Clube Atlético Juventus – São Paulo (SP), campeão do Torneio Internacional do Japão no ano de 1974 (ano em que completou 50 anos de existência).

Participantes: Seleções A e B do Japão, F.C. Constanta (Romênia) e C.A. Juventus (São Paulo).

As partidas foram realizadas nas cidades de Osaka e Tóquio.

 

13/01/1974 – em Osaka

C.A. Juventus 2 x 1 Seleção B do Japão;

Seleção A do Japão 0 x 0 F.C. Constanta

 

15/01/1974 – em Tóquio

Seleção A do Japão 1 x 0 Seleção B do Japão

C.A. Juventus 2 x 1 F.C. Constanta

Gols: Antoninho e Vanderlei (J)

 

20/01/1974 – em Tóquio

Seleção A do Japão 0 x 2 C.A. Juventus

Gols: Vanderlei e Mário (J)

 

A base da equipe campeã foi esta:

Bernardino, Chiquinho, Carlos, Almeida e Deodoro; Morais e Luisinho; Antoninho (Luís Antônio), Tanesi, Vanderlei (Mário) e Maurinho (Ziza).

Fontes: A Gazeta Esportiva e Placar

 

O Club Athletico Lapa, do bairro da Lapa, na Zona Oeste da cidade de São Paulo, foi fundado no ano de 1927, com a denominação Lapa Football Club.

Jornal A Gazeta, no ano de 1931

Fontes: álbum de figurinhas “Varzeana Paulista” dos anos 50/60, A Gazeta e o historiador Waldevir Bernardo (Vie).

 

Charge publicada no jornal “A Crítica”, de Buenos Aires – Argentina, em referência ao brasileiro Petronilho que estava jogando pelo C.A. San Lorenzo de Almagro, no ano de 1933.

Petronilho de Brito nasceu na cidade de São Paulo-SP, na data de 31 de maio de 1904 e faleceu no ano de 1984, na mesma cidade.

Irmão de Waldemar de Brito, do CR do Flamengo, Petronilho atuou pelos clubes Antárctica F.C., Minas Geraes F.C., S.C. Syrio e C.A. Independência , todos de São Paulo e também pelo C.A. San Lorenzo de Almagro, onde se  sagrou campeão argentino no ano de 1933.

Foi o primeiro negro brasileiro a jogar em um clube estrangeiro.

Atuou também pela seleção paulista e seleção brasileira.

Segundo Leônidas da Silva, Petronilho de Brito teria sido o verdadeiro inventor do gol de bicicleta.

Fontes: A Gazeta” e Grandes Craques.

 

 

Amistoso em 1910 – Corinthian-Casuals F.C. (Inglaterra) 2 x 0 A.A. das Palmeiras (São Paulo)

Partida realizada na data de 1º de setembro de 1910, no Velódromo Paulistano, na Consolação, em São Paulo-SP.

Juiz: H.Friese do S.C. Germania.

Gols: Day (2-Corinthian)

Corinthian-Casuals: Rodgers, Page e Timmis. Tuff, Morgan, Owen e Braddel. Snell, Day, Vidal, Brysley e Kerry.

AA das Palmeiras: Orlando, J. Rubião e Urbano. Gullo, Rubens e Octavio Egydio. Dédé, Mario Egydio, Irineu, Eurico Mendes e Godinho.

Fonte: Correio Paulistano

 

Fonte: Correio Paulistano

 

Equipe do Saad Esporte Clube, da cidade de São Caetano do Sul (SP).

 

FONTE: Acervo do  historiador Waldevir Bernardo (Vie).

 

Gremio Estudantino de Guaratinguetá – Cidade: Guaratinguetá – Brasil

Fonte: A Gazeta – 30 de janeiro de 1933

 

 

O Grêmio Maranhense, do bairro do Tatuapé, na Zona Leste da cidade de São Paulo, foi fundado no ano de 1949.

Sagrou-se vice-campeão do Campeonato Regional Paulista de Futebol Amador, no ano de 1956.

A agremiação tinha como slogan “Galo em qualquer terreiro” e suas cores, grená e branco, certeza de dureza para os adversários.

A sede do clube se situava na Rua Antonio de Barros, no Tatuapé.

O Grêmio Maranhense mandava seus jogos em um campo próximo ao Largo São José do Maranhão, onde hoje se vê um condomínio de apartamentos.

Fontes: Gazeta do Tatuapé, álbum de figurinhas “Varzeana Paulista” dos anos 50/60, meu acervo e o historiador Waldevir Bernardo (Vie).

 

O Lestinho Futebol Clube, do bairro da Água Rasa, Zona Leste da cidade de São Paulo, foi fundado na data de 1º de novembro de 1945.

Seus fundadores foram Dézio Guerra, José Preto, Antonio Guerra, José Pinheiro (Gariba), Albino Burion, José Ribeiro Miguel e Renaldo Esteves da Silva.

O Lestinho jogava no campo de futebol situado atrás do Cemitério Quarta Parada, onde também atuavam o Leste, o Leão do Norte, o Toledo Barbosa e o Redenção.

Sua sede fica na Rua Florindo Brás, número 56.

O Lestinho Futebol Clube, na foto de Campeão invicto do Torneio Varzeano de 1958, no Estádio do Pacaembu. Em pé: Mané (massagista), Soneca, Cascão, Cueca, Alcides, Edgar, Pascoal e Singilo (técnico); agachados: Nico Preto, Euclides, Mané, Paulinho e Nelsinho.

A equipe vice-campeã foi a S.E.R. 7 de Setembro, do bairro Freguesia do Ó

Fontes: Gazeta do Tatuapé, álbum de figurinhas “Varzeana Paulista” dos anos 50/60, meu acervo e o historiador Waldevir Bernardo (Vie).

 

 

https://youtu.be/5gOjYjnCGKo

https://youtu.be/YiMPclaoWPg

 

Fontes: meu acervo e Youtube

 

O RUVE – Recreativo União Vila Esperança Futebol Clube, do bairro de Vila Esperança – Zona Leste da Cidade de São Paulo, foi fundado na data 1º de janeiro de 1923.

Sua sede se situa na Rua Cumai número 170, no bairro de Vila Esperança.

O clube possui salão de festas na Rua Evans número 889, no mesmo bairro, onde também se pratica futebol de salão.

Fontes: álbum de figurinhas “Varzeana Paulista” dos anos 50/60, site do clube e o historiador Waldevir Bernardo (Vie).

 

 

O Clube Desportivo e Recreativo São José, foi fundado na data de 13 de agosto de 1929.

O nome São José deve-se ao fato de que a maioria dos integrantes do time trabalhava na fábrica de juta São José.

Quando da fundação, sua denominação era Clube Esportivo e Recreativo São José, tendo sido alterada sua nomenclatura posteriormente.

O São José do Ipiranga possui diversas conquistas, dentre elas o honroso primeiro lugar obtido quando do torneio de inauguração do Estádio Municipal do Pacaembu no ano de 1940.

Hoje, sem o campo de futebol, que ficava na região da Rua Juntas Provisórias, o clube oferece outras recreações como bocha e xadrez, modalidades em que é associado às Federações Paulistas competentes.

Sua sede está estabelecida na Rua Dom Lucas Obes, 510, no bairro do Ipiranga.

Fontes: álbum de figurinhas “Varzeana Paulista” dos anos 50/60, meu acervo e o historiador Waldevir Bernardo (Vie).

 

O Esporte Clube União Barra Funda é uma agremiação do Município de Ourinhos (SP). Fundado na quinta-feira, do dia 23 de Março de 1972. A sua Sede fica localizado no Bairro da Barra Funda, em Ourinhos.

No Campeonato Citadino, o União Barra Funda faturou o título de 2009, e ficou com o vice nos anos de 1980, 1990, 1992 e 1998, todos tendo a tutela da Liga Ourinhense de Futebol (LOF).

Na esfera profissional, o clube participou do Campeonato Paulista da Quinta Divisão de 1978; organizado pela Federação Paulista de Futebol (FPF). 

 

FONTES: Rsssf Brasil – Carlos Lopes Baia – Anderson Franciscão Baia

 

O Grêmio Recreativo Estrela do Ipiranga foi fundado na data de 15 de março de 1938.

Nos anos sessenta, o clube ficou conhecido como o “Terror da Várzea”, devido a inúmeras vitórias conseguidas, tendo, inclusive, se sagrado campeão varzeano no ano de 1961.

A especulação imobiliária, que avançou pelo nobre bairro do Ipiranga, fez com que o Estrela perdesse seu campo e também que fechasse as portas do departamento de futebol.

Atualmente o clube se dedica apenas a jogos de salão.

Hoje, a sede do Estrela, está situada na Rua Gama Lobo, 1056.

Fontes: álbum de figurinhas “Varzeana Paulista” dos anos 50/60, google maps, meu acervo e o historiador Waldevir Bernardo (Vie).

 

FONTE: Jornal Lusitânia 

 

A Sociedade Esportiva Palmeirinha do Carandiru, foi fundada na data de 21 de abril de 1946.

Sua sede se situa na Rua Taquara Branca, número 245, no bairro do Carandiru, na Zona Norte da cidade de São Paulo.

Porém, durante vários anos, sua sede social funcionou na Rua Maria Cândida, próximo a sede atual.

Seu campo de futebol era localizado na Rua Miguel Mentem, onde hoje está instalado o Shopping Center Norte.

Fontes: álbum de figurinhas “Varzeana Paulista” dos anos 50/60, site do clube e o historiador Waldevir Bernardo (Vie).

 

Na maioria dos jogos que disputou, a formação da equipe campeã foi a seguinte:

Rachou, Urbano e Salerno. A. Rhein, T. Collet e O. Egydio. W. Meirelles, Eurico, Irineu. M. Egydio e Deodoro.

Fonte: Correio Paulistano

 

O Esporte Clube Vila Monumento foi fundado na data de 6 de dezembro de 1924.

Sua sede se situava na Rua Doutor José Maria Azevedo número 163, no bairro do mesmo nome, divisa com o bairro do Ipiranga.

Fontes: álbum de figurinhas “Varzeana Paulista” dos anos 50/60, meu acervo e o historiador Waldevir Bernardo (Vie).

 

O Club Athletico Ponte Grande foi uma agremiação da cidade de São Paulo (SP). Fundado no dia 1º de Janeiro de 1914, como Ponte Grande Football Club. Em 1922, mudou a nomenclatura para C.A. Ponte Grande. O campo ficava no Bairro de Sant’Anna. Já a sua Sede, o clube, em 1920, estava locado na  Rua Eduardo Chaves, 44 – Bom Retiro (na época era Grande Ponte), em São Paulo.

A partir de 1929, se mudou para Avenida Tiradentes, nº 99 (sobrado), no Bairro da Luz (antigo: Ponte Grande), em São Paulo. Participou do Campeonato Paulista da 3ª Divisão em quatro oportunidades: 1927, 1929, 1930 e 1931. Em 1933, o voltou ao nome original: Ponte Grande Football Club.

FONTES: A Gazeta – Correio Paulistano – O Combate

 

O Sport Lisboa e Benfica do Brasil, do bairro de Vila Maria, Zona Norte da cidade de São Paulo, foi fundado na data de 9 de julho de 1938.

Seu estádio se situa na Avenida Morvan Dias de Figueiredo número 213, próximo a Marginal do Rio Tietê.

Fontes: álbum de figurinhas “Varzeana Paulista” dos anos 50/60, o historiador Waldevir Bernardo (Vie), meu acervo e google maps.

 

O União Fluminense Football Club foi uma agremiação da cidade de São Paulo (SP). Fundado no dia 10 de Maio de 1913, tinha a sua Sede e o campo, na Rua João Antônia de Oliveira, nº 40, no Bairro da Moóca, em São Paulo. Já o Campo ficava na Rua Conselheiro Justino (esquina com a Almirante Brasil), s/n, na Moóca (Essa rua não existe mais).

Participou do Campeonato Paulista da Terceira Divisão em 1917. No ano seguinte esteve presente, onde disputou o Campeonato Paulista da Segunda Divisão em seis oportunidades: 1918, 1919, 1920 e 1927, 1928 e 1929, organizado pela APEA (Associação Paulista de Esportes Athleticos). Bicampeão da Segundona de 1918 e 1919 (em ambos, o clube não foi promovido para a Primeira Divisão).

Em 1918, o título veio, na quinta-feira do dia 15 de agosto, na vitória, fora de casa, por 1 a 0 em cima do União da Lapa, na Praça de Esportes da Rua Miller, no Brás. O gol do título saiu no segundo tempo, por intermédio do meia esquerda Turuna. Na preliminar, a partida dos segundos quadros também terminou com triunfo do União Fluminense por 4 a 3.

 Time de 1918: Mario; Bazan e Covelli; Bover, Affonso e Raphael; Turuna (Cap.), Andrione, Augusto, Américo e Chiquinho.

Time de 1919: Alabi; Vicente (Cap.) e Monte; Zerbrottini, Affonso e Attilio; Américo, Turuna, Liquori I, Liquori II e Paulino.

 

FONTES & FOTO: Correio Paulistano – O Combate – A Gazeta – Revista A Cigarra

DISTINTIVO: Waldomio Junho – Livro “Os Esquecidos – Arquivos do Futebol Paulista, de Rodolfo Kussarev 

 

O “Galo da Várzea” que virou “Gaviãofiel. A história do Sport Club Corinthians Paulista surgiu no dia 1º de Setembro de 1910. O que a maioria não sabe é que o Timão antes de nascer possuía outro nome e outras cores. Em meados de 1900, surgia a Associação Athletica Botafogo, nas cores vermelho e branco.

Conhecido como o “Galo da Várzea“, tinha a sua Praça de Esportes, que ficava localizado entre a Rua Prates e Rua da Graça, no Bairro Bom Retiro. Para muitos o Botafogo do Bom Retiro foi a mais poderosa de todas as equipes varzeanas.

No início dos Anos 10 do século XX era a sensação dos campos varzeanos, com um esquadrão muito forte que impunha respeito aos adversários. Grandes valores foram forjados em sua base, alguns deles se tornando astros do futebol paulista e brasileiro.

Mas além de ter fama de ser uma equipe talentosa, seus jogadores eram conhecidos como brigões, não sendo rara a intervenção da polícia em muitas das confusões que se envolvia, tanto é que a sede acabou sendo fechada. Com o fim da Associação Athletica Botafogo, os desportistas se reuniram e decidiram fundar outro clube: Sport Club Corinthians Paulista.

Desta forma, muitos jogadores da Associação Athletica Botafogo formaram a base do ‘Timão’ nos seus primeiros passos. Entre eles Amílcar, Francisco Police, Neco, que foi o 1º grande ídolo do time, irmão de um de seus fundadores, Carlos Nunes. 

 

FONTES & FOTOS: Correio Paulistano – A Gazeta – Livro “ Timão: 100 anos, 100 jogos, 100 craques” – Site Meu Timão

 

O Paulista Sport Club, da cidade de São Carlos, conhecido como “Águia de Aço”, foi fundado na data de 1º de setembro de 1903.

Foi o pioneiro dos clubes da cidade e o segundo clube de futebol mais antigo do interior do Estado.

Seu estádio foi inaugurado na data de 21 de março de 1926. O jogo inaugural foi um amistoso realizado contra o Club Athletico Paulistano, da Capital. O Paulistano venceu por 1 a 0, gol de Seixas.

Nos anos quarenta incorporou o Ruy Barbosa Futebol Clube, o “Azulão”, que havia sido fundado no ano de 1929.

O Paulista Sport Club sagrou-se campeão do Campeonato Amador de São Carlos nos anos de 1931 (invicto), 1942, 1944, 1946 e 1947.

Posteriormente, na data de 21 de março de 1951, o Paulista foi incorporado pelo São Carlos Clube.

 

Fontes: A Gazeta, Diário Nacional, Correio Paulistano e wikipedia.

 

FONTE: Revista Para Todos

 

FONTE: Revista Para Todos

 

FONTE: O Pirralho (03 de Outubro de 1914)

 

Fonte: A Gazeta

 

O Club Athletico Villa Nova Mazzei, do bairro de Vila Mazzei, foi fundado na data de 20 de setembro de 1925.

O “Tigre da Cantareira”, como era conhecido, teve uma participação no campeonato paulista, mais precisamente na 2ª divisão no ano de 1935.

Conforme artigo publicado na data de 30 de maio do corrente, o Vila Mazzei sagrou-se o grande campeão da “Taça de São Paulo de 1931”, campeonato organizado pelo jornal A Gazeta, em que participaram 203 agremiações.

Sua sede se situa na Rua Manuel Gaya número 375, Vila Mazzei, porém, atualmente, o clube se dedica apenas a boccia.

Fontes: A Gazeta, Diário Nacional, Correio de São Paulo, Correio Paulistano e livro “Os Esquecidos – Arquivos do Futebol Paulista”, de Rodolfo Kussarev.

 

O Club Athletico Sant´Anna, do bairro de Santana, foi fundado nos anos vinte e, inicialmente, chamou-se Estrella do Norte Football Club.

Integrou a 2ª Divisão do Paulista no ano de 1926.

Conforme artigo publicado na data de 30 de maio do corrente, o Tricolor da Zona Norte ficou com o vice-campeonato da “Taça de São Paulo de 1931”, campeonato organizado pelo jornal A Gazeta, em que participaram 203 agremiações.

A final (melhor de três pontos) foi realizada contra o Club Athletico Villa Nova Mazzei, que se sagrou campeão do torneio.

Fontes: A Gazeta, Diário Nacional, Correio Paulistano, Correio de São Paulo e livro “Os Esquecidos – Arquivos do Futebol Paulista”, de Rodolfo Kussarev.

 

Fonte: A Gazeta

© 2017 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha