Participantes
ADESG (Associação Desportiva Senador Guiomard) – Senador Guiomard
Náuas (Náuas Esporte Clube) – Cruzeiro do Sul
São Francisco (São Francisco Futebol Clube) – Rio Branco

 

 

11/09/2017 – 1ª Rodada
ADESG 0×0 São Francisco
14/09/2017 – 2ª Rodada
Náuas 3×3 São Francisco
17/09/2017 – 3ª Rodada
ADESG 1×0 Náuas
20/09/2017 – 4ª Rodada
ADESG 2×3 São Francisco
23/09/2017 – 5ª Rodada
Náuas 4×1 São Francisco
26/09/2017 – 6ª Rodada
ADESG 4×2 Náuas

Classificação
1    ADESG, 7pts, 2v, 1e, 1d, 7/5, +2
2    São Francisco, 5pts, 1v, 2e, 1d, 7/9, -2
3    Náuas, 4pts, 1v, 1e, 2d, 9/9, 0

ADESG campeão e conquista o acesso

 

 

 

 

 

 

 

 

Artilheiro
Marcelo Brás (ADESG), Danielson (Náuas) 4 gols

Fonte: futeboldonorte.com

Foto: Manoel Façanha

PS: O escudo do ADESG sofreu uma pequena mudança: o losango agora é branco.

 

FONTE: Página do Facebook “Histórias de um Caboclo”, de Antônio Leal Alves

 

Campeonato Rondoniense 1982

Participantes

Ajax (Ajax Futebol Clube) – Vilhena
América (América Futebol Clube) – Guajará-Mirim
Ferroviário (Ferroviário Atlético Clube) – Porto Velho
Flamengo (Clube de Regatas do Flamengo) – Porto Velho
Municipal (Associação Atlética Municipal) – Cacoal
Rio Branco (Rio Branco Esporte Clube) – Ariquemes
Vera Cruz (Esporte Clube Vera Cruz) – Ji-Paraná
Ypiranga (Ypiranga Esporte Clube) – Porto Velho

1ª Fase

21/11/1982 – 1ª Rodada

América 0×0 Ferroviário
Ypiranga 4×1 Rio Branco
Flamengo 3×1 Ajax
Vera Cruz 2×0 Municipal

28/11/1982 – 2ª Rodada

Ferroviário 0×0 Rio Branco
Ypiranga 1×0 América
Ajax 0×3 Municipal
Vera Cruz 0×2 Flamengo

05/12/1982 – 3ª Rodada

Rio Branco 5×1 América
Ypiranga 0×3 Ferroviário
Ajax 1×1 Vera Cruz
Flamengo 2×1 Municipal

Classificação
Grupo A
1    Ferroviário    4
2    Ypiranga    4
3    Rio Branco    3
4    América   1

Grupo B
1    Flamengo    6
2    Vera Cruz    3
3    Municipal    2
4    Ajax        1

2ª Fase – Semifinal

12/12/1982

Ferroviário 3×0 Vera Cruz
Flamengo 4×1 Ypiranga

3ª Fase – Final

19/12/1982
Flamengo 2×0 Ferroviário

Flamengo campeão estadual

Fonte: Jornal “Alto Madeira”

 

Nome Oficial: Torneio de Abertura do Campeonato Portovelhense de Futebol – 1976
Data: 16/05/1976 15:00 [-4]
Local: Estádio Aluízio Ferreira (Aluizão), Porto Velho/RO
Renda: Cr$ 16.105,00

Observação: O Moto não disputou o Torneio. Entretanto disputou o Campeonato Municipal, sendo inclusive o campeão.

Ypiranga  1-0  Rondônia
[Nequinho]

Flamengo 1-0 Botafogo
[Ademir]

Ferroviário 0-0 Cruzeiro (pênaltis: Ferroviário venceu)

Vasco da Gama 0-0 São Domingos (pênaltis: São Domingos venceu)

Ferroviário 2-0 Flamengo

Ypiranga 0-0 São Domingos (São Domingos abandonou a partida após um pênalti marcado)
Árbitro: Ronaldo Brito

Ferroviário 0-0 Ypiranga (prorrogação: 1-0)
[Onofre]
Árbitro: Augustinho Leandro de Carvalho

Ferroviário campeão

Fonte: Jornal “Alto Madeira” de 18/05/1976

 

Na lista de todos, inclusive na minha, figurava o Botafogo FC como campeão do Território de Rondônia de 1974.

Mas eis que pesquisando sobre o Torneio que qualificaria o segundo clube do Território para o Copão da Amazônia, descubro que houve uma final entre o campeão de Porto Velho (a competição oficialmente chamava-se Campeonato Portovelhense de Futebol) e o campeão de Guajará-Mirim, o Marechal Rondon.

E a vitória foi do clube do interior, segundo a reportagem abaixo, sendo portanto o campeão do Território naquele ano.

Fonte: Jornal “Alto Madeira” de 20/04/1976 -pg 8

 

O Batelzinho Futebol Clube foi outro clube que disputou a Suburbana (Terceira Divisão da FPF – Série Azul) nas décadas de 50 (a partir de 1952) e 60.

O clube foi fundado em 01/05/1950 e existiu até 1972. Chegou a ser vice-campeão em 1957.

Como o nome sugere, o clube foi fundado no bairro Batel mas posteriormente migrou para o bairro Portão. Quando lá chegou passou a utilizar o campo do BECA.

Foto: Acervo Levi Mulford

Fonte: Arquivos de Levi Mulford

Mais informações: http://www.tribunapr.com.br/cacadores-de-noticias/portao/bom-time-comeca-com-grande-goleiro/

Redesenho do escudo: Givaldo Santos

 

 

Dentre os clubes que disputaram a Suburbana de Curitiba (amadora) destaco o BECA – Bloco Esportivo Caão da Amora.

O clube foi fundado em 04 de maio de 1950 e pelo menos entre 1951 e 1961 disputou a chamada Terceira Divisão da FPF (uma espécie de Segunda Divisão da Suburbana). Foi vice em 1958 e 1961.

Conforme informou Levi Mulford (dono de um grande acervo da Suburbana): “o clube tricolor tinha seu campo próximo à conhecida Capelinha do Portão, hoje transformado em blocos de cimento armado pela expansão imobiliária.”

O BECA foi extinto em 1972.

Foto: Arquivo Levi Mulford

Fonte: Arquivos de Levi Mulford

Redesenho do escudo: Givaldo Santos

Mais informações: http://www.tribunapr.com.br/cacadores-de-noticias/portao/quem-se-lembra-do-beca/

 

 

Segue mais um clube inédito: trata-se do Alumínio Futebol Clube da cidade de São Caetano em Pernambuco.

O clube disputou a Terceira Divisão Pernambucana em 2000 (era uma divisão amadora que qualificava o campeão para a segundona profissional).

As 3 estrelas no escudo representam o tri-campeonato municipal.

Presidente Xavier com a taça de 1993

Pesquisa: Givaldo Santos

Fonte: Juninho Xavier (filho do presidente do clube). Facebook: https://www.facebook.com/juninhox7

URL da Foto:  https://goo.gl/GeFLwu

Conversa para conseguir o distintivo: https://goo.gl/4twjQr

Distintivo: https://goo.gl/2YAd3d

 

 

Segue uma bela surpresa: o escudo da Associação Esportiva DR-5 de Goiana (PE).

Fundado em 02/03/1971, a ASSOCIAÇÃO ESPORTIVA DR-5 tinha sede em Goiana, Pernambuco. Seu nome deve-se ao fato do clube ter pertencido ao 5º DISTRITO REGIONAL da CELPE (COMPANHIA DE ELETRICIDADE DE PERNAMBUCO). Daí também o seu nome de fantasia: GRÊMIO ESPORTIVO CELPE.

O clube foi bi-campeão municipal em 76/77 (ambos de forma invicta), disputou a Segunda Divisão de Pernambuco em 1977 (ficou em sexto lugar) e foi campeão da Copa do Interior em 1981 (já conhecido como Grêmio CELPE).

Seguem algumas fotos do clube:

Pesquisa: Givaldo Santos
Fonte: Ailton Cavalcanti de Melo (ex-jogador nos anos 70)
Facebook: do ex-Jogador: http://www.facebook.com/ailton.cavalcanti.3

 

O Bacacheri Atlético Clube, ou simplesmente BAC, foi uma agremiação da cidade de Curitiba (PR). O Áureo-negro Foi Fundado na quarta-feira, do dia 19 de Maio de 1948, por um grupo de desportivas, liderados por Walfrido do Rosário, que em 25 de Setembro de 1960, deu nome ao Estádio do BAC.

Por sinal, o Estádio e a Sede ficavam localizados numa área de cerca de 13 mil metros quadrados, na Rua Lodovico Geronasso, nº 805, no bairro Boa Vista, em Curitiba.

Excursões pelo interior do Paraná e Santa Catarina

Durante o seu período de existência (final da década de 40 até os anos 70), o BAC fez vitoriosas excursões por diversas cidades do Paraná e Santa Catarina, inclusive foi o primeiro clube amador a viajar de avião até Maringá, em 1951, quando a Cidade Canção comemorava quatro anos de existência.

Treinos eram realizados na Base Aérea da Aeronáutica

Como fato curioso, o Bacacheri realizava seus treinamentos no campo da Base Aérea. Nos primeiros anos, sua equipe contava com diversos jogadores pertencentes à Aeronáutica.

Exemplos: técnico Augusto Gil Cícero de Sá, sargentos Sérgio Olaia Pascoal (goleiro), Orlando Pires de Campos, Romeu Albuquerque, Mário Rosseto e Luiz Martins, cabos Miguel Chervenski Jamal e Levi Mulford, além do outro goleiro titular, Reinaldo Santana Ribeiro (Tato), que era motorista do comandante major-brigadeiro Artur Carlos Peralta.

Contava também com o concurso do ágil atacante Guedes, autor de dribles desconcertantes. Era também militar sargento do 20.º Regimento de Infantaria, quartel vizinho da Base Aérea.

Clube se filia a Federação Paranaense de Futebol

Depois de amistosos, o clube filiou-se à Federação Paranaense de Futebol (FPF) e foi logo conquistando o título do Torneio Início, realizado no Estádio Belfort Duarte (Alto da Glória) e que teve a participação de 17 equipes. Foi vice-campeão da série Acir Guimarães ainda em 1949.

Voltou a conquistar o Torneio Início em 1960, 1961 e 1964. Vice-campeão em 1953 e 1958. Vice-campeão suburbano em 1950, 3º lugar em 1952, 1954, 1960, 1965, 1966 e 1968.

Campeão de aspirantes em 1954 (17 jogos e 17 vitórias), 1957 e 1964; vice-campeão em 1952, 1965 e 1967. Licenciou-se da FPF em 1970. Em 30 de Novembro de 1974, passou a se chamar Esporte Clube Bacacheri e se transformou em clube de campo.

A diretoria atual vendeu o patrimônio do clube e o Estádio Walfrido Rosário, por R$ 11 milhões. Atualmente o local se transformou num supermercado (Rede Condor). O aurinegro das jaquetas quadriculadas virou saudade.

 

FONTES & FOTOS: Google Maps – Tribuna do Paraná – Gazeta do Povo – Levi Mulford – Blog Família Petroski

© 2018 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha