Campeonato Paraense 1913

Participantes
Belém Sport (Belém Sport Foot-Ball Club) – Belém
Guarany (Guarany Foot-Ball Club) – Belém
Internacional (Internacional Foot-Ball Club) – Belém
Norte Club (Norte Club) – Belém
Panther (Panther Foot-Ball Club) – Belém
Grupo do Remo (Grupo do Remo) – Belém
União Sportiva (Sociedade Athletica União Sportiva) – Belém

Organização: LPF – Liga Paraense de Foot-Ball

29/06/1913
União Sportiva 2×2 Internacional
06/07/1913
Norte Club 2×0 Panther
13/07/1913
Guarany 1×0 Belém Sport
14/07/1913
Grupo do Remo 4×1 União Sportiva
20/07/1913
Norte Club 2×0 União Sportiva
27/07/1913
Internacional 1×1 Panther
03/08/1913
Guarany 0×4 Grupo do Remo
10/08/1913
Grupo do Remo 3×2 Panther
15/08/1913
Belém Sport 0×6 Internacional
17/08/1913
Norte Club x Guarany
24/08/1913
Panther 2×7 União Sportiva
31/08/1913
Internacional 1×2 Grupo do Remo
07/09/1913
Norte Club 4×0 Belém Sport
14/09/1913
Guarany 0×0 Internacional
21/09/1913
Panther 2×1 Belém Sport
28/09/1913
União Sportiva 2×0 Belém Sport
05/10/1913
Norte Club 1×1 Grupo do Remo
12/10/1913
Internacional 1×2 Norte Club
19/10/1913
Guarany 1×3 Panther
20/10/1913
Grupo do Remo 10×0 Belém Sport
09/11/1913
Guarany x União Sportiva
15/11/1913
Norte Club 1×1 Guarany
23/11/1913
Guarany x União Sportiva

Classificação
Colocação
1    Grupo do Remo    11
2    Norte Club    10
3    União Sportiva    5
Internacional    5
Panther    5
6    Guarany    4
7    Belém Sport    0

Pesquisa: Moisés Henrique Gonçalves da Cunha
Fonte: Jornal “Estado do Pará” através do site da Hemeroteca da Biblioteca Nacional

 

O Clube de Esportes União/ABC é uma agremiação da cidade de Campo Grande, do Estado de Mato Grosso do Sul. Fundado no dia 19 de Janeiro de 1998, pelo sonho idealista de dois desportistas Gil e Maroca, onde reuniram forças com o Plínio, Zé Buião, Elias, Santos e outros para reunir apenas atletas dos campeonatos amadores de Campo Grande (por isso UNIÃO).

O União/ABC faturou o título de Campeão do Campeonato Sul-Mato-Grossense Sub-19 de 2015. No Estádio Jacques da Luz, o time do técnico Vina, ex-meia do Cene, ficou no empate sem gols com o Guaicurus, campeão em 2014, e conquistou o título no seu primeiro ano de disputa na categoria.

Agora o União/ABC pretende dar um passo para o profissionalismo. O time estreia no próximo sábado, dia 19 de novembro, às 16 horas, diante do Coxim, no Estádio Jacques da Luz, pela 1ª rodada do Campeonato Sul-Mato-Grossense da Segunda Divisão de 2016.

FONTES: Federação de Futebol de Mato Grosso do Sul (FFMS) – Gazeta de MS 

 

 
DATA EQUIPE_CASA EQUIPE_FORA DIFERENÇA
08/10/2016 Novo Hamburgo/RS 13 x 0 Sapucaiense/RS 13
06/08/2016 Itaúna/MG 11 x 0 Venda Nova/MG 11
21/02/2016 Ferroviário/CE 10 x 0 Campo Grande/CE 10
02/03/2016 Nacional/SP 10 x 0 Grêmio Barueri/SP 10
05/10/2016 Fast/AM 10 x 0 Nacional Borbense/AM 10
04/03/2016 Floresta/CE 9 x 0 Nova Russas/CE 9
16/04/2016 Caiçara/PI 0 x 9 Parnahyba/PI 9
21/08/2016 Portuguesa/PR 0 x 9 Operário/PR 9
11/09/2016 Arsenal/MG 0 x 9 Coimbra/MG 9
14/02/2016 Grêmio Barueri/SP 0 x 8 Grêmio Osasco/SP 8
01/05/2016 Sapucaiense/RS 0 x 8 Guarany(B)/RS 8
04/05/2016 Sapucaiense/RS 0 x 8 Rio Grande/RS 8
11/06/2016 Santa Cruz-Belford Roxo/RJ 0 x 8 Olaria/RJ 8
07/08/2016 Atlético/AC 8 x 0 Náutico/RR 8
03/09/2016 Lins/SP 1 x 9 Jalesense AC/SP 8
24/09/2016 Ranchariense/SP 8 x 0 Lins/SP 8
25/09/2016 União(NF)/PR 0 x 8 União(FB)/PR 8
26/10/2016 União(NF)/PR 1 x 9 Junior Team/PR 8
30/10/2016 Atlético Tubarão/SC 9 x 1 Porto/SC 8
14/03/2016 Democrata(GV)/MG 7 x 0 Social/MG 7
26/03/2016 América/RN 7 x 0 Palmeira/RN 7
09/04/2016 Castelo/ES 7 x 0 ESSE/ES 7
09/04/2016 Sampaio Corrêa/RJ 7 x 0 Ceres/RJ 7
13/04/2016 Caxias/RS 7 x 0 Santo Ângelo/RS 7
11/05/2016 Igrejinha/RS 7 x 0 Sapucaiense/RS 7
20/05/2016 Portuguesa Santista/SP 7 x 0 Atlético Mogi/SP 7
04/06/2016 Real Desportivo/RO 7 x 0 Morumbi/RO 7
26/06/2016 Assisense/SP 0 x 7 Grêmio Prudente/SP 7
03/07/2016 Jalesense AC/SP 7 x 0 Lins/SP 7
16/07/2016 Santana/AP 0 x 7 São Paulo/AP 7
14/08/2016 Iraty/PR 7 x 0 GRECAL/PR 7
19/08/2016 São Paulo/AP 8 x 1 Santana/AP 7
28/08/2016 Desportivo Brasil/SP 8 x 1 Tanabi/SP 7
14/09/2016 Iraty/PR 7 x 0 Batel/PR 7
06/10/2016 Internacional B/RS 7 x 0 Guarany(B)/RS 7
09/10/2016 Campo Mourão/PR 7 x 0 União(NF)/PR 7
06/03/2016 Campinense/PB 7 x 1 Esporte/PB 6
24/04/2016 Alto Acre/AC 1 x 7 Rio Branco/AC 6
02/07/2016 Taboão da Serra/SP 7 x 1 Barcelona/SP 6
17/07/2016 Grêmio Prudente/SP 7 x 1 Osvaldo Cruz/SP 6
02/04/2016 Ponte Preta/SP 7 x 2 Água Santa/SP 5
02/04/2016 Villa Nova/MG 2 x 7 Atlético/MG 5
22/10/2016 Guaraí/TO 2 x 7 União de Palmas/TO 5
23/10/2016 Vitória da Conquista/BA 7 x 2 Teixeira de Freitas/BA 5
 

Este ano o FF Sports (no escudo sempre foi FF Sport mas na mídia sempre aparece no plural, onde FF vem do fundador do clube e ex-presidente do CSA, Francisco Ferro) fez uma parceria com o Igaci FC surgindo o FF Sports Igaci.

O clube está disputando a segunda divisão alagoana com esta denominação.

Seguem os escudos dos 2 clubes e o do clube resultante.

 

 

 

 

 

 

Fonte: Site do FF Sport

 

 

O Atlético Latitude Zero foi uma agremiação da cidade de Macapá (AP). Sediado na Avenida Cônego Domingos Maltez, s/n, no Bairro Trem, em Macapá. O clube foi Fundado no dia 25 de Janeiro de 1945, pelo professor maranhense Alzir Maia (que tem participou da Diretoria do Trem Desportivo Clube; além de ter fundado o Turíbio Guimarães e Raul).

O Atlético Latitude Zero participou de algumas edições dos Campeonatos Amapaenses da Primeira e Segunda Divisões nos anos 50. Além do futebol o Atlético Latitude Zero também contou com o time de basquete onde chegou a faturar alguns títulos como em 1954, quando faturou o título do Torneio Relâmpago com a participação do Amapá Clube, Esporte Clube Macapá, América Futebol Clube e Atlético Latitude Zero.

O Atlético Latitude Zero sagrou-se campeão e recebeu o troféu denominado “Dr. Hildemar Pimentel Maia”. Deste time dois jogadores foram convocados em seguida para defender a Seleção Amapaense de Basquete: Paulo Farias e Uriel.

 

FONTE: Blog Porta-Retratos

 

O Santa Cruz Futebol Clube é uma agremiação do Município de Barra de São Miguel (AL). O futebol alagoano ganhou uma nova opção na revelação de novos jogadores. Na verdade, o Santa Cruz, Fundado em 1967, foi resgatado pela empresa Paes Soccer e numa parceria com a prefeitura da Barra de São Miguel, vai iniciar um processo de captação e revelação de novos atletas.

Empresário do ramo e agora presidente do Santa Cruz, Thiago Paes apontou as principais mudanças para o início desse novo trabalho. “O Santa Cruz é um clube-empresa, que foi fundado em 1967 e adquirido em sua totalidade pela Paes Soccer em junho de 2014. Teve todo seu estatuto reformado e modernizado para atender às novas normas da FIFA que limitam as relações somente entre clubes na transferência e posse de direitos econômicos de atletas. Quanto a parceria, essa se deu através de uma demonstração de seriedade no trabalho ao longo de dois anos de existência da empresa, na qual, através de um projeto moderno e de credibilidade, conseguimos demonstrar ao Secretário de Esporte da Barra, Eduardo Acioly e ao Prefeito Zezeco, que essa seria uma parceria de sucesso”, explicou.

A empresa Paes Soccer manteve uma parceria com o CRB na revelação de alguns jogadores, com destaque para o atacante Lucas Fernandes, que agora pertence ao Fluminense e foi emprestado ao Bonsucesso na disputa do Campeonato Carioca.

Porém, outros jogadores já fazem parte do casting do clube-empresa e novos nomes devem surgir nas próximas etapas do trabalho. “Trabalhamos com uma base de atletas que já conheciam nosso trabalho e alguns que já eram clientes da empresa e nos acompanharam nessa nova jornada. Além disso, inovamos aqui no Estado e somos o único clube de Alagoas que possui um Departamento de Captação de atletas que fica encarregado pelo monitoramento e descoberta de talentos espalhados em Alagoas e no Nordeste”, comemorou.

Quando foi anunciado o retorno das atividades do Santa Cruz, especulou-se que o time poderia disputar inclusive, o Campeonato Alagoano da 2ª Divisão. Esse ano o Santa Cruz debuta e vem fazendo uma boa campanha com três pontos em dois jogos.

Estreou com derrota por 2 a 1, fora de casa, para o CEO. E depois se reabilitou vencendo pelo mesmo placar o FF Sports Igaci, no Estádio Olival Elias de Moraes, em Boca da Mata (onde o Santinha manda os seus jogos). O Santa Cruz volta a campo no próximo domingo, dia 09 de outubro, quando enfrenta o São Domingos, às 15 horas, no imponente Estádio Rei Pelé, em Maceió.

Na foto acima, a campanha irretocável no Campeonato Alagoano Sub 15 garantiu o título ao Santa Cruz Futebol Clube na tarde de domingo, do dia 20 de dezembro de 2015, no Estádio Municipal da Barra de São Miguel, após empatar por 2 a 2 contra o CRB. A equipe conquistou o título Estadual de forma invicta, sem perder nenhuma partida em toda competição.

Ao total, o Santa Cruz fez 12 jogos, acumulando nove vitórias e três empates. No jogo de hoje contra o CRB, a equipe poderia ser derrotada por até dois gols no tempo normal, já que havia vencido a 1ª partida por 3 a 0 na última sexta-feira, 18. Os gols do Santa Cruz foram marcados neste domingo por Moisés e Esquerdinha. Wallace assinalou os dois gols do CRB, vice-campeão da categoria Sub 15.

Campeão, o Santa Cruz ficou com o troféu treinador Paulo Roberto Ghilhardi. O CRB recebeu a taça José Medeiros Nicolau, mais conhecido como “Zezeco”, prefeito da Barra de São Miguel.

FONTES & FOTOS: Federação Alagoana de Futebol (FAF) – Globoesporte.com – Site Minuto Esportes

 

A Associação Desportiva Frei Paulistano é uma nova agremiação do Município de Frei Paulista (SE). Fundado na segunda-feira, do dia 29 de Agosto de 2016, tem a sua Sede localizada na Praça João Teles da Costa, s/n, no Centro da cidade.

O município (Fundado em 1890 e se emancipando como município em 1920) fica no ‘Sertão Sergipano‘ está apenas a 64 km de distância da capital Aracaju, e conta com uma população de 13.874 habitantes (segundo o censo do IBGE/2010).

A escolha do nome do time é simples: Frei Paulistano é o gentílico de quem é natural do Município de Frei Paulista. O azul é cor predominante da localidade, enquanto o boi e as plantas são adereços extraídos do brasão de Frei Paulista.

Brasão da Prefeitura de Frei Paulista

Apesar de pouco mais de um mês de existência, a Associação Desportiva Frei Paulistano já se prepara para debutar no futebol profissional. Inscrito no Campeonato Sergipano da 2ª Divisão de 2016, organizado pela Federação Sergipana de Futebol, a equipe tem data marcada para a estreia.

Válido pelo Grupo B, no próximo sábado, dia 08 de outubro, o Frei Paulistano enfrenta o Coritiba F.C. (Itabaiana), às 15 horas, no Estádio Municipal de Frei Paulista. Na chave, ainda fazem parte o Aracaju F.C. (Aracaju) e CS Maruinense (Maruim).

FONTES: Wikipédia – Prefeitura de Frei Paulista - Federação Sergipana de Futebol (FSF)

 

 

Prezados,

A segundona potiguar começou no dia 10 de setembro e olhando as súmulas no site da FNF verifiquei que o Santa Cruz FC e o Visão Celeste EC estão com escudos diferentes.

A mudança maior é no escudo do Santa Cruz, que até o ano passado era semelhante ao do Joinville de Santa Catarina (e no passado mais distante já foi semelhante ao do São Paulo).

O Visão Celeste, está menos “achatado” e sem a estrela.

Lembrando que consegui ambos a partir de documentos oficiais dos próprios clubes.

 

 

O Iraty Sport Club é uma agremiação da cidade de Irati, na região centro-sul do Estado do Paraná. Estamos no início do ano de 1914. A Vila Iraty é ainda uma criança (uma vez quese emancipou em 15/07/1907) e a vida de seus moradores era sabida de todos. Não se tem notícias exatas do lugar onde o grupo de amigos jogava nestes primeiros tempos.
Os relatos trazem à tona a
Pharmácia Iraty como sendo o ponto de encontro e de reuniões, propriedade esta do Sr. Antonio Xavier da Silveira. Era em uma das salas nos fundos deste estabelecimento que funcionou a primeira sede do Iraty Sport Club. Também aí os jogadores se vestiam para os jogos. Lembra a história que foi o Sr. Antonio quem trouxe a primeira bola de futebol que se tem notícia.

Então, oAzulão foi Fundado no dia 21 de Abril de 1914, por um grupo de esportistas liderados por Sr. Antônio Xavier da Silveira, que acumulou muitas funções, pois além de líder principal, foi o primeiro Presidente e o primeiro Capitão do time.

PRIMEIRA DIRETORIA

A Diretoria registrada em ata era formada, pelo Sr. David da Costa Araújo com Presidente, tinha o Sr. João Baptista Dantas como primeiro Secretário, Sr. Hyran Peixoto como Secretário, Sr. Antonio Xavier da Silveira como Tesoureiro e o Sr. Luiz Felipe dos Santos como Orador.

PRIMEIRO TIME

O registro do primeiro time de futebol do Azulão era formado por: João Batista de Melo; Basílio Sapla e Álvaro Pires; João Dantas, Antonio Xavier da Silveira e Vidal Marinho; Ezequiel Gomes, João de Andrade, Artur Xavier da Silveira, Luiz Felipe dos Santos e Valentim Xavier da Silveira.

O Iraty SC é um dos Clubes mais antigos do Paraná. E com esta formação ganhou do IMBITUVENSE por 3 x 0, em 1914, o que é tido, também oficialmente, como o jogo do ISC jogando em Irati.

Nas Atas o primeiro time a ser registrado era formado por:

GOAL-KEEPER: João;

BACKS: Bazilio e Alderico;

HALF-BACKS: Dantas, Totonio e Antoninho;

FORWARDS: Valentim, Andrade, Hyran, Carioca e Vidal.

O número de Presidentes, ao longo de sua história, do Iraty Sport Club teve à frente de sua administração, umtotal de 54 (incluindo o atual).

SEDE & ESTÁDIO

A sua Sede fica localizada no bairro Rio Bonito (conta com: sauna, piscina adulta olímpica, piscina infantil, bar, churrasqueiras e estacionamento para os sócios), ambos em Irati.

O Iraty possui seu próprio Estádio Cel. Emílio Gomes, situado à Rua Vicente Machado, 966, em Irati, inaugurado em 21 de abril de 1950, com capacidade de 4.579 espectadores sentados e dimensões do campo: 101mx70m.

CURIOSIDADE: IRATY JÁ FOI RUBRO-NEGRO

Nos anos 30, as cores do Iraty eram vermelho e preto, como podemos ler num trecho do jornal Correio do Sul: “Dentro de alguns dias a direção technica do glorioso rubro-negro iratyense começará os seus treinos, fazendo seus pupilos exercitarem-se em conjunto e individualmente.” Para o certame estadual, o programa previa na semana, dois treinos coletivos e dois individuais.

Ficaram curiosos com a citação “rubro-negro”? Pois é, conta-se que o nosso Iraty Sport Club, nem sempre desfraldou as cores azul e branco em sua bandeira e uniforme. Houve uma época em que o vermelho e preto eram as suas cores símbolo.  A história detalhada pode ser encontrada no Livro do professor Orreda.

  A Casa do Atleta inaugurada em 23 de agosto de 2000. Trata-se de um alojamento para os atletas do clube, tendo capacidade para mais de 30 pessoas. Localiza-se na a Rua Coronel Pires, nº 667, no Centro; destina-se ao alojamento da Comissão Técnica e dos atletas solteiros. Possui dois quartos, totalizando 29 camas, sala de televisão e refeitório.

HINO DO IRATY
Sou “Azulão” de coração
Sou Iraty até morrer
Vai Azulão que a multidão
Veste a camisa com você
Do interior a força azul
Que orgulha a Pérola do Sul

Solta seu grito, com emoção
Tinge de azul meu coração
Em campo a história, a tradição
Meu Iraty, meu AZULÃO

Iraty Sport Club essa bandeira
Eu sempre quero desfraldar
E a torcida sua fiel companheira
Vai a vitória lhe levar
Põe sua força, sua garra sua luta
Põe no gramado o seu talento em ação.

CAMPEÃO PARANAENSE DE 2002

O time, que na década de 90 ficou conhecido como Azulão, devido à cor do seu uniforme. No dia 1º de maio de 2002, conquistou o seu 1º título de Campeão ao faturar o Campeonato Paranaense da 1ª Divisão, entre os oito clubes que disputaram o certame sem a participação dos três clubes grandes de Curitiba (Atlético Paranaense, Coritiba e Paraná Clube).

Com uma base formada em casa, mais os jogadores experientes trazidos por seu presidente, Sérgio Malucelli, o elenco foi Campeão Estadual com uma rodada de antecedência, levando para a cidade a hegemonia do futebol.

Seu estádio, Coronel Emílio Gomes, foi reformado para competições de porte maior, como a Copa do Brasil de 2003, vaga conquistada justamente por ser Campeão Estadual do ano anterior.

FONTES: Wikipédia – Página não oficial do Iraty S.C., no Facebook – Site Rádio Najuá (http://radionajua.com.br/noticia/irati-de-todos-nos/materias/o-maravilhoso-futebol-de-irati-parte-viii/14659/)

 

Haverá um estreante na Copa Governador do Estado da Bahia: o Pituaçu Futebol Clube.

A equipe de Salvador, fundada em novembro de 2015, irá jogar a primeira rodada em 9 de outubro de 2016 contra o Teixeira de Freitas.

 

 

 

 

Fonte: FBF

 

Segue o novo escudo do Apucarana Sports.

Fonte: FPF

 

Segue abaixo uma foto do EC Mário Bouchardet de Visconde do Rio Branco/MG. O clube participou em 1968 do Campeonato Profissional da LDJF de Juiz de Fora (Campeonato da Zona da Mata).

Esta competição contou com a presença de 15 de Novembro ( Rio Novo ), Aymorés (Ubá), Ideal (Recreio), Independente (Além Paraíba), Mário Bouchardet (Visc. Rio Branco), EC Mineiro (Santos Dumont), Nacional (Muriaé), Nacional (Visc. Rio Branco), Ribeiro Junqueira (Leopoldina), Olímpico Ferroviário (Santos Dumont), Sport (Juiz de Fora), Tupi (Juiz de Fora), Tupynambás (Juiz de Fora) e Viçosa AC (Viçosa).

Mais detalhes da competição? basta clicar no link abaixo:

Campeonato da Zona da Mata/1968

 


 Pesquisa: Givaldo Santos

Fonte: http://novojornalconscienciadamata.blogspot.com.br/

 

 

 

Prezados,

segue o escudo do Clube Atlético Itajaí Ltda de Itajaí, o mais novo integrante da Série C Catarinense. A competição iniciou no último fim de semana (dia 12/06) mas o Itajaí não estreou. Motivo? O mandante (Santa Catarina) solicitou o cancelamento da partida inaugural.

Provavelmente o Itajaí ganhará os 3 pontos.

Segue o escudo do clube:

 

 

 

 

 

Curiosidade: Já é o terceiro clube com o nome da cidade. Anteriormente existiram o Itajaí EC e o Itajaí FC (seguem os escudos).

 

 

 

 

 

 

PS: Não sei se os 3 são continuação de um mesmo clube ou são clubes totalmente distintos.

 

O Atlético Esporte Clube foi uma agremiação da cidade de Vila Velha (ES). Fundado no dia 02 de Fevereiro de 1944, no Bairro de Aribiri, a sua última Sede ficava localizada na Rua Professor Telmo de Souza Torres, nº 920, no Centro de Vila Velha. O Atlético participou da Taça Cidade de Vitória seis vezes: 1962, 1963, 1964, 1965, 1966 e 1967. Também disputou o Campeonato Capixaba da 1ª Divisão, em 1969.

 

FONTES: Rsssf Brasil – Wilson Rio Dias

 

Segue uma cópia de um diploma de sócio proprietário contendo o escudo do Atlético EC de Vila Velha.

Este diploma foi enviado pelo próprio sócio Wilson Rios Dias. Neste pode-se observar a data de fundação do clube: 02/02/1944.

O Atlético EC disputou o Campeonato Capixaba em 1969.

Segundo o Wilson, foi no Atlético que começou, no futsal, o jogador Maxwell do PSG.

Ele informou que o Atlético disputou a Taça Cidade de Vitória (cujos 3 ou 4 primeiros colocados disputavam o Campeonato Estadual) entre 1957 (ou 1958, vai confirmar) e 1970.

Neste último ano foi rebaixado e voltou em 1972. Disputou mais este campeonato e pediu licença do futebol profissional.

O clube foi extinto no final dos anos 90.

 

 

 

Campeonato Piauiense 1976

Participantes

Auto Esporte (Auto Esporte Clube) – Teresina
Botafogo (Botafogo Esporte Clube) – Teresina
Comercial (Comercial Atlético Clube) – Campo Maior
Flamengo (Esporte Clube Flamengo) – Teresina
Fluminense (Fluminense Esporte Clube) – Teresina
Parnaíba (Parnaíba Sport Club) – Parnaíba (* atual Parnahyba Sport Club)
Piauí (Piauí Esporte Clube) – Teresina
Tiradentes (Sociedade Esportiva Tiradentes) – Teresina

Obs: O Tiradentes encerrou o Depto. de Futebol e desistiu da competição no início de junho em função do caso Jacob (homícidio). Vários jogadores do Tiradentes foram indiciados no crime.

1º Turno – 1ª Fase

15/02/1976 – 1ª Rodada
Flamengo 2×1 Botafogo
Parnaíba 3×2 Fluminense
18/02/1976 – 1ª Rodada
Piauí 1×1 Botafogo
Tiradentes 5×0 Auto Esporte

22/02/1976 – 2ª Rodada
Comercial 1×2 Piauí
Tiradentes 12×0 Fluminense
26/02/1976 – 2ª Rodada
Parnaíba 4×3 Auto Esporte
Flamengo 3×0 Comercial

07/03/1976 – 3ª Rodada
Parnaíba 1×4 Tiradentes
Comercial 0×1 Botafogo
Auto Esporte 0×1 Fluminense
Flamengo 1×0 Piauí

Grupo A
1    Tiradentes – 6
2    Parnaíba – 4
3    Fluminense – 2
4    Auto Esporte – 0

Grupo B
1    Flamengo – 6
2    Piauí – 3
3    Botafogo – 3
4    Comercial – 0

(*) Piauí foi segundo por sorteio

1º Turno – Semifinal

10/03/1976 – Jogo Único
Tiradentes 4×1 Piauí
Flamengo 1×1 Parnaíba [Pro 2-0]

1º Turno – Final

14/03/1976 – 1º Jogo
Flamengo 1×0 Tiradentes
17/03/1976 – 2º Jogo
Tiradentes 1×1 Flamengo

(*) Flamengo campeão do 1º Turno

2º Turno – 1ª Fase

24/03/1976 – 1ª Rodada
Tiradentes 2×1 Botafogo
Flamengo 2×0 Fluminense

28/03/1976 – 2ª Rodada
Piauí 1×1 Comercial
Flamengo 2×1 Auto Esporte

31/03/1976 – 3ª Rodada
Botafogo 5×0 Comercial
Auto Esporte 2×1 Parnaíba

04/04/1976 – 4ª Rodada
Botafogo 2×1 Piauí
Comercial 1×6 Tiradentes
Parnaíba 1×0 Flamengo
Auto Esporte 3×1 Fluminense

07/04/1976 – 5ª Rodada
Fluminense 0×1 Parnaíba
Tiradentes 5×1 Piauí

Grupo A
1º Tiradentes – 6
2º Botafogo – 4
3º Piauí – 1
3º Comercial – 1

Grupo B
1º Flamengo – 4
2º Auto Esporte – 4
3º Parnaíba – 4
4º luminense – 0

(*) Flamengo foi primeiro e Auto Esporte foi segundo por sorteio.

2º Turno – Semifinal

11/04/1976 – Jogo Único
Tiradentes 2×0 Auto Esporte
14/04/1976 – Jogo Único
Flamengo 3×1 Botafogo

2º Turno – Final

18/04/1976 – 1º Jogo
Flamengo 0×0 Tiradentes
21/04/1976 – 2º Jogo
Tiradentes 1×4 Flamengo

(*) Flamengo campeão do 2º Turno

3º Turno – 1ª Fase

25/04/1976 – 1ª Rodada
Parnaíba 1×1 Piauí
Botafogo 1×1 Auto Esporte
Comercial 3×1 Fluminense

02/05/1976 – 2ª Rodada
Flamengo 0×0 Botafogo
Comercial 3×1 Piauí
Parnaíba 2×2 Fluminense
05/05/1976 – 2ª Rodada
Tiradentes 0×0 Auto Esporte

09/05/1976 – 3ª Rodada
Flamengo 0×0 Tiradentes
Parnaíba 1×0 Comercial

16/05/1976 – 4ª Rodada
Auto Esporte 0×3 Flamengo
Piauí 2×3 Fluminense
20/05/1976 – 4ª Rodada
Tiradentes 1×1 Botafogo

Grupo A
1º Flamengo – 4
2º Tiradentes – 3
3º Botafogo – 3
4º Auto Esporte – 2

Grupo B
1º Comercial – 4
2º Parnaíba – 4
3º Fluminense – 3
4º Piauí – 1

(*) Tiradentes foi segundo do Grupo A e Comercial foi primeiro do B por sorteio

3º Turno – Semifinal

23/05/1976 – Jogo Único
Flamengo 2×3 Parnaíba
27/05/1976 – Jogo Único
Comercial 2×1 Tiradentes

3º Turno – Final

30/05/1976 – 1º Jogo
Parnaíba 3×0 Comercial
06/06/1976 – 2º Jogo
Comercial 4×2 Parnaíba
10/06/1976 – 3º Jogo
Comercial 0×2 Parnaíba

(*) Parnaíba campeão do 3º Turno

4º Turno – 1ª Fase

12/06/1976 – 1ª Rodada
Botafogo 3×0 Auto Esporte
17/06/1976 – 1ª Rodada
Fluminense 2×3 Piauí
Flamengo 2×1 Comercial

20/06/1976 – 2ª Rodada
Piauí 3×3 Auto Esporte
Botafogo 1×0 Fluminense
Comercial 5×1 Parnaíba

23/06/1976 – 3ª Rodada
Fluminense 2×0 Auto Esporte
Botafogo 0×1 Piauí
27/06/1976 – 3ª Rodada
Flamengo 4×0 Parnaíba

Grupo A
1º Flamengo – 4
2º Comercial – 2
3º Parnaíba – 0

Grupo B
1º Piauí – 5
2º Botafogo – 4
3º Fluminense – 2
4º Auto Esporte – 1

4º Turno – Semifinal
30/06/1976
Piauí 1×1 Comercial [Pro 0-1]
Flamengo 2×0 Botafogo

(*) Flamengo campeão do 4º Turno

4º Turno – Final

04/07/2016 – 1º Jogo
Comercial 0×4 Flamengo
07/07/2016 – 2º Jogo
Flamengo 3×0 Comercial

Final

11/07/1976 – 1º Jogo
Flamengo 2×1 Parnaíba
18/07/1976 – 2º Jogo
Flamengo 1×1 Parnaíba

(*) Flamengo Campeão Piauiense de 1976

Artilheiro
Jorge Costa (Tiradentes) 15 gols

Pontuação        PTS  J   V  E  D   GP   GC
1    Flamengo    36  23  15  6  2   43   13
3    Tiradentes  21  16   8  5  3   44   14
2    Parnaíba    20  18   8  4  6   29   33
4    Botafogo    14  14   5  4  5   18   14
5    Comercial   12  18   5  2 11   22   40
6    Piauí       11  14   3  5  6   19   28
7    Auto Esporte 7  13   2  3  8   13   28
7    Fluminense   7  12   3  1  8   14   32

 

Segue o escudo do Nacional Atlético Clube de Visconde do Rio Branco (MG).

O clube participou do Campeonato Profissional da Zona da Mata, organizado pela LDJF de 1968.

Escudos anteriores:

Fontes:

http://www.nacionalvrb.com.br/

https://www.facebook.com/nacionalvrb/  (Facebook informado pelo colega André Martins)

Livro  “Retrospectiva do Futebol em Juiz de Fora – 1918-1978″ de Geraldo Gerheim

 

Segue o escudo do Ideal Esporte Clube de Recreio/MG

O Clube participou do Campeonato Profissional da Zona da Mata de 1968, organizado pela Liga de Juiz de Fora. Atualmente joga as competições amadoras da região.

Fontes:

https://www.facebook.com/15-DE-NOVEMBRO-FC-de-Rio-Novo-MG-209553899064711/

Livro  “Retrospectiva do Futebol em Juiz de Fora – 1918-1978″ de Geraldo Gerheim

 

Segue o escudo do 15 de Novembro FC de Rio Novo/MG.

O Clube, fundado em junho de 1914 (segundo o seu site) e 1912 (segundo o Annuário Estatístico de MG de 1921) participou do Campeonato Profissional da Zona da Mata de 1968, organizado pela Liga de Juiz de Fora.

Fontes:

https://www.facebook.com/15-DE-NOVEMBRO-FC-de-Rio-Novo-MG-209553899064711/

Livro  “Retrospectiva do Futebol em Juiz de Fora – 1918-1978″ de Geraldo Gerheim

 

 

FONTE: Página do ex-jogador do GAS, Roberto da Silva

 

Encontrei no acervo pessoal do ex-jogador Roberto Silva uma foto do início dos anos 70.

Nesta foto aparece um uniforme e escudo do Grêmio Atlético Sampaio que não havia visto até então.

Na foto, Roberto é o da esquerda (Baré) e seu irmão Rubens Silva, o da direita (GAS).

Curiosidade: Roberto Silva foi artilheiro de Roraima por 10 anos seguidos (1967-1977).

Tanto quem em 1978 o Flamengo do Rio jogou em Boa Vista e Zico brindou o jogador com uma medalha.

Fonte: https://www.facebook.com/photo.php?fbid=272589849487759&set=a.270870732993004.67247.100002102396943&type=3&theater

A partir da foto acima, tentei redesenhar o escudo. Fiquem a vontade para melhorá-lo.

 

 

O Paraíba EC de Cajazeiras, fundado em 07 de Julho de 2005, trocou o seu escudo em 2016. Segue o novo modelo.

Fonte: Súmulas da FPF

 

 

 

O Esporte Clube Mineira de Eletricidade é uma agremiação da Cidade de Juiz de Fora (MG). Surgiu nos anos 30 como Sport Club Mineira de Eletricidade. A sua Sede fica situada na Rua Marechal Deodoro, 455 / 4º andar, no Centro de Juiz de Fora.

O Mineira de Eletricidade participou do Campeonato Citadino de Juiz de Fora, nos anos de 1937, 38, 41 e 43. Foi campeão duas vezes: em 1938, quando a competição foi organizada pela Associação Mineira de Esportes (AME); e na segunda em 1943, sob a batuta da Liga de Desportos de Juiz de Fora (LDJF).

Posse da Diretoria do S.C. Mineira de Eletricidade

 

P.S.: A questão pendente em relação a esta equipe é a confirmação da fundação e as cores. Quem tiver alguma informação é só informar e será dado o crédito nesta postagem.

FONTES & FOTO: Revista Sport Ilustrado – Rsssf Brasil – Blog Maria do Resguardo ‘Imagens Antigas de Juiz de Fora’

 

Prezados,

segue o uniforme e o detalhe do Escudo do SC Mineira de Eletricidade de Juiz de Fora (em preto e branco)

O clube minimamente disputou o Campeonato de Juiz de Fora em 1937, 38, 41 e 43. Esses são anos que tenho a lista completa de participantes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Revista Esporte Ilustrado, número 163 de 22/05/1941

PS: Na legenda da foto acima, está escrito que o jogador chama-se Tamoio e pertence ao Atlético FEEA (clube formado por funcionários da Fábrica de Estojos e Espoletas de Artilharia do Exército). Como o escudo não bate com as iniciais do Atlético e sim com as do SCME, que participava do mesmo torneio (fora o desenho do raio que direciona à uma companhia de eletricidade), provavelmente é uma foto do ano anterior ou erro na legenda mesmo. Para reforçar a tese, na mesma reportagem aparece um jogador com a camisa do Tupynambás mas na legenda aparece como sendo do Sport.

Por fim, na mesma reportagem aparece um clube chamado São Cristóvão, que pelo desenho do escudo parece ser uma cópia do carioca.

Link para a reportagem completa ==> http://www.futebolnacional.com.br/59555145-pdf/juiz_de_fora_1941.jpg

 

Prezados,

Tive acesso ao “Annuario Estatistico de Minas Geraes de 1921″ através do colega André Martins e neste há o ano de fundação de uma série de clubes do estado de Minas Gerais.

Para facilitar extraí apenas a parte de clubes e tratei o PDF original para o arquivo ficar razoavelmente pequeno.

Segue o link do mesmo:

http://www.futebolnacional.com.br/59555145-pdf/anuario1921mg5pb.pdf

O arquivo original (completo com mais de 500 páginas contendo todos os hospitais, escolas, museus, clubes, bandas, etc. do estado) pode ser encontrado em:

https://ia801700.us.archive.org/21/items/anuario1921mg5/anuario1921mg5.pdf

Cabe ressaltar que para alguns clubes, o ano de fundação não bate com o que tenho na minha base de dados. Então não confie 100% no anuário, pois é um documento de 1921 e pode conter erros.

Entretanto, houve casos em que o clube constava na minha base como fundado depois de 1921 mas já aparecia neste anuário de 1921.

Exemplo: O SC Calafate de BH. A data de fundação que tinha era 22/02/1922 mas o clube já aparece neste anuário.

Uma curiosidade: Em 1921 o Minas Geraes FBC tinha mais sócios que o Atlético e o Palestra!

 

 

 

 

 

 

A Associação Taquarussú Esporte Clube é uma agremiação da cidade de  Palmas (TO). Fundado no dia 08 de Fevereiro de 1991, tem a sua Sede situada na Rua 29-A Quadra 39 Lote 05, no Bairro Taquaruçu, em Palmas. Marilon Barbosa Castro foi o 1º Presidente. Atualmente o clube é presidido por Rodrigues dos Santos, o Goiano.

Principais títulos na categoria adultos:

Campeão Estadual da 2ª Divisão em 1991;

Campeão Amador do Copão Primavera de 2010;

 

Principais títulos nas categorias de base:

campeão da 1ª Taça Vanderlei Luxemburgo Sub-18 em 2009;

Campeão do Copão Primavera Sub-16 em 2009;

Campeão da Copa Revelação Sub-18 em 2010.

 

FONTES: O Girassol – Ismael Carlos

 

Araguaína Futebol e Regatas é uma agremiação da cidade de Araguaína (TO). O Tourão do Norte foiFundado no dia 28 de fevereiro de 1997. É o clube de maior torcida do estado do Tocantins. O Tourão do Norte é sucessor do extinto Araguaína Futebol Clube, agremiação fundada em 1979 que se desligou oficialmente da Federação Tocantinense de Futebol em 1996.

O apelido Tourão do Norte é uma alusão ao mercado agropecuarista do município. A cidade de Araguaína é conhecida como “ A capital do boi gordo” pelo grande número de rebanhos bovinos que fazem da cidade a maior exportadora de carne bovina do estado do Tocantins.

No ano de 2004, chegou pela primeira vez a uma decisão do Campeonato Tocantinense, perdendo o título para o Palmas. Em 2005, foi novamente vice-campeão estadual. A primeira conquista do Campeonato Tocantinense ocorreu em 2006, quando bateu o Tocantinópolis na final. No mesmo ano, participou doCampeonato Brasileiro da Série C, terminando na trigésima oitava colocação.

Na edição de 2007 da competição, mesmo tendo realizado a melhor campanha de seu grupo, o Araguaínaacabou perdendo 12 pontos nos tribunais, devido à escalação do jogador Eucimar de forma irregular em duas partidas. O clube conseguiu recorrer, porém, a terceira fase da competição já estava sendo disputada, a equipe não conseguiu ser novamente incluída.

ANOS DE OURO

Em 2009, foi um ano excelente para o Tourão do Norte, primeiramente porque houve a construção de um novo estádio na cidade, o Mirandão. A partida de inauguração foi contra o Goiás, em que o esmeraldino venceu por 2 x 1. o Araguaína chegou a final do Campeonato Tocantinense pela quinta vez em seis anos.

Fazendo uma boa campanha no estadual, o Touro chegou até a finalíssima contra o Palmas, arrancando um empate na capital por 1 x 1. No Mirandão o clube empatou em 2 x 2 e venceu o Palmas por 5 x 3 nos pênaltis e conquistou seu segundo título.

Representou o estado do Tocantins na Copa do Brasil de 2010, competição da qual foi eliminado na 1ª fase pelo Guarani de Campinas. No dia 16 de outubro de 2010, o Araguaína tornou-se a primeiro equipe tocantinense a subir de divisão no Campeonato Brasileiro, sendo promovido da Série D para a Série C.

A partida que decretou a ascensão do clube, válida pelas quartas-de-final da competição, foi contra oUberaba. Após um empate sem gols no tempo normal, o Araguaína venceu a disputa de pênaltis por 3 a 2, com atuação destacada do goleiro Huanderson, que defendeu três cobranças.

Além do acesso, o clube garantiu vaga nas semifinais da Série D. Porém, não conseguiu chegar às finais, sendo eliminado pelo Guarany de Sobral com dois empates.

CRISE

Em 2011, o Araguaína não fez boas campanhas nas competições que disputou. No primeiro semestre, disputou o Campeonato Tocantinense, onde a equipe não foi muito bem e acabou rebaixada. No segundo semestre, jogou a segunda divisão do estadual e não conseguiu o acesso. Na Série C, ficou com apenas 1 ponto no Grupo A da competição e foi rebaixado.

Em 2012, começou o ano Sonhando em herdar a vaga do Rio Branco-AC que havia sido punido pelaQuarta Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), mais depois de muita confusão, foi decretada o rebaixamento do Araguaína que não disputou a Série D e novamente oCampeonato Tocantinense da 2ª Divisão.

 

FONTE & FOTO: Wikipédia – Ismael Carlos

 

O Clube Atlético Tocantinense (atual: Tocantins Futebol Clube) é uma agremiação da Cidade de Palmas, capital do estado de Tocantins. Na Fundação da equipe Alvinegra há um dilema. O dia 10 de Outubro não há questionamento, mas o ano, sim. Em boa parte das publicações que mencionam a data, marcam que foi em 1999. Contudo neste escudo enviado pelo internauta Ismael Carlos mostra que o ano é de 1998. 

Em 2002, participou pela primeira vez do Campeonato Tocantinense, terminando na última colocação entre os dez participantes. Em 2006, alterou o nome para Tocantins Futebol Clube, bem como as cores, que passaram a ser azul e branco.

FONTES: Ismael Carlos – Wikipédia

 

Outra descoberta que contou com a ação do amigo e membro Gerson Rodrigues, junto a importante cooperação do Professor Chicão, é mais um time da Região dos Lagos: O Estado Novo Futebol Clube foi uma agremiação da cidade de Cabo Frio (RJ). A equipe Alviverde ficava sediada no Bairro Porto do Carro, em São Pedro da Aldeia.

Na década 40, duas equipes disputavam palmo a palmo o direito de ser o melhor clube de Cabo Frio: Rio Grande F.C. e Estado Novo F.C. A equipe Alviverde foi campeão por diversas vezes o Campeonato Citadino Cabofriense de Futebol, como por exemplo, os títulos de 1944, 1946, 1947 e 1948.

CAMPEONATO FLUMINENSE

Estado Novo estreou no Campeonato Fluminense de 1944 (embora os jogos terem ocorrido em 1945). Na 1ª fase, o time eliminou o Rubro-Negro F.C., de Araruama, vencendo o jogo de volta, em casa, por 2 a 0. Na 2ª fase, arrancou um empate em 1 a 1 (04/03/45), com  o Ypiranga Futebol Clube, em Macaé. Na volta, o Estado Novo avançou ao vencer o rubro-negro macaense por 2 a 1 (11/03/45).

Na terceira fase, Estado Novo e o Esperança , de Nova Friburgo travaram um duelo ferrenho para definir quem iria avançar para as semifinais do Campeonato Fluminense.

Após vencer, em casa, por 3 a 2, o Estado Novo foi até Nova Friburgo e acabou derrotado. Com isso, foi necessário o terceiro e decisivo jogo. Mesmo jogando em casa, o Estado Novo foi superado pelo Esperança por 1 a 0.

 

FONTES: Rsssf Brasil – Blog História, Música e Sociedade – Prof. Chicão

 

 

Com a iniciativa do amigo e membro Gerson Rodrigues, agregado a preciosa colaboração do Professor Chicão, apresentaremos mais um clube resgatado: O Rio Grande Football Club foi uma agremiação da cidade de Cabo Frio, na Região dos Lagos do Estado do Rio de Janeiro. Tricolor cabofriense (cores: azul, branco e vermelho), que era um clube dos Sindicalistas, participou do Campeonato Fluminense de 1943, organizado pela Federação Fluminense de Desportos (F.F.D.).

Na década 40, duas equipes disputavam palmo a palmo o direito de ser o melhor clube de Cabo Frio: Rio Grande F.C. e Estado Novo F.C. A equipe rio-grandense faturou o Torneio Início, em 1940, e o Tricampeonato Citadino, em 1938, 1943 e 1945.

Vasculhando por alguns jornais cariocas, encontrei algumas reportagens sobre o Rio Grande F.C.:

No domingo, do dia 27 de agosto de 1939, o Rio Grande veio até a capital enfrentar o Mavilis, num amistoso estadual. E o time de Cabo Frio arrancou um empate em 1 a 1, no Estádio da Rua Carlos Seidl, no Bairro do Caju, Zona Portuária do Rio.

No domingo, do dia 19 de Maio de 1940, O Rio Grande foi até Macaé e voltou para Cabo Frio, com um empate em 2 a 2 com o Americano local. No domingo, do dia 30 de janeiro de 1944, o Rio Grande acabou derrotado pelo Metalúrgico, de São Gonçalo.

A delegação do Rio Grande F. Club, campeã do Campeonato Citadino de Cabo Frio de 1942, desembarcou no Rio, sábado (09/01/43), para o jogo do dia seguinte diante do São Roque Futebol Clube, do Bairro Imperial de São Cristóvão. A delegação veio constituída da seguinte forma:

Juliano Miguel da Silva (Presidente); Claudionor Martins (Secretário); Manoel Corrêa (Tesoureiro); Aprígio Gama (Diretor Técnico); Antonio, Zica, Luiz I, Tute, Luiz II, Luizinho, Domingos, Nelson, Pino, Carioca, Antonico, Geraldo, Gilson, Nelson e Leone.

Então, no domingo, do dia 10 de Janeiro de 1943, enfim o jogo. A Gazeta de Notícias reportou a peleja assim: ” Com grande entusiasmo foi realizado o encontro interestadual de amadores entre os quadros do São Roque Futebol Clube e do Rio Grande F. Club.

Depois de dois tempos cheios de entusiasmo, onde imperou a disciplina, sagrou-se vitorioso o quadro carioca pela contagem de 5 x 1. Após o prélio os dois quadros se confraternizaram numa demonstração de que sabem encarar o esporte dentro da sua finalidade.

SÃO ROQUE F.C.              5          X         1          RIO GRANDE F.C.

LOCAL: Praça de Esportes São Roque, em São Cristóvão – Zona Norte do Rio.

DATA: Domingo, do dia 10 de Janeiro de 1943

CARÁTER: Amistoso Estadual

ÁRBITRO: Arthur Lopes (Boa atuação)

SÃO ROQUE: Walter; Julio e Tiene; Flavio, Waldemar e Fausto; Orlando I, Osmar, Lula, Cantuária e Guilherme.

RIO GRANDE: Antônio; Luiz II e Zeca; Luizinho, Tute e Domingos; Nelson, Pino, Carioca, Luiz I e Antonico. Técnico: Aprígio Gama.

GOLS: Cantuária, duas vezes; Lula, Osmar e Guilherme (São Roque); Pino (Rio Grande).

 

CAMPEONATO FLUMINENSE

O Rio Grande debutou no Campeonato Fluminense de 1943 (apesar dos jogos terem acontecido no ano de 1944). Na 1ª fase, o time acabou tropeçando em casa, ao ficar no empate em 1 a 1 (no dia 09 de janeiro de 1944), com o Ypiranga Futebol Clube, de Macaé. Entretanto, no jogo de volta, o Rio Grande arrancou a classificação ao vencer por 1 a 0 a equipe macaense, no Norte Fluminense (no dia 16 de janeiro de 1944).

Na 2ª fase, a equipe cabofriense não foi bem e acabou eliminada com duas derrotas para o Esporte Clube Metalúrgico, de São Gonçalo: 3 a 0, em casa (23 de janeiro de 1944), e, 3 a 1, fora (30 de janeiro de 1944).

 

FONTES: Rsssf Brasil – Jornal A Noite – Gazeta de Notícias – Jornal dos Sports – Blog História, Música e Sociedade – Prof. Chicão

© 2017 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha