Atlético Clube Apollo é uma agremiação da cidade de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos (RJ). O clube foi Fundado no dia 3 de setembro de 1970, tem a sua Sede na Avenida Nilo Peçanha, 16 – no Bairro da Praia dos Anjos, em Arraial do Cabo. O A.C. Apollo manda os seus jogos no Estádio Municipal Hermenegildo Barcelos, Barcelão, com capacidade para 6 mil pessoas.

A sua estreia no profissionalismo, aconteceu em 1993, quando conquistou, logo de cara, o Campeonato Carioca da Série C. No primeiro turno, fica em 3º lugar, sendo superado por Esporte Clube Italva e Esporte Clube Cachoeirense. No returno, é o segundo colocado, atrás somente do Esporte Clube Lucas, conseguindo a classificação para o quadrangular final. Neste, fica em primeiro ao superar o Esporte Clube Lucas, Esporte Clube Italva e Everest Atlético Clube, sagrando-se campeão da Terceira Divisão de 1993.

Em 1994, participa do Campeonato Estadual da Segunda Divisão, na prática o terceiro módulo, pois a verdadeira Segunda Divisão se tornara Intermediária. A campanha é ruim. O clube é apenas o oitavo colocado em sua chave, à frente somente do Carapebus Esporte Clube, sendo eliminado na primeira fase e rebaixado para a Terceira Divisão de 1995.

Em 1995, de volta à Terceira Divisão, fica em último lugar no primeiro turno em sua chave. No segundo turno, o resultado é idêntico, e a equipe é eliminada na primeira fase do campeonato. Após esse certame, a agremiação se licenciou dos campeonatos de âmbito profissional, promovidas pela Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (FERJ).

Após 16 anos de atividades interrompidas, o time volta em 2011 a disputar o Campeonato Estadual da Série C. O técnico foi o ex-goleiro Régis e seu auxiliar, o ex-meio-campo Dudu, que brilhou no Vasco nos anos 80. A campanha, porém, não foi satisfatória e a equipe acabou eliminada na primeira fase no Grupo “E”, sendo superada pelos classificados Associação Desportiva Itaboraí, Sociedade Esportiva de Búzios e Juventus Futebol Clube. Bela Vista Futebol Clube e Esporte Clube Nova Cidade também foram eliminados.
x
Em 2012, sob o comando técnico de Miro Dórea, o time capitula novamente na primeira fase. Ao integrar o Grupo “D”, o time ficou em último lugar na chave, atrás dos classificados Paduano Esporte Clube, Rubro Social Esporte Clube, Clube de Futebol São José e Sociedade Esportiva de Búzios.
x

FONTES: Arquivo pessoal – Wikipédia – André Luiz Pereira Nunes

 

FONTE: Jornal Última Hora

 

O União Desportiva de Coelho Neto é uma agremiação da cidade do Rio de Janeiro (RJ). Fundado na quinta-feira, do dia 13 de Janeiro de 1949, a sua Sede atual fica na Rua Ouseley, nº 810, no Bairro de Coelho Neto, na Zona Norte do Rio. Fundado por desportistas do Conjunto residencial do I.A.P.C. a sua primeira sede ficava justamente neste local: Rua 5, nº 375 / Conjunto residencial do I.A.P.C., em Coelho Neto.

O União Desportiva se filiou no Departamento Autônomo da Federação Metropolitana de Futebol (DA-FMF) e ao Conselho Nacional de Desportos (CND). Participou do DA-FMF em 1954, 1970, entre outros.

Um ano que ficou marcado na história do União Desportiva foi em 1958. Não porque a Seleção Brasileira se sagrou campeã do Mundo pela primeira vez na Suécia, mas também pela campanha do clube naquela temporada. A equipe realizou 43 jogos, com 35 vitórias (81,4%), um empate (2,3%) e sete derrotas (16,3%); marcando 126 gols (2,9 gols por partida); sofrendo 47 (1,1 gol por jogo); com saldo pomposo de 79.

O artilheiro da equipe foi o dianteiro Zezinho, que balançou as redes adversárias em 26 oportunidades. A maior goleada aconteceu no domingo, do dia 1º de junho de 1958, quando de forma inapelável goleou a equipe do Liberdade Futebol Clube por 14 a 0. Após a goleada de 14 a 0, o Liberdade pediu uma revanche. Acabou derrotado novamente, sendo que desta vez perdeu por apenas 1 a 0.

Na sua série de vitórias, o clube de Coelho Neto venceu adversários possuidores de quadros de categoria, como os do:

Monte Alegre Futebol Clube;

Coqueirinho Futebol Clube;

Marechal de Ferro Futebol Clube;

Sport Club Rio de Janeiro;

Cruz de Malta Futebol Clube;

Estrela Branca Futebol Clube;

Tupy Futebol Clube;

Diamante Negro Futebol Clube;

Pantera Negra Futebol Clube;

Vasco Suburbano Futebol Clube;

Vila da Cava Futebol Clube;

Vasquinho de Areia Branca Esporte Clube;

Saudade Futebol Clube.

Time posado de 1965 – EM PÉ (Esquerda para a direita): Sr. Jorge,  Presidente; Wanderley, Garcez, Niltinho, Queiros, João Guilherme, Didi, Nilsinho, Fabiano. AGACHADOS (Esquerda para a direita): Luiz, Sardinha, Tião, Dario, Ricardo e Escurinho.

                                                                                    

Time de 1957: Amora (J. Mattos); Paulo e Padeiro; Waldir, Juca e Pida (Pedro); Fabiano, Dimas, Tião, Zezinho (Waldir II) e Mattos (Dida).

 Time de 1970: Nei; Pardal (Didi), Wilson, Augusto e César; Ocimar e Gutinha; Marcelo, Gude, Dario e Santos.

 

FONTES: Correio da Manhã – Imprensa Popular – Luta Democrática – André Luiz Pereira Nunes 

 

O Tupy Football Club foi o primeiro time de futebol da Ilha de Paquetá e foi fundado por José Mathias, Paulo Brito e José Saldanha, em 6 de junho de 1918. A sua camisa também era vermelha e preta, como a do Flamengo do R.J. e o seu campo ficava na Rua Manoel de Macedo, nas imediações de onde se encontra a Rua Frei Leopoldo.

O seu primeiro time tinha a seguinte formação: Nilton (depois Nezinho), Antenor e Manoel “Duduca”, Pedro, Rodrigo e Campo Grande, Nini, Edmundo, Cecéu, Zeca e Otinho.

FONTE: Marcelo Cardoso - Jornal A Noite  ((02/12/1941)

 

FONTE: Jornal Última Hora

 

FONTE: Jornal Última Hora

 

O Cruzeiro Sport Club foi uma agremiação da cidade de Barra Mansa, situado na Região Sul Fluminense do Estado do Rio de Janeiro. Fundado nos anos 40, o clube Alvianil foi inspirado no Cruzeiro de Belo Horizonte (MG).

Na esfera futebolística, o Cruzeiro ingressou na Liga Barramansense de Desportos (LBD), na década de 50, onde participou de diversas competições, entre o Campeonato Citadino e Torneio Início de Barra Mansa.

FONTE: Página no Facebook ‘Futebol Barramansense’

 

FONTE: Página no Facebook ‘Futebol Barramansense’

 

DATA: 21 DE ABRIL DE 1971
LOCAL: CAMPO DO SÃO VICENTE AC, EM SÃO VICENTE / SP

VETERANOS

ITARARÉ PC (São Vicente)

2-1

SÃO VICENTE AC (São Vicente)

2º QUADROS

SÃO VICENTE AC (São Vicente)

2-0

GRÊMIO A TRIBUNA (Santos)

1º QUADROS

EC BOTAFOGO (Santos)

3-1

REAL AC (São Vicente)

1º QUADROS

BEIJA FLOR FC (São Vicente)

3-1

EC BENFICA (São Vicente)

1º QUADROS

CR CONTINENTAL (São Vicente)

1-0

A PORTUGUESA D (São Vicente)

1º QUADROS

SÃO VICENTE AC (São Vicente)

4-0

GRÊMIO A TRIBUNA (Santos)
 

FONTE: Jornal Última Hora

 

FONTE: Jornal Última Hora

 

Esperança (Friburgo) finalista do certame de campeões

Friburgo é o centro esportivo do Estado do Rio de Janeiro, onde o futebol, sem nenhum favor, tem sido o preferido do público. Embora a mentora local seja portadora do “bastão” máximo do futebol amador a verdade é que a Liga Friburguense de Desportos (LFD) não tem procurado participar de todas as competições futebolísticas patrocinadas pela Federação Fluminense de Desportos (FFD). O III Campeonato Fluminense de Campeão dos Campeões está sendo disputado pela terceira vez. Só agora, entretanto, os dirigentes do clube campeão da última temporada e da própria entidade friburguense tomaram algum interesse pela disputa, merecendo, por isso mesmo, os melhores aplausos.

 

O Esperança Futebol Clube, campeão de 1961, no município, está participando ativamente do Campeonato de Campeões. Aliás, o grêmio presidido pelo desportista e ex-atleta esperancista, Sr. Geraldo Moura, está realizando uma campanha de um modo geral muito boa.

Com o seu plantel integrado de Lalau, Cici, Leão, Chiminga, Cléo, Célio, Ivan, Cinézio, Carlinhos, Telesca, Pardal, Mau, Djalma e, a orientação técnica de Decache, o quadro do Esperança se encontra desfrutando da situação de finalista.

Curioso, também, que seu avante Cinézio é o artilheiro do campeonato, com um total de 11 tentos, o que bem demonstra o trabalho de vanguarda para desbaratar a defesa adversária. O esquadrão esperancista pode não chegar ao título máximo, porém, sua participação serviu para elevar ainda mais o futebol de Friburgo.

A turma verdejante tem raça, coragem e muito entusiasmo, daí haver chegado na esplêndida situação de finalista. Domingo próximo, dia 24 de junho de 1962, ao que tudo indica, Esperança e Metalúrgico estarão se digladiando pelo título. Serão dois ou três jogos de importância para os dois municípios, no terreno esportivo, pois que, servirão também para realçar ainda mais o espírito de cavalheirismo e cordialidade que deve existir numa disputa estadual.

O Metalúrgico tem em mãos o “bastão” de campeão, e, portanto, prepara-se para sustentar sua posição. Mas, o Esperança, que participa pela primeira vez, e com um desempenho deveras elogioso, não poupará esforços para derrotar o rubro-anil de Neves. Assim, portanto,  os jogos finais do III Campeonato Fluminense de Campeão dos Campeões deverão suplantar financeira e tecnicamente, todos os já realizados anteriormente.

Verifica-se, portanto, que Friburgo, desta feita, não faltou com o seu concurso e brilhantismo à temporada dos campeões. Entretanto, no III Campeonato Fluminense de Campeão dos Campeões a LFD continuou ausente este ano.

Numa cidade onde a mentora promove o certame com a disputa de todas as categorias, não se  justifica de modo algum a ausência de sua seleção. Ademais, este campeonato facilita a presença de atletas de 16 a 20 anos, mercê o preparo e organização da seleção do Estado do Rio, que participará do Campeonato da Juventude.

 

Será em Neves o jogo decisivo de Campeões

Na Sede da Federação Fluminense de Desportos (FFD), foi sorteado o local do 1º jogo das finais do III Campeonato Fluminense de Campeão dos Campeões. Assim, o embate Metalúrgico x Esperança será realizado no campo da Rua Dr. Alberto Torres, em Neves, em São Gonçalo, às 15h15min. Os campeões de Friburgo estão animados, pois, disputando o certame pela primeira vez, lograram uma posição destacada.

Por outro lado, os rubro-anis estão preparados e esperam realizar boa exibição. Pena que os dirigentes dos dois clubes não acertassem jogar nos Estádios do Mauá e do Friburgo, onde, sem dúvida alguma, toda segurança teriam os 22 jogadores e o próprio árbitro.

 

Metalúrgico ganhou o primeiro jogo por 2 x 0

No gramado da Rua Dr. Alberto Torres, em Neves, em São Gonçalo, jogaram os quadros do Metalúrgico e do Esperança, de Friburgo, na primeira peleja decisiva do III Campeonato Fluminense de Campeão dos Campeões.

O jogo não foi nada fácil para os locais durante os 90 minutos, pois que, desfalcado de alguns valores não puderam proporcionar uma atuação espetacular. Todavia, levando-se em conta a resistência do adversário, foi boa a vitória do Metalúrgico por 2 a 0, gols de Tamiro e Hilton, na fase complementar.

 

E.C. METALÚRGICO                    2          X         0          ESPERANÇA F.C.

LOCAL: Estádio da Rua Dr. Alberto Torres, em Neves, em São Gonçalo (RJ)

CARÁTER: 1º Jogo da Final do  III Campeonato Fluminense de Campeão dos Campeões de 1962

DATA: Domingo, dia 24 de junho de 1962

HORÁRIO:  15h15min.

RENDA: Cr$ 17.000, 00 (dezessete mil cruzeiros)

ÁRBITRO: José Rodrigues (FFD)

METALÚRGICO: Valdir; Odilon e Daniel; Picorrucho, Coroa e Carlinhos; Irani (Hilton), Hilton (Daquinho), Tamiro, Cizinho e Pelé.

ESPERANÇA: Lalau; Cici e Leão; Chiminga, Cléo e Célio; Ivanzinho, Cinézio, Carlinhos, Telesca e Pardal. Técnico: Decache

GOLS: Tamiro e Hilton (Metalúrgico), no 2º Tempo.

 

2º jogo: Esperança goleia por 4 a 1

Na Serra, o rubro-anil não foi feliz. Tanto assim, que o Esperança levou a melhor pelo escore de 4 x 1, na tarde de domingo, do dia 1º de julho de 1962. A vitória representaria o bicampeonato estadual de campeões para o Metalúrgico, porém, uma contusão influiu no rendimento do conjunto. Os visitantes venceram o período inicial por 1 a 0.

Na etapa complementar com a queda de produção decorrente da contusão do meia-direita, o quadro gonçalense acabou por ser abatido irremediavelmente. Assim, portanto, reabilitou-se o campeão friburguense.

Ganharam os esperancistas a segunda batalha, tirando, em conseqüência, partido do fator gramado e, sobretudo, torcida, além das peripécias normais da disputa. Metalúrgico e Esperança estão iguais nos pontos.

Sabe-se, também, que acertaram o terceiro jogo para domingo próximo (08 de julho de 1962). O local escolhido foi a cidade de Petrópolis onde, aliás, o campeonato local se encontra em pleno andamento.

Não sabemos se os dirigentes esperancistas e rubro-anis consultaram os interesses  da Liga Petropolitana de Desportos (LPD), pois que, podem os clubes filiados recusar a cessão da data ou até, mesmo do Estádio principal do município.

Assim, portanto, vamos aguardar as próximas horas para conhecer, na realidade, algo sobre o terceiro e decisivo cotejo, pois está sujeito a uma prorrogação.

 

3º jogo: Esperança goleia novamente por 4 a 2 e fica com inédito título

A supremacia do III Campeonato Fluminense de Campeão dos Campeões está, agora, em poder de Friburgo, que desse modo, lidera os certames do futebol amador de nosso Estado. Aliás, o presidente da Liga Friburguense de Desportos (LFD), Ademar Combat adiantou-nos que o Esperança seria o vencedor, em virtude de ser um conjunto de boa constituição.

No Estádio Almirante Heleno Nunes, do Várzea F.C., em Teresópolis, jogaram as equipes do Metalúrgico e do Esperança, no 3º combate decisivo. O rubro-anil de São Gonçalo subiu a serra desejoso de triunfar e faturar o bicampeonato.

Por outro lado, a turma do verdejante friburguense foi a campo preparado para lutar e conquistar o título da competição, credenciado, sobretudo, pelos resultados anteriores e pelo bom desempenho técnico da equipe.

Embora entrando nesta temporada como representante legitimo do futebol de sua cidade, pela primeira vez, o Esperança demonstrou algo, tanto assim que chegou a finalista e foi um brilhante campeão. Interrompendo, ainda, a série de sucessos dos campeões de São Gonçalo: Trindade e Metalúrgico.

O Jogo agradou pela movimentação, com os rubro-anis tentaram por diversas vezes vencer a defesa contrária visando estabelecer vantagem numérica de modo a perturbar o desempenho do adversário. No entanto, mercê a vigilância com que atuou a defesa do seu competidor, todos os esforços foram suplantados.

Deve-se salientar que o trabalho tático posto em prática pelos verdejantes para chegar a vitória de 4 a 2 foi certo e preciso, pois que tiveram ainda o mérito de tirar partido das peripécias do “match“, além de valer-se de suas próprias forças diante de um rival que fatalmente poderia surpreender num descuido de marcação ou em lances diante de sua meta.

Pardal, duas vezes; Carlinhos e Ivan marcaram para o Esperança, o novo campeão dos campeões do Estado do Rio de Janeiro e detentor da “Taça Deputado Afonso Celso Ribeiro de Castro“.

 

Tapetão de 1962, quase estragou a festa!

Se não deu para ganhar dentro de campo, o presidente do Metalúrgico, Moacir Menezes tentou anular o jogo. Cinco dias após a terceira partida, o dirigente rubro-anil entendia que três jogadores do Esperança estavam irregulares. Desta forma, reivindicou junto a Federação Fluminense de Desportos (FFD), que fosse realizado outra partida.

O Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), da FFD julgou e tirou os pontos do Esperança. O clube friburguense recorreu e, dois meses depois, conseguiu reverter o quadro e venceu por unanimidade.  Desta forma, o Esperança Futebol Clube, de Nova Friburgo confirmou o título inédito do III Campeonato Fluminense de Campeão dos Campeões de 1962.

 

FONTE: Jornal Última Hora  

 

FONTE: Jornal Última Hora

 

Campeão do Torneio Início de Saquarema de 1962 (Domingo, dia 08 de Julho)

 

FONTE: Jornal Última Hora

 

FONTES:Jornal Última Hora – Blog Jornalista Flávio Azevedo

 

FONTE: Jornal Última Hora

 

FONTE: Jornal Última Hora

 

O Vargem Alegre Sport Club é uma agremiação da Cidade de Barra do Piraí (RJ). O clube Alvianil foi Fundado em abril de 1932, e tem a sua Sede localizada na Rua Hermogenio, nº 201, no Distrito de Vargem Alegre, em Barra da Piraí.

O Vargem Alegre foi campeão invicto do Campeonato Citadino de Barra do Piraí em 1961, organizado pela Liga Desportiva de Barra do Piraí (LDBP).

FONTE: Jornal Última Hora

 

O Moinho Santista Futebol Clube foi uma agremiação da cidade de Barra Mansa (RJ). Fundado na década de 30, por funcionários da empresa Moinho Fluminense S.A. A sua Sede, atualmente é ocupada pela Prefeitura de Barra Mansa.  Disputou a Liga Esportiva Sul Fluminense em 1935, publicado no História do Futebol, em 18/05/2015: http://cacellain.com.br/blog/?p=72414

FONTES & FOTO: Diego Paula – Gustavo Ribas – Futebol Barramansense

 

O Esperança Futebol Clube é uma agremiação da cidade de Rio Bonito (RJ). Fundado em 1931, a sua Sede e o Estádio ficam localizados na Rodovia RJ, 24, em Boa Esperança – 2º Distrito de Rio Bonito.

Na publicação de ontem (http://cacellain.com.br/blog/?p=100350), abordei os campeões de Resende e Rio Bonito. No Campeonato Citadino de Rio Bonito, apresentei a classificação final de 1961:

Campeão: Castelo Futebol Clube, do Distrito Castelo;
Vice-campeão: Motorista Futebol Clube;
Terceiro lugar: Cruzeiro, de Rio Bonito;
Último lugar: Esperança Futebol Clube.

Desses times, quase todos já tinham sido publicados no História do Futebol. A exceção era, justamente, o Esperança. Bom, agora não é mais!

 

FONTES: Jornal Última Hora – Página do clube no Facebook 

 
SÃO VICENTE AC (SÃO VICENTE – SP)

3

CA PARQUE DA MOÓCA (SÃO PAULO – SP)

3

DATA: 03 de junho de 1973 LOCAL: São Vicente / SP
JUIZ: Aldo Ferreira CARÁTER: Amistoso Nacional
GOLS: Ariovaldo, Nicanor e Jorginho / Bulê, Écio e Efraim
São Vicente(SP): Armando; Milton (Nenê), Goiaba, Joãozinho e Ariovaldo; Carlos Alberto e Zé Antonio; Nicanor, Jorginho, Zé Gordinho e Wilsinho.
Parque da Moóca(SP): Décio; Valter, Moacir, Gavião e Djalma (Dirceu); Nenê e Efraim; Kid (Jair), Douglas, Écio e Bulê.
 

FONTE: Jornal Última Hora

 

TORNEIO DOS CAMPEÕES
LOCAL: CORUMBÁ – MT

20.01.1967

UBIRATAN (DOURADOS)

3-1

DOM BOSCO (CUIABÁ)

20.01.1967

MARÍTIMOS (CORUMBÁ)

5-1

DOM BOSCO (TRÊS LAGOAS)

21.01.1967

MARÍTIMOS (CORUMBÁ)

0-0

DOM BOSCO (CUIABÁ)

21.01.1967

UBIRATAN (DOURADOS)

4-3

DOM BOSCO (TRÊS LAGOAS)

22.01.1967

DOM BOSCO (TRÊS LAGOAS)

4-3

DOM BOSCO (CUIABÁ)

22.01.1967

MARÍTIMOS (CORUMBÁ)

2-1

UBIRATAN (DOURADOS)

CAMPEÃO – MARÍTIMOS (CORUMBÁ – MT)

 

DATA: 08 DE ABRIL DE 1967
LOCAL: ESTÁDIO PRESIDENTE DUTRA, EM CUIABÁ – MT

1º JOGO

SÃO CRISTÓVÃO

1-1

INTERNACIONAL (3-2 PEN)

2º JOGO

OPERÁRIO

1-0

BOA VISTA

3º JOGO

MIXTO

3-0

PALMEIRAS

4º JOGO

DOM BOSCO

0-0

RIACHUELO (3-2 PEN)

5º JOGO

ATLÉTICO

0-0

SÃO CRISTÓVÃO (3-2 PEN)

6º JOGO

MIXTO

0-0

OPERÁRIO (3-2 PEN)

7º JOGO

DOM BOSCO

1-0

ATLÉTICO

FINAL

MIXTO

3-0

DOM BOSCO

CAMPEÃO – MIXTO ESPORTE CLUBE (CUIABÁ – MT)

 

DATA: 27 DE ABRIL DE 1958
LOCAL: SALVADOR – BA

1º JOGO

BOTAFOGO

0-0

YPIRANGA (5-3 PEN)

2º JOGO

GALÍCIA

0-0

FLUMINENSE (4-3 PEN)

3º JOGO

BAHIA

2-0

GUARANY

4º JOGO

VITÓRIA

1-0

BOTAFOGO

5º JOGO

GALÍCIA

1-1

BAHIA (4-2 PEN)

FINAL

VITÓRIA

1-0

GALÍCIA

CAMPEÃO – ESPORTE CLUBE VITÓRIA (SALVADOR – BA)

 

TORNEIO DAGOBERTO PIMENTEL

06.04.1961

NÁUTICO(PE)

2-0

CAMPÍNENSE(PB)

06.04.1961

TREZE(PB)

1-0

SANTA CRUZ(PE)

09.04.1961

CAMPÍNENSE(PB)

2-2

NÁUTICO(PE)

09.04.1961

SANTA CRUZ(PE)

0-2

TREZE(PB)

12.04.1961

SANTA CRUZ(PE)

4-2

CAMPÍNENSE(PB)

13.04.1961

TREZE(PB)

0-0

NÁUTICO(PE)

16.04.1961

NÁUTICO(PE)

1-3

TREZE(PB)

16.04.1961

CAMPÍNENSE(PB)

3-3

SANTA CRUZ(PE)

21.04.1961

SANTA CRUZ(PE)

3-2

NÁUTICO(PE)

21.04.1961

CAMPINENSE(PB)

1-1

TREZE(PB)

23.04.1961

SANTA CRUZ(PE)

2-1

NÁUTICO(PE)

23.04.1961

TREZE(PB)

2-2

CAMPINENSE(PB)

CAMPEÃO – TREZE FUTEBOL CLUBE (CAMPINA GRANDE – PB)

 

DATA: 10 DE JANEIRO DE 1926
LOCAL: RIO DE JANEIRO – RJ

1º QUADROS

ARGENTINO FC

4-2

AMÉRICA SUBURBANO FC

1º QUADROS

MAGNO FC

2-1

SC AMÉRICA

1º QUADROS

FIDALGO FC

3-2

CAMPO GRANDE AC
 

DATA: 04 DE MARÇO DE 1945
LOCAL: SÃO PAULO – SP

DIVISÃO VERMELHA

1º JOGO

A EXPOSIÇÃO

1-0

ENDOQUÍMICA

2º JOGO

LABORTERÁPICA

2-0

TECELAGEM TAMER

3º JOGO

TEXTILIA

1-0

CASA SCAFF

4º JOGO

CASA BROMBERG

0-0

NADIR FIGUEIREDO (2-1 ESC)

5º JOGO

LABORTERÁPICA

0-0

A EXPOSIÇÃO (2-1 ESC)

6º JOGO

TEXTILIA

1-0

CASA BROMBERG

7º JOGO

LABORTERÁPICA

0-0

TEXTILIA (4-3 PEN)

DIVISÃO AZUL

1º JOGO

KLABIN

1-0

LANIFÍCIO LAPA

2º JOGO

COOPERCOTIA

0-0

REDAN (3-0 ESC)

3º JOGO

GUILHERME GIORGI

1-0

FIAÇÃO INDIANA

4º JOGO

SWIFT

1-0

LEITE PAULISTA

5º JOGO

MELHORAMENTOS

2-0

TINTURARIA FERNANDES

6º JOGO

RECABO

0-0

KLABIN (2-1 ESC)

7º JOGO

COOPERCOTIA

0-0

GUILHERME GIORGI (1-0 ESC)

8º JOGO

MELHORAMENTOS

2-1

SWIFT

9º JOGO

COOPERCOTIA

0-0

RECABO (3-2 ESC)

10º JOGO

COOPERCOTIA

1-1

MELHORAMENTOS (3-2 ESC)

DATA: 11 DE MARÇO DE 1945
LOCAL: SÃO PAULO – SP

3º LUGAR

TEXTILIA

4-3

MELHORAMENTOS

FINAL

COOPERCOTIA

5-3

LABORTERÁPICA

CAMPEÃO – COOPERCOTIA ATLÉTICO CLUBE (SÃO PAULO – SP)

 

Friburgo tem o seu novo campeão: Esperança 

O Esperança Futebol Clube, de Nova Friburgo, depois de 30 anos, voltou a conquistar o título de campeão, invicto, do município de 1961. O presidente Válter Saldanha muito colaborou nesta jornada. O técnico foi Antônio Decache e a equipe contou com: Decache; Ceci, Ivan, Cinézio e Carlinhos; Leão, Chiminga e Cléo; Célio, Telesca e Pardal.

Os esperancistas asseguraram o cetro após derrotar o Friburgo, por 4 a 1, no cotejo que foi decisivo para os dois concorrentes.

FONTE: Jornal Última Hora (23 de outubro de 1961)

 

FONTE: Jornal Última Hora

 

LMD – Liga Macaense de Desportos
Fundado na quarta-feira, do dia 30 de Setembro de 1942
Sede: Rua Lira dos Conspiradores, 350 – Centro – Macaé (RJ)

FONTE: Jornal Última Hora

 

FONTE: Jornal Última Hora

 

FONTE: Jornal Última Hora

 

FONTE: Jornal Última Hora

 

Na Região Sul Fluminense, a Liga Desportiva de Resende (LDR) informou a Federação Fluminense de Desportos (FFD) que foi encerrado seu campeonato oficial de 1961. O Atlético Clube Monte Castelo foi o campeão da temporada e o título de vice-campeão ficou em poder do Manejo Futebol Clube.

Também a FFD foi informada de que o Paraíso continuará filiado, porém, na modalidade futebol de salão, uma vez que sua praça de esportes vai entrar em obras durante oito meses.

Já na Região Metropolitana do Rio, o Campeonato Citadino de Rio Bonito de 1961, terminou com o seguinte ranqueamento:

Campeão: Castelo Futebol Clube, do Distrito Castelo;
Vice-campeão: Motorista Futebol Clube;
Terceiro lugar: Cruzeiro, de Rio Bonito;
Último lugar: Esperança Futebol Clube.

x

FONTE: Jornal Última Hora

 
SÃO PAULO RAILWAY AC (SÃO PAULO-SP)

7

A PORTUGUESA D (RIBEIRÃO PRETO-SP)

3

Data: 24 de março de 1946 Local: Ribeirão Preto – SP
Juiz: Luiz Matoso Caráter: Amistoso Nacional
Gols: Botina (2), Vicente (2), Charuto, Riveti e Celeste / Verteli (2) e Carlito
S.P.R.(SP): Aldo; Ulisses e Moacir; Nenê, Celeste e Ingles; Sá, Charuto, Riveti, Botina e Vicente.
Portuguesa(SP): Rolando; Fuê (Vila) e Ovidio; Valtão, Tim e Fuminho; Daniel (Carlito), Tinta, Verteli, Nego e Bovo.
 

Fluminense Football Club (Rio de Janeiro-RJ) - 1960

Fonte: Ultima Hora (RJ)

 

 

 

FONTE: Jornal Última Hora

 

FONTE: Jornal Última Hora

 


Fonte: Jornal de Joinville, edições 28/10/68 e 01/11/68.

© 2017 História do Futebol Suffusion theme by Sayontan Sinha