O Brasil Sport Club foi uma agremiação esportiva da cidade Curitiba-Pr, fundada em 07 de setembro de 1917. Sua sede ficava no bairro do Juvevê. Disputou os campeonatos suburbanos da capital paranaense por muitos anos. Já no seu primeiro campeonato em 1919 a equipe sagrou-se campeã suburbana da recém reorganizada Liga Sportiva Municipal (LSM). O campeonato contou com 10 participantes: Brasil SC; Elite FC; Aimoré FC; Ipiranga FC; Pinheiro SC; Torino FC; Belo Horizonte; Paraná SC; Tiradentes FC e Americano.

Após o título a equipe só retornaria a jogar a suburbana em 1922 – Liga Sportiva Curitibana (LSC); 1923 - Liga Sportiva Municipal (LSM). Após um hiato de 4 anos a equipe retorna em 1928 - Liga Curitibana de Desportos (LCD).

Em 1929 a equipe se inscreve para jogar o campeonato Estadual organizado pela Federação Paranaense de Desportos (FPD). O Brasil S.C. iria pela primeira vez enfrentar os grandes da cidade. Em um campeonato que reuniu 8 equipes a equipe Auriverde terminou em um honroso 5º lugar, atrás apenas dos 4 grandes (Atlético, Palestra Itália, Britânia e Coritiba).

Campanha do Brasil SC em 1929:

Turno

28/04 – Brasil 1-4 Palestra Itália
13/05 – Bangu 2-1 Brasil
16/06 – Coritiba 4-1 Brasil
07/07 – Atlético 4-1 Brasil
28/07 – Brasil 4-1 Paranaense
11/08 – Britânia 2-2 Brasil
25/08 – Brasil 6-0 Aquidaban

Returno

24/11 – Palestra Itália 3-0 Brasil
15/12 – Brasil 1-5 Coritiba
29/12 – Brasil 3-4 Britânia
19/01/1930 – Brasil 2-2 Atlético
26/01/1930 – Brasil 3-1 Bangu

3V – 2E – 7D – 25 GP – 32GC – 8PG – 16PP

A equipe consegui empates importantes frete ao Atlético e ao Britânia.

Após se aventurar entre os grandes a equipe retornou aos campeonatos suburbanos em 1932 – Liga Suburbana Independente (LSI) e 1933 – Liga Independente Suburbana de Curitiba (LISC). No fim de 1933 a equipe muda seu nome e passa a denominar-se Palmeira FC e voltaria a vencer os campeonatos suburbanos em 1940 e 1942. Mas essa História merece um capítulo à parte…

Fontes:

- Arquivos de Levi Mulford Chrestenzen
- Recortes do jorna Tribuna do Paraná 07/09/1959
- Livro Futebol do Paraná – 100 anos de História (2005) – Heriberto Ivan Machado e Levi Mulford Chrestenzen
 
Agradecimento especial ao depoimento do Sr Levi com informaçoes do escudo e do uniforme e ao Jornalista e Pesquisador Sergio Mello pelo redesenho dos mesmos.

 

 

 

 
Data: 08 de julho de 1944
Local: Estádio Olímpico, em Porto Alegre - RS

1º jogo - Cruzeiro 1x0 Internacional
2º jogo - Grêmio 4x2 São José
3º jogo - Força e Luz 3x2 Nacional
4º jogo - Grêmio 2x1 Cruzeiro
Final   - Grêmio 1x0 Força e Luz

Campão - Grêmio de Football Porto Alegrense (Porto Alegre - RS)
Fonte: Arquivos de José Luis Tavares Maciel
 

 
Data: 09 de junho de 1940
Local: São Luís - MA

1º jogo - Automóvel 1x0 São Cristóvão
2º jogo - Tupan 0x0 Vera Cruz (2x1 esc)
3º jogo - FAC 1x0 Sampaio Corrêa
4º jogo - Maranhão 1x1 Moto Clube (1x0 esc)
5º jogo - Tupan 2x0 Automóvel
6º jogo - Maranhão 1x0 FAC
Final   - Maranhão 2x1 Tupan

# Campeão - Moto Clube(São Luís - MA)

Fonte: Arquivos de Manoel Raimundo do Amaral (in memoriam)
 


A Sociedade União Clubes (União Quedas) é uma agremiação do Município de Quedas do Iguaçu, localizado a 447km da capital do Paraná, e, conta com uma população de 33.543 habitantes, segundo dados de 2017, do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Fundado no sábado, do dia 28 de Outubro de 1972, a sua Sede está localizada na Rua Laranjeiras, nº 630, no Centro de Quedas do Iguaçu. As suas cores naquela época eram: branca e azul. Mandava os seus jogos no Estádio Benetão, em Quedas do Iguaçu.

O O União Quedas estreou na Taça Paraná de 1985, ficando no Grupo 12, com as seguintes agremiações: S.E.R. Cafelândia, de Cafelândia; Fazenda San Martin Futebol Clube, de Cascavel. Retornou duas temporadas depois, na Taça Paraná de 1987, onde ficou no Grupo VIII, juntamente com outras quatro equipes:

Sociedade Esportiva e Recreativa Juventude Lontrense, de Francisco Beltrão (atual Salto do Lontra);

Esporte Clube 7 de Setembro, de Francisco Beltrão;

Moestel Futebol Clube, de Pato Branco;

Juventude Esporte Clube, de Santo Antonio do Sudeste.

Voltou a disputar a Taça Paraná, em 1988, ficando na chave Setor-6 (Centro Oeste): Esporte Clube Brasília (vencedor do grupo), de Cascavel; Comercial Atlético Clube, de Ubiratã; Associação Desportiva Classista Agrototal, de Cascavel.

A sua última participação aconteceu na Taça Paraná de 1989, onde ficou no grupo  Micro Região Centro-Oeste . Os componentes dessa chave foram os seguintes: Sociedade Esportiva Ouro Verde, de Quedas do IguaçuSociedade Esportiva Recreativa Amizade, de Corbélia; Guarani Futebol Clube, de Guaraniaçu; Associação Desportiva Classista Agrototal, de CascavelComercial Atlético Clube, de UbiratãEsporte Clube Gramadinho, de Cascavel; União Quedas.

A sua primeira participação na esfera profissional, ocorreu no Campeonato Paranaense da Segunda Divisão de 1990, organizado pela Federação Paranaense de Futebol (FPF).

O União Quedas ficou na Chave Sul, que contou com a participação de seis equipes: União Operário, de Laranjeiras do Sul; Clube Esportivo Caxias, de Palmas; Coronel Vivida Esporte Clube, de Coronel Vivida; Tabu Esporte Clube, de Clevelândia; Grêmio Esportivo Caramuru, de Chopinzinho. Abaixo os resultados da equipe Alvianil de Quedas do Iguaçu:

DATAS

RESULTADOS DOS JOGOS

LOCAL

Domingo, dia 15 de Julho

União Quedas

0

X

0

União Operário

Quedas do Iguaçu

Domingo, dia 22 de Julho

Caxias

0

X

0

União Quedas

Palmas

Domingo, dia 29 de Julho

União Quedas

0

X

2

Coronel Vivida

Quedas do Iguaçu

Domingo, dia 5 de Agosto

União Quedas

1

X

1

Tabu

Quedas do Iguaçu

Domingo, dia 12 de Agosto

Caramuru

3

X

2

União Quedas

Chopinzinho

Domingo, dia 19 de Agosto

União Operário

5

X

0

União Quedas

Laranjeiras do Sul

Domingo, dia 26 de Agosto

União Quedas

0

X

2

Caxias

Quedas do Iguaçu

Domingo, dia 2 de Setembro

Coronel Vivida

6

X

1

União Quedas

Coronel Vivida

Domingo, dia 9 de Setembro

Tabu

4

X

0

União Quedas

Clevelândia

Domingo, dia 16 de Setembro

União Quedas

0

X

2

Caramuru

Quedas do Iguaçu

Após 10 rodadas, o debutante União Quedas terminou na 6ª e última colocação, sem nenhuma vitória, com apenas três empates e sete derrotas. A classificação final da Chave Sul ficou assim:

TIMES

J

PG

V

E

D

GP

GC

SG

União Operário

10

13

5

3

2

13

04

09

Tabu Esporte Clube

10

12

5

2

3

15

10

05

G.E. Caramuru

10

11

5

1

4

13

11

02

C.E. Caxias

10

11

4

3

3

09

07

02

Coronel Vivida E.C.

10

10

4

2

4

15

12

03

União Quedas

10

03

0

3

7

05

26

-21

A última participação numa edição profissional, aconteceu no ano seguinte. O União Quedas disputou o Campeonato Paranaense da Terceira Divisão de 1991, organizado pela Federação Paranaense de Futebol (FPF). O União Quedas ficou no Grupo Zona Sul, que contou com a participação de seis equipes:

Clube Esportivo Caxias, de Palmas;

Clube Esportivo e Social União Medianeirense, de Medianeira;

Clube Esportivo União, de Francisco Beltrão;

Grêmio Esportivo Caramuru, de Chopinzinho;

Tabu Esporte Clube, de Clevelândia;

Ubiratã Esporte Clube, de Ubiratã.

Abaixo a campanha do União Quedas:

DATAS

RESULTADO DO JOGO

LOCAL

Domingo, dia 17 de Março

Tabu E.C.

5

X

0

União Quedas

Clevelândia

Domingo, dia 31 de Março

União Quedas

1

X

0

Ubiratã E.C.

Quedas do Iguaçu

Domingo, dia 7 de Abril

G.E. Caramuru

3

X

0

União Quedas

Chopinzinho

Domingo, dia 14 de Abril

C.E. Caxias

5

X

1

União Quedas

Palmas

Domingo, dia 21 de Abril

União Quedas

1

X

3

C.E. União

Quedas do Iguaçu

Domingo, dia 28 de Abril

União Quedas

1

X

2

União Medianeirense

Quedas do Iguaçu

Domingo, dia 5 de Maio

União Quedas

0

X

2

Tabu E.C.

Quedas do Iguaçu

Domingo, dia 19 de Maio

Ubiratã E.C.

2

X

2

União Quedas

Ubiratã

Domingo, dia 26 de Maio

União Quedas

1

X

3

G.E. Caramuru

Quedas do Iguaçu

Domingo, dia 2 de Junho

União Quedas

2

X

3

C.E. Caxias

Quedas do Iguaçu

Domingo, dia 9 de Junho

C.E. União

2

X

0

União Quedas

Francisco Beltrão

Domingo, dia 16 de Junho

União Medianeirense

8

X

0

União Quedas

Medianeira

Após 12 rodadas, o União Quedas não fez uma boa campanha, terminando na última colocação, com apenas uma vitória, um empate e dez derrotas. A classificação final do grupo Zona Sul ficou assim:

TIMES

J

PG

V

E

D

GP

GC

SG

Tabu Esporte Clube

12

15

7

1

4

21

16

05

União Medianeirense

12

15

6

3

3

23

10

13

G.E. Caramuru

12

14

5

4

2

16

12

04

C.E. Caxias

12

13

4

5

3

14

09

05

C.E. União

12

12

4

4

4

14

11

03

Ubiratã E.C.

12

12

4

4

4

11

12

-1

União Quedas

12

03

1

1

10

09

38

-29

 

FONTES: Página do clube no Facebook - Correio de Notícias (PR) - “Livro Futebol do Paraná 100 anos de História”, de Heriberto Machado - Arquivos de Levi Mulford Chrestenzen

 

Fonte: jornal Popular da Tarde

 

O futebol Paranaense possui um campeonato organizado desde 1915. Porém nesses mais de 100 anos as fórmulas de disputas foram as mais variadas possíveis. Abaixo faço um resumo, dividido em cinco fases, para um melhor entendimento de cada época:

1ª fase (1915-1928) – A primeira liga foi fundada e abrigou as equipes curitibanas e as equipes do Litoral (Antonina, Paranaguá, Morretes) e dos Campos Gerais (Ponta Grossa) que tivessem a possibilidade de deslocamento por trem. Assim se inscreveram para este primeiro campeonato 18 equipes. Ficou definido que a 1ª Divisão seria composta por 6 equipes e a 2ª divisão por 12, divididas em duas séries de 6 equipes cada. Na verdade era o campeonato curitibano com a participações de algumas equipes de outras cidades. Neste período houve 2ª divisão em 1915-1917; 1921-1922; 1924. Em 1917 houve o primeiro campeonato Suburbano organizado pela Liga Sportiva Municipal; em 1918 não houve este campeonato, retornando em 1919, ocorrendo até hoje.

OBS:  A partir de 1922 passou-se a ser jogado uma “final não-oficial” entre as equipes do interior (Ponta Grossa) contra o campeão da capital. Equipes da capital venceram todas as disputas.

2ª fase (1929-1941) – O campeonato Estadual é finalmente oficializado. A partir de 1929 o campeão da capital enfrentaria o campeão do interior. Foram criadas ligas regionais (Irati, Antonina, Paranaguá e Ponta Grossa. Depois União da Vitória, Jacarezinho/Jaguariaíva) e os campeões das ligas disputavam o Estadual no início do ano seguinte. Cada Liga tinha seu regulamento próprio. Algumas possuíam 2ª divisão (Exemplo Ponta Grossa). A capital venceu todas as finais.

3ª fase (1942-1956) – Neste período mais uma vez é jogado somente o campeonato de Curitiba, com as participações esporádicas de equipamentos do interior (Monte Alegre, Jacarezinho, Cambaraense, e as equipes de Ponta Grossa e Litoral). O destaque deste período foi a equipe do Clube Atlético Monte Alegre de Telêmaco Borba que em 1955 tornou-se a primeira equipe do interior Campeã Paranaense.

OBS: Desde o início da década de 1940 até metade da década de 1950 já havia a disputa de um campeonato norte paranaense. Nacional de Rolândia, Esportiva de Jacarezinho, Cambaraense foram campeões. No início era amador. A federação chegou a nomeá-lo como Campeonato da segunda divisão.

Em 1957, graças a fundação do Londrina FC, é criado o Campeonato Norte Paranaense de Profissionais. Em 1957, ainda era extra oficial, recebeu o nome de Torneio da Amizade, e o Londrina F.C. foi o campeão. Em 1958, já oficialmente reconhecido, o E.C Comercial de Cornélio Procópio foi campeão. Em 1957 e 1958 não houve finais estaduais.

4ª fase (1959-1965) – Com a criação dos campeonatos paranaenses por região (sul e Norte. Depois o Norte foi dividido em Norte Novo e Norte Velho), os campeões de cada região faziam as finais. O Interior foi campeão nos anos de 1961 (Comercial de Cornélio Procópio), 1962 (Londrina), 1963 e 1964 (Grêmio Maringá).

5ª fase (1966-2018) – É criada a lei de acesso e o campeonato passa a ser jogado por divisões, salvo em alguns anos que só teve a 1ª divisão. Não ocorreu divisões de acesso em 1971-1975 e 1980.

OBS: Já na década de 1950 a federação tentou amenizar as coisas criando um torneio do interior nos moldes de campeões de ligas; foram jogados dois torneios (1953 e 1954).  Na década de 1960 (1960 e 1962) foi jogado o Campeonato amador do Estado. E em 1964 era criada a Taça Paraná de amadores disputada até hoje.

FONTES:

Livros:

- Futebol do Paraná – 100 anos de História (2005) – Heriberto Ivan Machado e Levi Mulford Chrestenzen

- O Bugre Princesino – Guarani o clube que conta sua História (2007) – José Cação Ribeiro Junior

- O Fantasma da Vila (2002) – José Cação Ribeiro Junior

- Futebol Ponta-grossense – recortes da História (2004) – José Cação Ribeiro Junior

Jornais A Republica, Correio do Paraná, O Estado, Correio da Noite (Todos consultados na Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional).

 

Achei esta foto histórica do Natal Sport Club no site https://curiozzzo.com

O endereço completo da postagem é https://curiozzzo.com/2017/05/06/como-o-futebol-comecou-no-rio-grande-do-norte/

 

 

Centro Sportivo Alagoano – C.S.A. – Maceió

 

Em pé, da esquerda para a direita: Espinosa, Dida, Valmir, Ricardo, Tadeu e Maurício.

Agachados, na mesma ordem: Jorge Siri, Valdecir, Djair, Soareste e Ênio.

 

Fonte: revista Placar

 
Interessante nota do jornal O Imparcial de 16 de fevereiro de 1917, sobre a fusão do Palestra Itália com o Ítalo Football Club. Acredito que pouca gente sabia deste fato:

© 2019 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha