Vitor Dias

Sou pesquisador do futebol mineiro, sobretudo das divisões inferiores e outros torneios estaduais. Tenho contribuído para a RSSSF Brasil com vários campeonatos da Segunda Divisão e também com edições do Torneio Incentivo, além de colaborar com pesquisas de pendências do Campeonato Mineiro. Meu foco de pesquisa são dados estatísticos do futebol mineiro, tendo como interesse estatísticas do futebol brasileiro como um todo, com ênfase em Minas Gerais.

 

Participantes:

  1. América Futebol Clube – Barbacena
  2. Andaraí Esporte Clube – Barbacena
  3. Clube Atlético Montanhês – Barroso
  4. Clube Social Olímpico Ferroviário – Santos Dumont
  5. Mineiro Futebol Clube – Santos Dumont
  6. Olympic Club – Barbacena
  7. Sport Club Juiz de Fora – Juiz de Fora
  8. Tupi Football Club – Juiz de Fora
  9. Tupynambás Futebol Clube – Juiz de Fora
  10. Villa do Carmo Esporte Clube – Barbacena

Tabela:

Data

Mandante

Placar

Visitante

14/06/1964

Social

4×3

Andaraí

14/06/1964

Tupi

0×0

Montanhês

14/06/1964

Villa do Carmo

1×0

Tupynambás

21/06/1964

América/B

0×4

Tupi

21/06/1964

Mineiro

2×2

Sport

21/06/1964

Tupynambás

1×2

Olympic

28/06/1964

Olympic

4×1

Social

28/06/1964

Sport

2×1

América/B

29/06/1964

Villa do Carmo

2×1

Montanhês

05/07/1964

Andaraí

1×1

Villa do Carmo

05/07/1964

Montanhês

0×1

Sport

05/07/1964

Social

2×1

Tupynambás

05/07/1964

Tupi

2×1

Mineiro

12/07/1964

Mineiro

4×0

Montanhês

12/07/1964

Olympic

1×0

Tupi

12/07/1964

Tupynambás

3×2

Andaraí

19/07/1964

América/B

3×5

Tupynambás

19/07/1964

Montanhês

0×1

Olympic

19/07/1964

Social

3×2

Tupi

19/07/1964

Sport

2×3

Villa do Carmo

26/07/1964

Mineiro

4×2

América/B

26/07/1964

Olympic

1×1

Sport

02/08/1964

América/B

1×2

Villa do Carmo

02/08/1964

Montanhês

2×0

Andaraí

02/08/1964

Tupynambás

2×1

Mineiro

05/08/1964

Olympic

6×0

América/B

09/08/1964

Andaraí

2×3

Mineiro

09/08/1964

Social

1×2

Villa do Carmo

09/08/1964

Sport

1×1

Tupynambás

15/08/1964

Villa do Carmo

5×1

Mineiro

16/08/1964

América/B

0×2

Social

16/08/1964

Tupi

3×1

Andaraí

23/08/1964

Andaraí

0×0

Olympic

23/08/1964

Social

2×3

Sport

23/08/1964

Tupynambás

0×1

Tupi

26/08/1964

América/B

2×0

Montanhês

30/08/1964

Mineiro

0×2

Olympic

30/08/1964

Montanhês

3×2

Social

30/08/1964

Sport

0×1

Andaraí

30/08/1964

Villa do Carmo

3×1

Tupi

06/09/1964

Mineiro

1×1

Social

06/09/1964

Tupi

2×1

Sport

06/09/1964

Villa do Carmo

2×2

Olympic

07/09/1964

Andaraí

1×3

América/B

07/09/1964

Tupynambás

2×0

Montanhês

13/09/1964

Sport

3×1

Mineiro

13/09/1964

Villa do Carmo

2×3

Social

20/09/1964

Mineiro

2×1

Andaraí

20/09/1964

Olympic

5×1

Tupynambás

20/09/1964

Tupi

7×0

América/B

27/09/1964

Andaraí

3×0

Sport

27/09/1964

Montanhês

0×0

Tupi

27/09/1964

Social

1×3

Olympic

27/09/1964

Tupynambás

4×1

Villa do Carmo

04/10/1964

Mineiro

3×3

Tupi

04/10/1964

Sport

1×3

Olympic

04/10/1964

Villa do Carmo

1×0

América/B

11/10/1964

América/B

0×1

Sport

11/10/1964

Andaraí

2×2

Montanhês

11/10/1964

Mineiro

2×2

Tupynambás

11/10/1964

Tupi

3×2

Social

18/10/1964

Montanhês

1×1

Villa do Carmo

18/10/1964

Olympic

3×2

Andaraí

18/10/1964

Tupynambás

3×0

América/B

25/10/1964

Andaraí

1×0

Tupynambás

25/10/1964

Social

5×1

América/B

25/10/1964

Sport

1×0

Montanhês

01/11/1964

Andaraí

2×2

Social

01/11/1964

Mineiro

1×3

Villa do Carmo

01/11/1964

Montanhês

2×4

Tupynambás

07/11/1964

Tupi

3×0

Olympic

08/11/1964

América/B

1×3

Mineiro

08/11/1964

Social

2×2

Montanhês

08/11/1964

Tupynambás

1×0

Sport

08/11/1964

Villa do Carmo

2×1

Andaraí

15/11/1964

Andaraí

1×2

Tupi

15/11/1964

Montanhês

0×1

Mineiro

15/11/1964

Sport

1×0

Social

18/11/1964

Olympic

2×1

Montanhês

22/11/1964

Montanhês

4×2

América/B

22/11/1964

Tupi

2×0

Tupynambás

22/11/1964

Villa do Carmo

1×0

Sport

25/11/1964

América/B

0×3

Olympic

29/11/1964

América/B

0×4

Andaraí

29/11/1964

Tupynambás

3×0

Social

06/12/1964

Olympic

1×0

Mineiro

06/12/1964

Tupi

3×3

Villa do Carmo

11/12/1964

Sport

1×1

Tupi

13/12/1964

Olympic

2×1

Villa do Carmo

13/12/1964

Social

2×1

Mineiro

Classificação:

 Pos Time

PG

J

V

E

D

GP

GC

SG

Aprov.

1

Olympic

31

18

14

3

1

41

15

26

86,11%

2

Villa do Carmo

26

18

11

4

3

36

25

11

72,22%

3

Tupi

25

18

10

5

3

39

20

19

69,44%

4

Tupynambás

20

18

9

2

7

33

26

7

55,56%

5

Sport

18

18

7

4

7

21

23

-2

50,00%

6

Social

17

18

7

3

8

35

37

-2

47,22%

7

Mineiro

16

18

6

4

8

31

34

-3

44,44%

8

Andaraí

12

18

4

4

10

28

32

-4

33,33%

9

Montanhês

11

18

3

5

10

18

29

-11

30,56%

10

América/B

4

18

2

0

16

16

57

-41

11,11%

Com estes resultados, o Olympic Club conquistou seu segundo título do Campeonato de Juiz de Fora. O primeiro havia sido conquistado em 1957.

Ficha técnica do jogo do título:

6 de dezembro de 1964, 15:30
OLYMPIC 1-0 MINEIRO
Local: Estádio Santa Tereza, Barbacena
Renda: Cr$ 135.400,00
Árbitro: Sinval Senra
Gol: José Antônio 56′.
OLYMPIC – Danton; Lucas, Tião, Hércules, Pascoaline; José Adir, Branco; José Luiz (Jurandir), José Antônio, Wilson Raimundo, Crivano. Técnico: Barbosa da Silva.
MINEIRO – José Geraldo; Neném, Realino, Laerte, Cazeca; Ednar, Pedro Tibúrcio, Nelsinho; Análio, José Maria, Francisquinho. Técnico: Bicota.

Curiosidade: antes da partida contra o Tupi, o Villa do Carmo, vice-campeão, tentara comprar o mando de campo do Galo Carijó. Os dirigentes alvinegros julgaram a proposta um disparate – imagine ser da cidade da mentora da competição e ver-se humilhado a ponto de um time de outra cidade ser candidato ao título e querer-lhe comprar o mando de campo…

 

A Patrocinense, herdeira do antigo Clube Atlético Patrocinense, não consegue firmar sua identidade. Desde sua fundação (2010), já teve quatro escudos diferentes. Em 2016, estreou o quarto e atual escudo. Seguem os escudos da equipe:

Primeiro escudo da Patrocinense, tendo como base o brasão municipal (2010-2011)

Segundo escudo da Patrocinense, igual ao do antigo CAP mas com as iniciais do clube novo (2012-2014)

Terceiro escudo da Patrocinense, mais elaborado (2015)

Quarto e atual escudo da Patrocinense, pra mim o mais bem elaborado (2016). A camisa do clube, sem nenhum patrocínio, estampa a cruz amarela em tamanho bem grande.

Fontes:

  • Prefeitura de Patrocínio
  • Blog da Patrocinense
  • Facebook não-oficial da Patrocinense
  • Wikipédia
  • Um Grande Escudeiro
  • Facebook oficial do Uberaba Sport Club
 

Prezados,

Estou baixando e montando uma nuvem online de jornais digitalizados para ficar à disposição dos membros do blog. Os jornais que já estão na nuvem podem ser acessados e baixados neste link. Como o armazenamento será pago a partir de fevereiro de 2016 (a nuvem está no período grátis de 3 meses), quando essa data chegar irei pedir ajuda aos membros do blog que puderem colaborar comigo no pagamento da anuidade.

Se alguém quiser que eu baixe e disponibilize na nuvem algum acervo digitalizado, basta citá-lo nos comentários que irei fazer o possível para disponibilizá-lo.

Façam bom proveito do acervo!

Abraços,
Vítor Dias

 

SPORT JUIZ DE FORA 2×1 INTERNACIONAL-RS
Data: 30 de agosto de 1953, 15:15
Local: Estádio José Procópio Teixeira Filho (Campo do Sport)
Renda: Cr$ 41.370,00
Preliminar: Sport JF 1×0 Glória (Campeonato Juizforano de Aspirantes)
Árbitro: Adelino Ribeiro de Jesus
Gols: Pirilo (2), Bodinho
SPORT: Tonico; Márcio, Luiz Gonzaga; Gabriel, Ary, Pedro; Rubem (Ary II), Amarílio, Pirilo, Douglas, Haroldo. Técnico: tenente Heribaldo Lira.
INTERNACIONAL: Milton; Florindo, Oreco; Paulinho, Salvador, Odorico; Luizinho, Salis, Bodinho, Jerônimo (Albery), Fernando (Canhotinho). Técnico: Teté.

Fonte: Folha Mineira (acervo digital da Biblioteca Nacional)

 

Participantes (todos de Juiz de Fora):

  1. Sport Club Juiz de Fora
  2. Tupi Football Club
  3. Tupynambás Futebol Clube
  4. Volante Futebol Clube

Regulamento: turno e returno em pontos corridos.

TABELA

Data Mandante Placar Visitante Estádio
24/08/1952 Tupynambás 0×3 Tupi Dr. José Paiz Soares
31/08/1952 Sport 8×2 Volante José Procópio Teixeira Filho
07/09/1952 Tupi 2×1 Volante Salles de Oliveira
14/09/1952 Tupynambás 2×2 Sport Dr. José Paiz Soares
12/10/1952 Volante 0×0 Tupynambás Dr. José Paiz Soares
19/10/1952 Sport 0×2 Tupi José Procópio Teixeira Filho
26/10/1952 Tupi 2×3 Tupynambás Salles de Oliveira
06/11/1952 Volante 2×6 Sport Dr. José Paiz Soares
09/11/1952 Volante 0×6 Tupi Dr. José Paiz Soares
16/11/1952 Sport 0×2 Tupynambás José Procópio Teixeira Filho
23/11/1952 Tupynambás 2×1 Volante Dr. José Paiz Soares
30/11/1952 Tupi 3×1 Sport Salles de Oliveira

CLASSIFICAÇÃO

Pos Time Pts J V E D GP GC SG
1 Tupi 10 6 5 0 1 18 5 13
2 Tupynambás 8 6 3 2 1 9 8 1
3 Sport 5 6 2 1 3 17 13 4
4 Volante 1 6 0 1 5 6 24 -18

Com estes resultados, o Tupi Football Club sagrou-se Campeão Juizforano de 1952.

Fonte: Folha Mineira (acervo digital da Biblioteca Nacional)

 

O Torneio Municipal de Juiz de Fora, em 1952, foi um torneio oficial que preencheu o calendário da Liga de Desportos de Juiz de Fora entre o Torneio Início e o Campeonato da Cidade. Assim como os torneios municipais do Rio de Janeiro, foi disputado em turno único.

Participantes (todos de Juiz de Fora):

  1. Associação Atlética Volante
  2. Sport Club Juiz de Fora
  3. Tupi Football Club
  4. Tupynambás Futebol Clube

Regulamento: turno único com partidas em campo neutro.

Tabela:

Data Mandante Placar Visitante Estádio Cidade
30/03/1952 Tupynambás 1×1 Sport Salles de Oliveira Juiz de Fora
13/04/1952 Tupi 3×2 Volante José Procópio Teixeira Filho Juiz de Fora
20/04/1952 Sport 2×2 Tupi Doutor José Paiz Soares Juiz de Fora
11/05/1952 Volante 2×3 Tupynambás Salles de Oliveira Juiz de Fora
18/05/1952 Tupi 1×1 Tupynambás José Procópio Teixeira Filho Juiz de Fora
22/06/1952 Sport 1×1 Volante Doutor José Paiz Soares Juiz de Fora

 

Classificação:

Pos Equipe PP PG J V E D GP GC SG
1 Tupi 2 4 3 1 2 0 6 5 1
2 Tupynambás 2 4 3 1 2 0 5 4 1
3 Sport 3 3 3 0 3 0 4 4 0
4 Volante 5 1 3 0 1 2 5 7 -2

Tupi e Tupynambás disputaram um desempate para se averiguar o campeão.

TUPYNAMBÁS 0×0 TUPI (1×0 pro.)
Domingo, 29/6/1952
Estádio José Procópio Teixeira Filho (Sport)
Renda: Cr$ 13.857,00
Gol: Zu 135′ (2ª prorrogação)
TUPYNAMBÁS: Pavio; Timbinha, Canhoto; Valdinê, Demeure, Adair; Maneco, Valdinho, Tuzinho (Zu), Sinhô, Canhotinho. Técnico: tenente Heribaldo.
TUPI: Barbosa; Jorginho, Domício; Belozi, Paulinho (P. Garcia), Zé do Correio; Cotoco, Isaías, Vistrinho, Dario, Garbero (Toledinho). Técnico: capitão Roxânio do Prado.

Com estes resultados, o TUPYNAMBÁS sagrou-se Campeão do Torneio Municipal de Juiz de Fora 1952.

Fonte: Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional, jornal Folha Mineira.

 

O Santos Futebol Clube, de João Pessoa, foi fundado em 9/11/1949 e em 1954 disputou pela primeira vez o Campeonato Paraibano, na época chamado de “Misto”, por ter times profissionais e semiprofissionais. Ao longo de cinco décadas, o clube estabeleceu um recorde: participou ininterruptamente de 39 edições do Campeonato Paraibano, aproveitando-se de crises políticas e financeiras que acometeram os quatro grandes campeões do Estado ainda na ativa – Botafogo, Campinense, Treze e Auto Esporte -, que deixaram de jogar um ou outro campeonato.

O recorde do Santos de Tereré só foi batido por um desses quatro em 2013, quando o Botafogo alcançou a marca de 40 edições consecutivas jogando o campeonato.

Ao longo dos tempos, o Santos quase sempre foi figurante no campeonato, fazendo-se presente na parte de baixo da tabela, na companhia de times como Nacional de Cabedelo e Santa Cruz de Santa Rita. Contudo, ano sim ano também o Santos estava lá.

A partir dos anos 2000, o clube preferiu manter apenas categorias de base e abandonou o futebol profissional. O campo que o clube possui hoje situa-se no bairro Ernesto Geisel, em João Pessoa, podendo ser visto aqui, no Google Street View.

Recentemente, o clube foi lembrado em uma crônica no site Esporte São José do Sabugi pelo colunista Francisco Serpa, cuja reprodução autorizada segue abaixo:

Crônicas do Serpa: O Santos de Tereré

O mundo possuía o Santos de Pelé e companhia, um time que ganhava todos os campeonatos que disputava, aqui e em alhures; João Pessoa desfrutava do Santos de Tereré, um time que não ganhava campeonatos mas jogava com bastante raça e formava e ainda forma jovens para a vida.

Três desportistas sonhadores, Jonatas Figueiredo de Souza, Renato Queiroz Fernandes e José Walter Marinho Marsicano, no dia nove de setembro de 1949, sentados em uma Praça localizada na Rua Odon Bezerra, Tambiá, em frente ao atual prédio da Federação Paraibana de Futebol fundaram o Santos Futebol Clube de João Pessoa. Não resta dúvida que a escolha do nome foi uma singela homenagem ao time paulista.

Por muitos anos o Santos Futebol Clube disputou a primeira divisão do campeonato paraibano de futebol com equipes modestas, utilizando jogadores jovens e prata da casa. Era um misto de juvenil com amador com garra e vontade competindo com os profissionais. Onde faltava recursos e meios, sobrava improvisação e disposição.

O seu eterno presidente José Walter Marsicano, que era conhecido por Tereré, dedicou-se tanto ao clube que o seu apelido foi incorporado pelo time, quando passou a ser carinhosamente denominado pelo torcedor e pela imprensa como o “Santos de Tereré”. Ele presidiu a agremiação por mais de trinta anos e nutriu no seio de sua família o amor pela agremiação, deixando o seu filho Leonardo Menezes Marsicano e o neto Leonardo Filho comandando a agremiação e não deixando o sonho acabar.

Vários jovens foram revelados nos quadros da base do Santos Futebol Clube e que posteriormente vestiram a camisa de times considerados grandes no estado e em centros maiores. Quem não se lembra do atacante “Zito Camburão”, do ponta esquerda “Vandinho”, do goleiro “Ademar”, do centroavante “Ary”, de “Marcos do Boi “ e tantos outros que a memória não recorda?

Em 1998 a agremiação resolveu suspender as suas atividades do departamento de futebol profissional, e dedicar-se exclusivamente as categorias de base que funcionam no seu centro de treinamento localizado no Bairro do Geisel, disputando anualmente todas as competições oficiais: desde fraudinha aos juniores.

Entre os títulos conquistados no futebol pelo Santos Futebol Clube, dois são bastante lembrados por seus dirigentes, o primeiro foi o título invicto do campeonato amador, quando seu treinador era o comentarista esportivo Ivan Bezerra Cavalcante, o segundo foi a conquista da segunda divisão do campeonato paraibano.

Como não poderia deixar de ser o Santos enfrentou várias crises durante a sua existência, em uma delas o time foi derrotado por 10 x 0 pelo Treze Futebol Clube, em Campina Grande. Nesse dia ninguém se entendeu, nem dentro nem fora de campo, e a discussão foi tão grande que no retorno esqueceram de trazer o material de jogo, que ficou na Rainha da Borborema.

Mesmo reconhecendo as dificuldades e a falta de políticas públicas destinadas aos clubes de futebol, em particular, aos pequenos, o sonho dos herdeiros de Walter Marinho Marsicano, o “Tereré”, é reativar o departamento de futebol profissional do Santos e voltar a disputar a primeira divisão, como nos bons e saudosos tempos.

Francisco Di Lorenzo Serpa
Membro da API, UBE e APP
falserpa@oi.com.br

O post original pode ser acessado aqui. Vale a pena visitar as outras colunas do Serpa, com várias histórias do futebol da Paraíba.

Assim como o caso do Floresta de Rio Branco/AC, o Santos de Tereré é mais um caso de clube que se confundiu com seu quase eterno mantenedor, e certamente há milhares de casos parecidos Brasil afora.

 

Prezados,

Aproveitando o gancho dos posts do Edu Cacella, informo que finalmente consegui tratar um arquivo que alguns aqui devem conhecer, que é o clubes_uf.pdf, um arquivo que estava disponível no site da CBF há alguns anos, mas foi retirado. Por anos, tentei tratá-lo e convertê-lo em texto.

Só hoje consegui um site para tratar esse arquivo. Assim, deixo-o aqui à disposição dos colegas para consulta.

Infelizmente, as informações são demasiado básicas: há apenas o nome completo do clube e seu código na CBF com a respectiva UF. Assim, não conseguimos saber exatamente de que cidade cada clube é, sobretudo nos casos de duplicidade de nomes. Ainda assim, acredito que esses arquivos poderão ser úteis.

Seguem os links:

clubes_uf.pdf

clubes_UF

Abraços a todos!

 

O Campeonato da Cidade de Belo Horizonte de 1934 foi disputado entre 7 clubes. O campeão fez a final do Campeonato Mineiro contra o campeão de Juiz de Fora.

Participantes:

  1. América Futebol Clube – Belo Horizonte
  2. Clube Atlético Mineiro – Belo Horizonte
  3. Esporte Clube Siderúrgica – Sabará
  4. Retiro Sport Club – Nova Lima
  5. Sete de Setembro Football Club – Belo Horizonte
  6. Sociedade Sportiva Palestra Italia – Belo Horizonte
  7. Villa Nova Atlético Clube – Nova Lima

O Sete de Setembro, por não ter estádio em condições de jogo, mandou seus jogos contra as equipes de BH na casa do adversário, e contra os demais clubes em diversos estádios da capital. Graças a um exemplar da Folha de Minas de outubro de 1934, temos as rendas de cada partida.

Tabela:

Turno Data Mandante Placar Visitante Estádio Renda
1 06/05/1934 Atlético 1×3 Villa Nova Lourdes R$ 6325$000
1 06/05/1934 Retiro 1×2 América Retiro R$ 677$000
1 13/05/1934 Palestra Italia 5×1 Sete de Setembro Barro Preto R$ 1697$000
1 13/05/1934 Siderúrgica 3×2 América Praia do Ó R$ 1766$000
1 13/05/1934 Villa Nova 3×0 Retiro Villa Nova R$ 1278$000
1 20/05/1934 América 2×2 Palestra Italia Alameda R$ 3209$000
1 20/05/1934 Retiro 5×1 Sete de Setembro Retiro R$ 277$000
1 20/05/1934 Siderúrgica 0×3 Atlético Praia do Ó R$ 3509$000
1 27/05/1934 Siderúrgica 7×1 Sete de Setembro Praia do Ó R$ 263$000
1 27/05/1934 Villa Nova 2×2 Palestra Italia Villa Nova R$ 879$000
1 03/06/1934 Palestra Italia 2×2 Atlético Barro Preto R$ 9430$000
1 03/06/1934 Villa Nova 2×1 Siderúrgica Villa Nova R$ 835$000
1 10/06/1934 América 1×2 Atlético Alameda R$ 8485$000
1 10/06/1934 Siderúrgica 4×0 Palestra Italia Praia do Ó R$ 1170$000
1 10/06/1934 Villa Nova 2×0 Sete de Setembro Villa Nova R$ 57$000
1 17/06/1934 Atlético 4×1 Sete de Setembro Lourdes R$ 2970$000
1 17/06/1934 Retiro 3×1 Palestra Italia Retiro R$ 657$000
1 24/06/1934 América 3×3 Villa Nova Alameda R$ 5491$000
1 24/06/1934 Siderúrgica 4×1 Retiro Praia do Ó R$ 600$000
1 29/06/1934 Atlético 0×0 Retiro Lourdes R$ 3243$000
1 01/07/1934 América 2×2 Sete de Setembro Alameda R$ 911$000
2 01/07/1934 Siderúrgica 2×1 Villa Nova Praia do Ó R$ 3250$000
2 08/07/1934 América 1×3 Retiro Alameda R$ 1047$000
2 08/07/1934 Sete de Setembro 2×6 Atlético Lourdes R$ 2437$000
2 22/07/1934 Retiro 0×7 Villa Nova Retiro R$ 3000$000
2 22/07/1934 Sete de Setembro 3×2 Palestra Italia Barro Preto R$ 1267$000
2 29/07/1934 Atlético 2×0 América Lourdes R$ 7077$000
2 29/07/1934 Retiro 2×2 Siderúrgica Retiro R$ 557$000
2 05/08/1934 Palestra Italia 4×2 América Barro Preto R$ 2192$000
2 05/08/1934 Sete de Setembro 1×1 Villa Nova R$ 2139$000
2 12/08/1934 Retiro 1×2 Atlético Retiro R$ 2238$000
2 12/08/1934 Sete de Setembro 2×2 Siderúrgica R$ 1446$000
2 19/08/1934 Palestra Italia 3×2 Retiro Barro Preto R$ 1882$000
2 19/08/1934 Villa Nova 11×0 América Villa Nova R$ 192$000
2 26/08/1934 Atlético 2×0 Palestra Italia Lourdes R$ 10763$000
2 26/08/1934 Sete de Setembro 0×2 Retiro Alameda R$ 28$000
2 02/09/1934 América 1×3 Siderúrgica Alameda R$ 2065$000
2 23/09/1934 Atlético 1×0 Siderúrgica Lourdes R$ 8971$000
2 30/09/1934 Palestra Italia 1×1 Siderúrgica Barro Preto R$ 696$000
2 30/09/1934 Villa Nova 1×0 Atlético Villa Nova R$ 7885$000
2 07/10/1934 Palestra Italia 0×3 Villa Nova Barro Preto R$ 9414$000
2 07/10/1934 Sete de Setembro 2×5 América Alameda R$ 129$000

Classificação:

Pos Equipe PG PP J V E D GP GC SG Aprov.
1 Villa Nova 19 5 12 8 3 1 39 10 29 79,17%
2 Atlético 18 6 12 8 2 2 25 11 14 75,00%
3 Siderúrgica 15 9 12 6 3 3 29 17 12 62,50%
4 Retiro 10 14 12 4 2 6 20 26 -6 41,67%
5 Palestra Italia 10 14 12 3 4 5 22 27 -5 41,67%
6 América 7 17 12 2 3 7 21 38 -17 29,17%
7 Sete de Setembro 5 19 12 1 3 8 16 43 -27 20,83%

Com estes resultados, o Villa Nova sagrou-se campeão de Belo Horizonte em 1934.

Renda do campeonato, por equipe:

Equipe Renda total Renda/jogo
Atlético R$ 39349$000 R$ 6558$167
Palestra Italia R$ 25311$000 R$ 4218$500
América R$ 21208$000 R$ 3534$667
Villa Nova R$ 11126$000 R$ 1854$333
Siderúrgica R$ 10558$000 R$ 1759$667
Sete de Setembro R$ 7446$000 R$ 1241$000
Retiro R$ 7406$000 R$ 1234$333
Total R$ 122404$000 R$ 2914$381
 
Campeonato Acreano 1983 – Torneio Início
Data 01/05/1983 Local Estádio José de Melo
Cidade Rio Branco, AC Público n/d Renda mais de Cr$ 1.000.000,00
Participante Cidade
Amapá Esporte Clube Rio Branco
Andirá Esporte Clube Rio Branco
Associação Desportiva Vasco da Gama Rio Branco
Atlético Acreano Rio Branco
Atlético Clube Juventus Rio Branco
Floresta Esporte Clube Rio Branco
Independência Atlético Clube Rio Branco
Internacional Sport Club Rio Branco
Rio Branco Football Club Rio Branco
São Francisco Futebol Clube Rio Branco
Jogo Equipe 1 Placar Equipe 2 Gols
1 Independência 0×0
(3×4 pen.)
Atlético
2 São Francisco 0×0
(8×9 pen.)
Andirá
3 Vasco da Gama 0×0
(4×5 pen.)
Rio Branco
4 Floresta 0×1 Internacional Erickson 9′
5 Juventus 0×0
(3×5 pen.)
Amapá
6 Atlético 1×0 Andirá Jackson (1T)
7 Rio Branco 0×0
(6×5 pen.)
Internacional
8 Amapá 0×0
(4×2 pen.)
Atlético
9 Rio Branco 0×0
(3×4 pen.)
Amapá

Com estes resultados, o Amapá Esporte Clube sagrou-se tricampeão do Torneio Início do Campeonato Acreano.

Fonte: Diário do Acre – Hemeroteca Digital da Biblioteca Nacional

 

Participantes:

  1. Atlético Clube de Três Corações – Três Corações
  2. Ipatinga Futebol Clube – Ipatinga
  3. Ituiutaba Esporte Clube – Ituiutaba
  4. Paraense Esporte Clube – Pará de Minas
  5. Passos Futebol Clube – Passos
  6. Sociedade Esportiva Guaxupé – Guaxupé

O campeonato marcou a volta ao profissionalismo do Ituiutaba Esporte depois de 30 anos – sua última competição profissional da FMF havia sido a Primeira Divisão, atual Segunda Divisão, de 1968. Também marcou a estreia dos recém-fundados Passos e Ipatinga. Curiosamente, tanto Ituiutaba como Ipatinga obtiveram grande sucesso no profissionalismo a nível nacional.

Regulamento:

Primeira fase em turno e returno, todos contra todos. Os quatro primeiros passam ao quadrangular final, também em turno e returno e todos contra todos. Os dois primeiros sobem ao Módulo II 1999.

Primeira fase

Tabela:

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 08/08/1998 Ituiutaba 0×0 Ipatinga
1 09/08/1998 Passos 2×0 Atlético-TC
1 09/08/1998 Esportiva Guaxupé 3×0 Paraense
2 16/08/1998 Ipatinga 2×0 Esportiva Guaxupé
2 16/08/1998 Paraense 0×0 Passos
2 16/08/1998 Atlético-TC 3×2 Ituiutaba
3 23/08/1998 Ituiutaba 0×1 Esportiva Guaxupé
3 23/08/1998 Atlético-TC 1×5 Paraense
3 23/08/1998 Passos 0×0 Ipatinga
4 30/08/1998 Ipatinga 5×0 Atlético-TC
4 30/08/1998 Ituiutaba 2×3 Paraense
4 30/08/1998 Esportiva Guaxupé 1×1 Passos
5 06/09/1998 Paraense 1×1 Ipatinga
5 06/09/1998 Passos 3×0 Ituiutaba
5 06/09/1998 Atlético-TC 0×2 Esportiva Guaxupé
6 13/09/1998 Ipatinga 3×0 Ituiutaba
6 13/09/1998 Atlético-TC 2×2 Passos
6 13/09/1998 Paraense 1×1 Esportiva Guaxupé
7 20/09/1998 Esportiva Guaxupé 2×3 Ipatinga
7 20/09/1998 Passos 3×3 Paraense
7 20/09/1998 Ituiutaba 3×0 Atlético-TC
8 27/09/1998 Ipatinga 2×0 Passos
8 27/09/1998 Paraense 3×1 Atlético-TC
8 27/09/1998 Esportiva Guaxupé 2×2 Ituiutaba
9 11/10/1998 Atlético-TC 0×2 Ipatinga
9 11/10/1998 Paraense 3×1 Ituiutaba
9 11/10/1998 Passos 2×1 Esportiva Guaxupé
10 18/10/1998 Ipatinga 2×0 Paraense
10 18/10/1998 Esportiva Guaxupé 5×0 Atlético-TC
10 18/10/1998 Ituiutaba 1×0 Passos

 

Classificação:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Ipatinga 24 10 7 3 0 20 3 17
2 Paraense 16 10 4 4 2 19 15 4
3 Esportiva Guaxupé 15 10 4 3 3 18 11 7
4 Passos 14 10 3 5 2 13 10 3
5 Ituiutaba 8 10 2 2 6 11 18 -7
6 Atlético-TC 4 10 1 1 8 7 31 -24

 

Quadrangular final

Tabela:

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 01/11/1998 Esportiva Guaxupé 0×0 Ipatinga
1 01/11/1998 Passos 3×2 Paraense
2 08/11/1998 Ipatinga 0×1 Passos
2 08/11/1998 Paraense 1×1 Esportiva Guaxupé
3 15/11/1998 Passos 2×0 Esportiva Guaxupé
3 15/11/1998 Ipatinga 1×0 Paraense
4 22/11/1998 Esportiva Guaxupé 1×2 Passos
4 22/11/1998 Paraense 1×2 Ipatinga
5 29/11/1998 Passos 2×1 Ipatinga
5 29/11/1998 Esportiva Guaxupé 2×3 Paraense
6 06/12/1998 Paraense 3×0 Passos
6 06/12/1998 Ipatinga 0×0 Esportiva Guaxupé

 

Classificação:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Passos 15 6 5 0 1 10 7 3
2 Ipatinga 8 6 2 2 2 4 4 0
3 Paraense 7 6 2 1 3 10 9 1
4 Esportiva Guaxupé 3 6 0 3 3 4 8 -4

Com estes resultados, o Passos Futebol Clube sagrou-se Campeão Mineiro da Segunda Divisão de 1998.

Classificação final:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Passos 29 16 8 5 3 23 17 6
2 Ipatinga 32 16 9 5 2 24 7 17
3 Paraense 23 16 6 5 5 29 24 5
4 Esportiva Guaxupé 18 16 4 6 6 22 19 3
5 Ituiutaba 8 10 2 2 6 11 18 -7
6 Atlético-TC 4 10 1 1 8 7 31 -24

 

Notas:

  1. Com a incorporação do Sete de Setembro pelo América, aquele deixou de existir. Consequentemente, o Paraense, 3º colocado, foi convidado para o Módulo II 1999.
  2. O Pouso Alegre desistiu do Módulo II 1999 e a Esportiva Guaxupé, 4ª colocada, foi convidada para ocupar seu lugar.
  3. A Paraisense desistiu do Módulo II 1999 e o Atlético de Três Corações, 5º colocado, foi convidado para ocupar seu lugar.
  4. O Paraense desistiu do Módulo II 1999 e o Ituiutaba Esporte, 6º e último colocado, foi convidado para ocupar seu lugar.
  5. O Passos desistiu do Módulo II 1999 e não teve substitutos, uma vez que todos os outros participantes da Segunda Divisão 1998 já haviam sido convidados para o Módulo II.
 

Participantes:

  • América Futebol Clube – Belo Horizonte
  • Clube Esportivo de Futebol – Passos
  • Clube Rio Branco – Andradas
  • Uberaba Sport Club – Uberaba

Tabela:

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 19/08/1990 Rio Branco 1×3 América
1 19/08/1990 Uberaba 1×1 Esportivo
2 22/08/1990 Esportivo 0×0 Rio Branco
2 22/08/1990 América 0×0 Uberaba
3 26/08/1990 Esportivo 0×0 América
3 26/08/1990 Rio Branco 2×1 Uberaba
4 02/09/1990 Uberaba 0×0 Rio Branco
4 02/09/1990 América 3×1 Esportivo
5 05/09/1990 Uberaba 1×3 América
5 05/09/1990 Rio Branco 1×1 Esportivo
6 09/09/1990 Esportivo 1×0 Uberaba
6 09/09/1990 América 4×1 Rio Branco

 

Classificação:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 América 10 6 4 2 0 13 4 9
2 Esportivo 6 6 1 4 1 4 5 -1
3 Rio Branco 5 6 1 3 2 5 9 -4
4 Uberaba 3 6 0 3 3 3 7 -4

 

Com estes resultados, o América e o Esportivo classificaram-se para a Série C 1990.

 

Participantes:

  • Auto Esporte Clube – João Pessoa
  • Campinense Clube – Campina Grande
  • Esporte Clube de Patos – Patos

Tabela:

Rod Data Hora Mandante Placar Visitante Estádio Cidade
1 14/08/1990 21:00 Esporte 1×0 Auto Esporte José Cavalcanti Patos
2 16/08/1990 21:00 Auto Esporte 2×0 Campinense Almeidão João Pessoa
3 21/08/1990 21:00 Esporte 0×2 Campinense José Cavalcanti Patos
4 23/08/1990 21:00 Auto Esporte 2×1 Esporte Almeidão João Pessoa
5 28/08/1990 21:00 Campinense 0×0 Auto Esporte Amigão Campina Grande
6 30/08/1990 21:00 Campinense 3×0 Esporte Amigão Campina Grande

 

Classificação:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Campinense 5 4 2 1 1 5 2 3
2 Auto Esporte 5 4 2 1 1 4 2 2
3 Esporte 2 4 1 0 3 2 7 -5

 

Com estes resultados, o Campinense Clube classificou-se para a Série C 1990.

 

No Campeonato Mineiro 1980, o campeão e vice, respectivamente Atlético e Cruzeiro, classificaram-se para a Taça de Ouro. Terceiro e quarto colocados, América e Uberaba Sport jogaram a Taça de Prata. Os outros quatro clubes que participaram da fase final do Campeonato Mineiro de 1980 disputaram uma seletiva para apontar o representante do estado na Taça de Bronze 1981.

Os demais participantes daquele Campeonato Mineiro foram jogar o Torneio da Esperança, que apontou quatro participantes para o Campeonato Mineiro 1981.

Participantes:

  • Esporte Clube Democrata – Governador Valadares
  • Guarani Esporte Clube – Divinópolis
  • Sociedade Esportiva Guaxupé – Guaxupé
  • Valeriodoce Esporte Clube – Itabira

Tabela:

Rodada Data Mandante Placar Visitante
1 24/01/1981 Democrata-GV 3×1 Guarani
1 25/01/1981 Esportiva Guaxupé 2×0 Valeriodoce
2 28/01/1981 Democrata-GV 2×2 Valeriodoce
2 28/01/1981 Guarani 1×0 Esportiva Guaxupé
3 01/02/1981 Esportiva Guaxupé 2×2 Democrata-GV
3 01/02/1981 Valeriodoce 1×0 Guarani
4 08/02/1981 Guarani 3×1 Democrata-GV
4 08/02/1981 Valeriodoce 2×1 Esportiva Guaxupé
5 11/02/1981 Esportiva Guaxupé 0×1 Guarani
5 11/02/1981 Valeriodoce 1×0 Democrata-GV
6 14/02/1981 Democrata-GV 2×0 Esportiva Guaxupé
6 15/02/1981 Guarani 3×1 Valeriodoce

 

Classificação:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC
1 Guarani 8 6 4 0 2 9 6
2 Valeriodoce 7 6 3 1 2 7 8
3 Democrata-GV 6 6 2 2 2 10 9
4 Esportiva Guaxupé 3 6 1 1 4 5 8

 

Com estes resultados, o Guarani Esporte Clube classificou-se para a Taça de Bronze 1981.

 

Pessoal,

No novo site da Federação Mineira de Futebol, na parte de clubes filiados, constam apenas os times profissionais. Contudo, verificando os códigos de cada time, vi que eram muito altos e comecei a testar códigos mais altos e mais baixos para ver se haviam mais clubes… e haviam! Então, fiz um esquema para baixar as páginas de todos os códigos, de 1 a 15000 e, depois de muito trabalho tratando minimamente os dados, consegui obter dados de milhares de clubes cadastrados no sistema da Federação Mineira.

Mas há um problema: a lista parece também conter dados de clubes e escolas afiliados à Federação Mineira de Futsal. Além disso, a grande maioria dos clubes só tem seu nome na lista e mais dado nenhum, não há sequer a cidade cadastrada! Ainda assim, a lista de clubes com informações é valiosa e pode ser acessada aqui neste link.

Outro cuidado que se deve ter com a lista: muitas datas de fundação parecem estar erradas – já vi erros nas datas de clubes mais antigos como o Athletic, de São João del-Rei, e a Associação Ituiutabana.

Fica aqui meu presente de páscoa para os amigos do blog e demais visitantes.

Feliz Páscoa!

 

Pessoal,

Nossa página no Facebook está pronta! O endereço é http://facebook.com/histfutebol. Procurando-se por “Blog História do Futebol” também consegue se acessar a página. Todos os posts da página estão configurados para ser automaticamente divulgados na página. Acessem e convidem seus amigos e companheiros pesquisadores!

Assim que possível, adicionarei o Ricardo Amaral como coadministrador da página.

Abraços a todos!
Vítor Dias

 

Testando a integração com o facebook!

 

Prezados,

Consultando o BID da CBF, reparei que vários clubes têm seus escudos mostrados na consulta de atletas. Pesquisando o endereço de cada imagem, vi que o nome do arquivo do escudo correspondia ao seu código junto à CBF. Dessa forma, montei uma lista com os possíveis endereços contendo os escudos de todos os clubes com cadastro na CBF. Obviamente é uma imensa minoria que tem seus escudos no site, mas desde já consegui extrair muita coisa interessante. O ponto negativo é que a maioria dos escudos está em resolução muito baixa.

Para quem se interessar pelo arquivo, disponibilizo ele através do seguinte link: https://www.dropbox.com/s/vjkig5aomd5bi3s/escudos%20site%20cbf.zip?dl=0

Nele, há todos os escudos que consegui baixar do site, além de uma lista em PDF com os códigos de cada clube junto à CBF. Infelizmente esta lista já está bastante ultrapassada – o arquivo é de meados da década de 2000. Tentei converter essa lista em arquivo do Word/Excel mas não consegui. Além disso, a lista é bem básica: mostra o nome do clube e o seu código, não diz nem de que cidade é a equipe em questão.

O padrão do código, como muitos aqui devem saber, obedece a lógica 00000UF – 5 dígitos para o número e 2 letras para a UF de origem.

Qualquer dúvida é só perguntar nos comentários!

 

Reproduzo abaixo notícia do site da Federação Paraibana de Futebol:

Na última sexta-feira, em sua sede social, a Associação Atlética Portuguesa completou 60 anos de fundação, ocasião em que a diretoria, comandada pelo presidente Antonio Carlos de Andrade Medeiros realizou um encontro com fundadores e historiadores lusos como Benedito Honório – primeiro presidente -, Doutor, Temistocles (China), Marizio Coutinho, Ivaldo, Maninho, Mário Dornelas, Paulo Foba, além da presença de outros ilustres como Ivan Bezerra, José Araújo, Mineiro e Martinho Braço de guarda-chuva.

Um coquetel foi servido aos presentes à solenidade. O clube foi fundado em 27 de fevereiro de 1955 e já conquistou 15 títulos, inclusive o inédito de 2008, o I Campeonato Paraibano de Futebol Feminino, sendo o primeiro clube a representar a Paraíba na Copa do Brasil de Futebol Feminino. Entre os destaques da equipe, a jogadora Gleide, tendo como técnico Jorge Cláudio.

A Portuguesa já foi campeã infantil, juvenil, juniores e amador desde a sua fundação. As competições foram promovidas pela Federação Paraibana de Futebol. A Lusa também participou da Segunda Divisão de Profissionais de 1966.

Corrigindo o site da FPF: a Portuguesa participou da Segunda Divisão Mista (terceira divisão) do Paraibano em 1962 e da Primeira Divisão Mista (segunda divisão) em 1964-1965-1966-1967 e 1969.

O escudo da Portuguesa de Cruz das Armas é idêntico ao da Portuguesa carioca. Aqui pode ser vista sua sede, na Av. Cruz das Armas, em João Pessoa. No mesmo bairro localiza-se o Estádio da Graça.

 

Em 09/07/1931 foi fundada a Sub Liga do Triângulo Mineiro, com a finalidade de controlar e estimular o desenvolvimento do futebol na região. A iniciativa foi da Associação dos Empregados no Commercio em Uberaba.

Ficou definida a realização de um torneio de futebol com os mais importantes clubes da cidade de Uberaba, então a maior cidade da região, onde o entusiasmo com o futebol atingia enormes proporções, embora a Sub Liga pretendesse representar todo o Triângulo Mineiro.

Esperava-se, para o campeonato de 1932, a participação de representantes das cidades de Araguari, Uberlândia, Conquista e Araxá. E, além do futebol, já se cogitava a inserção de outras atividades esportivas, tais como Bola ao Cesto e Atletismo.

A diretoria ficou assim composta:

  • 1º Presidente: Sebastião Bráz
  • 2º Presidente: Carlos Biella
  • 1º vice presidente: Antônio Duarte da Silva
  • 2º vice presidente: Jeronymo de Oliveira
  • 1º Tesoureiro: Benedicto de Oliveira
  • 2º Tesoureiro: Carlos Bernardes Filho
  • 1º Secretário: José Descon
  • 2º Secretário: Antônio de Vasconcellos

Participantes (todos de Uberaba):

  1. América Football Club
  2. Associação Athletica Uberabense
  3. Corinthians Football Club
  4. Diocesano Football Club
  5. Ítalo Brasileiro Football Club
  6. Operário Football Club
  7. Uberaba Sport Club

Tabela:

Data

Mandante

1º Q

2º Q

Visitante

19/07/1931

América

1×6

2×1

Associação

26/07/1931

Uberaba

3×0

4×1

Operário

09/08/1931

Ítalo Brasileiro

2×2

2×2

Corinthians

15/08/1931

América

1×1

x

Operário

23/08/1931

Diocesano

4×2

x

Associação

30/08/1931

Uberaba

5×2

2×1

Corinthians

13/09/1931

Diocesano

1×5

1×1

Ítalo Brasileiro

20/09/1931

Associação

2×1

3×1

Operário

27/09/1931

Corinthians

1×1

3×1

América

04/10/1931

Operário

1×3

1×1

Ítalo Brasileiro

11/10/1931

Diocesano

0×9

3×3

Uberaba

18/10/1931

Corinthians

0×0

1×0

Associação

25/10/1931

Uberaba

10×0

5×2

América

01/11/1931

Ítalo Brasileiro

3×0

1×2

Associação

08/11/1931

Corinthians

1×3

1×2

Diocesano

19/11/1931

América

2×3

0×5

Diocesano

22/11/1931

Uberaba

4×2

5×1

Associação

29/11/1931

Operário

2×2

1×3

Diocesano

06/12/1931

Ítalo Brasileiro

4×2

3×2

América

08/12/1931

Operário

1×3

1×2

Corinthians

13/12/1931

Ítalo Brasileiro

1×2

0×0

Uberaba

 

Classificação – primeiros quadros:

Pos

Time

Pts

J

V

E

D

GP

GC

SG

1

Uberaba

12

6

6

0

0

33

5

28

2

Ítalo Brasileiro

9

6

4

1

1

18

8

10

3

Diocesano

7

6

3

1

2

13

21

-8

4

Associação

5

6

2

1

3

12

13

-1

5

Corinthians

5

6

1

3

2

9

12

-3

6

Operário

2

6

0

2

4

6

14

-8

7

América

2

6

0

2

4

7

25

-18

 

Classificação – segundos quadros:

Pos

Time

Pts

J

V

E

D

GP

GC

SG

1

Uberaba

10

6

4

2

0

19

8

11

2

Diocesano

8

5

3

2

0

14

6

8

3

Corinthians

7

6

3

1

2

10

8

2

4

Ítalo Brasileiro

6

6

1

4

1

8

8

0

5

Associação

4

5

2

0

3

7

10

-3

6

América

2

5

1

0

4

7

17

-10

7

Operário

1

5

0

1

4

5

13

-8

 

Com estes resultados, o Uberaba sagrou-se campeão uberabense de 1931 em ambos os quadros.

Fontes:

 

A seguir, algumas fotos de equipes mineiras, sobretudo de BH e região, publicadas em revistas da capital mineira. Estas revistas estão disponíveis na Coleção Revistas Diversas no site do Arquivo Público da Cidade de Belo Horizonte.

Para ver as imagens em tamanho completo, basta clicar em cada imagem.

Atlético Mineiro x Morro Velho, partida disputada em 29 de março de 1914. Revista Vita ed. 11, 20 de abril de 1914.

Democrata Foot-Ball Club, Leopoldina-MG. Revista Vita ed. 11, 20 de abril de 1914.

Mar de Hespanha Foot-Ball Club, Mar de Espanha-MG. Revista A Vida de Minas ed. 3, 15 de agosto de 1915.

Primeiro time do América Futebol Clube. Revista A Vida de Minas ed. 4, 1 de setembro de 1915.

Primeiro team do Yale Athletic Club. Revista A Vida de Minas ed. 4, 1 de setembro de 1915.

 

Amistoso entre Atlético Mineiro e Granbery em 7 de setembro de 1915. Revista A Vida de Minas ed. 5-6, 30 de setembro de 1915.

 

Amistoso entre América e Morro Velho em 1 de novembro de 1915. Revista A Vida de Minas ed. 8, 10 de novembro de 1915.

 

Amistoso entre América e Tiradentes Foot-Ball Club, de Ouro Preto, em 30 de abril de 1916. Revista A Vida de Minas ed. 19, 15 de maio de 1916.

 

América Futebol Clube de Alfenas e Varginha Sport Club, amistoso de março de 1916. Revista A Vida de Minas ed. 24, 1 de setembro de 1916.

Primeiros times de América e Atlético. Revista A Vida de Minas ed. 25, 30 de setembro de 1916.

Segundos times de América e Atlético. Revista A Vida de Minas ed. 25, 30 de setembro de 1916.

Notas sobre a Liga Mineira de Desportos Terrestres e um amistoso entre América e Villa Nova. Revista Tank nº 7, fevereiro de 1919.

Festival de aniversário de 11 anos do Alves Nogueira Football Club. Revista Semana Illustrada nº 35, 28 de janeiro de 1928.

Torcedoras e escudo do Sport Club Minas-Rio. Revista Semana Illustrada nº 35, 28 de janeiro de 1928.

 

Bandeira do América em festa do clube. Revista Semana Illustrada nº 44-45, 14 de abril de 1928.

Equipes participando do Torneio Início de 1928: América, Guarany, Palestra Itália, Villa Nova, Calafate, Atlético e Syrio Horizontino.

Equipes do Alves Nogueira, Sport Club Calafate, Guarany e Palmeiras. Revista Semana Illustrada nº 46, 21 de abril de 1928.

Reportagem sobre a derrota da seleção mineira para a seleção fluminense no Campeonato Brasileiro de Seleções. Revista Semana Illustrada nº 72-73, 10 de novembro de 1928.

Algumas equipes disputantes do Campeonato de 1928: Calafate, Atlético, América e Palestra Itália. Revista Semana Illustrada nº 76-77, dezembro de 1928.

Festival envolvendo o América, o Palestra Itália, o Sete de Setembro (juvenil) e o Industrial Foot-Ball Club. Revista Silhueta nº 1, março de 1932.

Equipes participando do Torneio Início da AMEG (Associação Mineira de Esportes Geraes) de 1932. Participantes por ordem alfabética: América Futebol Clube, Auri-Verde Football Club, Companhia Industrial Football Club, Grêmio Ludopédio Calafate, Pedro Leopoldo Futebol Clube, Sociedade Sportiva Palestra Italia, Sport Club Brasil, Sport Club Mineiro, Tupynambás Football Club, Vasco da Gama Football Club, Vespasiano Esporte Clube e Villa Nova Atlético Clube. Revista Silhueta nº 3, maio de 1932.

 

A Série B do Campeonato de Belo Horizonte em 1930 teve a participação de 6 clubes:

  1. Alves Nogueira Football Club (Sabará)
  2. Fluminense Football Club
  3. Grêmio Ludopédio Calafate
  4. Santa Cruz Football Club
  5. Sport Club Carlos Prates
  6. Ypiranga Sport Club

Nas primeiras rodadas, o campeonato foi disputado nos campos do Alves Nogueira e Sete de Setembro (Chácara Negrão). Antes do fim do primeiro turno, os clubes grandes cederam seus campos para a disputa do campeonato, e as partidas passaram a acontecer nesses estádios, nas manhãs de domingo.

Tabela:

Data Hora Mandante Placar Visitante Estádio
1º Q 2º Q 1º Q 2º Q
06/07/1930 15:00 13:00 Alves Nogueira 0×3 2×1 Fluminense Alves Nogueira
06/07/1930 15:00 13:00 Carlos Prates 2×1 3×1 Grêmio Chácara Negrão
13/07/1930 15:00 13:00 Alves Nogueira 3×2 4×1 Carlos Prates Alves Nogueira
13/07/1930 15:00 13:00 Ypiranga 3×5 1×2 Santa Cruz Chácara Negrão
20/07/1930 15:00 13:00 Alves Nogueira 6×2 8×1 Grêmio Alves Nogueira
27/07/1930 15:00 13:00 Alves Nogueira 3×2 6×0 Santa Cruz Alves Nogueira
27/07/1930 15:00 13:00 Fluminense 4×2 5×0 Grêmio Chácara Negrão
03/08/1930 15:00 13:00 Alves Nogueira 1×3 2×0 Ypiranga Alves Nogueira
03/08/1930 15:00 13:00 Carlos Prates 0×7 3×4 Santa Cruz Chácara Negrão
10/08/1930 09:30 08:00 Fluminense 4×1* 0×0 Ypiranga Barro Preto
10/08/1930 09:30 08:00 Santa Cruz 4×2 3×3 Grêmio Lourdes
17/08/1930 09:30 08:00 Carlos Prates 3×2 2×2 Fluminense Alameda
17/08/1930 09:30 08:00 Ypiranga 2×2 2×2 Grêmio Barro Preto
24/08/1930 09:30 08:00 Ypiranga 2×4 x Carlos Prates Alameda
24/08/1930 09:30 08:00 Santa Cruz 0×2 1×6 Fluminense Lourdes
31/08/1930 09:30 08:00 Grêmio 2×0 x Carlos Prates Alameda
31/08/1930 09:30 08:00 Fluminense 5×1 1×0 Alves Nogueira Barro Preto
31/08/1930 09:30 08:00 Santa Cruz 3×3 1×3 Ypiranga Lourdes
07/09/1930 10:30 09:00 Carlos Prates 3×4 1×3 Alves Nogueira Alameda
07/09/1930 09:30 08:00 Ypiranga 3×1 0×4 Fluminense Barro Preto
07/09/1930 09:30 08:00 Grêmio 3×2 0×0 Santa Cruz Lourdes
14/09/1930 09:30 08:00 Grêmio 2×1 1×2 Alves Nogueira Alameda
14/09/1930 09:30 08:00 Fluminense 2×0 4×0 Santa Cruz Barro Preto
14/09/1930 09:30 08:00 Carlos Prates 1×5 4×4 Ypiranga Lourdes
21/09/1930 09:30 08:00 Santa Cruz 0×3 3×2 Carlos Prates Alameda
21/09/1930 09:30 08:00 Grêmio 1×3 0×2 Fluminense Barro Preto
21/09/1930 10:30 09:00 Ypiranga 4×0 1×5 Alves Nogueira Lourdes
28/09/1930 09:30 08:00 Grêmio 2×1 3×1 Ypiranga Alameda
28/09/1930 09:30 08:00 Santa Cruz 2×1 1×1 Alves Nogueira Barro Preto
28/09/1930 09:30 08:00 Fluminense WxO WxO Carlos Prates** Lourdes

* O Fluminense perdeu os pontos da partida contra o Ypiranga no turno.
** O Carlos Prates entregou os pontos desta partida nos dois times.

Classificação:

Primeiros quadros

Pos Time Pts J V E D GP GC SG
1 Fluminense 14 10 7 0 3 26 11 15
2 Ypiranga 12 10 5 2 3 27 23 4
3 Santa Cruz 9 10 4 1 5 25 22 3
4 Grêmio 9 10 4 1 5 19 25 -6
5 Alves Nogueira 8 10 4 0 6 20 28 -8
6 Carlos Prates 8 10 4 0 6 18 26 -8

Segundos quadros

Pos Time Pts J V E D GP GC SG
1 Alves Nogueira 17 10 8 1 1 33 8 25
2 Fluminense 16 10 7 2 1 25 5 20
3 Santa Cruz 9 10 3 3 4 15 29 -14
4 Ypiranga 5 9 1 3 5 12 23 -11
5 Grêmio 5 9 1 3 5 11 26 -15
6 Carlos Prates 4 8 1 2 5 16 21 -5

Com estes resultados, o Fluminense, da Lagoinha, sagrou-se Campeão da Série B da Liga Mineira de Desportos Terrestres em 1930. Nos segundos quadros, o campeonato foi para o Alves Nogueira.

 

A Série B do Campeonato de Belo Horizonte em 1928 teve a participação de 6 equipes, todas de Belo Horizonte:

  1. Avante Sport Club
  2. Fluminense Football Club
  3. Grêmio Ludopédio Calafate
  4. Minas Geraes Football Club
  5. Santa Cruz Football Club
  6. Sport Club Carlos Prates

Todas as partidas foram disputadas no campo do Santa Cruz, na rua Grão Pará.

Nota: este Santa Cruz Football Club não é o mesmo Santa Cruz Futebol Clube que disputa campeonatos amadores, categorias de base e futebol feminino hoje em Belo Horizonte.

Data Hora Mandante Placar Visitante Local
01/07/1928 13:00 Santa Cruz 3×2 Grêmio Santa Cruz
01/07/1928 15:00 Fluminense 9×0 Avante Santa Cruz
08/07/1928 13:00 Minas Geraes 0×4 Carlos Prates Santa Cruz
08/07/1928 15:00 Avante 2×4 Grêmio Santa Cruz
15/07/1928 13:00 Santa Cruz 4×3 Fluminense Santa Cruz
15/07/1928 15:00 Carlos Prates 5×4 Grêmio Santa Cruz
22/07/1928 13:00 Carlos Prates 1×1 Fluminense Santa Cruz
22/07/1928 15:00 Santa Cruz 1×2* Minas Geraes Santa Cruz
29/07/1928 13:00 Avante 0×3* Minas Geraes Santa Cruz
29/07/1928 15:00 Fluminense 2×3 Grêmio Santa Cruz
05/08/1928 13:00 Carlos Prates 1×4 Santa Cruz Santa Cruz
05/08/1928 15:00 Minas Geraes WOx1 Grêmio Santa Cruz
12/08/1928 13:00 Avante 1×11 Carlos Prates Santa Cruz
12/08/1928 15:00 Fluminense 4×0 Minas Geraes Santa Cruz
19/08/1928 15:00 Santa Cruz 13×0 Avante Santa Cruz
26/08/1928 15:00 Grêmio 5×4 Santa Cruz Santa Cruz
02/09/1928 13:00 Carlos Prates x Minas Geraes Santa Cruz
02/09/1928 15:00 Grêmio x Avante Santa Cruz
09/09/1928 13:00 Grêmio 4×2 Carlos Prates Santa Cruz
09/09/1928 15:00 Fluminense 2×1 Santa Cruz Santa Cruz
16/09/1928 13:00 Minas Geraes 0×6 Santa Cruz Santa Cruz
16/09/1928 15:00 Fluminense 3×4 Carlos Prates Santa Cruz
23/09/1928 13:00 Grêmio 0×8 Fluminense Santa Cruz
23/09/1928 15:00 Minas Geraes 4×1 Avante Santa Cruz
30/09/1928 13:00 Grêmio 1×0** Minas Geraes Santa Cruz
30/09/1928 15:00 Santa Cruz 2×1 Carlos Prates Santa Cruz
07/10/1928 13:00 Minas Geraes 1×4 Fluminense Santa Cruz
07/10/1928 15:00 Carlos Prates 0×1 Avante Santa Cruz
14/10/1928 15:00 Avante 0×7 Santa Cruz Santa Cruz
21/10/1928 15:00 Avante 1×9 Fluminense Santa Cruz

* O Minas Geraes perdeu os pontos dessas partidas para os adversários por inclusão de jogadores em situação irregular.
** O Minas Geraes entregou os pontos dessa partida.

Classificação:

Pos Time PP PG J V E D GP GC SG
1 Santa Cruz 4 16 10 8 0 2 45 16 29
2 Grêmio 6 12 9 6 0 3 24 26 -2
3 Fluminense 7 13 10 6 1 3 45 15 30
4 Carlos Prates 9 9 9 4 1 4 29 20 9
5 Avante 14 4 9 2 0 7 6 60 -54
6 Minas Geraes 16 2 9 1 0 8 10 22 -12

 

Com estes resultados, o Santa Cruz sagrou-se Campeão da Série B da LMDT de 1928.

 

Após anos de tentativas de se organizar um torneio regional no Triângulo, todas frustradas pela Federação Mineira, finalmente em 1951 conseguiu-se a permissão para realização do torneio, auspiciado pela Liga Araguarina de Futebol entre 1951 e 1953. Antes do campeonato, foram realizadas seletivas para escolha dos representantes. Em Uberlândia, o Uberlândia e o Fluminense se classificaram, deixando Sal Tropeiro e Floresta de fora do certame. É provável que em Ituiutaba tenha havido também uma seletiva, de onde saíram o Ituiutaba Esporte (atual Boa Esporte) e o Atlético Ituiutabano.

O Uberaba chegou a disputar a primeira rodada, contra o Uberlândia – que venceu por 2×1 – mas desistiu da competição.

Participantes:

  1. Araguari Atlético Clube – Araguari
  2. Atlético Clube Ituiutabano - Ituiutaba
  3. Fluminense Futebol Clube – Araguari
  4. Fluminense Futebol Clube – Uberlândia
  5. Ipiranga Sport Club – Araxá
  6. Ituiutaba Esporte Clube – Ituiutaba
  7. Operário Esporte Clube – Araguari
  8. Uberlândia Esporte Clube – Uberlândia

Seguem tabela e classificação, ainda incompletos. Todos os placares faltantes são do segundo turno da competição.

Fonte: Jornal Correio de Uberlândia na Biblioteca Nacional online

Tabela:

Data Mandante Placar Visitante
23/09/1951 Ipiranga (Ax) 1×0 Operário (Ag)
23/09/1951 Uberlândia 4×1 Atlético Ituiutabano
30/09/1951 Atlético Ituiutabano 3×1 Ipiranga (Ax)
30/09/1951 Fluminense (U) 2×2 Ituiutaba
07/10/1951 Ipiranga (Ax) 4×2 Fluminense (U)
14/10/1951 Fluminense (U) 4×0 Araguari
14/10/1951 Ituiutaba 1×3 Fluminense (Ag)
14/10/1951 Operário (Ag) 1×1 Atlético Ituiutabano
21/10/1951 Fluminense (U) 2×2 Fluminense (Ag)
21/10/1951 Ipiranga (Ax) 0×1 Uberlândia
28/10/1951 Atlético Ituiutabano 2×2 Araguari
28/10/1951 Uberlândia 1×1 Ituiutaba
04/11/1951 Araguari 2×1 Uberlândia
04/11/1951 Fluminense (U) 3×1 Operário (Ag)
04/11/1951 Ipiranga (Ax) 0×1 Fluminense (Ag)
11/11/1951 Araguari 4×0 Ipiranga (Ax)
11/11/1951 Atlético Ituiutabano 4×2 Fluminense (Ag)
11/11/1951 Operário (Ag) 1×1 Uberlândia
15/11/1951 Araguari 1×1 Ituiutaba
15/11/1951 Uberlândia 2×0 Fluminense (U)
18/11/1951 Araguari 0×1 Operário (Ag)
18/11/1951 Atlético Ituiutabano 1×1 Ituiutaba
25/11/1951 Araguari 0×5 Fluminense (Ag)
25/11/1951 Ituiutaba 4×1 Operário (Ag)
02/12/1951 Fluminense (Ag) 3×0 Operário (Ag)
09/12/1951 Fluminense (Ag) 9×0 Uberlândia
09/12/1951 Fluminense (U) 3×4 Atlético Ituiutabano
09/12/1951 Ituiutaba 3×2 Ipiranga (Ax)
16/12/1951 Atlético Ituiutabano 3×2 Uberlândia
16/12/1951 Operário (Ag) 3×1 Ipiranga (Ax)
23/12/1951 Ipiranga (Ax) 6×1 Atlético Ituiutabano
23/12/1951 Ituiutaba 6×3 Fluminense (U)
30/12/1951 Fluminense (U) 4×1 Ipiranga (Ax)
30/12/1951 Fluminense (Ag) 7×2 Ituiutaba
06/01/1952 Araguari 3×2 Fluminense (U)
06/01/1952 Atlético Ituiutabano 1×0 Operário (Ag)
13/01/1952 Fluminense (Ag) 6×0 Fluminense (U)
13/01/1952 Uberlândia 8×1 Ipiranga (Ax)
20/01/1952 Araguari 7×2 Atlético Ituiutabano
20/01/1952 Ituiutaba 5×1 Uberlândia
27/01/1952 Atlético Ituiutabano 0×2 Fluminense (U)
27/01/1952 Ipiranga (Ax) 1×2 Ituiutaba
27/01/1952 Uberlândia 1×1 Fluminense (Ag)
10/02/1952 Operário (Ag) 4×4 Fluminense (U)
17/02/1952 Fluminense (Ag) 3×1 Atlético Ituiutabano
17/02/1952 Uberlândia 3×1 Operário (Ag)
24/02/1952 Ituiutaba x Araguari
Fluminense (Ag) x Araguari
Fluminense (Ag) x Ipiranga (Ax)
Fluminense (U) x Uberlândia
Ipiranga (Ax) x Araguari
Ituiutaba x Atlético Ituiutabano
Operário (Ag) x Araguari
Operário (Ag) x Fluminense (Ag)
Operário (Ag) x Ituiutaba
Uberlândia x Araguari

 

Classificação:

Pos Time PG PP J V E D GP GC SG
1 Fluminense (Ag) 18 4 11 8 2 1 42 11 31
2 Ituiutaba 14 8 11 5 4 2 28 23 5
3 Araguari 10 8 9 4 2 3 19 18 1
4 Uberlândia 13 11 12 5 3 4 25 25 0
5 Atlético Ituiutabano 13 13 13 5 3 5 24 34 -10
6 Fluminense (U) 11 15 13 4 3 6 31 35 -4
7 Operário (Ag) 7 15 11 2 3 6 13 22 -9
8 Ipiranga (Ax) 6 18 12 3 0 9 18 32 -14
- Uberaba desistiu da competição

 

Com estes resultados, o Fluminense de Araguari sagrou-se, pela primeira vez, Campeão do Triângulo Mineiro.

 

Participantes (todos de João Pessoa):

  1. Esporte Clube Cabo Branco
  2. Internacional Sport Club
  3. Palmeiras Sport Club
  4. Pitaguares Sport Club
  5. Sol Levante Sport Club
  6. Vasco da Gama Esporte Clube
  7. Vencedor Sport Club

Regulamento:

  • Sistema de pontos corridos em turno e returno.

TABELA

Data Mandante Placar Visitante
09/04/1933 Palmeiras 1×0 Vencedor
23/04/1933 Cabo Branco 5×1 Vasco da Gama
30/04/1933 Internacional 4×0 Pitaguares
01/05/1933 Vencedor 0×4 Cabo Branco
07/05/1933 Palmeiras 4×0 Sol Levante
14/05/1933 Internacional 2×0 Vasco da Gama
21/05/1933 Vencedor 2×2 Pitaguares
28/05/1933 Cabo Branco 2×2 Palmeiras
04/06/1933 Sol Levante 2×2 Vasco da Gama
11/06/1933 Internacional 0×1 Vencedor
18/06/1933 Pitaguares 0×1 Cabo Branco
25/06/1933 Palmeiras 2×2 Vasco da Gama
09/07/1933 Sol Levante 1×3 Internacional
16/07/1933 Vencedor 2×2 Vasco da Gama
23/07/1933 Palmeiras 5×0 Pitaguares
30/07/1933 Cabo Branco 4×1 Sol Levante
06/08/1933 Palmeiras 3×2 Internacional
13/08/1933 Vencedor 0×1 Sol Levante
17/08/1933 Vasco da Gama 3×1 Pitaguares
27/08/1933 Cabo Branco 4×0 Internacional
03/09/1933 Sol Levante 3×1 Pitaguares
10/09/1933 Vencedor 0×5 Palmeiras
17/09/1933 Vasco da Gama 0×2 Cabo Branco
24/09/1933 Pitaguares 1×1 Internacional
01/10/1933 Cabo Branco 4×1 Vencedor
08/10/1933 Sol Levante 2×3 Palmeiras
15/10/1933 Vasco da Gama 1xWO Internacional
22/10/1933 Pitaguares 1×1 Vencedor
29/10/1933 Palmeiras 3×3 Cabo Branco
Após esta partida, Vasco da Gama e Internacional entregaram os pontos de suas partidas seguintes, possivelmente para acelerar a conclusão do campeonato:
Vasco da Gama WOx1 Sol Levante
Vencedor 1xWO Internacional
Vasco da Gama WOx1 Palmeiras
Internacional WOx1 Sol Levante
Vasco da Gama WOx1 Vencedor
Internacional WOx1 Palmeiras
Pitaguares 1xWO Vasco da Gama
Internacional WOx1 Cabo Branco
12/11/1933 Sol Levante empate Cabo Branco
19/11/1933 Pitaguares 0×1 Palmeiras
03/12/1933 Cabo Branco 1×1 Pitaguares
data desconhecida Sol Levante venceu Vencedor
Pitaguares cancelado Sol Levante

 

Classificação:

Pos Time Pts J V E D GP GC SG
1 Cabo Branco 21 12 9 3 0 30 9 21
2 Palmeiras 21 12 9 3 0 29 11 18
3 Sol Levante 12 11 5 2 4 10 17 -7
4 Vencedor 9 12 3 3 6 7 20 -13
5 Internacional 7 12 3 1 8 12 10 2
6 Vasco da Gama 7 12 2 3 7 10 16 -6
7 Pitaguares 5 11 1 3 7 7 22 -15

 

Desempate:

Data Mandante Placar Visitante
17/12/1933 Cabo Branco 2×2 Palmeiras
24/12/1933 Palmeiras 3×4* Cabo Branco

*O Cabo Branco perdeu os pontos desta partida pela inclusão irregular do atleta Arnaldo von Sohsten, que posteriormente viria a tornar-se um árbitro conceituado na Paraíba.

Com estes resultados, o Palmeiras sagrou-se Campeão Paraibano de 1933.

 

Eis as maiores goleadas do Campeonato Paraibano a partir de 1936:

Data Mandante Placar Visitante
01/06/1941 Botafogo 16×1 Sport-JP
24/08/1941 Sport-JP 0×15 Treze
18/05/1944 Dolaport 13×0* Palmeiras
11/04/1979 Treze 13×0 Nacional de Cabedelo
29/07/1945 Vasco da Gama 0×12 Palmeiras
02/08/1958 Auto Esporte 12×0 Arsenal
18/09/1960 Campinense 11×0 Comerciários
08/12/1964 Campinense 11×0 Red Cross
01/08/1965 Esporte 11×0 5 de Agosto
04/02/1976 Campinense 11×0 Esporte
31/01/2007 Treze 11×0 Perilima
11/05/1941 Sport-JP 2×11 Auto Esporte
28/09/1957 Oitizeiro 0×10 Auto Esporte
15/08/1973 Treze 10×0 Santa Cruz
18/04/1979 Botafogo 10×0 América de Esperança
26/05/1982 Treze 10×0 Santa Cruz
09/06/1982 Campinense 10×0 Santa Cruz
17/04/1983 Campinense 10×0 Santa Cruz
29/10/1992 Botafogo 10×0 Santa Cruz
18/11/1992 Santos 0×10 Campinense
16/03/2003 América de Caaporã 10×0 Auto Esporte
03/05/1981 Campinense 10×1 Nacional de Cabedelo
13/05/1981 Treze 10×1 Nacional de Cabedelo
14/07/1940 Sport-JP 2×10 Felipeia

* O Dolaport perdeu os pontos dessa partida.

 

A segunda edição do Torneio de Integração serviu para apontar dois clubes que seriam convidados a integrar a Divisão Extra de Profissionais em 1992. Com a inversão de calendário do futebol brasileiro em 1992, com os estaduais sendo jogados no segundo semestre, a competição avançou 1992 adentro e terminou às vésperas do início do certame paraibano de 1992, já com os clubes que conquistaram o acesso.

Devido à exiguidade no calendário, e com alguns clubes da Paraíba disputando campeonatos nacionais no primeiro semestre de 1992, os clubes profissionais que tomaram parte na competição optaram por não seguir nela, tendo disputado apenas a primeira fase contra as equipes amadoras.

Os clubes profissionais que participaram do Torneio de Integração 1991/1992 foram:

  1. Auto Esporte Clube – João Pessoa
  2. Botafogo Futebol Clube – João Pessoa
  3. Campinense Clube – Campina Grande
  4. Esporte Clube de Patos – Patos
  5. Guarabira Esporte Clube – Guarabira
  6. Nacional Atlético Clube – Cabedelo
  7. Santa Cruz Recreativo Esporte Clube – Santa Rita
  8. Santos Futebol Clube – João Pessoa
  9. Treze Futebol Clube – Campina Grande

A exemplo de 1990, o Nacional de Patos preferiu não tomar parte no torneio.

As representações amadoras que participaram do Torneio de Integração 1991/1992 foram:

  1. América Futebol Clube – Ingá
  2. Atalaia Esporte Clube – Bananeiras
  3. Atlético Cajazeirense de Desportos – Cajazeiras
  4. Confiança Esporte Clube – Sapé
  5. Esporte Clube Jatobá – São José de Piranhas
  6. Industrial Esporte Clube – Ingá
  7. Liga Monteirense de Futebol (Seleção) – Monteiro
  8. Liga Serrabranquense de Futebol Amador (Seleção) – Serra Branca
  9. Portuguesa – Pombal
  10. Rio Tinto Esporte Clube – Rio Tinto
  11. Sousa Esporte Clube – Sousa
  12. Tabajara Atlético Clube – Catolé do Rocha
  13. Tabajaras Esporte Clube – Mamanguape
  14. União Futebol Clube – Pirpirituba

Regulamento:

  • Primeira fase dividida em regiões. Dentro das regiões, os clubes amadores recebem os clubes profissionais em jogos apenas de ida.
  • Na segunda fase, os times amadores jogam entre si dentro dos mesmos grupos da primeira fase. Os dois primeiros de cada grupo passam de fase.
  • Na terceira fase, os oito clubes são divididos em quatro grupos de dois. Os vencedores dos grupos passam à fase final da competição.
  • Após a terceira fase, uma reunião entre clubes e FPF instituiu uma repescagem. Seis dos clubes já eliminados se enfrentaram num mata-mata, de onde saíram três clubes para a segunda fase da repescagem. Nesta fase, disputada apenas em jogos de ida, mais dois clubes se classificaram para a fase final.
  • Na fase final, todos os clubes jogam entre si em turno e returno. Os quatro clubes que se classificaram sem repescagem ganharam um ponto de bonificação.
  • O campeão e o vice-campeão foram convidados a integrar a Primeira Divisão, novo nome da Divisão Extra de Profissionais.

PRIMEIRA FASE

Grupo do Litoral

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 09/11/1991 Rio Tinto 0×1 Nacional de Cabedelo
1 10/11/1991 Industrial 1×0 Santa Cruz
1 15/11/1991 Confiança 0×1 Auto Esporte
2 16/11/1991 Rio Tinto 1×1 Santa Cruz
2 17/11/1991 Confiança 2×0 Nacional de Cabedelo
2 17/11/1991 Industrial 2×2 Auto Esporte
3 23/11/1991 Rio Tinto 0×2 Auto Esporte
3 24/11/1991 Confiança 0×0 Santa Cruz
3 01/12/1991 Industrial 1×2 Nacional de Cabedelo

Classificação – profissionais

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Auto Esporte 5 3 2 1 0 5 2 3
2 Nacional de Cabedelo 4 3 2 0 1 3 3 0
3 Santa Cruz 2 3 0 2 1 1 2 -1

 

Classificação – amadores

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Confiança 3 3 1 1 1 2 1 1
2 Industrial 3 3 1 1 1 4 4 0
3 Rio Tinto 1 3 0 1 2 1 4 -3

 

Grupo do Brejo

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 09/11/1991 América de Ingá 1×0 Santos
1 10/11/1991 Tabajaras x Guarabira
1 01/12/1991 Atalaia 0×1 Botafogo
2 15/11/1991 América de Ingá 1×0 Botafogo
2 15/11/1991 Atalaia 1×0 Santos
2 01/12/1991 União de Pirpirituba 1×0 Guarabira
3 17/11/1991 União de Pirpirituba 2×1 Botafogo
3 17/11/1991 Atalaia 1×1 Guarabira
3 17/11/1991 Tabajaras 3×2 Santos
4 24/11/1991 América de Ingá 0×3 Guarabira
4 24/11/1991 Tabajaras 0×0 Botafogo
4 24/11/1991 União de Pirpirituba 3×1 Santos

 

Classificação – profissionais

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Guarabira 3 3 1 1 1 4 2 2
2 Botafogo 3 4 1 1 2 2 3 -1
3 Santos 0 4 0 0 4 3 8 -5

 

Classificação – amadores

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 União de Pirpirituba 6 3 3 0 0 6 2 4
2 América de Ingá 4 3 2 0 1 2 3 -1
3 Tabajaras 3 2 1 1 0 3 2 1
4 Atalaia 3 3 1 1 1 2 2 0

 

Grupo do Cariri

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 10/11/1991 Sel. Monteiro 4×3 Treze
1 24/11/1991 Sel. Serra Branca 1×1 Campinense
2 15/11/1991 Sel. Serra Branca 0×1 Treze
2 01/12/1991 Jatobá 1×0 Campinense
3 17/11/1991 Sel. Monteiro 1×1 Campinense
3 24/11/1991 Jatobá 2×1 Treze

 

Classificação – profissionais

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Treze 2 3 1 0 2 5 6 -1
2 Campinense 2 3 0 2 1 2 3 -1

 

Classificação – amadores

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Jatobá 4 2 2 0 0 3 1 2
2 Sel. Monteiro 3 2 1 1 0 5 4 1
3 Sel. Serra Branca 1 2 0 1 1 1 2 -1

 

Grupo do Sertão

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 15/11/1991 Tabajara 0×3 Esporte
2 17/11/1991 Sousa 1×1 Esporte
3 24/11/1991 Portuguesa 1×0 Esporte
4 01/12/1991 Atlético de Cajazeiras 2×2 Esporte

 

Classificação – profissionais

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Esporte 4 4 1 2 1 6 4 2

Obs.: o Nacional de Patos deveria integrar este grupo, mas desistiu da competição.

Classificação – amadores

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Portuguesa 2 1 1 0 0 1 0 1
2 Atlético de Cajazeiras 1 1 0 1 0 2 2 0
3 Sousa 1 1 0 1 0 1 1 0
4 Tabajara 0 1 0 0 1 0 3 -3

 

SEGUNDA FASE

Grupo do Litoral

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 07/12/1991 Rio Tinto 2×1 Industrial
2 15/12/1991 Industrial 1×1 Confiança
3 22/12/1991 Confiança 1×0 Rio Tinto
4 29/12/1991 Industrial 1×1 Rio Tinto
5 05/01/1992 Confiança 2×1 Industrial
6 11/01/1992 Rio Tinto 1×2 Confiança

 

Classificação:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Confiança 7 4 3 1 0 6 3 3
2 Rio Tinto 3 4 1 1 2 4 5 -1
3 Industrial 2 4 0 2 2 4 6 -2

 

Grupo do Brejo

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 08/12/1991 Atalaia 2×1 União de Pirpirituba
1 08/12/1991 Tabajaras 1×1 América de Ingá
2 14/12/1991 América de Ingá 1×1 Atalaia
2 15/12/1991 União de Pirpirituba 1×1 Tabajaras
3 22/12/1991 Atalaia 2×1 Tabajaras
3 22/12/1991 União de Pirpirituba 1×1 América de Ingá
4 28/12/1991 América de Ingá 2×0 Tabajaras
4 29/12/1991 União de Pirpirituba 1×0 Atalaia
5 05/01/1992 Atalaia 2×1 América de Ingá
5 05/01/1992 Tabajaras 0×2 União de Pirpirituba
6 12/01/1992 América de Ingá 2×0 União de Pirpirituba
6 12/01/1992 Tabajaras 0×1 Atalaia

 

Classificação:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Atalaia 9 6 4 1 1 8 5 3
2 América de Ingá 7 6 2 3 1 8 5 3
3 União de Pirpirituba 6 6 2 2 2 6 6 0
4 Tabajaras 2 6 0 2 4 3 9 -6

 

Grupo do Cariri

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 08/12/1991 Jatobá 0×1 Sel. Serra Branca
2 15/12/1991 Sel. Monteiro 0×0 Jatobá
3 22/12/1991 Sel. Serra Branca 0×0 Sel. Monteiro
4 29/12/1991 Sel. Serra Branca 0×1 Jatobá
5 05/01/1992 Jatobá 0×1 Sel. Monteiro
6 12/01/1992 Sel. Monteiro 0×0 Sel. Serra Branca

 

Classificação:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Sel. Monteiro 5 4 1 3 0 1 0 1
2 Sel. Serra Branca 4 4 1 2 1 1 1 0
3 Jatobá 3 4 1 1 2 1 2 -1

 

Grupo do Sertão

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 08/12/1991 Atlético de Cajazeiras 4×0 Portuguesa
1 08/12/1991 Sousa 2×1 Tabajara
2 15/12/1991 Portuguesa 0×1 Sousa
2 15/12/1991 Tabajara 0×0 Atlético de Cajazeiras
3 22/12/1991 Sousa 1×1 Atlético de Cajazeiras
3 22/12/1991 Tabajara 1×2 Portuguesa
4 29/12/1991 Portuguesa 0×2 Atlético de Cajazeiras
4 29/12/1991 Tabajara 0×1 Sousa
5 05/01/1992 Atlético de Cajazeiras 5×0 Tabajara
5 05/01/1992 Sousa 3×0 Portuguesa
6 12/01/1992 Atlético de Cajazeiras 1×1 Sousa
6 12/01/1992 Portuguesa 6×1 Tabajara

 

Classificação:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Sousa 10 6 4 2 0 9 3 6
2 Atlético de Cajazeiras 9 6 3 3 0 13 2 11
3 Portuguesa 4 6 2 0 4 8 12 -4
4 Tabajara 1 6 0 1 5 3 16 -13

 

TERCEIRA FASE

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 18/01/1992 América de Ingá 1×1 Confiança
1 19/01/1992 Industrial 0×1 Atalaia
1 19/01/1992 Sel. Serra Branca 2×1 Sousa
1 19/01/1992 Atlético de Cajazeiras 2×0 Sel. Monteiro
2 25/01/1992 Confiança 0×0 América de Ingá
2 26/01/1992 Atalaia 1×0 Industrial
2 26/01/1992 Sousa 2×0 Sel. Serra Branca
2 26/01/1992 Sel. Monteiro 1×0 Atlético de Cajazeiras

 

REPESCAGEM – PRIMEIRA FASE

Data Mandante Placar Visitante
02/02/1992 Sel. Monteiro 5×1 Industrial
02/02/1992 Rio Tinto 2×0 Tabajaras
05/02/1992 União de Pirpirituba 0×1 Confiança

 

REPESCAGEM – SEGUNDA FASE

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 09/02/1992 Rio Tinto 2×2 Sel. Monteiro
2 16/02/1992 Sel. Monteiro 1×1 Confiança
3 23/02/1992 Confiança 1×0 Rio Tinto

 

Classificação:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Confiança 3 2 1 1 0 2 1 1
2 Sel. Monteiro 2 2 0 2 0 3 3 0
3 Rio Tinto 1 2 0 1 1 2 3 -1

 

FASE FINAL

Data Mandante Placar Visitante
09/02/1992 América de Ingá 1×0 Sousa
16/02/1992 América de Ingá 3×1 Atlético de Cajazeiras
16/02/1992 Atalaia 0×1 Sousa
23/02/1992 Atlético de Cajazeiras 0×0 Sousa
23/02/1992 Atalaia 3×2 América de Ingá
08/03/1992 Confiança 0×4 América de Ingá
08/03/1992 Sel. Monteiro 0×0 Atalaia
15/03/1992 Atalaia 1×2 Confiança
15/03/1992 Atlético de Cajazeiras 2×0 Sel. Monteiro
22/03/1992 Sousa 1×0 Confiança
22/03/1992 Sel. Monteiro 2×1 América de Ingá
29/03/1992 Confiança 1×2 Atlético de Cajazeiras
29/03/1992 Sousa 1×0 Sel. Monteiro
05/04/1992 Confiança 2×0 Sel. Monteiro
12/04/1992 Atlético de Cajazeiras 1×0 Confiança
12/04/1992 Sel. Monteiro 0×1 Sousa
12/04/1992 América de Ingá 3×0 Atalaia
19/04/1992 América de Ingá 1×1 Sel. Monteiro
19/04/1992 Confiança 0×0 Sousa
19/04/1992 Atalaia 0×2 Atlético de Cajazeiras
26/04/1992 Sousa 3×1 Atalaia
26/04/1992 Sel. Monteiro 1×0 Confiança
26/04/1992 Atlético de Cajazeiras 1×1 América de Ingá
01/05/1992 Atlético de Cajazeiras x Atalaia
03/05/1992 Atalaia 2×2 Sel. Monteiro
03/05/1992 Sousa 0×0 Atlético de Cajazeiras
03/05/1992 América de Ingá 3×0 Confiança
10/05/1992 Sel. Monteiro 0×0 Atlético de Cajazeiras
10/05/1992 Sousa 2×0 América de Ingá
10/05/1992 Confiança x Atalaia

 

Classificação:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Sousa 16 10 6 3 1 9 2 7
2 Atlético de Cajazeiras 13 9 4 4 1 9 5 4
3 América de Ingá 13 10 5 2 3 19 10 9
4 Sel. Monteiro 8 10 2 4 4 6 10 -4
5 Confiança 5 9 2 1 6 5 13 -8
6 Atalaia 5 8 1 2 5 7 15 -8

Com estes resultados, o Sousa foi o campeão do Torneio de Integração 1991/1992. Sousa e Atlético de Cajazeiras foram convidados a integrar a Primeira Divisão.

Classificação final:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Sousa 28 19 11 6 2 22 8 14
2 Atlético de Cajazeiras 24 18 8 8 2 26 10 16
3 América de Ingá 25 21 9 7 5 30 19 11
4 Atalaia 20 19 8 4 7 19 22 -3
5 Confiança 17 18 6 5 7 14 18 -4
6 Sel. Monteiro 10 8 3 4 1 7 6 1
7 Sel. Serra Branca 7 8 2 3 3 4 6 -2
8 Industrial 5 9 1 3 5 8 12 -4
9 União de Pirpirituba 12 9 5 2 2 12 8 4
10 Jatobá 7 6 3 1 2 4 3 1
11 Portuguesa 6 7 3 0 4 9 12 -3
12 Tabajaras 5 8 1 3 4 6 11 -5
13 Rio Tinto 4 7 1 2 4 5 9 -4
14 Tabajara 1 7 0 1 6 3 19 -16
 

Em 1990, a Federação Paraibana de Futebol instituiu um torneio para integrar clubes profissionais e amadores, que acabou servindo como embrião para a Segunda Divisão e recebeu o nome de Torneio de Integração.

Na sua primeira edição, participaram os seguintes clubes profissionais:

  1. Auto Esporte Clube – João Pessoa
  2. Campinense Clube – Campina Grande
  3. Esporte Clube de Patos – Patos
  4. Guarabira Esporte Clube – Guarabira
  5. Nacional Atlético Clube – Cabedelo
  6. Santa Cruz Recreativo Esporte Clube – Santa Rita
  7. Santos Futebol Clube – João Pessoa
  8. Treze Futebol Clube – Campina Grande

Botafogo e Nacional de Patos optaram por não participar do torneio.

Além dos profissionais, jogaram também as seguintes representações amadoras:

  1. América Futebol Clube – Esperança
  2. Clube Náutico Salgadense – Salgado de São Félix
  3. Conceição Sport Club – Itabaiana
  4. Cruzeiro Esporte Clube – Mari
  5. Espírito Santo Esporte Clube – Cruz do Espírito Santo
  6. Fechine - Campina Grande
  7. Industrial Esporte Clube – Ingá
  8. Liga Desportiva Mamanguapense (Seleção) – Mamanguape
  9. Liga Desportiva Riotintense (Seleção) - Rio Tinto
  10. Liga Sapeense de Futebol (Seleção) – Sapé
  11. Vila Nova Sport Club – Itabaiana

Regulamento:

  • Na primeira fase, os clubes amadores recebem os clubes profissionais. Não há eliminação, os jogos servem apenas para auferir as melhores campanhas e cruzamentos entre os clubes amadores.
  • Na parte dos profissionais, a segunda fase é jogada em dois grupos de 4. Os vencedores dos grupos fazem a final dos profissionais.
  • Na parte dos amadores, procedem-se jogos de mata-mata até descobrir-se o campeão. Depois do primeiro mata-mata, a melhor campanha passa à final dos amadores, enquanto os demais clubes se enfrentam até sair o adversário desse clube de melhor campanha.
  • A final entre o campeão dos profissionais e o campeão dos amadores é em jogos de ida e volta.

PRIMEIRA FASE

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 12/08/1990 Cruzeiro de Mari 2×0 Santos
1 12/08/1990 Sel. Rio Tinto 0×1 Auto Esporte
1 12/08/1990 Conceição de Itabaiana 1×2 Treze
1 12/08/1990 Espírito Santo 0×0 Guarabira
1 12/08/1990 Náutico 2×1 Nacional de Cabedelo
1 12/08/1990 Sel. Sapé 0×1 Campinense
1 12/08/1990 Industrial 1×1 Santa Cruz
1 12/08/1990 Fechine 0×0 Esporte
2 19/08/1990 Sel. Sapé 1×0 Nacional de Cabedelo
2 19/08/1990 Cruzeiro de Mari 0×4 Campinense
2 19/08/1990 Sel. Rio Tinto 1×0 Santos
2 19/08/1990 Fechine 1×1 Guarabira
2 19/08/1990 Espírito Santo 0×1 Treze
2 19/08/1990 Sel. Mamanguape 0×0 Esporte
2 19/08/1990 Vila Nova 1×2 Auto Esporte
2 07/09/1990 América de Esperança 0×1 Santa Cruz
3 25/08/1990 Conceição de Itabaiana 3×0 Santos
3 26/08/1990 Náutico 0×4 Treze
3 26/08/1990 Industrial 0×0 Guarabira
3 26/08/1990 Espírito Santo 1×0 Esporte
3 26/08/1990 Sel. Mamanguape 0×1 Auto Esporte
3 26/08/1990 Vila Nova 2×1 Campinense
3 26/08/1990 Sel. Rio Tinto 0×0 Santa Cruz
3 26/08/1990 América de Esperança 1×1 Nacional de Cabedelo
4 02/09/1990 Sel. Sapé 0×0 Santa Cruz
4 02/09/1990 Industrial 2×0 Campinense
4 02/09/1990 América de Esperança 1×1 Esporte
4 02/09/1990 Conceição de Itabaiana 1×1 Guarabira
4 02/09/1990 Cruzeiro de Mari 0×2 Auto Esporte
4 02/09/1990 Náutico 0×0 Santos
4 02/09/1990 Fechine 1×0 Treze
4 02/09/1990 Sel. Mamanguape 1×0 Nacional de Cabedelo
5 09/09/1990 Industrial 1×0 Esporte
5 09/09/1990 Fechine 2×1 Santos
5 09/09/1990 Sel. Rio Tinto 0×2 Nacional de Cabedelo
5 09/09/1990 Náutico 0×1 Guarabira
5 09/09/1990 Espírito Santo 0×2 Campinense
5 09/09/1990 Cruzeiro de Mari 0×1 Treze
5 09/09/1990 Sel. Sapé 1×3 Auto Esporte
5 09/09/1990 Vila Nova 1×2 Santa Cruz
6 15/09/1990 Vila Nova 0×1 Nacional de Cabedelo
6 16/09/1990 Sel. Sapé 2×0 Guarabira
6 16/09/1990 Sel. Rio Tinto 1×2 Campinense
6 16/09/1990 Sel. Mamanguape 1×0 Treze
6 16/09/1990 América de Esperança 0×0 Santos
6 16/09/1990 Espírito Santo 0×1 Auto Esporte
6 16/09/1990 Conceição de Itabaiana 0×1 Esporte
6 16/09/1990 Fechine 1×1 Santa Cruz
7 22/09/1990 Conceição de Itabaiana 2×0 Nacional de Cabedelo
7 23/09/1990 América de Esperança 0×5 Campinense
7 23/09/1990 Vila Nova 0×2 Treze
7 23/09/1990 Cruzeiro de Mari 0×2 Santa Cruz
7 23/09/1990 Espírito Santo 1×1 Santos
7 23/09/1990 Sel. Mamanguape 1×0 Guarabira
7 23/09/1990 Industrial 0×1 Auto Esporte
7 23/09/1990 Náutico 0×1 Esporte
8 29/09/1990 Náutico 2×2 Santa Cruz
8 30/09/1990 Cruzeiro de Mari 1×2 Guarabira
8 30/09/1990 Sel. Sapé 0×1 Treze
8 30/09/1990 Industrial 2×0 Santos
8 30/09/1990 Fechine 0×0 Nacional de Cabedelo
8 30/09/1990 Sel. Mamanguape 3×1 Campinense
8 25/10/1990 Esporte 1×0 Sel. Rio Tinto
8 28/10/1990 América de Esperança 0×0 Auto Esporte
9 07/10/1990 Sel. Sapé 2×0 Santos
9 07/10/1990 Náutico 1×0 Auto Esporte
9 07/10/1990 Espírito Santo 3×2 Nacional de Cabedelo
9 07/10/1990 Fechine 2×1 Campinense
9 27/10/1990 Vila Nova 1×1 Guarabira
9 28/10/1990 Cruzeiro de Mari¹ WOx1 Esporte
9 28/10/1990 Sel. Rio Tinto 1×3 Treze
9 03/11/1990 Conceição de Itabaiana 2×2 Santa Cruz
10 13/10/1990 Industrial 1×1 Nacional de Cabedelo
10 14/10/1990 Fechine 0×1 Auto Esporte
10 14/10/1990 Sel. Mamanguape 0×0 Santos
10 14/10/1990 Espírito Santo 1×0 Santa Cruz
10 14/10/1990 Sel. Rio Tinto 3×0 Guarabira
10 14/10/1990 América de Esperança 1×0 Treze
10 28/10/1990 Conceição de Itabaiana 0×1 Campinense
10 04/11/1990 Esporte 1x1² Vila Nova
11 20/10/1990 Vila Nova empate Santos
11 21/10/1990 América de Esperança 1×1 Guarabira
11 21/10/1990 Conceição de Itabaiana 1×1 Auto Esporte
11 21/10/1990 Cruzeiro de Mari¹ WOx1 Nacional de Cabedelo
11 21/10/1990 Sel. Sapé 0×2 Esporte
11 21/10/1990 Industrial 1×0 Treze
11 21/10/1990 Sel. Mamanguape 0×0 Santa Cruz
11 21/10/1990 Náutico 0×0 Campinense

Notas:

  1. O Cruzeiro de Mari desistiu do campeonato às vésperas do fim da primeira fase e suas duas últimas partidas foram consideradas WO para o time visitante.
  2. A partida entre Esporte e Vila Nova teve o mando invertido para viabilizar sua realização, uma vez que o Esporte cobriu os custos de transporte do Vila Nova.

CLASSIFICAÇÃO

Profissionais:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Treze 14 11 7 0 4 14 6 8
2 Esporte 14 11 5 4 2 8 4 4
3 Auto Esporte¹ 13 11 8 2 1 13 4 9
4 Campinense 13 11 6 1 4 18 10 8
5 Santa Cruz 13 11 3 7 1 11 8 3
6 Guarabira 10 11 2 6 3 7 11 -4
7 Nacional de Cabedelo 9 11 3 3 5 9 11 -2
8 Santos 5 11 0 5 6 2 13 -11

Nota:

  1. O Auto Esporte perdeu cinco pontos pela escalação irregular de um atleta em um jogo da competição.

Amadores:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Industrial 11 8 4 3 1 8 3 5
2 Sel. Mamanguape 11 8 4 3 1 6 2 4
3 Fechine 10 8 3 4 1 7 5 2
4 Espírito Santo 8 8 3 2 3 6 7 -1
5 Sel. Sapé 7 8 3 1 4 6 7 -1
6 Conceição de Itabaiana 7 8 2 3 3 10 8 2
7 Náutico 7 8 2 3 3 5 9 -4
8 América de Esperança 7 8 1 5 2 4 9 -5
9 Sel. Rio Tinto 5 8 2 1 5 6 9 -3
10 Vila Nova 5 8 1 3 4 6 10 -4
11 Cruzeiro de Mari 2 8 1 0 7 3 13 -10

PROFISSIONAIS – SEGUNDA FASE

Grupo do Litoral:

Rod Data Mandante Placar Visitante
11/11/1990 Santa Cruz 1×0 Nacional de Cabedelo
15/11/1990 Auto Esporte 4×0 Santos
18/11/1990 Nacional de Cabedelo 2×0 Santos
02/12/1990 Santa Cruz 2×1 Santos
02/12/1990 Auto Esporte 3×0 Nacional de Cabedelo
09/12/1990 Auto Esporte 3×2 Santa Cruz

 

Classificação:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Auto Esporte 6 3 3 0 0 10 2 8
2 Santa Cruz 4 3 2 0 1 5 4 1
3 Nacional de Cabedelo 2 3 1 0 2 2 4 -2
4 Santos 0 3 0 0 3 1 8 -7

 

Grupo do Sertão:

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 11/11/1990 Esporte 2×0 Guarabira
1 11/11/1990 Treze 2×0 Campinense
2 15/11/1990 Campinense 0×1 Esporte
2 15/11/1990 Guarabira 2×0 Treze
3 18/11/1990 Treze 3×1 Esporte
3 18/11/1990 Guarabira 0×0 Campinense
4 22/11/1990 Treze 0×0 Guarabira
4 22/11/1990 Esporte 0×0 Campinense
5 02/12/1990 Esporte 0×0 Treze
5 02/12/1990 Campinense 0×1 Guarabira
6 09/12/1990 Campinense 2×0 Treze
6 09/12/1990 Guarabira 2×2 Esporte

Nota: o Esporte mandou suas partidas em Teixeira-PB, no estádio Dorjão.

Classificação:

Pos Equipe Pts J V E D GP GC SG
1 Esporte 7 6 2 3 1 6 5 1
2 Guarabira 7 6 2 3 1 5 4 1
3 Treze 6 6 2 2 2 5 5 0
4 Campinense 4 6 1 2 3 2 4 -2

 

PROFISSIONAIS – FINAL

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 13/12/1990 Esporte 1×0 Auto Esporte
2 16/12/1990 Auto Esporte 4×1 Esporte

Com estes resultados, o Auto Esporte classificou-se para a final do torneio.

AMADORES – SEGUNDA FASE

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 11/11/1990 Vila Nova 1×1 Conceição de Itabaiana
1 11/11/1990 Sel. Rio Tinto 1×1 Espírito Santo
1 11/11/1990 Náutico 2×0 Industrial
1 11/11/1990 Sel. Sapé 3×0 Sel. Mamanguape
1 11/11/1990 América de Esperança 4×0 Fechine
2 15/11/1990 Sel. Mamanguape 0×0 Sel. Sapé
2 15/11/1990 Industrial² 2x0¹ Náutico
2 15/11/1990 Espírito Santo 2×0 Sel. Rio Tinto
2 15/11/1990 Conceição de Itabaiana 0x0¹ Vila Nova
2 15/11/1990 Fechine 3×2 América de Esperança

Notas:

  1. O mandante se classificou por ter melhor campanha.
  2. O Industrial classificou-se diretamente para a final dos amadores por ter tido melhor campanha na primeira fase.

AMADORES – TERCEIRA FASE

Data Mandante Placar Visitante
18/11/1990 Espírito Santo 0×3 Sel. Sapé
18/11/1990 Conceição de Itabaiana 3×2 América de Esperança

 

AMADORES – QUARTA FASE

Data Mandante Placar Visitante
02/12/1990 Sel. Sapé 2×0 Conceição de Itabaiana

 

AMADORES – FINAL

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 09/12/1990 Industrial 0x1¹ Sel. Sapé
2 16/12/1990 Sel. Sapé 1×2 Industrial

Nota:

  1. A partida foi interrompida com o placar de 0×0 por falta de segurança, pois um diretor do Industrial invadiu o campo para agredir o árbitro. O resultado foi arbitrado em 1×0 para a Seleção de Sapé, que passou à final do torneio por ter melhor campanha no geral.

FINAL DO TORNEIO

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 19/12/1990 Sel. Sapé 1×0 Auto Esporte
2 21/12/1990 Auto Esporte 3×0 Sel. Sapé

Com estes resultados, o Auto Esporte sagrou-se Campeão do Torneio de Integração 1990, fechando o ano com três títulos nos torneios organizados pela Federação Paraibana: Torneio Início, Campeonato Paraibano e Torneio de Integração. No ano, o Auto Esporte apenas não foi bem sucedido na seletiva para a Série C 1990, onde o Campinense ganhou a vaga destinada à Paraíba.

 

Em 1957, inaugurou-se em João Pessoa a sua maior praça de esportes até então, o Estádio Olímpico Governador José Américo de Almeida, com um amistoso entre um combinado de João Pessoa e o Santa Cruz-PE.

14/04/1957, 15:30 – COMBINADO JOÃO PESSOA 1×0 SANTA CRUZ/PE
Local: Estádio Olímpico Governador José Américo de Almeida – João Pessoa, PB
Público pagante: 5.167 – Renda: Cr$ 140.435,00
Árbitro: Anísio Morgado (PE)
Gol: Macau 51′ – Expulsos: Nelson, Mascote; Lanzoninho
COMBINADO JOÃO PESSOA – Mascote (Freire); Nelson (Borracho), Kleber; Marajó (Galego), Luiz Carlos, Tita; Pedro Negrinho, Macau, Delgado, Bola Sete, Elcio (Joãozinho). Técnico: Berto.
SANTA CRUZ – Aníbal; Palito, Cação; Zequinha, Aldemar, Jaminho (Edinho); Jorge de Castro, Rudimar (Rubinho), Marinho (Mituca), Lanzoninho, Zeca (Jorginho). Técnico: Palmeira.

Obs.: o técnico Palmeira retirou o Santa Cruz do gramado aos 77′, após falta violenta de Luiz Carlos em Jorginho.

BORDERÔ DA PARTIDA (divulgado nos jornais)

RECEITA
Tipo de ingresso Disponíveis Devolvidos Vendidos Preço unit. Renda total
Arquibancada 1600 477 1123 Cr$ 50,00 Cr$ 56.150,00
Arquibancada (meia) 1000 319 681 Cr$ 25,00 Cr$ 17.025,00
Geral 3299 34 3265 Cr$ 20,00 Cr$ 65.300,00
Automóvel com motorista 100 2 98 Cr$ 20,00 Cr$ 1.960,00
Total 5999 832 5167
Cr$ 140.435,00
DESPESA
Tipo de despesa % Total
Conselho Regional de Desportos da Paraíba 5 Cr$ 7.021,75
Confederação Brasileira de Desportos 5 Cr$ 7.021,75
Folha de pagamentos Cr$ 70.737,00
Total Cr$ 84.780,50
Receita Cr$ 140.435,00
Despesa Cr$ 84.780,50
Saldo Cr$ 55.654,50
 

Participantes (todos de João Pessoa):

  1. 5 de Agosto Esporte Clube
  2. ABC Futebol Clube
  3. Associação Atlética Portuguesa
  4. Bando Azul Esporte Clube
  5. Diamante Esporte Clube
  6. Estrela do Mar Esporte Clube
  7. Guarany Esporte Clube Recreativo
  8. Íbis Futebol Clube

Regulamento:

  • Dois turnos distintos.
  • Os campeões dos turnos fazem a final.

PRIMEIRO TURNO

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 09/07/1966 Guarany 2×1 Portuguesa
1 09/07/1966 Bando Azul 1×6 Diamante
1 16/07/1966 Íbis 0×3 Estrela do Mar
1 16/07/1966 5 de Agosto 0×0 ABC
2 23/07/1966 Bando Azul 1×1 Guarany
2 23/07/1966 Íbis 2×5 Portuguesa
2 30/07/1966 Diamante 3×1 5 de Agosto
2 30/07/1966 ABC 1×1 Estrela do Mar
3 06/08/1966 Guarany 3×1 Íbis
3 06/08/1966 5 de Agosto 3×0 Bando Azul
3 13/08/1966 ABC 3×2 Portuguesa
3 13/08/1966 Estrela do Mar 4×2 Diamante
4 20/08/1966 5 de Agosto 1×2 Guarany
4 20/08/1966 ABC 3×1 Íbis
4 27/08/1966 Estrela do Mar 3×0 Bando Azul
4 27/08/1966 Diamante 2×3 Portuguesa
5 03/09/1966 Guarany 0×2 ABC
5 03/09/1966 Estrela do Mar 3×1 5 de Agosto
5 10/09/1966 Diamante 0×2 Íbis
5 10/09/1966 Portuguesa 3×1 Bando Azul
6 17/09/1966 Estrela do Mar 3×1 Guarany
6 17/09/1966 ABC 2×0 Diamante
6 24/09/1966 5 de Agosto 5xWO Portuguesa
6 24/09/1966 Bando Azul 2×3 Íbis
7 01/10/1966 Diamante 1×1 Guarany
7 01/10/1966 Portuguesa 0×3 Estrela do Mar
7 08/10/1966 ABC 5×3 Bando Azul
7 08/10/1966 Íbis 5×0 5 de Agosto

 

Classificação:

Pos Time Pts J V E D GP GC SG
1 Estrela do Mar 13 7 6 1 0 20 5 15
2 ABC 12 7 5 2 0 16 7 9
3 Guarany 8 7 3 2 2 10 10 0
4 Íbis 6 7 3 0 4 14 16 -2
5 Portuguesa 6 7 3 0 4 14 18 -4
6 Diamante 5 7 2 1 4 14 14 0
7 5 de Agosto 5 7 2 1 4 11 13 -2
8 Bando Azul 1 7 0 1 6 8 24 -16

O Estrela do Mar sagrou-se campeão do primeiro turno e se classificou à final do campeonato.

SEGUNDO TURNO

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 15/10/1966 Portuguesa 1×0 Guarany
1 15/10/1966 Diamante 1×0 Bando Azul
1 22/10/1966 Estrela do Mar 3×4 Íbis
1 22/10/1966 ABC 3×4 5 de Agosto
2 29/10/1966 Guarany 1×0 Bando Azul
2 29/10/1966 Portuguesa 0×3 Íbis
2 06/11/1966 5 de Agosto 1×0 Diamante
2 06/11/1966 Estrela do Mar 1×1 ABC
3 13/11/1966 Íbis 4×0 Guarany
3 13/11/1966 Bando Azul 1×2 5 de Agosto
3 20/11/1966 Portuguesa WOx5 ABC
3 20/11/1966 Diamante 3×2 Estrela do Mar
4 27/11/1966 Guarany 0×5 5 de Agosto
4 27/11/1966 Íbis 1×3 ABC
4 10/12/2006 Bando Azul 0×1 Estrela do Mar
4 10/12/2006 Portuguesa 1×2 Diamante
5 17/12/2006 ABC 5×2 Guarany
5 17/12/2006 5 de Agosto 1×4 Estrela do Mar
5 16/02/1967 Íbis 4×3 Diamante
5 16/02/1967 Bando Azul 1×1 Portuguesa
6 19/02/1967 Guarany WOx5 Estrela do Mar
6 19/02/1967 Diamante 1×2 ABC
6 23/02/1967 Portuguesa 5×2 5 de Agosto
6 23/02/1967 Íbis 1×0 Bando Azul
7 25/02/1967 Guarany 5xWO Diamante
7 25/02/1967 Estrela do Mar 3×3 Portuguesa
7 02/03/1967 Bando Azul 0×0 ABC
7 02/03/1967 5 de Agosto 1×1 Íbis

 

Classificação:

Pos Time Pts J V E D GP GC SG
1 Íbis 11 7 5 1 1 18 10 8
2 ABC 10 7 4 2 1 19 9 10
3 5 de Agosto 9 7 4 1 2 16 14 2
4 Estrela do Mar 8 7 3 2 2 19 12 7
5 Diamante 6 7 3 0 4 10 15 -5
6 Portuguesa 6 7 2 2 3 11 16 -5
7 Guarany 4 7 2 0 5 8 20 -12
8 Bando Azul 2 7 0 2 5 2 7 -5

O Íbis sagrou-se campeão do segundo turno e classificou-se para a final do campeonato.

FINAL

Rod Data Mandante Placar Visitante
1 11/03/1967 Estrela do Mar 1×1 Íbis
2 18/03/1967 Íbis 3×2 Estrela do Mar
3 25/03/1967 Íbis 1×4
(1×1 pro.)
(3×3 pen.)
Estrela do Mar
Partida interrompida por falta de iluminação natural. Um quarto jogo foi remarcado para se conhecer o campeão.
4 01/04/1967 Estrela do Mar 2×1 Íbis

Com estes resultados, o Estrela do Mar sagrou-se, pela terceira vez, Campeão Paraibano da Primeira Divisão Mista.

Classificação final:

Pos Time Pts J V E D GP GC SG
1 Estrela do Mar 26 18 11 4 3 48 23 25
2 Íbis 20 18 9 2 7 38 35 3
3 ABC 22 14 9 4 1 35 16 19
4 5 de Agosto 14 14 6 2 6 27 27 0
5 Portuguesa 12 14 5 2 7 25 34 -9
6 Guarany 12 14 5 2 7 18 30 -12
7 Diamante 11 14 5 1 8 24 29 -5
8 Bando Azul 3 14 0 3 11 10 31 -21
© 2017 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha