Em 1949 foi realizado, em Cuiabá, o IV Campeonato Matogrossense de Seleções com as participações de Cuiabá, Campo Grande e Corumbá. Ao final de três jogos a equipe cuiabana sagrou-se campeã. Segue abaixo os jogos.

 

 

Seleção Cuiabana 5 x 2 Seleção Corumbaense

Data: 27/11/1949

Local: Bosque Municipal

Juiz: Amaury da Silva Nen

Gols: Dionísio (2), Uirton, Bugrinho, Íris e Beto (2)

Seleção Cuiabana: Dito, Nascimento, Uir, Gerbes, Alan, Rubens, Dionísio, Bugrinho, Íris, Uirton e Rubens Thomen.

Seleção Corumbaense: Hugo, Otávio, Adalberto, Toinho, Floriano, Neves, Alfredo, Bezerra, Lázaro, Augusto e Beto.

 

Seleção Campo-grandense 1 x 1 Seleção Corumbaense

Data: 01/12/1949

Local: Bosque Municipal

Juiz: Amaury da Silva Nen

Gols: sem registro

Seleção Campo-grandense: Pepino, Pacu, Hélio, Macaco, Dominguinhos, Wálter, Vaduca, Eufrásio, Rubens, César e Néferson.

Seleção Corumbaense: Petrola, Otávio, Bezerra, Neves, Zé Neves, Toinho, Augusto, Ângelo, Beto, Lázaro e Oriomar.

 

Seleção Cuiabana 5 x 2 Seleção Campo-grandense

Data: 05/12/1949

Local: Bosque Municipal

Juiz: Amaury da Silva Nen

Gols: sem registro

Seleção Cuiabana: Dito, Nascimento, Uir, Rubens, Alan, Gerbes, Dionísio, Bugrinho, Uirton, Thomen e Íris.

Seleção Campo-grandense: Pepino, Buchara, Rubens, Pacu, Macaco, Dominguinhos, Nelson Trad, Vadinho, Vaduca, Nei e Reis.

 

 

 

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso – Foto de Rubens Thomem

 

 

Mixto 1 x 1 Paulistano

Data: 13/07/1947

Local: Bosque Municipal (Cuiabá)

Árbitro: Paulo Emilio Ferreira

Gol do Mixto: Leônidas

Mixto: Dito, Uir, Chupapalha, Pinto, Edgar Curvo, Gerbes, Mingote, Cajabi, Brandão, Leônidas e Uirton.

 

Mixto 3 x 1 Dom Bosco

Data: 27/07/1947

Local: Bosque Municipal (Cuiabá)

Árbitro: Francisco de Magalhães

Gols do Mixto: Chupapalha, Cajabi e Mingote

Mixto: Dito, Uir, Chupapalha, Pinto, Edgar Curvo, Gerbes, Malheiros, Leônidas, Cajabi, Mingote e Uirton.

 

Mixto 4 x 0 ABC

Data: 10/08/1947

Local: Bosque Municipal (Cuiabá)

Árbitro: Constantino Dias da Cruz

Gols do Mixto: Uirton (3) e Leônidas

Mixto: Dito, Uir, Chupapalha, Pinto, Edgar Curvo, Gerbes, Iris, Mingote, Leônidas, Malheiros e Uirton.

 

Mixto 3 x 1 Americano

Data: 31/08/1947

Local: Bosque Municipal (Cuiabá)

Árbitro: Paulo Emilio Ferreira

Gols do Mixto: Cajabi (2) e Uirton

Mixto: Dito, Uir, Chupapalha, Pinto, Gerbes, Edgar Curvo, Cajabi, Leônidas, Mingote, Uirton e Malheiros.

 

Mixto 6 x 0 Paulistano

Data: 26/10/1947

Local: Bosque Municipal (Cuiabá)

Árbitro: Paulo Emilio Ferreira

Gols: Uirton (3) e Mingote (3)

Mixto: Dito, Uir, Chupapalha, Pinto, Edgar Curvo, Gerbes, Cajabi, Leônidas, Mingote, Uirton e Iris.

 

Mixto 5 x 1 ABC

Data: 23/11/1947

Local: Bosque Municipal (Cuiabá)

Árbitro: Benedito de Carvalho

Gols do Mixto: Leônida (4) e Mingote

Mixto: Dito, Uir, Chupapalha, Pinto, Edgar Curvo, Gerbes, Cajabi, Hugo, Uirton, Leônidas e Leônidas.

 

Mixto 2 x 2 Americano

Data: 14/12/1947

Local: Bosque Municipal (Cuiabá)

Árbitro: Desconhecido

Gols do Mixto: Uirton (2)

Mixto: Dito, Uir, Chupapalha, Pinto, Edgar Curvo, Gerbes, Cajabi, Uirton, Mingote, Leônidas e Iris.

 

Mixto 4 x 1 Dom Bosco

Data: 04.01.1948

Local: Bosque Municipal (Cuiabá)

Árbitro: Benedito Hilário de Carvalho

Gols do Mixto: Uirton (3) e Malheiros

Mixto: Dito, Chupapalha, Uir, Pinto, Edgar Curvo, Gerbes, Cajabi, Uirton, Leônidas, Mingote e Malheiros.

 

 

Fonte: Arquivo Pessoal

 

Em 1937 a Seleção de Corumbá esteve em Cuiabá para realizar três partidas. Abaixo as fichas dos jogos:

 

Comércio 1 x 3 Seleção de Corumbá

Data: 07/10/1937

Local: Campo do Comércio

Juiz: Paulo Correa da Costa

Gols: sem registro

Comércio: Moacir, Marinho, Lulu, Zé Estácio, Pequitito, Santana, Lício, Gelson, Alfredinho, Marinheiro e Enock.

Seleção de Corumbá: Petrola, Japão, Walfrido, Xexé, Totó, Ramão, Foguinho, Chito, Lázaro, Baixinho e Círio.

 

Seleção de Cuiabá 1 x 1 Seleção de Corumbá

Data: 10/10/1937

Local: Campo do Comércio

Juiz: Tem. Júlio Costa

Gols: Jonas e Baixinho

Seleção de Cuiabá: Pires, Marinho, Lulu, Zé Negrinho, Totozinho, Arnaldo, Ventura, Gelson, Agabo, Jonas e Marinheiro.

Seleção de Corumbá: Petrola, Walfrido, Japão, Xexê, Totó, Ramão, Foguinho, Chito, Lázaro, Baixinho e Ciro.

 

Seleção de Cuiabá 2 x 1 Seleção de Corumbá

Data: 12/10/1937

Local: Campo do Comércio

Juiz: Artêmio Silva

Gols: Gelson, Enock e Foguinho

Seleção de Cuiabá: Pires, Marinho, Lulu, Zé Negrinho, Totozinho, Nascimento, Andrade, Gelson, Agabo, Jonas e Enock.

Seleção de Corumbá: Petrola, Carmo, Japão, Xexé, Totó, Ramão, Chito, Foguinho, Lázaro, Baixinho e Ciro.

 

Fonte: Reminiscência do Futebol Cuiabano (Manoel Soares de Campos)

 

A primeira partida da história do Operário de Várzea Grande válida pelo Campeonato Cuiabano, ocorreu em maio de 1958 e o placar foi uma derrota de goleada por 10 a 1 diante do Atlético Matogrossense, que na época era o tri-campeão Cuiabano. Abaixo a ficha da partida:

 

Atlético 10 x 1 Operário

Data: 31/05/1958

Local: Estádio do Colégio Estadual

Juiz: Uir Hermógenes Castilho

Gols: Luiz Toucinho (5), Maurício (3), Emílio, Preto e Tatu

Atlético: Fernando, Guiauro, Vital, Sebastião, Portela, Robustiano, Preto, Ataíde, Luiz Toucinho, Maurício e Emílio.

Operário: Fernando, Arruda, Mussa, Conrado, Totó, Ciro, Tatu, Lindolfo, Maneco, Chachalo e Botelho.

 

 

Fonte: Arquivo Pessoal

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Americano e Dom Bosco fizeram pelo segundo turno do Campeonato Cuiabano de 1947, uma partida de quinze gols, terminando com a goleada do Americano por 12 a 3. Abaixo a ficha técnica da partida:

 

Americano 12 x 3 Dom Bosco

Data: 19/10/1947

Validade: Campeoanato Cuiabano

Local: Estádio do Bosque Municipal (Cuiabá)

Árbitro: Alberto Figueiredo Santos

Gols: Juquinha (5), Herminio (3), Hélio (2), Bugrinho (2) e Samuel (3)

Americano: Zebisco, Geraldo, Gato, Florizel, Manoel, Jesus Adherbal, Juquinha, Bugrinho, Hélio, Fernando Fontes e Herminio.

Dom Bosco: Joãozinho, Lisboa, Yule, Cipriano, Mário, Fábio, Rubens Thomem, Cerinha, Bacia, Marzavão e Samuel.

 

 

Fonte: Arquivo Pessoal

 

Mixto e Dom Bosco são os clubes mais antigos de Cuiabá ainda em atividade e fazem o clássico vovô de Mato Grosso. Desde o primeiro confronto entre as duas equipes em 1936, pelo Campeonato Cuiabano, foram mais de 250 partidas. A maior goleada pertence ao Dom Bosco que em 1941, no segundo turno do campeonato não tomou conhecimento do alvinegro e venceu por 11 a 1. Abaixo a ficha técnica da partida:

 

Dom Bosco 11 x 1 Mixto

Data: 05/10/1941

Local: Estádio do Bosque Municipal

Validade: Campeonato Cuiabano

Juiz: Crescêncio Monteiro da Silva

Gols: Lisandro (3), Carvalho I (3), Cajabi (2), Carvalho II (2), Jamil e Didi

Dom Bosco: Ariel, Canchinha, Miguel, Alberto, Uriel, Campos, Cajabi, Jamil, Carvalho II, Lisandro e Carvalho I.

Mixto: Abdala, Darci (Ranulfo), Nuno, João Garimpeiro, Ibarra, Ribeiro, Rubens, Mingote, Didi, Emiliano e Ângelo Maiolino.

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso

 

 

A Taça Cuiabá foi disputada em duas rodadas, onde os vencedores da primeira se enfrentaram valendo o título. Participaram Dom Bosco, Mixto, Operário de Várzea Grande e Goiânia.

 

Mixto 2 x 1 Operário (VG)

Data: 20/04/1979

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Armando Camarinha

Gols: Pastoril, Fabinho e Justino

Mixto: Ernani, Luis Carlos Beleza, Jorge, Miro, Remo, Fabinho (Osvaldo), Pastoril, Toninho Campos, Arildo, Ideraldo e Marcinho.

Operário: Veludo, J. Alves, Zé Augusto, Tim, Zé Maria (Joilson), Joel Diamantino, Marquinhos, China, Ernani, Gerson Lopes e Jaci (Zé Polula).

 

 

Dom Bosco 1 x 1 Goiânia

Data: 20/04/1979

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Renda: Cr$ 137.005,00

Árbitro: Olandir Rondon

Gols: Adilson e Heber

Dom Bosco: Mão de Onça, Tuca, Altivo, Valter, Amauri, Fidélis, Barga, Nenê, Babá, Adilson, e Juju (Joãozinho)

Goiânia: Valdir, Beto, Ulisses, Lula, Odon, Pedro Paulo, Pedrinho, Zé Krol, Paulo Monteiro, Lourenço (Roberto Lopes) e Heber.

OBS: O Goiânia venceu nos pênaltis

 

 

Operário (VG) 2 x 1 Dom Bosco

Data: 22/04/1979

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Civis das Neves Rodrigues

Gols: Joel Diamantino, Ernani e Adilson

Operário: Veludo, J. Alves, Joilson, Tim, Zé Maria, China, Joel Diamantino, Marquinhos, Zé Polula, Ernani e Jaci.

Dom Bosco: Mão de Onça, Tuca, Altivo (Ede), Valter, Amauri, Lopes, Fidélis, Barga, Babá, Adilson e Nenê.

 

Goiânia 1 x 0 Mixto

Data: 22/04/1979

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Renda: Cr$ 173.455,00

Árbitro: Benedito Pio dos Santos

Gol: Pedro Paulo

Goiânia: Valdir, Neto, Lula, Lima, Odon, Pedro Paulo, Heber, Lourenço (Roberto Lopes), Paulo Monteiro (Valdir), Pedrinho e Zé Krol.

Mixto: Nelson, Luis Carlos Beleza, Jorge, Miro, Remo (Chico), Fabinho, Osvaldo, Pastoril, Toninho Campos, Ideraldo e Marcinho.

Com estes resultados o Goiânia Esporte Clube sagrou-se campeão da Taça Cuiabá 1979

 

Fonte: Quatro Anos de Verdão – Macedo Filho) 

 

 

O Torneio Arquimedes Pereira Lima teve a participação de Dom Bosco, Mixto, Operário de Várzea Grande e Comercial de Ribeirão Preto. Foram três rodadas disputadas e ao final sagrou-se campeão a equipe paulista.

 

1ª Rodada

Dom Bosco 2 x 1 Operário (VG)

Data: 06/05/1979

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Benedito Pio dos Santos

Gols: Adilson (2) e Odenir

Dom Bosco: Mão de Onça, Tuca, Ede, Valter, Serginho, Fidélis, Barga, Ismael, Babá, Adilson (Bosco) e Juju.

Operário: Veludo, Zé Maria, Zé Augusto, Gaguinho, Joilson, Tim, China, Ernani, Luizinho (Marco Aurélio), Mosca (Joel Diamantino) e Bernardo (Odenir).

 

Comercial (SP) 2 x 1 Mixto

Data: 06/05/1979

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Renda: Cr$ 210.675,00

Árbitro: Armando Camarinha

Gols: Wagner, Anselmo e Ideraldo

Comercial: Bernardinho (Raul), Wagner, Lauro, Almeida, Fantik, Pedro Omar, Luiz Alberto (Mauricio), Luiz Poiane (Leo), Ciro (Anselmo), Carlos Hansen (Celso) e Zé Roberto.

Mixto: Ernani, Arildo (Remo), Jorge, Miro, Luis Carlos Beleza, Fabinho, Pastoril, Toninho Campos, Ideraldo, Delcy (Osvaldo) e Marcinho.

 

2ª Rodada

Operário (VG) 2 x 1 Mixto

Data: 08/05/1979

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Yunes Untar

Gols: Odenir (2) e Toninho Campos

Operário: Veludo, Zé Maria, Zé Augusto, Gaguinho, Justino, Tim, China, Mosca (Joel Diamantino), Ernani, Luizinho (Joilson) e Odenir.

Mixto: Ernani, Arildo, Jorge, Miro, Luis Carlos Beleza, Fabinho, Pastoril, Jonas (Pelezinho), Ideraldo, Marcinho e Toninho Campos.

 

Comercial (SP) 2 x 1 Dom Bosco

Data: 08/05/1979

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Público:  4.262

Renda: Cr$ 119.920,00

Árbitro: Airton de Souza Franco

Gols: Vander (2) e Barga

Comercial: Raul, Lauro, Wagner, Almeida, Fantik, Pedro Omar, Mauricio, Vander (Luiz Alberto), Luiz Poiani, Anselmo e Zé Roberto (Carlos Hansen).

Dom Bosco: Mão de Onça, Tuca, Altivo, Valter, Serginho, (Amauri), Fidélis, Barga, Ismael (Vitor), Ede, Babá (Bosco) e Juju.

 

3ª Rodada

Dom Bosco 2 x 1 Mixto

Data: 10/05/1979

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Civis das Neves Rodrigues

Gols: Juju, Barga e Pastoril

Dom Bosco: Mão de Onça, Tuca, Altivo, Valter, Serginho (Amauri), Ismael, Fidélis, Ede, Babá, Barga e Juju.

Mixto: Ernani, Arildo, Jorge, Miro, Remo, Fabinho, Pastoril, Chico (Osvaldo), Pelezinho, Ideraldo e Marcinho.

 

Comercial (SP) 1 x 0 Operário (VG)

Data: 10/05/1979

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Renda: Cr$ 136.890,00

Árbitro: Olandir Rondon

Gol: Carlos Hansen

Comercial: Raul, Lauro, Wagner, Almeida, Fantik, Pedro Omar, Mauricio, Vander (Carlos Hansen), Luiz Poiani (Celso), Anselmo (Ciro) e Zé Roberto.

Operário: Veludo, Zé Maria, Edval, Gaguinho (Joilson), Justino, Tim, China, Ernani, Mosca (Joel Diamantino), Luizinho e Odenir (Bernardo).

 

Fonte: Quatro Anos de Verdão – Macedo Filho

 

Durante muitos anos o futebol da capital de Mato Grosso teve como seu templo principal, o Estádio Governador José Fragelli ou simplesmente Verdão. Nesse estádio ocorreram memoráveis jogos, dignos de ser guardados para sempre na memória do torcedor cuiabano. O Verdão foi inaugurado oficialmente em 08 de abril de 1976, com um quadrangular envolvendo Dom Bosco, Mixto, Operário e Flamengo do Rio de Janeiro. Em 2009 foi realizada a última partida antes de ser demolido para a construção da Arena Pantanal.

 

 

 

 

 

Fonte: Nelson Vasquez (ex-jogador)

 

Participantes:

Dom Bosco – Cuiabá

Mixto – Cuiabá

Operário – Campo Grande

Operário – Várzea Grande

Dom Bosco 3 x 1 Operário-VG

Data: 18/04/1969

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: Osmar Marques

Gols: Damasceno (2), Jaburu e Toninho

Dom Bosco: Saldanha, JK, Gonçalo (Fumaça), Dunga, Nenê, Luiz Carlos, Ferrari (Franklin), Toninho, Damasceno, Jaburu e Edinho (Mineiro).

Operário: Águia Negra, Brasil (Disney), Orlando, Alair, Zinho, Manoel, Naldo, Célio, Curi (Delmare), Toninho e Odenir.

 

Mixto 2 x 2 Operário-CG

Data: 18/04/1969

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: Airton de Souza Franco

Gols: Ruiter, Ariel, Abuhassan e Pelé (Ope)

Mixto: Zé Rondonópolis, Miguel, Felizardo (Severino), Glauco, Darcy Avelino, Adalberto, Ruiter, Ariel, Rômulo, Wilson e Arnon.

Operário: Ailton, Adilson, Aderbal, Sérgio, Cezário, Hélvio (Elão), Aldo, Gabriel, Pafuncio, Abuhassan (Pelé) e Ramulo (Dilvan).

 

Operário-VG 0 x 0 Operário-CG

Data: 20/04/1969

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: Osmar Marques

Operário: Walter, Brasil, Paulo (Saborosa), Alair (Orlando), Tinho, Nelsinho (Tatu), Nelson (Manoel), Célio, Manoel (Delmare), Toninho e Fião (Odenir).

Operário: Ailton, Adilson, Aderbal, Sérgio, Cezário, Hélvio, Aldo, Gabriel, Pafuncio, Abuhassan e Ramulo.

 

Dom Bosco 0 x 0 Mixto

Data: 20/04/1969

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: Airton de Souza Franco

Dom Bosco: Saldanha, Ramão, Fumaça, Dunga, Nenê, Luis Carlos (Waldemir), Jaburu, Toninho, Ferreira (Nélson Leão), Damasceno e Edinho (Pé de Pato).

Mixto: Zé Rondonópolis, Pelé, Felizardo, Glauco, Darcy Avelino, Adalberto, Ruiter, Ariel, Ademir Moreira, Valtinho (Rômulo) e Arnon.

 

Obs.: O Dom Bosco venceu nos pênaltis, por 2×1, sagrando-se campeão do Torneio Bento Machado Lobo.

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso

 

 

 

 

 

O São Cristóvão, do Rio de Janeiro disputou 11 jogos (todos amistosos) contra equipes de Cuiabá. Dez delas em Cuiabá e 01 no Rio de Janeiro, numa preliminar da Seleção Brasileira. Abaixo os jogos:

 

DATA

LOCAL

19.04.1959

Mixto

2

x

4

São Cristóvão

Cuiabá

21.04.1959

Atlético

0

x

1

São Cristóvão

Cuiabá

23.04.1959

Mixto

1

x

0

São Cristóvão

Cuiabá

25.04.1959

Atlético

2

x

4

São Cristóvão

Cuiabá

11.02.1968

Operário (VG)

1

x

3

São Cristóvão

Cuiabá

13.02.1968

Dom Bosco

1

x

1

São Cristóvão

Cuiabá

19.05.1968

Dom Bosco

2

x

2

São Cristóvão

Cuiabá

29.04.1970

Dom Bosco

1

x

1

São Cristóvão

Rio de Janeiro

30.08.1973

Mixto

1

x

2

São Cristóvão

Cuiabá

02.09.1973

Dom Bosco

3

x

0

São Cristóvão

Cuiabá

13.11.1974

Operário (VG)

0

x

2

São Cristóvão

Cuiabá

 

Fonte: Boletim Informativo do Clube Atlético Matogrossense e Jornal O Estado de Mato Grosso

 

 

Em 1977, a antiga Federação Matogrossense de Desportos, realizou o Torneio Dr. Carlos Orione, com a participação de Dom Bosco, Palmeiras de Cuiabá, Operário de Várzea Grande e como convidado, o Botafogo do Rio de Janeiro. A equipe carioca veio com uma equipe de reservas.

1ª Rodada (23/01/1977)

 Palmeiras 2 x 1 Botafogo

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Renda: Cr$ 125.210,00

Árbitro: Paulo Fernandes

Gols: César, Tupã e Luisinho

Palmeiras: Peron, J. Alves, Wilson Bozó, Oliveira, Paulinho (Tadeu), Nunes, César, Altair (Jurandir), Carlos, Tupã (Pastel) e Pindú (Márcio).

Botafogo: Luiz Carlos, Miguel, Milton, Pereira, Sérgio, Vieira, Ademir, Fernando, Valdo (Jô), Luisinho e Clóvis (Campos).

 

Dom Bosco 1 x 0 Operário

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Renda: Cr$ 125.210,00

Árbitro: Olandir Rondon

Gol: Fidélis

Dom Bosco: Leomário (Valdeci), Gali, Pereira, Gaguinho (Alair), Dirceu Batista, Joel Diamantino, Gérson, Gonçalves, Djalma (Carlos Alberto), Fidélis e Pelego.

Operário: Roque, Bassi (Luiz Carlos), Alemão, Paulo César (Hamilton), Justino (Chiquinho), Figueiró (Rui), Nélson Lopes, Zé Hélio, Puruca, Pelezinho e Odenir.

 

2ª Rodada (26/01/1977)

 Operário 0 x 0 Botafogo

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Renda: Cr$ 85.335,00

Árbitro: Orlando Antunes

Operário: Nélson, Luiz Carlos (Índio), Paulo César (Zezinho), Jofre, Zé Mário, Nélio Ramos, Nelson Lopes (Tonho), Pelezinho, Puruca e Zé Hélio (Odenir).

Botafogo: Brandão, Beto, Tião, Nilton, Sérgio, Shirley, Índio, Gil (Clóvis), Paulista, Silva e Milton.

 

Palmeiras 1 x 1 Dom Bosco

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Renda: Cr$ 85.335,00

Árbitro: Benedito Pio dos Santos

Gols: Wilson e Pelego

Palmeiras: Peron, J. Alves, Wilson Bozó, Oliveira, Paulinho, Nunes, César, Edmar (Carlos), Wilson, Ferreira e Pindú.

Dom Bosco: Valdeci, Gali, Pereira, Alair, Gaguinho, Dirceu Batista, Gerson, Gonçalves, Fidélis, Djalma (Carlos Alberto) e Pelego.

Nos pênaltis, o Palmeiras venceu por 5 x 4 e ficou com o título do quadrangular.
Fonte: Verdão – 04 Anos de História – 1980 

 

 

 

 

 

Em 1974, o Dom Bosco saiu de Cuiabá para Porto Velho, Rondônia. Lá disputou três partidas contra equipes locais e saiu-se invicto da breve excursão. Abaixo os resultados e as escalações da equipe cuiabana, nos três jogos.

 

Dom Bosco 1 x 1 Ferroviário (RO)

Data: 26/10/1974

Local: Estádio Aluísio Ferreira (Porto Velho)

Árbitro: Não divulgado

Gols: Pelego (Dom Bosco) e Dindon (Ferroviário)

Dom Bosco: Saldanha (Almeida), Luis Carlos (Nide), Saborosa, Neórico, Vitamina, Joel Diamantino, Luis Afonso, Dulcelino (Carlos Alberto), Adilson (Carlos Eduardo), Valdemir e Pelego.

 

Dom Bosco 3 x 0 Flamengo (RO)

Data: 28/10/1974

Local: Estádio Aluísio Ferreira (Porto Velho)

Árbitro: Brasil José de Siqueira

Gols: Carlos Eduardo (2) e Luis Carlos

Dom Bosco: Saldanha (Almeida), Luis Carlos (Nide), Saborosa, Neórico, Vitamina, Luis Afonso, Joel Diamantino, Dulcelino (Lúcio), Valdemir (Carlos Alberto), Adilson (Carlos Eduardo) e Pelego.

 

Dom Bosco 2 x 0 Moto Clube (RO)

Data: 31/10/1974

Local: Estádio Aluísio Ferreira (Porto Velho)

Árbitro: Não divulgado

Gols: Joel Diamantino e Carlos Eduardo

Dom Bosco: Saldanha (Almeida), Nide, Saborosa, Neórico, Dulcelino, Luis Afonso, Joel Diamantino (Carlos Eduardo), Lúcio, Vitamina, Adilson e Pelego (Carlos Alberto).

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso

 

Participantes:

Clube Atlético Mato-grossense – Cuiabá
Mixto Esporte Clube – Cuiabá
Clube Esportivo Operário Várzea-grandense – Várzea Grande
União Esporte Clube – Rondonópolis
Primeiro Turno

 

16.02.1986
Mixto
3
x
1
Atlético
Cuiabá
16.02.1986
Operário
3
x
1
União
Cuiabá
19.02.1986
Operário
1
x
0
Atlético
Cuiabá
19.02.1986
Mixto
1
x
0
União
Cuiabá
23.02.1986
União
0
x
0
Atlético
Rondonópolis
23.02.1986
Operário
1
x
0
Mixto
Cuiabá

 

Segundo Turno

 

26.02.1986
Operário
3
x
1
Atlético
Cuiabá
27.02.1986
União
0
x
2
Mixto
Rondonópolis
02.03.1986
Atlético
1
x
1
União
Cuiabá
02.03.1986
Operário
4
x
0
Mixto
Cuiabá
05.03.1986
Mixto
1
x
1
Atlético
Cuiabá
06.03.1986
União
?
x
?
Operário
Rondonópolis

 

Finais

 

09.03.1986
Operário
2
x
1
Mixto
Cuiabá
16.03.1986
Mixto
0
x
0
Operário
Cuiabá

 

Com estes resultados o Clube Esportivo Operário Várzea-grandense, sagrou-se campeão da Taça Cuiabá 1986

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso/Diário de Cuiabá/Jornal do Dia

 

 

DATA
LOCAL
11.05.1975
MARÍTIMOS
1-7
COMERCIAL
CORUMBÁ
14.05.1975
COMERCIAL
1-0
OPERÁRIO(VG)
CAMPO GRANDE
21.05.1975
COMERCIAL
3-0
DOM BOSCO
CAMPO GRANDE
08.06.1975
COMERCIAL
3-0
UNIÃO
CAMPO GRANDE
18.06.1975
COMERCIAL
2-0
UBIRATAN
CAMPO GRANDE
25.06.1975
COMERCIAL
1-0
OPERÁRIO(CG)
CAMPO GRANDE
06.07.1975
UNIÃO
0-0
COMERCIAL
RONDONÓPOLIS
09.07.1975
OPERÁRIO(VG)
0-2
COMERCIAL
CUIABÁ
13.07.1975
DOM BOSCO
1-1
COMERCIAL
CUIABÁ
16.07.1975
MIXTO
0-1
COMERCIAL
CUIABÁ
20.07.1975
OPERÁRIO(CG)
1-0
COMERCIAL
CAMPO GRANDE
27.07.1975
COMERCIAL
4-0
MARÍTIMOS
CAMPO GRANDE
03.08.1975
UBIRATAN
0-3
COMERCIAL
DOURADOS

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso e Revista Placar

 

 

DATA
LOCAL
24.11.1974
OPERÁRIO(CG)
2-0
UBIRATAN
CAMPO GRANDE
27.11.1974
OPERÁRIO(CG)
3-0
UNIÃO
CAMPO GRANDE
01.12.1974
OPERÁRIO(VG)
2-0
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
04.12.1974
MIXTO
0-0
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
08.12.1974
DOM BOSCO
2-1
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
15.12.1974
OPERÁRIO(CG)
1-1
COMERCIAL
CAMPO GRANDE
16.02.1975
OPERÁRIO(CG)
1-1
OPERÁRIO(VG)
CAMPO GRANDE
05.03.1975
OPERÁRIO(CG)
1-0
DOM BOSCO
CAMPO GRANDE
23.03.1975
OPERÁRIO(CG)
4-0
MIXTO
CAMPO GRANDE
06.04.1975
UNIÃO
0-2
OPERÁRIO(CG)
RONDONÓPOLIS
13.04.1975
COMERCIAL
0-0
OPERÁRIO(CG)
CAMPO GRANDE
19.04.1975
UBIRATAN
1-2
OPERÁRIO(CG)
DOURADOS
20.04.1975
DOM BOSCO
2-2
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
23.04.1975
OPERÁRIO(CG)
1-1
DOM BOSCO
CAMPO GRANDE
27.04.1975
OPERÁRIO(CG)
2-1
DOM BOSCO
CAMPO GRANDE

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso e Revista Placar

 

 

DATA
LOCAL
14.10.1973
OPERÁRIO(VG)
1-0
UNIÃO
RONDONÓPOLIS
20.10.1973
OPERÁRIO(VG)
1-1
OPERÁRIO(CG)
CAMPO GRANDE
28.10.1973
OPERÁRIO(VG)
?-?
PALMEIRAS
CUIABÁ
11.11.1973
OPERÁRIO(VG)
2-2
MIXTO
CUIABÁ
18.11.1973
OPERÁRIO(VG)
0-0
DOM BOSCO
CUIABÁ
03.03.1974
OPERÁRIO(VG)
1-0
UNIÃO
CUIABÁ
24.03.1974
OPERÁRIO(VG)
1-1
COMERCIAL
CUIABÁ
07.04.1974
OPERÁRIO(VG)
4-1
PALMEIRAS
CUIABÁ
05.05.1974
OPERÁRIO(VG)
2-1
MIXTO
CUIABÁ
12.05.1974
OPERÁRIO(VG)
0-0
DOM BOSCO
CUIABÁ
02.06.1974
OPERÁRIO(VG)
2-2
UNIÃO
RONDONÓPOLIS
16.06.1974
OPERÁRIO(VG)
1-2
MIXTO
CUIABÁ
19.06.1974
OPERÁRIO(VG)
2-2
PALMEIRAS
CUIABÁ
30.06.1974
OPERÁRIO(VG)
1-1
COMERCIAL
CAMPO GRANDE
14.07.1974
OPERÁRIO(VG)
1-4
DOM BOSCO
CUIABÁ
21.07.1974
OPERÁRIO(VG)
0-0
DOM BOSCO
CUIABÁ
28.07.1974
OPERÁRIO(VG)
4-0
DOM BOSCO
CUIABÁ
04.08.1974
OPERÁRIO(VG)
0-0
DOM BOSCO
CUIABÁ

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso e Revista Placar

 

 

 

DATA
LOCAL
21.03.1976
OPERÁRIO(CG)
5-0
UBIRATAN
CAMPO GRANDE
28.03.1976
OPERÁRIO(D)
0-1
OPERÁRIO(CG)
DOURADOS
31.03.1976
OPERÁRIO(CG)
2-0
INDUSTRIÁRIA
CAMPO GRANDE
04.04.1976
OPERÁRIO(CG)
2-1
COMERCIAL(CG)
CAMPO GRANDE
18.04.1976
OPERÁRIO(CG)
5-0
UBIRATAN
CAMPO GRANDE
02.05.1976
OPERÁRIO(CG)
4-0
INDUSTRIÁRIA
CAMPO GRANDE
05.05.1976
OPERÁRIO(CG)
3-0
OPERÁRIO(D)
CAMPO GRANDE
09.05.1976
COMERCIAL(CG)
0-0
OPERÁRIO(CG)
CAMPO GRANDE
22.05.1976
OPERÁRIO(CG)
4-0
INDUSTRIÁRIA
CAMPO GRANDE
06.06.1976
UBIRATAN
0-1
OPERÁRIO(CG)
DOURADOS
13.06.1976
OPERÁRIO(CG)
2-0
OPERÁRIO(D)
CAMPO GRANDE
20.06.1976
OPERÁRIO(CG)
1-0
COMERCIAL(CG)
CAMPO GRANDE
30.06.1976
OPERÁRIO(CG)
2-2
UNIÃO
CAMPO GRANDE
03.07.1976
MIXTO
1-1
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
07.07.1976
DOM BOSCO
1-2
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
11.07.1976
OPERÁRIO(CG)
1-0
COMERCIAL(CG)
CAMPO GRANDE
21.07.1976
OPERÁRIO(CG)
4-0
UBIRATAN
CAMPO GRANDE
25.07.1976
OPERÁRIO(CG)
2-0
MIXTO
CAMPO GRANDE
01.08.1976
OPERÁRIO(CG)
7-0
UBIRATAN
CAMPO GRANDE
08.08.1976
OPERÁRIO(CG)
2-0
DOM BOSCO
CAMPO GRANDE
11.08.1976
OPERÁRIO(CG)
3-0
UNIÃO
CAMPO GRANDE
15.08.1976
OPERÁRIO(CG)
1-0
COMERCIAL(CG)
CAMPO GRANDE

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso e Revista Placar

 

 

DATA
LOCAL
13.03.1977
OPERÁRIO(CG)
3-1
DOM BOSCO
CAMPO GRANDE
20.03.1977
OPERÁRIO(CG)
5-0
OPERÁRIO(VG)
CAMPO GRANDE
27.03.1977
MIXTO
3-1
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
03.04.1977
CÁCERES
0-5
OPERÁRIO(CG)
CÁCERES
10.04.1977
OPERÁRIO(CG)
4-1
PALMEIRAS
CAMPO GRANDE
15.04.1977
OPERÁRIO(CG)
3-0
INDUSTRIÁRIA
CAMPO GRANDE
17.04.1977
OPERÁRIO(CG)
2-0
UNIÃO
CAMPO GRANDE
21.04.1977
OPERÁRIO(CG)
2-1
COMERCIAL
CAMPO GRANDE
01.05.1977
UNIÃO
2-0
OPERÁRIO(CG)
RONDONÓPOLIS
27.04.1977
PALMEIRAS
2-3
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
08.05.1977
OPERÁRIO(CG)
4-0
CÁCERES
CAMPO GRANDE
18.05.1977
OPERÁRIO(CG)
2-2
INDUSTRIÁRIA
CAMPO GRANDE
22.05.1977
OPERÁRIO(VG)
1-1
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
25.05.1977
DOM BOSCO
1-1
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
29.05.1977
OPERÁRIO(CG)
1-0
MIXTO
CAMPO GRANDE
05.06.1977
COMERCIAL
0-0
OPERÁRIO(CG)
CAMPO GRANDE
22.06.1977
MIXTO
0-3
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
25.06.1977
DOM BOSCO
0-0
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
29.06.1977
OPERÁRIO(CG)
3-1
INDUSTRIÁRIA
CAMPO GRANDE
13.07.1977
OPERÁRIO(CG)
3-0
OPERÁRIO(VG)
CAMPO GRANDE
17.07.1977
OPERÁRIO(CG)
2-1
COMERCIAL
CAMPO GRANDE
20.07.1977
OPERÁRIO(CG)
2-1
MIXTO
CAMPO GRANDE
24.07.1977
OPERÁRIO(CG)
1-1
DOM BOSCO
CAMPO GRANDE
27.07.1977
OPERÁRIO(CG)
2-0
INDUSTRIÁRIA
CAMPO GRANDE
14.08.1977
COMERCIAL
2-0
OPERÁRIO(CG)
CAMPO GRANDE
17.08.1977
OPERÁRIO(VG)
0-1
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso e Revista Placar

 

 

DATA
LOCAL
03.09.1978
21 DE ABRIL
0-1
OPERÁRIO(CG)
FÁTIMA DO SUL
12.09.1978
OPERÁRIO(CG)
2-0
OPERÁRIO(VG)
CAMPO GRANDE
17.09.1978
OPERÁRIO(CG)
3-0
PALMEIRAS
CAMPO GRANDE
24.09.1978
UNIÃO
0-2
OPERÁRIO(CG)
RONDONÓPOLIS
08.10.1978
DOM BOSCO
0-0
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
15.10.1978
BARRA DO GARÇAS
0-2
OPERÁRIO(CG)
BARRA DO GARÇAS
22.10.1978
MIXTO
1-2
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
29.10.1978
OPERÁRIO(CG)
1-0
COMERCIAL
CAMPO GRANDE
01.11.1978
OPERÁRIO(CG)
2-1
21 DE ABRIL
CAMPO GRANDE
09.11.1978
OPERÁRIO(CG)
4-0
UNIÃO
CAMPO GRANDE
12.11.1978
OPERÁRIO(CG)
4-0
MIXTO
CAMPO GRANDE
16.11.1978
OPERÁRIO(VG)
4-0
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
19.11.1978
PALMEIRAS
2-10
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
23.11.1978
OPERÁRIO(CG)
2-0
BARRA DO GARÇAS
CAMPO GRANDE
03.12.1978
COMERCIAL
1-1
OPERÁRIO(CG)
CAMPO GRANDE
10.12.1978
OPERÁRIO(CG)
1-0
DOM BOSCO
CAMPO GRANDE
04.02.1979
OPERÁRIO(CG)
3-0
MIXTO
CAMPO GRANDE
11.02.1979
BARRA DO GARÇAS
0-2
OPERÁRIO(CG)
BARRA DO GARÇAS
14.02.1979
OPERÁRIO(CG)
4-0
OPERÁRIO(VG)
CAMPO GRANDE
18.02.1979
OPERÁRIO(CG)
0-1
DOM BOSCO
CAMPO GRANDE
24.02.1979
OPERÁRIO(CG)
1-1
COMERCIAL
CAMPO GRANDE
04.03.1979
OPERÁRIO(VG)
1-1
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
07.03.1979
OPERÁRIO(CG)
13-0
BARRA DO GARÇAS
CAMPO GRANDE
11.03.1979
MIXTO
2-2
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
21.03.1979
DOM BOSCO
1-2
OPERÁRIO(CG)
CUIABÁ
25.03.1979
OPERÁRIO(CG)
1-0
COMERCIAL
CAMPO GRANDE

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso e Revista Placar

 

Entre as décadas de 40 e 60, as seleções mato-grossense e goiana se enfrentaram diversas vezes, em jogos válidos pelo Campeonato Brasileiro de Seleções. Segue abaixo a relação dos jogos:

 

DATA
LOCAL
09.11.1941
Goiás
2
x
1
Mato Grosso
São Paulo (SP)
08.11.1942
Mato Grosso
6
x
3
Goiás
São Paulo (SP)
19.09.1944
Goiás
7
x
1
Mato Grosso
São Paulo (SP)
22.09.1944
Goiás
3
x
1
Mato Grosso
São Paulo (SP)
29.09.1946
Mato Grosso
3
x
0
Goiás
Uberaba (MG)
06.10.1946
Goiás
1
x
1
Mato Grosso
Uberaba (MG)
08.01.1950
Mato Grosso
1
x
3
Goiás
Cuiabá (MT)
15.01.1950
Goiás
2
x
2
Mato Grosso
Goiânia (GO)
23.03.1952
Goiás
2
x
2
Mato Grosso
Goiânia (GO)
30.03.1952
Mato Grosso
2
x
1
Goiás
Cuiabá (MT)
31.01.1954
Mato Grosso
1
x
2
Goiás
Cuiabá (MT)
07.02.1954
Goiás
5
x
0
Mato Grosso
Goiânia (GO)
18.11.1956
Goiás
2
x
1
Mato Grosso
Goiânia (GO)
25.11.1956
Mato Grosso
2
x
2
Goiás
Cuiabá (MT)
12.08.1987
Mato Grosso
1
x
0
Goiás
Cuiabá (MT)
16.08.1987
Goiás
2
x
0
Mato Grosso
Goiânia (GO)

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso

 

O Mixto sagrou-se bicampeão Matogrossense após disputar a final com o União da cidade de Rondonópolis. Abaixo as fichas técnicas:

 

Mixto 2 x 1 União

Data: 16/11/1980

Validade: Campeonato Mato-grossense – Final – 1º jogo

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Renda: Cr$ 773.200,00

Público: 12.629

Árbitro: Maurílio José Santiago

Gols: Gilmar, Bife e Mário Sérgio

Mixto: Ernani, Gilmar, Fumaça, Miro, Jairo, Fabinho, Ademar, Tostão, Marcinho (Ideraldo), Bife e Toninho Campos (Luis Márcio). Técnico: Helio Machado

União: Almeida, Maurinho, Mário Sérgio (Gilmar), China, Nélson, De Paula, Osmário, Edson, Xaxá, Pindu e Zuza. Técnico: Genésio do Carmo

 

União 1 x 1 Mixto

Data: 23/11/1980

Validade: Campeonato Mato-grossense – Final – 2º jogo

Local: Estádio Lutero Lopes (Rondonópolis)

Renda: Cr$ 994.300,00

Público: 5.926

Árbitro: Romualdo Arppi Filho (SP)

Gols: Edson e Tostão

União: Almeida, China, Maurinho, Mário Sérgio, Nélson, Dideus, Edson, Chundi, Xaxá, Osmário (Juari), Zuza. Técnico: Genésio do Carmo

Mixto: Ernani, Gilmar, Fumaça, Miro, Jairo, Fabinho, Gole, Ademar, Toninho Campos (Luis Márcio), Bife e Tostão. Técnico: Helio Machado

 

Mixto 2 x 0 União

Data: 26/11/1980

Validade: Campeonato Mato-grossense – Final – 3º jogo

Renda: Cr$ 954.230,00

Público: 15.290

Árbitro: José Roberto Wright (RJ)

Gols: Ademar e Bife

Mixto: Ernani, Gilmar, Fumaça, Miro (Folha), Jairo, Fabinho, Golê (Arildo), Ademar, Toninho Campos, Bife e Tostão. Técnico: Helio Machado

União: Almeida, China, Mário Sérgio, Maurinho (Gilmar), Nélson, Zé Coco, Chundi, Edson, Xaxá, Juari (Joãozinho) e Zuza. Técnico: Genésio do Carmo

 

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso e Revista Placar

 

O Mixto conquistou o Campeonato Cuiabano de 1969, após disputar a final com o Dom Bosco numa melhor de três. O primeiro jogo foi no dia 14 de setembro e o resultado foi 2 x 2. No segundo jogo, vitória alvinegra pelo placar de 3 x 1. Veio a terceira partida com o Mixto precisando apenas do empate para conquistar o Campeonato dos 250 Anos de Cuiabá.

 

Mixto 1 x 1 Dom Bosco

Data: 25 de setembro de 1969

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Validade: Campeonato Cuiabano/69 – Final – 3º jogo

Árbitro: José Aldo Pereira

Gols: Ruiter e Gonçalo

Mixto: Fulepa, Nenê, Felizardo, Glauco, Darcy Avelino, Rômulo, Adalberto (Nadinho), Wilson, Ruiter, Filinto (Valtinho) e Ariel.

Dom Bosco: Saldanha, JK, Gonçalo, Dunga, Churica, Franklin, Waldemir, Jaburu (Nelson Leão), Damasceno, Ferreira e Toninho.

 

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso e Acervo Glauco Marcelo

 

O Mixto Esporte Clube foi o representante de Cuiabá no Campeonato Brasileiro da Segunda Divisão de 1971, depois de vencer a Seletiva. Foram dois jogos contra a Ponte Preta de Campinas.

 

Mixto 0 x 2 Ponte Preta

Data: 21/11/1971

Validade: Campeonato Brasileiro Segunda Divisão

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 29.220,50

Árbitro: Jarbas de Castro Pedras (Federação Mineira de Futebol)

Gols: Manfrini 18 do 1º e Adilson 32 do 2º tempo

Mixto: Walter, Treme Terra, Felizardo, Glauco, Luziano Adão, Jaburu, Fernandão, Filinto, Cunha (Arnon), Wilson e Ozir (JK).

Ponte Preta: Wilson, Marinho, Dagoberto, Valdir, Santos, Mosca (Paulo Jorge), Manfrini, Ditinho, Serginho, Pedro Paulo (Ferreirinha) e Adilson.

 

Ponte Preta 3 x 0 Mixto

Data: 28/11/1971

Validade: Campeonato Brasileiro Segunda Divisão

Local: Estádio Moisés Lucarelli (Campinas-SP)

Renda: Cr$ 16.514,00

Árbitro: Carlos Costa

Gols: Paulinho, Manfrini e Ditinho

Ponte Preta: Valdir Peres, Marinho, Dagoberto, Valdir, Santos, Mosca, Serginho, Ditinho, Pedro Paulo (Paulinho), Manfrini e Adilson (Tuta).

Mixto: Walter, Treme Terra, Felizardo, Glauco, Luziano Adão, Jaburu, Fernandão, Rômulo, Ozir, Wilson e Arnon.

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso e História da Associação Atlética Ponte Preta Vol. IV (1971-1977)

 

Em 1929 foi realizado, em Campo Grande, o CAMPEONATO MATOGROSSENSE com a participação de alguns clubes representantes das ligas existentes na época. Não houve representante da cidade de Cuiabá, já que sua liga só foi fundada em 1936.

 

S.S. Campograndense 5 x 0 Maracaju S.C.

Data: 18/08/1929

Local: Stadium da S.S. Campograndense (Campo Grande)

Árbitro: Ten. Ranulpho Pinheiro

Gols: Carandá (4) e Bruno

 

Aquidauana F.C. 1 x 1 Ponta Porã

Data: 21/08/1929

Local: Stadium da S.S. Campograndense (Campo Grande)

Árbitro: Ten. Ranulpho Pinheiro

Gols: Orlando (Aquidauana) e Blanco (Ponta Porã)

 

Ponta Porã 3 x 2 Aquidauana F.C. (Jogo desempate)

Data: 22/08/1929

Local: Stadium da S.S. Campograndense (Campo Grande)

Árbitro: Ten. Furnier

Gols: Blanco (3), Orlando e Buchara

 

S.S. Campograndense 1 x 0 Ponta Porã

Data: 25/08/1929

Local: Stadium da S.S. Campograndense (Campo Grande)

Árbitro: Não encontrado

Gol: Não encontrado

 

Com estes resultados a S.S. Campograndense sagrou-se campeã matogrossense de 1929

Fonte: Jornal do Comércio (Campo Grande)

 

Em 1969 o Marítimos da cidade de Corumbá foi a Cuiabá para a disputa de dois amistosos com os seguintes resultados:

 

Dom Bosco 1 x 0 Marítimos

Data: 08/02/1969

Local: Estádio Presidente Dutra

Validade: Amistoso

Juiz: Miguel Rodrigues

Gol: Pinheiro

Dom Bosco: Clóvis (Saldanha), Ramão, Suez (Fumaça), Dunga, Nenê (Carmelindo), Luiz Carlos, Franklin, Toninho, Damasceno, Pinheiro e Belo (Sinfrônio).

Marítimos: Nelson, Raul, Edson, Ney, Baú, Garrafinha, Pelé, Mosquito, Ramon, Rutênio e Pafuti.

 

Operário 1 x 0 Marítimos

Data: 09/02/1969

Local: Estádio Presidente Dutra

Validade: Amistoso

Juiz: Miguel Rodrigues

Gol: Jaburu

Operário: Walter, JK, Gonçalo, Glauco, Darcy Avelino, Adalberto, Poxoréu (Tatu), Fião, Jaburu, Gebara (Ide depois Godoy) e Odenir (Darcy Marinho).

Marítimos: Nelson, Raul, Edson, Ney, Baú, Garrafinha, Pelé, Mosquito, Ramon, Rutênio e Pafuti.

 

 

Em 1968 o Comercial de Campo Grande esteve em Cuiabá para a realização de dois jogos amistosos. Segue abaixo as fichas das partidas:

 

Mixto 2 x 3 Comercial (CG)

Data: 04/10/1968

Local: Estádio Presidente Dutra

Validade: Amistoso

Juiz: Osmar Marques

Gols: Rômulo, Jorginho, Wilson (2) e Taxinha

Mixto: Wilson, Ozil, Felizardo, Severino, Pelé, Ditinho, Esner, Tunis, Rômulo, Ruiter e Arnon.

Comercial: Camuci, Jurandir, Aderbal, Eduardo, Bráulio, Picolé, Aldo, Viana, Wilson, Taxinha e Bosco.

 

Operário (VG) 7 x 1 Comercial (CG)

Data: 06/10/1968

Local: Estádio Presidente Dutra

Validade: Amistoso

Juiz: Alfredo Ferreira

Gols: Fião (3), Jaburu (2), Odenir, Gebara e Wilson

Operário: Águia Negra, Godoy, Gonçalo, Glauco, Darcy Avelino, Carlinhos, Tatu, Fabrício, Gebara, Jaburu e Fião.

Comercial: Camuci, Jurandir, Aderbal, Eduardo, Agostinho, Pirulito, Aldo, Viana, Wilson, Taxinha e Bosco.

 

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso

 

Atlético 2 x 1 XV de Novembro

Data: 27/05/1956

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 2.430,00

Árbitro: Elpidio Gonçalves Preza

Gols do Atlético: Ariel e Luiz Toucinho

Atlético: Levy, Guiauro, Vital, Sebastião, João 19, Totó Traçaia, Ariel, Portela, Luiz Toucinho, Bianchi e Proença.

 

Atlético 5 x 0 Palmeiras

Data: 08/07/1956

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 2.955,00

Árbitro: Samuel Torquato da Silva

Gols do Atlético: Proença (2), Bianchi (2) e Ataíde

Atlético: Fulepa, Luiz Toucinho, Vital, Sebastião, Guiauro, Totó Traçaia, Ariel, Portela, Ataíde, Bianchi e Proença.

 

Atlético 5 x 0 Campinas

Data: 29/07/1956

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 3.000,00

Árbitro: Elpidio Gonçalves Preza

Gols do Atlético: Proença (2), Ariel, Bianchi e Luiz Toucinho

Atlético: Fulepa, Luiz Toucinho, Vital, Sebastião, Guiauro, Totó Traçaia, Ariel, Portela, Proença, Bianchi e Bosco.

 

Atlético 2 x 1 Cruzeiro

Data: 19/08/1956

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 6.900,00

Árbitro: Elpidio Gonçalves Preza

Gols do Atlético: Bianchi (2)

Atlético: Fulepa, Luiz Toucinho, Vital, Sebastião, Guiauro, Totó Traçaia, Ariel Portela, Preto, Bianchi e Proença.

 

Atlético 1 x 0 Dom Bosco

Data: 02/09/1956

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 12.500,00

Árbitro: Elpidio Gonçalves Preza

Gol do Atlético: Preto

Atlético: Levy, Luiz Tocuinho, Vital, Sebastião, Guiauro, Totó, Ariel, Portela, Preto, Bianchi e Proença.

 

Atlético 2 x 3 Santo Antônio

Data: 15/09/1956

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 3.415,00

Árbitro: José B. Pinto

Gols do Atlético: Preto e Bianchi

Atlético: Fulepa, Luiz Toucinho, Luiz Guimarães, Sebastião, Guiauro, Totó Traçaia, Ariel, Portela, Preto, Bianchi e Proença.

 

Atlético 1 x 0 Mixto

Data: 30/09/1956

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 14.970,00

Árbitro: Francisco Moreno

Gol do Atlético: Preto

Atlético: Fulepa, Luiz Toucinho, Vital, Sebastião, Guiauro, Totó Traçaia, Ariel, Portela, Preto, Bianchi e Proença.

 

Atlético 1 x 1 XV de Novembro

Data: 13/01/1957

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 2.600,00

Árbitro: João Batista de Carvalho

Gol do Atlético: Preto

Atlético: Fulepa, Luiz Toucinho, Vital, Sebastião, Guiauro, Totó Traçaia, Ataíde, Portela, Vico, Preto e Batista.

 

Atlético 2 x 3 Cruzeiro

Data: 26/01/1957

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 1.260,00

Árbitro: João Batista de Carvalho

Gols do Atlético: Portela e Ariel

Atlético: Antônio, Luiz Toucinho, Vital, Sebastião, Guiauro, Totó Traçaia, Ariel, Portela, Edson, Preto e Ataíde.

 

Atlético 15 x 1 Santo Antônio

Data: 16/02/1957

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 1.245,00

Árbitro: José B. Pinto

Gols do Atlético: Luiz Toucinho (6), Preto (4), Ariel (2), Ataíde (2) e Portela

Atlético: Fulepa, Guiauro, Vital, Robustiano, Sebastião, Totó Traçaia, Ariel, Portela, Luiz Toucinho, Preto e Ataíde.

 

Atlético 5 x 1 Campinas

Data: 24/02/1957

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 4.090,00

Árbitro: Beendito Rodrigues de Souza

Gols do Atlético: Luiz Toucinho (2), Preto (2) e Totó Traçaia

Atlético: Fulepa, Guiauro, Vital, Robustiano, Sebastião, Totó Traçaia, Ariel, Portela, Luiz Toucinho, Preto e Ataíde.

 

Atlético 3 x 2 Palmeiras

Data: 16/03/1957

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 3.385,00

Árbitro: Florizel Soares da Silva

Gols do Atlético: Ariel, Ataíde e Preto

Atlético: Fulepa, Guiauro, Vital, Lisboa, Sebastião, Ruy, Ariel, Portela, Luiz Toucinho, Preto e Ataíde.

 

Atlético 2 x 1 Dom Bosco

Data: 24/03/1956

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 18.230,00

Árbitro: José Carlos Lopes

Gols do Atlético: Ariel e Luiz Toucinho

Atlético: Fulepa, Guiauro, Vital, Robustiano, Sebastião, Dilson, Ariel, Portela, Luiz Toucinho, Preto e Ataíde.

 

Atlético 3 x 1 Mixto

Data: 21/04/1957

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Renda: Cr$ 14.080,00

Árbitro: Dimas Carrate

Gols do Atlético: Luiz Toucinho, Ataíde e Portela

Atlético: Fulepa, Guiauro, Vital, Robustiano, Sebastião, Mário Tatu, Ariel, Portela, Luiz Toucinho, Preto e Ataíde.

Fonte: Boletim Oficial do Clube Atlético Matogrossense 1957

 

 

Paraná 4 x 0 Operário (VG)

Data: 09/02/1992

Local: Estádio Vila Capanema (Curitiba)

Árbitro: Antônio Rogério Osório

Renda: Cr$ 19.725.000,00

Publico: 4.843

Gols: Adoilson aos 10′, Alcântara aos 53′, Adoilson aos 67′ e Neguinho aos 68′.

Paraná: Luis Henrique; Balu, Servilio, Gralak e Ednelson; Roberto Alves (Neguinho), Marquinhos Ferreira, Adoilson e Serginho; Sérgio Luis e Alcântara (Saulo).

Operário: Jailton; Jocélio, Jailson, Paulo Henrique e Kleber; Márcio Ramos (Gilmar), Zé Carioca, Gerson Lopes (Dito Siqueira) e Carlinhos; Niltinho e Franz.

 

Operário (VG) 0 x 2 Grêmio

Data: 12/02/1992

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Árbitro: Edson Resende de Freitas

Renda: Cr$ 6.035.000,00

Publico: 5.600

Gols: Juninho aos 32′ e Caio aos 65′.

Operário: Jailton; Jocélio, Jailson, Paulo Henrique e Kleber; Tostão (Gilmar), Zé Carioca, Dito Siqueira e Márcio Ramos; Franz (Gerson Lopes) e Niltinho.

Grêmio: Emerson; Chiquinho, Vilson, Grotto e Lira; Pino, Jandir, Juninho (Assis) e Caio; Alcindo e Sinval.

 

Operário (VG) 0 x 1 Ponte Preta

Data: 16/02/1992

Hora: 17:00

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Dario Souza Campos

Renda: Cr$ 13.458.000,00

Publico: 4.005

Gol: Edenilson aos 70′.

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Jailson, Edgar e Rangel; Kleber (Carlinhos), Gerson Lopes, Dito Siqueira e Franz; Niltinho e Robert (Márcio Ramos).

Ponte Preta: Brigatti; Roberto Teixeira, Júnior, Pedro Luiz e Branco; Serginho Carioca, Luiz Carlos Goiano, Valdecir e Alexandre Alves (Celso Luiz); Ciro e Claudinho (Edenilson).

 

Operário (VG) 2 x 1 Londrina

Data: 19/02/1992

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Getúlio Barbosa de Souza Júnior

Renda: Cr$ 6.984.000,00

Publico: 2.050

Gols: Robert aos 25′, Dito Siqueira aos 35′ e Alaor (L) aos 65′

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Edgar, Jailson e Rangel; Dito Siqueira, Juares (Zé Carioca), Gerson Lopes (Niltinho Goiano) e Robert; Carlinhos e Franz.

Londrina: Anselmo; Nilson, João Neves, Márcio Alcântara e Alexandre (Alaor); Roberto, Tadeu, Marquinhos (Celso Reis) e Édson Maradoninha; Marcos Severo e Aléssio.

 

América (MG) 4 x 1 Operário (VG)

Data: 23/02/1992

Local: Estádio Independência (Belo Horizonte)

Árbitro: Marques Dias da Fonseca

Renda: Cr$ 8.764.000,00

Publico: 2.918

Gols: Casagrande aos 28′, Flávio aos 51′, Róbson aos 73′, Casagrande aos 74′ e Dito Siqueira aos 75′

América: Milagres; Amarildo, Ricardo, Isaac e Ronaldo; Lelei, Dudu, Flávio e Róbson; Euller e Casagrande.

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Edgar, Jailson e Rangel; Juares, Gerson Lopes, Dito Siqueira e Robert (Paulo Sérgio); Franz (Zé Carióca) e Carlinhos.

 

Operário (VG) 2 x 2 Operário (CG)

Data: 08/03/1992

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Antônio Pereira da Silva

Renda: Cr$ 9.345.000,00

Publico: 2.699

Gols: Indio aos 6′, Carlão aos 15′, Niltinho aos 51′ e Robert aos 58′

Operário (VG): Vitor; Marquinhos Capixaba, Edgar, Jailson e Rangel; Niltinho Goiano, Juares, Dito Siqueira e Niltinho; Carlinhos (Paulo Sérgio (Tostão)) e Robert.

Operário (CG): Rogério; Márcio Vieira, Gonçalves, Zé Ronaldo e Marcos Adriano; Miel, Branco (Cáceres), Biro Biro e Waldir; Carlão (Daniel) e Indio.

 

São José (SP) 2 x 1 Operário (VG)

Data: 11/03/1992

Local: Estádio Martins Pereira (São José dos Campos)

Árbitro: Carlos Elias Pimentel

Renda: Cr$ 6.028.999,00

Publico: 1.921

Gols: Roger aos 36′, Edgar aos 45′ e Rizza aos 92′.

São José: César; Luiz Antônio, Joãozinho, Zeca e Bolé; Rizza, Adilson, Bentinho e Silvinho (Zé Carlos); Roger e Bandeira (Esquerdinha).

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Edgar, Ozéias e Jailson; Paulo Henrique, Dito Siqueira, Juares e Niltinho Goiano; Robert (Tiganá) e Niltinho (Tostão).

 

Operário (VG) 1 x 5 São josé (SP)

Data: 18/03/1992

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Dario Souza Campos

Renda: Cr$ 3.642.000,00

Publico: 997

Gols: Niltinho Goiano aos 4′, Mathias aos 7′, Silvinho aos 51′, Bandeira aos 76′, Roger aos 81′ e aos 87′.

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Jailson, Edgar e Paulo Henrique (Tostão); Rangel, Niltinho Goiano, Juares e Dito Siqueira; Niltinho (Paulo Sérgio) e Robert.

São José: César; Luiz Antônio, Joãozinho, Zeca e Rizza; Bolé, Adilson, Bentinho (Esquerdinha) e Silvinho; Mathias (Roger) e Bandeira.

 

Londrina 3 x 1 Operário (VG)

Data: 22/03/1992

Local: Estádio do Café (Londrina)

Árbitro: Luis Cunha Martins

Renda: Cr$ 23.220.000,00

Publico: 4.893

Gols: Robert aos 35′, Marcos Severo aos 67′ e aos 68′; Edson Maradoninha aos 92′

Londrina: Anselmo; Xande, Márcio Alcântara (Marquinhos), Souza e Alexandre (Paulinho); Roberto, Luis Carlos Gaúcho, Édson Maradoninha e Tadeu; Marcos Severo e Aléssio.

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Jailson, Edgar e Ozéias; Paulo Henrique (Caçapava), Rangel, Tostão (Tiganá) e Dito Siqueira; Niltinho e Robert.

 

Operário (VG) 1 x 1 Paraná

Data: 26/03/1992

Local: Estádio Presidente Dutra (Cuiabá)

Árbitro: Getúlio Barbosa de Souza Júnior

Renda: Cr$ 2.330.000,00

Publico: 466

Gols: Marquinhos Capixaba aos 11′ e Saulo aos 57′.

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Ozéias, Jailson e Paulo Henrique (Niltinho Goiano); Tostão (Caçapava), Juares, Dito Siqueira e Toninho; Niltinho e Robert.

Paraná: Luis Henrique; Balu, Servilho, Gralak e Ednélson; Roberto Alves, Ney Santos, Adoilson (Alcântara) e Serginho; Maurilio e Saulo.

 

Ponte Preta 1 x 0 Operário (VG)

Data: 29/03/1992

Local: Estádio Moisés Lucarelli (Campinas)

Árbitro: Dalmo Bozzano

Gol: Claudinho aos 89′

Ponte Preta: Mauricio; Roberto Teixeira, Hélio, Júnior e Branco; Serginho Carioca, Darci, Pianelli (Edilson) e Ciro (Gustavo); Claudinho e Alexandre Alves.

Operário: Tonhão; Jocélio, Ozéias, Jailson e Indio; Tostão (Paulo Sérgio), Niltinho Goiano, Juares e Toninho; Dito Siqueira e Caçapava (Miltinho).

Obs: O Jogo foi realizado com Portões Abertos, sem cobrança de ingresso.

 

Operário (VG) 0 x 2 América (MG)

Data: 01/04/1992

Local: Estádio Governador José Fragelli (Cuiabá)

Árbitro: Léo Feldmann

Renda: Cr$ 2.808.000,00

Publico: 602

Gols: Róbson aos 61′ e Euller aos 88′

Operário: Vitor; Jocélio, Marquinhos Capixaba, Jailson e Ozéias; Paulo Henrique (Paulo Sérgio), Juares, Dito Siqueira e Toninho (Tostão); Miltinho e Caçapava.

América: Milagres; Amarildo, Marins, Ricardo e Ronaldo; Taú, Dudu (Helinho), Flávio e Róbson; Euller e Casagrande (Gutemberg).

 

Operário (CG) 3 x 1 Operário (VG)

Data: 05/04/1992

Local: Estádio Pedro Pedrossian (Campo Grande)

Árbitro: Hélio Correa

Renda: Cr$ 602.000,00

Publico: 167

Gols: Toninho aos 7′, Branco aos 56′, Naldinho aos 76′ e Joel Marcos aos 88′

Operário (CG): Marcilio; Dorival, Cocada, Márcio Vieira e Joel Marcos; Miel, Biro Biro (Naldinho), Paulo César e Branco (Carlos Alberto); Indio e Carlão.

Operário (VG): Vitor; Jocélio, Marquinhos Capixaba, Ozéias e Jailson; Paulo Henrique (Tiganá), Tostão, Niltinho Goiano e Toninho; Paulo Sérgio e Caçapava.

 

Grêmio 7 x 1 Operário (VG)

Data: 08/04/1992

Local: Estádio Olimpico (Porto Alegre)

Árbitro: Wilson Carlos dos Santos

Renda: Cr$ 74.280.000,00

Publico: 56.450

Gols: Lira aos 18′, Carlinhos aos 20′, Cuca aos 37′, Juninho aos 40′, Marquinhos Capixaba aos 44′, Caçapa aos 58′, Biro Biro aos 65′ e Caio aos 77′.

Grêmio: Emerson; Chiquinho, Luciano, Vilson e Lira; Jandir (João Marcelo), Biro Biro, Caçapa e Juninho; Caio e Cuca.

Operário: Vitor; Marquinhos Capixaba, Tiganá, Jocélio e Ozéias; Jailson, Paulo Henrique (Indio), Paulo Sérgio e Toninho; Miltinho e Caçapava (Tostão).

 

Fonte: Jornal A Gazeta/João Lopes (Súmulas Tchê)/Rodolfo Stella

 

 

 

 

Mixto 2 x 0 São Cristóvão

Data: 26/07/1970

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Renda: Cr$ 2.392,00

Árbitro: Airton de Souza Franco

Gols do Mixto: Valtinho e Jaburu

Mixto: Fulepa, JK, Felizardo, Glauco, Nenê, Adalberto, Ruiter, Filinto, Wilson (Arnon), Valtinho e Jaburu.

 

Mixto 1 x 0 Real Madrid

Data: 09/08/1970

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Renda: Cr$ 2.365,00

Árbitro: Antônio Ângelo

Gol do Mixto: Wilson

Mixto: Fulepa, JK, Felizardo, Glauco, Nenê, Adalberto, Ruiter, Filinto (Ariel), Wilson (Arnon), Valtinho e Jaburu.

 

Comercial (Poconé) 0 x 2 Mixto

Data: 30/08/1970

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Neco Falcão (Poconé)

Renda: Cr$ 2.156,00

Árbitro: Airton de Souza Franco

Gols do Mixto: Ruiter e Valtinho

Mixto: Fulepa, JK, Felizardo, Glauco, Nenê, Adalberto, Ruiter, Filinto, Wilson, Valtinho e Jaburu.

 

Mixto 0 x 0 Palmeirtas

Data: 20/09/1970

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Renda: Cr$ 4.021,00

Árbitro: Airton de Souza Franco

Mixto: Fulepa, JK, Felizardo, Glauco, Nenê, Adalberto, Ruiter, Filinto, Wilson (Ariel), Valtinho e Jaburu.

 

Mixto 4 x 4 Dom Bosco

Data: 04/10/1970

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Renda: Cr$ 18.830,00

Árbitro: Gualter Portela Filho ((FCF)

Gols do Mixto: Valtinho (2), Ariel e Ruiter

Mixto: Fulepa, JK, Felizardo, Glauco, Nenê, Adalberto, Rômulo, Ariel, Valtinho, Ruiter e Arnon.

 

Mixto 1 x 0 Dom Bosco

Data: 25/10/1970

Validade: Campeonato Cuiabano (Decisão do 1º Turno)

Local: Estádio Presidente Dutra

Renda: Cr$ 12.360,00

Árbitro: Joaquim Gonçalves (Federção Mineira de Futebol)

Gol do Mixto: Adalberto

Mixto: Fulepa, JK, Felizardo, Glauco, Luziano Adão, Adalberto, Ruiter, Arnon, Ariel, Wilson (Jaburu) e Valtinho.

 

Mixto 2 x 2 Palmeiras

Data: 01/11/1970

Validade: Campeonato Cuiabano (Decisão do 1º Turno)

Local: Estádio Presidente Dutra

Renda: Cr$ 3.415,00

Árbitro: Airton de Souza Franco

Gols do Mixto: Valtinho (2)

Mixto: Fulepa (Zé Rondonópolis), JK, Felizardo, Glauco, Luziano Adão (Nenê), Adalberto, Ruiter, Arnon, Ariel, Wilson e Valtinho.

 

Mixto 3 x 0 Real Madrid

Data: 06/11/1970

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Renda: Não fornecida

Árbitro: Antônio Ângelo

Gols do Mixto: JK, Valtinho e Ruiter

Mixto: Fulepa, JK, Felizardo, Glauco, Nenê, Adalberto, Ruiter, Arnon, Ariel (Rômulo), Valtinho e Filinto.

 

Mixto 3 x 0 São Cristóvão

Data: 22/11/1970

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Renda: Cr$ 2.405,00

Árbitro: Rubens Francini

Gols do Mixto: Filinto (2) e Valtinho

Mixto: Fulepa, JK, Luziano Adão, Glauco, Nenê, Adalberto, Rômulo (Arnon), Ariel, Filinto, Valtinho e Ruiter.

 

Mixto 3 x 3 Comercial (Poconé)

Data: 06/12/1970

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Renda: Cr$ 9.830,00

Árbitro: Conrado Patrocinio Junior

Gols do Mixto: Valtinho, Filinto e Ruiter

Mixto: Fulepa, JK, Luziano Adão, Glauco, Nenê (Felizardo), Adalberto, Ruiter, Arnon (Rômulo), Ariel, Filinto e Valtinho.

 

Mixto 2 x 0 Palmeiras

Data: 14/12/1970

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Renda: Cr$ 4.850,00

Árbitro: Rubens Francini

Gols do Mixto: Wilson (2)

Mixto: Zé Rondonópolis, JK (Nenê), Felizardo, Glauco, Severino, Rômulo, Filinto, Ruiter, Ariel, Wilson e Jaburu (Arnon).

 

Mixto 0 x 0 Dom Bosco

Data: 22/12/1970

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Renda: Cr$ 12.127,00

Árbitro: José Mário Vinhas (FCF)

Mixto: Fulepa (Zé Rondonópolis), JK, Felizardo, Glauco, Luziano Adão, Rômulo, Filinto, Ruiter, Ariel, Wilson (Arnon) e Valtinho.

 

Mixto 2 x 1 Comercial (Poconé)

Data: 17/01/1971

Validade: Campeonato Cuiabano (Decisão do 2º Turno)

Local: Estádio Presidente Dutra

Renda: Não fornecida

Árbitro: Carlos Costa (FCF)

Gols do Mixto: Valtinho, Filinto e Silvio Berto

Mixto: Zé Rondonópolis, JK, Felizardo, Glauco, Luziano Adão, Adalberto, Rômulo (Arnon), Ariel, Filinto, Valtinho e Ruiter (Jaburu).

 

Mixto 2 x 1 Comercial (Poconé)

Data: 24/01/1971

Validade: Campeonato Cuiabano (Decisão do 2º Turno)

Local: Estádio Presidente Dutra

Renda: Cr$ 12.156,00

Árbitro: Carlos Costa (FCF)

Gols do Mixto: Jaburu e Ruiter

Mixto: Zé Rondonópolis, JK, Felizardo, Glauco, Luziano Adão, Adalberto, Rômulo, Ariel (Jaburu), Filinto, Valtinho e Ruiter.

 

Com estes resultados, o Mixto Esporte Clube sagrou-se bicampeão Cuiabano após ter vencido o primeiro e o segundo turno do campeonato.

 

Fonte: Jornal O Estado de Mato Grosso 

 

 

Mixto 2 x 2 Dom Bosco
Data: 24/04/1949
Validade: Campeonato Cuiabano
Local: Campo do Bosque Municipal
Árbitro: Alberto Figueiredo
Gols do Mixto: Batico e Edgar Curvo
Mixto: Dito, José Bais, Uir, Clarindo, Edgar Curvo, Gerbes, Batico, Iris, Cajabi, Uirton e Mingote.

Mixto 2 x 0 Moto
Data: 29/05/1949
Validade: Campeonato Cuiabano
Local: Campo do Bosque Municipal
Árbitro: Edu Xavier
Gols do Mixto: Batico e Uirton
Mixto: Dito, José Bais, Uir, Clarindo, Edgar Curvo, Gerbes, Cajabi, Uirton, Mingote, Iris e Batico.

Mixto 3 x 1 Paulistano
Data: 12/06/1949
Validade: Campeonato Cuiabano
Local: Campo do Bosque Municipal
Árbitro: Benedito de Carvalho
Gols do Mixto: Batico (2) e Uirton
Mixto: Dito, José Bais, Uir, Clarindo, Iris, Gerbes, Cajabi, Hugo, Mingote, Uirton e Batico.

Mixto 3 x 0 Atlético
Data: 03/07/1949
Validade: Campeonato Cuiabano
Local: Campo do Bosque Municipal
Árbitro: Rafael Di Giorgi
Gols do Mixto: Uirton (2) e Mingote
Mixto: Dito, José Bais, Uir, Gerbes, Clarindo, Cajabi, Uirton, Mongote, Iris, Batico e Darcy.

Americano 2 x 0 Mixto
Data: 31/07/1949
Validade: Campeonato Cuiabano
Local: Campo do Bosque Municipal
Árbitro: Benedito de Carvalho
Mixto: Dito, José Bais, Uir, Clarindo, Iris, Gerbes, Alan, Uirton, Mingote, Batico e Cajabi.

Mixto 2 x 0 Dom Bosco
Data: 14/08/1949
Validade: Campeonato Cuiabano
Local: Campo do Bosque Municipal
Árbitro: Edu Xavier
Gols do Mixto: Cajabi e Iris
Mixto: Dito, José Bais, Uir, Clarindo, Alan, Gerbes, Iris, Mingote, Uirton, Cajabi e Batico.

Mixto 2 x 2 Moto
Data: 11/09/1949
Validade: Campeonato Cuiabano
Local: Campo do Bosque Municipal
Árbitro: José Affi
Gols do Mixto: Batico e Mingote
Mixto: Dito, José Bais, Uir, Gerbes, Alan, Chupapalha, Cajabi, Iris, Uirton, Mingote e Batico.

Mixto 6 x 1 Paulistano
Data: 25/09/1949
Validade: Campeonato Cuiabano
Local: Campo do Bosque Municipal
Árbitro: Benedito do Nascimento
Gols do Mixto: Batico (3), Bagaço, Alan e Uirton
Mixto: Dito, Uir, Chupapalha, Clarindo, Alan, Gerbes, Bagaço, Cajabi, Iris, Uirton e Batico.

Mixto 4 x 1 Atlético
Data: 02/10/1949
Validade: Campeonato Cuiabano
Local: Campo do Bosque Municipal
Árbitro: Rubens Ramos de Morais
Gols do Mixto: Alan, Bagaço, Uirton e Batico
Mixto: Dito, Chupapalha, Uir, Gerbes, Alan, Clarindo, Bagaço, Cajabi, Iris, Uirton e Batico.

Mixto 4 x 2 Americano
Data: 16/10/1949
Validade: Campeonato Cuiabano
Local: Campo do Bosque Municipal
Árbitro: José Affi
Gols do Mixto: Batico (3) e Iris
Mixto: Dito, Edgar Curvo, Uir, Clarindo, Gerbes, Cajabi, Bagaço, Iris, Uirton e Batico.

 

FONTE: Jornal O Estado de Mato Grosso – Arquivo Pessoal

 

Bar "Balança Mais Não Cai" em Várzea Grande. Encontro de dirigentes, torcedores e jogadores após os jogos do Operário VG nos anos 50

O pontapé inicial do futebol em Mato Grosso não aparece através de informações documentadas. Há poucos artigos, dados e registros relativos aos precursores do esporte no início do século XX na capital de Mato Grosso. Segundo alguns relatos, a 1ª “pelota” chegou a Cuiabá em 1905, por meio do Padre Antonio Maria Malan.

Adquirido em São Paulo, o artefato deixou a juventude alvoroçada para aprender as primeiras lições do esporte britânico. O governo era do presidente Antonio Paes de Barros, o “Totó Paes”, que entrou para a história também por participar da introdução do futebol no Estado.

Nesse início do século passado, entre 1911 e 1915, surgiram vários times na capital como o Americano, Paulistano, Royal, Internacional e Cuiabá Futebol Clube. Esses times, conforme registros, abriram a história do futebol em Mato Grosso.

O Internacional, com domicílio no Bairro do Porto, tinha como presidente Gustavo Kulman, sendo formado pelos jovens residentes na área portuária da Capital. Já o Cuiabá Futebol Clube, mais elitizado, era presidido por Leovegildo Martins, contando em seu elenco por jovens da sociedade cuiabana na época.

Inicia-­se a trajetória do futebol nos campos Matogrossense. Cronistas da época asseguram que em 15 de novembro de 1913 foi inaugurado a 1ª praça esportiva como forma de incentivo ao crescimento do esporte na cidade. O gramado ficava no Campo D’Ourique, onde atualmente se encontra a Praça Pascoal Moreira Cabral que abriga o marco do Centro Geodésico da América do Sul e a Câmara Municipal. O futebol começava a desbancar o “esporte” favorito na época, as touradas cuyiabanas.

O 1º jogo da história da cidade teve como protagonistas o Cuiabá e o Internacional do bairro do Porto. Cuiabá ganhou por 3 a 0. O esporte crescia, mas não havia uma entidade responsável pela organização de competições oficiais de futebol no estado.

Cada cidade simpatizante pelo esporte se organizava em ligas, estabelecendo as bases para que esses eventos se realizassem. Em Cuiabá a entidade responsável era conhecida como Liga Esportiva Cuiabana (LEC). Essa corporação foi fundada em 11 de junho de 1936 e presidida pelo desembargador José Vieira do Amaral e composta pelos seguintes clubes:

Comércio Futebol Clube;

Paulistano Futebol Clube;

Americano Esporte Clube;

Associação Atlética Tipográfica;

Esporte Clube Destemido (todos extintos);

Mixto Esporte Clube;

Clube Esportivo Dom Bosco (os dois últimos ainda em atividade).

 

As disputas eram realizadas no Campo do Bosque Municipal, onde mais tarde se construiu o “Estádio do Comércio” – o 1º Estádio de Futebol de Mato Grosso, presidido pelo desportista Manoel Soares de Campos e inaugurado em 7 de setembro de 1936.

Ficava onde hoje está o Colégio Estadual Liceu Cuiabano, localizado na Praça General Mallet, esquina com Avenida Getúlio Vargas. Registros informais apontam que Mixto versus Americano era o grande clássico da época, com casa cheia em todos os jogos.

 

Gestão esportiva

Em 26 de maio de 1942, em Cuiabá, foi fundada a Federação Mato­grossense de Desportos (FMD), denominação originária da Federação Mato­grossense de Futebol (FMF), com a finalidade de gerir o futebol no estado. Assinaram em baixo os clubes e ligas:

Americano Esporte Clube;

Clube Esportivo Dom Bosco;

Estado Novo Esporte Clube;

Paulistano Futebol Clube;

Terceiro Distrito Esporte Clube;

Liga Esportiva de Corumbá;

Liga Mirandense de Futebol;

Liga Esportiva Aquidauanense;

Liga Municipal de Amadores de Campo Grande;

Liga Três­lagoense de Desportos.

 

Era considerada uma entidade eclética, porque congregava por meio dos seus respectivos departamentos, todos os esportes. Foi eleito como seu 1º Presidente Dr. Alexandre Arddor Filho, que elaborou seu Estatuto Oficial (DO/MT/ 29/12/1943) e seu registro em cartório do 1º Oficio de Cuiabá em 11/01/1943.

 

1º Campeonato Mato­grossense de Futebol ­ 1943

O primeiro campeonato oficial, categoria amador, foi realizado em 1943. O primeiro jogo oficial do futebol regional ocorreu no dia 31 de janeiro de 1943, no Campo do Bosque Municipal, pertencente ao Comércio Esporte Clube.

O Mixto Esporte Clube venceu o Clube Esportivo Dom Bosco por 5 a 1. O primeiro gol marcado no campeonato foi de Hugo (Mixto).

O campeão do certame foi o Paulistano Futebol Clube. Rivalidade Na década dos anos 50, consta nos arquivos que a maior rivalidade no futebol cuiabano era no clássico Clube Atlético Mato­grossense X Mixto Esporte Clube. O desfile de craques tinha Uir Castilho, Fulêpa, Baicerê, Fião, Dasmaceno, Poxoréo e outros.

Em 1958, o jovem dirigente Rubens dos Santos filia seu Operário Várzea­grandense na FMD, valorizando mais ainda o Campeonato Cuiabano. No dia 23 de julho de 1958, o Operário realiza sua primeira partida noturna, e empata com o “Bicho Papão”, Atlético Mato­grossense em 1 a 1, com Fião marcando o gol do time da capital, e Tião Macalé empatando para o tricolor.

 

Profissionalização é sacramentada em 1967

A profissionalização do Futebol Mato­grossense ocorreu em 1967, através de uma iniciativa dos jovens dirigentes Rubens dos Santos, Ranulfo Paes de Barros, Macário Zanacape, João de Deus, Silva Freire, Francisco de Assis, e outros esportistas.

O coronel Hélio de Jesus Fonseca foi escolhido o primeiro presidente da Federação Matogrossense de Desportos (FMD). O 1º campeão foi o Clube Esportivo Operário Várzea­grandense, “o chicote da fronteira” presidido pelo habilidoso e astuto desportista Rubens Baracat dos Santos, “o Velho Guerreiro”. O Clube Esportivo Operário Várzea­grandense ganhou novamente no segundo campeonato oficial.

Presidiram a Federação Matogrossense de Desportos (FMD), entre outros, Alexandre Arddor Filho, Crescêncio Monteiro, Álvaro Miguéis, José Monteiro de Figueiredo, Lenine de Campos Póvoas, Ranulpho Paes de Barros, Otyles Moreira da Silva, Hélio de Jesus da Fonseca, Gastão de Mattos Muller, Macário Zanagape Filho, Herman Dutra Pimenta, Agostinho Dias Dorilêo, Agripino Bonilha Filho, Levi Rodrigues do Prado, Júlio José de Campos, Carlos Orione, Lourival Nunes de Barros.

 

Em 31 de maio de 1976, foi nomeado pelo Almirante Heleno de Barros Nunes, Presidente da Confederação Brasileira de Desportos o Sr. Carlos Orione (Procurador de Justiça aposentado) para assumir como interventor a Federação Mato­grossense de Desportos (FMD).

A Assembléia Geral e Extraordinária do dia 21 de Abril de 1979, homologou a aprovação da transformação da denominação da Federação Mato­grossense (FMD) na atual Federação Mato­grossense de Futebol (FMF), conforme consta na Ata nº. 08/79, sendo eleito Orione seu 1º presidente.

Em sucessivos mandatos, Orione coordenou a criação e ampliação das Ligas de Futebol Amadoras (hoje com mais de 82 Ligas filiadas a FMF). Instituiu a 1ª e 2ª Divisão de Futebol Profissional de MT e articulou com a CBF na inclusão no Campeonato Brasileiro Série A, nas décadas de 1976 a 1980, de cinco equipes de Mato Grosso: Mixto, Operário, Dom Bosco, Comercial e Operário de Campo Grande (MS). Este último conseguiu honrosa classificação de 3º lugar no Campeonato Brasileiro/1977.

 

FONTES: Site FMF (www.fmfmt.com.br) – Site Craques do Rádio (www.craquesdoradio.com.br) – José Eustáquio Pulula da Silva (http//zepulula.blogspot) – Governo de Mato Grosso/ Secopa  

 

TORNEIO DOS CAMPEÕES
LOCAL: CORUMBÁ – MT

20.01.1967

UBIRATAN (DOURADOS)

3-1

DOM BOSCO (CUIABÁ)

20.01.1967

MARÍTIMOS (CORUMBÁ)

5-1

DOM BOSCO (TRÊS LAGOAS)

21.01.1967

MARÍTIMOS (CORUMBÁ)

0-0

DOM BOSCO (CUIABÁ)

21.01.1967

UBIRATAN (DOURADOS)

4-3

DOM BOSCO (TRÊS LAGOAS)

22.01.1967

DOM BOSCO (TRÊS LAGOAS)

4-3

DOM BOSCO (CUIABÁ)

22.01.1967

MARÍTIMOS (CORUMBÁ)

2-1

UBIRATAN (DOURADOS)

CAMPEÃO – MARÍTIMOS (CORUMBÁ – MT)

 

DATA: 08 DE ABRIL DE 1967
LOCAL: ESTÁDIO PRESIDENTE DUTRA, EM CUIABÁ – MT

1º JOGO

SÃO CRISTÓVÃO

1-1

INTERNACIONAL (3-2 PEN)

2º JOGO

OPERÁRIO

1-0

BOA VISTA

3º JOGO

MIXTO

3-0

PALMEIRAS

4º JOGO

DOM BOSCO

0-0

RIACHUELO (3-2 PEN)

5º JOGO

ATLÉTICO

0-0

SÃO CRISTÓVÃO (3-2 PEN)

6º JOGO

MIXTO

0-0

OPERÁRIO (3-2 PEN)

7º JOGO

DOM BOSCO

1-0

ATLÉTICO

FINAL

MIXTO

3-0

DOM BOSCO

CAMPEÃO – MIXTO ESPORTE CLUBE (CUIABÁ – MT)

 

 

FONTE: Revista Placar

 

MIXTO   4 X 3   OPERÁRIO

LOCAL: Estádio Governador Fragelli, em Cuiabá (MT)

CARÁTER: Fase final3ª rodada – Campeonato Matogrossensede 1981

DATA: Domingo, do dia 1º de novembro de 1981

RENDA: Cr$ 1.365.700,00

PÚBLICO: 12.201 pagantes

ÁRBITRO: Benedito Pio dos Santos (FMF)

MIXTO: Marcos; Gilmar (Rubinho), Joílson, Miro e Beleza (Nelson); Tim, Marcinho e Tostão; Gonçalves, Vanderlei e Toninho Campos. Técnico:Aderbal Lana.

OPERÁRIO: Leonel; Gilberto, Silva, Genival e Túlio; Luís Dário, Ademar e Danilo (Puruca); Luisinho (Arlen), Anderson e Ivanildo. Técnico: Ilzo Neri.

GOLS:Luisinho aos sete minutos (Operário); Tostão aos 19 minutos (Mixto); Ademar aos 27 minutos (Operário); Gonçalves aos 36 minutos (Mixto); no 1º Tempo. Toninho Campos aos 12 e 39 minutos (Mixto); Anderson aos 45 minutos (Operário), no 2º Tempo.

FONTE: Revista Placar

 

Mixto 3 x 1 XV de Novembro

Data: 22/05/1965

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: Gilberto da Costa

Gols: Albino (2) e Felizardo

Mixto: Tira, Zé Maria, Felizardo, Severino, Pelé, J. Alves, Evaristo, Rômulo, Almiro, Edy (Glauco) e Albino.

 

Mixto 9 x 0 Campinas

Data: 06/06/1965

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: Martinho Bernardo

Gols: Rômulo (4), Ruiter (4) e Edmundo

Mixto: Tira, Zé Maria, Felizardo, Glauco, Severino, J. Alves, Ruiter, Jaburu, Edmundo, Rômulo e Albino.

 

Mixto 6 x 3 Palmeiras

Data: 19/06/1965

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: Martinho Bernardo

Gols: Ruiter (5) e Jaburu

Mixto: Julio César (Tira), Zé Maria, Felizardo, J. Alves, Glauco, Pelé, Jaburu (Lito), Rômulo, Edmundo, Ruiter e Albino.

 

Mixto 5 x 0 Riachuelo

Data: 04/07/1965

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: Gilberto da Costa

Gols: Albino (2), Rômulo, Ruiter e Lito

Mixto: Julio César (Tira), Laelson, Felizardo, Glauco, Pelé, J. Alves, Rômulo, Jaburu (Lito), Edmundo, Ruiter e Albino.

 

Mixto 1 x 1 Dom Bosco

Data: 18/07/1965

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: Wilson Ademar Buzo

Gols: Lito

Mixto: Tira, Laelson, Felizardo, J. Alves, Glauco, Pelé, Edmundo, Rômulo, Lito, Ruiter e Albino.

 

Mixto 2 x 1 Operário

Data: 08/08/1965

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: Wilson Ademar Buzo

Gols: Jaburu e Ruiter

Mixto: Julio César, Edmundo, Severino, Glauco, Rômulo, Pelé, Eduardo (J. Alves), Jaburu, Felizardo, Ruiter e Albino

 

Mixto 3 x 2 Atlético

Data: 15/08/1965

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: João Batista Jaudy

Gols: Ruiter (2) e Felizardo

Mixto: Julio César, Edmundo, Severino, Glauco, Pelé, Rômulo, Ruiter, Jaburu, Lito, Felizardo e Albino.

 

Mixto 6 x 2 Riachuelo

Data: 12/09/1965

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: Martinho Bernardo

Gols: Albino (2), Jaburu (2), Almiro e Felizardo

Mixto: Julio César (Tira), Edmundo, Severino, Glauco, Pelé, Rômulo, Ruiter, Almiro, Jaburu, Felizardo e Albino.

 

Mixto 4 x 0 Palmeiras

Data: 26/09/1965

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: Manoel Miguel Rodrigues

Gols: Jaburu, Ruiter, Almiro e Felizardo

Mixto: Tira, Edmundo, Severino, Rômulo, Glauco, Pelé, Almiro, Jaburu, Felizardo, Ruiter e Albino (J. Alves).

 

Mixto 1 x 0 Atlético

Data: 17/10/1965

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: Wilson Ademar Buzo

Gols: Rômulo

Mixto: Julio César, Edmundo, Felizardo, Rômulo, Glauco, Pelé, Almiro, Jaburu, Lito (Severino), Ruiter e Albino.

 

Mixto 4 x 2 Dom Bosco

Data: 31/10/1965

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: Wilson Ademar Buzo

Gols: Ruiter (2), Albino e Lito

Mixto: Tira, Edmundo, Severino, Rômulo, Glauco, Pelé, Jaburu, Lito, Felizardo, Ruiter e Albino.

 

Mixto 2 x 3 Operário

Data: 09/11/1965

Validade: Campeonato Cuiabano

Local: Estádio Presidente Dutra

Árbitro: João Bosco Monteiro

Gols: Lito (2)

Mixto: Tira, Edmundo, Severino, Rômulo, Glauco, Pelé, Jaburu, Lito, Ruiter, Felizardo e Albino.

 

Artilheiros:

16 gols – Ruiter

07 gols – Albino

06 gols – Rômulo

05 gols – Lito e Jaburu

04 gols – Felizardo

02 gols – Almiro

01 gol – Edmundo

 

 

Jogadores:

12 jogos – Albino, Felizardo, Glauco e Rômulo

11 jogos – Edmundo, Pelé e Ruiter

10 jogos – Jaburu

09 jogos – Severino e Tira

07 jogos – J. Alves e Lito

06 jogos – Julio César

04 jogos – Almiro

03 jogos – Zé Maria

02 jogos – Laelson

01 jogo – Eduardo, Edy e Evaristo

 

Fonte: Arquivo Pessoal e jornal O Estado de Mato Grosso / MT 

 

PARTICIPANTES (CORES OFICIAIS):

MIXTO ESPORTE CLUBE (PRETO/BRANCO)
CLUBE ESPORTIVO DOM BOSCO (AZUL/BRANCO)
AMERICANO ESPORTE CLUBE (VERMELHO/PRETO)
PAULISTANO ESPORTE CLUBE (VERMELHO/BRANCO)
ESTADO NOVO ESPORTE CLUBE (VERDE/VERMELHO/BRANCO)

DATA: 24 DE JANEIRO DE 1943
LOCAL: BOSQUE MUNICIPAL, EM CUIABÁ / MT

1º JOGO

DOM BOSCO

0-0

PAULISTANO (2-1 ESC)

2º JOGO

MIXTO

1-0

ESTADO NOVO

3º JOGO

AMERICANO

1-0

DOM BOSCO

FINAL

MIXTO

1-1

AMERICANO (2-1 ESC)

CAMPEÃO – MIXTO ESPORTE CLUBE (CUIABÁ – MT)

 

TURNO ÚNICO

DATA

 

  LOCAL

12.09.1943

CUIABÁ

3

X

2

CORUMBÁ CUIABÁ – MT

16.09.1943

CORUMBÁ

3

X

1

CAMPO GRANDE CUIABÁ – MT

19.09.1943

CUIABÁ

3

X

3

CAMPO GRANDE CUIABÁ – MT

CAMPEÃ – SELEÇÃO DE CUIABÁ

 

 
CE DOM BOSCO (CUIABÁ – MT)

15

ESTADO NOVO EC (CUIABÁ – MT)

1

DATA: 07 de novembro de 1943 LOCAL: Bosque Municipal, em Cuiabá – MT
JUIZ: Ranulfo Paes de Barros CARÁTER: Campeonato Cuiabano – 1943
GOLS: Carvalho (5), Machado (3), Pinto (3), Gino (2), Lisandro e Jonas / Bugre
Dom Bosco(MT): Ariel; Nascimento e Miguel; Lisandro, Jonas e Chico; Fontoura, Machado, Carvalho, Pinto e Gino.
Estado Novo(MT): Silvestre; Pedroso e Dourival; Oscarino, Chambalé e Cuíca; Santos, Zequinha, Bugre, Clóvis e Novato.
© 2017 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha