O campeonato Brasileiro – Serie D – 2017 já tem praticamente definido os seus classificados. A A partir de 2017, as vagas para 2018 e anos seguintes, sairão  exclusivamente do Estadual.  Hoje a Serie D do Brasileiro para o ano que, tem definidos 62 dos 68 clubes que iniciam a competição.Em 2016 a CBF exigiu esta regulação evitando assim situações de clubes indefinidos na véspera da competição.

– América/PE (via estadual 2016)

– América/RN (rebaixado série c 2016)
– Aparecidense/GO (via estadual 2016)
– Altos/PI (via estadual 2016)
– Anápolis/GO (via estadual 2016)
– Araguaia de Barra do Garças/MT (via estadual 2016)
– Atlético Acreano/AC (via estadual 2016)
– Bangu/RJ (via estadual 2016)
– Baré/RR (via estadual 2016)
– Boavista/RJ (via estadual 2016)
– Brusque/SC (via estadual 2016)
– Caldense/MG (via estadual 2016)
– Campinense/PB (via estadual 2016)
– Ceilândia/DF (via estadual 2016)
– Central/PE (via estadual 2016)
– Comercial/MS (via estadual 2016)
– Cordino/MA (via estadual 2016)
– Coruripe/AL (via estadual 2016)
– Desportiva Ferroviária/ES (via estadual 2016)
– Galícia/BA (via estadual 2016)
– Genus/RO (via estadual 2016)
– Globo/RN (via estadual 2016)
– Guarani de Juazeiro/CE (via estadual 2016)
– Guaratinguetá/SP (rebaixado série c 2016)
– Gurupi/TO (via estadual 2016)
– Internacional/SC (via estadual 2016)
– Itabaiana/SE (via estadual 2016)
– Itumbiara/GO (via estadual 2016)
– JMalucelli/PR (via estadual 2016)
– Juazeirense/BA (via estadual 2016)
– Luziânia/GO (via estadual 2016)
– Maranhão/MA (via estadual 2016)
– Metropolitano/SC (via estadual 2016)
– Murici/AL (via estadual 2016)
– Novo Hamburgo/RS (via estadual 2016)
– Operário Ferroviário/PR (via copa 2016)
– Osasco Audax/SP (via estadual 2016)
– Parnahyba/PI (via estadual 2016)
– Portuguesa/SP (rebaixado série c 2016)
– Potiguar/RN (via estadual 2016)
– PSTC/PR (via estadual 2016)
– Red Bull/SP (via estadual 2016)
– Rio Branco/AC (via estadual 2016)
– River/PI (rebaixado série c 2016)
– Rondoniense/RO (via estadual 2016)
– Santos/AP (via estadual 2016)
– São Bernardo/SP (via estadual 2016)
– São Francisco/PA (via estadual 2016)
– São José/RS (via estadual 2016)
– São Paulo/RS (via estadual 2016)
– São Raimundo/PA (via estadual 2016)
– São Raimundo/RR (via estadual 2016)
– Sergipe/SE (via estadual 2016)
– Serra Talhada/PE (via estadual 2016)
– Sete de Dourados/MS (via estadual 2016)
– Sinop/MT (via estadual 2016)
– Sousa/PB (via estadual 2016)
– Tocantins de Miracema/TO (via estadual 2016)
– Trem/AP (via estadual 2016)
– Uniclinic/CE (via estadual 2016)
– URT/MG (via estadual 2016)
– Villa Nova/MG (via estadual 2016)

fonte: TN online

 

A FNF – Federação Norte-Riograndense de Futebol apresentou o campeonato potiguar de 2017  e na ocasião divulgou a sua novo logo. A apresentação da nova marca foi durante o evento que lançou o plano comercial do Campeonato Potiguar de 2017.  Além do Plano Comercial, a FNF apresentou a novas marca e bandeira da instituição, bem como fez a entrega de dez toneladas de alimentos não perecíveis, que foram arrecadados no treino da Seleção Brasileira para o confronto contra a Bolívia, válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo para varias instituições.

O Campeonato Potiguar 2017 terá início no dia 15 de janeiro, com a participação de oito clubes: ABC, América, Globo F.C., Alecrim, Baraúnas, Santa Cruz, Potiguar de Mossoró e ASSU que terá dois turnos da competição e uma final.

 

Uma das decisões mais dramáticas e violentas  dos Campeonatos Estaduais do RN foi a final tumultuado de 1977, disputado no estádio Castelão. Em 18 de setembro, com arbitragem Fifa,do paulista José Favile Neto. A  partida transcorria quente mas ainda sem expulsão alguma,porém se encaminhando para o final do 2º tempo, uma jogada comum bem em frente ao antigo“Frasqueirão”, nome dado ao local onde ficava a torcida do ABC,  o meia americano Zeca e o abecedista Ânderson, se estranharam e  de repente o atacante alvinegro saiu correndo desesperadamente atrás de Zeca. Nesse momento, outros jogadores se estranharam com quase todos os 22 jogadores (e alguns reservas) trocando socos e pontapés, explodindo enfim o clima pesado que reinava no jogo.

O lance mais perigoso foi quando o zagueiro Pedro Pradera, do ABC, “voou” com os dois pés para atingir a seu ex-companheiro Alberi (àquele ano jogando pelo o América), sem alcançar. Depois de cerca de cinco minutos de “espetáculo” dantesco o árbitro José Faville considerou encerrada a partida com o placar mudo e com a expulsão de todos os jogadores.

Na noite de domingo o triste espetáculo foi parar no Fantastico e por vários dias, a TV mostrou cenas de uma briga campal inacreditável.

O caso foi o para o TJD, o órgão manteve o placar, e com isso o título de 1977 ficou com o  América que jogava por um empate.

O time campeão e expuso naquele domingo foi com Cícero, Ivan Silva, Joel Santana, Argeu e Olímpio, Zeca, Alberi e Garcia, Ronaldinho, Aloísio e  Soares. Técnico, Laerte Dória.

 
data jogo local
02/01 Sel. Barcelona 1×1 Alecrim Barcelona – RN
06/01 America 7×0 SINDFERN CT America
09/01 Treze 2×1 America Campina Grande PB
09/01 Atletico G. Avelino/RN  0×2 Globo Georgino Avelino/RN
09/01 Sel Grossos 0X4 Baraúnas/RN Grossos RN
09/01 Campinense 4×0 Baraunas Campina Grande PB
14/01 Treze 3×0 Potiguar Campina Grande PB
14/01 Alecrim 3×1 Atletico Potengi São Gonçalo do Amarante.
14/01 Sel.Upanema 1×6 ASSU Upanema RN
17/04 Atl. Cajazeiras 1×0 ASSU Cajazeiras PB
17/01 Sel. Barauna 0×1 Baraunas Barauna-RN
17/01 ABC 1×0 SINDFERN Frasqueirão
17/01 Campinense 0×0 America Amigão/ campina Grande PB
19/01 ABC 1×1 Botafogo-PB Frasqueirão
25/5 Potiguar 1×0 Sel. Upanema Mossoro
25/5 Globo 3×0 Sel. UFRN Barretao/ Ceara Mirim
29/5 Globo 1×1 Atletico Potengi Barretao/ Ceara Mirim
 

 

Competição

Campeão

Vice-campeão

Estadual 1º divisão

ABC

America

Estadual 2º divisão

Santa Cruz -Natal

Atletico Potengi

Copa Cidade do Natal

America

Globo

Copa RN

ABC

Alecrim

Copa da Mulher Fut. Feminino

São José

Brejinho

Estadual Sub-19

ABC

Alecrim

Estadual Sub -17

ABC

America

Estadual Sub-15

Alecrim

ABC

Estadual sub-12

ABC

Nova Esperança

Copa Natal sub 17

Cidade Nova

Parque floresta

f://futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/

 

HISTÓRIA - O uruguaio Emiliano Acosta criou a figura do treinador/jogador. Na foto, o elenco principal dos rubros natalenses

 

Foi a audácia do ex-presidente americano Ruy Moreira Paiva, no final dos anos 30 que motivou o clube rubro ir buscar no Recife o primeiro jogador/treinador uruguaio, Emiliano Acosta, para atuar no América/RN. A esse tempo, Acosta estava pensando em abandonar a carreira como jogador, para ser treinador, até como um forma de ganhar mais algum dinheiro. A esse tempo, o futebol no Nordeste era quase todo amadorista, poucos jogadores tinham salários. No caso de Acosta, que era uma das exceções, justificava-se o salário um pouco diferenciado pelo fato de ter vindo do futebol do Uruguai e ter sido reserva da seleção “Celeste” no Mundial de 30, em Montevideu.

Quando chegou para jogar e treinar o clube americano, na metade do mês de junho de 1939, o Brasil atravessava momentos de certa tensão devido  o conflito mundial envolvendo as chamadas nações do Eixo (Alemanha, Itália e Japão). Barcos brasileiros já haviam visto sinais de submarinos alemães na costa do Nordeste, e isso fazia tremer a população litorânea. Mas, assim mesmo o brasileiro continuou vivendo o seu dia a dia, e o futebol também.

A má campanha do quadro rubro na temporada de 1937, quando ficou atrás do ABC, Santa Cruz e Paysandu (uma espécie de filial do ABC) animou  Ruy Moreira Paiva a viajar, retornando tendo Acosta a “tiracolo”. A apresentação do “gringo” foi uma sensação no estádio Juvenal Lamartine, com presença de quase 500 torcedores, segundo noticiário dos jornais da época. Acosta tinha, na época, 30 anos, havia passado pelo Náutico Capibaribe, porém como seu sonho era se iniciar na atividade de treinador, aceitou atuar como dublê, ou seja, jogar e treinar. Acosta nasceu na cidade de Taquarembó, próxima à fronteira com o Brasil. Seu primeiro clube foi o Fiat Lux, disputando a 2a. divisão uruguaia. Agradando a alguns dirigentes, transferiu-se para o Peñarol, e daí defendeu até a seleção celeste.

Ao vir tentar a sorte no Brasil, assinou com o 14 de Julho em 1933, Grêmio Porto-Alegrense no ano seguinte. Ainda retornaria à Montevideu para defender o Wanders, mas durou pouco, voltando ao Brasil para defender o São Paulo. Seu orgulho foi formar dupla de área com o lendário Friedenreich, uma espécie de Ronaldinho da época. Dizem até que fez mais gols do que Pelé.

Ao ser chamado para jogar na Bahia, assinou com o Vitória de Salvador, depois América do Recife,  Santa Cruz e Sport, até ser convidado para atuar em Natal, pelo presidente rubro.

Ter um estrangeiro no time foi o grande orgulho dos americanos natalenses. Dia de treino, muitos torcedores – principalmente garotos, iam ver o craque uruguaio treinar. Acosta, contudo não conseguiu interromper o decacampeonato do ABC, já que o Alvinegro sagrou-se hepta e octa campeão metropolitano em 1938/39, mesmo o América com um bom time. Uma das formações com Acosta foi esta: Rossini, Leônidas e Geléia, Ferreira, Ebenezer e Acosta, Portela, Acioly, Stephenson, Demóstenes e Raimundo Canuto. Emiliano Acosta  deixou Natal no começo de 1940, chateado porque não ter conseguido  quebrar a sequência de títulos do rival ABC.

O futebol da capital ainda teria mais dois treinadores uruguaios: Luiz Comitante e Danilo Menezes, sendo que DM inicialmente atuou como camisa 10, e foi dos mais famosos do clube. Seu único titulo no ABC como treinador foi em 1995.

fonte: everaldo costa -tribuna do norte

 

Os campeões da Segunda Divisão RN

1968: Racing

1969: Força e luz

1970: Monte Castelo

1980: Ferroviario

1981: Potiguar-Mossoró

1998: CAP

2001: Potiguar-Parnamirim

2004: Santa Cruz – Santa Cruz

2005: Macau

2006: Guamaré

2007: Potyguar – Currais Novos

2008: Independente

2009: Centenário-PF

2010: ABC-time B

2011: Caicó

2012: Potyguar – Currais Novos

2013: Globo

2014: Força e Luz

2015: ASSU

2016: Santa Cruz (Natal)

títulos:

02 títulos: Potyguar – CN e Força e Luz

01 título:Ferroviario, Monte Castelo, Racing, Potiguar-M, CAP,  Potiguar-P,  Santa Cruz(SC), santa Cruz(N), Macau, Guamaré, Caicó, Independente, Centenário-PF, ABC-B, Globo  e ASSU

 

 

 

 

A ultima roada do campeonato potiguar da segunda divisão protagonizou um público minimo em um jogo de futebol. O Santa Cruz, já campeão por antecedência, venceu o Visão celeste por 2×0 para um público de 1 pagante e renda de R$ 5,00. Estiveram ainda outros 15 não pagantes, conforme borderô a seguir.

Se o público é assustador, como seria se o time mandante não estivesse comemorando o titulo de campeão estadual da segunda divisão?

 

 

 

 

Rodada

Data Local      

1

10.09.2016 Barrettão Atletico Potengi

1

x

1

Visão Celeste

1

10.09.2016 Nazarenão Atletico Potiguar

0

x

2

Santa Cruz F.C.

2

17.09.2016 Barrettão Força e Luz

2

x

4

Atletico Potengi

2

18.09.2016 Nazarenão Visão Celeste

0

x

3

Atletico Potiguar

3

21.09.2016 Barrettão Atletico Potengi

3

x

0

Atletico Potiguar

3

21.09.2016 Frasqueirão Santa Cruz F.C.

0

x

2

Força e Luz

4

24.09.2016 Frasqueirão Santa Cruz F.C.

2

x

0

Atletico Potengi

4

25.09.2016 Nazarenão Visão Celeste

0

x

2

Força e Luz

5

05.10.2016 Nazarenão Visão Celeste

0

x

2

Santa Cruz F.C.

5

05.10.2016 Barrettão Força e Luz

0

x

3

Atletico Potiguar

Rodada

Data Local      

6

08.10.2016 Nazarenão Visão Celeste

1

x

3

Atletico Potengi

6

09.10.2016 Frasqueirão Santa Cruz F.C.

2

x

1

Atletico Potiguar

7

12.10.2016 Barrettão Atletico Potengi

1

x

0

Força e Luz

7

12.10.2016 Nazarenão Atletico Potiguar

3

x

1

Visão Celeste

8

15.10.2016 Nazarenão Atletico Potiguar

1

x

0

Atletico Potengi

8

16.10.2016 Barrettão Força e Luz

0

x

3

Santa Cruz F.C.

9

19.10.2016 Barrettão Atletico Potengi

1

x

2

Santa Cruz F.C.

9

20.10.2016 Barrettão Força e Luz

4

x

3

Visão Celeste

10

22.10.2016 Frasqueirão Santa Cruz F.C.

2

x

0

Visão Celeste

10

23.10.2016 Nazarenão Atletico Potiguar

2

x

1

Força e Luz

 

CLASSIFICAÇÃO P J V E D GP GC SG
Santa Cruz F.C. 21 8 7 0 1 15 4 11
Atletico Potiguar 15 8 5 0 3 13 9 4
Atletico Potengi 13 8 4 1 3 13 9 4
Força e Luz 9 8 3 0 5 11 16 -5
Visão Celeste 1 8 0 1 7 6 20 -14

 

Santa Cruz de Natal Campeão Potiguar 2016

 

 O Campeonato Potiguar de Futebol 2ª Divisão 2016 foi definido em reunião na sede da Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF). A competição terá a participação de 6 equipes e será por  pontos corridos observando-se o sistema de rodízio simples, (todos contra todos) com jogos de ida e volta, sagrando-se campeã a equipe que conquistar o maior número de pontos e garantindo a única vaga para a 1ª divisão em 2017. A confirmação da inscrição será realizada até o dia 10/08/2016. Conforme aprovação da maioria dos filiados presentes ficou definido a participação de atletas sub – 23, sendo permitido a utilização de no máximo 5 (cinco) atletas com idade superior aos 23 anos de idade.

CLUBES PARTICIPANTES:

CLUBE ATLÉTICO POTIGUAR

CENTRO ESPORTIVO  FORÇA E LUZ

GUAMARÉ ESPORTE CLUBE

MOSSORÓ ESPORTE CLUBE

CLUBE ATLÉTICO POTENGI

SANTA CRUZ FUTEBOL CLUBE

 

f: http://futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/
 

Vamos da as boas vindas a um novo membro no blog. É o pesquisador e colecionador Jorge Eduardo.

Jorge Eduardo Maia Barroso, é paraense, funcionário público e pai de 3 filhas. Coleciona tudo do Vasco da Gama-RJ desde 1998. Antes era focado só em camisas do clube, depois  expandiu a coleção e as antiguidades originais fazem parte também do Acervo Vascaíno.

Mora na cidade de Colinas no Maranhão e não conhece ainda o RJ, terra da sua grande paixão. É palestrante e faz exposições a respeito do futebol e o anti racismo usando as histórias do futebol mundial e do Vasco da Gama. Também tem algum material sobre o  futebol paraense e maranhense. Mantem um site aonde expõe parte da coleção.

Contatos de Jorge:

Email: vascolecionismo.ma@gmail.com
ou
jorge@acervovascolecionismo.com.br

Site: http://www.acervovascolecionismo.com.br

Fone e WhatsApp: 99 981862511

Bem vindo Jorge!

 

Os jogos da Loteca 699 do final de semana 30/4 e 1/5 é histórica. Dos 14 jogos programados apenas dois deles,  o jogo 9 Estanciano x Confiança e o jogo 11 Palmas x Tocantinópolis  não é decisão de campeonato. Todos os demais 12 jogos são decisões, sendo que o jogo 5 Campinense x Santa Cruz é a decisão regional do Campeonato do Nordeste e os demais refere-se a decisão de campeonato estadual e todos sendo o primeiro jogo da final.
 http://futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/
 

O Flamengo do Gancho foi fundado no dia 10/05/1980 pelo ex-ponta direta da seleção de futebol de Quixeramobim-Ce, Francisco Liduíno dos Santos (Lidio), com o nome de Cruzeiro,  nome esse que não deu sorte ao time, sem conquistas e desacreditado pelos seus torcedores. Foi então que o presidente a pedido de sua esposa que é torcedora do Flamengo do Rio, resolvou mudar o nome de sua equipe pra Flamengo do Gancho,e o nome logo cai nas graças da torcida ate os dias atuais.

fundador clube: Francisco Liduino Dos Santo (Lidio)

Ao longo de sua historia , ocorreu em 30/12/2012 a sua pior derrota, o falecimento de seu fundador e presidente em um jogo que acompanhava , o mesmo passou mau dentro d´agua e morreu afogado, hoje a equipe é comandado por seus filhos, Francisco Israel dos Santos e Carlos Cesar dos Santos.

 

 

Principais títulos: Campeão da Copa Pirabibu 2014/15

: Vice-Campeão da Copa Cristal 2015

: Vice-Campeão da Copa do Trabalhador 2015

:Campeão do Campeonato do Serrano 1989

: Campeão do Campeonato Da Maravilha 1996

: Campeão do Campeonato do logradouro 1997

TITULOS DA BASE

: Campeão da Copa Cristal (Aspirante) 2015

: Vice-Campeão Municipal (Sub 17) 2005.

Fla 1982: com os dois garotos do lado direito que hoje são o presidente e vice presidente do clube

Tendo como seu maior rival o Fluminense Futebol Clube de Quixeramobim-Ce, o Flamengo do Gancho é dono do maior bandeirão do sertão central Cearense de times amadores, conta também com uma das maiores torcidas de Quixeramobim, e foi protagonista de umadas maiores goleadas registrado n

o município de Quixeramobim ao bater a equipe do Boa Fé FC por (14×0) no campeonato municipal 2015/16. A  sede da equipe fica localizada na rua Sebastião Ferreira Bairro Gancho na periferia de cidade cearense de Quixeramobim.

O time manda os jogos no  Campo Caindão em homenagem ao Sr. José Candido responsável pelo terreno do campo. Seus principais jogos são disputados no estádio Municipal de Quixeramobim-Ce 

fonte:
Material enviado por Raimundo Nonato dos Santos
Vice Presidente do Flamengo do Gancho
 

                                                                                                    escudo oficial do clube

O Alecrim FC vive um drama às vésperas da estreia no Campeonato Estadual potiguar ao se envolver em uma negociação furada. Primeiro, a diretoria do time anunciou uma parceria com um grupo de investidores do Rio de Janeiro que resultou na mudança do técnico e da comissão. Com os empresários vieram 15 atletas, 12 de vários estados do Brasil e três da Colômbia. Menos de duas semanas após a parceria ser divulgada, o acordo, que teria vigência de dois anos, foi desfeito.

Manoel Timóteo Sobral Júnior, um dos representantes legais da empresa que fechou contrato com o verdão, estava hospedado com nove atletas em uma pousada de São Gonçalo do Amarante fugiu do local deixando uma dívida de mais de R$ 5 mil, com alimentação e hospedagem, e os jogadores trazidos por ele, que foram abandonados à própria sorte.

Sem saída e solidário aos atletas, o dono da pousada manteve a hospedagem e alimentação dos jogadores. Parte deles já tomou o rumo de casa no Ceará, outro espera pela familia levar de voltapara o Rio Grande do Sul. Outros sequer têm dinheiro para comer e comprar a passagem de volta. É o caso dos colombianos Guillermo Bejarano Torres, 19 anos, e Andres Ramirez, 20 anos.

escudo divulgado sem autorização e aprovação do clubeescudo falso: investidores divulgaram escudo sem autorização do clube

Aos investidores caberia o pagamento da folha total do clube, além de despesas com inscrições, mensalidades, arbitragens, transporte, além de outros custos. Mas, afinal, porque a parceria não deu certo? Há informações de que investidor teria feito várias exigências extras ao contrato, se negado a assinar o contrato com o Alecrim e queria dar as cartas no clube, ousando ate em alterar o escudo do clube, sem comunicação e autorização do conselho deliberativo. O resultado disso é que a parceria azedou antes mesmo de começar.

O clube que manteve alguns jogadores antes da parceria, teve que contratar as pressas para poder jogar no campeonato que inicia no dia 24 de janeiro.

 

 

Amistoso das equipes do RN participantes dos campeonatos estadual no ano de 2015:

data jogo local
4/1 Globo 0×0 Botafogo/PB Barretão – C Mirim
4/1 Força Luz 1×0 Guarani Gravata(Ceará mirim RN) Barretão – C Mirim
7/1 Treze-PB 1×0 Força e Luz-RN C Grande/PB
8/1 Horizonte 3×0 Baraunas Horizonte
10/1 Força e Luz 0×0 CSP-PB(time b) Barretão – C Mirim
10/1 Globo 1×0 CSP-PB Barretão – C Mirim
10/1 Alecrim 0×1 Atletico Potengi Ninho do Periquito- S. Gonçalo
10/1 Sel. S.Miguel Gostoso 0 x2 Palmeira S.Miguel Gostoso
11/1 Campinense 4×1 Baraunas C Grande/PB
11/1 Botafogo-PB 1x0  Potiguar J Pessoa/PB
11/1 Santa Cruz 0×0 Cruzeiro Macaica Santa Cruz
14/1 Campinense 3×0 Palmeira C Grande/PB
14/1 Treze 1×1 Globo C Grande/PB
14/1 America 4×2 SAFERN Ten. Luiz Gonzaga- Parnamirim
17/1 Parma 2×3 Alecrim São Miguel do Gostoso
17/1 Botafogo/PB  1x0  America Almeidão- J Pessoa/PB
17/1 Globo 2×0 Treze Barretão – C Mirim
17/1 Sel. Areia Branca 0×3 Potiguar Areia Branca RN
18/1 Palmeira 0×2 sel. Carnaubais Georgino Avelino RN
18/1 Santa Cruz 0×1 Atletico Potengi Santa cruz RN
21/1 Palmeira x Sel. Mataraca/PB Goianinha RN
21/1 Corintians 0×3 Santos de Caicó Caicó
21/1 Sel. Extremoz 0×2 Alecrim Extremoz RN
21/1 America 4×0 Atletico Potengi Ten. Luiz Gonzaga – Parnamirim
21/1 Horizonte 0×0 Potiguar Horizonte/CE
23/1 America 1×0 CSP/PB Arena das Dunas – Natal
24/1 ABC  0×1 Atletico potengi Frasqueirão
24/1 Botafogo 6×0 Alecrim Almeidão- J Pessoa/PB
24/1 Sel. Macau 0×2 Baraunas Macau RN
29/1 ABC 4×0 CSP/PB Frasqueirão
19/3 Sel. Baraúna 0×8 Potiguar-M Baraúna RN
20/6 Globo 0×2 America Barretão – C Mirim
29/6 Globo 0×1 ABC Barretão – C Mirim
30/6 Assu 3×0 Macau Assu RN
22/07 ABC 0×1 Corinthians-SP Frasqueirão
19/12 Sel. Areia Branca 1×1 Potiguar-M Areia Branca RN
28/12 Sel. Grossos 1×1 Potiguar-M Grossos RN
 

Nome: Liberdade Esporte Clube

Cidade:  São Gonçalo do Amarante, a 14 Km de Natal.

Endereço: Bairro do Rego Moleiro

Fundação: 26 de junho de 1985

Histórico: disputa campeonato amador municipal na categoria infantil e adulto.

Situação: Amador.

 

f: escudosnordeste.blogspot.com.br/

 

O ano de 2016 chega com a confirmação da primeira punição de um clube pela Lei da Responsabilidade Fiscal, o Profut, que já está em pleno vigor. Na verdade, foi nos últimos momentos de 2015 que houve a oficialização da penalidade. No dia 29/12 passado, a Federação Cearense de Futebol publicou portaria informando que o certame estadual deste ano teria sua composição alterada, com o rebaixamento do Tiradentes e a ascensão do Itapajé.

O motivo, justamente o não cumprimento do Tiradentes em apresentar as Certidões Negativas de Débito (CND’s), como exige a nova legislação. Além destas, o time da polícia deixou de apresentar o certificado de regularidade do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS) e a comprovação de pagamento do direito de imagem dos jogadores. A FCF havia dado um prazo de vinte dias antes do início do Estadual, para que o Tiradentes apresentasse os documentos, prazo este que expirou no dia 28 passado. Entre os dez clubes da primeira divisão cearense, o Tiradentes foi o único em débito com a lei.

 

Caros colegas,

Apresentamos o mineiro Artur Junior Silva Mendes. Torcedor do  América Mineiro de Belo Horizonte,  pesquisador de dados sobre as fichas de jogos dos campeonatos que são realizados apenas no Brasil: Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Campeonatos Regionais e os Estaduais de todas as divisões observando (Data / Dia da semana / Hora da partida / Fase do campeonato / Rodada/Grupo (se houver)/ Confronto com o placar da partida / Estádio (nome completo e apelido)/ Cidade/ UF/ Público/ Renda.

Coleciona souvernir que remetem ao futebol tipo, chaveiros, gorros, camisas, canecos etc.. e também  livros sobre futebol, guias de Campeonatos da Placar. O nosso novo amigo tem um arsenal de informações principalmente nos detalhes de ficha de jogos, tabelas de campeonatos, pontuações, histórias a cerca dos campeonatos e curiosidades.

O contato do americano doente, como ele se define é arturjrsmdes@gmail.com

Seja bem vindo americano!

 

 A Associação Sportiva Sociedade Unida – ASSU da cidade de Assú  está de volta à elite do futebol potiguar. O Camaleão do Vale garantiu o acesso com uma goleada de 6 a 3 diante do Santa Cruz de Natal em jogo foi realizado no Estádio Edgarzão, na cidade de Assú.
 O time assuense, treinado por Reginaldo Sousa, foi campeão da segunda divisão do Campeonato Potiguar de forma invicta em um campeonato com apenas quatro times. A equipe terminou a competição com 16 pontos conquistados – em seis jogos, foram cinco vitórias e apenas um empate.
O ASSU foi campeão estadual em 2010 e  foi rebaixado a dois anos atrás, conquistando agora o seu retorno a primeira divisão estadual.
 

No dia 15 de agosto de 1915 um grupo de rapazes formado por Lauro Medeiros, Pedro Dantas, Cel. Solon Andrade, José Firmino, Café Filho (ex-Presidente da República e ex-goleiro do Alecrim em 1918 e 1919), Humberto Medeiros, Gentil de Oliveira, José Tinôco, Juvenal Pimentel e Miguel Firmino, em reunião realizada na casa do Cel. Solon Andrade, fundaram no então longínquo bairro do Alecrim, próximo da atual Igreja São Pedro, o Alecrim F.C. A idéia inicial que motivou a fundação do clube esmeraldino tinha como objetivo principal ajudar de forma filantrópica as crianças pobres do bairro que lhe deu origem.

Alguns “pesquisadores” afirmam que o Alecrim foi fundado em 15 de agosto de 1917. Entretanto, no dia 26 de setembro de 1916, o jornal A República n.º 215 publicava a seguinte notícia na coluna “Várias”: “No bairro do Alecrim, alguns moços fundaram o Alecrim Foot Ball Club que manterá uma escola nocturna gratuita para o ensino às creanças pobres daquelle bairro. Louvamos a iniciativa dos jovens daquella associação, que por esta forma esforçam-se para extinguir o analphabetismo que em grande escala se desenvolve no nosso paiz” (grafia da época).

Apesar desta notícia ter sido publicada em 1916, isto não significa que o Alecrim Futebol Clube tenha sido fundado neste ano, pois como a cidade do Natal se concentrava praticamente na Ribeira, e o Alecrim – chamado de bairro novo – localizava-se na zona rural de Natal, é possível que a notícia tenha sido publicada com atraso, pois como pesquisador observamos que certas notícias – de acordo com o interesse da imprensa – muitas vezes eram publicadas um ano após o fato. Recentemente, o historiador Alberto Medeiros durante o desenvolvimento de sua pesquisa sobre a história do clube alecrinense, encontrou na Federação Norte-riograndense de Futebol (FNF), papel timbrado da década de quarenta com a data de fundação do Alecrim F.C. de 15 de agosto de 1915.

Além disso, na época, jogadores e torcedores de ABC e América faziam parte da elite da cidade, enquanto o Alecrim F.C. era composto basicamente de negros e descendentes de índios, o que os expunham a todo tipo de preconceito, que aliás, era muito comum no início do desenvolvimento do esporte bretão em nosso país.

O Alecrim nos anos sessenta era chamado de “o vingador” do futebol do Rio Grande do Norte, pois os times de outros estados quando vinham a Natal ganhavam de ABC e América e perdiam para o esquadrão esmeraldino. Exemplo de força do clube verde nesta década foi o caso do Rampla Júnior do Uruguai que numa excursão ao Brasil estava invicto: 0×0 com o Americano de Campos (RJ); 2×1 no Democrata de Governador Valadares(MG); 2×0 no Fortaleza; 1×1 com o Treze de Campina Grande(PB); 2×2 com o Náutico do Recife; vindo a perder finalmente para o Alecrim por 1×0 com gol do artilheiro Rui.

Os grandes dirigentes, baluartes e abnegados da história do Alecrim foram: Bastos Santana, Severino Lopes, Humberto Medeiros, Cel. Veiga, Cel. Pedro Selva, Clóvis Mota, Walter Dore, Braz Nunes, Rubens Massud, Wober Lopes Pinheiro, Gabriel Sucar, Cel. Solon Andrade, além do grande patrono Monsenhor Walfredo Gurgel (nome da atual sede campestre do clube). Foi na gestão do Governador Walfredo Gurgel que foi doado o terreno da Av. Alexandrino de Alencar, posteriormente vendido ao Ministério da Marinha que proporcionou recursos para a compra do terreno da atual sede campestre.

Terceiro maior campeão estadual

Com sete conquistas ao todo, o Periquito é o terceiro time com o maior número de títulos estaduais do Rio Grande do Norte, abaixo apenas de ABC e América. Em 1986, em seu último título, o Alviverde conquistou o bicampeonato, empolgado pelo título no ano anterior.  Os dois títulos foram conquistados sob o comando do maior papa títulos da história do futebol do Rio Grande do Norte, Ferdinando Teixeira.  Naquelas duas temporadas, o Alecrim ficou marcado pela força dos times, que contava com nomes importantes como Freitas e o atacante Curió, além dos meias Edmo e Didi Duarte, assim como Saraiva. Além disso, fazia parte do elenco o baixinho Odilon, maior artilheiro da história dos Campeonatos Estaduais e principal marcador da história do Alecrim, com 68 gols marcados.  Naquela oportunidade, o Alviverde ganhou a possibilidade de disputar a Série A do Campeonato Brasileiro, única vez que isso aconteceu em sua história.  Mas a história do Periquito é firmada nesses momentos de dificuldade. Antes desse bicampeonato, o time havia ganhado o último título quase 20 anos antes, em 1968, década em que foi mais vitorioso na sua história centenária. Anos antes, levantou a taça duas vezes no bicampeonato de 1963 e 1964, ainda na era Juvenal Lamartine. Ambos os títulos conquistados em cima do ABC.  Se o título Estadual não vem há quase 30 anos, o Alviverde viveu um grande momento em 2009 quando conseguiu o acesso à Série C do Campeonato Brasileiro depois de conquistar a quarta posição da Série D.  Naquela temporada, o clube chegou como mero azarão na competição chegou às finais.

Fonte: parte do texto de Carlos Alberto  publicado no site do clube e novo jornal.com.br

 

 

Em 1984, o tradicional clássico dos Maiorais, entre Campinense e Treze, válido pelo campeonato paraibano, foi atracão de um bingo no estádio Amigão.

A imprensa local afirma que nunca o estádio recebeu tanto público e como o ingresso foi a cartela não foi computado renda e pública.

Além disso, o classico foi marcado por um show de gols no maior clássico do futebol de Campina Grande na Paraíba.

O jogo:

Treze 4 x 4 Campinense
Campeonato Paraibano – 2º turno
Data: 23/set/1984
Estádio: Ernani Satyro – Amigão
Cidade: Campina Grande
Árbitro: José Marinho
Auxiliares: José Clizaldo e Erinaldo Olinto
Publico e renda: não divulgados
Gols: Santos (Cam) 2, 36 e 43/1ºT; 21/2ºT. Jangada (Tre) 3/2ºT, Almir (Tre) 23/2ºT e Odilon (Tre) 33/2ºT e aos 40/2ºT

Treze: Hélio Show, João Alfredo (Neinha), Aloisio, Dudé, Marcos Antônio, Edmar, Odilon, Edmo, Jangada, Almir e Aragão (Menon) Técnico: Sandoval Guedes

Campinense: Adilson, Santana (Luis Alberto), Marcos Silva, Dão, Marcos Antônio, Adauto, Galeguinho, Rinaldo, Carlão, Santos (Paulinho) e Rildo. Técnico: José Santos

 f: cg em retalhos

 

A data tão esperada por todos aqueles que fazem o ABC Futebol Clube, o Mais Querido, fundado em 1915, completou nesta segunda-feira, 29 de junho, 100 anos de muitas glórias e conquistas.E para comemorar tal feito, a direção abecedista preparou uma vasta programação para marcar o “Ano do Centenário”, com ações e eventos que foram iniciadas no dia do aniversario, nas ruas de Natal e no estádio Frasqueirão com um grande adesivaço em quatro pontos da cidade  e serviu de convocação para o evento na casa da Frasqueira. A festa de aniversário do Clube do Povo foi iniciada com uma Missa em Ação de Graças pelos 100 anos do clube, presidida pelo capelão do ABC e conselheiro, Padre Murilo.

O celebrante ministrou uma bênção especial ao estádio e no final da missa, dando início ao lançamento do “Memorial Alvinegro”, convocou todos os ex-presidentes e o presidente do Conselho Deliberativo, Ivis Bezerra, para assinarem a sua vestimenta, que foi doada com primeira peça para o Memorial

Depois do momento de fé, o presidente  convidou os representantes da Casa da Moeda do Brasil para a cerimônia de lançamento da medalha em comemoração ao Centenário do Alvinegro. O presidente Rogério Marinho efetuou a quebra do cunho, gesto que oficializa o lançamento.

A cerimonialista da festa, teve homenagem a ilustre abecedistas e a personalidades relevante no dia a dia do clube. Foram homenageados: o ministro do turismo, Henrique Eduardo Alves, o governador, Robinson Faria, os senadores Garibaldi Alves e Fátima Bezerra, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, o conselheiro e ex-presidente do Conselho Deliberativo Agnelo Alves (in memorian), o ex-presidente e conselheiro José Wilson e o presidente da Federação Norte-Rio Grandense de Futebol, José Vanildo.

Para finalizar o evento, todos foram convidados a cantar os parabéns e cortar o bonito bolo em referência aos 100 anos do Alvinegro numa noite  que abriu os eventos em comemoração ao Centenário do Mais Querido do RN, que culminará com o jogo amistoso no dia 22 de julho do ABC contra o Corinthians-SP.

ABC e os títulos:

Campeão Brasileiro – Série C

  • 2010

Estaduais

  • 1920:.1921:.1923:.1925:.1926.1928:.1929:1932:.1933:.1934:.1935: 1936:.1937.1938: 1939:.1940:.1941: 1944:.1945:.1947:1950:.1953: 1954: 1955: 1958:.1959: 1960: 1961:1962: 1965: 1966:.1970: 1971: 1972: 1973: 1976: 1978: 1983: 1984: 1990: 1993: 1994: 1995: 1997:1998: 1999: 2000: 005:2007:2008:2010: 2011:

 TORNEIO INICIO DO ESTADUAL

  • 1927, 1928, 1930, 1931, 1935 a 1942 (Octacampeão), 1944, 1945, 1946, 1950, 1951, 1954, 1957, 1958, 1960, 1962, 1963, 1965, 1967, 1973, 1978, 1980, 1983, 1990, 1992, 1993, 1994, 1998.

TAÇA CIDADE DE NATAL

  • 1971, 1977, 1978, 1983, 1984, 1990

TORNEIO JORNALISTA ASSIS DE PAULA

  • 1995

IV TORNEIO R.G. DO NORTE/PARAIBA

  • 1983

COPA RN

  • 2005

.

f: site abc/ futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br
 

Um levantamento divulgado neste dia 12, quando fez uma ano de Copa do Mundo no Brasil, aponta a Arena das Dunas como o estádio mais lucrativo entre os 12 que foram utilizados na Copa do Mundo, que completa exatamente um ano hoje. Ao todo, a principal praça esportiva do Rio Grande do Norte teve um lucro de R$ 20 milhões. O estudo foi feito pelo jornal Folha de São Paulo.

De acordo com o levantamento, além da Arena das Dunas, somente os estádios Mineirão, Beira Rio e Itaquerão apresentaram lucro, com base no balanço divulgado pelos órgãos que administram cada um dos 12 estádios do Mundial do Brasil.

Ficaram no prejuízo a Arena Pantanal, Arena da Baixada, Arena da Amazônia, Estádio Nacional Mané Garrincha, Fonte Nova, Arena Pernambuco, Castelão e Maracanã. No caso do estádio carioca, déficit foi de R$ 77,2 milhões, R$ 28 milhões a mais que os sete estádios que ficaram no vermelho juntos.

No caso da Arena das Dunas, é preciso esclarecer ainda que o número poderia ser negativo. O estádio teve incluso em seu balanço R$ 105 milhões destinados ao pagamento do financiamento para a sua construção, segundo informações da OAS, empresa que administra o equipamento. Embora não tenha vindo de receitas pela sua utilização, serviu para garantir o saldo positivo neste primeiro ano de funcionamento.

Já sobre o Itaquerão, o novo estádio do Corinthians foi o terceiro mais lucrativo. Porém, ainda não entraram no balanço as parcelas de pagamento dos empréstimos realizados para sua construção. A partir de julho deste ano, o clube paulista vai pagar R$ 5 milhões por mês ao BNDES, que custeou a obra, dentro de um período de 12 anos.

Especialistas consultados pela Folha indicam ainda que a baixa qualidade dos jogos, aliado aos horários das partidas e o alto custo de operação explica o déficit da maioria dos estádios. “A viabilidade das arenas depende da qualidade do espetáculo que queremos no Brasil”, disse Denio Cidreira, diretor da Odebretcht Properties, empresa que participa da administração do Maracanã, da Fonte Nova e da Arena Pernambuco.

Arenas que apresentaram lucro após um ano da Copa:
Arena das Dunas (Natal) – R$ 20 milhões
Mineirão (Belo Horizonte) – R$ 16,9 milhões
Arena Itaquerão (São Paulo) – R$ 11,4 milhões
Beira Rio (Porto Alegre) – R$ 9,2 milhões

Arenas que apresentaram prejuízo após um ano da Copa:
Arena Pantanal (Cuiabá) – R$ 1,4 milhões
Arena da Baixada (Curitiba) – R$ 1,5 milhões
Arena da Amazônia (Manaus) – R$ 2,7 milhões
Estádio Nacional Mané Garrincha (Brasília) – R$ 3,6 milhões
Arena Fonte Nova (Salvador) – R$ 15,6 milhões
Arena Pernambuco (Recife) – R$ 24,4 milhões
Maracanã (Rio de Janeiro) – R$ 77,2 milhões
Castelão (Fortaleza) – Prejuízo admitido, mas valor não informado.

f: folhadesp

site: TN online

 

 Manchete: “A visita do Clube de Regatas do Flamengo a nossa terra honra os esportes do Rio Grande do Norte”, este o título do jornal católico “A Ordem” edição de 15 de julho de 1947, dia do esperado jogo contra um combinado natalense formado à base do América. Abaixo, o subtítulo: “o público aguarda, pressurôso, a marcante exibição da turma do tri-campeão carioca de futebol”.

Era a primeira vez que o torcedor norte-rio-grandense ia ver o Flamengo. Em 47 o Flamengo chegava a Natal já tri em 43/44/45, além do detalhe da presença do mossoroense Dequinha nesse segundo tri rubro-negro, estimulando mais ainda a festa daquele tri.

Para enfrentar o Flamengo o promotor da temporada achou melhor convidar o América por ser a partida no dia seguinte aos 32 anos do clube rubro (fundado a 14/07/1915) sugerindo que convidasse dois ou três jogadores do Santa Cruz e Alecrim, já que o ABC negou-se ceder qualquer jogador do alvinegro. O treinador americano era o uruguaio Emiliano Acosta, que indicou o empréstimo do goleiro alecrinense Caçula, dos zagueiros Zeno e Piancó. Realizado um único coletivo para enfrentar os craques cariocas, Acosta escalou a equipe, reconhecendo que a falta de grandes jogadores seria fatal no confronto contra astros famosos do futebol brasileiro.   O grande dia – Finalmente, sorriso aberto, o torcedor flamenguista foi ver seu clube jogar, o que acontecia pela primeira vez, pois não havia ainda televisão no Brasil e o que conheciam do rubro-negro era através publicações do tipo “Revista do Esporte”, “Globo Sportivo” e jornais do Rio. Na véspera os jornais forneceram a escalação do Flemengo, confirmando a presença dos principais astros, como o meio de campo Biguá, Bria e Jaime e os atacantes Zizinho, Pirilo e Jair, todos jogadores de seleção.

Do outro lado, a provável “vítima” – o América sem qualquer grande craque. A ficha técnica da partida: Juiz, Francisco Lamas, da FND, bandeiras João Aciolly e Eugênio Silva, sendo cobrados os seguintes preços dos ingressos: cadeiras numeradas Cr100,00, arquibancada Cr$40,00, “sombra” Cr$ 20,00 e geral Cr$ 10,00, com a arrecadação final de Cr$ 48.650,00, com 5.732 pagantes.

Os times:

Flamengo - Luiz Borracha, Newton Canegal, Norival, Bria e Jaime, Biguá e Perácio (Jair Rosa Pinto), Adilson, Zizinho, Pirilo e Vevé (Tião). Técnico, Flávio Costa.

América - Caçula, Zeno, Artêmio, Piancó e Zeaugusto, Renato Magalhães e Ademar, Salles, Tatu, Raulino e Vavá. Técnico, Acosta.

Na véspera, os jornais forneceram uma pequena biografia dos jogadores rubro-negros. Luiz Borracha (mineiro, 25 anos), Newton (carioca, 30 anos), Norival (carioca, 30), Bria (paraguaio, 25), Jaime (carioca, 27), Biguá (paranaense, 25), Perácio ( 24, carioca), Zizinho (carioca, 26), Vevé (paraense, 29), Silvio Pirillo (gaúcho, 30 anos).

No final dos 90 minutos, Flamengo 6×1, com três gols de Pirilo, Zizinho, Perácio e Tião, descontando Renato para o América. O detalhe curioso nesse jogo é que o goleiro Caçula, militar da Marinha que jogava no Alecrim FC, em duas ocasiões rebateu, de cabeça, chutes de Perácio, dono de um verdadeiro canhão na perna esquerda. Ainda como curiosidade, é que não havia em Natal loja de artigo esportivo vendendo camisetas dos clubes do Rio e São Paulo e, por isso, de uniforme rubro-negro no estádio “Juvenal Lamartine” só mesmo os jogadores do Flamengo.

fonte: TN ( Everaldo Lopes , 2000)

 

 

Associação Sportiva Sociedade Unida (Assu)

Clube Atlético Potengi (Natal)

Mossoró Esporte Clube (Mossoró)

Santa Cruz Futebol Clube (Natal)

 

1ª RODADA

MOSSORÓ EC __X__ ASSU

(22/08 – 16:00 – Nogueirão)

SANTA CRUZ __X__ ATLÉTICO POTENGI

(22/08 – 16:00 – Nazarenão)

2ª RODADA

ASSU __X__ ATLÉTICO POTENGI

(29/08 – 20:00 – Edgarzão)

MOSSORÓ EC __X__ SANTA CRUZ

(29/08 – 20:00 – Nogueirão)

 

3ª RODADA

SANTA CRUZ __X__ ASSU

(05/09 – 16:00 – Nazarenão)

ATLÉTICO POTENGI __X__ MOSSORÓ EC

(05/09 – 16:00 – Ninho do Periquito)

 

4ª RODADA

ASSU __X__ MOSSORÓ EC

(12/09 – 20:00 – Edgarzão)

ATLÉTICO POTENGI __X__ SANTA CRUZ

(12/09 – 20:00 – Ninho do Periquito)

 

5ª RODADA

ATLÉTICO POTENGI __X__ ASSU

(19/09 – 16:00 – Ninho do Periquito)

SANTA CRUZ __X__ MOSSORÓ EC

(19/09 – 16:00 – Nazarenão)

6ª RODADA

ASSU __X__ SANTA CRUZ

(26/09 – 20:00 – Edgarzão)

MOSSORÓ EC __X__ ATLÉTICO POTENGI

(26/09 – 20:00 – Nogueirão)

 

fonte: http://futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/

 

 

Nome: Potiguar Futebol Clube

Cidade: São Gonçalo do Amarante

Endereço:  bairro de Guanduba

Fundação: 18 de março de 1958.

Histórico: O Potiguar de Guanduba levou Copa dos Campeões 2015 ao derrotar na final o Auto Esporte por 2×1.

Situação: Amador.

 

 

Seletiva – Série B de 1994
10/10/1993
ABC  1×2 América (RN)

Icasa 0×0 Ferroviario

17/10/1993
América (RN) 0×0 Corintians

Icasa  2×1 ABC

24/10/1993
América (RN) 2×0 Icasa

Coríntians 0×0 Ferroviário
30/10/1993
Coríntians (RN) 0×1 ABC (RN)

31/10/1993
Ferroviário  2×3 América (RN)

07/11/1993
ABC  0×0 Ferroviário

Icasa  2×1 Coríntians

14/11/1993

America 1×1 ABC

Ferroviario 2×1 Icasa
21/11/1993
Coríntians  1×0 América (RN)

ABC  1×1 Icasa

28/11/1993
Ferroviário  1×1 Coríntians

Icasa 2×2 America (RN)

04/12/1993

ABC  1×2 Coríntians

América (RN) 2×1 Ferroviário

12/12/1993
Ferroviário  3×4 ABC

Corintians 1×0 Icasa

Class.

P

j

v

e

d

gp

Gc

America-RN

11

8

4

3

1

12

8

Corintians-RN

11

8

4

3

1

7

4

Icasa-CE

7

8

2

3

3

8

10

Ferroviario-CE

6

8

1

4

3

9

11

ABC-RN

5

8

1

3

4

9

12

América-RN classificado para Serie B 1994

 

Seletiva para Campeonato Nacional 1974

06/02/74

America              0x0         ABC

Castelao, Natal

Público: 27.188

 

10/02/74

ABC                       3X1        América

Castelão, Natal

Gols de Wasghinton(2) e Nilson para o America; Danilo menezes para ABC

Público: 29.551

 

13/02/74

America              2x1         ABC

Na prorrogação America 1×0

Castelão, Natal

Público: 35.983

Gols: Wasghinton e David para América;  Alberi e Anchieta para ABC

 

 

América vencedor da vaga do campeonato Nacional 74 

 

Torneio Seletivo Pernambucano

02/08 – Porto    2x1   Vitoria

05/08 – Unibol    2x1   Porto

08/08 – Vitoria   3x5   Unibol

12/8 – Unibol     1x1   Vitoria

15/9 – Porto       1x1   Unibol

18/8 – Vitoria       x    Porto   ( * )

*Sem informação

Classificado: Porto  de Caruaru

 

Seletivo  1981

Grupo A

28/1  Baraunas            2x0      Potyguar

01/2  Baraunas            1x0      Riachuelo (*1)

08/2  Potyguar            2x0      Riachuelo

??/2  Potyguar            2x1      Riachuelo

15/2  Baraunas           1x0      Riachuelo

21/2  Potyguar            0x2      Baraunas

 class. pg v e d gp gc
Baraunas 8 4 0 0 6 0
Potyguar 4 2 0 2 4 5
Riachuelo 0 0 0 4 1 6

Grupo B

01/2  Ferroviario         3x1      Atletico

04/2  Ferroviário         2x1      Alecrim

11/2  Alecrim             3x0      Atlético

15/2  Atletico             0x3      Alecrim

??/2  Atletico              0x2      Ferroviário

19/2  Alecrim             0x0      Ferroviário

 class. pg v e d gp gc
Ferroviario 7 3 1 0 7 2
Alecrim 5 2 1 1 7 2
Atletico 0 0 0 4 1 11

 

Decisão

22/2  Baraúnas            2-0      Ferroviário

25/2  Baraúnas            1-0      Ferroviário (*2)

Baraúnas Campeão, classificado para Taça de Bronze 81

(1) O Riachuelo vendeu os mandos de campo dos jogos em casa.
(2) O Ferroviário vendeu o mando de campo do 2º jogo.

fonte: Arquivo

 

Em 1979, o RN teve tres vagas no Campeonato Nacional, atual Serie A e o campeão e vice, America e ABC se classificaram. O Baraúnas foi o 3º colocado, mas como não previa no regulamento a terceira vaga foi definida em uma seletiva:

 

Potiguar 3×2 Baraúnas

Jogo: Único

Data: 20 de junho de 1979

Local: Estádio Nogueirão

Cidade: Mossoró

Árbitro: Manuel Amaro de Lima (PE)

Auxiliares: Jader Correia (RN) e Afrânio Messias (RN)

Renda: Cr$ 252.740,00 – Público: Não divulgado

Gols: Romildo (36-1º.) Chico Alves (16-2º.), Chico Alves (21-2º.); Ananias (26-2º.) e Anchieta (43-2º.)

Potiguar: Índio; Edivaldo Morais, Jotabê, Nivaldo e Marinho; Ubirani, Odilom e Ananias; Chico Alves, Boaventura (Guilherme) e Sinomar. Técnico: Renê Dantas

Baraúnas: Floriano; Vildomar, Tito, Anchieta e Assis (Dão); Magela, Neto e Binha; Zé Augusto (Ribeiro), Nêgo Chico e Romildo. Técnico: Erandir Montenegro

Potiguar classificado para o Campeonato NAcional (serie A)

 

Torneio Seletivo Rio Grande do Norte para  Serie C 1990

19/08 – Alecrim 1 x 1 ABC
21/08 – America 1 x 1 Alecrim
26/08 – ABC 1 x 0 America
29/08 – ABC 0 x 0 Alecrim
02/09 – Alecrim 0 x 2 America
05/09 – America 2 x 1 ABC

 

Class.

PG

v

e

d

gp

Gc

America

5

2

1

1

5

3

ABC

4

1

2

1

3

3

Alecrim

3

0

3

1

2

4

América classificado

 

Seletiva para Campeonato Brasileiro – Serie C – 1990

UF situação Classificado
AM não  houve seletivo indicado Nacional
AC não participou -
PA não  houve seletivo Indicado: Paissandu
MA não  houve seletivo Inidicado: Maranhão
PI Torneio com 4 clubes Class: Tiradentes
CE Torneio com 3 times Class: Fortaleza
RN Torneio com 3 times Class: America
PB Torneio com 3 times Class: Campinense
PE Seletiva entre América e Estudantes Class: America
AL não  houve seletivo Indicado: CSA
SE não  houve seletivo Indicado: Lagarto
BA Torneio com 4 times Class: Fluminense-FS
MG Torneio com 6 times Class: America e Esportivo
ES não  houve seletivo Indicado: Colatina
RJ Torneio com 5 times Class: Bangu, America e Campo Grande
SP Torneio com 8 times Class: America, Ponte Preta, Noroeste e Mogi Mirim
GO não  houve seletivo Indicado: Atletico e Vila Nova
DF não  houve seletivo Indicado: Gama
MT não  houve seletivo Indicado: União
MS não  houve seletivo Indicado: Ubiratan
PR Torneio com 4 times Paraná e União Bandeirante
SC Não participou  -
RS não  houve seletivo Indicado: Caxias

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

+ Se algum colega tiver alguma informação a acrescentar.

fonte: arquivo

 

Jogos realizados em Recife- Pe, nos estádios do Arruda e Ilha do Retiro

24/11/97

Santa Cruz 1x0   ABC

Sport        1x1  Fortaleza

27/11/97

Sport       1x1   ABC

Santa Cruz   5×0 Fortaleza

30/11/97

ABC         2x1   Fortaleza

Sport       2x1   Santa Cruz

                                      SANTA CRUZ Campeão da Copa Verão

 

 classificação

pg

v e d gp gc

SANTA CRUZ-PE

4

2 0 1 7 2

SPORT-PE

4

1 2 0 4

3

ABC-RN 3 1 1 1 3

3

FORTALEZA-CE 1 0 1 2 2

8

 

 

GRUPO A

 1º FASE
1ª Rodada
Confiança-SE

1×0

Vitória-BA

04/fev

Serrano-BA

1×5

América-RN

05/fev

2ª Rodada
América-RN

1×0

Confiança-SE

11/fev

Vitória-BA

3×1

Serrano-BA 11/fev
3ª Rodada
Vitória-BA

2×1

América-RN 18/fev
Confiança-SE

1×1

Serrano-BA

18/fev

4ª Rodada
América-RN

3×0

Vitória-BA

04/mar

Serrano-BA

1×2

Confiança-SE 05/mar
5ª Rodada
Serrano-BA

1×2

Vitória-BA 11/mar
Confiança-SE

1×1

América-RN

11/mar

6ª Rodada
Vitória-BA

2×0

Confiança-SE

18/mar

América-RN

3×2

Serrano-BA 18/mar

GRUPO B

1ª Rodada
Coruripe-AL

1×1

Socorrense-SE 04/fev
Sampaio Corrêa-MA

3×2

Sport-PE

04/fev

2ª Rodada
Sport-PE

0×0

Coruripe-AL

11/fev

Socorrense-SE

2×2

Sampaio Corrêa-MA 12/fev
3ª Rodada
Sport-PE

0×0

Socorrense-SE 19/fev
Sampaio Corrêa

0×0

Coruripe-AL

20/fev

4ª Rodada
Coruripe-AL

3×5

Sampaio Corrêa-MA

04/mar

Socorrense-

0×3

Sport-PE 04/mar
5ª Rodada
Sampaio Corrêa

2×1

Socorrense-SE 10/mar
Coruripe

1×0

Sport-PE

11/mar

6ª Rodada
Sport-PE

3×1

Sampaio Corrêa

18/mar

Socorrense-SE

1×1

Coruripe 18/mar

GRUPO C

1ª Rodada
Náutico-

2×2

Salgueiro-PE 05/fev
Piauí-PI

 0×0

Moto Club-MA 05/fev
2ª Rodada
Salgueiro-PE

0×0

Piauí-PI 10/fev
Moto Club

3×1

Náutico-PE

14/fev

3ª Rodada
Salgueiro-PE

3×0

Moto Club-MA

18/fev

Piauí-PI

0×2

Náutico-PE 19/fev
4ª Rodada
Moto Club-MA

1×1

Salgueiro-PE 05/mar
Náutico-PE

3×3

Piauí-PI

05/mar

5ª Rodada
Piauí-PI

0×0

Salgueiro-PE

11/mar

Náutico

1×0

Moto Club-MA

12/mar

6ª Rodada
Moto Club

1×1

Piauí-PI

18/mar

Salgueiro

3×1

Náutico-PE

18/mar

GRUPO D
1ª Rodada
Botafogo-PB

1×2

River-PI 03/fev
Ceará-CE

1×1

Fortaleza-CE

04/fev

2ª Rodada
Fortaleza

2×1

Botafogo-PB

10/fev

River-PI

1×1

Ceará-CE 11/fev
3ª Rodada
River-PI

2×2

Fortaleza-CE 18/fev
Ceará-

1×0

Botafogo-PB 19/fev
4ª Rodada
Fortaleza-

2×0

River-PI

03/mar

Botafogo-PB

1×1

Ceará-CE 04/mar
5ª Rodada
Ceará-CE

1×0

River-PI 10/mar
Botafogo-PB

0×1

Fortaleza-CE

11/mar

6ª Rodada
River-PI

1×0

Botafogo-PB

18/mar

Fortaleza-CE

1×2

Ceará-CE

18/mar

GRUPO E
1ª Rodada
Bahia-BA

1×0

Campinense-PB 04/fev
Globo-RN

0×0

CRB-AL 5/fev
2ª Rodada
CRB

3×3

Bahia-BA 11/fev
Campinense

 0×0

Globo-RN 12/fev
3ª Rodada
Globo

1×2

Bahia-BA 18/fev
CRB

1×0

Campinense-PB

19/fev

4ª Rodada
Bahia

1×0

Globo

05/mar

Campinense

3×2

CRB-AL 05/mar
5ª Rodada
Globo

0×1

Campinense-PB 12/mar
Bahia

1×1

CRB-AL

12/mar

6ª Rodada
Campinense

1×1

Bahia

18/mar

CRB

0×1

Globo-RN 18/mar

 

2ª Fase - Quartas final - Jogos de Ida

Salgueiro/PE

0×2

Ceará/CE

25/mar

Campinense/PB

0×0

Bahia/BA

Fortaleza/CE

1×0

Sport/PE

América/RN

0×1

Vitória/BA

26mar

Quartas final - Jogos de volta

Bahia/BA

1×0

Campinense/PB

28/mar

Ceará/CE

2×1

Salgueiro/PE

Vitória/BA

4×2

América/RN

29/mar

Sport/PE

1×0

Fortaleza/CE

 

3ª Fase –  semi final - Jogos de Ida

Sport/PE

0×0

 

Bahia/BA

8/abr

Ceará/CE

0×0

Vitória/BA

semi final - Jogos de volta

Vitória/BA

2×2

 

Ceará/CE

11/abr

Bahia/BA

3×2

Sport/PE

12/abr

 

final - Jogos de ida e volta

Bahia/BA

0×1

Ceará/CE

22/abr

Ceará/CE

2×1

Bahia/BA

29/abr

CEARÁ SPORTING CAMPEÃO DA COPA DO NORDESTE 2015

 

 

class. final 

J

V

E

D

GP:GC

PTS

1

Ceara

12

7

5

0

16:08

26

2

Bahia

12

5

5

2

14:11

20

3

Vitoria

10

7

2

1

19:09

23

4

Sport Recife

10

4

2

4

14:10

14

5

Fortaleza

8

4

2

2

10:07

14

6

America-RN

8

3

1

4

14:14

10

7

Salgueiro

8

2

4

2

10:08

10

8

Campinense

8

2

3

3

05:06

9

9

Nautico

6

2

2

2

10:11

8

10

River

6

2

2

2

06:07

8

11

Coruripe

6

1

4

1

06:07

7

12

Moto Club

6

1

3

2

05:07

6

13

CRB

6

1

3

2

07:08

6

14

Confianca

6

1

2

3

03:08

5

15

Sampaio Correa

6

3

2

1

13:11

5

16

Piaui

6

0

5

1

04:06

5

17

Globo

6

1

2

3

02:04

5

18

Serrano

6

1

1

4

09:14

4

19

Socorrense

6

0

3

3

06:12

3

20

Botafogo PB

6

0

1

5

03:08

1

Artilharia:

 6 gols: Max (América/RN)

5 gols: Kieza (Bahia), Magno Alves (Ceará) e Robert (Sampaio Corrêa)

3 gols: Maxi Biancucchi, Souza (Bahia), Ricardinho (Ceará), Patrick Vieira, Josimar (Náutico), Luís Cláudio (Piauí), Anderson Lessa (Salgueiro), Válber (Sampaio Corrêa), Amaral (Serrano) e Vander, Neto Baiano, Rogério (Vitória)

 

O América FC lançou o  selo e o carimbo que a Empresa de Correios e Telégrafos chancelou e vai utilizar em todas as correspondências enviadas a partir da Agência Central de Natal e que   marca a data comemorativa.

O diretor regional dos Correios, José Alberto Brito,  explicou que a tiragem dos selos comemorativos dependerá da solicitação realizada pela diretoria americana, mas o carimbo em homenagem ao centenário alvirrubro, ficará 60 dias em operação na agência centra da ECT, na Ribeira. Depois desse prazo, ele será enviado para o Museu dos Correios em Brasília:  “No período de sessenta dias, toda correspondência enviada para qualquer parte do Brasil ou do mundo postada na agência central, vai levar o selo comemorativo ao centenário americano”.

fonte: futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/

 

Nome: Associação Atlética São Sebastião – AASS

Cidade: Natal

Endereço: Bairro das Rocas

Fundação: 1979

Histórico: Passou 20 anos licenciado vindo a tornar no ano de 2011 sobre nova administração conquistando brilhantemente o campeonato de 2011 e repetindo a dose em 2012, quebrando um tabu de 30 anos de uma equipe ser bi-campeã consecutiva repetindo o feito conquistado pelo Barcelona em 1981 e 1982. Atualmente disputa o Campeonato de “Novos” do C.D.B.R. Maior vencedor do Campeonato amador das Rocas

Títulos: Pentacampeão (1983, 1986, 1990, 2011 e 2012) do Campeonato Amador das Rocas(zona leste)

Situação: amador

foto: facebookf: facebook/
 

O Globo Sport Clube foi uma agremiação da cidade de Natal (RN). Fundado no dia 15 de Maio de 1959, contudo, no estatuto registrado em cartório e publicado em Diário Oficial consta a data de 12 de junho de 1960. O fundador do clube foi o austríaco chamado Imre Freid, proprietário da industria também chamada de Globo.

Acima a Foto da equipe do Globo de 1963EM PÉ (da esquerda para direita): Tenente (técnico), Ronaldo, Cadinha, Dos Anjos, Moacir, Zé Rodrigues e Jácio; AGACHADOS:Poti, Burú, Tiquinho, Beto e Talvanes.

 

O Globo S.C. participou do Campeonato Potiguar da 1ª Divisão em cinco oportunidades: 1960, 1961, 1962, 1963 e 1964. A equipe rubra também possuía divisões de base, onde disputava as competições juvenis e aspirantes. E, acabou ficandu com o vice no Torneio Início juvenil de 1961, perdendo na final para o Alecrim por 1 a 0.

 

Equipe do Globo S.C. de 1961. EM PÉ (da esquerda para direita): Zózimo (massagista), Dico, Candão, Damião, Cuca, Zé Rodrigues e Jácio. AGACHADOS: Tenente (técnico), Poti, Talvanes, Buru, Oliveiro e Ferreira.  

 

Fontes: Blog no Ataque – Ricardo Amaral

Fotos: Arquivo pessoal de Ribamar Cavalcante

 

A Equipe do Natal Sporte Clube em jogo na década de 60.  Da esquerda para direita: em pé, Vavá, Magno, Ugoberto, Cidão, Biro e Tonício; agachados, Humberto, Edilson, Ribamar, Bazinho e Burunga.

obs: Se algum colega craque em escudos, puder reproduzir o escudo do Natal SC, agradeço

 

fonte: Arquivo Ribamar Cavalcant

 

ABC 1970

No ultimo 8 de fevereiro  de 2015, se estivesse vivo completaria sessenta e três anos o ex-atleta Marinho Chagas. Marinho, conhecido com A Bruxa,  morreu em 1/6/14,  a 12 dias do primeiro jogo da Copa do Mundo no Brasil 2014 em Natal. O jogador iniciou a carreira no Riachuelo Atlético Clube de Natal. Após boas apresentações pelo clube da Marinha, foi transferido para o ABC.  Aos 18 anos de idade, conquistou com a equipe alvinegra o título de Campeão de 1970, o único título pelo time que torcia.

Marinho no Nautico PE

Além do ABC, defendeu o Náutico (PE), Botafogo (RJ), Fluminense (RJ), São Paulo (SP), Cosmos(EUA) e América (RN) e Seleção Brasileira. Na seleção disputou a Copa da Alemanha de 1974 e foi escolhido o melhor lateral esquerdo da competição.

 

fonte: Arquivo Ribamar Cavalcante

© 2017 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha