Marcos Galves

 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

Esta semana estive em Uberlândia, e resolvi postar a foto de um jogo da tradicional agremiação do triângulo mineiro, contando com Vavá. aparentemente se trata de um jogo amistoso pois a foto é de agosto de 1969 e o campeonato mineiro já havia terminado.

Vavá havia deixado o futebol norte americano, onde atuou por 11 meses defendendo a equipe do Touros de San Diego. Vavá contou que nos Estados Unidos o futebol era muito deficitário e que ao final da temporada cada uma das 17 equipes perderam ao redor de 500 mil dólares. Ainda aconselhava os brasileiros a não investir no futebol de lá, pois ele só conseguiu trazer 250 dólares.

Mas voltando à foto, essa equipe foi base que disputou o campeonato mineiro daquele ano onde o Cruzeiro acabou conquistando o campeonato com 3 rodadas de antecedência. Participaram as seguintes equipes: Cruzeiro (BH), América (BH), Atlético (BH), Valério (Itabira), Democrata (Sete Lagoas), Democrata (Gov. Valadares), Tupi (Juiz de Fora), Formiga (Formiga), Uberlândia, Uberaba, Araxá, Usipa (Ipatinga), Independente (Uberaba), Sete de Setembro (BH), Villa Nova (Nova Lima) e Vila do Carmo (Barbacena).

Sobre essa participação do Vavá, pedirei ao amigo Ângelo Pedrosa, morador da cidade, ajuda para elucidar o adversário e demais dados dessa partida histórica.

Fonte: Arquivo pessoal da coleção “Revista do Esporte”UEC1969

 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

Este post está protegido por senha. Para vê-lo, digite sua senha abaixo:


 

1 – 23/04/1916 – Santos FC 1 x 1 São Cristóvão – Estádio do Figueira de Melo, no Rio de Janeiro;

2 – 22/10/1916 – Santos FC 2 x 1 CA Ypiranga – Estádio Urbano Caldeira (Vila Belmiro), em Santos (São Paulo);

3 – 21/04/1918 – Santos FC 3 x 7 CA Paulistano – Estádio do Jardim América, na cidade de São Paulo;

4 – 15/03/1925 – Santos FC 3 x 0 AA São Bento – Estádio do Alpheu Paim, na cidade de Santos (campo do AA Americana);

5 – 21/03/1927 – Santos FC 5 x 3 CR Vasco da Gama – Estádio de São Januário, no Rio de Janeiro;

6 – 20/09/1927 – Santos FC 4 x 3 América FC – Estádio de Campos Salles, na cidade do Rio de Janeiro;

7 – 14/07/1935 – Santos FC 2 x 1 XV de Novembro de Jaú – Campo da Vila Santa Terezinha, na cidade de Jáu-SP;

8 – 01/05/1950 – Santos FC 6 x 0 AE Santacruzense – Estádio Municipal de Santa Cruz do Rio Pardo (São Paulo);

9 – 15/08/1960 – Santos FC 3 x 2 Itaú – Estádio Governador Jorge de Oliveira, na cidade mineira de Itaú;

10 – 14/08/1964 – Santos FC 3 x 1 Comercial FC – Estádio Palma Travassos, na cidade de Ribeirão Preto (São Paulo);

11 – 14/05/1965 – Santos FC 2 x 2 C. Olímpia – Estádio Manoel Ferreira, em Assunção no Paraguai;

12 – 01/02/1967 – Santos FC 2 x 1 CA River Plate – Estádio Nou Camp na cidade de Léon, no México;

13 – 15/02/1970 – Santos FC 3 x 1 Seleção Amadora de Cornélio Procópio – Estádio Ubirajara Medeiros, na cidade de Cornélio Procópio (Paraná);

14 – 02/09/1970 – Santos FC 2 x 0 Grêmio FPA – Estádio Colosso da Lagoa, na cidade de Erechim (Rio Grande do Sul);

15 – 25/10/1970 – Santos FC 5 x 0 Seleção de Alagoas – Estádio Rei Pelé, em Maceió (Alagoas);

16 – 30/04/1978 – Santos FC 3 x 0 Sobradinho EC – Estádio Agostinho Lima, em Brasília (Distrito Federal);

17 – 11/11/1986 – Santos FC 1 x 1 EC Vitória – Estádio Barradão, na cidade de Salvador (Bahia);

18 – 14/11/1988 – Santos FC 1 x 1 GE Catanduvense – Estádio Alfredo Luís Jorge, em Catanduva (São Paulo);

19 – 20/05/2001 – Santos FC 2 x 1 Seongnam Ilhwa – Estádio de Taegu, na Coréia do Sul.

20 – 11/11/2009 – Santos FC  1 x 2 Santos Laguna – Estádio Território Santos Modelo, em Torreón, no México.

21 – 20/3/2010 – Santos FC 1 x 3 Red Bull NY – Arena Red Bull, em Harrinson, NY, Estados Unidos

Fonte: Site Oficial do Santos FC

 

SÃO BENTO 1 X 0 ARÁBIA SAUDITA

LOCAL: ESTÁDIO MUNICIPAL ‘WÁLTER RIBEIRO” (CIC)

DATA: 30/8/1981

ÁRBITRO: ALCIR AGOSTINHO

RENDA: Cr$ 436.900,00

PÚBLICO PAGANTE: 2.280 PESSOAS

GOL: SERELEPE

ECSB: PAULO; MARCELO, JUAN, NILSON ANDRADE (JORGE) E VICENTE; SERELEPE, ALEXANDRE (HERTZ) E PERES (COCA); CREMILSON, CALADA E CACÁ (CARLINHOS ZIROLDO). TÉCNICO: WILSON FRANCISCO ALVES, O CAPÃO

ARÁBIA SAUDITA: KHALIFA; KHALEA, SAGA, BAKIT E SAMIR ISMAIL; KATHAMI, ALI RAMES E ABADI (HUSSAINI); KAHLED, IBRHIM E FAIÇAL BEDIN (NASSER). TECNICO: OSVALDO SAMPAIO JÚNIOR, O PAULISTINHA

 

Em 1956 o Nacional de Montivédeo fez uma excursão ao Brasil onde disputou um Torneio Internacional e alguns amistosos. Um desses, foi contra o EC São Bento de Sorocaba.

EC São Bento 2 x 2 Nacional (Ur)

Data: 1/4/1956

Local: Estádio do São Bento (chamado na época de “Da Rua Coronel Nogueira Padilha”)

Árbitro: Juan Carlos Armental (AUF)

Renda: aproximadamente Cr$ 120.000,00 (recorde)

Gols: Joel, Reis (penal), Caraballo e Villamides

ECSB: Wálter “Jacaré”; Domingos (Julião) e Cidoca (Domingos); Lanzudo, Fiote e Sérgio e ; Reis, Joel, Ubirajara, Zinho (Procópio) e Cilno. Técnico: Moacir dos Santos

CNF: Taibo; Marechal e Santamaria; Cantos, Carballo (Bruchezzi) e Cruz (Grolla); Chagas, Kuntz (Messias), Buenza (Mendez) (Di Fabio), Caraballo (Romerito) e Romerito (Villamides). Técnico: Ondino Vieira

Comentário: A diferença de categoria entre as equipes era gritante a equipe uruguaia contava com jogadores que haviam defendido a “celeste olímpica” no Mundial de 1954:  José Santamaria, Luiz Alberto Cruz, Nestor Carballo e Omar Pedro Mendez. Porém, a equipe sorocabana atuou com garra e se fez prevalecer em casa. Joel era o maior nome sambentista, campeão carioca pelo Fluminense em 1951, teve poucas chances na equipe tricolor. Aportou em Sorocaba em 1955 e jogou no grêmio alvi celeste até 1959. Seu maior feito foi ter assinaldo 7 gols num jogo contra o Catanduva EC pela “segundona” de 1958. Dono de um chute portentoso, alguns que assistiram o jogo dizem que Taibo, arqueiro uruguaio, após levar uns “pelotasos” gritava com a sua zaga: “No lo deje patear, no lo deje patear”

Foi o primeiro jogo internacional disputado pela equipe sorocabana

© 2019 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha