulista de Esportes Atlheticos (APEA) promoveu um torneio, denominado Torneio Distrital, que reuniu 8 dos principais bairros da cidade de São Paulo: Bom Retiro, Brás, Consolação, Liberdade, Santa Efigênia, Água Branca, Santana e Vila Mariana.

Os jogos foram realizados no Parque da Antárctica Paulista e sagrou-se campeão o time do bairro do Bom Retiro.

BOM RETIRO

BRÁS

CONSOLAÇÃO

LIBERDADE

SANTA EFIGÊNIA

ÁGUA BRANCA

SANTANA

VILA MARIANA

ARQUIBANCADA

Fonte: revista “O Sport Illustrado”

 

 

Palestra Italia 0 x 1 C.A. Paulistano

Partida realizada na data de 12 de dezembro de 1920, no estádio do Parque da Antárctica Paulista.

Gols: Friedenreich (23m do 2º tempo) para o Paulistano.

Árbitro: Walter Raul Hampshire.

Palestra: Primo, Bianco e Oscar. Bertoline, Picagli e Fabbi. Caetano, Ministro, Heitor, Imparato I e Imparato II.

Paulistano: Arnaldo, Guarany e Carlito. Sérgio, Zito e Mariano. Agnello, Guariba, Friedenreich, Cassiano e Carneiro Leão.

 

Palestra Italia 2 x 1 C.A. Paulistano

Partida realizada na data de 19 de dezembro de 1920, no estádio Chácara da Floresta

Gols: Martinelli (10m do 2º) e Forte (29m do 2º) para o Palestra e Mario Andrada (14m do 2º) para o Paulistano.

Árbitro: Hermann Friese.

Palestra: Primo, Bianco e Ocar (Pedretti). Bertoline, Picagli e Fabbi (Severino). Caetano (Forte), Ministro, Heitor, Imparato I (Federici) e Martinelli.

Paulistano: Arnaldo, Guarany e Carlito. Sérgio, Zito e Mariano. Agnello, Mario Andrada, Friedenreich, Cassiano e Carneiro Leão.

 

Com esta vitória, o Palestra Italia conquistou seu primeiro título dentro do campeonato paulista. Na verdade, já poderia ter obtido no jogo anterior quando, classificado em primeiro lugar, perdeu para o Paulistano, permitindo que o mesmo chegasse empatado com ele ao se concluir o último jogo da tabela. Foi necessária, então, uma partida extra, a qual o Palestra venceu e se tornou campeão paulista de 1920.

 

Tabela

21/04/1920 AA São Bento 6 x 0 AA das Palmeiras

21/04/1920 SC Internacional 2 x 1 Minas Gerais

21/04/1920 Santos 2 x 5 Paulistano

25/04/1920 Ypiranga 3 x 3 Mack-Port

25/04/1920 Palestra Italia 3 x 0 Corinthians

02/05/1920 Paulistano 3 x 3 Minas Gerais

09/05/1920 Minas Gerais 1 x 3 Palestra Italia

09/05/1920 Mack-Port 4 x 3 AA das Palmeiras

09/05/1920 São Bento 2 x 1 Santos

13/05/1920 SC Internacional 0 x 4 Santos

13/05/1920 Corinthians 1 x 3 Ypiranga

16/05/1920 Palestra Italia 7 x 0 Mack-Port

16/05/1920 AA das Palmeiras 0 x 12 Paulistano

23/05/1920 Minas Gerais 0 x 2 AA São Bento

23/05/1920 SC Internacional 2 x 0 Mack-Port

30/05/1920 Corinthians 4 x 1 AA das Palmeiras

30/05/1920 Minas Gerais 2 x 2 Ypiranga

30/05/1920 Santos 2 x 3 Palestra Italia

27/06/1920 Corinthians 4 x 3 Minas Gerais

27/06/1920 AA das Palmeiras 2 x 2 SC Internacional

04/07/1920 Corinthians 2 x 4 Paulistano

04/07/1920 Palestra Italia 4 x 2 AA São Bento

11/07/1920 Minas Gerais 7 x 3 AA das Palmeiras

11/07/1920 SC Internacional 1 x 2 AA São Bento

11/07/1920 Ypiranga 3 x 5 Paulistano

11/07/1920 Santos 0 x 11 Corinthians

18/07/1920 AA das Palmeiras 0 x 5 Palestra Italia

18/07/1920 AA São Bento 3 x 0 Mack-Port

18/07/1920 Ypiranga 7 x 0 Santos

01/08/1920 Mack-Port 0 x 9 Minas Gerais

01/08/1920 Palestra Italia 1 x 0 Ypiranga

01/08/1920 AA São Bento 2 x 2 Corinthians

01/08/1920 Paulistano 7 x 2 SC Internacional

01/08/1920 Santos 4 x 5 AA Palmeiras

08/08/1920 Palestra Italia 11 x 0 SC Internacional

08/08/1920 Paulistano 5 x 0 Mack-Port

08/08/1920 Ypiranga 3 x 2 AA São Bento

08/08/1920 Santos WO Minas Gerais

14/08/1920 Corinthians 6 x 0 SC Internacional

15/08/1920 AA das Palmeiras 0 x 2 Ypiranga

15/08/1920 Palestra Italia 1 x 1 Paulistano

15/08/1920 Santos WO Mack-Port (Santos abandona o torneio)

22/08/1920 Corinthians 7 x 0 Mack-Port

22/08/1920 Paulistano 1 x 2 AA São Bento

22/08/1920 Ypiranga 3 x 0 SC Internacional

29/08/1920 AA São Bento 0 x 2 Minas Gerais

29/08/1920 Paulistano 6 x 0 AA das Palmeiras

05/09/1920 Ypiranga 6 x 0 Mack-Port

05/09/1920 Palestra Italia 1 x 2 Corinthians

12/09/1920 Ypiranga 0 x 4 Minas Gerais

12/09/1920 AA das Palmeiras 1 x 4 AA São Bento

12/09/1920 Paulistano 2 x 0 SC Internacional

19/09/1920 SC Internacional 4 x 0 AA das Palmeiras

03/10/1920 Palestra Italia 0 x 0 Ypiranga

03/10/1920 Paulistano 3 x 1 AA São Bento

03/10/1920 Minas Gerais 8 x 0 Mack-Port

17/10/1920 AA São Bento 2 x 1 Ypiranga

17/10/1920 Corinthians 8 x 1 SC Internacional

17/10/1920 AA das Palmeiras 4 x 2 Minas Gerais

17/10/1920 Palestra Italia 4 x 0 Mack-Port

24/10/1920 AA São Bento 3 x 2 SC Internacional

24/10/1920 Corinthians 8 x 0 Mack-Port

24/10/1920 Ypiranga 3 x 0 AA das Palmeiras

31/10/1920 Palestra Italia 1 x 0 Minas Gerais

31/10/1920 Ypiranga 1 x 3 Corinthians

07/11/1920 Minas Gerais 1 x 3 Paulistano

07/11/1920 SC Internacional 1 x 6 Palestra Italia

07/11/1920 Mack-Port 0 x 3 AA São Bento

14/11/1920 SC Internacional 3 x 0 Ypiranga

14/11/1920 Paulistano 1 x 3 Corinthians

15/11/1920 AA das Palmeiras 2 x 1 Mack-Port

15/11/1920 AA São Bento 0 x 1 Palestra Italia

21/11/1920 Minas Gerais 0 x 4 Corinthians

21/11/1920 Palestra Italia 5 x 0 AA das Palmeiras

21/11/1920 Paulistano 3 x 0 Mack-Port

28/11/1920 Corinthians 4 x 0 AA São Bento

28/11/1920 Minas Gerais 4 x 0 SC Internacional

05/12/1920 Mack-Port 2 x 4 SC Internacional

05/12/1920 Paulistano 5 x 1 Ypiranga

05/12/1920 AA das Palmeiras 1 x 6 Corinthians

12/12/1920 Palestra Italia 0 x 1 Paulistano 

Classificação – Final

Time

PG

J

V

E

D

GP

GC

SG

1

Palestra Italia

28

17

13

2

2

57

10

47

2

Paulistano

26

17

12

2

3

64

23

41

3

Corinthians

25

16

12

1

3

64

21

23

4

A.A. São Bento

19

16

9

1

6

34

25

9

5

Ypiranga

15

16

6

3

7

31

31

0

6

Minas Gerais F.C.

14

16

6

2

8

47

31

16

7

S.C. Internacional

11

16

5

1

10

24

57

- 33

8

A.A. das Palmeiras

5

16

2

1

13

17

73

- 56

9

Mackenzie/Portuguesa

3

16

1

1

14

10

77

- 67

10

Santos F.C.

-

-

-

-

-

-

-

-

Fontes: revista “A Cigarra”, Wikipédia e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro

 

 

 

Partida realizada na data de 14 de novembro de 1920, no estádio do Paulistano, no bairro Jardim América.

Gols: Américo (7m do 1º tempo), Neco (37m do 1º tempo) e Gambarotta (11m do 2º tempo) para o Corinthians e Friedenreich (pênalti 39m do 1º tempo) para o Paulistano.

Árbitro: Ricardo Fortunato

Paulistano: Arnaldo, Orlando e Carlito. Sérgio, Rubens Salles e Mariano. Zonzo, Guariba, Friedenreich, Cassiano e Carneiro Leão.

Corinthians: Mario, Nando e Gano. Roberto, Amílcar e Ciasca. Américo, Garcia, Gambarotta, Neco e Altino.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

 

 

Partida realizada na data de 15 de novembro de 1920, no estádio Chácara da Floresta.

Gols: Heitor (35m do 1º tempo)

Árbitro: ?

São Bento: Colombo, Apprá e Barthô. Fausto, Lagreca e Caetano. Infantini, Dias, Zucchi, Spada e Tito.

Palestra: Primo, Bianco e Pedretti. Bertolino, Picagli e Valle. Caetano, Ministro, Heitor, Imparato e Martinelli.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

 

Partida realizada na data de 31 de outubro de 1920, no Parque da Antárctica Paulista.

Gols: Heitor (1º tempo)

Árbitro: Ernani Cômmodo

Palestra: Primo, Bianco e Pedretti. Bertolino, Picagli e Fabbi. Caetano, Ministro, Heitor, Imparato e Martinelli.

Minas Gerais: Bozzato, Barbosa e Porto. Nonô, Sebastião e Castro. Laerte, De Vitto, Cádena, Francisco e Romão.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

 

Partida realizada na data de 5 de setembro de 1920, no campo do Parque da Antárctica Paulista.

Gols: Imparato (P) Amilcar e Américo (C)

Árbitro: Octávio Bicudo

Palestra: Primo, Bianco e Pedretti. Bertoline, Picaglie e Fabbi. Caetano, Ministro, Heitor, Imparato e Martinelli.

Corinthians: Mario, Nando e Gano. Roberto, Amilcar e Ciasca. Américo, Garcia, Gambarotta, Neco e Brasílio.

 

Fontes: revista “A Cigarra” e o livro “O Caminho da Bola” de Rubens Ribeiro.

© 2016 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha