EQUIPES PARTICIPANTES:

CLUBE CIDADE

001

ATLÉTICO RORAIMA CLUBE BOA VISTA

002

BARÉ ESPORTE CLUBE BOA VISTA

003

CLUBE DE REGATAS FLAMENGO BOA VISTA

004

RIO BRANCO ESPORTE CLUBE BOA VISTA


1º TURNO

RORAIMA

2-1

FLAMENGO

BARÉ

2-1

RIO BRANCO

RORAIMA

2-0

BARÉ

RIO BRANCO

4-2

FLAMENGO

BARÉ

0-0

FLAMENGO

RORAIMA

0-0

RIO BRANCO

2º TURNO

RORAIMA

0-0

FLAMENGO

RIO BRANCO

2-1

BARÉ

RORAIMA

3-1

BARÉ

RIO BRANCO

2-0

FLAMENGO

BARÉ

2-2

FLAMENGO

RORAIMA

2-0

RIO BRANCO

3º TURNO

RORAIMA

6-1

FLAMENGO

BARÉ

5-0

RIO BRANCO

RORAIMA

2-1

BARÉ

RIO BRANCO

1-0

FLAMENGO

BARÉ

1-0

FLAMENGO

RORAIMA

2-1

RIO BRANCO

CAMPEÃO – ATLÉTICO RORAIMA CLUBE (BOA VISTA – RR)

ARTILHEIRO – HERBI (RORAIMA) 08 GOLS

Fontes: Arquivos de Roberto Silva e Folha Esportiva – RR

 

EQUIPES PARTICIPANTES:

CLUBE CIDADE

001

ATLÉTICO RORAIMA CLUBE BOA VISTA

002

BARÉ ESPORTE CLUBE BOA VISTA

003

CLUBE DE REGATAS FLAMENGO BOA VISTA

004

RIO BRANCO ESPORTE CLUBE BOA VISTA


1º TURNO

RORAIMA

1-1

FLAMENGO

BARÉ

4-1

RIO BRANCO

RORAIMA

1-1

BARÉ

RIO BRANCO

2-1

FLAMENGO

BARÉ

3-1

FLAMENGO

RORAIMA

6-0

RIO BRANCO

2º TURNO

RORAIMA

1-0

FLAMENGO

BARÉ

3-3

RIO BRANCO

BARÉ

3-1

RORAIMA

FLAMENGO

2-1

RIO BRANCO

BARÉ

2-0

FLAMENGO

RORAIMA

2-1

RIO BRANCO

3º TURNO

FLAMENGO

5-2

RORAIMA

BARÉ

4-0

RIO BRANCO

RORAIMA

2-0

BARÉ

FLAMENGO

3-2

RIO BRANCO

BARÉ

2-1

FLAMENGO

RORAIMA

4-3

RIO BRANCO

CAMPEÃO –BARÉ ESPORTE CLUBE (BOA VISTA – RR)

ARTILHEIRO – ELLES (BARÉ) 12 GOLS

Fontes: Arquivos de Roberto Silva e Folha Esportiva – RR

 

Nesta publicação uma foto raríssima de 1926, que se refere ao Club Negro, situado na Vila de Boa Vista, no Rio Branco, que na época era município do Amazonas e hoje é a capital de Roraima. Presidido por Octavio José de Vasconcellos, o Club Negro tinha se sagrado campeão da Primeira Divisão do Rio Branco.

FOTO & FONTE: Revista Amazonense Redenção – Gaspar Vieira Neto

 
Madureira (Rio de Janeiro – RJ)

4

Seleção da FRD (Boa Vista – RR)

0

Data: 05 de maio de 1955 Local: Boa Vista / RR
Juiz: Jaime Braga Caráter: Amistoso Nacional
Gols: Machado (3) e Apel
Madureira(RJ): Danton; Jorge (Mario) e Darcy; Nilo (Apel), Bitum e Moacir, 91, Zezinho, Machado, Tião e Deraldo (Osvaldo).
Seleção da FRD(RR): Bonates (Sabá Pinheiro); Mão de Remo e Ribeiro; Chico Santos, Toscano e Wanderley (Bebeto); Piranha (Demario), Caveira (Salomão), Chico e Canhotinho (Sabarreto).
 
BARÉ EC (BOA VISTA – RR)

1

A RORAIMA C (BOA VISTA – RR)

0

Data: 11 de outubro de 1953 Local: Boa Vista / RR
Juiz: Pedro Sena de Andrade Caráter: Campeonato Roraimense – 1953
Gol: Chico
Baré(RR): Guilherme; Mão de Remo e Ribeiro; Chico Santos, Caveira e Beto; Atino, Bebeto, Chagas, Chico e Canhotinho.
Roraima(RR):  Zé Maria; Lauro e Gibi; Salomão, Laerte e Jamil; Wanderlei, Claudionor, Esnider, Pinheiro e Pagãozinho.
Obs.: Com este resultados, a equipe do Baré sagrou-se campeão roraimense de 1953, de forma antecipada.
 

De volta ao profissional em 2017, GAS divulga novo escudo e uniforme nº 1

O Grêmio Atlético Sampaio confirmou participação no Roraimense do ano que vem, que terá seis clubes. A cor dourada predomina no brasão, com destaque para a sigla.

O Grêmio Atlético Sampaio (GAS) estará de volta ao futebol profissional de Roraima. A confirmação ocorreu em reunião na sede da Federação Roraimense de Futebol (FRF), na última quarta-feira, que também definiu os demais participantes do Roraimão 2017. Jander Almeida, novo presidente do clube (assumiu no dia 15 de dezembro), se fez presente no encontro e confirmou que o time atuará no Estadual. Para o retorno, a equipe tem novo escudo e uniforme.

Para não perder tempo, o clube divulgou o novo escudo do time e o uniforme principal que será usado no Campeonato Roraimense de Futebol 2017. O GAS volta a ter a cor dourada predominantemente no brasão, bem como a sigla, o nome e o Leão.

Jander Almeida, presidente do GAS, afirma que os objetivos do clube para 2017 passam pela reformulação nas categorias de base e disputar de igual para igual o Estadual.

- Para o profissional queremos não só participar, mas montar um time realmente competitivo e mudar a cara do Grêmio Atlético Sampaio. Outros objetivos para o ano é o investimento na base, onde será nosso foco. Visamos tentar criar um DNA nas categorias de base do clube. Um trabalho com seriedade, em conjunto e ensinando outros valores para a formação não só de atletas como também o crescimento dos jogadores como pessoa – disse o mandatário.

Na edição de 2016 do Roraimense, o GAS não participou por problemas financeiros. A última participação do clube foi em 2015. Na ocasião, a equipe disputou sete partidas e conquistou apenas uma vitória.

Fonte: http://globoesporte.globo.com/

 

FONTE: Diário do Acre 

 

BARÉ                        2          X         3          RIO NEGRO - No último jogo, no domingo, no dia 15 de Setembro de 1963, foi diante do Baré, então a principal força do futebol roraimense. O jogo aconteceu no mesmo estádio (João Mineiro, em Boa Vista) e também com a mesma arbitragem de Áureo Cruz, que teve uma péssima atuação.

O primeiro tempo terminou com o placar de 2×1 para o Rio Negro com gols marcados por Édson e Orlando para os visitantes e Lima, que marcou para o Baré.

No segundo tempo, ambos os times cresceram em campo, fazendo uma partida sensacional em busca da vitória. Os ataques se sucediam de lado a lado até que Lima, do Baré, aproveitando uma ofensiva no setor direito, marcava novamente um gol e que era o segundo do time da casa, empatando para o time da casa.

Mas,logo depois, Luciano conquistava a vitória para o Rio Negro, marcando o terceiro gol do time amazonense e fechando o placar em 3 x 2 para os visitantes.

Estava programado um novo jogo contra a equipe do Roraima, para o dia 17 de Setembro, que seria a revanche. Mas, a diretoria do clube roraimense, acabou desistindo da realização do novo embate.

A Federação Roraimense resolveu então marcar um jogo do Rio Negro contra a seleção de Roraima que, devido à falta de informações, não se sabe quanto foi o resultado final.

 

 

FONTES: Jornal A Gazeta, de Manaus (AM) – Gaspar Vieira Neto

 

SEGUNDO JOGO - No segundo compromisso, o Rio Negro enfrentou o São Paulo, no estádio João Mineiro e arbitrado, novamente, por Áureo Cruz. O ponta-pé inicial foi dado pelo doutor Assis Peixoto, governador do Território de Roraima. O Rio Negro dominava a partida, mas só conseguiu abrir o placar aos 40 minutos, quando Luciano, após receber passe de Aírton, chutou de forma inapelável, sem chances para o goleiro Guilherme.

Começado o segundo tempo,o São Paulo começou a pressionar. Até que, aos25 minutos, o time roraimense, em uma tabela de Castelo com Agassiz, a defesa Rio-Negrina acabou conciliando, sobrando a bola para Roberto que chutou e empatou a partida. E o placar não se alterou até o final, ficando empatado em 1 a 1.

xxxxx
SÃO PAULO            1          X         1          RIO NEGRO

LOCAL:  Estádio João Mineiro, em Boa Vista (RR)

CARÁTER: Amistoso Nacional

DATA: Sexta-feira, no dia 13 de Setembro de 1963

PÚBLICO E RENDA: Não divulgados

ÁRBITRO: Áureo Cruz

SÃO PAULO: Guilherme (Edgar); Pelé e Mão de Remo; Adauto e Elias; Roberval e Idalmir; Fernando (Roberto ), Castelo, Agassiz (João) e Wilcox.

RIO NEGRO: C Clóvis (Chicão); Valder e Bololo; Catita e Mário; Fernando, Luciano, Maués (Eudoxio), Aírton, Tomás e Orlando (Machado).

GOLS: Luciano aos 40 minutos (Rio Negro), no 1º Tempo. Roberto aos 25 minutos (São Paulo, no 2º Tempo.

 

FONTES: Jornal A Gazeta, de Manaus (AM) – Gaspar Vieira Neto

 

Em 1963, o Rio Negro, então campeão amazonense daquele ano, foi convidado para fazer uma série de jogos em comemoração à data de criação do Território de Roraima. No dia 11 de Setembro, a delegação Rio-Negrina embarcou num avião da Cruzeiro do Sul, deixando Manaus.

A delegação, além dos jogadores e comissão técnica, também contou com o presidente Genes Medeiros; Vice Presidente - José Cidade; Tesoureiro – José Simeão; Massagista - Dico Paiva; Roupeiro - Pedro de Souza. Assim que chegaram em Boa Vista (RR), a delegação amazonense ficou hospedada no Hotel Boa Vista.

Página do jornal amazonense A GAZETA, de Setembro de 1963,anunciando o primeiro jogo da excursão do Rio Negro ao Território de Roraima contra a equipe do Roraima, em Boa Vista

PRIMEIRO JOGO – O Rio Negro enfrentou o Roraima, um dos principais times do território. O estádio estava lotado e o público presenciou um bom jogo e, de quebra, com cinco gols. O primeiro gol foi aos 20 minutos. Em um ataque pela direita, a zaga do Rio Negro falhou e Roberto penetrou e chutou para abrir o placar para os donos da casa.

Aproveitando o embalo, o Roraima seguiu pressionando e cinco minutos depois, Castro, aproveitando uma falha do zagueiro Valder, ampliando o marcador E assim terminava o primeiro tempo com a vitória do Roraima por 2 a 0.

Veio a segunda etapa, e com ela um Rio Negro disposto a mostrar o porquê de ser o campeão amazonense. Luciano, que entrara no lugar de Maues, deu uma nova cara para o time manauara.

Após uma cobrança de falta de Fernando, a defesa roraimense cochilou e Aírton aproveitava para marcar o primeiro gol do Rio Negro. Logo depois é a vez de Tomás fazer uma linda jogada, tabelando com Aírton, e entrar na área após driblar um adversário, marcando o gol que foi anulado pelo juiz que alegou impedimento.

Aos 12 minutos, após uma jogada de tabelas, Tracajá mandou a bola nas redes de Clóvis, marcando o terceiro gol roraimense. Numa confusão estabelecida em frente às traves do Roraima, aos 28 minutos, Édson recebeu um rebote do zagueiro Delson e marcou o segundo gol do Rio Negro. A partida seguiu eletrizante, mas no final ficou com o placar inalterado.

xxxx
RORAIMA     3          X         2          RIO NEGRO

LOCAL:  Estádio João Mineiro, em Boa Vista (RR)

CARÁTER: Amistoso Nacional

DATA: Quarta-feira, no dia 11 de Setembro de 1963

PÚBLICO E RENDA: Não divulgados

ÁRBITRO: Áureo Cruz

RORAIMA: Carlinhos; Rafael, Gabriel, Raul e Delson; Tracajá e Castro; Carlos, Alberto, Warlouman e Silva.

RIO NEGRO: Clóvis; Valder, Bololô, Catita e Eudoxio; Fernando e Maués (Luciano II); Aírton, Luciano, Tomás e Orlando.

GOLS: Roberto aos 20 minutos (Roraima); Castro aos 25 minutos (Roraima), no 1º Tempo. Aírton aos 4 minutos (Rio Negro); Tracajá aos 12 minutos (Roraima); Édson aos 28 minutos (Rio Negro), no 2º Tempo.

 

FONTES: Jornal A Gazeta, de Manaus (AM) – Gaspar Vieira Neto

 

Autores: Equipe de Esportes da Rádio Difusora de Roraima Galvão Soares, Jorge Luiz, Jorge Souza, Carlos Alberto Alves, Amanajás Gouveia, Severino Cavalcante e banda municipal por Maestro Franco.

Créditos pela pesquisa: Djavan Sbell, Aragão, Mário Coelho e Celino Pinheiro.

Os hinos foram solicitados pela equipe Difusora de Esporte (nome equipe  esportes) da emissora em 1975 ao Maestro Franco, maestro da banda de Música da Guarda Territorial em Boa Vista. Ele que idealizou e produziu. Pra arrecadar o dinheiro e pagar a gravação.  Fizeram um torneio de futebol no Estádio João Mineiro.  Toda a cidade foi mobilizada e levando um grande público ao estádio.

Trecho do Hino oficial do Atlético Roraima Clube

Eu sou milionário, eu sou

Eu sou tricolor

O meu clube é um show

(Bis)

Verde, branco e grená

Mas que maravilha eu vou me acabar

Verde, branco e grená

Mas que maravilha eu vou me acabar

(Bis)

Todos numa só jogada

Mas que parada

O que, que há?

(Bis)

Tricolooooor, Tricoloooor, Tricolooooor,Tricolooooor,

 

Trecho do Hino oficial do Baré Esporte Clube

Que alegria com fé

Eu sou torcedor do Baré

Mas que show de bola

Rolando no chão

O mais querido é sempre campeão

A nossa equipe é uma fera

Quem não ta nessa já era

Somando vitórias

Contando histórias

Baré ta dando pé e tá dando olé

Baré ta dando fé e tá dando olé

Baré ta dando fé e tá dando olé

Baré ta dando pé e tá dando olé

 

Trecho do Hino oficial do Grêmio Atlético Sampaio-GAS

Grêmio Atlético Sampaio

Daqui ninguém me tira, daqui não saio

Grêmio Atlético Sampaio

Daqui ninguém me tira, daqui não saio

O amor, fé e esperança

Vamos saudar o nosso dia

Que vai chegar suando a camisa com amor

GAS é o meu amor

GAS é o meu povo animado

O meu clube é o leão dourado

Trecho do Hino oficial do Náutico Futebol Clube

Quem quiser saber de bola

Venha pro lado de cá

Águia rubra é uma parada

Tá botando para quebrar

Quem quiser saber de bola

Venha pro lado de cá

Águia rubra é uma parada

Tá botando para quebrar

Entre nessa corrente

Num só pensamento de uma só vez

Gritando todos juntos

Náutico, Náutico 1, 2, 3

 

Trecho do Hino oficial do River Esporte Clube

A minha camisa é a minha raça

Eu falo sério e não faço graça

Esta camisa tem a sua história

River tem fé, tem vitória

Você fica ligado e canta essa canção

Verdão de Aparecida é meu o tubão

Ai Verdão, Ai Verdão

Ai, ai, ai, ai, ai esse é o meu Verdão

Ai Verdão, ai Verdão

Ai, ai, ai, ai, ai esse é o meu Verdão

Ai…

Trecho do Hino oficial do São Raimundo Esporte Clube

No estádio as bandeiras fazem festa colorida

Azul e branco minha vida, é minha vida

Alvi-celeste entra em campo

É garra garantida

Eu gritei coro com a galera São Raimundo é minha paixão

Clube do meu coração

São Raimundoooo

Clube do meu coração

Clube do meu coração

Alvi celeste ao guente

Todo mundo no estádio

Clube do meu coração

A galera

FONTE:  Carlos Santos

 

OBSERVAÇÃO:

O Território Federal do Rio Branco foi um território federal brasileiro desmembrado do Amazonas no dia 13 de Setembro de 1943. Alterou o nome em 1962, para Território Federal de Roraima, o qual em 1988 foi extinto e deu lugar ao Estado de Roraima. Sua capital era Boa Vista, que continuou a ser a capital do futuro estado.

Criado pelo Decreto-lei n.º 5812, de 13 de setembro de 1943, o território foi delimitado pelo Decreto-lei 6550, de 31 de maio do ano seguinte, com as seguintes delimitações, estabelecidas no inciso b de seu artigo primeiro:

Território Federal do Rio Branco – a Oeste, Norte e Leste, os limites com a República da Venezuela e a Guiana Inglesa; a Sueste e Sul, o rio Jamundá ou Nhamundá, da sua nascente principal na Serra Uassari até o paralelo da nascente principal do rio Alalaú, seguindo por esse paralelo até alcançar a referida nascente; o rio Alalaú, até a sua foz no rio Jauaperi, descendo por este até a sua foz no rio Negro e por este rio acima até a foz do rio Jufari; – a Sudoeste, o rio Jufari, desde a sua foz até a sua nascente principal; o divisor de águas entre os rios Demeni e Xeruini, desde a nascente principal do Jufarí até o divisor de águas entre o Demení e o Catrimani; este divisor até encontrar o paralelo que passa pela nascente principal do rio Catrimani e seguindo por este paralelo até a serra Parima;

Ainda segundo o mesmo decreto, o território possuía somente dois municípios: a capital Boa Vista e Catrimani, este formado com parte do Município da Moura, ambos oriundos do Amazonas.

 

FONTES: Wikipédia – Institucional (31/5/1944) – Dec. Lei 6550/44 – Casa Civil da Presidência da República – Sport Ilustrado

 

 

FONTE: Revista Sport Ilustrado 

 

O Baré Esporte Clube, campeão do Torneio Início e campeão de Boa Vista, de 1950, na época Território Federal de Rio Branco. O quadro do Baré, na foto, está formado assim.

EM PÉ (da esquerda para a direita): Pedro Sena (árbitro), Aquino, Jorge, Ocidente, Rinaldi, Chico, Beto, Sérgio e Oliveira.  AGACHADOS (da esquerda para a direita): Mário (massagista), Caveira, Jorge Castro, Gadelha, Cícero, Bentévi e Orlando.

 

FONTE: Revista Sport Ilustrado 

 

FONTE: Página do ex-jogador do GAS, Roberto da Silva

 

Encontrei no acervo pessoal do ex-jogador Roberto Silva uma foto do início dos anos 70.

Nesta foto aparece um uniforme e escudo do Grêmio Atlético Sampaio que não havia visto até então.

Na foto, Roberto é o da esquerda (Baré) e seu irmão Rubens Silva, o da direita (GAS).

Curiosidade: Roberto Silva foi artilheiro de Roraima por 10 anos seguidos (1967-1977).

Tanto quem em 1978 o Flamengo do Rio jogou em Boa Vista e Zico brindou o jogador com uma medalha.

Fonte: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=272589849487759&set=a.270870732993004.67247.100002102396943&type=3&theater

A partir da foto acima, tentei redesenhar o escudo. Fiquem a vontade para melhorá-lo.

 

 

O futebol brasileiro, aos poucos, começa a entender a importância de possuir uma boa estrutura, a fim de pode obter um destaque no cenário nacional. Seguindo essa mentalidade, foi criado na cidade de Boa Vista, no Estado de Roraima o Clube empresa: Desportivo Caburaí. Fundado no dia 29 de Outubro de 2015, o Caburaí tem com atividade principal a gestão, operação e exploração comercial do Futebol.

Além disso, o clube pretende num curto espaço de tempo disputar o Campeonato Roraimense de futebol. Com uma estrutura invejável , o clube está preparando jovens talentos para atuação em clubes profissionais do Brasil e do Exterior, a empresa oferece capacitação total a meninos e meninas de 11 a 23 anos.

Este trabalho inclui treinamento técnico e aprimoramento físico para a formação de um jogador altamente qualificado e diferenciado. O clube vem realizando amistosos e já confirmou amistosos dentro e fora do Brasil. Ainda este mês fará um amistoso diante do Caracas, na Venezuela. Em junho, realizará dois amistosos em Goiás: diante do Goiás e Vila Nova ou Atlético Goianiense.

Link da reportagem: http://globoesporte.globo.com/rr/videos/v/desportivo-caburai-surge-com-novo-modelo-de-gestao-em-roraima/4805146/

 

FONTE, VÍDEO & FOTO: Página do Clube no Facebook – Globoesporte.com

 

Oi pessoal, encontrei essa matéria na Revista Placar nº 71, publicada em 23 de julho de 1971.

De acordo com a mesma, o GAS foi o campeão estadual de 1969, indo de encontro à maioria das listagens de campeões do estado que encontramos por aí.

Se alguém tiver mais informações e/ou esclarecimentos por favor se sinta a vontade para comentar.

Eu tentei anexar a imagem da página, mas não consegui. Segue abaixo o link aonde se encontra as páginas da revista. No caso, a matéria está na página 20.

https://books.google.com.br/books?id=-153mFfDL5IC&pg=PA20&dq=hist%C3%B3ria+do+campeonato+estadual+de+roraima&hl=pt-BR&sa=X&ved=0ahUKEwjm0fKmoajLAhWEDJAKHTrcAuwQ6AEIITAB#v=onepage&q=hist%C3%B3ria%20do%20campeonato%20estadual%20de%20roraima&f=false

abs

 

 

Vila de Boa Vista - 1924

Em 1924,o norte-americano Hamilton Rice organizou uma expedição à Amazônia e, após sair de Manaus, dirigiu-se à região do alto Rio Branco (hoje Estado de Roraima). Seu objetivo era avaliar os aspectos geográficos desta localidade.

Quando se encontrava na vila de Boa Vista (que até então era um município do Amazonas) a expedição de Rice fotografou vários  aspectos do cotidiano do lugar, que na época possuía 1.200 habitantes.

Entre esses registros, se encontravam três fotos envolvendo uma partida de futebol, entre as equipes do Rio Branco e do Boa Vista, que foram dois pioneiros clubes de futebol de Roraima.

Essas imagens tem um grande valor histórico para o esporte local pois, pela primeira vez, era registrado em fotos a prática de tal modalidade naquele pedaço (na época) tão isolado e longínquo do Brasil.

 

Sport Club Boa Vista

 

Jogo - Vila Boa Vista 1924

FONTE: Prof. e Pesquisador do Futebol Amazonense, Gaspar Vieira 

 

Foto da equipe do São Paulo, no antigo Estádio João Mineiro, onde podemos comprovar seu uniforme e desenho do escudo.

O São Paulo Futebol Clube teve seu auge na década de 60, era considerado um time muito bom e competitivo. O elenco era sempre renovado e dava muitas alegrias a torcida roraimense.

Seu nome, cores, escudo e uniforme é uma homenagem ao clube de paulista.
Disputou o Campeonato Estadual em 1961.

Fontes: Arquivos pessoal e batebolacomrobertosilva.blogspot.com.br

 

 

 

São Francisco Futebol Clube de Boa Vista-RR

 

Baseado na foto do post do amigo Wanderson Pereira. Segue o que consegui descrever. Espero que possamos um dia confirmar essa informação.

 

Neste site interessantíssimo sobre clubes campeões existe esta foto do São Francisco de Boa Vista.

Fonte: http://clicknoscampeoes.weebly.com/campeonato-roraimense.html

 

PS: Fundada no dia 23 de julho de 1948, como Federação Riobranquense de Desportos, mudou para Federação Roraimense de Desportos, em 1961. Somente em 1974, mudou o nome para Federação Roraimense de Futebol.

 

Fonte e Foto: Álbum Craques do Robertão – Acervo pessoal

 

Para indicar o seu representante para a Série D do Campeonato Brasileiro de 2012, a Federação Roraimense de Futebol promoveu um torneio seletivo disputado em dois dias, com as partidas tendo a duração de 60 minutos. A vaga ficou com o NÁUTICO FUTEBOL CLUBE. Abaixo os resultados:

1ª ELIMINATÓRIA

12.05.2012
RORAIMA 8-1 SAMPAIO
NÁUTICO 1-0 SÃO RAIMUNDO
REAL 0-0 RIO NEGRO (5-4 PENALTIS)

2ª ELIMINATÓRIA

13.05.2012
RORAIMA 2-0 RIO NEGRO
NÁUTICO 1-0 REAL

FINAL

13.05.2012
NÁUTICO 3-0 RORAIMA

 

NOME: RORAIMINHA ESPORTE CLUBE

FUNDAÇÃO: DESCONHECIDA

SITUAÇÃO: AMADOR

CIDADE: CARACARAI/RR

FONTE:

http://roraiminhaesporteclube.blogspot.com.br/

 

 

NOME: VISTA ALEGRE FUTEBOL CLUBE

FUNDAÇÃO: DESCONHECIDA

APELIDO: LARANJA MECÂNICA

SITUAÇÃO: AMADOR

CIDADE: CARACARAI/RR

FONTE:

http://vistalegresporteclube.blogspot.com.br/

 

Aos seres pensantes, convido para ler uma reportagem postada, nesta sexta-feira (16/03/12), no Site UOL sobre um absurdo. O governo federal vai liberar R$ 100 milhões para a reforma e ampliação do estádio Flamarion Vasconcelos, na cidade de Boa Vista, capital de Roraima. Inaugurado em 2006, a média de público de 50 pagantes, o estádio com capacidade para 14.500 pessoas é mais um dos desperdícios de grana nesse país.

 

 

Só posso concluir uma coisa: desemprego; salário baixo; o caos no trânsito, hospitais, escolas e criminalidade não fazem parte da vida do brasileiro!

 

Link: http://copadomundo.uol.com.br/noticias/redacao/2012/03/16/com-media-de-50-pagantes-por-jogo-rr-ganha-r-100-mi-do-governo-para-reformar-estadio.htm

Foto: Divulgação

 

O Campeonato Roraimense de 1971 devido a demora na regularização das equipes inscritas só foi iniciado em 09 de janeiro de 1972. Inscreveram-se Baré, Roraima, São Raimundo, São Francisco, Náutico e Sampaio. Ao final do 1º turno a classificação final era a seguinte: Baré 2 pp, Roraima 3 pp, Náutico 5 pp, Sampaio 6 pp e São Raimundo e São Francisco com 7 pp.

Em 25 de março devido a diversas irregularidades na maioria das partidas deste turno, o Tribunal de Justiça Desportiva resolveu anular todo o 1º turno. Com isto a Federação Roraimense de Desportosem Assembléia Geraldeliberou por cancelar o campeonato e promover dois torneios com as mesmas equipes.

A primeira competição foi o Torneio Sesquicentenário que teve o Atlético Roraima Clube como campeão ao vencer os dois turnos, goelado na [última partida do torneio o Náutico por 6 a 2 em 03 de setembro.

A segunda competição foi o Torneio Compensação que teve o Atlético Baré Clube como campeão, inclusive com uma goleada importante sobre o Náutico em 22 de outubro de 1972 por 11 a 0.

Diante destes fatos, podemos afirmar que as listas que existem publicadas na internet sobre os campeões roraimenses está incorreta. Não houve Campeonato Roraimense em 1971, mas apenas duas competições amistosas.

Fonte: pesquisa do autor no Jornal do Comércio/AM

 

EQUIPES PARTICIPANTES:

- ATLÉTICO BARÉ CLUBE (BOA VISTA)
- ATLÉTICO RORAIMA CLUBE (BOA VISTA)
- NÁUTICO FUTEBOL CLUBE (BOA VISTA)
- SÃO FRANCISCO FUTEBOL CLUBE (BOA VISTA)
- SÃO PAULO FUTEBOL CLUBE (BOA VISTA)
- SÃO RAIMUNDO ESPORTE CLUBE (BOA VISTA)

CAMPEÃO

- ATLÉTICO BARÉ CLUBE (BOA VISTA)

Fonte: Jornal do Comércio (Manaus/AM)

 

Caros amigos do Blog. Estava navegando hoje pelo site http://clicknoscampeoes.weebly.com e encontrei essa foto como sendo do São Francisco Futebol Clube, campeão roraimense de 1974.

Me chamou a atenção o fato de que o escudo é claramente diferente do que rola na net. Além disso, a cor da camisa do time tem duas cores, ao contrário do tricolor que se comenta.
No centro do escudo, que tem formato de Inter de Limeira e não de Fluminense, parece ter as letras “S” e “F” entrelaçadas.

Coloco aqui para que possamos ver se chegamos ao real escudo e cores do clube.

© 2017 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha