Aqui no clube criamos um departamento de pesquisas históricas chamado DATATORO. O primeiro produto foi o Almanaque do Red Bull Brasil, lançado ano passado. Estamos agora finalizando um segundo livro que vai tratar dos campeonatos das divisões de baixo de 1918 a 1946.
Nestas pesquisas acabamos nos deparando com muitas coisas, mas esta me chamou a atenção pela sua, digamos assim, obviedade.

Em 1917 foi fundado o FootBall Club Flor do Ypiranga. O clube disputou os campeonatos de 2ª e 3ª Divisões da APEA de 1918 a 1922.
Em 1923, numa parceria com uma indústria do bairro o clube muda de nome e passa a se chamar Club Athlético Sílex. Até 1929, o Sílex disputa a 2ª e a 1ª Divisão da APEA além de ter “estagiado” na 1ª Divisão da LAF também em 1927.
Em 1931, nova mudança de nome e o clube passa a se chamar Clube Esportivo América (ou CSA), disputa a 1ª Divisão da APEA, vai mal e desaparece até 1941 quando disputas as divisões amadoras da FPF.

Vendo os escudos dos times fica óbvio, não é?

Fonte: DATATORO e arquivos K2 Editorial

Protegido: Guarani de Ibiúna/SP

 33. Rodolfo Kussarev, Escudos, São Paulo  Digite sua senha para ver os comentários.
abr 032015
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

Caros, esse é o novo escudo eque será utilizado em 2014 pelo clube da Alta Mogiana.
É engraçado pois o escudo original do Batatais era tão bonito (e singular) e quando resolveram mexer, criaram derivações estranhas. Os próprios responsáveis pelo clube devem estar insatisfeitos pois, nos últimos 5 anos, o escudo foi alterado 4 vezes.
Uma sugestão: que tal voltar para o bom e velho tradicional escudo?

out 302013
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


Protegido: Segundona paulista 2013

 33. Rodolfo Kussarev, Escudos, São Paulo  Digite sua senha para ver os comentários.
mar 252013
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


Protegido: Outra do Orion SC/CE

 33. Rodolfo Kussarev, Ceará, Escudos  Digite sua senha para ver os comentários.
dez 202012
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


Protegido: Novo escudo do Santos/AP

 33. Rodolfo Kussarev, Amapá, Escudos  Digite sua senha para ver os comentários.
nov 132012
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


nov 132012
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


out 242012
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


abr 122012
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


Protegido: Novos Paulistas

 33. Rodolfo Kussarev, Escudos, São Paulo  Digite sua senha para ver os comentários.
mar 232012
 
novos paulistas

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


Protegido: Escudos antigos para identificar

 33. Rodolfo Kussarev, Escudos  Digite sua senha para ver os comentários.
dez 162011
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


Protegido: Novidades no Paulistão

 33. Rodolfo Kussarev, Escudos, São Paulo  Digite sua senha para ver os comentários.
dez 062011
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


out 122011
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

Caros amigos do Blog. Estava navegando hoje pelo site http://clicknoscampeoes.weebly.com e encontrei essa foto como sendo do São Francisco Futebol Clube, campeão roraimense de 1974.

Me chamou a atenção o fato de que o escudo é claramente diferente do que rola na net. Além disso, a cor da camisa do time tem duas cores, ao contrário do tricolor que se comenta.
No centro do escudo, que tem formato de Inter de Limeira e não de Fluminense, parece ter as letras “S” e “F” entrelaçadas.

Coloco aqui para que possamos ver se chegamos ao real escudo e cores do clube.

 

Amigos do Blog, aqui vai uma curiosa história. Em 1996, estava fazendo a Revista Placar Especial dos 500 Maiores Clubes do Brasil e no dia do fechamento, faltava apenas um escudo, o do Grêmio Sampaio de Roraima, ou GAS, como eles chamam. Tarde, fechamento, liguei em para o presidente dizendo que dos 500 times só faltava o escudo dele, mas naquela época, sem email e com um pouco de fax, ele nada podia fazer e disse apenas: “deixe em branco”. Numa última e desesperada atitude, liguei pra Federação que disse que no estatuto não havia o desenho, mas sim uma descrição. Baseado nisso, ou seja, numa descrição do diretor técnico da FRF fizemos um esboço do escudo para a revista, que saiu conforme abaixo.

gas0

Depois disso, procuramos mais detalhes e falando com o presidente, soubemos que era diferente. Ele nos prometeu uma camisa, que nunca chegou e assim, passamos a utilizar o seguinte:

gas1

Em 2007, pude ver uma reportagem no YouTube feita pela Rede Amazonas que mostrava um jogo do GAS e o escudo era filmado em close, baseado nisso, fizemos o escudo que, até prova em contrário era, de fato, o correto.

gas2

Pois bem. Ontem fui ver a estréia do Red Bull Brasil na Copinha 2011, aliás um 8×0 contra o nosso querido Grêmio Sampaio e qual não foi a minha surpresa quando vi na camisa não o escudo oficial, mas sim aquele que “inventamos” em 1996, apenas com algumas mudanças de cor!!!!

Isso ilustra como o nosso futebol ainda é amador, mas mais que isso, mostra a força que a Placar tem, bem como passa, a partir de agora, a fazer parte dos anais das curiosas histórias do nosso rico e folclórico futebol.
Abaixo a foto da camisa tirada ontem em Campinas e o desenho do escudo.

2011-gas

GAS3

 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

Analisar futebol como negócio é um grande desafio. E talvez o das suas características mais diferenciadas seja o dinamismo.
O que é lei hoje, muda amanhã, uma divisão se forma, outra é extinta, o sistema das ligas muda, clubes nascem, clubes morrem e no meio disso tudo temos de tentar, continuamente, analisar o “risco” que é operar no “business do futebol”.
Acompanhamos no Estado de São Paulo como o futebol teve fases. A primeira, amadora e elitista, morreu com a chegada do profissionalismo, na década de 30. Os grandes clubes de então sucumbiram, e de Paulistano, Germânia e Inter, ficamos com Palmeiras, Corinthians, São Paulo, Santos.
O provável rebaixamento da Portuguesa Santista para a 4ª divisão é, para mim, o indício claro de que estamos assistindo o fim de mais uma fase. Se aquela que morreu no início do século passado chamamos de “Amadora” eu denominaria essa agora de “Romântica”.
Parece que o coro “Ódio eterno ao futebol moderno” cantado na Rua Javari, se torna a cada dia mais anacrônico. Queiramos ou não, essa nova mudança de fase é inexorável.
Não falo apenas de Pão de Açúcar e Red Bull, mas os descuidos administrativos praticados até agora não estão sendo mais perdoados, o futebol hoje em dia não aceita uma gestão fraca, que o diga o Palmeiras.
Dos 106 clubes profissionais de São Paulo hoje, nada menos que 30% tem menos de 10 anos de vida, ou foram reestruturados nesse período.
Enquanto isso, vemos que dos 11 fundadores da Federação Paulista de Futebol em 1941, 3 podem estar juntos na quarta divisão 2011, isso se conseguirem reunir força para mais uma temporada.
Por todo o país vemos clubes “tradicionais” agonizando. Mesmo pensando como torcedor no alto dos meus 42 anos, a realidade que vivi parece a cada dia mais fantasiosa, onde Portuguesas Santistas se juntam a XVs, Comerciais, Bonsucessos, Londrinas, Goiânias, Operários, Dom Boscos, Ypirangas, Galícias, Íbis, Américas.
Caros, não creio que se trata de tentar velar por esses apaixonantes mortos-vivos, o que precisamos é ver como fazer para que outros não tenham o mesmo destino.
Más gestões, crises, mudanças de lei, calendário, falta de profissionalismo, fizeram com que empresas buscassem fazer os seus Grêmios Barueris, mas não podemos culpá-las, porque fossem os clubes bem administrados e este dinheiro teria outro destino.
Assim, invés de abominar o novo, pensem no porque empresas como a Red Bull, por exemplo, preferiram montar seus próprios times invés de investir nos existentes; porque os fundos de investimento se voltam para vários e não para parcerias concretas e fieis ou porque as emissoras de TV só pensam nos grandes…
Essa não é a primeira e nem será a última fase a morrer na história do nosso futebol, mas temos, o quanto antes, que discutir o que queremos ver no futuro dessa nossa paixão.

Protegido: ESCUDOS, ESCUDOS NOVOS E SUAS MUDANÇAS.

 33. Rodolfo Kussarev, Escudos  Digite sua senha para ver os comentários.
mar 152010
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


Protegido: QUARTA DIVISÃO PAULISTA 2010

 33. Rodolfo Kussarev, Escudos, São Paulo  Digite sua senha para ver os comentários.
mar 042010
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

Caros amigos do Blog, após boa pesquisa e a ajuda do amigo Silvio Kohler de Blumenau, seguem os dados do Oeste Futebol Clube de Chapecó que disputou a terceira divisão catarinense em 2009.

Oeste Futebol Clube
Estádio: Índio Condá (Chapecó)
Presidente: Ivanir Soliman
Endereço: Rua Benedito Novo, n° 490, Bairro Cristo Rei – Chapecó-SC/ CEP:89810060
Telefone: (49) 3331-4434/9976-2892/ Fax: (49) 3328-7959
http://www.ofcoestefutebolclube.com.br/

 

Recebi do novo clube de Votuporanga o seu escudo oficial e gostaria de compartilhar com os membros do Blog. Ainda não temos 100% de confirmação de sua participação na B1 Paulista, mas segundo seus representantes o fato é dado como certo.

 

A Federação Paulista de Futebol, junto com a Secretaria de Esportes da Cidade de São Paulo, promoveu o 3º Campeonato Amador da Capital em 2009. Em vista do crescente interesse pelo futebol amador despertado pelo blog, segue abaixo os escudos dos quatro primeiros colocados, a saber:

Campeão – Esporte Clube Ouro Preto do Jardim Iporanga
Vice – Associação Esportiva Unidos do Jardim Nízia
3º Colocado – Grêmio Esportivo Independente da Vila Prudente
4º Colocado – Associação Atlética 8 de Maio de Guaianazes

O Campeonato deste ano contou com a participação de 128 clubes e unificou com a Taça Brahma, uma só competição. Em que pese ainda não ser o maior torneio amador da cidade, o Campeonato Amador da FPF/SMESP tende a se pertpetuar como a principal competição da categoria nos próximos anos.

[img:AMADOR.jpg,resized,alinhar_esq]

 

Caros amigos.
Estamos finalizando mais uma edição do Guia Oficial do Campeonato Paulista da Primeira Divisão (Séries A1, A2 e A3) 2010.
Durante sua confecção, recebemos algumas alterações de escudos que gostaria de compartilhar com os membros do grupo. Boa parte deles já foi reportada, mas não custa nada confirmar pois agora, é oficial.
São Eles: Rio Claro, Mirassol, Batatais e Penapolense. Eu fiquei particularmente feliz em ver que Batatais e Penapolense voltaram a utilizar seus escudos tradicionais. Falando especificamente do Fantasma da Mogiana, ainda bem, pois o escudo que o Batatais vinha utilizando era horroroso!!!

[img:new_rc.jpg,thumb,alinhar_esq]
[img:new_mirassol.jpg,thumb,alinhar_esq]
[img:new_batatais.jpg,thumb,alinhar_esq]
[img:new_penapolense.jpg,thumb,alinhar_esq]

Outro destaque do Guia são as bandeiras oficiais de todos os clubes da primeira divisão, que compartilho com os amigos do Blog.

[img:bandeiras1.jpg,resized,centralizado]

Em tempo, em janeiro mandarei alguns para o nosso mestre Edu Cacella sortear entre os membros do Blog.

 

O Tanabi Esporte Clube, tradicional equipe da alta-araraquarense mudou seu escudo. No Guia oficial da FPF porém, ainda aparecerá o antigo, uma vez que o clube não oficializou a alteração. Aliás, a alteração é bem sutil, ele “virou” de lado, ou seja, deu uma “batataizada” no seu logo. Digo isso porque o Batatais também “virou” a faixa de lado no ano passado. Assim, a partir de agora, o verdão tanabiense terá a faixa subindo, da esquerda para a direita.

[img:Distintivo_Novo.jpg,thumb,alinhar_esq]

Fonte: Tanabi Esporte Clube, Arquivo Campo de Ação

 

Dos 45 participantes da Segunda Divisão Paulista de 2009, que se inicia no próximo dia 19 de abril, apenas 1 pode ser considerado novo. O Clube Atlético Lençoense mudou. Na prática a equipe deixa de existir. A partir deste ano jogará na cidade de Bariri, que não contava com um time profissional desde 1979, quando o Bariri Esporte Clube disputou a então 5ª divisão do Estado pela última vez. Antes dele, tivemos o EC Municipal em 1977 e a SE Resegue, entre 1964 e 66. No amadorismo, o União de Bariri e o Baririense desfilaram pelos gramados paulistas até a década de 50.
O escudo do novo clube é inspirado no falecido Lençoense, mas trás as cores da nova cidade e uma Fênix, simbolizando o renascimento do clube. O uniforme é formado por camisas vermelhas com mangas pretas, calções azuis e meias pretas.

[img:CAL_Bariri_1_2.jpg,thumb,alinhar_esq]

Fonte: Arquivo Campo de Ação / FPF / CAL-Bariri

 

Algumas equipes da Segundona paulista estão com escudos alterados. Abaixo segue o novo do Guariba.

[img:ARTE_13_1_2_3.jpg,thumb,alinhar_esq]

Fonte: Campo de Ação/FPF

out 312007
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


© 2017 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha