FONTE: Revista Placar

 

Torneio Seletivo Pernambucano

02/08 – Porto    2x1   Vitoria

05/08 – Unibol    2x1   Porto

08/08 – Vitoria   3x5   Unibol

12/8 – Unibol     1x1   Vitoria

15/9 – Porto       1x1   Unibol

18/8 – Vitoria       x    Porto   ( * )

*Sem informação

Classificado: Porto  de Caruaru

 

Seletivo  1981

Grupo A

28/1  Baraunas            2x0      Potyguar

01/2  Baraunas            1x0      Riachuelo (*1)

08/2  Potyguar            2x0      Riachuelo

??/2  Potyguar            2x1      Riachuelo

15/2  Baraunas           1x0      Riachuelo

21/2  Potyguar            0x2      Baraunas

 class. pg v e d gp gc
Baraunas 8 4 0 0 6 0
Potyguar 4 2 0 2 4 5
Riachuelo 0 0 0 4 1 6

Grupo B

01/2  Ferroviario         3x1      Atletico

04/2  Ferroviário         2x1      Alecrim

11/2  Alecrim             3x0      Atlético

15/2  Atletico             0x3      Alecrim

??/2  Atletico              0x2      Ferroviário

19/2  Alecrim             0x0      Ferroviário

 class. pg v e d gp gc
Ferroviario 7 3 1 0 7 2
Alecrim 5 2 1 1 7 2
Atletico 0 0 0 4 1 11

 

Decisão

22/2  Baraúnas            2-0      Ferroviário

25/2  Baraúnas            1-0      Ferroviário (*2)

Baraúnas Campeão, classificado para Taça de Bronze 81

(1) O Riachuelo vendeu os mandos de campo dos jogos em casa.
(2) O Ferroviário vendeu o mando de campo do 2º jogo.

fonte: Arquivo

 

Torneio Seletivo Rio Grande do Norte para  Serie C 1990

19/08 – Alecrim 1 x 1 ABC
21/08 – America 1 x 1 Alecrim
26/08 – ABC 1 x 0 America
29/08 – ABC 0 x 0 Alecrim
02/09 – Alecrim 0 x 2 America
05/09 – America 2 x 1 ABC

 

Class.

PG

v

e

d

gp

Gc

America

5

2

1

1

5

3

ABC

4

1

2

1

3

3

Alecrim

3

0

3

1

2

4

América classificado

 

Seletiva para Campeonato Brasileiro – Serie C – 1990

UF situação Classificado
AM não  houve seletivo indicado Nacional
AC não participou -
PA não  houve seletivo Indicado: Paissandu
MA não  houve seletivo Inidicado: Maranhão
PI Torneio com 4 clubes Class: Tiradentes
CE Torneio com 3 times Class: Fortaleza
RN Torneio com 3 times Class: America
PB Torneio com 3 times Class: Campinense
PE Seletiva entre América e Estudantes Class: America
AL não  houve seletivo Indicado: CSA
SE não  houve seletivo Indicado: Lagarto
BA Torneio com 4 times Class: Fluminense-FS
MG Torneio com 6 times Class: America e Esportivo
ES não  houve seletivo Indicado: Colatina
RJ Torneio com 5 times Class: Bangu, America e Campo Grande
SP Torneio com 8 times Class: America, Ponte Preta, Noroeste e Mogi Mirim
GO não  houve seletivo Indicado: Atletico e Vila Nova
DF não  houve seletivo Indicado: Gama
MT não  houve seletivo Indicado: União
MS não  houve seletivo Indicado: Ubiratan
PR Torneio com 4 times Paraná e União Bandeirante
SC Não participou  -
RS não  houve seletivo Indicado: Caxias

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

+ Se algum colega tiver alguma informação a acrescentar.

fonte: arquivo

 

O Macaé foi criado com o nome de Botafogo FC, em julho de 1990, se profissionalizou somente em 1998 e conquistou, de forma invicta, o Estadual da Serie C Carioca neste mesmo ano. Na Serie C Nacional deste ano fez uma campanha regular na primeira fase e conseguiu a classificação para a fase final na última rodada,como quarto colocado do Grupo B. A partir da segunda , no mata mata, o clube foi atropelando ate ser o unico clube carioca campeão nacional em 2014.

Gols/jogo 2,19 Vitórias em Casa 44% Empates 34% Vitórias Fora 22%
 

Serie C 1981/2013

A Serie C corresponde a uma terceira divisão e teve inicio em 1981 com Olaria/RJ sendo campeão. Deste então é esta a quantidade de estados finalistas:

Estado

Títulos

Vices

3º colocados

4º colocados

TOTAL

São Paulo

8

8

1

2

19

Santa Catarina

3

0

3

1

7

Goiás

3

0

2

3

8

Rio de Janeiro

2

1

1

1

5

Pará

2

0

0

2

4

Minas Gerais

1

4

5

2

12

Pernambuco

1

1

1

2

5

Distrito Federal

1

1

1

0

3

Rio Grande do Norte

1

1

0

3

5

Maranhão

1

1

0

0

2

Paraná

1

0

1

1

3

Bahia

0

3

1

1

5

Alagoas

0

2

0

0

2

Ceará

0

1

2

1

4

Amazonas

0

1

1

1

3

Paraíba

0

0

3

1

4

Mato Grosso

0

0

2

0

2

Espírito Santo

0

0

0

1

1

Rio Grande do Sul

0

0

0

1

1

Sergipe

0

0

0

1

1

 

 

O Campeonato Brasileiro da Série C deste ano teve a sua primeira partida transmitida no dia 1° de junho. A TV Brasil irá transmitir cerca de 46 jogos aos sábados e domingos. Para isso, cerca de 30 profissionais foram selecionados para a cobertura em rede nacional. Dentre os profissionais, estarão o narrador Alberto Léo, o apresentador Carlos Borges, os comentaristas Márcio Guedes e Waldyr Luis, além dos repórteres Sérgio Du Bocage e Edilson Campos.
As partidas também serão veiculadas pelas rádios que compõem a Rede Pública de Rádio da Empresa Brasil de Comunicação (EBC). Os internautas poderão acessar o portal www.seriec.ebc.com.bre acompanhar os melhores momentos, além dos gols.
Sintonize na TV Brasil:
Rio de Janeiro – TV aberta – Canal 2 VHF e 32 UHF (transmissora da zona rural)
São Paulo – Canal digital 63 UHF
Net- Canais 4 (SP), 16 (DF) e 18 (RJ e MA)
Sky-DirecTV- Canal 116
TVA Digital – Canal 181 (RJ e SP)
Na internet: www.tvbrasil.org.br
 

fonte: internet

 

A Confederação Brasileira de Futebol (CBF) deu um passo rumo à exclusão do Treze na Série C. É que em julgamento na tarde desta quinta-feira, o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD)determinou que a entidade não homologue os pontos do clube até decisão da Justiça Comum.

Ou seja, pode ser que todos os clubes que venceram ou empataram com o Treze até aqui não fiquem com os pontos na classificação do Grupo A – caso de Salgueiro,Icasa,Santa Cruz, Cuiabá, Fortaleza, Águia e Luverdense. Porém, caso a Justiça Comum absolva o clube, a pontuação dos rivais seguirá do jeito que está.

Outro pedido da CBF antes do encontro com o Pleno, era de que o Treze fosse excluído por ter acionado a Justiça Comum antes de esgotar todas as chances em mérito desportivo, o que acabou não sendo aceito pelos auditores. Após a sessão, o relator do processo do STJD, Ronaldo Piacente, amenizou a decisão.

“Não há prejuízo ao Treze. Se a Justiça der ganho de causa, os resultados serão validados”, disse Ronaldo Piacente, relator do processo. Se excluído, o Grupo A terá apenas nove times. O Rio Branco, que lutava com o Treze pela vaga na chave, já “fechou as portas” neste segundo semestre, tendo dispensado comissão técnica e parte do grupo que integrava o elenco profissional. Aliás, o Estrelão já começou a definir o planejamento para a próxima temporada.

O Treze é o quinto colocado do Grupo A, com 13 pontos ganhos – um atrás do Santa Cruz (4.º), com 14.

 

 

1ºcaso:

O Brasil-Pelotas(RS) vai continuar brigando para disputar a Série C do  campeonato Brasileiro de 2012. Em nota divulgada no início da noite, o clube  considerou “inviável o parecer do acordo”. Não está descartada, porém, uma nova  decisão, para os próximos dias, “mediante análise dos dados”. Em audiência  nesta segunda-feira(21),o desembargador José Aquino Flôres de Camargo, do TJ-RS,  sugeriu à CBF a inclusão do clube pelotense em 2013 ou 2014 em troca de uma  compensação financeira.

A CBF interpôs, embargos declaratórios no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJ-RS) a respeito da inclusão do Brasil, de Pelotas, na Série C do Campeonato Brasileiro de 2012. O objetivo é pedir esclarecimentos da sentença do desembargador José Aquino Flôres de Camargo .

Oficialmente, porém, a CBF continua sem se manifestar sobre o assunto. De acordo com sua assessoria de imprensa, a Confederação só fará qualquer declaração após a resolução do caso em todas as instâncias judiciais. O site da entidade ainda mantém o Brasil-Pel fora da lista de participantes da Série C, que inicia no dia 26 de maio.

2º caso -

A diretoria do Rio Branco-AC desembarca na Paraíba na madrugada desta terça-feira (22). A informação foi confirmada pelo escritório Guimarães & Cavalcanti Advocacia, que vai atuar na defesa dos acreanos no imbróglio judicial envolvendo o Treze, a CBF e a Série C do Campeonato Brasileiro.

Na última sexta-feira (18), a juíza da 1ª Vara Cível de Campina Grande, Ritaura Santana, através de uma liminar, determinou a “imediata inclusão” do Treze na Terceirona no lugar do Rio Branco-AC.

Agora, os advogados Gustavo Guimarães e Alexandre Cavalcanti, contratados pelo time do Norte, vão tentar cassar a liminar.

- Vamos nos reunir com a direção do Rio Branco por volta das 9h. Aqui em João Pessoa, no Tribunal de Justiça da Paraíba, o primeiro passo é tentar cassar a liminar da 1ª Vara Cível através de um agravo de instrumento – limitou-se a dizer o advogado Gustavo Guimarães.

 

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) negou, por maioria de voto dos relatores(3/11) o recurso do Campinense que pedia a anulação do jogo entre Fortaleza e CRB. Além disso, a decisão do STJD determinou a redução da punição ao clube alagoano e ao cearense. Após ter o recurso negado em primeira instância, o Campinense levou o caso ao STJD para o julgamento. O clube paraibano alegava uma suposta armação para a combinação dos resultados entre o CRB e o Fortaleza no último confronto da primeira fase.
Com o novo julgamento, Carlinhos Bala, que na primeira instância havia sido punido com 6 jogos de suspensão, foi absolvido. O Fortaleza teve a multa reduzida de R$ 25 mil para R$ 21 mil e a do CRB  foi reduzida de R$ 20 mil para R$ 10 mil.
Com o resultado, o Campinense é oficialmente rebaixada para a Série D em 2012 e o Fortaleza permanece na terceira divisão.

Entenda o caso
O Fortaleza e o Campinense brigavam para não serem rebaixados para a Série D em 2012. O clube cearense precisava vencer a última partida por 4×0, após saber que o Campinense havia ganho o jogo contra o Guarany-CE por 1×0. Nos últimos 10 minutos de partida, o Fortaleza conseguiu marcar 2 gols e escapou do descenso.
A diretoria do clube paraibano julgou que houve uma combinação dos resultados entre os jogadores do CRB e do Fortaleza na partida para livrar o clube cearense da queda. O advogado do clube paraibano apresentou vídeos com alguns trechos em que jogadores dos dois clubes supostamente combinam para o CRB “entregar” a partida.

fonte: stjd

 

O Desembargador Ricardo Couto, decidiu pela suspensão dos jogos do Grupo E da Serie C do Campeonato Brasileiro. América de Natal já se encontra no Acre e vai voltar sem jogar. O clube insistiu em não fazer este jogo sem ter a decisão da Justiça. A CBF dando o seu banho de incompetência fez o clube cumprir a tabela e toda uma comissão de 24 pessoas obriga um clube a fazer um gasto desnecessário em uma competição que a madrasta não apoia. E certamente não vai querer pagar esta conta.

A decisão do cancelamento foi nesta sexta(21) a noite. Rubens Aprobatto, presidente do STJD, explicou que: “É a Fifa que traça as regras internacionais do futebol e que são respeitadas por todos os países, inclusive pelo Brasil, porque quem não respeita é excluído pela Fifa, ou seja, cada um pode fazer o que quiser no seu país, mas no futebol tem que obedecer as regras da Fifa. Quem não quiser obedecer, não precisa, mas fica desfiliado. O que pode acontecer, e isso é gravíssimo, é comprometer até a própria atividade no Brasil. A Fifa pode até desfiliar o Brasil porque não estar cumprindo as normas dela. É possível que não se chegue a esse exagero, mas pode acontecer de pelo menos desfiliar o próprio Estado do Acre, através de sua federação”

Um clube ou federação chega a este ponto de comprometer a entidade nacional, deve-se mesmo ao fato da falta de posição dos homens da CBF que em troca de favores e votos não tem moral para punir um clube que claramente desrespeitou as regras da FIFA ao ingressar na justiça comum. Se a CBF fosse um casa séria o Rio Branco não estaria sequer disputando a Serie C.

Os jogos do grupo E devem ficar paralisados no máximo durante 15 dias, até que sejam cumpridos os prazos legais para o julgamento do mérito do caso.É esperar que o prazo seja cumprido para que o prejuízo não seja ainda maior, ainda mais considerando que os contratos dos atletas vencem no final de novembro.

Enquanto isto, América-RN, CRB e Payssandu ficam no prejuízo. O caminho do América é o STJD, onde o clube deve pretende entrar com um pedido para anular todos os jogos disputados no grupo E. Uma iniciativa assim seria benéfica não apenas para o América mas para a competição, que começaria do zero e com a participação da Luverdense.

ENTENDA O CASO: O problema iniciou quando a  Procuradoria do Tribunal-AC acusou o clube de ter recorrido à Justiça Comum para obter o laudo que liberaria o acesso ao público para a Arena da Floresta, ainda no primeiro turno do campeonato do Acre. O campo de jogo estava interditado por conta de a Procuradoria de Defesa do Consumidor do Estado do Acre não ter concordado em conceder laudo liberatório para o estádio na ocasião. A liberação só foi possível após a interposição de recurso à Justiça comum do Acre, o que é proibido pelo CBJD. A regra é clara: Justiça comum não pode e este clube já deveria esta fora.

 

O campeonato brasileiro da Série C teve mais uma mudança confirmada nesta segunda-feira (17). Depois de conseguir na Justiça o retorno à competição, o Rio Branco teve a confirmação por parte da CBF da remarcação de seus jogos.  Agora sai o Luverdense e volta o Rio Branco. O Araguaina-To volta a ser o rebaixado.
O Rio Branco deveria ter enfrentado o América no fim de semana passado, mas a Justiça Desportiva decidiu excluir a equipe acreana da competição depois de julgar improcedente recurso que mantinha o Rio Branco na disputa. O time acionou a Justiça Comum junto com a Federação Acreana de Futebol antes de esgotar as possibilidades de conseguir na Justiça Desportiva a liberação da Arena da Floresta, ainda na primeira fase da competição. Condenado pelo STJD, a equipe foi eliminada e rebaixada para a série D.
O Luverdense, equipe do Mato Grosso que ficou logo atrás dos acreanos, foi beneficiado pela decisão da Justiça Desportiva e a CBF incluiu o time na tabela. Porém, a Justiça do acre concedeu liminar ao Rio Branco para que retornasse ao campeonato, prevendo multa diária de R$ 10 mil à CBF em caso de descumprimento. O  departamento de competições voltou atrás e excluiu o Luverdense da disputa, voltando com o Rio Branco. Além da mudança na tabela, onde o Rio Branco terá mais três jogos a disputar, os pontos também foram revalidados, o que muda o panorama do grupo E.
Agora é o Luverdense-MT  que vai acionar a justiça comum e o campeonato tem tudo para parar.
Tudo por culpa e graça da Confederação Brasileira de Futebol, que foi relapsa lá atrás.

A competição está seriamente comprometida, mesmo que a reintegração do time do Acre não seja definitiva. A CBF deve buscar a cassação da liminar, e o mais sensato é que a competição seja paralisada até que tudo seja resolvido de forma definitiva. O que não dá é para conviver profissionalmenter com este nível de indefinição.

 

A novela envolvendo o Rio Branco do Acre continua, depois da exclusão do clube do campeonato da Serie C pelo Tribunal Justiça Desportiva, desta vez o veredicto foi do STJD. O Rio Branco está fora da Série C do Campeonato Brasileiro, após decisão unânime do STJD. A equipe, que estava no grupo E da segunda fase da competição, será substituída pelo Luverdense (MT). Todas as partidas da equipe acreana serão desconsideradas e todas as equipes do grupo jogarão duas vezes contra os matogrossenses. Depois da decisão do STJD, América-RN e Paysandu também foram prejudicados. As duas equipes já tinham vencido o Rio Branco e, com a exclusão dos acreanos, precisarão confirmar as vitórias contra a Luverdense. O CRB, que só tinha empatado com o Rio Branco, terá a chance de vencer.

O presidente do clube do Acre declarou que pretende entrar desta vez na justiça comum e parar o campeonato. Se fizer isto estará tomando a mesma atitude que gerou esta exclusão. O clube acionou a Justiça Comum juntamente com a Federação de Futebol do Estado do Acre (FFAC) para recorrer da decisão da Procuradoria de Defesa do Consumidor do Estado do Acre, que interditou o estádio Arena da Floresta, o Rio Branco teria infringido o artigo 191, § 2º, incisos I, II e II combinado com o artigo 231, ambos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Jogos do Rio Branco que serão repetidos pelo Luverdene;

R. Branco 1×1 CRB,  R.Branco 1×2 Payssandu  e  R.Branco 0×3 America-RN

 

Foram quase cinco horas de julgamento no Centro do Rio de Janeiro, onde fica o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). E a primeira batalha – outra ainda está por vir – foi vencida pelo Fortaleza, que briga com o Campinense para permanecer na Série C do Campeonato Brasileiro. Em decisão unânime, os auditores da Segunda Comissão Disciplinar decidiram absolver o Fortaleza, rechaçando a possibilidade de remarcar o jogo contra o CRB. Dessa forma, o Fortaleza segue na Série C e o clube paraibano rebaixado.

A derrota do Campinense em primeira instância deverá ser apenas o “primeiro tempo” desta guerra nos tribunais, já que deverá haver um recurso ao Pleno, em segunda instância, podendo esta decisão ainda ser revertida. O clube da Paraíba tem até o fim desta semana para protocolar o recurso no STJD.

A Segunda Comissão Disciplinar ainda decidiu multar os dois clubes em R$ 20 mil por atraso para o retorno para o segundo tempo. Ainda multou o Fortaleza em mais R$ mil por conta de uma garrafa arremessada no gramado do Presidente Vargas. O árbitro Gutemberg de Paula Fonseca foi absolvido. Paulo Rodrigues, do CRB, foi punido com um jogo de suspensão. Goleiro Cristiano, também do CRB, foi punido por dois jogos de gancho. E Maizena, também do CRB, acabou absolvido.

Quem acabou “pagando o pato” pelo fato foi Carlinhos Bala. O atacante do Fortaleza foi punido com multa de R$ 10 mil e seis partidas de suspensão. Essas partidas serão cumpridas no próximo campeonato nacional que o jogador disputar.
Fonte: Site do STJD

 

A polêmica está só começando na Serie C do Brasileiro. As diretorias de Campinense e Guarany/CE confirmaram que entrarão juntas com representação no Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), contestando a legitimidade da partida Fortaleza 4×0 CRB. A alegação é de que o time alagoano teria facilitado o jogo para o Fortaleza, no momento em que a partida estava 3×0, cenário em que o Fortaleza ainda precisava de mais um gol para garantir sua permanência na Série C. Campinense e Guarany apresentarão aos membros do STJD imagens de um vídeo em que o atacante Carlinhos Bala busca a bola dentro do gol e, na corrida para bater o centro, levanta o dedo indicador para os jogadores do CRB por quem passa, como se, supostamente, indicasse o fato de só faltar um gol. Os dois clubes também insinuam que um jogador reserva do Fortaleza vai à meta do CRB e se dirige a Roberto Lopes, volante improvisado no gol após a expulsão do goleiro Cristiano. Também é alvo de questionamento por parte de Campinense e Guarany um gesto feito por um atleta do próprio CRB para Roberto Lopes, que supostamente indica o sinal verde para facilitar o jogo. Enquanto o Campinense, clube que acabou rebaixado para a Série D, avalia as atitudes dos jogadores de Fortaleza e CRB como uma “vergonha nacional”, o presidente do Guarany de Sobral, Luizinho Torquato, classificou as cenas do jogo no PV como “armação”. A intenção dos dirigentes de Campinense e Guarany é que o Fortaleza seja punido com o rebaixamento.

A Procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) já tomou conhecimento do fato relacionado à partida entre Fortaleza e CRB/AL, no último sábado, pela Série C do Campeonato Brasileiro. Paulo Schmitt, procurador-geral do STJD, informou que aguardará o clube paraibano se posicionar. Do outro lado, o CRB também já se prepara para possíveis problemas no STJD. O advogado do clube junto ao tribunal no Rio de Janeiro, Osvaldo Sestário, aguarda informações da diretoria para analisar melhor o caso. Mas já tomou ciência do vídeo divulgado pelo Campinense. Fortaleza e Campinense podem até mesmo serem enquadrados no artigo 243-A (atuar, de forma contrária à ética desportiva, com o fim de influenciar o resultado de partida) do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), em que a pena, no caso de atingido o objetivo – como ocorreu no Presidente Vargas –, pode resultar até a anulação da partida, mais multa de R$ 100 a R$ 100 mil e suspensão de 12 a 24 partidas se praticada por atleta, mesmo se suplente, treinador, médico ou membro da comissão técnica, ou pelo prazo de 360 a 720 dias se praticada por qualquer outra pessoa natural.

em tempo: Fora esta nova polemica some-se o recurso do Rio Branco/AC contra a sua exclusão do campeonato e o rebaixamrento do Brasil/RS que promete entrar na justiça comum. Será que este campeonato terminara bem?

fonte: site Justiça Desportiva

 

O Rio Branco/AC até então líder do Grupo A da Série C do Campeonato Brasileiro e já  classificado com 16 pontos  antecipadamente para a próxima fase da competição, teve a sua boa campanha por água abaixo.  O STJD (16/9) condenou o clube por ter acionado a justiça comum e ainda aplicou multa:

decisão STJD .”POR MAIORIA DE VOTOS, PUNIR O CLUBE RIO BRANCO/AC, POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 191 INCISOS I, II, III, EM MULTA DE R$ 13.385,37 e PUNIR EM R$ 100 E EXCLUSÃO DO CLUBE DO CAMPEONATO POR INFRAÇÃO AO ARTIGO 231, TODOS DO CBJD”
Entenda o caso: Após ter acionado a Justiça Comum juntamente com a Federação de Futebol do Estado do Acre (FFAC) para recorrer da decisão da Procuradoria de Defesa do Consumidor do Estado do Acre, que interditou o estádio Arena da Floresta, o Rio Branco teria infringido o artigo 191, § 2º, incisos I, II e II combinado com o artigo 231, ambos do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD).

Com esta decisão houve uma reviravolta geral no grupo A da Serie C. O clube foi rebaixado e salvou o já degolado Araguaina/TO do rebaixamento e ressuscitou o Luverdense/MT que não tinha mais nenhum chance de classificação e amenizou a forte crise de dois meses de salarios atrasados no Payssandu e que ainda corria o risco de não se classificar.

A nova classificação:

Grupo A
Clube PG JG VI EM DE GP GC SG %A
1 Águia 13 7 4 1 2 11 7 4 61,9
2 Paysandu 11 7 3 2 2 8 7 1 52.4
3 Luverdense 10 7 3 1 3 10 6 4 47.6
4 Araguaína 1 7 0 1 6 3 14 -11 4.8
5 Rio Branco 0 0 0 0 0 0 0 0 0

 

Ultima rodada: 18/09 – Payssandu x Araguiana e Luverdense x Águia/PA

Já no grupo D a coisa pegou para os gaúchos. Por maioria de votos os auditores do STJD acataram recurso do Joinville e  puniram o Brasil de Pelotas/RS com a perda de seis pontos, por infração ao  artigo 214 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva incluir  na equipe, ou fazer constar da súmula ou documento equivalente, atleta em situação irregular para participar de partida.O Pleno deu  o  veredicto sobre a condição do atleta Cláudio, expulso na partida entre ABC e Ituiutaba/MG, pela Série C de 2010. O jogador, após diversas mudanças de clubes, não chegou a cumprir a pena por nenhum clube. Paga o Brasil pelo erro.

 

 

A CBF publicou tabela da primeira fase da Série C do Campeonato Brasileiro informando os jogos com transmissão da TV Brasil. A emissora mostrará as partidas as sextas-feiras (21h30), sábados (16h00) e domingo (10h00). Começa dia 15/07, com Santo André/SP x Brasil/RS.

Confira os jogos com exibição pela TV Brasil (horário de Brasília):

Grupo A
22/07, 21h30, Paysandu/PA x Rio Branco/AC
07/08, 10h00, Paysandu/PA x Águia de Marabá/AC
17/09, 16h00, Paysandu/PA x Araguaína/TO

Grupo B
17/07, 10h00, CRB/AL x Fortaleza/CE
24/07, 10h00, Fortaleza/CE x América/RN
31/07, 10h00, CRB/AL x Guarany/CE
12/08, 21h30, Campinense/PB x Fortaleza/CE
14/08, 10h00, Guarany/CE x América/RN
21/08, 10h00, CRB/AL x América/RN
28/08, 10h00, Fortaleza/CE x Campinense/PB
04/09, 10h00, Guarany/CE x CRB/AL
10/09, 16h00, América/RN x Fortaleza/CE

Grupo C
16/07, 16h00, Macaé/RJ x Marília/SP
23/07, 16h00, Madureira/RJ x Ipatinga/MG
30/07, 16h00, Brasiliense/DF x Macaé/RJ
06/08, 16h00, Ipatinga/MG x Brasiliense/DF
13/08, 16h00, Marília/SP x Madureira/RJ
20/08, 16h00, Brasiliense/DF x Ipatinga/MG
27/08, 16h00, Madureira/RJ x Marília/SP
03/09, 16h00, Marília/SP x Ipatinga/MG
11/09, 10h00, Ipatinga/MG x Madureira/RJ
18/09, 10h00, Marília/SP x Macaé/RJ.

Grupo D
15/07, 21h30, Santo André/SP x Brasil/RS
29/07, 21h30, Santo André/SP x Caxias/RS
05/08, 21h30, Brasil/RS x Caxias/RS
19/08, 21h30, Santo André/SP x Joinville/SC
26/08, 21h30, Brasil/RS x Chapecoense/SC
02/09, 21h30, Caxias/RS x Santo André/SP

*Fonte: esporteemidia.com

 

abccamperaO ABC de Natal é campeão Brasileiro de futebol. Na tarde deste sábado (20/11), o alvinegro empatou em 0 a 0 com o Ituiutaba-MG, no Frasqueirão, e conquistou o maior título em seus 95 anos de história. Na primeira partida, em Minas Gerais, o time potiguar venceu por 1 a 0, com gol de Cascata.

 A partida final foi tensa e bastante disputada em lances divididos e passes errados. No primeiro tempo somente o ABC teve chance de gol, em cobrança de falta de Pio que raspou a trave.
No segundo tempo o jogo continuou disputado e com muitas faltas até que aos 14 minutos, o lateral do Ituiutaba, Cláudio, fez falta dura em Sueliton e recebeu cartão vermelho. Com um homem a mais, o ABC passou a pressionar em busca de abrir o placar, fazendo do goleiro mineiro Luiz Henrique o melhor em campo.

Ficha do Jogo:

Estádio Frasqueirão, Natal

Arbitro: Wallace Nascimento Valente/ES

Renda: R$ 369,890,00
Público: 16.735 torcedores
ABC: Welligton, Suélinton, Leonardo, Tiago Garça e Renatinho Potiguar; Basílio, Ricardo Oliveira, Pio e Jackson; Cascata (João Paulo) e Leandrão.

Ituiutaba: Luiz Henrique, Totonho, Ferron, Cléber Carioca, Stanley, Walison, Claudinei, Dê, Olívio; Gilsinho e Fabiano.

A Campanha:

serie cABC/RN               3×1         CRB/AL

ABC/RN               1×1         Alecrim/RN

Salgueiro/PE        0×3         ABC/RN

Campinense               0x1           ABC/RN

ABC/RN               3×1         Salgueiro/PE

Alecrim/RN           1×1         ABC/RN

ABC/RN               0×0         Campinense/PB

CRB/AL               1×0         ABC/RN

Aguia                  0×1         ABC

ABC                    3×1         Aguia/PA

Salgueiro             1×1         ABC

ABC                    3×1         Salgueiro

Ituiutaba/MG        0×1         ABC

ABC                    0×0         Ituiutaba/MG

© 2017 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha