8efea76525Na tarde desta sexta-feira (19) o Roma Esporte Apucarana lançou sua nova logomarca que será utilizada como distintivo da camisa oficial e em todas atividades sociais do clube.

O novo distintivo foi criado a partir do lançamento de um concurso promovido pelo departamento de marketing do Roma, que entre os dias 08 e 28/10 recebeu 102 distintivos enviados por 32 pessoas participantes, algumas destas pessoas participaram com até 10 desenhos diferentes.

O presidente do Roma, Sr. Sérgio Kowalski anunciou o ganhador do concurso, André Gustavo Burin, morador de Apucarana e torcedor do Roma, que ganhou uma camisa oficial, um kit de ingresso para assistir todos os jogos do Roma na 1ª divisão e também ganhará a 1º camisa oficial com a nova logo que será lançada no mês de dezembro.

Fonte http://www.futebolparanaense.net

 

fragata fc1Um novo e grande projeto em categorias de base está muito próximo de ser inaugurado em Pelotas. Idealizado por Tereza Rosa, mãe do ex-jogador da Seleção Brasileira Emerson Rosa, a escolinha de futebol Garotos de Ouro, está em processo de evolução e já passou a ser chamado de Fragata Futebol Clube.
 Agora com a liderança do próprio Emerson e com alguns parceiros no investimento, um grande Centro de Treinamentos está prestes a ser inaugurado com a finalidade de revelar atletas, além de possibilitar aos jovens uma alternativa de inserção social por meio do Esporte.
 Nos dias 30 e 31 deste mês, será realizado o primeiro peneirão organizado pela equipe, ainda sem ter inaugurado o novo espaço de treinamentos, o processo de avaliação dos atletas será realizado no Centro Esportivo do Fuca e será destinado á jovens nascidos nos anos de 1994 e 1995. Inscrições podem ser realizadas pelo site: www.fragatafc.com.br.
A nova equipe pelotense deverá disputar competições nacionais e internacionais, provavelmente, a partir do inicio do ano que vem, mas a preparação já ocorrerá a partir do mês que vem.

Fonte: http://www.futeboldaqui.com.br

 

Já tem até novo distintivo.

A diretoria do Guaratinguetá Futebol Ltda. já acertou a mudança do clube para a cidade de Americana em 2011. O anúncio foi feito nesta sexta-feira pela assessoria de imprensa da Prefeitura Municipal de Americana, que realizou todas as negociações para que a equipe se mudasse para a cidade. Os detalhes da mudança serão informados nesta segunda-feira, em evento oficial de apresentação da nova equipe, que já tem até distintivo pronto. As cores permaneceram as mesmas, já que o azul, o vermelho e o branco são também as cores da bandeira de Americana. O mascote, presente no distintivo, foi alterado de garça para águia.

Após o rompimento definitivo com a prefeitura de Guaratinguetá, os empresários receberam ofertas de diversas cidades para se instalarem, mas as conversas com Americana, que se arrastaram durante todo o ano, foram concluídas com sucesso. O Americana Futebol Ltda. mandará suas partidas da série A-1 do Campeonato Paulista e também do Campeonato Brasileiro no estádio Décio Vitta, de propriedade do Rio Branco Esporte Clube, mas que em 2010 foi municipalizado e teve sua administração transferida à prefeitura.

O Rio Branco, que em setembro completou 97 anos de fundação, foi rebaixado para a Série A-2 do Paulista no início do ano, está afundado em dívidas e depende da concretização de uma parceria para não fechar seu departamento de futebol.

A Federação Paulista de Futebol ainda não confirmou a transferência, mas recentemente o presidente Marco Polo del Nero declarou-se contrário às mudanças de cidade. Na ocasião, ele afirmou estudar até mesmo um aumento na taxa de transferência de R$ 800 mil para barrar novos casos como o do Grêmio Barueri, que mudou-se para Presidente Prudente no início de 2010.

Que tenha o mesmo sucesso do Grêmio Prudente……
 

Mais um  clube na história do futebol de  Maringá, disputando a terceira divisão paranaense.

imagem

Foto da camisa:  http://laurobarbosa.com/wp-content/uploads/2010/06/Camisa-do-Gr%C3%AAmio-Metropolitano-Maring%C3%A1.jpg

Se alguém puder redesenhar

 

Quem é Merica? O original jogou no Sport, Flamengo e América, volante clássico, destruidor de jogadas e nome folclórico. Ainda está vivo.

O genérico era José de Paula Ribeiro. Este morreu de infarto. Há quase 20 anos no Fluminense, sem ser do Fluminense. Ganhou o apelido por ser vítima desta generalização barata, que apelidou milhares de negros de “Pelé”.

Porém, José de Paula virou Merica.

Vi Merica pela última vez nesta sexta-feira passada. Trajava uma camisa tricolor, ganha de algum jogador. Era esse seu salário. A boa vontade dos jogadores. Quando mais novo, ia com alguns para o Maracanã, ficando responsável por estacionar o carro. Envelheceu e passou a viver as manhãs e tardes lavando e cuidando dos carros dos jogadores que, nas Laranjeiras, por falta de CT, acabam ficando atrás de um dos gols, vítimas de bolas perdidas. Sem problema, Merica estava lá para lavar os estragos nos carrões.

Nesta última vez, Merica conversava com Deco ao final do treino. Perguntava ao jogador se já era para ligar o ar condicionado do carro. Deco agradeceu e disse ainda não, pois iria dar uma entrevista para o Esporte Espetacular. Com pouquíssimo tempo de clube, Deco já se tornara um cliente de Merica.

A imagem, aliás, era forte. Uma imagem muito mais brasileira do que tricolor. O velho Merica, mão esticada, braço enrugado, pegando a chave da mão de Deco, craque bem sucedido, que não era rico mas, através do futebol, atingiu salários invejáveis. Merica não era bom de bola, então não cresceu na vida. É vítima de uma das mais terríveis leis brasileiras. Pobre virar milionário só através do futebol ou da vilania. Parece que crescemos em quantidade, mas não em qualidade.

O elenco do Fluminense treinou um pouco triste neste sábado de manhã. Inconscientemente, o luto também é de todos os jogadores de todos os grandes clubes do Brasil. Cada um deles tem o seu Merica. Alguém humilde, subserviente, faz-tudo e sempre presente na rotina dos treinos.

E não adianta procurar no Google. Não existem fotos deste Merica. Talvez ao fundo, numa grande tomada de um treino, assim, bem ao fundo, sempre coadjuvante.

O que fica de Merica é uma história. Singela e divertida história. Certa vez, no século passado, o Fluminense jogava nas Laranjeiras quando a Polícia resolveu fazer uma limpa ao redor do campo, cheio de bicões. Um por um foi retirando os penetras. Mas respeitou a patente do vice-presidente de Finanças e do vice-presidente Social. Ao chegar em Merica, o soldado foi firme perguntando:

– E você, quem é?

– Sou vice-presidente de Estacionamento.

– Tudo bem, pode ficar.

E foi assim a vida toda. Merica foi ficando, ficando, ficando…

O Fluminense está tentando obter autorização da Suderj para prestar uma homenagem a Merica no Maracanã. Um minuto de silêncio. Talvez fosse o minuto de silêncio mais popular na história do estádio. Todos os Mericas agradecem.

Fonte : http://globoesporte.globo.com/platb/garamblog/2010/08/21/merica-morreu

 
Entidades de prática desportiva participantes da 3ª Divisão Profissional, Temporada 2010:
Grupo A

Grêmio Maringá S/S Ltda
Clube Andraus Brasil
Grêmio Recreativo Esportivo Campo Largo
Iguaçu Agex Futebol Clube Ltda
Clube Atlético Cambé
Grupo B

Colorado Atlético Clube
AF Tigrão de Umuarama
Grêmio Metropolitano Alvorada Maringá
PSTC – Centro de Treinamento de Futebol do Paraná
Junior Team Futebol S/S Ltda
Sociedade Esportiva Matsubara

Tabela

http://www.federacaopr.com.br/pub/PUBLICACOES%202010/3Divisao/Tabela1Fase3Divisao%281%29.pdf

Algumas das Novidades

Clube Andraus Brasil

Clube Andraus Brasil

GRECAL

GRECAL

Junior Team

Junior Team

PSTC

PSTC

 

A população da cidade de Bandeirantes-PR pode voltar a acompanhar de perto o futebol Paranaense na cidade. O União Bandeirante vai voltar a atuar profissionalmente no estado.

A informação foi confirmada por Nelson Santos, ex vice Presidente do Clube.

Em entrevista concedida a Rádio Yara FM em Brandeirantes-PR, Nelson Santos confirmou o retorno do Caçula Milionário, apelido do União, ao Campeonato Paranaense.

O clube extinto em 2006, reabre suas portas para tentar voltar à elite do cenário futebolístico do Estado do Paraná e até mesmo do Brasil.

O retorno do União, se deve ao esforço do atual Prefeito de Bandeirantes-PR, Celso Silva e sua família que administra o Açucar Cedro, a Zania Alimentos e o Bandeirante Esporte Clube, equipe de categorias de base na cidade.

Como em 2006, o clube pediu licença de suas atividades, agora em seu retorno o União, terá que disputar a 3ª divisão do Campeonato Paranaense para tentar voltar a elite.

Os jogos do União deverão ser realizados no Estádio Comendador Luis Meneghel, a Vila Maria, que deve passar por algumas reformas para receber os jogos.

A 3ª divisão do Campeonato Paranaense começa em Julho e vai até Dezembro, A Reunião Arbitral do certame está marcada para o dia 18 de junho, as 15h30, na sede da FPF.

fonte: http://www.futebolparanaense.net

 

O PRK_Hekari_UnitedHekari United, de Papua-Nova Guiné, fez história neste domingo ao conquistar o título da O-League da OFC – o torneio continental da Oceania. Apesar da derrota por 2 a 1 para o Waitakere United, em Auckland, a equipe se beneficiou da vitória por 3 a 0 na primeira partida para assegurar um título inédito.

Com isso, a equipe de Port Moresby se torna a primeira de outro país que não a Austrália ou a Nova Zelândia a conquistar o torneio e terá a honra de representar o continente na Copa do Mundo de Clubes da FIFA Emirados Árabes 2010.

A vantagem de 3 a 0 que o Hekari United carregava do primeiro jogo logo se viu abalada aos três minutos de jogo, quando o Waitakere abriu o placar num gol de cabeça de Neil Emblen.

Mas, logo depois de o Waitakere perder uma grande chance com Martin Bullock, o Hekari tratou de retomar o controle aos 35, quando Alick Maemae, das Ilhas Salomão, foi derrubado pelo goleiro Danny Robinson. Kema Jack bateu o pênalti que empatou a partida e praticamente decretou a classificação da equipe de Papua-Nova Guiné.

O Waitakere, então, partiu para cima e, assim como criou muitas chances, deixou espaço para contra-ataques do Hekari. A seis minutos do apito final, Brent Fisher converteu um pênalti que garantiu aos neozelandeses uma honrosa vitória, embora quem tivesse motivos para comemorar ao fim da partida era o Hekari United.

 

Novorizontino já trabalha com as categorias de base. O futebol profissional somente em 2011

untitledO Grêmio Novorizontino já está trabalhando com as categorias de base após mudar de nome (o Grêmio Esportivo Novorizontino foi extinto e para escapar das dívidas do antigo clube, a atual diretoria fundou, no dia 1º de março de 2010, o Grêmio Novorizontino). A equipe da cidade de Novo Horizonte disputará o Campeonato Paulista sub 15 e sub 17. O time profissional será ativado em 2011, quando vai iniciar na Quarta Divisão.

O antigo Novorizontino foi vice-campeão paulista em 1990, quando era comandado por Nelsinho Batista, e perdeu a final para o Bragantino, de Vanderlei Luxemburgo. A equipe revelou o zagueiro Márcio Santos e o atacante Paulo Sérgio, que foram campeões com a camisa da seleção brasileira na Copa do Mundo de 94, nos Estados Unidos.

O atual Grêmio Novorizontino também mandará os seus jogos no tradicional estádio Jorge Ismael de Biasi, que está sendo reformado. E dois jogadores que defederam o clube na década de 90 estão à frente do projeto de trabalho planejado a partir de 2010.

O primeiro deles é Luís Carlos Goiano, ex-volante, que, entre outros clubes, brilhou com as camisas do São Paulo e Grêmio. Ele iniciou na carreira de treinador no extinto Grêmio Barueri e recentemente trabalhou no Mirassol.

O segundo encarregado de comandar o clube ainda não é ex-jogador. Trata-se do atacante Alessandro Cambalhota, que defendeu inúmeros clubes, como o Santos, e atualmente faz parte do elenco do Linense, que disputa a fase decisiva da Segunda Divisão do Paulista (Série A-2).

O clube já pagou os R$ 500 mil de taxa de filiação para a Federação Paulista de Futebol. E está injetando dinheiro na reforma do estádio e no trabalho com a base.

Fonte: http://colunas.globoesporte.com/futebolcaipira/

 

O time foi fundado em 03 de setembro de 2008 pelo presidente e treinador Adriano Alves com o objetivo de representar o município de Joaquim Nabuco e proporcionar aos jovens oportunidades de seguirem na carreira esportiva.
NFC

© 2019 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha