Ricardo Amaral

 

A final da Segunda Divisão de 2008 do futebol potiguar aconteceu no estádio Benedito Bezerra Lins na cidade de Jardim de Piranhas. O Independente venceu o primeiro jogo por 1 a 0, em Macaíba e jogava pelo empate para conquistar a vaga para disputar uma Primeira Divisão pela primeira vez no ano de 2009. O Real Independente contou com todos os seus titulares na partida. Os principais destaques da equipe seridoense eram: o meia Jozicley ex-Potiguar de Mossoró, Leleu (Ex-Coríntinhas), Joatam e Nino Potyguar, os dois ex-Potyguar-CN. Pelo lado do Cruzeiro, o técnico Romildo Freire não contou com o zagueiro Pantera, expulso na partida de ida. O atacante Binha ex-América e Santa Cruz-PE foi um dos destaques do time de Macaíba.

os jogos da final

Jogo 1: Cruzeiro 0×1 Real Independente

Local: Estádio José Jorge Maciel

Cidade: Macaíba.
Árbitro: Izac Márcio da Silva Oliveira (RN)
Gol: Ranieri (35/1º)
Renda bruta: R$ 1.640,00
Público pagante: 333

Jogo 2: Real Independente 2×1 Cruzeiro

Local: Estádio Benedito Bezerra Lins
Cidade: Jardim de Piranhas-RN
Árbitro: Adonay Nagib de Carvalho França.
Renda: Não foi fornecida
Gols: Clécio e Leleu para o Independente. Binha, para o Cruzeiro.

Obs: O Real Independente disputou somente uma edição da primeira divisão em 2009 quando foi rebaixado e não mais voltou ao profissional. O Cruzeiro ainda disputou a segunda divisão sem sucesso e atualmente joga apenas o campeonato amador da cidade de Macaiba.

 

 

 

 

 

 

 

10/set/2008 – CORINTIANS 2X1 ACBC FC

Local: Vancouver

Gols de Joao Luiz (2) para corintians e Adham para acbc

 

 

11/set/2008-CORINTIANS 2X2 BC ALL STARS

Local: Vancouver

Gols: Joao Luiz aos 20 min e 46 min do 2 T para o corintians  e os gols do All Stars saíram aos 10 minutos e 16 minutos da segunda etapa.

 

13/set/2008-CORINTIANS  0X1 GEORGE SC

LOCAL: Victoria

Arbitra: MIchele Pye (FIFA)

Gols: Cody Fitzsimmons 30 min/ 2T

 

 

17/set/2008 CORINTIANS 7X1 ATLÉTICO CLUBE BRITISH COLUMBIA

Local: Eight Rinks- Vancouver

Gols: João Luiz 8 min, Patané 18 min do 1T; Cabelinho 6 min e 15 min,  Índio Aos 24 min, João Luiz ao 33 min e Marcos 35 min; Venny aos 2 minutos do segundo para o Columbia.

 

21/set/2008 –CORINTIANS 5X0 PENTICTON SOCCER CLUB

Local: Penticton

Gols: Patané 13 e 43 minutos, João Luiz Aos 37 minutos do 1T ;  Júlio aos 20 e Marcos (p)

 

fonte: jornais e arquivo do autor

 

Natal, 11 de Junho de 1961

Estádio Juvenal Lamartine

Renda/ CR$ 77.920,

RIACHUELO         2X0     ABC                                       gols de  Roberto Lima e Adonis

ALECRIM                 1X0     GLOBO                                gol de Wallace

ATLETICO                1X0     FERROVIARIO                gol de   Gobat

RIACHUELO                       0X0     ALECRIM                disputa penaltis –  (2X3)

ALECRIM                 0X0     ATLETICO                          disputa penaltis (2X1)

ALECRIM CAMPEÁO 1961

 

TORNEIO INICIO RN 1937

 

LOCAL: Estádio Juvenal Lamartine- JL

Data: 23 de maio de 1937

SANTA CRUZ          X         PAISSANDU (sem informação)

ABC                           1X0     ALECRIM

SANTA CRUZ          4X1     AMERICA

ABC                           2X0     SANTA CRUZ

ABC CAMPEÁO

 

antigo e atual escudo

O Alecrim Futebol Clube, 102 anos  viveu essa semana o seu pior momento de sua história centenária, onde foi rebaixado para a segunda divisão do estadual potiguar, em uma temporada, que igual as ultimas, foi marcada por erros de planejamento, insucessos de parcerias  e muitas mudanças de treinador durante a competição.

Para o estadual o clube  surpreendeu ao contratar Athirson Mazzoli como seu novo treinador, mesmo tendo conhecimento que o ex jogador do Fla/RJ não tinha um currículo minimo na carreira de treinador. Durou apenas dois jogos, duas derrotas,  para ser demitido. Trouxe Edson Alves que dirigiu  o sub-19 e esteve na Copa SP jrs com a equipe e promoveu o acesso de vários juniores ao time principal. Ficou por nove jogos, tendo conquistado uma vitoria, quatro empates e quatro derrotas. O   desempenho não agradou  e por fim assumiu o auxiliar técnico Valdierre Jota  para disputar os três  últimos jogos, principalmente o confronto direto contra o Santa Cruz de Natal . Perdeu para o Santa e depois perdeu em sequencia para America e para o ABC (12/4) este ultimo dramático de virada,no segundo tempo, sacramentando assim a sua primeira queda para a segunda divisão do estadual. Neste meio tempo o Alecrim também viveu momentos difíceis no extra-campo, quando os jogadores com salários atrasados, entraram em greve que chegou a durar cerca de cinco dias.

O centenário Alecrim FC já foi campeão potiguar  7 vezes ( 1924, 1925, 1963, 1964, 1968, 1985 1986) e mesmo rivalizando com os outros dois clubes de Natal, é o clube de simpatia de todo natalense, é tido o segundo clube de todos.   Das  98 edições do campeonato potiguar que iniciou no ano de 1918, o Verdao iniciou as suas disputas em 1924 já com um titulo. Por decisões internas da direção ficou de fora da disputa nos anos de 1931 a 1936 e depois dos campeonatos de 1948 e de 1956.  Em 1992 ficou na sua pior classificação terminando em ultimo lugar, entretanto naquele ano o regulamento não previa o rebaixamento.

A nível nacional o clube participou de todas as series do Brasileiro. Na Serie A (1964, 1965 e 1986), na Serie B (1972, 1983), na Serie C (1988, 1995, 2010), na Serie D (2009 e 2011) e ainda na Copa do Brasil de 2015.

O clube tem ainda o apoio da sua torcida organizada, A FERA (Fieis Esmeraldinos Radicais), uma das mais antigas torcidas organizadas em atividade no país fundada em 1977.

Não só seus fanáticos  torcedores, mas todos que gostam do futebol, temem que o verdão entre no mesmo caminho de outros clubes tradicionais , que logo após a queda de divisão, acaba se licenciando das atividades profissionais, alegando especialmente a crise de recursos financeiros e não retorne mais ao cenário esportivo do estado, ficando somente a saudade deste simpático clube potiguar.

Fonte: futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br

 

Em mais de 50 anos de competições sul-americanas oficiais, foram 28 participações de 9 times da região dos estados de Pernaqmbuco, Bahia, Maranhão, Ceara, Alagoas e Rio Grande do Norte.

Três torneios já contaram com representantes do Nordeste. Além da Libertadores (cuja vaga é a mais difícil) e da extinta Copa Conmebol, a Sul-Americana veio para suprir a demanda por disputas do tipo.

Em relação ao desempenho, o máximo alcançado foi a final, uma vez no ano de 1999, no último ano da Copa Conmebol, o CSA-AL  decidiu o título contra os argentinos do Talleres, perdendo com um gol aos 45 do segundo tempo. O time alagoano se aproveitou da vaga aberta à Copa do Nordeste, uma vez que o Vitória, campeão daquela regional, declinou do convite, o vice, Bahia, e o terceiro colocado, Sport, também. Na quarta posição, o alviazulino de Maceió topou e fez história.

Taça Libertadores da América
1960 – Bahia (quartas de final, 1ª fase – 2 jogos)
1964 – Bahia (pré-libertadores, 1ª fase – 2 jogos)
1968 – Náutico (fase de grupos, 1ª fase – 6 jogos)
1988 – Sport (fase de grupos, 1ª fase – 6 jogos)
1989 – Bahia (quartas de final, 3ª fase – 10 jogos)
2009 – Sport (oitavas de final, 3ª fase – 8 jogos)
Ranking de participações (6): Bahia 3; Sport 2; Náutico 1

Copa Conmebol
1994 – Vitória (oitavas de final, 1ª fase – 2 jogos)
1995 – Ceará (oitavas de final, 1ª fase – 2 jogos)
1997 – Vitória (quartas de final, 3ª fase – 4 jogos)
1998 – América-RN (oitavas de final, 1ª fase – 2 jogos)
1998 – Sampaio Corrêa (semifinal, 3ª fase – 6 jogos)
1999 – CSA (vice-campeão, 4ª fase – 8 jogos)
Ranking de participações (6): Vitória 2; Ceará, América-RN, Sampaio Corrêa e CSA 1

Copa Sul-Americana
2009 – Vitória (oitavas de final, 2ª fase – 4 jogos)
2010 – Vitória (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2011 – Ceará (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2012 – Bahia (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2013 – Sport (oitavas de final, 3ª fase – 4 jogos)
2013 – Bahia (oitavas de final, 3ª fase – 4 jogos)
2013 – Vitória (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2013 – Náutico (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2014 – Bahia (oitavas de final, 3ª fase – 4 jogos)
2014 – Vitória (oitavas de final, 3ª fase – 4 jogos)
2014 – Sport (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2015 – Sport (oitavas de final, 3ª fase – 4 jogos)
2015 – Bahia (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2016 – Santa Cruz (oitavas de final, 3ª fase – 4 jogos)
2016 – Sport (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2016 – Vitória (fase nacional, 2ª fase – 2 jogos)
2017 – Sport (em andamento)
Ranking de participações (17): Vitória e Sport 5; Bahia 4; Ceará, Náutico e Santa 1

 

Ranking de participações dos nordestinos (ate 2017)

7 – Bahia, Vitória e Sport
2 – Náutico e Ceará
1 – Sampaio Corrêa, América-RN, CSA e Santa Cruz

 

fonte: parte do diario de pernambuco (blog do cassios)

 

LOCAL: Estádio Juvenal Lamartine- JL (Natal)

Data: 3 de maio de 1936

SPORT           WO     SANTA CRUZ

ABC               2X1     AMERICA

ABC               2X1     SPORT

 

ABC Campeão

 

LOCAL: Estádio Juvenal Lamartine- JL

 

Data: 5 de maio de 1935

 

SPORT              0X3 SANTA CRUZ

ABC                  1X1  AMERICA     ABC venceu por Corners 1X0

SANTA CRUZ  1X1 ABC               ABC venceu por Corners 3×0

 

ABC Campeão

 

O campeonato Brasileiro – Serie D – 2017 já tem praticamente definido os seus classificados. A A partir de 2017, as vagas para 2018 e anos seguintes, sairão  exclusivamente do Estadual.  Hoje a Serie D do Brasileiro para o ano que, tem definidos 62 dos 68 clubes que iniciam a competição.Em 2016 a CBF exigiu esta regulação evitando assim situações de clubes indefinidos na véspera da competição.

– América/PE (via estadual 2016)

– América/RN (rebaixado série c 2016)
– Aparecidense/GO (via estadual 2016)
– Altos/PI (via estadual 2016)
– Anápolis/GO (via estadual 2016)
– Araguaia de Barra do Garças/MT (via estadual 2016)
– Atlético Acreano/AC (via estadual 2016)
– Bangu/RJ (via estadual 2016)
– Baré/RR (via estadual 2016)
– Boavista/RJ (via estadual 2016)
– Brusque/SC (via estadual 2016)
– Caldense/MG (via estadual 2016)
– Campinense/PB (via estadual 2016)
– Ceilândia/DF (via estadual 2016)
– Central/PE (via estadual 2016)
– Comercial/MS (via estadual 2016)
– Cordino/MA (via estadual 2016)
– Coruripe/AL (via estadual 2016)
– Desportiva Ferroviária/ES (via estadual 2016)
– Galícia/BA (via estadual 2016)
– Genus/RO (via estadual 2016)
– Globo/RN (via estadual 2016)
– Guarani de Juazeiro/CE (via estadual 2016)
– Guaratinguetá/SP (rebaixado série c 2016)
– Gurupi/TO (via estadual 2016)
– Internacional/SC (via estadual 2016)
– Itabaiana/SE (via estadual 2016)
– Itumbiara/GO (via estadual 2016)
– JMalucelli/PR (via estadual 2016)
– Juazeirense/BA (via estadual 2016)
– Luziânia/GO (via estadual 2016)
– Maranhão/MA (via estadual 2016)
– Metropolitano/SC (via estadual 2016)
– Murici/AL (via estadual 2016)
– Novo Hamburgo/RS (via estadual 2016)
– Operário Ferroviário/PR (via copa 2016)
– Osasco Audax/SP (via estadual 2016)
– Parnahyba/PI (via estadual 2016)
– Portuguesa/SP (rebaixado série c 2016)
– Potiguar/RN (via estadual 2016)
– PSTC/PR (via estadual 2016)
– Red Bull/SP (via estadual 2016)
– Rio Branco/AC (via estadual 2016)
– River/PI (rebaixado série c 2016)
– Rondoniense/RO (via estadual 2016)
– Santos/AP (via estadual 2016)
– São Bernardo/SP (via estadual 2016)
– São Francisco/PA (via estadual 2016)
– São José/RS (via estadual 2016)
– São Paulo/RS (via estadual 2016)
– São Raimundo/PA (via estadual 2016)
– São Raimundo/RR (via estadual 2016)
– Sergipe/SE (via estadual 2016)
– Serra Talhada/PE (via estadual 2016)
– Sete de Dourados/MS (via estadual 2016)
– Sinop/MT (via estadual 2016)
– Sousa/PB (via estadual 2016)
– Tocantins de Miracema/TO (via estadual 2016)
– Trem/AP (via estadual 2016)
– Uniclinic/CE (via estadual 2016)
– URT/MG (via estadual 2016)
– Villa Nova/MG (via estadual 2016)

fonte: TN online

 

A FNF – Federação Norte-Riograndense de Futebol apresentou o campeonato potiguar de 2017  e na ocasião divulgou a sua novo logo. A apresentação da nova marca foi durante o evento que lançou o plano comercial do Campeonato Potiguar de 2017.  Além do Plano Comercial, a FNF apresentou a novas marca e bandeira da instituição, bem como fez a entrega de dez toneladas de alimentos não perecíveis, que foram arrecadados no treino da Seleção Brasileira para o confronto contra a Bolívia, válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo para varias instituições.

O Campeonato Potiguar 2017 terá início no dia 15 de janeiro, com a participação de oito clubes: ABC, América, Globo F.C., Alecrim, Baraúnas, Santa Cruz, Potiguar de Mossoró e ASSU que terá dois turnos da competição e uma final.

 

Uma das decisões mais dramáticas e violentas  dos Campeonatos Estaduais do RN foi a final tumultuado de 1977, disputado no estádio Castelão. Em 18 de setembro, com arbitragem Fifa,do paulista José Favile Neto. A  partida transcorria quente mas ainda sem expulsão alguma,porém se encaminhando para o final do 2º tempo, uma jogada comum bem em frente ao antigo“Frasqueirão”, nome dado ao local onde ficava a torcida do ABC,  o meia americano Zeca e o abecedista Ânderson, se estranharam e  de repente o atacante alvinegro saiu correndo desesperadamente atrás de Zeca. Nesse momento, outros jogadores se estranharam com quase todos os 22 jogadores (e alguns reservas) trocando socos e pontapés, explodindo enfim o clima pesado que reinava no jogo.

O lance mais perigoso foi quando o zagueiro Pedro Pradera, do ABC, “voou” com os dois pés para atingir a seu ex-companheiro Alberi (àquele ano jogando pelo o América), sem alcançar. Depois de cerca de cinco minutos de “espetáculo” dantesco o árbitro José Faville considerou encerrada a partida com o placar mudo e com a expulsão de todos os jogadores.

Na noite de domingo o triste espetáculo foi parar no Fantastico e por vários dias, a TV mostrou cenas de uma briga campal inacreditável.

O caso foi o para o TJD, o órgão manteve o placar, e com isso o título de 1977 ficou com o  América que jogava por um empate.

O time campeão e expuso naquele domingo foi com Cícero, Ivan Silva, Joel Santana, Argeu e Olímpio, Zeca, Alberi e Garcia, Ronaldinho, Aloísio e  Soares. Técnico, Laerte Dória.

 
data jogo local
02/01 Sel. Barcelona 1×1 Alecrim Barcelona – RN
06/01 America 7×0 SINDFERN CT America
09/01 Treze 2×1 America Campina Grande PB
09/01 Atletico G. Avelino/RN  0×2 Globo Georgino Avelino/RN
09/01 Sel Grossos 0X4 Baraúnas/RN Grossos RN
09/01 Campinense 4×0 Baraunas Campina Grande PB
14/01 Treze 3×0 Potiguar Campina Grande PB
14/01 Alecrim 3×1 Atletico Potengi São Gonçalo do Amarante.
14/01 Sel.Upanema 1×6 ASSU Upanema RN
17/04 Atl. Cajazeiras 1×0 ASSU Cajazeiras PB
17/01 Sel. Barauna 0×1 Baraunas Barauna-RN
17/01 ABC 1×0 SINDFERN Frasqueirão
17/01 Campinense 0×0 America Amigão/ campina Grande PB
19/01 ABC 1×1 Botafogo-PB Frasqueirão
25/5 Potiguar 1×0 Sel. Upanema Mossoro
25/5 Globo 3×0 Sel. UFRN Barretao/ Ceara Mirim
29/5 Globo 1×1 Atletico Potengi Barretao/ Ceara Mirim
 

 

Competição

Campeão

Vice-campeão

Estadual 1º divisão

ABC

America

Estadual 2º divisão

Santa Cruz -Natal

Atletico Potengi

Copa Cidade do Natal

America

Globo

Copa RN

ABC

Alecrim

Copa da Mulher Fut. Feminino

São José

Brejinho

Estadual Sub-19

ABC

Alecrim

Estadual Sub -17

ABC

America

Estadual Sub-15

Alecrim

ABC

Estadual sub-12

ABC

Nova Esperança

Copa Natal sub 17

Cidade Nova

Parque floresta

f://futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/

 

HISTÓRIA - O uruguaio Emiliano Acosta criou a figura do treinador/jogador. Na foto, o elenco principal dos rubros natalenses

 

Foi a audácia do ex-presidente americano Ruy Moreira Paiva, no final dos anos 30 que motivou o clube rubro ir buscar no Recife o primeiro jogador/treinador uruguaio, Emiliano Acosta, para atuar no América/RN. A esse tempo, Acosta estava pensando em abandonar a carreira como jogador, para ser treinador, até como um forma de ganhar mais algum dinheiro. A esse tempo, o futebol no Nordeste era quase todo amadorista, poucos jogadores tinham salários. No caso de Acosta, que era uma das exceções, justificava-se o salário um pouco diferenciado pelo fato de ter vindo do futebol do Uruguai e ter sido reserva da seleção “Celeste” no Mundial de 30, em Montevideu.

Quando chegou para jogar e treinar o clube americano, na metade do mês de junho de 1939, o Brasil atravessava momentos de certa tensão devido  o conflito mundial envolvendo as chamadas nações do Eixo (Alemanha, Itália e Japão). Barcos brasileiros já haviam visto sinais de submarinos alemães na costa do Nordeste, e isso fazia tremer a população litorânea. Mas, assim mesmo o brasileiro continuou vivendo o seu dia a dia, e o futebol também.

A má campanha do quadro rubro na temporada de 1937, quando ficou atrás do ABC, Santa Cruz e Paysandu (uma espécie de filial do ABC) animou  Ruy Moreira Paiva a viajar, retornando tendo Acosta a “tiracolo”. A apresentação do “gringo” foi uma sensação no estádio Juvenal Lamartine, com presença de quase 500 torcedores, segundo noticiário dos jornais da época. Acosta tinha, na época, 30 anos, havia passado pelo Náutico Capibaribe, porém como seu sonho era se iniciar na atividade de treinador, aceitou atuar como dublê, ou seja, jogar e treinar. Acosta nasceu na cidade de Taquarembó, próxima à fronteira com o Brasil. Seu primeiro clube foi o Fiat Lux, disputando a 2a. divisão uruguaia. Agradando a alguns dirigentes, transferiu-se para o Peñarol, e daí defendeu até a seleção celeste.

Ao vir tentar a sorte no Brasil, assinou com o 14 de Julho em 1933, Grêmio Porto-Alegrense no ano seguinte. Ainda retornaria à Montevideu para defender o Wanders, mas durou pouco, voltando ao Brasil para defender o São Paulo. Seu orgulho foi formar dupla de área com o lendário Friedenreich, uma espécie de Ronaldinho da época. Dizem até que fez mais gols do que Pelé.

Ao ser chamado para jogar na Bahia, assinou com o Vitória de Salvador, depois América do Recife,  Santa Cruz e Sport, até ser convidado para atuar em Natal, pelo presidente rubro.

Ter um estrangeiro no time foi o grande orgulho dos americanos natalenses. Dia de treino, muitos torcedores – principalmente garotos, iam ver o craque uruguaio treinar. Acosta, contudo não conseguiu interromper o decacampeonato do ABC, já que o Alvinegro sagrou-se hepta e octa campeão metropolitano em 1938/39, mesmo o América com um bom time. Uma das formações com Acosta foi esta: Rossini, Leônidas e Geléia, Ferreira, Ebenezer e Acosta, Portela, Acioly, Stephenson, Demóstenes e Raimundo Canuto. Emiliano Acosta  deixou Natal no começo de 1940, chateado porque não ter conseguido  quebrar a sequência de títulos do rival ABC.

O futebol da capital ainda teria mais dois treinadores uruguaios: Luiz Comitante e Danilo Menezes, sendo que DM inicialmente atuou como camisa 10, e foi dos mais famosos do clube. Seu único titulo no ABC como treinador foi em 1995.

fonte: everaldo costa -tribuna do norte

 

Os campeões da Segunda Divisão RN

1968: Racing

1969: Força e luz

1970: Monte Castelo

1980: Ferroviario

1981: Potiguar-Mossoró

1998: CAP

2001: Potiguar-Parnamirim

2004: Santa Cruz – Santa Cruz

2005: Macau

2006: Guamaré

2007: Potyguar – Currais Novos

2008: Independente

2009: Centenário-PF

2010: ABC-time B

2011: Caicó

2012: Potyguar – Currais Novos

2013: Globo

2014: Força e Luz

2015: ASSU

2016: Santa Cruz (Natal)

títulos:

02 títulos: Potyguar – CN e Força e Luz

01 título:Ferroviario, Monte Castelo, Racing, Potiguar-M, CAP,  Potiguar-P,  Santa Cruz(SC), santa Cruz(N), Macau, Guamaré, Caicó, Independente, Centenário-PF, ABC-B, Globo  e ASSU

 

 

 

 

A ultima roada do campeonato potiguar da segunda divisão protagonizou um público minimo em um jogo de futebol. O Santa Cruz, já campeão por antecedência, venceu o Visão celeste por 2×0 para um público de 1 pagante e renda de R$ 5,00. Estiveram ainda outros 15 não pagantes, conforme borderô a seguir.

Se o público é assustador, como seria se o time mandante não estivesse comemorando o titulo de campeão estadual da segunda divisão?

 

 

 

 

Rodada

Data Local      

1

10.09.2016 Barrettão Atletico Potengi

1

x

1

Visão Celeste

1

10.09.2016 Nazarenão Atletico Potiguar

0

x

2

Santa Cruz F.C.

2

17.09.2016 Barrettão Força e Luz

2

x

4

Atletico Potengi

2

18.09.2016 Nazarenão Visão Celeste

0

x

3

Atletico Potiguar

3

21.09.2016 Barrettão Atletico Potengi

3

x

0

Atletico Potiguar

3

21.09.2016 Frasqueirão Santa Cruz F.C.

0

x

2

Força e Luz

4

24.09.2016 Frasqueirão Santa Cruz F.C.

2

x

0

Atletico Potengi

4

25.09.2016 Nazarenão Visão Celeste

0

x

2

Força e Luz

5

05.10.2016 Nazarenão Visão Celeste

0

x

2

Santa Cruz F.C.

5

05.10.2016 Barrettão Força e Luz

0

x

3

Atletico Potiguar

Rodada

Data Local      

6

08.10.2016 Nazarenão Visão Celeste

1

x

3

Atletico Potengi

6

09.10.2016 Frasqueirão Santa Cruz F.C.

2

x

1

Atletico Potiguar

7

12.10.2016 Barrettão Atletico Potengi

1

x

0

Força e Luz

7

12.10.2016 Nazarenão Atletico Potiguar

3

x

1

Visão Celeste

8

15.10.2016 Nazarenão Atletico Potiguar

1

x

0

Atletico Potengi

8

16.10.2016 Barrettão Força e Luz

0

x

3

Santa Cruz F.C.

9

19.10.2016 Barrettão Atletico Potengi

1

x

2

Santa Cruz F.C.

9

20.10.2016 Barrettão Força e Luz

4

x

3

Visão Celeste

10

22.10.2016 Frasqueirão Santa Cruz F.C.

2

x

0

Visão Celeste

10

23.10.2016 Nazarenão Atletico Potiguar

2

x

1

Força e Luz

 

CLASSIFICAÇÃO P J V E D GP GC SG
Santa Cruz F.C. 21 8 7 0 1 15 4 11
Atletico Potiguar 15 8 5 0 3 13 9 4
Atletico Potengi 13 8 4 1 3 13 9 4
Força e Luz 9 8 3 0 5 11 16 -5
Visão Celeste 1 8 0 1 7 6 20 -14

 

Santa Cruz de Natal Campeão Potiguar 2016

 

 O Campeonato Potiguar de Futebol 2ª Divisão 2016 foi definido em reunião na sede da Federação Norte-rio-grandense de Futebol (FNF). A competição terá a participação de 6 equipes e será por  pontos corridos observando-se o sistema de rodízio simples, (todos contra todos) com jogos de ida e volta, sagrando-se campeã a equipe que conquistar o maior número de pontos e garantindo a única vaga para a 1ª divisão em 2017. A confirmação da inscrição será realizada até o dia 10/08/2016. Conforme aprovação da maioria dos filiados presentes ficou definido a participação de atletas sub – 23, sendo permitido a utilização de no máximo 5 (cinco) atletas com idade superior aos 23 anos de idade.

CLUBES PARTICIPANTES:

CLUBE ATLÉTICO POTIGUAR

CENTRO ESPORTIVO  FORÇA E LUZ

GUAMARÉ ESPORTE CLUBE

MOSSORÓ ESPORTE CLUBE

CLUBE ATLÉTICO POTENGI

SANTA CRUZ FUTEBOL CLUBE

 

f: http://futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/
 

Vamos da as boas vindas a um novo membro no blog. É o pesquisador e colecionador Jorge Eduardo.

Jorge Eduardo Maia Barroso, é paraense, funcionário público e pai de 3 filhas. Coleciona tudo do Vasco da Gama-RJ desde 1998. Antes era focado só em camisas do clube, depois  expandiu a coleção e as antiguidades originais fazem parte também do Acervo Vascaíno.

Mora na cidade de Colinas no Maranhão e não conhece ainda o RJ, terra da sua grande paixão. É palestrante e faz exposições a respeito do futebol e o anti racismo usando as histórias do futebol mundial e do Vasco da Gama. Também tem algum material sobre o  futebol paraense e maranhense. Mantem um site aonde expõe parte da coleção.

Contatos de Jorge:

Email: vascolecionismo.ma@gmail.com
ou
jorge@acervovascolecionismo.com.br

Site: http://www.acervovascolecionismo.com.br

Fone e WhatsApp: 99 981862511

Bem vindo Jorge!

 

Os jogos da Loteca 699 do final de semana 30/4 e 1/5 é histórica. Dos 14 jogos programados apenas dois deles,  o jogo 9 Estanciano x Confiança e o jogo 11 Palmas x Tocantinópolis  não é decisão de campeonato. Todos os demais 12 jogos são decisões, sendo que o jogo 5 Campinense x Santa Cruz é a decisão regional do Campeonato do Nordeste e os demais refere-se a decisão de campeonato estadual e todos sendo o primeiro jogo da final.
 http://futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/
 

O Flamengo do Gancho foi fundado no dia 10/05/1980 pelo ex-ponta direta da seleção de futebol de Quixeramobim-Ce, Francisco Liduíno dos Santos (Lidio), com o nome de Cruzeiro,  nome esse que não deu sorte ao time, sem conquistas e desacreditado pelos seus torcedores. Foi então que o presidente a pedido de sua esposa que é torcedora do Flamengo do Rio, resolvou mudar o nome de sua equipe pra Flamengo do Gancho,e o nome logo cai nas graças da torcida ate os dias atuais.

fundador clube: Francisco Liduino Dos Santo (Lidio)

Ao longo de sua historia , ocorreu em 30/12/2012 a sua pior derrota, o falecimento de seu fundador e presidente em um jogo que acompanhava , o mesmo passou mau dentro d´agua e morreu afogado, hoje a equipe é comandado por seus filhos, Francisco Israel dos Santos e Carlos Cesar dos Santos.

 

 

Principais títulos: Campeão da Copa Pirabibu 2014/15

: Vice-Campeão da Copa Cristal 2015

: Vice-Campeão da Copa do Trabalhador 2015

:Campeão do Campeonato do Serrano 1989

: Campeão do Campeonato Da Maravilha 1996

: Campeão do Campeonato do logradouro 1997

TITULOS DA BASE

: Campeão da Copa Cristal (Aspirante) 2015

: Vice-Campeão Municipal (Sub 17) 2005.

Fla 1982: com os dois garotos do lado direito que hoje são o presidente e vice presidente do clube

Tendo como seu maior rival o Fluminense Futebol Clube de Quixeramobim-Ce, o Flamengo do Gancho é dono do maior bandeirão do sertão central Cearense de times amadores, conta também com uma das maiores torcidas de Quixeramobim, e foi protagonista de umadas maiores goleadas registrado n

o município de Quixeramobim ao bater a equipe do Boa Fé FC por (14×0) no campeonato municipal 2015/16. A  sede da equipe fica localizada na rua Sebastião Ferreira Bairro Gancho na periferia de cidade cearense de Quixeramobim.

O time manda os jogos no  Campo Caindão em homenagem ao Sr. José Candido responsável pelo terreno do campo. Seus principais jogos são disputados no estádio Municipal de Quixeramobim-Ce 

fonte:
Material enviado por Raimundo Nonato dos Santos
Vice Presidente do Flamengo do Gancho
 

                                                                                                    escudo oficial do clube

O Alecrim FC vive um drama às vésperas da estreia no Campeonato Estadual potiguar ao se envolver em uma negociação furada. Primeiro, a diretoria do time anunciou uma parceria com um grupo de investidores do Rio de Janeiro que resultou na mudança do técnico e da comissão. Com os empresários vieram 15 atletas, 12 de vários estados do Brasil e três da Colômbia. Menos de duas semanas após a parceria ser divulgada, o acordo, que teria vigência de dois anos, foi desfeito.

Manoel Timóteo Sobral Júnior, um dos representantes legais da empresa que fechou contrato com o verdão, estava hospedado com nove atletas em uma pousada de São Gonçalo do Amarante fugiu do local deixando uma dívida de mais de R$ 5 mil, com alimentação e hospedagem, e os jogadores trazidos por ele, que foram abandonados à própria sorte.

Sem saída e solidário aos atletas, o dono da pousada manteve a hospedagem e alimentação dos jogadores. Parte deles já tomou o rumo de casa no Ceará, outro espera pela familia levar de voltapara o Rio Grande do Sul. Outros sequer têm dinheiro para comer e comprar a passagem de volta. É o caso dos colombianos Guillermo Bejarano Torres, 19 anos, e Andres Ramirez, 20 anos.

escudo divulgado sem autorização e aprovação do clubeescudo falso: investidores divulgaram escudo sem autorização do clube

Aos investidores caberia o pagamento da folha total do clube, além de despesas com inscrições, mensalidades, arbitragens, transporte, além de outros custos. Mas, afinal, porque a parceria não deu certo? Há informações de que investidor teria feito várias exigências extras ao contrato, se negado a assinar o contrato com o Alecrim e queria dar as cartas no clube, ousando ate em alterar o escudo do clube, sem comunicação e autorização do conselho deliberativo. O resultado disso é que a parceria azedou antes mesmo de começar.

O clube que manteve alguns jogadores antes da parceria, teve que contratar as pressas para poder jogar no campeonato que inicia no dia 24 de janeiro.

 

 

Amistoso das equipes do RN participantes dos campeonatos estadual no ano de 2015:

data jogo local
4/1 Globo 0×0 Botafogo/PB Barretão – C Mirim
4/1 Força Luz 1×0 Guarani Gravata(Ceará mirim RN) Barretão – C Mirim
7/1 Treze-PB 1×0 Força e Luz-RN C Grande/PB
8/1 Horizonte 3×0 Baraunas Horizonte
10/1 Força e Luz 0×0 CSP-PB(time b) Barretão – C Mirim
10/1 Globo 1×0 CSP-PB Barretão – C Mirim
10/1 Alecrim 0×1 Atletico Potengi Ninho do Periquito- S. Gonçalo
10/1 Sel. S.Miguel Gostoso 0 x2 Palmeira S.Miguel Gostoso
11/1 Campinense 4×1 Baraunas C Grande/PB
11/1 Botafogo-PB 1x0  Potiguar J Pessoa/PB
11/1 Santa Cruz 0×0 Cruzeiro Macaica Santa Cruz
14/1 Campinense 3×0 Palmeira C Grande/PB
14/1 Treze 1×1 Globo C Grande/PB
14/1 America 4×2 SAFERN Ten. Luiz Gonzaga- Parnamirim
17/1 Parma 2×3 Alecrim São Miguel do Gostoso
17/1 Botafogo/PB  1x0  America Almeidão- J Pessoa/PB
17/1 Globo 2×0 Treze Barretão – C Mirim
17/1 Sel. Areia Branca 0×3 Potiguar Areia Branca RN
18/1 Palmeira 0×2 sel. Carnaubais Georgino Avelino RN
18/1 Santa Cruz 0×1 Atletico Potengi Santa cruz RN
21/1 Palmeira x Sel. Mataraca/PB Goianinha RN
21/1 Corintians 0×3 Santos de Caicó Caicó
21/1 Sel. Extremoz 0×2 Alecrim Extremoz RN
21/1 America 4×0 Atletico Potengi Ten. Luiz Gonzaga – Parnamirim
21/1 Horizonte 0×0 Potiguar Horizonte/CE
23/1 America 1×0 CSP/PB Arena das Dunas – Natal
24/1 ABC  0×1 Atletico potengi Frasqueirão
24/1 Botafogo 6×0 Alecrim Almeidão- J Pessoa/PB
24/1 Sel. Macau 0×2 Baraunas Macau RN
29/1 ABC 4×0 CSP/PB Frasqueirão
19/3 Sel. Baraúna 0×8 Potiguar-M Baraúna RN
20/6 Globo 0×2 America Barretão – C Mirim
29/6 Globo 0×1 ABC Barretão – C Mirim
30/6 Assu 3×0 Macau Assu RN
22/07 ABC 0×1 Corinthians-SP Frasqueirão
19/12 Sel. Areia Branca 1×1 Potiguar-M Areia Branca RN
28/12 Sel. Grossos 1×1 Potiguar-M Grossos RN
 

Nome: Liberdade Esporte Clube

Cidade:  São Gonçalo do Amarante, a 14 Km de Natal.

Endereço: Bairro do Rego Moleiro

Fundação: 26 de junho de 1985

Histórico: disputa campeonato amador municipal na categoria infantil e adulto.

Situação: Amador.

 

f: escudosnordeste.blogspot.com.br/

 

O ano de 2016 chega com a confirmação da primeira punição de um clube pela Lei da Responsabilidade Fiscal, o Profut, que já está em pleno vigor. Na verdade, foi nos últimos momentos de 2015 que houve a oficialização da penalidade. No dia 29/12 passado, a Federação Cearense de Futebol publicou portaria informando que o certame estadual deste ano teria sua composição alterada, com o rebaixamento do Tiradentes e a ascensão do Itapajé.

O motivo, justamente o não cumprimento do Tiradentes em apresentar as Certidões Negativas de Débito (CND’s), como exige a nova legislação. Além destas, o time da polícia deixou de apresentar o certificado de regularidade do Fundo de Garantia Por Tempo de Serviço (FGTS) e a comprovação de pagamento do direito de imagem dos jogadores. A FCF havia dado um prazo de vinte dias antes do início do Estadual, para que o Tiradentes apresentasse os documentos, prazo este que expirou no dia 28 passado. Entre os dez clubes da primeira divisão cearense, o Tiradentes foi o único em débito com a lei.

 

Caros colegas,

Apresentamos o mineiro Artur Junior Silva Mendes. Torcedor do  América Mineiro de Belo Horizonte,  pesquisador de dados sobre as fichas de jogos dos campeonatos que são realizados apenas no Brasil: Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil, Campeonatos Regionais e os Estaduais de todas as divisões observando (Data / Dia da semana / Hora da partida / Fase do campeonato / Rodada/Grupo (se houver)/ Confronto com o placar da partida / Estádio (nome completo e apelido)/ Cidade/ UF/ Público/ Renda.

Coleciona souvernir que remetem ao futebol tipo, chaveiros, gorros, camisas, canecos etc.. e também  livros sobre futebol, guias de Campeonatos da Placar. O nosso novo amigo tem um arsenal de informações principalmente nos detalhes de ficha de jogos, tabelas de campeonatos, pontuações, histórias a cerca dos campeonatos e curiosidades.

O contato do americano doente, como ele se define é arturjrsmdes@gmail.com

Seja bem vindo americano!

 

 A Associação Sportiva Sociedade Unida – ASSU da cidade de Assú  está de volta à elite do futebol potiguar. O Camaleão do Vale garantiu o acesso com uma goleada de 6 a 3 diante do Santa Cruz de Natal em jogo foi realizado no Estádio Edgarzão, na cidade de Assú.
 O time assuense, treinado por Reginaldo Sousa, foi campeão da segunda divisão do Campeonato Potiguar de forma invicta em um campeonato com apenas quatro times. A equipe terminou a competição com 16 pontos conquistados – em seis jogos, foram cinco vitórias e apenas um empate.
O ASSU foi campeão estadual em 2010 e  foi rebaixado a dois anos atrás, conquistando agora o seu retorno a primeira divisão estadual.
 

No dia 15 de agosto de 1915 um grupo de rapazes formado por Lauro Medeiros, Pedro Dantas, Cel. Solon Andrade, José Firmino, Café Filho (ex-Presidente da República e ex-goleiro do Alecrim em 1918 e 1919), Humberto Medeiros, Gentil de Oliveira, José Tinôco, Juvenal Pimentel e Miguel Firmino, em reunião realizada na casa do Cel. Solon Andrade, fundaram no então longínquo bairro do Alecrim, próximo da atual Igreja São Pedro, o Alecrim F.C. A idéia inicial que motivou a fundação do clube esmeraldino tinha como objetivo principal ajudar de forma filantrópica as crianças pobres do bairro que lhe deu origem.

Alguns “pesquisadores” afirmam que o Alecrim foi fundado em 15 de agosto de 1917. Entretanto, no dia 26 de setembro de 1916, o jornal A República n.º 215 publicava a seguinte notícia na coluna “Várias”: “No bairro do Alecrim, alguns moços fundaram o Alecrim Foot Ball Club que manterá uma escola nocturna gratuita para o ensino às creanças pobres daquelle bairro. Louvamos a iniciativa dos jovens daquella associação, que por esta forma esforçam-se para extinguir o analphabetismo que em grande escala se desenvolve no nosso paiz” (grafia da época).

Apesar desta notícia ter sido publicada em 1916, isto não significa que o Alecrim Futebol Clube tenha sido fundado neste ano, pois como a cidade do Natal se concentrava praticamente na Ribeira, e o Alecrim – chamado de bairro novo – localizava-se na zona rural de Natal, é possível que a notícia tenha sido publicada com atraso, pois como pesquisador observamos que certas notícias – de acordo com o interesse da imprensa – muitas vezes eram publicadas um ano após o fato. Recentemente, o historiador Alberto Medeiros durante o desenvolvimento de sua pesquisa sobre a história do clube alecrinense, encontrou na Federação Norte-riograndense de Futebol (FNF), papel timbrado da década de quarenta com a data de fundação do Alecrim F.C. de 15 de agosto de 1915.

Além disso, na época, jogadores e torcedores de ABC e América faziam parte da elite da cidade, enquanto o Alecrim F.C. era composto basicamente de negros e descendentes de índios, o que os expunham a todo tipo de preconceito, que aliás, era muito comum no início do desenvolvimento do esporte bretão em nosso país.

O Alecrim nos anos sessenta era chamado de “o vingador” do futebol do Rio Grande do Norte, pois os times de outros estados quando vinham a Natal ganhavam de ABC e América e perdiam para o esquadrão esmeraldino. Exemplo de força do clube verde nesta década foi o caso do Rampla Júnior do Uruguai que numa excursão ao Brasil estava invicto: 0×0 com o Americano de Campos (RJ); 2×1 no Democrata de Governador Valadares(MG); 2×0 no Fortaleza; 1×1 com o Treze de Campina Grande(PB); 2×2 com o Náutico do Recife; vindo a perder finalmente para o Alecrim por 1×0 com gol do artilheiro Rui.

Os grandes dirigentes, baluartes e abnegados da história do Alecrim foram: Bastos Santana, Severino Lopes, Humberto Medeiros, Cel. Veiga, Cel. Pedro Selva, Clóvis Mota, Walter Dore, Braz Nunes, Rubens Massud, Wober Lopes Pinheiro, Gabriel Sucar, Cel. Solon Andrade, além do grande patrono Monsenhor Walfredo Gurgel (nome da atual sede campestre do clube). Foi na gestão do Governador Walfredo Gurgel que foi doado o terreno da Av. Alexandrino de Alencar, posteriormente vendido ao Ministério da Marinha que proporcionou recursos para a compra do terreno da atual sede campestre.

Terceiro maior campeão estadual

Com sete conquistas ao todo, o Periquito é o terceiro time com o maior número de títulos estaduais do Rio Grande do Norte, abaixo apenas de ABC e América. Em 1986, em seu último título, o Alviverde conquistou o bicampeonato, empolgado pelo título no ano anterior.  Os dois títulos foram conquistados sob o comando do maior papa títulos da história do futebol do Rio Grande do Norte, Ferdinando Teixeira.  Naquelas duas temporadas, o Alecrim ficou marcado pela força dos times, que contava com nomes importantes como Freitas e o atacante Curió, além dos meias Edmo e Didi Duarte, assim como Saraiva. Além disso, fazia parte do elenco o baixinho Odilon, maior artilheiro da história dos Campeonatos Estaduais e principal marcador da história do Alecrim, com 68 gols marcados.  Naquela oportunidade, o Alviverde ganhou a possibilidade de disputar a Série A do Campeonato Brasileiro, única vez que isso aconteceu em sua história.  Mas a história do Periquito é firmada nesses momentos de dificuldade. Antes desse bicampeonato, o time havia ganhado o último título quase 20 anos antes, em 1968, década em que foi mais vitorioso na sua história centenária. Anos antes, levantou a taça duas vezes no bicampeonato de 1963 e 1964, ainda na era Juvenal Lamartine. Ambos os títulos conquistados em cima do ABC.  Se o título Estadual não vem há quase 30 anos, o Alviverde viveu um grande momento em 2009 quando conseguiu o acesso à Série C do Campeonato Brasileiro depois de conquistar a quarta posição da Série D.  Naquela temporada, o clube chegou como mero azarão na competição chegou às finais.

Fonte: parte do texto de Carlos Alberto  publicado no site do clube e novo jornal.com.br

 

 

Em 1984, o tradicional clássico dos Maiorais, entre Campinense e Treze, válido pelo campeonato paraibano, foi atracão de um bingo no estádio Amigão.

A imprensa local afirma que nunca o estádio recebeu tanto público e como o ingresso foi a cartela não foi computado renda e pública.

Além disso, o classico foi marcado por um show de gols no maior clássico do futebol de Campina Grande na Paraíba.

O jogo:

Treze 4 x 4 Campinense
Campeonato Paraibano – 2º turno
Data: 23/set/1984
Estádio: Ernani Satyro – Amigão
Cidade: Campina Grande
Árbitro: José Marinho
Auxiliares: José Clizaldo e Erinaldo Olinto
Publico e renda: não divulgados
Gols: Santos (Cam) 2, 36 e 43/1ºT; 21/2ºT. Jangada (Tre) 3/2ºT, Almir (Tre) 23/2ºT e Odilon (Tre) 33/2ºT e aos 40/2ºT

Treze: Hélio Show, João Alfredo (Neinha), Aloisio, Dudé, Marcos Antônio, Edmar, Odilon, Edmo, Jangada, Almir e Aragão (Menon) Técnico: Sandoval Guedes

Campinense: Adilson, Santana (Luis Alberto), Marcos Silva, Dão, Marcos Antônio, Adauto, Galeguinho, Rinaldo, Carlão, Santos (Paulinho) e Rildo. Técnico: José Santos

 f: cg em retalhos

 

A data tão esperada por todos aqueles que fazem o ABC Futebol Clube, o Mais Querido, fundado em 1915, completou nesta segunda-feira, 29 de junho, 100 anos de muitas glórias e conquistas.E para comemorar tal feito, a direção abecedista preparou uma vasta programação para marcar o “Ano do Centenário”, com ações e eventos que foram iniciadas no dia do aniversario, nas ruas de Natal e no estádio Frasqueirão com um grande adesivaço em quatro pontos da cidade  e serviu de convocação para o evento na casa da Frasqueira. A festa de aniversário do Clube do Povo foi iniciada com uma Missa em Ação de Graças pelos 100 anos do clube, presidida pelo capelão do ABC e conselheiro, Padre Murilo.

O celebrante ministrou uma bênção especial ao estádio e no final da missa, dando início ao lançamento do “Memorial Alvinegro”, convocou todos os ex-presidentes e o presidente do Conselho Deliberativo, Ivis Bezerra, para assinarem a sua vestimenta, que foi doada com primeira peça para o Memorial

Depois do momento de fé, o presidente  convidou os representantes da Casa da Moeda do Brasil para a cerimônia de lançamento da medalha em comemoração ao Centenário do Alvinegro. O presidente Rogério Marinho efetuou a quebra do cunho, gesto que oficializa o lançamento.

A cerimonialista da festa, teve homenagem a ilustre abecedistas e a personalidades relevante no dia a dia do clube. Foram homenageados: o ministro do turismo, Henrique Eduardo Alves, o governador, Robinson Faria, os senadores Garibaldi Alves e Fátima Bezerra, o prefeito de Natal, Carlos Eduardo, o conselheiro e ex-presidente do Conselho Deliberativo Agnelo Alves (in memorian), o ex-presidente e conselheiro José Wilson e o presidente da Federação Norte-Rio Grandense de Futebol, José Vanildo.

Para finalizar o evento, todos foram convidados a cantar os parabéns e cortar o bonito bolo em referência aos 100 anos do Alvinegro numa noite  que abriu os eventos em comemoração ao Centenário do Mais Querido do RN, que culminará com o jogo amistoso no dia 22 de julho do ABC contra o Corinthians-SP.

ABC e os títulos:

Campeão Brasileiro – Série C

  • 2010

Estaduais

  • 1920:.1921:.1923:.1925:.1926.1928:.1929:1932:.1933:.1934:.1935: 1936:.1937.1938: 1939:.1940:.1941: 1944:.1945:.1947:1950:.1953: 1954: 1955: 1958:.1959: 1960: 1961:1962: 1965: 1966:.1970: 1971: 1972: 1973: 1976: 1978: 1983: 1984: 1990: 1993: 1994: 1995: 1997:1998: 1999: 2000: 005:2007:2008:2010: 2011:

 TORNEIO INICIO DO ESTADUAL

  • 1927, 1928, 1930, 1931, 1935 a 1942 (Octacampeão), 1944, 1945, 1946, 1950, 1951, 1954, 1957, 1958, 1960, 1962, 1963, 1965, 1967, 1973, 1978, 1980, 1983, 1990, 1992, 1993, 1994, 1998.

TAÇA CIDADE DE NATAL

  • 1971, 1977, 1978, 1983, 1984, 1990

TORNEIO JORNALISTA ASSIS DE PAULA

  • 1995

IV TORNEIO R.G. DO NORTE/PARAIBA

  • 1983

COPA RN

  • 2005

.

f: site abc/ futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br
 

Um levantamento divulgado neste dia 12, quando fez uma ano de Copa do Mundo no Brasil, aponta a Arena das Dunas como o estádio mais lucrativo entre os 12 que foram utilizados na Copa do Mundo, que completa exatamente um ano hoje. Ao todo, a principal praça esportiva do Rio Grande do Norte teve um lucro de R$ 20 milhões. O estudo foi feito pelo jornal Folha de São Paulo.

De acordo com o levantamento, além da Arena das Dunas, somente os estádios Mineirão, Beira Rio e Itaquerão apresentaram lucro, com base no balanço divulgado pelos órgãos que administram cada um dos 12 estádios do Mundial do Brasil.

Ficaram no prejuízo a Arena Pantanal, Arena da Baixada, Arena da Amazônia, Estádio Nacional Mané Garrincha, Fonte Nova, Arena Pernambuco, Castelão e Maracanã. No caso do estádio carioca, déficit foi de R$ 77,2 milhões, R$ 28 milhões a mais que os sete estádios que ficaram no vermelho juntos.

No caso da Arena das Dunas, é preciso esclarecer ainda que o número poderia ser negativo. O estádio teve incluso em seu balanço R$ 105 milhões destinados ao pagamento do financiamento para a sua construção, segundo informações da OAS, empresa que administra o equipamento. Embora não tenha vindo de receitas pela sua utilização, serviu para garantir o saldo positivo neste primeiro ano de funcionamento.

Já sobre o Itaquerão, o novo estádio do Corinthians foi o terceiro mais lucrativo. Porém, ainda não entraram no balanço as parcelas de pagamento dos empréstimos realizados para sua construção. A partir de julho deste ano, o clube paulista vai pagar R$ 5 milhões por mês ao BNDES, que custeou a obra, dentro de um período de 12 anos.

Especialistas consultados pela Folha indicam ainda que a baixa qualidade dos jogos, aliado aos horários das partidas e o alto custo de operação explica o déficit da maioria dos estádios. “A viabilidade das arenas depende da qualidade do espetáculo que queremos no Brasil”, disse Denio Cidreira, diretor da Odebretcht Properties, empresa que participa da administração do Maracanã, da Fonte Nova e da Arena Pernambuco.

Arenas que apresentaram lucro após um ano da Copa:
Arena das Dunas (Natal) – R$ 20 milhões
Mineirão (Belo Horizonte) – R$ 16,9 milhões
Arena Itaquerão (São Paulo) – R$ 11,4 milhões
Beira Rio (Porto Alegre) – R$ 9,2 milhões

Arenas que apresentaram prejuízo após um ano da Copa:
Arena Pantanal (Cuiabá) – R$ 1,4 milhões
Arena da Baixada (Curitiba) – R$ 1,5 milhões
Arena da Amazônia (Manaus) – R$ 2,7 milhões
Estádio Nacional Mané Garrincha (Brasília) – R$ 3,6 milhões
Arena Fonte Nova (Salvador) – R$ 15,6 milhões
Arena Pernambuco (Recife) – R$ 24,4 milhões
Maracanã (Rio de Janeiro) – R$ 77,2 milhões
Castelão (Fortaleza) – Prejuízo admitido, mas valor não informado.

f: folhadesp

site: TN online

 

 Manchete: “A visita do Clube de Regatas do Flamengo a nossa terra honra os esportes do Rio Grande do Norte”, este o título do jornal católico “A Ordem” edição de 15 de julho de 1947, dia do esperado jogo contra um combinado natalense formado à base do América. Abaixo, o subtítulo: “o público aguarda, pressurôso, a marcante exibição da turma do tri-campeão carioca de futebol”.

Era a primeira vez que o torcedor norte-rio-grandense ia ver o Flamengo. Em 47 o Flamengo chegava a Natal já tri em 43/44/45, além do detalhe da presença do mossoroense Dequinha nesse segundo tri rubro-negro, estimulando mais ainda a festa daquele tri.

Para enfrentar o Flamengo o promotor da temporada achou melhor convidar o América por ser a partida no dia seguinte aos 32 anos do clube rubro (fundado a 14/07/1915) sugerindo que convidasse dois ou três jogadores do Santa Cruz e Alecrim, já que o ABC negou-se ceder qualquer jogador do alvinegro. O treinador americano era o uruguaio Emiliano Acosta, que indicou o empréstimo do goleiro alecrinense Caçula, dos zagueiros Zeno e Piancó. Realizado um único coletivo para enfrentar os craques cariocas, Acosta escalou a equipe, reconhecendo que a falta de grandes jogadores seria fatal no confronto contra astros famosos do futebol brasileiro.   O grande dia – Finalmente, sorriso aberto, o torcedor flamenguista foi ver seu clube jogar, o que acontecia pela primeira vez, pois não havia ainda televisão no Brasil e o que conheciam do rubro-negro era através publicações do tipo “Revista do Esporte”, “Globo Sportivo” e jornais do Rio. Na véspera os jornais forneceram a escalação do Flemengo, confirmando a presença dos principais astros, como o meio de campo Biguá, Bria e Jaime e os atacantes Zizinho, Pirilo e Jair, todos jogadores de seleção.

Do outro lado, a provável “vítima” – o América sem qualquer grande craque. A ficha técnica da partida: Juiz, Francisco Lamas, da FND, bandeiras João Aciolly e Eugênio Silva, sendo cobrados os seguintes preços dos ingressos: cadeiras numeradas Cr100,00, arquibancada Cr$40,00, “sombra” Cr$ 20,00 e geral Cr$ 10,00, com a arrecadação final de Cr$ 48.650,00, com 5.732 pagantes.

Os times:

Flamengo - Luiz Borracha, Newton Canegal, Norival, Bria e Jaime, Biguá e Perácio (Jair Rosa Pinto), Adilson, Zizinho, Pirilo e Vevé (Tião). Técnico, Flávio Costa.

América - Caçula, Zeno, Artêmio, Piancó e Zeaugusto, Renato Magalhães e Ademar, Salles, Tatu, Raulino e Vavá. Técnico, Acosta.

Na véspera, os jornais forneceram uma pequena biografia dos jogadores rubro-negros. Luiz Borracha (mineiro, 25 anos), Newton (carioca, 30 anos), Norival (carioca, 30), Bria (paraguaio, 25), Jaime (carioca, 27), Biguá (paranaense, 25), Perácio ( 24, carioca), Zizinho (carioca, 26), Vevé (paraense, 29), Silvio Pirillo (gaúcho, 30 anos).

No final dos 90 minutos, Flamengo 6×1, com três gols de Pirilo, Zizinho, Perácio e Tião, descontando Renato para o América. O detalhe curioso nesse jogo é que o goleiro Caçula, militar da Marinha que jogava no Alecrim FC, em duas ocasiões rebateu, de cabeça, chutes de Perácio, dono de um verdadeiro canhão na perna esquerda. Ainda como curiosidade, é que não havia em Natal loja de artigo esportivo vendendo camisetas dos clubes do Rio e São Paulo e, por isso, de uniforme rubro-negro no estádio “Juvenal Lamartine” só mesmo os jogadores do Flamengo.

fonte: TN ( Everaldo Lopes , 2000)

 

 

Associação Sportiva Sociedade Unida (Assu)

Clube Atlético Potengi (Natal)

Mossoró Esporte Clube (Mossoró)

Santa Cruz Futebol Clube (Natal)

 

1ª RODADA

MOSSORÓ EC __X__ ASSU

(22/08 – 16:00 – Nogueirão)

SANTA CRUZ __X__ ATLÉTICO POTENGI

(22/08 – 16:00 – Nazarenão)

2ª RODADA

ASSU __X__ ATLÉTICO POTENGI

(29/08 – 20:00 – Edgarzão)

MOSSORÓ EC __X__ SANTA CRUZ

(29/08 – 20:00 – Nogueirão)

 

3ª RODADA

SANTA CRUZ __X__ ASSU

(05/09 – 16:00 – Nazarenão)

ATLÉTICO POTENGI __X__ MOSSORÓ EC

(05/09 – 16:00 – Ninho do Periquito)

 

4ª RODADA

ASSU __X__ MOSSORÓ EC

(12/09 – 20:00 – Edgarzão)

ATLÉTICO POTENGI __X__ SANTA CRUZ

(12/09 – 20:00 – Ninho do Periquito)

 

5ª RODADA

ATLÉTICO POTENGI __X__ ASSU

(19/09 – 16:00 – Ninho do Periquito)

SANTA CRUZ __X__ MOSSORÓ EC

(19/09 – 16:00 – Nazarenão)

6ª RODADA

ASSU __X__ SANTA CRUZ

(26/09 – 20:00 – Edgarzão)

MOSSORÓ EC __X__ ATLÉTICO POTENGI

(26/09 – 20:00 – Nogueirão)

 

fonte: http://futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/

 

 

Nome: Potiguar Futebol Clube

Cidade: São Gonçalo do Amarante

Endereço:  bairro de Guanduba

Fundação: 18 de março de 1958.

Histórico: O Potiguar de Guanduba levou Copa dos Campeões 2015 ao derrotar na final o Auto Esporte por 2×1.

Situação: Amador.

 

 

Seletiva – Série B de 1994
10/10/1993
ABC  1×2 América (RN)

Icasa 0×0 Ferroviario

17/10/1993
América (RN) 0×0 Corintians

Icasa  2×1 ABC

24/10/1993
América (RN) 2×0 Icasa

Coríntians 0×0 Ferroviário
30/10/1993
Coríntians (RN) 0×1 ABC (RN)

31/10/1993
Ferroviário  2×3 América (RN)

07/11/1993
ABC  0×0 Ferroviário

Icasa  2×1 Coríntians

14/11/1993

America 1×1 ABC

Ferroviario 2×1 Icasa
21/11/1993
Coríntians  1×0 América (RN)

ABC  1×1 Icasa

28/11/1993
Ferroviário  1×1 Coríntians

Icasa 2×2 America (RN)

04/12/1993

ABC  1×2 Coríntians

América (RN) 2×1 Ferroviário

12/12/1993
Ferroviário  3×4 ABC

Corintians 1×0 Icasa

Class.

P

j

v

e

d

gp

Gc

America-RN

11

8

4

3

1

12

8

Corintians-RN

11

8

4

3

1

7

4

Icasa-CE

7

8

2

3

3

8

10

Ferroviario-CE

6

8

1

4

3

9

11

ABC-RN

5

8

1

3

4

9

12

América-RN classificado para Serie B 1994

 

Seletiva para Campeonato Nacional 1974

06/02/74

America              0x0         ABC

Castelao, Natal

Público: 27.188

 

10/02/74

ABC                       3X1        América

Castelão, Natal

Gols de Wasghinton(2) e Nilson para o America; Danilo menezes para ABC

Público: 29.551

 

13/02/74

America              2x1         ABC

Na prorrogação America 1×0

Castelão, Natal

Público: 35.983

Gols: Wasghinton e David para América;  Alberi e Anchieta para ABC

 

 

América vencedor da vaga do campeonato Nacional 74 

 

Torneio Seletivo Pernambucano

02/08 – Porto    2x1   Vitoria

05/08 – Unibol    2x1   Porto

08/08 – Vitoria   3x5   Unibol

12/8 – Unibol     1x1   Vitoria

15/9 – Porto       1x1   Unibol

18/8 – Vitoria       x    Porto   ( * )

*Sem informação

Classificado: Porto  de Caruaru

 

Seletivo  1981

Grupo A

28/1  Baraunas            2x0      Potyguar

01/2  Baraunas            1x0      Riachuelo (*1)

08/2  Potyguar            2x0      Riachuelo

??/2  Potyguar            2x1      Riachuelo

15/2  Baraunas           1x0      Riachuelo

21/2  Potyguar            0x2      Baraunas

 class. pg v e d gp gc
Baraunas 8 4 0 0 6 0
Potyguar 4 2 0 2 4 5
Riachuelo 0 0 0 4 1 6

Grupo B

01/2  Ferroviario         3x1      Atletico

04/2  Ferroviário         2x1      Alecrim

11/2  Alecrim             3x0      Atlético

15/2  Atletico             0x3      Alecrim

??/2  Atletico              0x2      Ferroviário

19/2  Alecrim             0x0      Ferroviário

 class. pg v e d gp gc
Ferroviario 7 3 1 0 7 2
Alecrim 5 2 1 1 7 2
Atletico 0 0 0 4 1 11

 

Decisão

22/2  Baraúnas            2-0      Ferroviário

25/2  Baraúnas            1-0      Ferroviário (*2)

Baraúnas Campeão, classificado para Taça de Bronze 81

(1) O Riachuelo vendeu os mandos de campo dos jogos em casa.
(2) O Ferroviário vendeu o mando de campo do 2º jogo.

fonte: Arquivo

 

Em 1979, o RN teve tres vagas no Campeonato Nacional, atual Serie A e o campeão e vice, America e ABC se classificaram. O Baraúnas foi o 3º colocado, mas como não previa no regulamento a terceira vaga foi definida em uma seletiva:

 

Potiguar 3×2 Baraúnas

Jogo: Único

Data: 20 de junho de 1979

Local: Estádio Nogueirão

Cidade: Mossoró

Árbitro: Manuel Amaro de Lima (PE)

Auxiliares: Jader Correia (RN) e Afrânio Messias (RN)

Renda: Cr$ 252.740,00 – Público: Não divulgado

Gols: Romildo (36-1º.) Chico Alves (16-2º.), Chico Alves (21-2º.); Ananias (26-2º.) e Anchieta (43-2º.)

Potiguar: Índio; Edivaldo Morais, Jotabê, Nivaldo e Marinho; Ubirani, Odilom e Ananias; Chico Alves, Boaventura (Guilherme) e Sinomar. Técnico: Renê Dantas

Baraúnas: Floriano; Vildomar, Tito, Anchieta e Assis (Dão); Magela, Neto e Binha; Zé Augusto (Ribeiro), Nêgo Chico e Romildo. Técnico: Erandir Montenegro

Potiguar classificado para o Campeonato NAcional (serie A)

 

Torneio Seletivo Rio Grande do Norte para  Serie C 1990

19/08 – Alecrim 1 x 1 ABC
21/08 – America 1 x 1 Alecrim
26/08 – ABC 1 x 0 America
29/08 – ABC 0 x 0 Alecrim
02/09 – Alecrim 0 x 2 America
05/09 – America 2 x 1 ABC

 

Class.

PG

v

e

d

gp

Gc

America

5

2

1

1

5

3

ABC

4

1

2

1

3

3

Alecrim

3

0

3

1

2

4

América classificado

 

Seletiva para Campeonato Brasileiro – Serie C – 1990

UF situação Classificado
AM não  houve seletivo indicado Nacional
AC não participou -
PA não  houve seletivo Indicado: Paissandu
MA não  houve seletivo Inidicado: Maranhão
PI Torneio com 4 clubes Class: Tiradentes
CE Torneio com 3 times Class: Fortaleza
RN Torneio com 3 times Class: America
PB Torneio com 3 times Class: Campinense
PE Seletiva entre América e Estudantes Class: America
AL não  houve seletivo Indicado: CSA
SE não  houve seletivo Indicado: Lagarto
BA Torneio com 4 times Class: Fluminense-FS
MG Torneio com 6 times Class: America e Esportivo
ES não  houve seletivo Indicado: Colatina
RJ Torneio com 5 times Class: Bangu, America e Campo Grande
SP Torneio com 8 times Class: America, Ponte Preta, Noroeste e Mogi Mirim
GO não  houve seletivo Indicado: Atletico e Vila Nova
DF não  houve seletivo Indicado: Gama
MT não  houve seletivo Indicado: União
MS não  houve seletivo Indicado: Ubiratan
PR Torneio com 4 times Paraná e União Bandeirante
SC Não participou  -
RS não  houve seletivo Indicado: Caxias

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

+ Se algum colega tiver alguma informação a acrescentar.

fonte: arquivo

 

Jogos realizados em Recife- Pe, nos estádios do Arruda e Ilha do Retiro

24/11/97

Santa Cruz 1x0   ABC

Sport        1x1  Fortaleza

27/11/97

Sport       1x1   ABC

Santa Cruz   5×0 Fortaleza

30/11/97

ABC         2x1   Fortaleza

Sport       2x1   Santa Cruz

                                      SANTA CRUZ Campeão da Copa Verão

 

 classificação

pg

v e d gp gc

SANTA CRUZ-PE

4

2 0 1 7 2

SPORT-PE

4

1 2 0 4

3

ABC-RN 3 1 1 1 3

3

FORTALEZA-CE 1 0 1 2 2

8

 

 

GRUPO A

 1º FASE
1ª Rodada
Confiança-SE

1×0

Vitória-BA

04/fev

Serrano-BA

1×5

América-RN

05/fev

2ª Rodada
América-RN

1×0

Confiança-SE

11/fev

Vitória-BA

3×1

Serrano-BA 11/fev
3ª Rodada
Vitória-BA

2×1

América-RN 18/fev
Confiança-SE

1×1

Serrano-BA

18/fev

4ª Rodada
América-RN

3×0

Vitória-BA

04/mar

Serrano-BA

1×2

Confiança-SE 05/mar
5ª Rodada
Serrano-BA

1×2

Vitória-BA 11/mar
Confiança-SE

1×1

América-RN

11/mar

6ª Rodada
Vitória-BA

2×0

Confiança-SE

18/mar

América-RN

3×2

Serrano-BA 18/mar

GRUPO B

1ª Rodada
Coruripe-AL

1×1

Socorrense-SE 04/fev
Sampaio Corrêa-MA

3×2

Sport-PE

04/fev

2ª Rodada
Sport-PE

0×0

Coruripe-AL

11/fev

Socorrense-SE

2×2

Sampaio Corrêa-MA 12/fev
3ª Rodada
Sport-PE

0×0

Socorrense-SE 19/fev
Sampaio Corrêa

0×0

Coruripe-AL

20/fev

4ª Rodada
Coruripe-AL

3×5

Sampaio Corrêa-MA

04/mar

Socorrense-

0×3

Sport-PE 04/mar
5ª Rodada
Sampaio Corrêa

2×1

Socorrense-SE 10/mar
Coruripe

1×0

Sport-PE

11/mar

6ª Rodada
Sport-PE

3×1

Sampaio Corrêa

18/mar

Socorrense-SE

1×1

Coruripe 18/mar

GRUPO C

1ª Rodada
Náutico-

2×2

Salgueiro-PE 05/fev
Piauí-PI

 0×0

Moto Club-MA 05/fev
2ª Rodada
Salgueiro-PE

0×0

Piauí-PI 10/fev
Moto Club

3×1

Náutico-PE

14/fev

3ª Rodada
Salgueiro-PE

3×0

Moto Club-MA

18/fev

Piauí-PI

0×2

Náutico-PE 19/fev
4ª Rodada
Moto Club-MA

1×1

Salgueiro-PE 05/mar
Náutico-PE

3×3

Piauí-PI

05/mar

5ª Rodada
Piauí-PI

0×0

Salgueiro-PE

11/mar

Náutico

1×0

Moto Club-MA

12/mar

6ª Rodada
Moto Club

1×1

Piauí-PI

18/mar

Salgueiro

3×1

Náutico-PE

18/mar

GRUPO D
1ª Rodada
Botafogo-PB

1×2

River-PI 03/fev
Ceará-CE

1×1

Fortaleza-CE

04/fev

2ª Rodada
Fortaleza

2×1

Botafogo-PB

10/fev

River-PI

1×1

Ceará-CE 11/fev
3ª Rodada
River-PI

2×2

Fortaleza-CE 18/fev
Ceará-

1×0

Botafogo-PB 19/fev
4ª Rodada
Fortaleza-

2×0

River-PI

03/mar

Botafogo-PB

1×1

Ceará-CE 04/mar
5ª Rodada
Ceará-CE

1×0

River-PI 10/mar
Botafogo-PB

0×1

Fortaleza-CE

11/mar

6ª Rodada
River-PI

1×0

Botafogo-PB

18/mar

Fortaleza-CE

1×2

Ceará-CE

18/mar

GRUPO E
1ª Rodada
Bahia-BA

1×0

Campinense-PB 04/fev
Globo-RN

0×0

CRB-AL 5/fev
2ª Rodada
CRB

3×3

Bahia-BA 11/fev
Campinense

 0×0

Globo-RN 12/fev
3ª Rodada
Globo

1×2

Bahia-BA 18/fev
CRB

1×0

Campinense-PB

19/fev

4ª Rodada
Bahia

1×0

Globo

05/mar

Campinense

3×2

CRB-AL 05/mar
5ª Rodada
Globo

0×1

Campinense-PB 12/mar
Bahia

1×1

CRB-AL

12/mar

6ª Rodada
Campinense

1×1

Bahia

18/mar

CRB

0×1

Globo-RN 18/mar

 

2ª Fase - Quartas final - Jogos de Ida

Salgueiro/PE

0×2

Ceará/CE

25/mar

Campinense/PB

0×0

Bahia/BA

Fortaleza/CE

1×0

Sport/PE

América/RN

0×1

Vitória/BA

26mar

Quartas final - Jogos de volta

Bahia/BA

1×0

Campinense/PB

28/mar

Ceará/CE

2×1

Salgueiro/PE

Vitória/BA

4×2

América/RN

29/mar

Sport/PE

1×0

Fortaleza/CE

 

3ª Fase –  semi final - Jogos de Ida

Sport/PE

0×0

 

Bahia/BA

8/abr

Ceará/CE

0×0

Vitória/BA

semi final - Jogos de volta

Vitória/BA

2×2

 

Ceará/CE

11/abr

Bahia/BA

3×2

Sport/PE

12/abr

 

final - Jogos de ida e volta

Bahia/BA

0×1

Ceará/CE

22/abr

Ceará/CE

2×1

Bahia/BA

29/abr

CEARÁ SPORTING CAMPEÃO DA COPA DO NORDESTE 2015

 

 

class. final 

J

V

E

D

GP:GC

PTS

1

Ceara

12

7

5

0

16:08

26

2

Bahia

12

5

5

2

14:11

20

3

Vitoria

10

7

2

1

19:09

23

4

Sport Recife

10

4

2

4

14:10

14

5

Fortaleza

8

4

2

2

10:07

14

6

America-RN

8

3

1

4

14:14

10

7

Salgueiro

8

2

4

2

10:08

10

8

Campinense

8

2

3

3

05:06

9

9

Nautico

6

2

2

2

10:11

8

10

River

6

2

2

2

06:07

8

11

Coruripe

6

1

4

1

06:07

7

12

Moto Club

6

1

3

2

05:07

6

13

CRB

6

1

3

2

07:08

6

14

Confianca

6

1

2

3

03:08

5

15

Sampaio Correa

6

3

2

1

13:11

5

16

Piaui

6

0

5

1

04:06

5

17

Globo

6

1

2

3

02:04

5

18

Serrano

6

1

1

4

09:14

4

19

Socorrense

6

0

3

3

06:12

3

20

Botafogo PB

6

0

1

5

03:08

1

Artilharia:

 6 gols: Max (América/RN)

5 gols: Kieza (Bahia), Magno Alves (Ceará) e Robert (Sampaio Corrêa)

3 gols: Maxi Biancucchi, Souza (Bahia), Ricardinho (Ceará), Patrick Vieira, Josimar (Náutico), Luís Cláudio (Piauí), Anderson Lessa (Salgueiro), Válber (Sampaio Corrêa), Amaral (Serrano) e Vander, Neto Baiano, Rogério (Vitória)

 

O América FC lançou o  selo e o carimbo que a Empresa de Correios e Telégrafos chancelou e vai utilizar em todas as correspondências enviadas a partir da Agência Central de Natal e que   marca a data comemorativa.

O diretor regional dos Correios, José Alberto Brito,  explicou que a tiragem dos selos comemorativos dependerá da solicitação realizada pela diretoria americana, mas o carimbo em homenagem ao centenário alvirrubro, ficará 60 dias em operação na agência centra da ECT, na Ribeira. Depois desse prazo, ele será enviado para o Museu dos Correios em Brasília:  “No período de sessenta dias, toda correspondência enviada para qualquer parte do Brasil ou do mundo postada na agência central, vai levar o selo comemorativo ao centenário americano”.

fonte: futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/

 

Nome: Associação Atlética São Sebastião – AASS

Cidade: Natal

Endereço: Bairro das Rocas

Fundação: 1979

Histórico: Passou 20 anos licenciado vindo a tornar no ano de 2011 sobre nova administração conquistando brilhantemente o campeonato de 2011 e repetindo a dose em 2012, quebrando um tabu de 30 anos de uma equipe ser bi-campeã consecutiva repetindo o feito conquistado pelo Barcelona em 1981 e 1982. Atualmente disputa o Campeonato de “Novos” do C.D.B.R. Maior vencedor do Campeonato amador das Rocas

Títulos: Pentacampeão (1983, 1986, 1990, 2011 e 2012) do Campeonato Amador das Rocas(zona leste)

Situação: amador

foto: facebookf: facebook/
 

A Equipe do Natal Sporte Clube em jogo na década de 60.  Da esquerda para direita: em pé, Vavá, Magno, Ugoberto, Cidão, Biro e Tonício; agachados, Humberto, Edilson, Ribamar, Bazinho e Burunga.

obs: Se algum colega craque em escudos, puder reproduzir o escudo do Natal SC, agradeço

 

fonte: Arquivo Ribamar Cavalcant

 

ABC 1970

No ultimo 8 de fevereiro  de 2015, se estivesse vivo completaria sessenta e três anos o ex-atleta Marinho Chagas. Marinho, conhecido com A Bruxa,  morreu em 1/6/14,  a 12 dias do primeiro jogo da Copa do Mundo no Brasil 2014 em Natal. O jogador iniciou a carreira no Riachuelo Atlético Clube de Natal. Após boas apresentações pelo clube da Marinha, foi transferido para o ABC.  Aos 18 anos de idade, conquistou com a equipe alvinegra o título de Campeão de 1970, o único título pelo time que torcia.

Marinho no Nautico PE

Além do ABC, defendeu o Náutico (PE), Botafogo (RJ), Fluminense (RJ), São Paulo (SP), Cosmos(EUA) e América (RN) e Seleção Brasileira. Na seleção disputou a Copa da Alemanha de 1974 e foi escolhido o melhor lateral esquerdo da competição.

 

fonte: Arquivo Ribamar Cavalcante

 

 

Pessoal, vamos  receber mais um colega em nosso blog. As boas vindas para  Douglas Marcelo Rambor, gaúcho da cidade de Três Coroas, torcedor do Grêmio Portoalegrense e que é pesquisador do futebol gaúcho especificamente do período de 1900 ate 1960.

O colega foi indicado pelo membro Roselio Basei e o contato dele é  no E-mail:  www.dudatc@ibest.com.br

 

 

Desde que a Copa Nordeste passou a ser oficial diversos clubes da região passaram a se intitular como campeão de um torneio regional em algum ano do século passado. Na verdade foram vários torneios já realizados, desde o primeiro em 1923 vencido pelo América-PE, mais são os relacionados abaixo, os reconhecidos pela CBF e/ou em fase de reconhecimento:

Ano Campeão Vice
2014 Sport Ceará
2013 Campinense ASA
2011/2012 não houve disputa -
2010 Vitoria ABC
2004/2009 não houve disputa -
2003 Vitória Fluminense de Feira (BA)
2002 Bahia Vitória
2001 Bahia Sport
2000 Sport Vitória
1999 Vitória Bahia
1998 América- RN Vitória
1997 Vitória Bahia
1994 (*3) Sport CRB
1977 a
1993
não houve disputa
1976 (*2) Vitória América-RN
1973(*1) América-RN Bahia
1970 Sport Fortaleza
1969 Ceará Galícia (BA)
1968 Sport CSA

 

(*1) A Taça Almir, disputado dentro do Campeonato do  Nacional de 1973(*2) A Taça José Américo de Almeida Filho conquistada  pelo Vitória em 1976. Nesta edição o Volta Redonda (RJ) entrou como   convidado.
(*3) Torneio chamado de Taça Governador Geraldo Bulhões, disputado em Alagoas.
 

 

Em 2015, três tradicionais times de futebol de Natal estarão comemorando 100 anos e já lançaram a logo deste registro histórico:

ABC FC 29 de Junho

Alecrim FC 15 de Agosto

14 de Julho

fonte:  http://futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/

 

Dez equipes vão brigar pelo título do Campeonato Potiguar. Diferentemente do ano passado, os representantes do Rio Grande do Norte na Copa do Nordeste não foram beneficiados e participam do torneio desde a primeira fase. América-RN e ABC, que completam 100 anos em 2015, são os favoritos por terem maior poder de investimento. Em campo, porém, precisam redobrar as atenções para evitar surpresas. Natal ainda conta com mais dois representantes: o Alecrim, que também comemora seu primeiro centenário, e o Força e Luz, de volta à elite após 18 anos, mas vai mandar seus jogos na cidade de Ceará-Mirim. De Mossoró, participam Baraúnas e Potiguar. Além deles, há ainda Palmeira de Goianinha, Santa Cruz da cidade do mesmo nome, Corintians de Caicó e o Globo FC, que é da cidade de Ceará-Mirim.

Em jogo estão três vagas para a Copa do Brasil e duas para a Copa do Nordeste de 2016, além de uma para a Série D de 2015. Por enquanto, a Federação Norte-rio-grandense só divulgou a tabela do primeiro turno.  As datas do segundo turno serão definidas posteriormente, já que o segundo turno só participarão os oito primeirtos colocados. O América é o atual campeão e tenta manter a hegemonia sob o comando do técnico Roberto Fernandes, vencedor da competição em 2012 com o Mecão. O ABC, outra força da capital potiguar, é o maior campeão estadual com 52 títulos, mas não vence a competição desde 2011. O Potiguar de Mossoró foi o último campeão oriundo do interior, em 2013. O Globo FC, que participou pela primeira vez do torneio em 2014, sendo vice-campeão, busca a conquista inédita e aposta em uma pré-temporada que durou mais de dois meses.

Globoesporte.com.br/rn e Futguar blog

 

imagem do Castelão de ABC 0x2 Santos/Sp em 29/11/72 pelo Camp. Nacional

O Estadio Humberto de Alencar Castelo Branco – Castelão, capacidade para 52.000, inaugurado em Natal em 4 de junho de 1972, mais tarde, após o fim da era dos militares , teve o nome alterado em 1989 para João Claudio de Vasconcelos Machado – Machadão, registrou o seu recorde absoluto de público no jogo ABC x Santos-SP pelo Campeonato Nacional no dia 29/11/1972.

O jogo terminou com a vitória do Santos por 2×0, gols de Pelé e Edu. A renda foi de Cr$178.834,00. O ABC jogou com: Tião, Sabará, Edson, Nilson Andrade e Rildo; Maranhão, Orlando e Marcílio: Libânio, Alberi e Baltazar (Petinha). O Santos venceu com Cláudio, Altivo, Vicente, Paulo e Turcão; Leo Oliveira, Afonsinho e Pelé; Jair da Costa, Brecha e Edu.

O estádio que foi principal palco de futebol em Natal até o dia 21/10/2011, quando foi iniciado a demolição, para construção de um novo estadio para a Copa do Mundo, jamais em seus 39 anos de atividade teve um público maior do aquele registrado quando tinha apenas cinco meses de inaugurado.

Fonte: arquivo e http://futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/

 

Quando foi preciso escolher qual o time piauiense que iria disputar a Série A do Campeonato Brasileiro pela primeira vez, a Federação Piauiense de Desportos (hoje FFP) resolveu promover um torneio que levou o nome de Torneio Seletivo. Com a participação de River, Flamengo e Tiradentes. O equilíbrio técnico entre as equipes foi tão evidente que, dos 6 jogos disputados, 5 terminaram empatados.

Disputada no sistema ida-e-volta, a competição teve seis jogos sensacionais, todos com grande público presente ao Estádio Lindolfo Monteiro que, àquela época, por não ter a Semel e os vestiários atrás da meta, tinha muito espaço para torcedores assistirem os jogos em pé, resultando numa capacidade muito maior que os dias de hoje.

 

O Tiradentes, campeão do Torneio Seletivo: Murilo, Célio Rodrigues, Eliézer, Artur e Paulo Figueiredo (em pé); Mano, Sima, Ventilador, Joel e Xavier (agachados). O lateral esquerdo Tinteiro não chegou a tempo para sair na foto. (Acervo Severino Filho).

A ponto do maior público da história do Lindolfiniho pertencer ao jogo Tiradentes 0 x Flamengo 0, pelo Torneio Seletivo, que registrou o total de 15.210 pagantes, no dia 29 de abril. No final dos seis jogos, o Tiradentes sagrou-se campeão e assim ganhou o direito de, pela primeira vez, representar o futebol do Piauí na divisão principal do futebol brasileiro.

tabela de jogos:

22/04/1973

TIRADENTES 2×1 RIVER

29/04/1973

FLAMENGO 0×0 TIRADENTES

03/05/1973

RIVER 0×0 FLAMENGO

06/05/1973

TIRADENTES 1×1 FLAMENGO

09/05/1973

RIVER 1×1 TIRADENTES

13/05/1973

FLAMENGO 1×1 RIVER

O JOGO DO TÍTULO

O Tiradentes foi o campeão, mas o título só foi definido no clássico Flamengo 1×1 River, quando o empate garantiu a vaga para o time amarelo da Polícia Militar.

13/05/1973 – FLAMENGO 1×1 RIVER

Local: Lindolfo Monteiro (Teresina).

Arbitragem: Oscar Scolfaro (São Paulo).

Público: 11.083 pagantes.

Gols: Chumbinho 28 do 1° tempo; Gringo (pênalti) 48 do 2°.

Flamengo – Edson; Zé do Braga, Carlão, Matintim e Edair; Carlinhos (Décio Costa) e Ercy; Gringo, Mota, Roberto (Lelé) e Leo. Técnico: Moacir Bueno.

River – Dé; Birunga, Nelson, Osíris e Luizinho; Gerson (Paulo da Banana) e Paulo Choco; Batata, Chumbinho (Dezoito), Derivaldo e Batistinha. Técnico: Paulo Alves da Silva (Paulo Choco).

CLASSIFICAÇÃO FINAL

1° Tiradentes, 5 pontos ganhos / 2° Flamengo, 4 pontos ganhos / 3° River, 3 pontos ganhos

 fonte: artigo originalmente no site do buim

 

Apenas três clubes, CSP, Lucena e Miramar, dos dez que vão disputar o Campeonato Paraibano de 2015, ainda não foram campeões estaduais paraibano. O Lucena e Miramar, aliás, conquistaram o acesso na 2ª divisão ano passado.

Os sete clubes já campeões são:  Botafogo de João Pessoa que não é só o maior campeão da Paraíba com 27 títulos, como ainda é o atual campeão. O Campinense de Campina Grande, aparece na vice-liderança com 18 conquistas, sendo a última em 2012. O  Treze tambem de Campina Grande conquistou 15 títulos e está na fila desde 2011. Os outros quatro campeões são mais modestos. O Auto Esporte de João Pessoa venceu o Paraibano pela última vez em 1992 e já conquistou 6 títulos. O Sousa, da cidade do mesmo nome, ostenta as conquistas de 1994 e 2009;  Já o Santa Cruz de Santa Rita, foi bicampeão em 1995 e 1996 e  por fim, o Atlético  de Cajazeiras que tem um título, ganho em 2002.

O Campeonato Paraibano que teria a abertura em 10/1,  passou para dia 18/1. A mudança na tabela aconteceu devido, os dirigentes de Treze, Campinense e Botafogo temerem represálias por parte da CBF que declarou ilegalidade nos estaduais que iniciasse antes de 1º de fevereiro. Com isso, os três tradicionais clubes do Estado não participam aceitaram participar das três primeiras rodadas da competição e só estrearão em fevereiro.

Fonte: soesporte/ arquivo

 

A data de 21 de novembro de 1941 é histórica para o rádio e o futebol do RN. É que, nesse dia aconteceu, mesmo que de modo precário, a primeira transmissão de uma partida de futebol realizada no estádio “Juvenal Lamartine”. O narrador – Manoel Fernandes de Oliveira, também conhecido como “Leléu”, alguns anos falecido, bem como o comentarista,  Genar Wanderley, este, vítima de um desastre automobilístico na rua Apodi, ao lado a igreja Santa Terezinha. A emissora era a antiga Rádio Educadora de Natal (REN), ZYB-5, com estúdios à avenida Deodoro, 345.  Nesse dia, o estadinho da Hermes da Fonseca recebeu um grande público, não só para ver o clássico ABC x Santa Cruz (2×2), mas também ser testemunha ocular do primeiro jogo de futebol narrado por uma emissora de rádio. Lamentavelmente, como não havia gravadores, o evento ficou apenas histórico. O detalhe: não havia ainda a novidade do radinho de pilha, limitando-se a curiosidade do torcedor apenas em ver e ouvir o narrador “Leleu”.

Desse jogo histórico, poucos estão entre nós para contar a história. Os times foram estes: ABC com Edgar, Nezinho e Nezinho 2º, Simão, Hermes e Zé Lins, Nené, Joãozinho, Albano, Pageú e Tico. O Santa Cruz com Wallace, Zeno e Ferreira, Duda, Edval e Francisquinho, Manoel, Luizinho, Barbosa,  Lazito e Murilo.  A formação antiga era na base de goleiro, dois zagueiros, três médios (chamados de halfs) e cinco atacantes. Já se passam  mais de  70 anos, ficando  difícil  localizar alguns participantes daquela partida.

Apesar do relativo sucesso na transmissão, a emissora não conseguiu manter a assiduidade na transmissão de outros jogos. Geralmente, era escolhida  uma partida  importante (os ABC x América),  jogos da equipe do RN pelo Campeonato Brasileiro de Seleções Estaduais), sempre com Manoel Fernandes ou Chico Lamas transmitindo, comentários de Genar Wanderley, outras vezes de Eider Furtado ou Murilo Melo Filho. Com o tempo, outros nomes foram sendo treinados, mas ainda de forma muito amadora.
Durante muitos anos a Rádio Educadora imperou, absoluta, até surgir a primeira concorrente, que foi a Rádio Cabugi(atual Globo), inaugurada em 1954, mas sem a força política de hoje, até porque, inicialmente pertenceu ao senador  Georgino Avelino. Somente após ser adquirida pela família  Alves é que a emissora  ampliou sua popularidade e preferência dos  ouvintes/ eleitores de Aluízio Alves. Mesmo assim, sem ter ainda uma sede própria, saiu do  Largo de  São Pedro (local da igreja do mesmo nome, no Alecrim),  para a rua Princesa Isabel, centro da cidade, até  fixar-se em definitivo no  bairro da Ribeira, onde está até hoje, dominando a audiência no estado há vários anos. Com o surgimento da Rádio Nordeste, de propriedade do ex-governador Dinarte Mariz, principal adversário político dos Alves, a liderança da Cabugi ficou por algum tempo ameaçada. Havia muito equilíbrio, já que a concorrente formou excelente equipe esportiva. Depois, foi adquirida pela igreja “Assembleia de Deus”, transformando-se em emissora exclusivamente evangélica. Alguns anos atrás, surgiram a Rádio Rural, que acaba de completar 56 anos, e Rádio Trairi, depois transformada em Rádio Tropical, de um segundo grupo político – os Maia, de Tarcisio e seu filho José Agripino. Hoje, tanto a Tropical quanto a Cabugi/InterTV são afiliadas à CBN (do complexo Globo/ Brasil) e Rádio Globo/Brasil. A REN depois mudou de nome para Radio Poti(foto) e funcionava junto com o Diário de Natal na Cidade Alta.

fonte: Everaldo Lopes – Tribuna do Norte

 

Nome: Liberdade Esporte Clube

Cidade:  São Gonçalo do Amarante

Endereço: Bairro do Rego Moleiro

Fundação: 26 de junho de 1985

Histórico: disputa campeonato amador municipal

Situação: Amador.

 

 

Nome: Palmeirinha Futsal Clube

Cidade: Alto do Rodrigues

Endereço: R- Beira Rio 37

Fundaçao: 5 de Janeiro de 1997

Presidente Ivanaldo de Souza

Histórico: Disputa campeonato citadino de futsal

Situação: Amador

 

fonte: escudosnordeste.blogspot.com.br

 


O BENFICA  de Currais Novos-RN foi fundado em 1962 na categoria juvenil para participar de um campeonato da cidade. No ano seguinte, ele fez uma partida contra o Independente da própria cidade como pré-requisito para fazer parte do campeonato na categoria adulto, mas era necessário usar chuteira, uma determinação da LDC (Liga Desportiva Currais-novense).

“O terno era a princípio vermelho. Depois foi mudado para azul e branco. Certa ocasião, vendo as dificuldades que  o Benfica enfrentava, Zé Dantas, desportista da cidade, doou 12 pares de chuteira, patrocinando através da construtora Cabugi do qual era proprietário. Em seguida, o então Deputado Federal Glimaldo Ribeiro, natural da cidade,  presenteou o time com o terno completo. As madrinhas eram Salomé e Gracinha e naquele tempo não se pagava ao jogador, ele jogava por amor à camisa . As bolas eram patrocinadas pelo dono do time, senhor  Luiz Candido. Após as partidas o prêmio,  era um refrigerante.  Desse time o único atleta que teve destaque foi  Ludemário que foi convocado para jogar no ABC de Natal. O clube perdurou  até os anos 70,  tendo em seus registros partidas nas cidades de  Açu, Caicó, Parelhas, Jardim do Seridó, Acari, Florânia, Lagoa Nova e Cerro Corá,  para depois vir a ser extinto.

fonte: arquivo / blog cnagitos /futguar

 

A  Federação Pernambucana de Futebol - FPF,  entidade que controla o futebol no Estado de Pernambuco, fundada em 16 de Junho de 1915, como Liga Sportiva Pernambucana, divulga o campeonato pernambucano 2015, que iniciou em 7 de dezembro de 2014, com a logo do seu centenário.

FONTE:  F.P.F.
 

Rio Negro e o Nacional se enfrentaram 166 vezes, foram 65 vitórias do Leão da vila, 41 do Galo e 61 empates. Entre competições amadoras e profissionais. Os números se referem aos jogos a partir do profissionalismo em 1964. No histórico, partidas pelo Amazonense, Amistosos, as Séries A, B, e C do Brasileiro, além de dois jogos pelas eliminatórias da Copa do Brasil

Desde 1960, quando o Rio Negro voltou a participar de competições locais, foram 166 partidas. Com 355 gols marcados. Sendo que o Naça marcou 208 e sofreu 149.

Mesmo com o surgimento de outros clubes, alguns com expressiva popularidade, Rio x Nal, continua sendo o maior clássico do futebol amazonense. E até hoje, possuem as maiores torcidas.

Títulos

O Campeão de títulos é o Nacional, são 18 no futebol amador e 23 no profissional. O Rio Negro soma 8 títulos no amador e 9 no profissional.

Em 1979, o clássico registrou recorde de público, 40.193 pessoas foram ao Vivaldão prestigiar a final do Amazonense.

É desconhecido o numero exato de vezes em que os dois clubes se enfrentaram oficialmente, já que os dados disponíveis são todos dos jogos disputados após 1964, ano em que o futebol Amazonense se tornou profissional, estima-se que tenham sido disputados ao todo, cerca de 300 a 500 confrontos desde 1914, sendo que as equipes não se enfrentaram durante o profissionalismo nos anos de 1977, 1978, 1991 e 1994 pela ausência do Rio Negro e em 1997 pela ausência de ambos.

A partir do Profissionalismo em 1964:

Estatísticas

Número de jogos        166

Vitórias do Nacional   64

Vitórias do Rio Negro 41

Empates    61

Número de gols           355

Gols marcados pelo Nacional       206

Gols marcados pelo Rio Negro     149

MAIORES PÚBLICOS

Nacional 1 x 0 Rio Negro – 40.193 26/09/1979, Campeonato Amazonense

Nacional 1 x 0 Rio Negro – 41.661 27/08/1986, Campeonato Amazonense

MAIOR GOLEADA

Nacional 7×0 Rio Negro –  567 pagantes / 19/02/2012 – Campeonato Amazonense

Rio Negro 7×2 Nacional – 22/08/1965 – Campeonato Amazonense

SÉRIE A DO BRASILEIRO

05 jogos

01 Vitória do Nacional

01 Vitória do Rio Negro

03 Empates

03 Gols do Nacional

03 Gols do Rio Negro

18/11/1973 Rio Negro 0 x 0 Nacional (Vivaldo Lima)

18/05/1974 Rio Negro 1 x 1 Nacional (Vivaldo Lima)

24/08/1975 Rio Negro 0 x 0 Nacional (Vivaldo Lima)

07/09/1976 Rio Negro 1 x 2 Nacional (Vivaldo Lima)

17/10/1976 Rio Negro 1 x 0 Nacional (Vivaldo Lima)

SÉRIE B DO BRASILEIRO

02 Confrontos

02 Empates em 0 a 0

SÉRIE C DO BRASILEIRO

08 Jogos

04 Vitórias do Nacional

03 Vitórias do Rio Negro

01 Empate

13 Gols do Nacional

10 Gols do Rio Negro

25/03/1992 Rio Negro 0 x 2 Nacional (Vivaldo Lima)

12/04/1992 Rio Negro 1 x 0 Nacional (Vivaldo Lima)

03/09/1995 Rio Negro 1 x 0 Nacional (Vivaldo Lima)

17/09/1995 Rio Negro 3 x 1 Nacional (Vivaldo Lima)

28/08/2002 Rio Negro 1×3 Nacional (Vivaldo Lima)

25/09/2002 Rio Negro 1×2 Nacional (Vivaldo Lima)

21/09/2003 Rio Negro 2×2 Nacional (Vivaldo Lima)

01/10/2003 Rio Negro 1×3 Nacional (Vivaldo Lima)

COPA DO BRASIL

02 Jogos

02 Empates

03 Gols do Nacional

03 Gols do Rio Negro

22/03/2000 Rio Negro 2 x 2 Nacional (Vivaldo Lima)

30/03/2000 Rio Negro 1 x 1 Nacional (Vivaldo Lima)

 fonte: jornal A Critica / livro bau velho

 

Resultados de alguns jogos amistosos dos clubes do RN no ano de 2014:

data
jogo
local
4/1
Palmeira 7x0  Picuiense-PB
Nazarenão – Goianinha
5/1
ABC 1×1 CSP-PB
Nazarenão – Goianinha
5/1
Sousa-PB 2x0  Baraunas
Sousa/PB
5/1
ASSU 0×0 Globo
Assu
5/1
Corintinas 1x1  Potiguar-M
Caicó
5/1
America 2x0  Palmeiras da Rocas
JG-CT Japecanga -   Parnamirim
5/1
Botafogo/PB 2x1  Atletico Potengi
J Pessoa/PB
81
Sel. Barauna 1×1 ABC
Barauna-RN
9/1
Corintians 3x0  Centenario (caicó)
Caicó
12/1
America 0X1  Botafogo-PB
Goianinha
27/2
Treze/PB 8x1  Atletico Potengi
Campina Grande/PB
25/6
ABC 2×0 Currais  Novos
JT –  UFRN Natal
28/6
America 3×0 Currais  Novos
JG -CT Japecanga -   Parnamirim
28/6
ABC 7×1 Atletico  Potengi
JT –  UFRN Natal
1/7
Abc 2X0 Globo
Frasqueirão – Natal
3/7
Botafogo-PB 0x1  America RN
Almeidão – João Pessoa/PB
9/7
America 1×2 Globo
Nazarenão – Goianinha
5/7
ABC 1×1 Globo
Frasqueirão – Natal
18/10
C Novos 3×3 Sport-PE  (time b)
CJB – Currais Novos
24/10
C Novos 2×1 Sel. Brejinho
CJB – Currais Novos
28/12
Botafogo-PB  2x2    Globo
Graça –João Pessoa/PB
 

O ABC FC, de Natal,  disputou apenas sete vezes a primeira divisão do futebol brasileiro entre os anos 70 e 80, quando a vaga era definida para o campeão estadual. O seu rival, o América, disputou o dobro e computa dois acessos em 1996 e 2006 na era moderna do campeonato Brasileiro, quando foi extinto os privilégios de convites ou vaga para campeões dos estados. O clube busca esta conquista e novamente promete para 2015, no ano do seu centenário.

A seguir um breve histórico da passagem do alvinegro potiguar pela serie A nacional:

Em 1971 a Confederação Brasileira de Desportos promoveu a sua primeira competição a nível de Brasil, denominada de Campeonato Nacional, com  o Atlético Mineiro sagrando-se seu primeiro  campeão.  No ano seguinte, 1972, a CBD deu vez a quase todos os estados com os seus clubes campeões estaduais, e o ABC de Natal, entrou no meio dos grandes, por ter a cidade um estádio em condições de abrigar uma competição deste nível. Em sua estreia o clube deu uma jogada de azar porque, numa atitude impensada dos responsáveis pelo futebol do clube, estimulados pelo próprio presidente da Federação Norteriograndense de Desportos, na época João Machado, resolveram autorizar três jogadores em situação irregular para o jogo contra o Botafogo-RJ.  Rildo e Nilson haviam sido suspensos  pela Justiça Desportiva, e Marcílio, ainda não estava regularizado na CBD. O ABC venceu por 2×1 em 25/11/71 e três dias depois do jogo, chegou à FND  fax punindo o ABC por dois anos de suspensão de qualquer competição oficial organizada pela Confederação.
No ano da sua estreia, em 72  o time Alvinegro enfrentou todos os grandes clubes brasileiros, incluindo o Santos de Pelé que proporcionou o maior público do estádio Castelão durante toda a sua existência com quase 52 mil pessoas.  O clube terminou na 24º posição dentre os 26 convidados para festa. O clube ainda fez história na sua estreia com o seu meio campo Alberi escolhido como o melhor da posição, sendo até hoje a única Bola de Prata da revista Placar que um clube do Rio Grande do Norte já ganhou.

Excluído  do Campeonato Nacional, de 73 a 75, (tinha vaga por ser campeão estadual) o ABC retornou em 76, mas  já não reunia a verdadeira nata do futebol brasileiro. De clubes grandes, apenas o Flamengo ficou no seu grupo. O clube ficou no grupo com  Flamengo/PI, Flamengo/RJ, Santa Cruz, Sport e Náutico, América/RN, Sergipe, CSA, Botafogo/PB e Sampaio Correia. O alvinegro retornou muito mal ao Nacional com apenas uma vitória, isso mesmo sobre o fraco  Flamengo do Piauí, com três empates e o restante só derrotas, concluindo o campeonato em 51º dentre os 54 participantes.

O clube voltou em 1977 jogando no grupo C e classificando ao lado de Ponte Preta, Corinthians, Portuguesa e Guarani para a segunda fase quando foi eliminado no pentagonal que classificou Flamengo, Cruzeiro e XV Piracicaba. O clube ficou em 34º dentre os 62 participantes .

Em 1978 na fase inicial no grupo com outros clubes nordestinos e mineiros foi parar na repescagem e sem sucesso concluiu em 45º entre os 74 participantes, mais desta vez na frente do seu maior rival, o América.

Em 1979, no ápice do inchaço de clubes no Campeonato Nacional, que teve o recorde de 94 clubes, o ABC disputou o quinto campeonato Nacional em um grupo regional onde se classificou para na segunda fase enfrentar clubes de todas as regiões do país, que classificou o Operário-MS e São bento-Sp para fase seguinte. O torneio foi tão fraco que a CBD de comum acordo com os clubes cancelou alguns jogos que não alteraria a classificação. A ABC teve os jogos contra Figueirense e Grêmio Maringá cancelados. Neste que certamente  desorganizado o clube terminou em 51º.

Somente voltou em 1984 em um campeonato menos inchado e dividido em grupos de cinco times. Se classificou na 1º fase junto com o Santos e  Fluminense. Parou na 2º fase  em um grupo com o Operário-MS, Atletico-PR e  Santo André, concluindo a sua participação se classificando na 28º posição, dentre os 41 participantes com 4 vitorias, 2 empates e 8 derrotas.

O ultimo ano que o ABC passeou pela Serie A foi 1985 em um campeonato dividido por módulos e o ABC ficou no grupo C que correspondia ao módulo amarelo e teve 12 clubes da região norte e nordeste e mais o Mixto do Mato Grosso. Somente o campeão do grupo passava, que foi  o Sport Recife. Neste campeonato o clube jogou  22 partidas com 6 vitorias, 5 empates e 11 derrotas concluindo o campeonato apenas em 34º dentre os 44 participantes para não voltar a primeira divisão nacional a exatos 29 anos.

fonte: http://futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/

 

O Campeonato Municipal de Futebol da cidade de Currais Novos  da primeira Divisão,
o Londrina é campeão pela quarta  vez na História do futebol Currais-Novense ao vencer o Americano por 1×0. O campeonato da segunda divisão, teve o Nacional, campeão pela primeira vez, que disputará a primeira em 2015. O campeonato é patrocinado pela Liga Curraisnovense de Futebol.

Todos os Campeões do Campeonato da  Liga Desportiva Currais Novos:

1981 – AJAX
1982- AJAX
1983 – AJAX
1984 – AJAX
1985 – CORINTHIANS
1986 – CRUZEIRO
1987 – CRUZEIRO
1988 – SANTOS
1989 – CRUZEIRO
1990 – CRUZEIRO
1991 – BEIRA RIO
1992 – CRUZEIRO
1993 – CRUZEIRO
1994 – BEIRA RIO
1995 – BEIRA RIO
1996 – CRUZEIRO
1997 – GUARANI
1998 – CRUZEIRO
1999 – CRUZEIRO
2000 – LONDRINA
2001 - JK
2002 – LONDRINA
2003 – DEMOCRATA
2004 – BAZUCA
2005 – BAZUCA
2006 – DEMOCRATA
2007 – LONDRINA
2008 – ALECRIM
2009 – ALECRIM
2010 - INTERNACIONAL
2011 – GUARANI
2012 – Não aconteceu a competição
2013 – AMERICANO

2014- LONDRINA

 

 

Nome: Sociedade Sport Clube Centenário
Cidade: Caicó
Endereço: Barra Nova
Fundação: década de 80
Histórico: Campeão da Copa Seridó de Futsal 2014 – Sub20 e Campeão do Seridosão de Futsal 2014 – Sub18
Situação: Amador – Futsal
fonte:
 

Após conquistar o acesso à elite de 2015 com quatro rodadas de antecedência, o JEC aproveitou a vantagem na última rodada e garantiu a taça da Série B. O troféu coroou a temporada de sucesso na Segundona, marcada por bons números do começo ao fim das 38 rodadas: melhor campanha entre as 20 equipes dentro de casa, defesa menos vazada e maior número de vitórias na competição. Dentro da Arena, o Joinville fez valer o mando de campo e venceu 14 confrontos dos 19 disputados diante da sua torcida. Em casa, o time sofreu apenas uma derrota e teve aproveitamento de 80%.

Gols/jogo 2,43 Vitórias em Casa 51% Empates 24% Vitórias Fora 26%

 

 

 

 

Resumo do Campeão Brasileiro

Total

Jogos

Vitórias

Empates

Derrotas

Total

38

24

 (63%)

8

 (21%)

6

 (16%)
Casa

19

15

 (79%)

2

 (11%)

2

 (11%)
Fora

19

9

 (47%)

6

 (32%)

4

 (21%)

Curiosidades

38 Jogos,   24V 8E 6D (SG: 67-38)
Média de   gols marcados: 1,76/J   Média de Gols Sofridos: 1/J
10 Jogos   sem Perder
Cruzeiro  marcou gols em 32 jogos
Cruzeiro  sofreu gols em 27 jogos
10 Jogos   consecutivos marcando gols
4 Jogos   consecutivos sofrendo gols
Perdeu   apenas 1 dos últimos 11 Jogos
Venceu 6  dos últimos 7 Jogos

 

f:ogol

 

Fundado em 7 de setembro de 1914, o Tombense já fez história no ano do seu centenário. Pela primeira vez participando de uma competição a nível nacional, o clube da cidade de Tombos-MG conquistou o acesso à Série C do Campeonato Brasileiro ao se classificar para as semifinais da Série D 2014 e para completar o ano mágico da equipe, o Carcará, como é conhecido sagrou-se campeão nacional da serie D.

Gols/jogo 2,58

Vitórias em Casa 47%

Empates 28%

Vitórias Fora 26%

 

O Macaé foi criado com o nome de Botafogo FC, em julho de 1990, se profissionalizou somente em 1998 e conquistou, de forma invicta, o Estadual da Serie C Carioca neste mesmo ano. Na Serie C Nacional deste ano fez uma campanha regular na primeira fase e conseguiu a classificação para a fase final na última rodada,como quarto colocado do Grupo B. A partir da segunda , no mata mata, o clube foi atropelando ate ser o unico clube carioca campeão nacional em 2014.

Gols/jogo 2,19 Vitórias em Casa 44% Empates 34% Vitórias Fora 22%
 

Competição

Campeão

Vice-campeão

Estadual
1º divisão

América

Globo

Estadual
2º divisão

Força e Luz

Currais Novos

Copa Cidade do Natal

América

ABC

Taça
FNF

Globo

Baraúnas

Copa
RN

Globo

América

Estadual-seletiva
Feminino

Monamy

Copa
da Mulher

Sel.
Carnaubais

Sel.
Macaiba

Estadual
Sub-19

Globo

Palmeira

Estadual
Sub-17

ABC

América

TC
Natal de Futsal

Cruzeiro

América

Estadual
de Futsal

Alto FC

             AABB/Umarizal
 

A tabela será divulgada nos próximos dias, e ficou estabelecido que o campeão terá uma premiação de 2 milhões de reais através da Liga do Nordeste, e  o presidente da CBF, José Maria Marin garantiu premio de 3 milhão de reais para o campeão, que assim como aconteceu na edição deste ano, não tem vaga garantida na competição de 2016.

 

 

Campeonato Estadual de Futebol Juniores (Sub –19) de 2014

Disputa em pontos corridos observando-se o sistema de rodízio simples, com jogos de ida e volta.

 

Parágrafo Único:

Caso a diferença entre as equipes classificadas em 1º e 2º lugares ao final das 10(dez) rodadas seja superior a 03 (três) pontos, a Associação classificada em 1º lugar será declarada campeã do Campeonato Estadual de Futebol Juniores (Sub – 19) de 2014. Porém, se a diferença entre as equipes classificadas em 1º e 2º lugares for igual ou inferior a 03 (pontos), será disputada 01 (uma)partida única com a equipe melhor classificada jogandopelo empate e ainda tendo direito ao mandode campo da partida. 

1ª rodada
Quarta-feira 16/07/2014
Nazarenão-PALMEIRA  0X2 ABC
JL – CURRAIS NOVOS 0X3 GLOBO ( Portões fechados)
Quinta-feira 17/07/2014
Nazarenão-AMÉRICA  2X2  VISÃO CELESTE 

2ª rodada 
Domingo 20/07/2014�
Barretão –   GLOBO 1X2  PALMEIRA
JL  -   CURRAIS NOVOS 2X2 AMÉRICA
Frasqueirão  -  ABC 3x0 VISÃO CESLESTE

3ª rodada 

22/07/2014�
Nazarenão- PALMEIRA 2X1 CURRAIS NOVOS �
Quarta-feira 23/07�
Nazarenão - AMÉRICA 1X0 ABC �
 JL -VISÃO CELESTE 1X4 GLOBO 

4ª rodada
Sábado 26/07
Barretão – GLOBO  2X1  AMÉRICA
Nazarenão- PALMEIRA  1X0  VISÃO CELESTE
Domingo 27/07

Frasqueirão – ABC 3X0 CURRAIS NOVOS
<!–[if !supportLineBreakNewLine]–>
<!–[endif]–> 5ª rodada
Quarta-feira 30/07/2014�
Barretão – GLOBO  2X0  ABC
JL – CURRAIS NOVOS  2X1 VISÃO CELESTE
Nazarenão – AMÉRICA  2X2  PALMEIRA
<!–[if !supportLineBreakNewLine]–>
<!–[endif]–>6ª rodada
Sabado, 3/8/2014
Barretão – Globo 0×1 Currais Novos
Frasqueirão -ABC 1×1 Palmeira
JL – Visão Celeste 2×4 América

7ª rodada

Quarta, 6/8/2014
Nazarenão – PALMEIRA 2X0 GLOBO
- VISÃO CELESTE 0X2 ABC
Nazarenão – AMÉRICA 0X0 CURRAIS NOVOS
8ª rodada
Sabado 9/8/2014
Frasqueirão -ABC 1X1 AMÉRICA
Barrettão – GLOBO 2X1 VISÃO CELESTE
JL – CURRAIS NOVOS 1X1 PALMEIRA

9ª rodada

Terça 12/08/2014
- CURRAIS NOVOS 1X1 ABC
JL – VISÃO CELESTE 1X5 PALMEIRA
Nazarenão – AMÉRICA 0X1 GLOBO

10ª rodada

Sabado 16/8/2014
Frasqueirão -ABC 1X2 GLOBO
Nazarenão – PALMEIRA 1 X 2 AMÉRICA
- CURRAIS NOVOS 5X1 VISÃO CELESTE

 

  classificação
pg
j
v
e
d
gp
gc
s

 

Globo
(Ceará Mirim)
21
10
7
0
3
17
10
7
Palmeira
(Goianinha)
18
10
5
3
2
17
10
7
ABC FC(Natal)
15
10
4
3
3
14
8
6
América FC(Natal)
14
10
3
5
1
15
13
2
Currais Novos EC
(Currais Novos)
13
10
3
4
3
13
14
-1
Visão Celeste EC
(Parnamirim)
1
10
0
1
9
9
39
-21

 FINAL

23/08/2014
Barrettão-GLOBO 0 X 0 PALMEIRAS

GLOBO Campeão ,

Campeão e Vice classificados para a Copa SP de Juniores*
 

<!–[if !supportLists]–>·         <!–[endif]–>O Globo pode não jogar a Copa por regulamento da Federação Paulista que não permite clubes com menos de dois anos de fundação e  globo apesar de de ter dois anos, não tem este periodo registrado na FNF.
 
 

Além de fazer história por eliminar um grande clube como o Fluminense de uma das principais competições do Brasil, o América-RN atingiu um recorde (13/8), quando venceu o Tricolor carioca por 5 a 2 pela 3ª fase da Copa do Brasil.

Em 64 anos de “vida” do Estádio do Maracanã, foi a primeira vez que um clube nordestino anotou cinco gols em uma partida oficial. Nenhum representante da região havia sequer marcado quatro vezes em um jogo no famoso palco.

O Tricolor carioca já havia sofrido uma derrota para o América-RN em solo carioca no no Campeonato Brasileiro de 1997, quando perdeu para o América por 4 a 2, em partida disputada nas Laranjeiras.

Somente em três oportunidades – sendo duas com o Santa Cruz – que clubes nordestinos marcaram três gols em partidas disputadas no Maracanã. A outra foi com o ABC, grande rival do América potiguar.

Veja os jogos:

Brasileiro de 1975
08/11 – América-RJ 1 x 3 Santa Cruz-PE
Brasileiro de 1975
04/12 – Flamengo 1 x 3 Santa Cruz
Série B do Brasileiro de 1998
02/08 – Fluminense 2 x 3 ABC

fonte: blog numerologos

 

 

No dia 15 de agosto de 1915, nasceu o Alecrim Futebol Clube. Alguns amigos tiveram a audácia de fundar no bairro que levou o nome do clube, um time que mais tarde passaria por sérias dificuldades, grandes alegrias e hoje conserva a tradição de um clube movido pela paixão e ultrapassando os limites do futebol.

Conseguindo seu primeiro título em 1924, repetiu o feito em 1925 vencendo outro estadual. Ganhou sete títulos estaduais. Seu mais ilustre torcedor e jogador foi Café Filho,  presidente do país, após a morte de Getúlio Vargas, e que atuou como goleiro do Alecrim nos anos de 1918 e 1919.

O verão originalmente do seu bairro já se mudou nos anos 80 para a cidade de Macaíba e a dois esta mandando seus jogos em estádio próprio na cidade de São Gonçalo do Amarante na região da grande Natal.

Parabéns ao Alecrim Futebol Clube pelos seus 99 anos!!!

 

O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) condenou o Brasília-DF e concedeu ao Paysandu o título da Copa Verde 2014. O julgamento aconteceu nesta segunda-feira, dia 28, no Rio de Janeiro, e o clube candango acabou punido, uma vez que os quatro jogadores não constavam no Boletim Informativo Diário (BID) da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) até da data limite para inscrição.
No último dia 15 de julho, o STJD julgaria o caso, mas a diretoria do Brasília apresentou documentos novos e o órgão acabou por adiar o pleito alegando que precisaria analisar com cautela a documentação. Nesse intervalo, a CBF chegou a assumir a culpa ao divulgar um ofício afirmando que os atletas do Colorado do Distrito Federal estariam regulares, mas não foi suficiente.
Em entrevista por telefone com a reportagem do GloboEsporte.com, o diretor de futebol do Brasília, Régis Carvalho, disse estar surpreso com a decisão do STJD. O dirigente aguarda conversa com o advogado que representou o clube no julgamento antes de se posicionar sobre o caso, mas adianta que irá recorrer.
– Nós vamos reunir com o nosso advogado. De antemão, posso adiantar que vamos recorrer da decisão. O Brasília não errou em absolutamente nada, os jogadores nem saíram do BID, e não descartamos acionar a Justiça Comum se todos os outros meios foram eliminados. Não descartamos nada. O Brasília não pode pagar por um erro cometido pela CBF. Temos certeza que vamos reverter a situação – afirmou, taxativo.
Por outro lado, o chefe do departamento jurídico alviceleste, o advogado Alberto Maia, minimizou a conquista por saber que o Brasília irá recorrer ao pleno. No entanto, o bicolor acredita que a justiça foi feita e espera que a tese do clube paraense seja mantida no próximo julgamento que, segundo ele, deverá ser marcado para o final de agosto ou início de setembro.
– Na verdade, houve um julgamento e a tese do Paysandu prevaleceu junto a 1ª Comissão Disciplinar. Ainda não vencemos a guerra, só uma batalha. Nesse momento o título é do Paysandu e ganhamos o direito de disputar a Sul-Americana de 2015. A gente sabe que o Brasília pode e deve recorrer da decisão. Eles têm três dias para fazer isso à partir da publicação do acórdão. Depois o processo sobe para ser agendado o novo julgamento, no pleno – explicou Maia.
Entenda o caso
No dia 21 de abril, Brasília e Paysandu fizeram o segundo jogo da final da Copa Verde no Mané Garrincha, na capital federal. A partida terminou em 2 a 1 para o clube candango em campo, empatando o placar agregado. Nos pênaltis, o Papão acabou derrotado. Dias depois, o clube paraense fez uma queixa-crime de que quatro jogadores do Brasília – o lateral-direito Fernando, o zagueiro Índio, o meia Gilmar e o atacante Igor, sendo os três primeiros titulares e o último apenas relacionado para a final da competição – não estavam com os respectivos nomes publicados no BID da CBF em tempo hábil.
No dia 18 de junho, o procurador-geral do STJD, Alessandro Kioshi Kishino, fez a denúncia oficial ao Tribunal, que agendou o julgamento para depois da Copa do Mundo, dia 15 de julho, e que acabou adiado por conta de novas documentações apresentadas pelo clube do DF. O julgamento foi remarcado para a tarde desta segunda-feira, dia 28.

 

O sorteio dos grupos para a disputa da Copa do Nordeste de 2015 será realizado em setembro de 2014, em Recife, capital pernambucana. A confirmação foi feita pelo presidente da Liga do Nordeste, Alexi Portela.

Com a entrada de clubes do Maranhão e Piauí, a Liga do Nordeste passou de 16 para 20 clubes. por este motivo, especula-se que a competição terá cinco grupos de quatro equipes cada. Na última segunda-feira (21), o dirigente do futebol nordestino havia confirmado a inserção das Federações de Maranhão e Piauí na edição da Copa do Nordeste do ano que vem.

“Temos um contrato assinado com a CBF de 10 anos para esse , já Moto Club e Piauí terão que arcar com suas despesas.
“Fomos cobrados pelos membros que compõe a Liga, pois temos 16 times participantes e ter que rachar os recursos com mais quatro seria complicado. A ideia é bancar River e Sampaio e cobrar dos outros dois – Piauí e Moto Club – que ambos sejam responsáveis para arcar com suas despesas durante o torneio. Só assim, estarão garantidos”, disse o presidente.

Confira todos os 20 clubes garantidos em 2015:
Pernambuco – Sport, Náutico e Salgueiro;
Bahia – Bahia, Vitória e Serrano;
Alagoas – Coruripe e CRB;
Ceará – Ceará e Fortaleza;
Maranhão – Sampaio Corrêa e Moto Club;
Paraíba – Botafogo e Campinense;
Piauí – River e Piauí;
Rio Grande do Norte – América e Globo;
Sergipe – Confiança e Socorrense

 

Aos 66 anos, Seu Pedro está de volta. Dono da Perilima, clube cujo nome é formado pelas iniciais dos de seu fundador, Pedro Ribeiro Lima “cansou” da vida de apenas empresário do ramo alimentício – ele tem uma fábrica de sorda (biscoito à base de mel e rapadura) em Campina Grande. Buscou num passado recente o posto de presidente de clube e capitão de time de futebol. Entre acessos e rebaixamentos no Campeonato Paraibano, a Perilima entrou em crise e fechou as portas em 2007, ano em que o seu mandatário foi reconhecido pela Fifa como o jogador mais velho em atividade no mundo. Beneficiado por um perdão de dívidas da Federação Paraibana de Futebol, o clube está de volta. E Seu Pedro também. Ele promete bater o próprio recorde como jogador mais velho da história.

A Perilima está inscrito na Segunda Divisão do estadual, e Pedro da Sorda já vislumbra o retorno ao futebol depois de sete anos de inatividade. Como dono do clube, ele já disse que vai ser titular do time. E promete ir em busca de gols. Atualmente, tem apenas um assinalado na história, contra o Campinense, de pênalti, num jogo em que seu time foi goleado.
O mandatário se animou em participar da competição após a anistia da divida dada pela FPF. A Junta Administrativa que está à frente da entidade divulgou que vai perdoar as pendências que os clubes paraibanos tinham com a gestão da ex-presidente Rosilene Gomes, abrindo caminho para que os inativos voltem ao cenário local (a Segunda Divisão de 2014 bateu recorde de inscritos: vai contar com a participação de 12 clubes).

Fonte/Globo

 

 

SERIE A 1959/2013

 Computando todos os campeonatos iniciados a partir de 1959, são estes os números de estados que chegaram ate as finais, São Paulo disparado em relação aos demais:

Estado

Títulos

Vices

Terceiro lugar

Quarto lugar

TOTAL

São Paulo

28

23

12

18

81

Rio de Janeiro

15

9

11

15

50

Rio Grande do Sul

5

9

13

7

34

Minas Gerais

4

9

12

7

32

Bahia

2

3

1

1

7

Paraná

2

1

3

3

10

Pernambuco

1

1

2

5

9

Ceará

0

2

1

0

3

Goiás

0

0

1

1

2

Mato Grosso do Sul

0

0

1

0

1

 

 

SERIE B 1971/2013

É o campeonato Brasileiro que mais teve formulas de disputas . A primeira edição foi em 1972. Estes sãos os estados que mais vezes chegou com clubes entre os quatros classificados:

Estado

Títulos

Vices

Terceiro lugar

Quarto lugar

TOTAL

 São Paulo

10

8

7

7

32

 Paraná

6

2

3

3

14

 Minas Gerais

4

2

1

1

8

 Pará

3

3

3

1

10

 Rio de Janeiro

3

3

1

3

10

 Pernambuco

2

5

7

3

17

 Santa Catarina

2

5

5

3

15

 Goiás

2

2

0

4

8

 Rio Grande do Sul

2

0

3

0

5

 Distrito Federal

2

0

0

1

3

 Paraíba

1

1

1

1

4

 Maranhão

1

1

0

1

3

 Mato Grosso do Sul

1

0

0

2

3

 Alagoas

0

3

1

0

4

 Ceará

0

2

1

0

3

 Bahia

0

1

2

5

8

 Rio Grande do Norte

0

1

0

2

3

 Espírito Santo

0

0

2

1

3

 Sergipe

0

0

1

0

1

 Amazonas

0

0

1

0

1

 Mato Grosso

0

0

0

1

1

 

Serie C 1981/2013

A Serie C corresponde a uma terceira divisão e teve inicio em 1981 com Olaria/RJ sendo campeão. Deste então é esta a quantidade de estados finalistas:

Estado

Títulos

Vices

3º colocados

4º colocados

TOTAL

São Paulo

8

8

1

2

19

Santa Catarina

3

0

3

1

7

Goiás

3

0

2

3

8

Rio de Janeiro

2

1

1

1

5

Pará

2

0

0

2

4

Minas Gerais

1

4

5

2

12

Pernambuco

1

1

1

2

5

Distrito Federal

1

1

1

0

3

Rio Grande do Norte

1

1

0

3

5

Maranhão

1

1

0

0

2

Paraná

1

0

1

1

3

Bahia

0

3

1

1

5

Alagoas

0

2

0

0

2

Ceará

0

1

2

1

4

Amazonas

0

1

1

1

3

Paraíba

0

0

3

1

4

Mato Grosso

0

0

2

0

2

Espírito Santo

0

0

0

1

1

Rio Grande do Sul

0

0

0

1

1

Sergipe

0

0

0

1

1

 

 

SERIE D 2009/2014

O campeonato Brasileiro da serie D foi criado em 2009 e teve somete cinco campeões e de estados diferentes:

Estado

Títulos

Vices

3º colocados

4º colocados

TOTAL

Minas Gerais

1

0

1

0

2

Ceará

1

0

0

0

1

Maranhão

1

0

0

0

1

Pará

1

0

0

0

1

Paraíba

1

0

0

0

1

Rio de Janeiro

0

2

0

0

2

Pernambuco

0

1

0

1

2

Goiás

0

1

0

0

1

Rio Grande do Sul

0

1

0

0

1

Rio Grande do Norte

0

0

1

1

2

Santa Catarina

0

0

1

1

2

Mato Grosso

0

0

1

0

1

Tocantins

0

0

1

0

1

São Paulo

0

0

0

2

2

 

 

O América Futebol Clube foi fundado em 14 de julho de 1915, na residência do juiz Joaquim Homem de Siqueira, situada na Rua Vigário Bartolomeu. Seu primeiro presidente foi o amazonense radicado em Natal, Francisco Lopes de Freitas. Curioso saber que as cores iniciais do time eram o azul e o branco, e não o vermelho e o branco atuais.

A oficialização jurídica do clube tem uma história curiosa. Sobre isto, existe uma versão que diz que o então Coronel Júlio Canavarro de Negreiros Melo, no dia 3 de junho de 1918, furou a única bola que o clube tinha para treinar e jogar, tendo sido o América obrigado a possuir personalidade jurídica para poder entrar com uma ação indenizatória. Para tanto, os Estatutos foram registrados pela primeira vez no dia 3 de julho de 1918, no Primeiro Ofício de Notas, em documento assinado pelo então presidente Oswaldo da Costa Pereira.

Os jogadores do América eram provenientes do bairro da Cidade Alta. Nos seus primeiros sete anos de existência, os recursos financeiros do clube vinham em grande parte do bolso de Aguinaldo Tinôco, um dos seus fundadores e que também era zagueiro e capitão do time.

O primeiro título americano veio em 1919. Foi o primeiro campeonato de futebol promovido pela Liga de Desportos Terrestres no estado. Três anos mais tarde, o clube conquistou seu segundo troféu e em 1926, abriu o caminho para o primeiro bicampeonato da competição. Na década de 50, a equipe alvirrubra repetiu o bom desempenho em competições estaduais, conquistando o bicampeonato em mais duas ocasiões: 1951, 1952 e 1956, 1957.

Nos anos 70 a equipe natalense marcou presença em campeonatos brasileiros. Em 1973, ganhou o troféu Norte-Nordeste, também conhecido como Taça Almir. Neste mesmo ano, disputando a primeira divisão do brasileiro, ficou em 25º lugar, dentre os 40 times que disputavam a competição. A partir de 1979, o clube iniciou a sua maior série de vitórias no campeonato estadual, sendo tetracampeão.

Títulos Interestaduais

  • Taça Norte-Nordeste: 1973.
  • Copa do Nordeste: 1998.
  • Vice Campeão Brasileiro da Serie B 1996
  • Vice Campeão Brasileiro da Serie C 2005

Títulos Estaduais

  • Campeonato Potiguar: 34 vezes (1919, 1920, 1922, 1924, 1926, 1927, 1930, 1931, 1946, 1948, 1949, 1951, 1952, 1956, 1957, 1967, 1969, 1974 (invicto), 1975, 1977, 1979, 1980, 1981, 1982 (invicto), 1987, 1988, 1989, 1991, 1992, 1996, 2002, 2003, 2012 e 2014.
  • Copa RN: 2006.
  • Torneio Início: 14 vezes (1919, 1929, 1932, 1934, 1948, 1949, 1952, 1953, 1955, 1969, 1971, 1982, 1984 e 1991).
  • Taça Cidade do Natal: 11 vezes (1972, 1973, 1974, 1975, 1976, 1977, 1985, 1987, 1988, 1994 e 1995).
  • Torneio Imprensa: 2 vezes 1920 e 198
  • Torneio RN/PE: 1983.
  • Torneio Coronel Murad: 1927.
  • Torneio Quadrangular do Maranhão: 1950.
  • Torneio Fantasmas do Norte: 1950.
  • Torneio Municipal do Natal: 1953.
  • Torneio Quadrangular do Natal: 1950 e 1958.
  • Torneio Qualificatório para Série A 1974 – RN: 1974.
  • Torneio Qualificatorio para Série C 1990 – RN: 1990.
  • Torneio Qualificatório para Série B 1994 – Zonal RN/CE: 1993.

O América, atual campeão potiguar, esta disputando a Serie B do Campeonato Brasileiro e retorna as atividades após o recesso da copa no dia seguinte do aniversário para jogar contra o Bragantino-Sp em casa. O clube disputa ainda a Copa do Brasil onde jogará contra o Fluminense-RJ uma vaga para oitavas de final da competição.

fonte: site do clube e jornais
 

Natal ainda era uma cidade pacata e provinciana, com uma população estimada em 27 mil habitantes, quando no início do século XX, mais precisamente aos 29 dias do mês de junho do ano de 1915, surgia o ABC Futebol Clube: primeiro clube de futebol do Rio Grande do Norte, e que se transformaria, com o passar dos anos, na maior e mais querida agremiação futebolística do estado e recordista mundial em conquistas de títulos estaduais. A cidade tinha como presidente (o termo prefeito ainda não existia) da Intendência Municipal de Natal, o comerciante e abolicionista Romualdo Galvão; e o Rio Grande do Norte acabara de eleger em 1914, pela primeira vez pelo voto direto, o magistrado Joaquim Ferreira Chaves, para governar os destinos do povo potiguar, acabando com a oligarquia dos Albuquerque Maranhão.

“A distração daquele tempo era o cinema Politheama de “seu” Leal, as festas religiosas, um futebol ainda muito primitivo e o tão falado circo do “seu” Striguini, que vez por outra aparecia por aqui…não havia vôlei, nem basquete, nem concursos de misses, nem biquínis e nem “brejeiras”. Os homens tinham palavra e prezavam a sua honra, e o nosso Réis era moeda forte”, relatou o ex-presidente do ABC, médico José Tavares, em conferência proferida por ele na comemoração do 44º aniversário do ABC, em 1959. Vale somar as referências de entretenimento da época, levantadas por José Tavares, o Cine-Teatro Carlos Gomes, hoje Teatro Alberto Maranhão.

Esse era o cenário de Natal em meados da década de 1910, quando na tarde, do dia 29 de junho de 1915, um grupo de jovens natalenses, alguns praticantes de remo, fundou o ABC Futebol Clube. O surgimento do Mais Querido aconteceu num dos cômodos do casarão do coronel Avelino Alves Freire – respeitado comerciante e presidente da Associação Comercial do RN –, situado na Av. Rio Branco, no bairro da Ribeira, com frente para os fundos do então Cine-Teatro Carlos Gomes.

A escolha do nome

A primeira providência da reunião foi a de escolher um nome para a agremiação que nascia. Por sugestão de José Potiguar Pinheiro, o primeiro clube do RN adotou o nome de ABC Futebol Clube, aprovado por unanimidade. O conjunto de letras ABC prestou uma justa homenagem ao pacto de amizade fraternal, amparado diplomaticamente pelos países Argentina, Brasil e Chile, assinado em 1903 (ver Box nesta página). A escolha do nome veio revelar a preocupação social dos jovens rapazes, apesar da maioria pertencer à alta sociedade natalense.

Primeiro jogo

Segundo registro do livro “Os Esportes em Natal”, de 1991, do pesquisador natalense Procópio Netto, o primeiro jogo do ABC Futebol Clube aconteceu em 20 de setembro de 1915, contra o Natal Esporte Clube. Placar? 13 a 1 para o Mais Querido, que assim, já nascia grande. Sobre essa partida não existem registros na imprensa local, mas deve-se levar em consideração a informação do pesquisador potiguar, pois a segunda atuação do ABC foi registrada à época pelo jornal A República, como sendo “o segundo match oficial…”. Aconteceu em 26 de setembro de 1915, no campo (ground) da Vila Cincinato (ver Box na página seguinte), contra o América, seu eterno e mais tradicional rival. Placar? 4 a 0 para o ABC. Ratificando a fome de gols do primeiro jogo. Vale salientar que o ABC, nesse jogo, atuou com o time reserva (segundo quadro como era chamado), enquanto que o América com a sua equipe principal (primeiro quadro).

Notícia do jogo publicada pelo jornal A República: “Realizou-se no dia 26/09/1915, às 16:00 horas, no ground da square Pedro Velho, o segundo match oficial promovido pela Liga Desportiva Natalense, entre o 2º team do ABC e o 1º team do América. A luta começou favorável ao América, mas, devido à desigualdade de forças e ao mais perfeito treinamento do ABC, conseguiu este clube fazer quatro goals a zero. O 2º team do ABC estava assim distribuído: Avelino (Lili), Batalha, Borges, Cabral (Tarugo), Paraguay, Freire, Bigois, Moacyr, Mandu, Nóbrega e Mousinho. Reservas: Baluá, Elissozio e Bill. O 1º team do América com Siqueira I, Lélio, Gato, Carvalho, Galo, Antônio, Barros, Siqueira II, Neco, Garcia e Pipio. Reservas: Revorêdo, Lopes e Tupy. Atuou como referee (assim era chamado o árbitro) Júlio Meira e Sá; referees de linha Manoel Gomes e Aguinaldo Fernandes; referees de goal (ficavam atrás das traves) Sérgio Severo e Araty Brito. Os goals do ABC foram alcançados por Mousinho (dois), Mandu e Baluá”. (A República de 25 a 27/09/1915) informações obtidas na plaquete “ABC, honra e glória do esporte potiguar (II)”, publicada em 2005, pelo pesquisador natalense, Luiz G. M. Bezerra

abcfc.com.br

 

Nome: Associação Esportiva Cultural Bonsucesso Futebol Clube

Cidade: Portalegre

Fundação: 8 de Janeiro de 2004

Histórico: Disputa competições amadoras na região do alto oeste

Situação: Amador

 

 

Postado por .blogspot.com.br
 

Centenário Esporte Clube de Parelhas,  clube da cidade de Parelhas RN, fundado em 19 de janeiro de 1956, o “azulão do Seridó″, (como é conhecido), tem uma história de glórias no futebol amador da região sérido. Como equipe amadora ficou conhecida como “O Papão de títulos do interior” conquistando títulos importantes como o tri-campeonato interiorano de futebol em 88-89-90, a maior competição amadora do estado na época.
O clube revelou grandes craques ao longo dos anos, muitos se tornaram profissionais e obtiveram sucesso em clubes da região e outros como o Didi, que foi campeão Brasileiro pelo Corinthians em 98.
O clube é filiado a FNF (Federação norte-rio-grandense de Futebol) desde o ano de 2010. Se profissionalizou e disputou dois campeonatos de 2010 e 2011 válidos pela segunda divisão estadual, entretanto nunca chegou a primeira divisão.


 

 

No primeiro clássico da série B 2014, o ABC venceu o América por 2×0 e quebrou duas invencibilidades rubras. Primeiro, dos 13 clássicos sem vitórias diante do seu maior rival e segundo, na Arena das Dunas, que, em 14 jogos, o alvirrubro não tinha perdido na nova praça esportiva de Natal. O autor dos gols do jogo, ambos no segundo tempo, foi o atacante Dênis Marques. Com o resultado, o alvinegro aparece na terceira posição, com sete pontos, enquanto o alvirrubro aparece na 11ª colocação, com três pontos.

O evento teve  a observação da FIFA que utilizou o jogo como evento-teste e envolveu 200 voluntários, a equipe da COL local e da FIFA.

 

Campeões do Nordestino ao longo dos anos em diversas competições com caráter de campeonato regional:

Anos Campeões Vice-campeão 3º lugar Denominação/  patrocinador
1923 America/PE CSA/AL Sport/PB Taça do Nordeste

1946

Fortaleza/CE América/RN Treze/PB Copa  Cidade de Natal (Federação RN)

1948

Bahia/BA Santa Cruz/PE Treze/PB Torneio  dos Campeões do Nordeste (Federação pernambucana)

1952

Náutico/PE Tuna Luso/PA América/RN Torneio  dos Campeões do Nordeste (Federação pernambucana)

1956

Santa Cruz/PE Bahia/BA Sport/PE Torneio  Pernambuco-Bahia(Federação Pernambucana)

1959

Bahia/BA Sport/PE Ceara/CE Taça  Brasil / Chave Norte-Nordeste (CBD)

1960

Fortaleza/CE Bahia/BA Moto  Club/MA Taça  Brasil / Chave Norte-Nordeste (CBD)

1961

Bahia/BA Fortaleza/CE Remo/PA Taça  Brasil / Chave Norte-Nordeste (CBD)

1962

Sport/PE Campinense/PB Ceara/CE Taça  Brasil / Chave Norte-Nordeste (CBD)

1963

Bahia/BA Sport/PE Ceara/CE Taça  Brasil / Chave Norte-Nordeste (CBD)

1964

Ceará/CE Náutico/PE Paissandu/PA Taça  Brasil / Chave Norte-Nordeste (CBD)

1965

Náutico/PE Vitória/BA Remo/PA Taça  Brasil / Chave Norte-Nordeste (CBD)

1966

Náutico/PE Vitória/BA Fortaleza/CE Taça  Brasil / Chave Norte-Nordeste (CBD)

1967

Náutico/PE América/CE Treze/PB Taça  Brasil / Chave Norte-Nordeste (CBD)

1968

Fortaleza/CE Bahia/BA Moto  Club/MA Torneio  Norte-Nordeste (CDB)

1969

Ceará/CE Remo/PA Galicia/BA Torneio  Norte-Nordeste (CDB)

1970

Fortaleza/CE Sport/PE Fast/AM Torneio  Norte-Nordeste (CDB)

1971

Remo/PA Itabaiana/SE Tuna
Luso/PA
Taça Norte (Incluso como Campeonato Brasileiro da Série B)

1972

Sampaio Corrêa/MA Campinense/PB America/RN Taça  Norte (Incluso como Campeonato Brasileiro da Série B)

1973

América/RN Rio Negro/AM Bahia/BA Taça  Almir de Albuquerque (incluso no Camp. Brasileiro Serie A, teve status de
Campeonato do N/NE)

1976

Vitória/BA América/RN ABC/RN Torneio  José Américo  (Copa NE de clubes)

1994

Sport/PE CRB/AL Bahia/BA Copa  do Nordeste (CBF)

1997

Vitória/BA Bahia/BA Sport/PE Copa  do Nordeste (CBF)

1998

América/RN Vitória/BA Bahia/BA Copa  do Nordeste (CBF)

1999

Vitória/BA Bahia/BA Sport/PE Copa  do Nordeste (CBF)

2000

Sport/PE Vitória/BA Sergipe/SE Copa  do Nordeste (CBF)

2001

Bahia/BA Sport/PE Nautico/PE Campeonato  do Nordeste

2002

Bahia/BA Vitória/BA Nautico/PE Campeonato  do Nordeste

2003

Vitória/BA Fluminense/BA ABC/RN Campeonato  do Nordeste

2010

Vitoria/BA ABC/RN CSA/AL Campeonato  do Nordeste

2013

Campinense/PB ASA/AL Fortaleza/CE Copa  do Nordeste (CBF)

2014

Sport/PE Ceara/CE América/RN Copa  do Nordeste (CBF)
 

AMÉRICA DO SUL

Brasil – Rio de Janeiro-RJ (Granja Comary)
Argentina – Belo Horizonte-MG
Colômbia – CFA do São Paulo (Cotia-SP)
Chile – Belo Horizonte-MG
Uruguai – Sete Lagoas-MG

AMÉRICA DO NORTE E CENTRAL

Estados Unidos – CT do São Paulo (São Paulo-SP)
México – CT do Santos (Santos-SP)
Honduras – Porto Feliz-SP
Costa Rica – Santos-SP

EUROPA

Alemanha – CT próprio (Santa Cruz de Cabrália-BA)
Rússia – Itu-SP
Holanda – CT da Gávea (Rio de Janeiro-RJ)
Espanha – CT do Atlético-PR (Curitiba-PR)
Suíça- Porto Seguro-BA
França – Estádio Santa Cruz (Ribeirão Preto-SP)
Portugal – CT da Ponte Preta e Moisés Lucarelli (Campinas – SP)
Croácia – Salvador-BA
Itália – Mangaratiba-RJ
Grécia – Aracaju-SE
Bósnia – Guarujá-SP
Bélgica – Mogi das Cruzes-SP
Inglaterra – Rio de Janeiro-RJ

ÁFRICA

Camarões – Vitória-ES
Nigéria – Campinas-SP
Gana – Maceió-AL
Costa do Marfim – Águas de Lindóia-SP
Argélia – Sorocaba-SP

ÁSIA

Irã – CT Joaquim Grava (São Paulo-SP)
Coréia do Sul – Foz do Iguaçu-PR
Japão – Itu-SP
Austrália – Vitória-ES

 

O  Sport Club do Recife virou o jogo e garantiu o resultado na disputa  contra o Clube de Regatas do Flamengo pelo título do campeonato  brasileiro de futebol de 1987. Em renovação de julgamento na Terceira  Turma do Superior Tribunal de Justiça (STJ), o Sport obteve a maioria  dos votos favoráveis à sua interpretação de uma sentença de 1994 e  garantiu o título exclusivo.

Com a decisão, a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) fica impedida de declarar também o Flamengo campeão daquele campeonato, como fizera  em 2011. O resultado influencia também no chamado caso da Taça das  Bolinhas, disputada pelo Flamengo com o São Paulo Futebol Clube.
 Em 2011, a CBF reconheceu o Flamengo também como campeão de 1987, por  meio de resolução. O Sport então buscou a Justiça, pedindo o cumprimento da sentença de 1994. Notificada, a CBF editou nova resolução, revogando a anterior e declarando o Sport único campeão daquele ano.
Fonte:JF
 

Devido à realização da Copa do Mundo, a Arena das Dunas e o Estádio Frasqueirão não poderão ser utilizados por ABC e América-RN na Serie B a partir de 21 de maio. Neste período  o  América tem uma partida em casa para jogar após esta data, contra o  Luverdense-MT, no dia 30 de maio. Por conta disso, o clube terá que volta a Goianinha, cidade onde passou os últimos 2 anso e meio, devido a derrubada do Machadão e construção do Arena das Dunas.

O ABC também sofrerá com a presença da Fifa na cidade, já que o seu estádio, Frasqueirão, será campo oficial de treinamento na cidade e ficará sob a responsabilidade da Fifa e assim mandará os jogos contra o Icasa, no dia 24 de maio, Oeste, no dia 27 de maio, e o Náutico, no dia 3 de junho, no Iberezão em Santa Cruz.
 

Nome: Grêmio Esportivo Igapó

Cidade: Natal

Fundação: 2 e outubro de 2011

Situação: amador

Histórico: disputa campeonato amador das liga de Igapo (Zona Norte). Uma vez campeão. Disputa categoria sub 17 e adulto.

fonte: escudosnordeste.blogspot.com.br

 

Empurrado pelos poucos mais de cinco mil torcedores  que compareceu à Arena das Dunas, o América buscou fazer o milagre de venceu por 5×0 ou mesmo 4×0 para ir aos pênaltis, mais ficou mesmo nos 2×0 contra o  Ceará, e a vaga para a final da Copa do  Nordeste foi carimbada pelo Vovô cearense, que havia vencido o jogo de ida por 4 a 0. O Sport Recife  venceu novamente o Santa Cruz por 2×1, havia vencido no jogo de ida por 2×0 e é o outro finalista da Copa do Nordeste. As finais serão nos dias 2 e 9 de abril e transmitido pela Esporte Interativo e Globo Nordeste.

O América fez uma campanha boa e terminou em terceiro lugar na competição, colocação que não leva nenhum premio a mais:
1º fase
Vitória 0×3 América
América 3×0 Sergipe
América 2×0 Confiança
Confiança 1×1 América
Sergipe 1×1 América
América 0×0 Vitória
quartas de final
CRB 2×0 América
América 4×0 CRB
semi Final
Ceará 4×0 América
América 2×0 Ceará

- 5 vitorias, 3 empates e 2 derrotas com 18 pontos e a 3º colocação.

 

Foi na força politica mesmo, ABC e América de Natal serão patrocinados pela Caixa Econômica Federal em 2014. O anúncio foi feito pelo presidente da Câmara do Deputados, Henrique Eduardo Alves, através do Twitter(20/3). Segundo o deputado, que esteve envolvido nas negociações desde o início, os clubes potiguares apresentaram ao presidente do banco as camisas já com o patrocínio da Caixa impresso. Alves também afirmou que as camisas com a marca começam a serem usadas por ambos no próximo dia 30 de março, data do segundo clássico entre Alvinegro e Alvirrubro na Arena das Dunas. O valor do patrocínio deve girar em torno de R$ 2 milhões de reais por ano para cada clube.

ABC e América se juntam aos outros 10 clubes patrocinados pela Caixa. Veja quanto recebe cada um deles anualmente:

Corinthians – R$ 31 milhões
Flamengo – R$ 25 milhões
Vasco – R$ 20 milhões
Atlético-PR – R$ 6 milhões
Coritiba – R$ 6 milhões
Vitória – R$ 6 milhões
Atlético-GO – R$ 2,4 milhões
Avaí – R$ 1,75 milhão
Figueirense – R$ 1,75 milhão
Asa – R$ 1 milhão

 

 

O  GLOBO FC da cidade de Ceará-Mirim é campeão da Copa RN, correspondente ao 1º turno do Campeonato Potiguar.

O clube já havia vencido a 1º fase ( Copa FNF ) que dava uma vaga na Copa do Brasil de 2015. Em dois anos de existência, o Globo foi campeão da segunda divisão do Campeonato Potiguar em 2013, conquistou uma vaga na Copa do Brasil 2015 pela vitória na Copa FNF e agora conquista o título do primeiro turno(Copa RN) e leva também uma vaga na Copa do Nordeste 2015, deve ficar com a vaga da Serie D e vai decidir o campeonato com o vencedor do segundo turno. O clube de propriedade do empresário Marconi Barreto, que construiu um estádio para 10 mil lugares com recursos próprios agora investe no futebol do clube e assegura que em cinco anos o Globo estará na Serie A do Brasileiro.

fonte: http://futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/

 
O amigo Fernando Alécio, morador de Navegantes-SC, já foi aqui apresentado pelo Júlio Diogo e aqui informo os contatos e interesses do novo membro do blog Historia do Futebol.
Fernando é torcedor do  Marcilio Dias-SC e do São Paulo-SP, o seu interesses no futebol são as histórias de clubes, campeonatos de futebol em geral e foco é no futebol catarinense especialmente o futebol da região do Vale do Itajaí.
O contato do amigo é através do e-mail: fernando.alecio@gmail.com
Bem vindo Fernando.
 

 

O estádio Arena das Dunas inaugurado oficialmente em 22 de janeiro, teve a inauguração de fato no domingo 26 de janeiro com o América enfrentando o Confiança/SE, pela Copa do Nordeste. A partida não foi fácil, mas no fim o América conquistou os três pontos e sua primeira vitória na Arena das Dunas. Adalberto e Adriano Pardal marcaram para o alvi rrubro. América 2 a 0.

O primeiro gol do estadio coube ao zagueiro  Adalberto “Adalberto Hilário Ferreira Neto”, nascido em Juiz de Fora-MG, 26 anos, começou a jogar profissionalmente em 2006 no América Mineiro e antes de se transferir para o América de Natal, estava no Betim-MG.

Ficha do jogo:

América 2×0 Confiança/SE

Copa do Nordeste

Estádio: Arena das Dunas, Natal

Arbitragem: Éder Caxias Meneses/PB

Gols: Adalberto (26′/2ºT) e Adriano Pardal (46′/2ºT)

América: Andrey; Adalberto, Edson Rocha e Cléber; Fabinho, Márcio Passos, Jean Cléber, Rafinha (Rubinho) e Raí (Régis Potiguar); Adriano Pardal e Alfredo (Isac). Técnico: Leandro Sena

Confiança: Beto; Gláuber, Henrique, Bira e Pedrinho; Valdo, Raulino, Josivan e Geraldo; Bibi e Philco.

No segundo da rodada, o ABC jogou com o Alecrim pelo Campeonato Potiguar e venceu por 2×0 com gols de Beto e Lucio Flavio.

fonte: http://futguar-futebolpotiguar.blogspot.com.br/

 

Protegido: Comunicado 002/14- definição anuidade blog

 06. Ricardo Amaral  Digite sua senha para ver os comentários.
jan 252014
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

A Arena das Dunas de Natal foi inaugurada na  quarta-feira(22/1), em cerimônia que contou com a presença da presidente Dilma Rousseff e do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, além de outras autoridades. Com a entrega do estádio em Natal, já estão prontas sete das 12 sedes dos jogos da Copa do Mundo – a previsão é de que as restantes sejam finalizadas até abril.

Antes da Arena das Dunas, já tinham ficado prontos os seis estádios que foram utilizados também na Copa dos Confederações, em junho – em Brasília, Rio, Belo Horizonte, Fortaleza, Salvador e Recife. Assim, resta agora inaugurar o Beira-Rio (Porto Alegre), a Arena Amazônia (Manaus), a Arena Pantanal (Cuiabá), o Itaquerão (São Paulo) e a Arena da Baixada (Curitiba).

A inauguração  atraiu um grupo de manifestantes, que fez um protesto nos arredores do estádio. Com organização de sindicatos de servidores públicos estaduais, cerca de 200 pessoas, de acordo com a Polícia Militar, foram às ruas de Natal protestar contra os gastos públicos na Copa e contra o governo da governadora do Estado, Rosalba Ciarlini (DEM).

Durante o evento, Dilma fez uma rápida visita pelas instalações da Arena das Dunas, acompanhada pela governadora do Rio Grande do Norte. No centro do gramado, a presidente deu um chute simbólico na bola oficial da Copa para marcar a inauguração. Depois, tirou fotos com alguns funcionários. E foi embora sem discursar, mas fez um breve pronunciamento.

“Fiquei encantada com a beleza desse estádio. Fiquei encantada que ele saiu 3% abaixo do preço orçado e que é um estádio ambientalmente sustentado”, afirmou Dilma, ressaltando que, além do futebol, a Arena das Dunas poderá receber convenções e eventos. “Esse estádio vai contribuir também para esse imenso potencial turístico que Natal tem.”

Depois da cerimônia oficial, a Arena das Dunas terá a disputa de seus primeiros jogos no domingo(26/1), quando acontece uma rodada dupla no estádio, já com a presença das duas maiores torcidas de Natal. O América enfrenta o Confiança (SE) pela Copa do Nordeste, enquanto o ABC recebe o Alecrim em rodada do Campeonato Potiguar.

Com investimento de R$ 400 milhões, sendo R$ 396,5 milhões de financiamento federal, a Arena das Dunas foi construída na área onde ficava o antigo Machadão, principal praça esportiva de Natal, que tinha sido erguido em 1972 e foi demolido para ser substituído pelo novo estádio. Ao todo, foram 29 meses de obras, com a participação de cerca de 4.500 trabalhadores.

Ao todo, a Arena das Dunas tem capacidade para acomodar 42 mil torcedores, sendo que 10,6 mil assentos são removíveis. Na Copa do Mundo, o estádio em Natal será palco de quatro partidas, todas válidas pela primeira fase: México x Camarões (em 13 de junho), Gana x Estados Unidos (em 16 de junho), Japão x Grécia (em 19 de junho)
e Itália x Uruguai (em 24 de junho).

fonte: TNonline

Protegido: COMUNICADO Blog HF 01/14

 06. Ricardo Amaral  Digite sua senha para ver os comentários.
jan 222014
 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

 

Os 16 clubes da Copa Verde, divididos pelos estados:

PARÁ:Payssandu, Paragominas e Remo;

DISTRITO FEDERAL: Brasiliense e Brasilia;

MATO GROSSO:Mixto e Cuiabá;

AMAZONAS: Nacional e Princesa dos Solimões;

ACRE:Plácido de Castro;

MATO GROSSO DO SUL: CENE

ESPÍRITO SANTO: Desportiva;

TOCANTINS:Interporto;

AMAPÁ:Santos;

RONDÔNIA:Vilhena;

RORAIMA:Náutico

A atabela:

12/02 -       Náutico       RR    x  Paysandu      PA      Boa Vista

19/02 -       Paysandu    PA    x  Náutico         RR      Belém

12/02 -       Princ. dos Solimões   AM       x        Santos  AP      Manaus

19/02 -       Santos        AP    x  Princ. dos Solimões  AM       Macapá

12/02 -       Paragominas        PA   x       Remo  PA        Paragominas

20/02 -       Remo         PA    x  Paragominas  PA      Belém

12/02 -       Plácido de Castro  AC     x        Nacional AM     Rio Branco

19/02 -       Nacional      AM    x  Plácido de Castro     AC        Manaus

12/02 -       Interporto    TO    x  Brasiliense     DF      Porto Nacional

19/02 -       Brasiliense   DF    x  Interporto     TO      Taguatinga

12/02 -       Vilhena        RO    x  Mixto            MT      Vilhena

20/02 -       Mixto          MT    x  Vilhena         RO      Cuiabá

12/02 -       Desportiva   ES    x  Cuiabá          MT      Cariacica

19/02 -       Cuiabá        MT    x  Desportiva     ES      Cuiabá

12/02 -       Brasília        DF    x  CENE            MS     Gama

19/02-        CENE        MS       x         Brasília DF      Campo Grande

 

 

fonte: espn

É justo comparar a média de público de um time com 20 milhões de torcedores com a de um que tem 200 mil? Naturalmente, a equipe maior vai levar mais pessoas para seus jogos, mas proporcionalmente ela leva mais também? A resposta é não.

A Pluri Consultoria, a pedido deste blog, elaborou um novo ranking de público do futebol brasileiro. Nele, o mais importante não é a média por jogo ou a somatória do ano, e sim a proporção do total que comparece por partida. Para entender, utilizando números abstratos: se o clube A tem 15 milhões de torcedores e leva 15 mil por jogo, este tem 0,1% do total no estádio; se o clube B tem 250 mil torcedores e leva 5 mil por jogo, este tem 2% do total no estádio. Ou seja, muitas vezes um público de 5 mil pessoas pode ser mais significativo do que um de 15 mil por causa do tamanho das torcidas.

Meu principal objetivo com este levantamento é valorizar as torcidas menores e fazer uma crítica às maiores. Sim, existem diversos fatores que afastam o torcedor dos estádios, como a insegurança, o transporte público ruim, os péssimos serviços. No entanto, muitos desses problemas existem para todos, não apenas para alguns.

Além disso, existem outras variáveis considerando o público brasileiro, como a má fase ou o ótimo momento de um time. Isso interfere demais na temporada. E demonstra, também, que o comparecimento não é tão vinculado à paixão em diversos casos. Outro aspecto é o fato de os times grandes terem torcedores espalhados pelo país, mas mesmo assim, nas cidades-sede, o número total ainda é expressivo.

Certamente, muitos já pensaram no seguinte: “meu time leva 30 mil por jogo porque não cabe mais gente no estádio”. Esse argumento seria válido caso algum clube brasileiro tivesse 100% ou um número perto disso na ocupação média de suas partidas. No Brasil isso não existe, e se existisse esse ranking não seria feito porque perderia completamente o sentido. De qualquer modo, punições e/ou construção de novos campos têm peso nos números finais.

o ranking da temporada 2013:

1. Sampaio Corrêa-MA 12,61%
2. Botafogo-PB 10,25%
3. Chapecoense-SC 9,98%
4. Central-PE 9,26%
5. Criciúma-SC 9,47%
6. Icasa-CE 5,92%
7. CRB-AL 5,71%
8. Joinville-SC 4,83%
9. Londrina-PR 4,40%
10. Juventude-RS 4,16%
11. ABC-RN 4,00%
12. América Mineiro-MG 3,81%
13. Treze-PB 3,74%
14. Portuguesa-SP 3,51%
15. Ponte Preta-SP 3,38%
16. Sergipe-SE 3,23%
17. ASA-AL 3,17%
18. Tupi-MG 3,07%
19. Caxias-RS 2,94%
20. CSA-AL 2,49%
21. América de Natal-RN 2,12%
22. Atlético Goianiense-GO 2,03%
23. Paraná-PR 1,98%
24. Guarani-SP 1,96%
25. Vila Nova-GO 1,92%
26. Santa Cruz-PE 1,86%
27. Paysandu-PA 1,83%
28. Goiás-GO 1,50%
29. Fortaleza-CE 1,47%
30. Nacional-AM 1,37%
31. Coritiba-PR 1,32%
32. Ceará-CE 1,26%
33. Avaí-SC 1,22%
34. Figueirense-SC 1,20%
35. Náutico-PE 1,16%
36. Bahia-BA 0,73%
37. Atlético Paranaense-PR 0,71%
38. Vitória-BA 0,69%
39. Sport-PE 0,68%
40. Fluminense-RJ 0,61%
41. Botafogo-RJ 0,44%
42. Cruzeiro-MG 0,42%
43. Grêmio-RS 0,28%
44. Atlético Mineiro-MG 0,24%
45. Vasco-RJ 0,19%
46. Santos-SP 0,19%
47. São Paulo-SP 0,14%
48. Palmeiras-SP 0,12%
49. Internacional-RS 0,12%
50. Corinthians-SP 0,09%
51. Flamengo-RJ 0,08%

Agora a planilha completa, organizada de acordo com o público total em 2013, para quem quiser se debruçar sobre os números. Foram considerados os públicos dos 101 times participantes das quatro divisões do Campeonato Brasileiro. Para o tamanho estimado das torcidas, entraram apenas os clubes que tem estimativa superior a 50 mil torcedores. Abaixo disso o nível de imprecisão é muito alto devido à margem de erro. Para a população brasileira, foi utilizada a última estimativa do IBGE, em torno de 201 milhões de habitantes

 

 

 

Temporada 2013

© 2017 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha