Promovido pela Liga Campista de Desportos (LCD), o Campeonato Campista de Futebol terá o seu início no próximo domingo (15 de abril de 2012), com a Série Central,  com sete jogos todos com horário previsto para começar às 15 horas (de Brasília).

Sem dúvida, a equipe mais conhecida da Série Central é o Esporte Clube SapucaiaFundado no dia 18 de dezembro de 1938 é no seu currículo um título inédito do Campeonato Fluminense de 1974, o time segue num processo de readaptação. Afinal, após um longo período de inatividade o Sapucaia retornou as competições há dois anos. Veja abaixo as partidas:

Data
Dia
Hora
1º Rodada – 15 de abril de 2012
Local
15/04
Dom
15h
Barcelona FC
x
Botafogo FC
Campo U. Matadouro
15/04
Dom
15h
EC Beira Rio
x
EC União Matadouro
Campo União Ururaí
15/04
Dom
15h
Unidos Santa Clara
x
Novo Horizonte FC
Campo São Cristovão
15/04
Dom
15h
Operário FC
x
Fortaleza FC
Campo Niterói
15/04
Dom
15h
Grêmio EC
x
Aventureiro FC
Custodopolis
15/04
Dom
15h
EC Guarujá
x
EC Sapucaia
Campo Aventureiro
15/04
Dom
15h
Nova Brasília FC
x
Nacional FC
Campo do Campos
   
Folga
AE Meninos da Vila
 

 Colaborou: Leonardo Silva de Souza

 

Mais um escudo campista que o amigo Leonardo Silva de Souza colaborou conosco. Trata-se da Associação Atlética Ponte Preta é uma agremiação da cidade de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense (RJ). O clube, que fica no Distrito de Espinho, foi fundado no sábado, do dia 03 de junho de 2006.

Nessa temporada a equipe pontepretana campista disputará as competições da Liga Campista de Desportos (LCD), nas categorias de base. O escudo é uma cópia do Clube Atlético River Plate, da Argentina.

 

Em 03 de Outubro de 1994 em Lavras da Mangabeira é fundado o  PSV Sport Club.

Em Novembro de 1999 os Dirigentes, Jogadores e Torcedores resolvem mudar seu nome. Nasci assim o Padre Cícero Sport Club
O Pe Cícero Sport Club que recebeu o nome do santo dos sertões nordestinos, “Cícero Romão Batista” o padre que tem uma imensa legião de fiéis espalhados pelo Brasil. Levando na camisa as cores Azul, Branco e Preto.
Hoje o Padre Cícero Sport Club tem a maior torcida de Lavras, e a cada ano que passa ganha mais adeptos em toda região do cariri e respeito acima de tudo.
Padre Cícero sempre significará garra, profissionalismo, desafio, sucesso e orgulho para os torcedores Lavrenses e da região. Através dos melhores profissionais, determinando um padrão único de satisfação de nossos torcedores e colaboradores.
Escudo de quando a equipe usava o nome PSV.
MASCOTE: Todo clube tem um simbolo, e ele faz parte do carinho que o torcedor sente pelo clube do coração.
O Raposão foi fundado na década de 40, feito por Fernando Pierucetti, conhecido como Mangabeira. Atualmente é mascote do Cruzeiro Esporte Clube de Minas Gerais…
TÍTULOS:
- Campeão I Copa Intermediária;
- Campeão I Copa dos Campeões;
- Vice- campeão Municípal 2005;
- Campeão da 2ª Copa Dr. Tavinho;
- Bí- Campeão da Super Copa Cuandú;
- Campeão da Copa Novo Horizonte 2010
- Campeão municipal invicto 2011
FONTE:
 

Com sede no Sitio Pau Amarelo, zona rural de Taquarana, AL, o Atletico F.C. é um dos times que disputam o torneio amador local. Suas cores, segundo o escudo, são azul e branco.

Protegido: TABAJARA DE TAQUARANA (AL)

 04. Artigos André Martins  Digite sua senha para ver os comentários.
abr 122012
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

A Associação Esportiva Unidos do Selefogo é uma agremição da cidade de Macaé, no Norte Fluminense (RJ). Como diz o nome o time é uma homenagem ao Botafogo do Rio. O clube foi fundado nos anos 70 e disputa as competições da Liga Macaense de Desportos (LMD).

 

Associação Atlética Lima Duarte é um clube do município de  Lima Duarte (MG). A equipe alvinegra fica na Praça Nominato Paiva Duque, 15, no Centro de Lima Duarte. A agremiação além da equipe adulta, também participa de competições regionais amadoras de Minas Gerais na categoria de base, dando as crianças carentes a possibilidade de ter inclusão social e educacional.

Um aspecto bacana é que a garotada para continuar treinando e jogando precisa tirar boas notas na escola, servindo com um bom exemplo a ser seguido pelos grandes clubes brasileiros.  Caso alguém tenha mais alguma informação… O Site agradece!

 

Fotos:  Divulgação

 

 

O São Gotardo Futebol Clube é uma agremiação da cidade gaúcha de Caxias do Sul. O Áureo-anil foi fundado no dia 10 de janeiro de 1972, e fica no Bairro: Ana Rech. O clube disputa as competições amadoras da Serra Gaúcha.

 

O estádio Dr. Adhemar Pereira de Barros, em Araraquara, que se popularizou com o nome de Estádio da Fonte Luminosa, sofreu uma remodelação radical, transformando-se na Arena Fonte Luminosa. A reinauguração aconteceu no dia 22 de outubro de 2009, quando Ferroviária e Ituano jogaram pela Copa Paulista.
A Ferroviária venceu por 2 a 1, numa noite de festa que contou com a presença de 21.254 pessoas. Com uniforme diferente do usual, todo amarelo, a equipe afeana inaugurou o marcador aos 35 minutos do primeiro tempo.
Laertinho, o camisa 10, cobrou infração na esquerda do ataque, no gol de entrada.
Alçou a bola na pequena área ituana, onde houve um primeiro cabeceio para a meta.
O goleiro Éder defendeu parcialmente a bola, sobrando o rebote para o lateral esquerdo Fernando Luís, que bem próximo ao gol cabeceou de forma inapelável para as malhas do Ituano, para enorme vibração da platéia presente à Arena.

Sequência fotográfica do primeiro gol da Arena Fonte Luminosa:




Texto: Vicente Henrique Baroffaldi
Edição e fotos: Paulo Luís Micali

 

 

O Benfica Futebol Clube é uma agremiação da cidade de Pelotas (RS). O seu endereço é: Rua Santos Dumont, 40 – Centro. O clube, fundado no dia 7 de Abril de 1957, é uma das grandes equipes do futebol amador pelotense.

 

Carteirinha do clube

 

 

 

 

 

Fotos: Homero Queiroga

 

 

 O Progresso Futebol Clube é uma agremiação da cidade gaúcha de Pelotas. O clube, fundado em 1943, fica localizado na Rua Francisco Santos, 238, no Bairro de Três Vendas. O Rubro-negro pelotense trabalha com categorias de base desde 1989.

Sempre participando com destaque em diversos campeonatos e torneios. Juntamente com esse trabalho de formação de atletas, desenvolve um papel social importante, beneficiando garotos da periferia na faixa etária de 11 a 18 anos.

Nesse período já foram descobertos vários talentos, como Emerson, Daniel Carvalho, Fernando Cardoso, Carlos Alberto. Desde 2003 o Progresso mantém parceria com o Sport Club Internacional, dando exclusividade em todos os atletas que se destacam no rubro-negro pelotense.

Foto: Site do Progresso FC 

 

Por: Dilson Braga

 O ‘Jornal Arauto do Sul’ de 17 e 18 de julho de 1928, publicou uma coluna de autoria de Ney Alvarenga, que comentou os jogos de futebol realizados no Stadium Varginhense. Chegamos à conclusão de que o Stadium Varginhense teve várias inaugurações e festas comemorativas. Em 1927 foi inaugurado o campo de futebol enquanto se concluía a parte das arquibancadas. Vamos publicar a matéria “na íntegra” com algumas modificações da atualização da língua portuguesa.

“Varginha pode se orgulhar de possuir a melhor e mais confortável praça de esportes do Sul de Minas, quiçá do Brasil, pois a não ser os “stadiums” do Vasco da Gama, do Fluminense e do América, este último já em construção, outro qualquer não o superará, creio eu. Melhoramentos como esse, de tanta grandiosidade para uma cidade do interior, merecem o apoio do povo desta terra, que de tempos para cá vem tomando um impulso digno de admiração geral. E os resultados de um empreendimento de tão grande vulto assim naturalmente serão coroados de êxito. O “Stadium”, ora em vias de acabamento, apresenta um aspecto agradável à vista de todos, não só pela sua amplitude e comodidade, como também pelo deslumbrante panorama que lhe fica em derredor. Aqueles que o idealizaram estão de parabéns, porque ele representa mais um notável progresso para Varginha, que de há muito reclamava uma praça onde pudessem passar momentos de distração todos os que dedicam aos esportes.

Seguindo o exemplo dos grandes centros, o “stadium” desta cidade foi traçado de forma tal que quase todos os ramos de esportes estão sendo ali introduzidos. Incalculáveis os benefícios a tirar com esse melhoramento, haja vista o bom nome que cada vez mais vai adquirindo Varginha.

As lutas desportivas que temos presenciado ultimamente, atestam o interesse dos varginhenses pelo seu desenvolvimento físico, levando avante com carinho e força de vontade o cultivo de todos os esportes. Fortes clubes do Rio, pertencentes à 1ª Divisão da AMEA – Associação Metropolitana de Esportes Atléticos, sempre jogam nesta cidade.”

 

“Pelo comboio das treze e vinte, de Sábado atrasado, conforme fora anunciado, chegou a esta cidade a embaixada do “Andarahy E. Clube”, chefiada pelo seu ilustre presidente, comparecendo à gare da Rede grande massa popular, afim de receber os guapos rapazes. Ao pisarem em terra, foram os nossos hóspedes saudados pelo orador Sr. Luiz José Alvares Rubião, que desobrigou-se satisfatoriamente da missão de que fora investido. Acompanhados pela corporação musical “Santa Cecília”, seguiram rumo ao Hotel Megda, onde lhes estavam reservados aposentos.

Às 15 horas, no amplo e belo “stadium”, acompanhados do Juiz escolhido – Sr. Americano, da delegação visitante e sob delirantes aclamações da assistência, entraram em campo as duas “equipes”, as quais, feitas as saudações do estilo e alinhadas, entraram em luta, notando-se desde logo maior firmeza e entendimento por parte dos jogadores Andarayenses, que produziam excelente combinação de passes, deslocando a defesa local, que precisou de grandes esforços para conter suas avançadas. Apesar de todos os recursos empregados, os “players” visitantes não conseguiram romper o circulo de ferro local.

A defesa do quadro “Avea”, ante os impetuosos ataques do Andarahy, foi-se mostrando impotente para sustar as investidas dos cariocas, e o domínio destes sobre os locais acentuava-se cada vez mais, estando a defesa fraca, mostrando-se os “halfs de ala” e os “backs” indecisos, motivo porque se aproveitaram os visitantes para exercerem maior pressão contra as barras confiadas à perícia de João, que praticava ótimas defesas. Não houve domínio do “team” da Avea. O gol que conquistou e que lhe garantiu a vitória sobre o forte conjunto Andarahyense, foi obra de ingentes esforços do ótimo meia esquerda Feitor, um jogador calmo, preciso nos arremates e impetuoso. Ele e seu companheiro formaram uma ala perigosíssima e combinavam com desenvoltura, empolgando a assistência. Russo, João e Branco, os melhores da defesa, sendo que o último esteve fraco no primeiro tempo, mas melhorou muito depois.

 

O quadro visitante apresentou um excelente jogo, causando ótima impressão, tendo sua linha dianteira combinada com maestria, salientando-se o jogo limpo de Telê, o terrível marcador de “goals”, pois no atual campeonato carioca marcou 16 tentos, batendo o recorde. Quanto à sua defesa é justo destacar o center-half e o keeper que estiveram felizes. Final: Avea 2 x 1 Andarahy. O juiz da partida se comportou com imparcialidade e honestidade, não comprometendo a sua atuação nesta partida amistosa.”

 O Andarahy Athletico Club (fundado em 09-11-1909), tinha o seu campo na Rua Prefeito Serzedello Correa, atual Rua Barão de São Francisco no bairro de Vila Isabel, na Zona Norte da cidade. Na década de 60, seu campo foi comprado pelo América Football Club para a construção de um estádio, rebatizando-o de Volney Braune, e depois fechou as portas.

Fotos: Dilson Braga

 

 

Em 29 de junho de 1943, um grupo de esportistas moradores da rua Torres Homem quase esquina com Av. Senador Dantas no bairro do Macuco resolveram criar uma equipe para a pratica de futebol . Liderados pelo Sr. Machado, cidadão português de nascimento, torcedor do C.R. Vasco da Gama do Rio de Janeiro, escolheram esse nome para o time, e para diferenciarem de outros times já existentes em Santos fundaram o Vasco Futebol Clube.

Naquele tempo uma grande área entre a Av. Pedro Lessa e a Av. Epitácio Pessoa , próximos ao canal 5, ficara desocupada das chácaras ali existentes e foram sendo construídos vários campos de futebol. Machado e sua turma se uniram em mutirão em suas horas de folga e com foices e enxadas nas mãos prepararam aquele que por mais de trinta e cinco anos seria o seu campo de futebol.

Tradicional clube da nossa várzea, o Vasco F. C. participou de vários torneios acontecidos em Santos, sempre com boas equipes, disputando a final em várias ocasiões, e com vitórias como as do Torneio da Amizade O Diario no ano de 1964, contra as equipes amadoras do Santos F. C. ( na época com Clodoaldo, Edú, Pardal, Vicente, Negreiros, Caneco, todos em inicio de carreira), Jabaquara A.C., A.A. Portuguesa, S.E. Barreiros, Itapema, Bandeirantes do Casqueiro e A.F. Cosipa. Os jogos aconteceram nas preliminares dos jogos da segunda divisão quando a Portuguesa foi campeã em cima da Ponte Preta. Foi também campeão do Torneio de seleções dos Bairros em 1965 e campeão varzeano em 1975.

A partir dos anos 60, já sob o comando de Manduca, seus jogadores eram oriundos dos moradores da Praça Joaquim Murtinho, próxima ao campo.

FONTE:

http://www.varzeasantista.com/equipes/vasco-futebol-clube/vasco-futebol-clube/

Protegido: ESTRELA DE RIO PEQUENO (SP)

 04. Artigos André Martins  Digite sua senha para ver os comentários.
abr 112012
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


Protegido: FIRMIANO PINTO (SP)

 04. Artigos André Martins  Digite sua senha para ver os comentários.
abr 112012
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

O Senta a Pua Futebol Clube é uma agremiação da cidade de Castelo, no Espírito Santo. Quem tiver outras informações sobre esse simpático e engraçado distintivo… Por gentileza me informe. O futebol capixaba agradece. Rs

 

 Mais uma América para pôr na conta. Esse é o América futebol Clube de Palmas, no Estado do Tocantins. A equipe Rubra fica na Aureny III – Palmas (TO). O clube foi fundado no dia 12 de janeiro de 1993. Atualmente o time disputa competições amadoras, mas há uma mobilização para profissionalizar o time já para a próxima temporada.

 

Precisamos de mais informações da equipe.

FONTE:

http://www.giginarede.com.br/varzea/ultragas.asp

http://varzeasantista.blogspot.com.br/2008/02/ultrags.html

 

Aparecem como fundadores do CLUBE RECREATIVO VASCO DA GAMAda Rua Guararapes, em Santos, os esportistas Ivo da Costa Ferreira, Ruperto Dias de Lima, Ayrton Francisco Silva, Mário Fernandes Ribeiro e Amilcar Dias de Lima, que estiveram reunidos a 16 de outubro de 1944, traçando diretrizes para a estruturação do clube que viria a integrar o panorama esportivo santista.

Credenciado por sua filiação junto à Liga de Futebol Amador de Santos e Federação Paulista de Futebol, o C.R Vasco da Gama disputava o Campeonato da Divisão Principal de Amadores. Por este certame, classificou-se como Vice-Campeão, em 1954, conquistando, ainda, o título de Vice-Campeão na categorial juvenil; em 1955, conquistou o título de Campeão da Divisão Principal, foi Campeão do Torneio Misto e Vice-Campeão do Torneio Início, principal e juvenil. Em 1956, venceu o Torneio Início da Divisão Principal e, em 1959, foi Campeão da Divisão Principal da LFAS.

DIRETORIA: Presidente de Honra – Dr. Agostinho Ferramenta Silva; Presidente – Nelson Malavasi; Vice-Presidente – Eduardo Mendes; 1º. Secretário – Sergio Peres Lopes; 2º. Secretário – Prudêncio Gonçalves; 1º Tesoureiro – Bento Dias; 2º Tesoureiro – Bráulio Alcantara Júnior; Diretor Geral de Esportes – Mario Benencassi; diretor Esportivo – Nelson Marques; Diretor Social – Joel Gonçalves dos Santos e Juan Salgado; Presidente do Conselho – Augusto Saraiva.

Atualmente, o C.R Vasco da Gama encontra-se instalado, em sede própria, junto à Rua Carvalho de Mendonça, nº. 379, com um número limitado de sócios. É o único grêmio amador que possui um atleta, Mário Fernandes Ribeiro, detentor de todos os títulos amadores de futebol da cidade.

Títulos conquistados: Futebol – 1954, Vice-campeão da Divisão Principal da LFAS; 1955, Campeão da Divisão Principal da LFAS; 1955, Campeão do Torneio “Extra-Misto” (preliminares de Profissionais) da LFAS; 1956, Campeão Juvenil da LFAS; 1959, Campeão da Divisão Principal da LFAS; 1959, Campeão dos Campeões de 1967, Campeão dos 2ºs Quadros do Campeonato de Praia (Senac). Futebol de salão – 1964, Campeão Infantil; 1964, Campeão do Campeonato Aberto da Cidade; 1964, Campeão Juvenil; 1964, Campeão Aspirante e 1965, Bicampeão Infantil.

FONTES:

http://www.giginarede.com.br/varzea/vasquinho.asp

http://varzeasantista.blogspot.com.br/2008/02/cr-vasco-da-gama.html

http://www.novomilenio.inf.br/santos/h0171y4.htm

 

 

No começo dos anos 60, Ernesto Martins ( o popular velho Ernesto ); como milhares de Brasileiros, passava por muitas difículdades perante ao militarismo (regime que comandava o Brasil e que exilava e prendia aqueles que não concordavam com o autoritarismo da época)

 

Aliado ao seu amor pelo xará carioca,a solução que esse cidadão teve para não ser perseguido foi juntar um grupo de amigos (como Seu Helói e outros) e criar um clube de futebol amador (pois na época, o sistema aliviava para aqueles que mantinham uma entidade esportiva

 

Então, no dia 17 de janeiro de 1962, no bairro do Pae Cará (Fundão), foi fundado o CLUBE RECREATIVO VASCO DA GAMA

 

de lá prá cá, craques históricos do Guarujá vestiram essa camisa e muitos comandaram a caravela, mas apesar de todas as difículdades, o Vasco jamais deixou de existir e a semente plantada a quase 50 anos está mais forte do que nunca

 

Graças a todos, o Vasco é um dos mais antigos e considerado um dos grandes times de futebol amador da ilha de Santo Amaro.A memória dos grandes guerreiros que amavam o Vasco e o passado  do clube jamais será esquecido

 

Em homenagem ao nosso patriarca a praça de esporte do Clube Recreativo Vasco Da Gama chama-se Ernesto Martins, nome também dado a uma rua do bairro.
FONTES:

 

 

 

No dia 10 de maio de 1925, uma plêiade de esportistas de Santos, reuniram-se decididos a fundar um novo clube denominado ESPORTE CLUBE VASCO DA GAMA,  que viria a se apresentar nos gramados santistas.

Naquela data, reuniram-se os senhores Francisco Fernandes, Mário Soler, Carmelo Catalbiane, Antonio da Silva, João de Carvalho, Firmino Gonçalves, Pedro Toledo, Álvaro Camacho e outros, ficando assentada a estruturação do novo grêmio que viria engrandecer, ainda mais, o amadorismo santista.

Pertencendo o E.C. Vasco da Gama à Liga de Futebol Amador de Santos, disputou seus campeonatos até 1956, quando resolveu licenciar-se. Em 1948, foi campeão do Torneio Início, pelo Campeonato da Divisão Principal de Amadores.

O Vasquinho, como é carinhosamente conhecido, tinha seu campo “particular” na Rua República do Perú.

DIRETORIA: Presidente de Honra, Francisco Fernandes; Presidente, José Tavares; Secretário, Otávio Augusto; Tesoureiro, Manuel Gacezé; Diretor de Esportes, Eugênio Santana; Diretor Social, José Raimundo.

FONTES:

http://www.giginarede.com.br/varzea/vascodagama.asp

http://varzeasantista.blogspot.com.br/2008/02/ec-vasco-da-gama.html

 

 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

Criado em 4 de abril de 1932 e funcionando na antiga Vila Parisi, o time de futebol cubatense foi lembrado pelo jornalista Hamleto Rosato em sua coluna A Tribuna nos anos 60 referente ao dia 16 de setembro de 1963, uma segunda-feira. A nota a seguir foi reproduzida na edição de 16/9/2004 do jornal santista A Tribuna:

“O Comercial Santista F. Clube comemorou o seu 31º aniversário de fundação com vasto programa, que se desenvolveu com muita animação. A abertura das festividades foi na sede, na Vila Parisi, em Cubatão, e contou com a presença de numerosa assistência, incluindo-se autoridades civis e militares. No festival esportivo, a prova de honra foi disputada entre o Comercial e o Excelsior, com vitória do primeiro por 4 a 0, que jogou com Grasseto, Elci, Natanael e Louzada; Luiz e Quelu; Maneco, Vitalino, Julinho, Dito e Cabeção. O pontapé inicial foi dado por Mário Ruivo, presidente da Comissão Central de Esportes de Cubatão”.

Cores: vermelho / branco
Estádio: José Geraldo Guiolosa (também conhecido como Vila Fabril)
Histórico: O clube foi fundado por funcionários e com apoio dos diretores da Companhia Santista de Papel. Marcou presença no futebol amador de sua cidade, se destacando como uma das principais forças do litoral santista. Com a venda da companhia para a Votorantim, o desinteresse pelo clube levou a sua extinção no início dos anos 90. O estádio ainda existe, mas totalmente abandonado, sendo usado pelos poucos moradores que ainda residem na Vila Fabril.

Em 1965 a equipe do COMERCIAL SANTISTA FUTEBOL CLUBE de Cubatão escreveu o capítulo mais importante de sua história ao sagrar-se vice-campeã do interior. Foi uma campanha espetacular, que se inciou em 1965 e só terminou em 1966.

A foto, pertencente a Antônio Carlos Pascoal, mostra o time do Comercial Santista Futebol Clube, campeão do Torneio Relâmpago 1949. Da esquerda para a direita estão: em pé – Seo Rosa, Raul, Nunes, Manoel, Vadico, Manoel Bigode, Fubeca e Tonico Pascoal (treinador). E, agachados – Lica, Mario Cascardi, Antônio Cunha, Titinho, Nelson e Bebeco.

ARTE DO ESCUDO SÉRGIO MELLO

FONTE:

http://www.giginarede.com.br/varzea/comercial-santista.asp

 

Independente A.C. foi um time da rua Cel. Raposo de Almeida no bairro do Estuário. Foi fundado em 1958 por garotos que ainda não tinham espaço para jogar no Beira Mar, clube do mesmo local, e jogavam no período da tarde e de chuteiras. As cores do seu uniforme eram o azul e branco e estiveram em atividade até o ano de 1970, quando o terreno do campo em que jogavam foi utilizado pela Cia. Docas de Santos para ampliação do porto.

ARTE DO ESCUDO SÉRGIO MELLO

FONTE:

http://www.varzeasantista.com/equipes/independente-ac/independente-ac/

 

 

NOME: TELEFÔNICA ATLÉTICO CLUBE

FUNDAÇÃO: DESCONHECIDO

CIDADE: SANTOS

ARTE DO ESCUDO SÉRGIO MELLO

 

ARTE DO ESCUDO SÉRGIO MELLO

 

O Esporte Clube Operário é uma agremiação do município de Tapera (RS). A equipe Alviverde foi fundada no dia 16 de maio de 1989.

 

 O Esporte Clube Motorista é uma agremiação do município de Dom Pedrito (RS). O clube, que foi fundado no dia 25 de julho de 1949, fica na Rua Duque de Caxias, 497, no Centro.

 

A Sociedade Esportiva e Cultural Estrela do Sul e uma agremiação do município de Dom Pedrito (RS). O clube foi fundado no dia 26 de outubro de 1974.

 

O Grêmio Esportivo Operário é uma agremiação do município de Rio Pardo (RS). O clube, que foi fundado no dia 04 de março de 1945, fica localizado na Rua Marechal Floriano, s/n, no Centro. O G.E. operário manda os seus jogos no Estádio Municipal Amaral Cassep.

 

Catalogando o escudo inédito do América Football Club de Niterói, participante do campeonato fluminense em 1919, 1920, 1921 e 1922, pesquisado pelo historiador Auriel de Almeida.

Em 1925, aconteceu a fusão com o Ypiranga FC, que na verdade foi absolvido, cedendo o prédio/sede e campo para o Ypiranga, localizado a rua São Lourenço com a rua Indígena, e o nome América desapareceu. O antigo campo não existe mais, está ocupado por uma estação de distribuição de Energia e sua sede ao lado ainda existe, e está para alugar (só não se sabe, por quem?). A quem interessar, digitem “Rua São Lourenço, 16, Niterói” no google maps e vejam o Street View. (a boa sugestão do Auriel) 

Fonte: Auriel de Almeida 

 

 O Esporte Clube Santa é uma agremiação do Distrito de Travessão, na cidade de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense (RJ). Outra equipe que disputará o Campeonato Campista de Futebol, organizada pela Liga Campista de Desportos (LCD).

 

 

 A Sociedade Esportiva Recreativa 13 de Abril é uma agremiação do Bairro de Záchia, na cidade gaúcha de Passo Fundo. O clube aúreo-negro completará na próxima sexta-feira 27 de existência (não por acaso, foi fundado no dia 13 de Abril de 1985).

 

Catalogando o escudo do Ypiranga Football Club, participante do campeonato fluminense em 20 vezes, com 5 titulos citadinos, que podem ser considerados como estaduais: 1926, 1929, 1930, 1931 e 1935.

A partir de 1928 a AFEA passa a realizar o Campeonato Fluminense de Seleções de municípios do Estado no primeiro semestre e os campeonatos citadinos era realizados no segundo semestre. O campeão citadino da cidade ganhava o título simbólico de Representante Oficial do Estado, para os casos em que a AFEA precisasse indicar um clube que a representasse.

A Associação Nichteroyense de Esportes Athleticos, campeã estadual de 1928 a 1931, ganhou esse direito, estendido até 1933 com a não-realização do campeonato de seleções em 1932 e 1933, e os clubes campeões dessa entidade ganharam a honra de Representantes Oficiais do Estado do Rio – título simbólico. 

 

Fonte: Auriel de Almeida 

 

NOME: ASSOCIAÇÃO DESPORTIVA CLASSISTA FRUM

FUNDAÇÃO: DESCONHECIDA

CIDADE: SÃO PAULO

TÍTULO: COPA ARIZONA DE FUTEBOL AMADOR 1979

Time da ADC Frun, que se sagrou campeão da Copa Arizona de 1979, com uma categórica vitória de 3 X 1, sobre o Kosmos, do Piauí.

FONTE:

http://reliquiasdofutebol.blogspot.com.br/2011/01/o-grande-adc-frun.html

 

NOME: ASSOCIAÇÃO RECREATIVA ANHANGUERA

FUNDAÇÃO: 23/02/1978

CIDADE: SÃO PAULO

SITUAÇÃO: DISPUTA A COPA KAISER SÉRIE A

FONTE:

http://www.facebook.com/profile.php?id=100002492708069&sk=info

 

Equipe fundada em 21 de abril de 1951 por moradores da Vila Paulina vem ao longo de quase sessenta anos acumulando vitórias, títulos e principalmente cultivando e fortalecendo amizades entre os jogadores do Vila e os adversários que nos visitam em nosso campo.

No inicio da década de 50 o futebol já era paixão nacional, mesmo com a frustrante derrota da seleção Canarinho em pleno Maracanã o amor dos brasileiros pela bola não diminuiu, pelo contrário, só aumentava. Em diversos terrenos das periferias de todo o Brasil eram vistos moleques descalços correndo atrás de uma bola. Num desses campos de terra da cidade de São Paulo, precisamente onde hoje é a Av. Salim Farah Maluf, uma garotada se divertia. Ao ver esses garotos que sabiam lidar com a pelota, os diretores da Sociedade Moradores da Vila Paulina convidou os meninos para representar o nome daquela sociedade de amigos. Os meninos jogavam seu futebol em campos onde sequer haviam traves, o que importava realmente era jogar. Porém alguns diretores da Sociedade começaram a se incomodar com a presenças daqueles “pirralhos” sujos de barro que transitavam dentro da sede e puseram fim a parceria.

Com isso os garotos chamados Romeu Donzel, Osvaldinho Moreno e Osvaldinho (hoje Osvaldinho da Farmácia) se reuniram na casa de Romeu no dia 21 de abril de 1951 e fundaram o S.M.V.P (Sociedade dos Moradores da Vila Paulina), após algum tempo o menino Sérgio Cimatti se juntou a eles e agregando mais alguns jogadores formaram a equipe.

O time que não tinha fardamento, usava um jogo de camisas surradas, listradas em verde e branco e uma camisa vermelha, estas camisas após os jogos eram lavadas, costuradas e remendadas pela mãe do menino Romeu.

Os jogos do S.M.V.P. que eram realizados muitas vezes em campos onde sequer haviam traves começou a criar forma e foi evoluindo. A primeira decisão tomada pela diretoria numa das reuniões que eram realizadas na cozinha da mãe do Lorival (Nenê) de onde eram retirados os móveis para abrir espaço pros atletas-diretores, foi de que o time não jogaria mais em campos que não tivessem as traves dos Gols. E a equipe foi evoluindo e todos os sabados a noite realizavam treinos no campinho de terra que hoje se tornou uma avenida e aos domingos de manhã saia para realizar seus jogos pelos campos da várzea paulistana.

Os anos foram passando e o time começou a ficar famoso pelos campos da cidade, porém muitos anos depois devido a necessidade de cadastrar a equipe na Prefeitura Municipal de São Paulo, o time que sempre se chamou Sociedade de Moradores da Vila Paulina passou a se chamar Vila Paulina Futebol Clube.

Símbolo e cores

Todo time que se preze tem um símbolo que represente a sua equipe. O do Vila Paulina Futebol Clube surgiu na fundação do time Sociedade Moradores da Vila Paulina, numa das reuniões realizada na cozinha da casa do garoto Romeu Donzel.

O escudo do time foi baseado do símbolo do Santos Futebol Clube, não por ter torcedores do time praiano, mas sim pela sua beleza, aliás, o time foi fundado por 99,99% de garotos que torciam pela Sociedade Espotiva Palmeiras e para prestar uma homenagem ao time da capital paulista as cores verde e branco foram escolhidas para colorir os uniformes da equipe. Devido a algumas exigências externas o time mudou de nome algumas vezes e os simbolos também mudaram, porém o “VILA PAULINA” nunca deixou de estar no nome desta grande equipe. Abaixo temos alguns distinitivos que foram estampados em diversos uniformes do atual Vila Paulina Futebol Clube.

Nosso Campo

Todos os sabados a partir das 15:00 horas inicia-se os grandes jogos protagonizados pelos jogadores do 1º e 2º quadro do Vila Paulina F.C. no CDM Jardim Itália.

Situado em uma das grandes vias da cidade paulistana, que facilita o acesso para os visitantes que vêem de qualquer uma das quatro regiões de São Paulo para participar dos embates contra o Vila.

O Paulinão está localizado na Av. Salim Farah Maluf, Nº 5000 – Alto da Mooca – SP.

Fontes:

http://vilapaulinafc.jimdo.com/

http://www.facebook.com/media/set/?set=a.174718969217159.34116.100000371728812&type=1

 

NOME: ENSEADA FUTEBOLCLUBE

FUNDAÇÃO: 07/07/1984

MASCOTE: TIGRE

CIDADE: GUARUJÁ

FONTE:

http://www.facebook.com/profile.php?id=100000359324211

 

 

O Nacional Futebol Clube é uma agremiação da cidade de Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense (RJ). O clube, que fica no Bairro de Ururaí, foi fundado no dia 25 de fevereiro de 1985. A equipe é outra que segue a sua preparação visando a estréia no próximo domingo (15/04/12), na rodada inaugural do Campeonato Municipal de Campos de Futebol, organizado pela Liga Campista de Desportos (LCD).

© 2014 História do Futebol-Final Suffusion theme by Sayontan Sinha