A Federação Baiana de Desportos Terrestres criou um campeonato para homenagear Zuza Ferreira que é considerado por muitos quem trouxe o futebol para as terras baianas. Como quatro equipes baianas se prontificaram a disputar o torneio, a federação decidiu fazer dois jogos entre seus quatro filiados, foram eles: Bahia, Vitória, Ypiranga e Botafogo. Classificaram-se Bahia e Ypiranga. Além dos dois clubes baianos, foram convidadas as equipes do Villa Nova, campeão mineiro de 1951 e o Vitória, campeão capixaba de 1950.

Seletiva para o Torneio Zuza Ferreira:

Quatro clubes da Bahia disputam em jogo único duas vagas para o torneio.

04/11/1951

Local: Fonte Nova
Renda: 17.885 cruzeiros

Ypiranga 1×0 Vitória - Raimundinho (Ypi)

Juiz: Carlos Prats
Expulsão: Novinha

Ypiranga: Ferrari, Pequeno e Valder; Zizo (Mario)(Zizo), Valter (Zizo)(Antônio Mário) e Raimundo; Marito, Novinha, Antônio Mário, Israel e Bernardo (Raimundinho).
Vitória: Periperi, Alírio e Joel; Eduardo, Bengalinha (Viana) e Bombeiro; Bionga, Maneca, Nouca (Juvenal), Elias e Sibauma (Dedé).

Bahia 2×1 Botafogo - Carlito e Isaltino (Bah); Célio (Bot)

Juiz: Dante Correia

Bahia: Zaluar, Ivon e Zé Grilo; Nilton, Evilásio e Tóia; Alfredo, Zé Hugo, Carlito, Tuta e Isaltino.
Botafogo: Grosso, Vadoca e Alberto; Júlio, Flávio e Tatuí; Dedeu, Célio, Tombinho, Antônio e Titas.

Obs.: Com estes resultados, Bahia e Ypiranga disputam o torneio Zuza Ferreira.

Torneio Zuza Ferreira:

Clubes Participantes:

Villa Nova Atlético Clube (Nova Lima – Minas Gerais)
Vitória Futebol Clube (Vitória – Espírito Santo)
Esporte Clube Bahia (Salvador – Bahia)
Esporte Clube Ypiranga (BA) (Salvador – Bahia)

11/11/1951

Local: Fonte Nova (Preliminar)
Bahia 1×1 Ypiranga - Zé Hugo (Bah)
Juiz: Geraldo Fernandes
Renda: 57.730
Gol: Zé Hugo (18 minutos)

Ypiranga: Ferrari, Pequeno e Alberto (Prego); Zizo (Mario), Valter e Raimundo I; Marito (Edson), Antônio Mário, Novinha, Israel e Raimundinho.
Bahia: Zaluar, Ivon e Zé Grilo; Nilton, Valdir e Tóia (Guiu); Elias, China (Carlito), Zé Hugo (Alfredo), Juca e Isaltino.

Local: Fonte Nova (Principal)
Villa Nova (MG) 2×1 Vitória (ES) - Foguete (2)(Vil) e Lucas (Vit)
Juiz: Carlos Prats

Villa Nova (MG): Arizona, Madeira e Anísio; Vicente, Lito e Tão; Tobias, Vaduca, Rodolfo, Foguete e Fradeco.
Vitória (ES): Louro, Hélio (Dodoca) e Benjamin; Dodoca (Dinga), Veraldo e Alípio; Michel (Biancucio), Lucas, Tom (Vinícius), Miguez e Gessy.

15/11/1951

Local: Fonte Nova (Preliminar)
Ypiranga 2×3 Vitória (ES) - Lucas (3)(Vit); Bernardo (2)(Ypi)
Juiz: José Peixoto Nova
Renda: 51.000

Ypiranga: Ferrari, Pequeno e Alberto (Prego); Zizo (Mario), Valter e Raimundo I; Antônio Mário (Edson Chaves)(Bernardo), Chaves (Edson Chaves), Novinha (Antônio Mário), Jorge e Raimundinho.
Vitória (ES): Louro (Ananias), Hélio e Benjamin (Atílio); Dodoca, Veraldo e Alípio; Michel (Maurício), Lucas, Tom (Biancucio), Miguez e Gessy.

Local: Fonte Nova (Principal)
Villa Nova (MG) 2×0 Bahia - Foguete e Vaduca (Vil)
Juiz: Geraldo Fernandes

Villa Nova (MG): Arizona, Madeira e Anísio; Vicente, Lito e Tão (Bichara); Osório, Tobias, Vaduca, Foguete e Rodolfo (Fradeco).
Bahia: Zaluar, Ivon e Zé Grilo; Nilton, Agnaldo e Valdir; Elias, China (Carlito), Zé Hugo, Tuta (Juca) e Isaltino.

18/11/1951

Local: Artur Morais (Preliminar)
Villa Nova (MG) 1×0 Ypiranga - Tobias (Vil)
Juiz: José Peixoto Nova

Villa Nova (MG): Arizona, Madeira e Anísio; Vicente, Lito e Romulo I (Tão); Osório, Tobias, Vaduca (Rodolfo), Foguete e Escurinho I (Fradeco).
Ypiranga: Ferrari, Pequeno e Prego; Mario (Orlando Maia), Zizo e Raimundo I; Marito (Bernardo), Antônio Mário (Raimundinho), Israel, Jorge (Edson Chaves) e Raimundo (Marito).

Local: Artur Morais (Principal)
Vitória (ES) 3×2 Bahia - Miguez (2) e Lucas (Vit); Tuta e Zé Hugo (Bah)
Juiz: Carlos Pratts

Vitória (ES): Louro, Benjamin (Dodoca) e Hélio; Dodoca (Atílio), Veraldo e Alípio; Michel (Maurício), Lucas, Tom, Miguez e Gessy.
Bahia: Zaluar, Ivon e Zé Grilo; Nilton, Valdir e Agnaldo; Elias (Juca)(Camerino), China (Juca), Zé Hugo (Carlito), Tuta (Carlito)(Evilásio) e Isaltino.

Classificação Final:

CL Times PG J V E D GP GC SG

01º Villa Nova 06 03 03 00 00 05 01 04
——————————————————-
02º Vitória 04 03 01 02 00 07 06 01
03º Ypiranga 01 03 00 01 02 03 05 -02
04º Bahia 01 03 00 01 02 03 06 -03

*** Villa Nova Atlético Clube – Campeão do Torneio Zuza Ferreira de 1951 ***

Artilheiros:

Lucas (Vit) 04 gols;

Foguete (Vil) 03 gols;

Zé Hugo (Bah); Miguez (Vit); Bernardo (Ypi) 02 gols;

Vaduca e Tobias (Vil); Tuta (Bah) 01 gol cada.

Fonte: Jornal Estado da Bahia.

 

Olá companheiros! Tive um problema no meu PC, mas estou de volta. Muitas novidades estão por vir. Para começar, esse torneio disputado em Salvador no ano de 1951 com os times do Bahia, Vitória, Ypiranga e Portuguesa (SP). O título ficou com a “Lusa”. Esse tipo de torneio sempre teve várias edições em terras baianas, mas sem a regularidade anual, como os campeonatos estaduais. Sem mais delongas, vamos as informações.

Os jogos foram disputados em rodada dupla na recém inaugurada Fonte Nova.

Torneio Quadrangular 1951:

Associação Portuguesa de Desportos (São Paulo)
Esporte Clube Bahia (Salvador)
Esporte Clube Vitória (Salvador)
Esporte Clube Ypiranga (Salvador)

Jogos:

08/07/1951

Bahia 0×1 Ypiranga

Local: Fonte Nova
Renda: 95.264 cruzeiros
Juiz: Antônio Muzitano
Auxiliares: Fernando Arestides Gonçalves e Leonel Nogueira
Gol: Chaves (Ypi)
Expulsão: Arnaldo (Bah)

Bahia: Leça (Zaluar), Arnaldo e Nilton; Pedrinho, Ivon e Tóia; Camerino, Miro (Teco), Carlito (Alfredo), Teco (Tuta) e Elias (Juca).
Ypiranga: Ferrari (Aníbal), Pequeno e Valder; Zizo, Chaves e Hildebrando; Marito, Antônio Mário, Bernardo (Almirinho), Israel e Alderoni (Gugú).

Portuguesa (SP) 3×1 Vitória

Local: Fonte Nova
Renda: 95.264 cruzeiros
Juiz: Mario Monteiro
Auxiliares: Antônio Muzitano e Leonel Nogueira
Gols: Pinga (33-42-60)(Por); Maneca (72)(Vit)

Portuguesa: Muco (Aldo), Haroldo e Jacob; Santos, Brandãozinho e Ceci; Julinho, Rubens, Renato, Pinga e Leopoldo.
Vitória: Periperi, Alírio e Joel; Cláudio, Diogo e Bombeiro; Maneca, Viana, Nouca (Joãozinho), Joãozinho (Juvenal) e Dedé.

11/07/1951

Bahia 1×1 Vitória

Local: Estádio da Graça
Renda: 60.978 cruzeiros
Juiz: José Peixoto Nova
Auxiliares: Antônio Muzitano e Mario Monteiro
Gols: Nouca (06) e Zé Hugo (88)

Bahia: Leça, Arnaldo e Nilton; Pedrinho, Ivon e Tóia; Camerino (Alfredo), Teco, Zé Hugo, Tuta e Elias (Miro).
Vitória: Periperi, Alírio e Joel (Jorge Tachard); Cláudio, Totinha (Paulo) e Bombeiro; Maneca, Viana, Nouca (Bionga), Juvenal e Dedé.

Portuguesa 6×1 Ypiranga

Local: Estádio da Graça
Renda: 60.978 cruzeiros
Juiz: Antônio Muzitano
Auxiliares: José Peixoto Nova e Dante Correia
Gols: Julinho (3), Pinga, Rubem e Renato (Por); Marito (Ypi)

Portuguesa: Muco, Isan e Jacob; Santos, Brandãozinho e Ceci; Julinho, Rubens, Renato, Pinga e Leopoldo.
Ypiranga: Ferrari, Pequeno e Valder (Albertão); Zizo, Chaves e Raimundo I (Hildebrando); Marito, Chaves, Novinha, Israel (Bernardo) e Antônio Mário.

15/07/1951

Vitória 3×1 Ypiranga

Local: Fonte Nova
Renda: Não Informada
Juiz: Mario Monteiro
Auxiliares: José Peixoto Nova e Antônio Muzitano
Gols: Juvenal (19), Bionga (66) e Dedé (Vit); Antônio Mário (Ypi)

Vitória: Periperi, Alírio e Joel; Cláudio, Totinha e Bombeiro; Maneca, Viana, Nouca (Bionga), Juvenal e Dedé.
Ypiranga: Ferrari, Pequeno (Prego) e Valder; Zizo, Chaves e Hildebrando (Vandú); Antônio Mário, Novinha, Chaves, Israel (Bernardo) e Marito.

Bahia 1×1 Portuguesa

Local: Fonte Nova
Renda: Não Informada
Juiz: Antônio Muzitano
Auxiliares: José Peixoto Nova e Dante Correia
Gols: Carlito (62)(Bah) e Pinga (Por)

Bahia: Zaluar, Arnaldo e Nilton; Evilásio (Dario), Ivon e Tóia (Evilásio); Alfredo, Teco, Carlito, Tuta e Juca.
Portuguesa: Muco, Haroldo e Jacob (Nino); Santos, Brandãozinho e Ceci; Julinho, Rubens, Renato (Niquinho), Pinga e Leopoldo.

Classificação Final:

CL Times PG V E D GP GC

01º Portuguesa 05 02 01 00 10 03
02º Vitória 03 01 01 01 05 05
03º Ypiranga 02 01 00 02
04º Bahia 02 00 02 01 02 03

*** Associação Portuguesa de Desportos – Campeã do Torneio Quadrangular ***

Artilheiros:

Pinga (Por) 5 gols;
Julinho (Por) 3 gols;
Zé Hugo e Carlito (Bah); Rubem e Renato (Por); Maneca, Nouca, Juvenal, Bionga e Dedé (Vit); Antônio Mário, Marito e Chaves (Ypi) 01 gol cada.

Fonte: Jornal Estado da Bahia.

 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

Eis uma série de jogos do Tricolor Suburbano carioca em terras baianas. O Madureira, segundo os jornais da época, o mais novo entre os grandes do Rio de Janeiro. O time tinha sido vice campeão no ano anterior do campeonato carioca contra o Vasco e tendo perdido de forma honrosa, conforme noticiou o Diário de Notícias, jornal de grande circulação na época aqui em Salvador.

Primeiro Jogo:

11/07/1937 – Madureira 2×1 Bahia
Local: Estádio da Graça
Renda: 17.813$000
Juiz: Dante Correia da Silva
Gols: Romeu (28)(Bah), Bahiano (Contra-53)(Mad) e Bahia (35)(Mad)

Madureira: Onça, Norival (Olheiro) e Cachimbo; Gringo, Paulista e Alcides; Adilson, Almir, Bahia, Julinho e Popó (Cachimbo).
Bahia: Maia, Bahiano (Seabra) e Tarzan; Moraes, Guga e Gia (Nouca); Pedro Amorim, Limoeiro (Gildo), Romeu, Tintas e Nenem.

Segundo Jogo:

16/07/1937 – Madureira 6×1 Botafogo
Local: Estádio da Graça
Renda: Não encontrado
Juiz: Juvencio Magalhães no 1º tempo e Dante de Sousa no 2º tempo
Gols: Bahia (34-44)(Mad), Julinho (50-54)(Mad), Adilson (70)(Mad), Didi (73)(Bot) e Almir(??)(Mad)

Madureira: Onça, Norival e Cachimbo; Gringo, Paulista e Alcides; Adilson, Almir, Bahia, Julinho e Popó.
Botafogo: Armando, Sá Filho e Hugo; Mila (Oscar), J.Paulo (Jayme) e Jayme (J.Paulo); Pelágio (Amaro), Limoeiro (Didi), Henrique (Romeu), Ignácio e Lindinho.

Terceiro Jogo:

18/07/1937 – Madureira 1×2 Ypiranga
Local: Estádio da Graça
Renda: Não encontrado
Juiz: Dante Correia da Silva
Gols: Julinho (Mad), Tintas (Ypi) e Gildo (Ypi)

Madureira: Onça, Norival e Cachimbo; Gringo, Damasco (Paulista) e Alcides; Adilson (Dentinho), Almir, Paulista (China), Julinho e Popó.
Ypiranga: Dias, Incêndio e Silvino (Murillo); Buzzine, Henrique (Andrade) e Leovegildo; Gildo, Novinha, Vareta, Didi (Tintas) e Gustavo.

Quarto Jogo:

22/07/1937 – Madureira 1×4 Galícia
Local: Estádio da Graça
Renda: Não encontrado
Juiz: Juvencio Magalhães
Gols: Dedé (35)(Gal), Bermudes (Gal), Almir (Mad), Palito (Gal) e Dedé (Gal)

Madureira: Onça, Norival e Tuica; Gringo, Paulista e Alcides; Adilson, Almir, Bahia (China), Julinho e Popó.
Galícia: De-Vecchi, Carapicu e Macoco (Bubu); Gradim, Ferreira e Walter; Dedé, Servílio, Palito, Bermudes (Mozart) e Moela.

***

Retrospecto do Madureira:

04 Jogos
02 Vitórias
02 Derrotas
10 Gols pró
08 Gols contra

Artilheiros:

Julinho e Bahia 03 gols;

Almir 02 gols;

Adílson e Bahiano (Contra) 01 gol cada.

Fonte: Jornal Diário de Notícias do período mostrado.

© 2017 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha